NFL 17-18: Ravens, Colts e Eagles nos pleiofes

Por SÍNDICO | Em 30 de dezembro de 2018

Miami 17-42 Buffalo 16:00 New Era Field, Buffallo

Detroit 31-0 Green Bay 16:00 Lambeau Field, Green Bay

NY Jets 3-38 New England 16:00 Gillette Stadium, Foxboro

Carolina 33-14 New Orleans 16:00 Mercedes-Benz Superdome, New Orleans

Dallas 36-35 NY Giants 16:00 MetLife Stadium, Duke University

Atlanta 34-32 Tampa Bay 16:00 Raymond James Stadium, Tampa

Jacksonville 3-24 Houston 16:00 NRG Stadium, Houston

LA Chargers 23-9 Denver 19:25 Broncos Stadium at Mile High, Denver

Oakland 3-35 Kansas City 19:25 Arrowhead Stadium, Kansas City

San Francisco 32-48 LA Rams 19:25 Coliseum, Los Angeles

Chicago 24-10 Minnesota 19:25 U.S. Bank Stadium, Minneapolis

Cincinnati 13-16 Pittsburgh 19:25 Heinz Field, Pittsburgh

Arizona 24-27 Seattle 19:25 CenturyLink Field, Seattle

Philadelphia 24-0 Washington 19:25 FedEx Field, Landover

Cleveland 24-28 Baltimore 19:25 M&T Bank Stadium, Baltimore

Indianapolis 33-17 Tennessee 23:20 Nissan Stadium, Nashville

13 comentários para “NFL 17-18: Ravens, Colts e Eagles nos pleiofes”

  1. Mauro Franca disse:

    Patriots garantiu o bye na primeira rodada com uma vitória mais do que previsível sobre o Jets. Texans garantiu o título da AFC Sul.

    • Mauro Franca disse:

      No intervalo dos jogos das 18h, Steelers e Vikings em apuros. O primeiro vai ficando fora dos playoffs com a vitória do Ravens sobre o Browns. O segundo perde para o bears e o Eagles vai vencendo o Redskins, resultados que dão a vaga ao atual campeão do Super Bowl.

  2. Economista disse:

    Ridículo terminarem a equipe de atletismo com essa desculpa de peidorreiro.

  3. Ô sofrimento com este 49ers… Parece que a maldição de construir estádio é uma coisa impressionante… Ainda bem que acabou…

  4. SÍNDICO disse:

    Conferência Americana
    1. Kansas City Chiefs 16 12 0 4
    2. Los Angeles Chargers 16 12 0 4
    3. Houston Texans 16 11 0 5
    4. New England Patriots 16 11 0 5
    5. Baltimore Ravens 16 10 0 6
    6. Indianapolis Colts 16 10 0 6
    7. Tennessee Titans 16 9 0 7
    8. Pittsburgh Steelers 16 9 1 6
    9. Cleveland Browns 16 7 1 8
    10. Miami Dolphins 15 7 0 9
    11. Denver Broncos 16 6 0 10
    12. Cincinnati Bengals 16 6 0 10
    13 Buffalo Bills 16 6 0 10
    14. Jacksonville Jaguars 16 5 0 12
    15. New York Jets 16 4 0 11
    16. Oakland Raiders 16 4 0 12

  5. SÍNDICO disse:

    Conferência Nacional
    1. New Orleans Saints 16 13 0 3
    2. Los Angeles Rams 16 13 0 3
    3. Chicago Bears 16 12 0 4
    4. Dallas Cowboys 16 10 0 6
    5. Seattle Seahawks 16 10 0 6
    6. Philadelphia Eagles 16 9 0 7
    7. Minnesota Vikings 16 8 1 7
    8. Washington Redskins 16 7 0 9
    9. Carolina Panthers 16 7 0 9
    10. Green Bay Packers 16 6 1 9
    11. Detroit Lions 16 6 0 10
    12. Atlanta Falcons 16 6 0 10
    13, New York Giants 16 5 0 11
    14. Tampa Bay Buccaneers 16 5 0 11
    15. San Francisco 49ers 16 4 0 12
    16. Arizona Cardinals 16 3 0 13

  6. SÍNDICO disse:

    Ao menos estavam juntos

    Anabela Natário

    — Meia noite!!! Viva o novo ano! — gritaram os quatro, de copo na mão, batendo com os pés, abraçando-se de seguida. Quando se olharam nos olhos – porque, dizem, as saúdes de copos assim o exigem para não amaldiçoar as relações sexuais dos próximos sete anos – não viram as mesmas caras. Quer dizer, os rostos mantinham-se, reconheciam-se, mas… os cabelos estavam brancos, os poros mais abertos, a pele talhada…

    Enquanto se afastavam uns dos outros, de olhos arregalados, bocas espantadas, ninguém disse uma palavra. Não era possível, claro, pensavam. Não podiam ter envelhecido assim de um ano para o outro. Pior: de um minuto para o outro. Mas era o que viam. Portanto, a realidade apresentava-se dessa forma, havia que acreditar, só é permitido não acreditar naquilo que se não vê.

    Ainda agora tinham 30 anos, mais coisa menos coisa. Para aparecerem assim, quanto tempo passara? As mãos diziam ter-se passado bastante, a pele arrepanhada demorava a voltar ao lugar. E o choro de crianças, vinha de onde? Do quarto ao lado da sala? Filhos? Netos? Mais uma impossibilidade. Nenhum deles vivia junto, sim, namoravam, eram amigos desde a faculdade, porém, ainda não tinham acordado em mais compromissos; o pula-pula dos afazeres profissionais, um emprego aqui, outro ali, a empresa que dois deles criaram e parece fazer o seu caminho, as horas a cultivar o físico, a beber copos, a olhar as redes, a postar, a escrever para poupar a língua…

    Desorientados, procuram a tevê e os telemóveis para poderem olhar outros, observar outras feições, ver o que se passa no mundo. É tudo um pouco incompreensível. A grande tela incorporada na parede só fazia coisas a pedido, e os telefones por onde andavam? Só veem óculos, nanoaparelhos, um robô a surgir da cozinha, ou de onde antes era a cozinha.

    Dá-se então uma corrida à casa de banho. Maria, Micaela, Tomás e Rodriguinho querem ver-se ao espelho. E, enquanto isso, apalpam a cara, puxam pelos e cabelos, largando interjeições entre uma afirmação e uma interrogação: Não pode ser! Mas o que é que está a acontecer?

    A interrogativa apresenta-se desfasada. Não está a acontecer, já tinha acontecido.

    Suspiram, ao menos estão juntos.

  7. VIANA disse:

    Eu avisei que os Colts iriam passar.

  8. TAÍSA disse:

    O time do Walfrido Nascimento Junior também está garantido. O Saints, time do coração desde a década de 90. E agora também com o Texans, pra prestigiar nossa cidade ❤️