NFL: Colts x Texans e Seahawks x Cowboys

Por SÍNDICO | Em 5 de janeiro de 2019

WILD CARD, jogos deste sábado, por MAURO FRANÇA:

INDIANAPOLIS COLTS x HOUSTON TEXANS. NRG Stadium (71 mil), Houston, Texas. ESPN, 19:35 h (horário de Brasília).

INDIANAPOLIS COLTS

  • Primeira temporada: 1953, em Baltimore. Mudou para Indianapolis em 1984.
  • Temporada Regular: 10-6 (6-2 em casa, 4-4 fora). 2º na AFC Sul, 6º na Conferência. Últimos 5 jogos: 4-1.
  • Playoffs: 24ª participação na era Super Bowl, 1ª desde 2014. 41 jogos, 20-21. Disputou 4 Super Bowl, venceu 2 (70, 06), perdeu 2 (68, 09).
  • Posição nos rankings: ataque: 7º no geral, 6º no jogo aéreo, 20º no corrido / defesa: 11º, 16º contra jogo aéreo, 8º contra corridas / Pontos marcados: 27.1 (5º). Pontos cedidos: 21.5 (10º).
  • Principais jogadores: Andrew Luck, QB, 29 anos, 7ª temporada, 39 TD (2º), 15 INT (2º), 4.593 jardas (4º), 439-630 passes (67.3%), 98.7 rating / Marlon Mack, RB, 22 anos, 2ª temporada, 195 corridas – 908 jardas, 9 TD / Y. Hilton, WR, 29 anos, 7ª temporada, 76 recepções – 1.270 jardas, 6 TD / Eric Ebron, TE, 25 anos, 5ª temporada (1ª na equipe, 4 no Lions), 66 recepções – 750 jardas, 13 TD (2º) / / Darius Leonard, OLB, 23 anos, 1ª temporada, 163 tackles (1º), 7.0 sacks, 4 fumbles forçados, 2 INT / Kicker: Adam Vinatieri, 46 anos, 23ª temporada (13ª na equipe, 10 no Patriots), 23-27 FG – 85.2%.
  • Técnico: Frank Michael Reich Jr., 57 anos, 1ª temporada, 16 jogos, 10-6, 1ª participação em playoffs. Super Bowl: Campeão como coordenador ofensivo do Eagles, na temporada passada.\ 

HOUSTON TEXANS

  • Primeira temporada: 2002.
  • Temporada Regular: 11-5 (6-2 em casa, 5-3 fora). Campeão AFC Sul. Últimos 5 jogos: 3-2.
  • Playoffs: 5ª participação, 3ª nas últimas 4 temporadas. 7 jogos, 3-4. Ainda não disputou o Super Bowl.
  • Posição nos rankings: ataque: 15º no geral, 17º no jogo aéreo, 8º no corrido / defesa: 12º, 28º contra jogo aéreo, 3º contra corridas / Pontos marcados: 25.1 (11º). Pontos cedidos: 19.8 (4º).
  • Principais jogadores: Deshaun Watson, QB, 23 anos, 2ª temporada, 26 TD, 9 INT, 4.165 jardas (6º), 345-505 passes – 68.3%, 103.1 rating, 99 corridas – 551 jardas, 5 TD / Lamar Miller, RB, 27 anos, 7ª temporada (3ª na equipe, 4 no Dolphins), 210 corridas – 973 jardas, 5 TD / DeAndre Hopkins, WR, 26 anos, 6ª temporada,  115 recepções (3º) – 1.572 jardas (2º), 11 TD (5º) / J. Watt, DE, 29 anos, 8ª temporada, 61 tackles, 16.0 sacks (2º), 7 fumbles forçados (1º) / Kicker: Ka´imi Fairbairn, 24 anos, 2ª temporada, 37-42 FG (1º) – 88.1%.
  • Técnico: Bill O´Brien, 49 anos, 5ª temporada, 3ª classificação aos playoffs. Temporada regular: 42-38. Playoffs: 1-2.

*****

SEATTLE SEAHAWKS x DALLAS COWBOYS. AT&T Stadium (80 mil), Arlington, Texas. ESPN, 23:15 h (horário de Brasília)

