Mano: “Algo precisa ser mudado”

Por SÍNDICO | Em 9 de agosto de 2019

PITACOS acerca do CRUZEIRO 0-1 INTERNACIONAL, no Mineirão, Belo Horizonte, 07ago19qua21h30, ida das semifinais da Copa do Brasil 2019:

MANO MENEZES: Pelo quórum, o pessoal está com o instinto bom. Gostaria juntamente com o Marcone e o Marcelo comunicar oficialmente que a gente interrompe o trabalho à frente do Cruzeiro nesta noite, porque a gente entendeu que era o momento de fazer isso, de que nós não poderíamos estender mais essa fase difícil. Muito mais que uma fase difícil que o Cruzeiro vem apresentando, porque são 18 jogos e uma vitória. A gente sabe que isso no futebol não se sustenta. A decisão parte da consciência de que as coisas podem piorar, e elas não podem piorar. Hoje, o torcedor teve uma reação que pra mim é fundamental pra com o técnico: o torcedor da gente não pode achar que a gente é burro, porque o burro vem aos 47 do segundo tempo hoje, amanhã ele vem aos 30, e isso vai numa continuidade afetar a equipe, e eu tenho muito respeito pelo Cruzeiro. Não vou permitir que isso atrapalhe ainda mais este momento difícil que o clube e a equipe vêm atravessando. A série de jogos, a maneira como a gente está perdendo, as coisas que acontecem como aconteceram hoje diz que algo precisa ser mudado. Então a conversa foi neste nível e nós entendemos que deveríamos vir aqui fazer este comunicado para o torcedor do Cruzeiro. E acho que não temos muito mais a falar a respeito disso.

DEDÉ: Obrigado Professor por todo esse tempo juntos, Foram 3 anos de muito aprendizado, trabalho, tristezas, mas muito mais alegrias, com 4 conquista juntos. Foram 2 bicampeonatos, você será lembrado pra sempre por nós e espero um dia ter novamente essa oportunidade de trabalhar contigo! Que Deus abençoe muito sua trajetória, desculpa pelos meus erros (que foram tentado acertar) e toda sorte do mundo pra você porque você merece! 

MATEUS CHAVES: O Cruzeiro jogou razoavelmente durante 70 minutos. Depois disso, com a crise e o relógio em no encalço, o time perdeu o controle do jogo devido à tentativa desorganizada de fabrir o placar. Passou, então, a sofrer com o ataque do Inter, que foi premiado com o gol num lance de felicidade do Guerrero e desatenção da zaga celeste. Daí em diante, o time não jogou mais futebol. A atual situação só retrata os erros cometidos em todas as instâncias do clube neste ano, do roupeiro ao torcedor, este último um incorrigível sonhador que se iludia com a chance de ser hepta sem jogar bola há pelo menos 4 meses.

DOUGLAS VELLOSO: O Cruzeiro fez um jogo razoável, com certo descontrole nos últimos trinta minutos. O primeiro tempo foi morno, com uma posse de bola inativa fo time celeste, que não incomodou Lomba. Na segunda etapa, o Cruzeiro apareceu melhor nos primeiros vinte minutos. Houve poucas jogadas de concatenação que realmente funcionaram. Faltaram passes de primeira, mais velocidade, soltar a bola com mais inteligência. Com as mudanças, o time se fragilizou e o Inter cresceu com o Wellington Silva sendo mais contundente. Para o Cruzeiro, fazer o gol virou algo não natural. De positivo, destaco Henrique iniciando bem as jogadas e a dupla de zaga firme como sempre. 

KLAUSS MOURÃO: A dificuldade desse time [ra marcar um mísero gol é irritante. Fábio foi o melhor. Os demais nada conseguiram fazer. Ficam todos ciscando pra la e pra cá e nada acontece.

FÁBIO SCHRIER: Fábio foi o melhor. O time jogou razoavelmente bem. Faltou, contudo, confiança dos atacantes. Parece que jogam de freio de mão puxado. Só o Rocha tentpu partir pra cima, mas ficou sem opção. O difícil é ter tomado o mesmo gol que tomou no jogo do Brasileiro, quando a partida se encaminhava pro zero a zero.

