Mundial Sub17: Brasil 3×2 França

Por SÍNDICO | Em 14 de novembro de 2019

FOI DE VIRADA! A França, que vinha de uma vitória por 6×1 sobre a Espanha, abriu 2×0 com apenas 12 minutos. O Brasil, que havia passado pela Itália por 2xo nas quartas, virou no terço final da partida disputada no Bezerrão, Gama, Distrito Federal.

No próximo domingo, a França disputará o terceiro lugar com a a Holanda, às 15h, e o Brasil decidirá o titulo com o México, às 19h, jogos com transmissão do Sportv.

Nenhum jogador do Cruzeiro neste escrete, nenhum talento especial entre os selecionados. O time brasileiro tem um conjunto sólido, que joga como se faz atualmente por estas bandas, com força, rapidez e disciplina tática.

BRASIL 3-2 FRANÇA, 14nov17qui20h. TEMPO nublado, temperatura 25º, vento 5 Km/h, umidade 70%. LOCAL: Bezerrão (20 mil), Gama, Distrito Federal. MOTIVO: semifinal do Munidla Sub17. TRANSMISSÃO: Sportv. PÚBLICO: 13.587 pagantes, 15.000 presentes. ARBITRAGEM: Ivan Barton (El Salvador), David Moran (El Salvador), Zachari Zeegelaar (Suriname). AMARELOS: Matsima, Soppy, Cabral. GOLS: Muinga, 6, M´Buku, 12, Kaio Jorge, 61, Veron, 75, Lázaro, 88. BRASIL: Donelli; Yan (Sandry), Henri, Luan Patrick, Patryck; Cabral, Pedro Lucas (Garcia), Diego (Lázaro); Veron, Kaio Jorge, Peglow. T: Guilherme Dalla Dea. FRANÇA: Zinga; Soppy, Matsima, Kouassi, Pembelé; Millot (Hassan), Aouchiche, Ahamada; Muinga (Lepenant), M’Buku, Lihadji. T: Jean-Claude Giuntini.

10 comentários para “Mundial Sub17: Brasil 3×2 França”

  1. SÍNDICO disse:

    BRASIL 3-2 FRANÇA, 14nov17qui20h. TEMPO nublado, temperatura 25º, vento 5 Km/h, umidade 70%. LOCAL: Bezerrão (20 mil), Gama, Distrito Federal. MOTIVO: semifinal do Munidla Sub17. TRANSMISSÃO: Sportv. PÚBLICO: 13.587 pagantes, 15.000 presentes. ARBITRAGEM: Ivan Barton (El Salvador), David Moran (El Salvador), Zachari Zeegelaar (Suriname). AMARELOS: GOLS: Muinga, 6, M´Buku, 11, Kaio Jorge, 61, Veron, 75, Lázaro, 88. BRASIL: Donelli; Yan (Sandry), Henri, Luan Patrick, Patryck; Cabral, Pedro Lucas (Garcia), Diego (Lázaro); Veron, Kaio Jorge, Peglow. T: Guilherme Dalla Dea. Reservas: Marcelo, Cristian, Garcia, Gabriel Noga, Renan, Talles Costa, Sandry, Matheus Araújo, Lázaro. Desfalques: Talles Magno (lesionado). FRANÇA: Zinga; Pembelé, Matsima, Kouassi, Soppy; Millot (Hassan), Aouchiche, Ahamada; Muinga (Lepenant), M´Buku, Lihadji. T: Jean-Claude Giuntini.