SEATTLE SEAHAWKS

  • Primeira temporada:
  • Temporada Regular: 10-6 (6-2 em casa, 4-4 fora). 2º na NFC Oeste, 5º na Conferência. Últimos 5 jogos: 4-1.
  • Playoffs: 17ª participação, 6ª nas últimas 7 temporadas. 31 jogos, 16-15. Disputou 3 Super Bowl, venceu 1 (13) perdeu 2 (05, 14).
  • Posição nos rankings: ataque: 18º no geral, 27º no jogo aéreo, 1º no corrido / defesa: 16º, 17º contra jogo aéreo, 13º contra corridas / Pontos marcados: 26.8 (6º). Pontos cedidos: 21.7 (11º).
  • Principais jogadores: Russell Wilson, QB, 30 anos, 7ª temporada, 35 TD (3º), 7 INT, 3.448 jardas, 280-427 passes – 65.6%, 110.9 rating, 67 corridas – 376 jardas / Chris Carson, RB, 24 anos, 2ª temporada, 247 corridas – 1.151 jardas (5º), 9 TD / Tyler Lockett, WR, 26 anos, 4ª temporada, 57 recepções – 965 jardas, 10 TD / Doug Baldwin, WR, 30 anos, 8ª temporada, 50 recepções – 618 jardas, 5 TD / Frank Clark, DE, 25 anos, 4ª temporada, 42 tackles, 14.0 sacks (5º), 4 fumbles forçados, 1 INT / Kicker: Sebastian Janikowski, 40 anos, 18ª temporada (1ª na equipe, 17 no Raiders), 22-27 FG – 81.5%.
  • Técnico:Pete Carroll, 67 anos, 13ª temporada (9ª pela equipe, desde 2010), 8 classificações para playoffs (6 pela equipe, 2 com o Patriots). Temporada regular: 121-85-1 (89-54-1 pela equipe). Playoffs: 10-7 (9-5 com a equipe). Super Bowl: 2, venceu 1 (13), perdeu 1 (14). 

 

DALLAS COWBOYS

  • Primeira temporada: 1960.
  • Temporada Regular: 10-6 (7-1 em casa, 3-5 fora). Campeão da NFC Leste. Últimos 5 jogos: 4-1.
  • Playoffs: 33ª participação, 4ª nas últimas 10 temporadas. 61 jogos, 34-27. Disputou 7 Super Bowl, venceu 5 (71, 77, 92, 93, 95) e perdeu 2 (70, 75).
  • Posição nos rankings: ataque: 22º no geral, 23º no jogo aéreo, 10º no corrido / defesa: 7º, 13º contra jogo aéreo, 5º contra corridas / Pontos marcados: 21.2 (22º). Pontos cedidos: 20.2 (6º).
  • Principais jogadores: Dak Prescott, QB, 25 anos, 3ª temporada, 22 TD, 8 INT, 3.885 jardas, 356-526 passes – 67.7%, 96.9 rating, 75 corridas – 305 jardas, 6 TD / Ezekiel Elliott, RB, 23 anos, 3ª temporada, 304 corridas (1º) – 1.434 jardas (1º), 6 TD, 77 recepções – 567 jardas, 3 TD / Amari Cooper, WR, 24 anos, 4ª temporada (1ª na equipe, ex-Raiders), 75 recepções – 1.005 jardas (53-725 pela equipe), 7 TD / Leighton Vander Esch, OLB, 22 anos, 1ª temporada, 140 tackles (3º), 2 INT / Demarcus Lawrence, DE, 26 anos, 5ª temporada, 67 tackles, 10.0 sacks, 2 fumbles forçados, 1 INT / Kicker: Brett Maher, 29 anos, 1ª temporada, 29-36 FG – 80.6%.
  • Técnico: Jason Garrett, 52 anos, 9ª temporada, 3ª classificações para playoffs. Temporada regular: 77-59. Playoffs: 1-2. 

15 comentários para “NFL: Colts x Texans e Seahawks x Cowboys”

  1. SÍNDICO disse:

    Os times texanos, por jogarem em casa, deveriam ser favoritos, mas não são. Seus adversários vêm numa crescente e podem vencê-los.

  2. WALLACE disse:

    Dallas tem uma excelente ol, bons alvos e uma defesa com um calouro muito bom na zaga. Apesar de achar que vai dar Cowboys, estou torcendo pelos Seahawks, que acredito que seria o conceito mais “fácil” para New England. Palpite: Cowboys. À espera de um milagre.

  3. Mauro Franca disse:

    Colts e Texans se enfrentaram duas vezes na temporada regular, com uma vitória pra cada lado, na casa do adversário e por mínima margem de pontos. Na Semana 4, em Indianapolis, Texans venceu por 37×34. Na Semana 14, em Houston, Colts fez 24×21, quebrando uma sequencia de 9 vitórias do adversário.

  4. Jdias disse:

    LUCK jogando muito. Jogo parece que vai terminar no 1º tempo…

  5. Mauro Franca disse:

    Domínio total do Colts no 1º tempo, 21×0. Linha ofensiva deixou Andrew Luck à vontade para distribuir passes precisos.