PEDRO GEISEL: O pior do Cruzeiro foi o Robinho, seguido pelo Neves. No Cruzeiro, gostei da movimentação e do empenho do Sassá. No Inter, Guerreio, que deu trabalho aos marcadores, mesmo jogando sozinho boa parte da partida, foi o melhor.

SÍNDICO: Cabaços vaiaram um técnico que salvou o clube do rebaixamento duas vezes e conquistou dois bicampeonatos, um estadual, outro nacional.

84 comentários para “Mano: “Algo precisa ser mudado””

  1. SÍNDICO disse:

    MANO MENEZES: “Não acho que a direção do Cruzeiro tenha me derrubado. Acho a saída justa. Se, em 18 jogos, venci um, não posso continuar conduzindo um trabalho. Treinador tem que ter essa ideia e essa noção clara. E foi por isso que tomei essa iniciativa de conversar com eles já no domingo e hoje novamente. Pra eles evitarem um constrangimento que não temos que passar. Temos que nos respeitar, eu respeito muito o Cruzeiro, gosto das pessoas com quem trabalhei esse tempo todo, e nós não vamos perder o respeito e a consideração, porque o resultado não vem. Quando o resultado não vem em uma série tão grande como essa o trabalho precisa ser interrompido. E o treinador precisa ter o respeito pelos seus jogadores, porque o treinador vive de uma teoria de futebol. E essa teoria é, na prática, executada pelos seus jogadores dentro do campo. Na medida em que o resultado não vem, muitas vezes essa teoria perde confiança, e o próprio treinador perde confiança. E quando você começa a perder esta confiança, você não consegue defender com a mesma confiança, tão ecessária para você ter a reação que o Cruzeiro precisa ter. Então, é simples, claro, cristalino e justo que se faz esta interrupção neste momento”.

    • Tolentino disse:

      Poderia ter resumido todo o blá blá blá em: a) Isso aqui tá uma p-o-r-r-a! b) Escafedeu-se minha última chance de título. Fui! c) O último que sair que apague a luz. d) O time não tá entendendo o que eu falo.

  2. SÍNDICO disse:

    MARCELO DJIAN: “Esta decisão foi tomada em conjunto, como o Mano acabou de dizer pra vocês. No último domingo, após o jogo contra o Atlético, a gente já tinha conversado, como ele havia passado pra vocês. Na ocasião a gente achou que não era o momento de ele sair. Hoje, com mais um resultado negativo e com esta análise que ele fez e que a gente estava fazendo, nós realmente achamos que sim. Por mais que nós tenhamos um carinho enorme pela pessoa dele e como profissional, um treinador que ganhou quatro títulos aqui, nós agora resolvemos interromper e trazer um novo profissional”.

  3. Taí disse:

    Realmente a torcida vaiou todas as conquistas, rs… A torcida vaiou o momento que por sinal parece uma eternidade. Os acertos do passado não o imuniza contra os erros do futuro.

    • SÍNDICO disse:

      Alguns, como o Talentim, vc e o Barros “vaiaram” até as conquistas. Ou, no mínimo, ficaram amuados, por conta delas. Reconheça. No torcedor, o ódio sempre supera o bom senso.

      • Tolentino disse:

        Ai ai…

      • Taí disse:

        Andou fazendo algum curso com o 02 do PR?

      • BrunoBarros disse:

        Os títulos foram comemorados com toda a intensidade por todos nós cruzeirenses, não tenho dúvidas disso. O resultado está posto. Sobre o desempenho da equipe durante os 90 minutos vale sempre a discussão. E não há nada que encerre isso. Nem quem se auto coloca como mais cruzeirense do que outro simplesmente porque discorda da opinião sobre o trabalho do treinador tem o direito. Difícil compreender isso?

