Minha agenda de eventos

Por SÍNDICO | Em 2 de junho de 2015

Decidido meu futuro em estádios e no sofá ate dezembro:

  1. Brasileiro: sim, apesar dos bocejos.
  2. Copa América: sim
  3. Champions: não
  4. Mundial Sub20: sim, quando me lembrar.
  5. Roland Garros: não
  6. Wimbledon: só o feminino
  7. US Open: não
  8. Copa do Brasil: sim
  9. UFC: nem se me pagarem
  10. Liga Mundial de Vôlei: mais ou menos
  11. Superliga de Vôlei: só jogos do Cruzeiro
  12. Finais da NBA: só se não tiver nada melhor pra fazer.
  13. NFL: sim
  14. Hóquei: nem se me pagarem
  15. Baseball: só pra chamar o sono
  16. F1: só os melhores momentos
  17. Boxe: não
  18. Mundial de Clubes: não
  19. StockCar: uma espiada, de vez em quando
  20. São Silvestre: só enquanto o atleta do Cruzeiro estiver na ponta.
  21. Terceirona do Mineiro: pensando em acompanhar o Siderúrgica.
  22. Segundona do Brasileiro: quando não tiver poha nenhuma pra fazer e o PFC liberar imagens.

E vc, esportedependente leitor?

Antes que eu me esqueça: mesas redondas, nem pensar, nem que a vaca tussa, nem a pau Juvenal!

12 comentários para “Minha agenda de eventos”

  1. Azul Celeste disse:

    Marcelo Oliveira foi demitido segundo o Superesportes

  2. Hélio Lopes disse:

    Brasileiro: sim. Copa do Brasil: sim. Liga Mundial de Vôlei: sim. F1: sim. Stock Car: sim. O resto: largo pra lá.

  3. Jdias disse:

    Saudades da NFL. Não verá a final da Champions?

  4. JS, ninguém fala “futebol masculino” dado que o futebol em si é um esporte, ainda que plural, notadamente desenhado para ser praticado por homens e para um público majoritariamente masculino. Logo, dizemos sem prejuízos semânticos “Futebol” e “Futebol Feminino”. Vôlei deveria seguir o mesmo critério. “Vôlei” e “Vôlei Masculino”.

  5. Maia disse:

    Que TV vai transmitir a terceirona do mineiro?

  6. Celeste disse:

    Só Cruzeiro e novelas do Canal VIVA, quando estou em casa.

  7. sérgio Luiz disse:

    Série C no Canal Brasil, aqui TV Minas dando uma força para o Tupi e Tombense.

  8. SÍNDICO disse:

    PLACAR é vendida por Grupo Abril (Erich Beting, Máquina do Esporte, 02jun15) A revista mais antiga do país foi vendida para a Editora Caras. O negócio envolve, além da Placar, outros dois títulos da Abril, dando sequência a um processo iniciado no ano passado, quando dez publicações da Abril já haviam tomado o rumo da Caras. Desde o ano passado, após a Copa do Mundo, que a editora tentava encontrar compradores para o título. Com dificuldade em manter a operação, a Abril já havia descontinuado a publicação da revista algumas vezes no passado. Atualmente, a periodicidade dela era mensal. Além da publicação, todo o acervo da Placar deverá migrar pra Caras. Isso significa um dos maiores bancos de dados de imagens do futebol no Brasil. Ao se desfazer da Placar, a Abril praticamente encerra seu núcleo de revistas esportivas. No início do ano, a Runner’s World, focada na corrida de rua, não teve o contrato de licenciamento renovado e migrou pra editora Rocky Mountain.