  6. SÍNDICO disse:

    COLTS 21×7 TEXANS, em Houston. Nas três primeiras campanhas do jogo, em 11 minutos, os Colts já marcaram dois touchdowns, não cederam sequer uma primeira descida para os Texans e abriram 14 a 0. No primeiro, passe de Andrew Luck para Eric Ebron, que pontuou em todos os três jogos contra o time de Houston na temporada; no segundo, corrida de Marlon Mack. Os Texans ficaram 14 pontos atrás de seus adversários nas três primeiras partidas da temporada regular, contra Patriots, Titans e Giants – três derrotas. A primeira vitória veio apenas na semana 4, contra o próprio Indianapolis Colts. Com 24 segundos para o fim do primeiro quarto, Deshaun Watson foi interceptado, para desespero da maioria presente no NRG Stadium. Na campanha seguinte, ressurgiu a esperança: J.J. Watt desviou lançamento de Luck e Brandon Dunn interceptou. A alegria durou pouco. No meio do segundo quarto, Andrew Luck lançou para Eric Ebron e os Colts abriram 21 a 0. Com 1:20 minuto para terminar o segundo quarto, os Texans, da linha de 9 jardas, arriscaram uma quarta descida para uma jarda ao invés de chutar. Deshaun Watson procurou Deandre Hopkins, não foi feliz, e consolidou um primeiro tempo para se esquecer. Pela primeira vez como titular com a camisa dos Texans, o QB foi para o intervalo sem o time pontuar. Os Colts, por sua vez, foram quase perfeitos. Converteram todas as terceiras decidas que tiveram (6-6) e, em cinco campanhas, fizeram três touchdowns (sofreram uma interceptação e, na última, foram parados pelo relógio). Ainda conseguiram 20 primeiras descidas, o máximo de uma equipe visitante nos playoffs desde 1970. O terceiro período foi morno e terminou em 0 a 0. O fio de esperança da torcida presente se manteve existente por uma quarta descida bem-sucedida no último minuto. Essa quarta decida deu sequência à campanha dos Texans que, com 11 minutos restantes no último quarto, fizeram um touchdown com Watson lançando Keke Coutee e cortaram a desvantagem para 21 a 7. Entretanto, foi só. Apesar de recuperar a bola com oito minutos restantes no último quarto, não conseguiu transformá-la em nada e terminou sua última partida na temporada apenas com 7 pontos. (Espn)

  7. SÍNDICO disse:

    COWBOYS 24×22 SEAHAWKS, em Dallas. O 1º tempo foi bastante truncada, com as defesas muito bem. Dallas marcou 3 pontos no 1º quarto, Seattle dobrou a dose no segundo e foi pro intervalo com 6×3. Na reta final do 2º quarto, Ezekiel Elliott correu 44 jardas, deixou Dak Prescott em boa posição e Michael Gallup foi acionado pra completar o touchdown, fechando o período em 10×3. Na última e curta campanha, os Seahawks se colocaram em posição de field goal de 57 jardas. Sebastian Janikowski fez muita força pra chutar e, além de errar, sentiu dor na coxa esquerda, abandonando o jogo. Nova pontuação só no fim do 3º tempo. Sem kicker, apenas com um punter calouro improvisado, os Seahawks resolveram forçar mais do que o normal, o que fez bem no começo, mas viria a decidir o jogo. Em uma 4ª descida, Russell Wilson achou Doug Baldwin pra salvar a campanha com uma recepção absurda. Após mais algumas corridas, o próprio QB de Seattle correu com a bola pro TD. Sem kicker, preferiram tentar a conversão de 2 pontos, acertaram e abriram 14×10. No começo da 4ª etapa, os Cowboys responderam. Em ótima campanha do QB Dak Prescott, Ezekiel Elliott correu pra marcar mais 7 pontos e virar a partida: 17×14. Depois de boas atuações defensivas, o time de Dallas voltou a atacar os Seahawks e Dak Prescott teve a chance de matar o jogo, mas foi interceptado. A defesa dos mandantes voltou a recuperar a bola e, agora sim, o QB dos Cowboys passou a régua no duelo. Ou pelo menos pensou. Após correr 16 jardas em uma 3ª pra 15, Prescott correu mais uma vez anotou um touchdown. Cowboys 24×14. Mas os Seahawks, com uma campanha em 50 segundos, pontuou. Russell Wilson lançou J.D. McKissic e conseguiu um touchdown. Com uma conversão de 2 pontos, o placar ficou em 24×22. Faltando 1:22 minuto, só seria possível uma virada caso os Seahawks recuperassem a bola sem ela ir pra Dallas. Mesmo sem kicker, eles tentaram o onside kick. Não deu certo, a bola voltou pros Cowboys e a partida acabou. (Espn)

  8. Mauro Franca disse:

    Enquanto no primeiro jogo o Colts amassou o Texans, o segundo foi equilibrado, como se previa. As defesas predominaram em boa parte da partida, mas Russell Wilson e Dak Prescott jogaram muito. Ezekiel Elliot foi decisivo. E teve emoção até o fim. Jogaço.

  9. SÍNDICO disse:

    WALFRIDO pagou US$90 por um lugar na arquibancada superior central do estádio de Houston. Atrás dos ípsilones é mais barato. Texans não tem poder de convocatória das maiores franquias, por isto não cobra muito caro.