  4. Souza disse:

    Todos no futebol entendem que os torcedores são passionais e vaiarão quando o time estiver se apresentando mal. As vaias da quarta não foram tão grandes assim e nem o motivo do encerramento do ciclo do Mano, embora tenham citado isso como uma das causas. Ele apenas antecipou a saída porque sabe que o Cruzeiro está com o time cada vez mais enfraquecido e com pouquíssimas chances de obter algo positivo este ano. A saída ds dois Lucas e do Raniel prejudicaram ainda mais a equipe que necessita mesclar juventude com experiência. Qualquer leigo vê que a falta preparo físico para este time jogar com intensidade e velocidade. Se conseguem 30 min disso em um jogo, além de ser muito, deixa vários atletas debilitados para o próximo jogo. É o peso do excesso de idade.

  5. Souza disse:

    Agora só resta apostar nos mais novos e torcer para dar certo. Sassá, David e P. Rocha deveriam passar a ser titulares. Quem sabe com uma sequência de jogos adquirem entrosamento e começam a fazer os gols que a equipe precisa. Talvez o mesmo se deva fazer com Ederson ou Jadson e M. Gabriel no meio. No mais é deixar sempre Robinho e T. Neves para jogarem no segundo tempo e no máximo 30 min.

    • SÍNDICO disse:

      Cabe todo mundo no time. Atualmente, nenhuma equipe tem menos de 18 titulares,

      • BrunoBarros disse:

        O maior reforço em campo que um time brasileiro terá nesses últimos meses do ano chama-se Rodriguinho. Com um treinador de verdade vai funcionar. Aguardem. E o Cruzeiro tem jogadores com qualidade o bastante pra que esse número de 18, 17 jogadores titulares que todo bom time precisa ter, se fará presente à vera. Com um bom treinador isso acontecerá, naturalmente. Tenham certeza disso. Aa real qualidade que esse elenco tem se fará efetiva em campo. Podem ter certeza disso.

  6. SÍNDICO disse:

    Continuo achando que as crises não se misturam. A dos bastidores fica lano Barro Preto. A técnica, na Toca II.

    • Tolentino disse:

      Continua com a inocência de uma criança. Isso é bonito.

    • BrunoBarros disse:

      A crise técnica do Cruzeiro é bem anterior aoa escândalos administrativos. O time já vem jogando pedrinha há anos. O problema do rendimento da equipe em campo não tem correlação com essa balbúrdia da diretoria. Mas é mais uma boa desculpa pra mascarar o porquê do time não jogar bola. Mais uma boa desculpa pro trabalho ruim do antigo treinador. Ele deve tá adorando. Vai servir pra conseguir ainda mais alguns boca aberta o contratarem com um baita salário, de “treinador top”. Oxalá não seja o Cruzeiro a cair nesse engodo no futuro.

  7. SÍNDICO disse:

    CABRAL teve um apagão e deu um carrinho sem a menor necessidade. Se é que, em alguma ocasião, o carrinho seja necessário. Torcedor que aplaude esse tipo de jogada não pode reclamar. Mas deve aprender.

    • Tolentino disse:

      É uma pena que não tenha espaço pra ele na Argentina…

    • BrunoBarros disse:

      Comparar carrinhos de natureza tão diferentes só demonstra o quão perdido está o cidadão na análise dos gestos mais simples que acontecem num jogo de futebol. É carteirada de analfabetismo futebolístico. Nesse lance em questão o argentino se enrolou e deu o bote errado. Simples assim. Um lance esporádico. Usar isso pra definir que foi culpa do carrinho, um gesto técnico presente no futebol em vários momentos, é de uma desonestidade imensa com o próprio jogo. Deus nos livre de alguém que pense assim no comando do Cruzeiro em quaisquer categoria, fraldinha, juvenil, profissional, master. Numa hipotética entrevista de emprego pra contratar alguém pra trabalhar no futebol, se for falado isso, é motivo mais do que justo pra mandar o cara pra casa aguardar uma ligação.

  8. SÍNDICO disse:

    CULPAR bequeira pelo gol é de lascar o cano! Os caras estão na barreira, de costas pro rebote. Os atacantes do Inter é que estão de frente pra bola. Quem tem mais chances de chegar primeiro nela? Raciocinem.

    • Bruno 7L RJ disse:

      10 na barreira?

      • SÍNDICO disse:

        ALGUM time tem dez beques?