  2. SÍNDICO disse:

    A estratégia brasileira era pressionar nos primeiros minutos. Mas quem conseguiu colocar isto em prática foi a França. Aos 6, Aouchiche deu lindo passe pra Kalimuendo na esquerda, e ele tocou na saída de Donelli. Foi a sétima assistência do camisa 10 francês no torneio. Pouco depois, Mbuku fez um carnaval no lado esquerdo, passou fácil por Cabral e Henri e fex dois a zero. O Brasil reagiu. Criou boa chance com Veron, se manteve no ataque e teria chance de marcar no fim da primeira etapa. Yan sofreu pênalti, mas, após revisão no VAR, o árbitro anulou a decisão. O Brasil não se abateu. Reagiu bem na segunda etapa, embora tenha tomado um susto com um chute de Kalimuendo. A França preferiu jogar compactada, deu a bola para a seleção brasileira, que insistiu e diminuiu aos 61. Henri escorou após escanteio, e Kaio Jorge empurrou pra rede. Dalla Dea lançou Lázaro na vaga de Diego Rosa, colocou Yan na ponta, a pressão continuou e, aos 30, Cabral conseguiu salvar bola quase impossível na esquerda, cruzou, Veron ficou com a sobra e empatou: 2 a 2. O VAR foi decisivo. Primeiro, confirmou o gol de Kalimuendo, que havia sido anulado pelo bandeirinha. Depois, o árbitro salvadorenho foi até o monitor pra anular um pênalti que havia marcado em cima de Yan, aos 44. Kaio Jorge já se preparava pra fazer a cobrança, que poderia recolocar o Brasil no jogo. Na segunda etapa, foi a vez de decidir a favor dos donos da casa ao confirmar o gol do camisa 9 brasileiro. E, no fim, foi também com auxílio do VAR que o árbitro anulou, por impedimento, o gol de Matsima que recolocaria a França na frente, nos minutos finais. Na sequência do gol anulado, Lázaro fez o gol da vitória brasileira. Anulado o gol de Matsima, bola no chão para o Brasil cobrar o impedimento. O goleiro Matheus Donelli deu um chutão, a bola quicou no campo de ataque, a defesa francesa bobeou, Lázaro dominou na entrada da área, girou na frente da marcação e chutou forte, sem chance para o goleiro Zinga. Brasil 3×2, com passagem pra final a ser disputada no domingo, às 19h contra o México.

  3. SÍNDICO disse:

    BRASIL x FRANÇA EM MUNDIAIS
    Brasil 0x1 França Copa 2006 quartas de final Masculino
    Brasil 0x3 França Copa 1998 final Masculino
    Brasil 1-3×4-1 França Copa 1986 quartas de final Masculino
    Brasil 5×2 França Copa 1958 semifinal Masculino
    Brasil 1×2 França Copa 2919 oitavas de final Feminino
    Brasil 1×1 França Copa 2003 dase de grupos Feminino
    Brasil 3×0 França Mundial Sub20 1997 fase de grupos Masculino
    Brasil 0x0 França Mundial Sub17 1987, fase de grupos Masculino
    Brasil 1×2 França Mundial Sub17 2001 quartas de final Masculino
    Brasil 4×0 França Mundial Sub19 2002 fase de grupos Feminino
    Brasil 3×2 França Mundial Sub17 2019 semifinal Masculino

  4. Souza disse:

    VIRADA ESPETACULAR. Muita entrega dos meninos. A França teve chance de vencer e se tivesse ganhado não seria injusto. Mas a garotada foi premiada pela dedicação e qualidade de alguns.

  5. Romarol disse:

    Gostei foi dos comentários do Whatsapp.

  6. SÍNDICO disse:

    BRASIL x MÉXICO, 17nov10dom19h. TEMPO nublado, temperatura 26º, vento 10 Km.h, umidade 61%. LOCAL: Bezerrão (20 mil), Gama, Distrito Federal. MOTIVO: final do Mundial Sub17. TRANSMISSÃO: Sportv. PÚBLICO: ARBITRAGENL AMARELOS: GOLS: MÉXICO: García, Gómez, Rafael Martínez, Ruíz; Pizzuto, Josué Martínez, Guzman, El-Mesmari, González; Luna, Muñoz, T: Marco Ruíz. BRASIL: Donelli; Yan (Sandry), Henri, Luan Patrick, Patryck; Cabral, Diego Rosa (Lázaro), Peglow; Veron, Kaio Jorge, Pedro Lucas (Gustavo García). T: Guilherme Dalla Dea.

Deixe um comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.