      • zuloobas disse:

        Concordo com o Síndico. Tentei achar defeito na defesa do Fábio, já é a 3ª vez seguida q ele toma o mesmo tipo de gol contra o Internacional mas, no duro, o x do lance é o mérito do batedor e a presença de espírito do autor do gol. Da parte do Cruzeiro, o erro foi de Cabral que se enrolou com a bola e carrinhou o adversário, acontece. Acho que a jogada rsverberou pq é repetida e pq nossos jogadores não chegam nem na 1ª bola, “que de lá” na 2ª bola. E o vigor físico e a intensidade é discrepante entre as equipes. Mas confesso a os senhores, não vi nada de mais nesse time colorado, que achou um gol e é superestimado. Lembra muito a bola do Cruzeiro 2017. Parece um time talhado mas esta longe de ser imbatível. Dá p bater neles, mas tem que bater pênalti melhor. Contra o Flu e contra o River, perdemos 2. O Inter tem bons batedores e vem em momento de confiança, se bater mal contra eles vai sair de novo.

      • Matheus Penido disse:

        O próprio Guerrero enalteceu a defesa do Fábio na entrevista depois do jogo, lembrando também daquele lance na final da Copa do Brasil de 2017, quando F1 catou um chutaço do peruano impedindo o título do Flamengo.

      • Tolentino disse:

        Fábio foi perfeito. Criticar um goleiro por uma defesa que tirou a bola do ângulo é estultícia.

    • Bruno 7L RJ disse:

      Dentro do campo há vários jargões: “tem gato”, “tá só”… goleiro fala muito “eu!!”, “sai da área!” e “olha o rebote “.

      • zuloobas disse:

        Nossos jogadores não chegam nem na 1ª e nem na 2ª bola, no ataque (é o que quis dizer).

      • Matheus Penido disse:

        Zuloobas tem razão. A falta de oportunismo do ataque do Cruzeiro é impressionante. No elenco, apenas Fred, Neves e Rodriguinho são íntimos do gol. Os dois primeiros perderam as forças e o último veio baleado.

      • Tolentino disse:

        Tomamos um gol bem parecido no beira-rio. Não posicionar um homem de frente pra barreira pra fechar o espaço do rebote é contar demais com a sorte.

      • Matheus Penido disse:

        Depois de 1.234 comentários enfadonhos, Talentino fez uma observação pertinente.

    • Matheus Chaves disse:

      Considerando a qualidade da cobrança do Guerrero, o normal seria o gol direto, mas temos um goleiro espetacular que conseguiu evitar o gol e manter a jogada viva. É trabalho da defesa (no chulo, zaga) evitar o gol no rebote. Evidente que é difícil e depende também de uma boa dose de sorte, mas redobrar a atenção e cercar a zona do agrião pra um rebote é o mínimo que se espera nesse tipo de jogada.

  9. SÍNDICO disse:

    FRED, pela primeira vez na carreira, passa mil minutos sem fazer gol.

  10. Matheus Penido disse:

    “O treinador é uma ilha de burrice, cercado por um arquipélago de inteligentes.” Celso Roth

  11. Tolentino disse:

    Meu vizinho que é rei em não ter contratos renovados já adiantou-se e pediu contrato longo para assumir o Cruzeiro.

  12. Matheus Penido disse:

    Diante do público, Djian virou presidente interino do Cruzeiro. Nos bastidores, aposto que Itair continuar mandando.

    • Tolentino disse:

      “Ô torcedô do Cuzeiro vô fala cum você tocedô do Cuzeiro! olha pra cá! num abandonei vocês não e juntos vamu saí dessa situação contra todo tipo de inimigo viu tocedô do Cuzeiro! tamo junto!” áudio que recebi do Itair

  13. washington ramos disse:

    Mais uma, R$876.000 para o grande Eugênio Mena. Não acaba nunca.

  14. SÍNDICO disse:

    ARRASCAETA, Sobis, Rafinha, Lucas, Raniel, Romero, Murilo saíram. Rocha, Rodriguinho, Jadson, Orejuela, Fabruno, M Gabriel chegaram. E o melhor elenco deztapaiz ficou ainda melhor… Ou será que não?

  15. SÍNDICO disse:

    A MÁ FASE vai passar com qq treinador. Como passaria, se o Mano continuasse no comando do time. Ou há mal que sempre dure?

    • Tolentino disse:

      Não há mal que dure para sempre. Mas há mal que dure até a série b, outros até a c, uns até a d e outros até fecharem as portas.

    • Taí disse:

      Como responsabilidade da fase está distribuída entre diretoria, comissão e jogadores fica difícil estimar quando as coisas melhorarão. Dose será se houver uma vitória no domingo, mesmo contra o Avaí. Ou pior, se o time se classificar na casa do Inter. O que isso indicaria? Um problema de boicote, de comissão técnica ou de fim de má fase?

    • BrunoBarros disse:

      Em termos de rendimento, de jogo, de bola, a má fase do Mano no Cruzeiro durou 3 anos.

  16. SÍNDICO disse:

    DÍVIDAS PENDENTES: Aubury Dade, Minas Arena, Defensor, Zorya, Tigres, Acreano, Criciúma, Franga, Del Valle, Al Wahda, Monarcas, AD Engenharia, Madeireira, Willians, Giuliano Bertolucci, Supermercados BH, Mena. —– DÍVIDAS QUITADAS: Independiente, Atenas, Flamengo, Huracán, Al Jazira.

  17. GE disse:

    Quem deve ser o técnico do Cruzeiro? Abel 21%, Dorival 18%, Marcelo 16%, Roth 12%, Adilson 10%, Jair 6%, Dunga 6%, Outro 5%, Estrangeiro 3%, Zé Ricardo 3%.

  18. Souza disse:

    Novo? Ismael Rescalvo.

  19. Paulo Souza disse:

    OT. Simplesmente patética reportagem do Superesportes sobre faixas no Barro Preto pedindo saídas de Fred, Sassá e Neves. Patética, porque o próprio texto “Fora Fred Caloteiro” deixa claro e patente ser torcedor franga o autor da patifaria.

  20. Taí disse:

    Um técnico interino até o final do ano se as coisas andarem. Próximo ano buscaria algum técnico promissor, nada de velharia. Qualquer contrato longo agora será prejudicial.

    • Taí disse:

      No caso do interino não importa a idade desde que garanta o time na série A. Como os desempregados estao chupando dedo, nada de barganha, vem para trabalhar 4 meses e fim.

  21. Taí disse:

    Segundo jornalistas, Dorival queria um contrato longo então foi descartado. Entrou no radar o Ceni.

  22. SÍNDICO disse:

    JOGOS do Cruzeiro em 2019: 3×1 Guarani, 1×0 Patrocinense, 1×1 Mineiro, 2×2 Boa, 3×0 Villa, 3×0 Tupynambás, 0x0 América, 1×1 Urt, 1×0 Huracán, 2×0 Tombense, 3×0 Tupi, 3×0 Caldense, 5×0 Patrocinense, 2×0 Lara, 3×2 América, 1×0 Emelec, 3×0 América, 4×0 Huracán, 2×1 Mineiro, 1×1 Mineiro, 2×0 Lara, 1×3 Flamengo, 1×0 Ceará, 2×1 Goiás, 1×2 Emelec, 1×3 Inter, 1×1 Fluminense, 1×4 Fluminense, 1×2 Chapecoense, 1×1 São Paulo, 2×2 Fluminense, 0x0 Corinthians, 1×2 Fortaleza, 3×0 Mineiro, 0x0 Botafogo, 0x2 Mineiro, 0x0 Bahia, 0x0 River, 0x2 Paranaense, 0/2×0/4 River, 0x2 Mineiro, 0x1 Internacional. APROVEITAMENTO: 42j, 19v, 13e, 10d, 60gf, 33gc, 56%.

    PARTICIPAÇÕES: [[[38]]] Fábio [[[37]] Leo [[[34]]] Dedé [[[33]] Robinho, Henrique, Fred [[[30]]] M Gabriel [[[29]]] Romero, Egídio [[[24]] Jadson, David, Cabral [[[21]]] Rodriguinho, Sassá, Neves [[[18]]] Edílson, Lucas [[[17]]] Rocha [[[16]]], Rafinha, Dodô, Orejuela [[[12]]] Raniel [[[9]]] Fabruno [[[6]]] Kayzer, Murilo [[[5]]] Popó [[[4]]] Rafael, Maurício [[[3]]] Weverton [[[2]]] Ederson, Cacá [[[1]]] Rafael Santos, Jadsom, Welinton.

    REFERÊNCIAS. Fábio, 843 jogos. Henrique, 492 jogos. Leo, 372 jogos, Lucas, 190, Egídio, 190, Dedé, 176, Robinho, 159, Fred, 119.

    ARTILHEIROS [[[16]]] Fred [[[8]]] Rodriguinho [[[6]]] Neves [[[4]]] Robinho, M Gabriel [[[3]]] Rocha, Sassá, Rafinha, Raniel, David [[[2]]] Dedé, Leo [[[1]]] Egídio, Jadson, Dodô. Contra: Aislan (Tupi).

    ASSISTENTES: [[[10]]] Robinho [[[6]]] M Gabriel [[[5]]] Fred [[[4]]] Neves [[[3]]] Egídio, David [[[2]]] Rocha, Dodô, Lucas, Rodriguinho [[[1]]] Cabral, Leo, Henrique, Orejuela, Kayzer, Rafinha, Edílson, Dedé.

    MDJ: [[[5]]] Dedé, Fábio [[[4]]] Fred, Henrique [[[3]]] Leo, Rocha [[[2]]] Neves, Robinho, Rodriguinho, Rafinha, M Gabriel, Rafael [[[1]]] Cabral, Egídio, Orejuela, David, Lucas, Sassá, Romero.

    VOTOS: [[[183]]] Dedé — [[[175]]] Fred — [[[158]]] Fábio — [[[161]]] Henrique — [[[99]]] Robinho — [[[95]]] Rocha — [[[90]]] M Gabriel — [[[102]]] Leo — [[[84]]] Romero — [[[83]]] Neves, Rodriguinho — [[[58]]] Mano — [[[54]]] Egídio –– [[[51]]] Orejuela –– [[[47]]] Lucas — [[[36]]] David — [[[33]]] Rafinha — [[[32]]] Rafael — [[[28]]] Cabral — [[[25]]] Sassá — [[[20]]] Raniel — [[[13]]] Murilo — [[[12]]] Dodô — [[[9]]] Edílson — [[[7]]] Weverton — [[[6]]] Jadson [[[5]]] Torcida — [[[4]]] Ederson [[[1]]] Maurício, Fabruno, Cacá, Kayzer.

    ADVERSÁRIOS: [[[15]]] Volpi — [[[9]]] BruHenriqueFla, Walter — [[[6]]] J Pedro — [[[4]]] Neyfranco, Guimarães, Armani [[[[3]]] AlexSantana, Ceni, AndréFortal, Zé Ricardo, LeoSilva, VinaFranga [[[2]]] MarceloGallardo, JoãoPauloBota, Elicarlos, F Diniz, Dalesandro, Jussani, Berola, MPauloFlu, SantanaCam, Edenílson [[[1]]] Torres, Rildo, Nicolopez, Moledo, E Ribeiro, Arrascaeta, Paulão, Givanildo, Gladstone, Marcos, M Araujo, Angulo, AllanFlu, Urso, Romarinho, Patric, Cazares, Jair, Gregore, Suárez, Palacio, JonatnhaCap, RonyCap, Odair, Cuesta, Vuaden.

    MANO: 235 jogos, 113 vitórias, 68 empates, 54 derrotas, aproveitamento de 58%. TÍTULOS no Cruzeiro: 2 mineiros, 2 copas do Brasil, 2 salvezzas.

  23. SÍNDICO disse:

    EDERSON VILELA PEREIRRA, de Caçapava, ouro nos 10 mil metros, no Pan. Sensacional!

  24. Bruno 7L RJ disse:

    Na edição da última quarta-feira de sua coluna na Folha de S. Paulo, o ex-jogador Tostão, maior artilheiro da história do Cruzeiro, com 242 gols, considerou o estilo da equipe “burocrático” e “previsível”. Ele chamou a atenção para o fato de Henrique e Cabral “desarmarem e tocarem para o lado”. Na opinião de Tostão, falta ao time alguém que “jogue de uma intermediária à outra”, casos de Edenilson, do Internacional, e Bruno Guimarães, do Paranaense.

    • SÍNDICO disse:

      QUATRO TÍTULOS em dois anos, com futebol burocrático (chavão), Pergunte ao Tostão que outro time brasileiro conquistou quatro títulos no mesmo período.

    • SÍNDICO disse:

      CABRAL dá passes pro lado só na televisão do Tostão. Henrique temis chutado ao gol adversário mais do que os meias e centroavantes. E aparece na área adversária várias vezes durante o jogo. Os problemas do time são outros. Tusta tá mesarredonsteando demais.

      • BrunoBarros disse:

        Cabral joga dando passes laterais, é uma característica dele, notória, óbvia. E nem acho que ele tenha ido tão mal assim neste jogo contra o Inter, notadamente no primeiro tempo, em que ele tentou passes mais agudos, como bem salientou o Penido, mas errou bastante nesse quesito porque, como bem disse o Tostão, isso não pertence ao seu futebol. O Henrique também não é um jogador muito agudo, mas é um primeiro volante, e tudo o que a posição exige, bom posicionamento, bom começo de jogadas, que o fazem ser um ótimo jogador. Agora Síndico, você dizer que a TV do Tusta tá com problema é passar recibo de desentendimento, é brigar inclusive com os fatos. Há uma matéria no lance, pós esse jogo, em que compara o comportamentos dos volantes das equipes que mostra que os dois cruzeirenses não entraram na área em nenhum momento do jogo, em contrapartida os volantes gaúchos diversas vezes. Então fica bem claro, nesse quesito também, quem está perdido no entendimento do que acontece de verdade em campo. Tentar ter razão a todo custo faz o camarada escrever borrachas a rodo.

      • BrunoBarros disse:

        Ah, e para com esse papinho furado e frouxo de que, quem discorda do seu “entendimento” que acontece em campo, está sobre a influência de mesarrondistas. Não cola. É bobinho pra dedeu. Você pode mais. O Mano já foi. Esqueça ele.

      • SÍNDICO disse:

        Comece a frequentar estádios. Analista de televisão só fala besteira.

      • BrunoBarros disse:

        Esse é um belo álibi pra quem tem dificuldade de entendimento do cheiro da grama. Cai naquela de que a parada pra Copa América faria todos os times evoluírem. Mas adivinha; quando o camarada é ruim o time piora. Treinador ruim com tempo pra treinar só faz o time ficar ainda pior. Joguei, torci, muito, e in loco. Mas entender realmente o jogo como ele é vai além. É uma espécie de dom. Por isso o Pelé não foi também o melhor treinador da história. E nem quem tem a sorte de morar na cidade do seu time de coração serve como garantia de maior entendimento do jogo. Na verdade, é um tiro que sai pela culatra. É um argumento tão fraco que só denota a dificuldade do sujeito que se escora nessa balela. Próxima.

      • SÍNDICO disse:

        Eu acompanhei de perto, indo aos jogos, quatro títulos e duas salvezzas na Era Mano. Os resultados falam por si mesmos. Mas tem quem prefira brigar com fatos e números. Tudo bem, cada um enxerga o que bem entende.

  25. SÍNDICO disse:

    14ª RODADA
    SÁB 10ago19 CASTELÃO 17:00
    Ceará Chapecoense
    SÁB 10ago19 MORUMBI 17:00
    São Paulo Santos
    SÁB 10ago19 MARACANÃ 19:00
    Flamengo Grêmio
    SÁB 10ago19 INDEPENDÊNCIA 21:00
    MINEIRO x Fluminense
    DOM 11ago19 BEIRA-RIO 11:00
    Internacional Corinthians
    DOM 11ago19 ALLIANZ 16:00
    Palmeiras Bahia
    DOM 11ago19 ENGENHÃO 16:00
    Botafogo Paranaense
    DOM 11ago19 RESSACADA 16:00
    Avaí Cruzeiro
    DOM 11ago19 SERRA DOURADA 19:00
    Goiás Vasco
    SEG 12ago19 REI PELÉ 20:00
    Alagoano Fortaleza