Magister dixit

Por SÍNDICO | Em 10 de fevereiro de 2007

Marcelo Pina 

Idéias de Michel Platini, presidente da UEFA, apresentadas em conversas com jornalistas franceses:

  • Limitar a um percentual do faturamento dos clubes o tamanho da folha salarial, sem fixar teto para o salário de cada jogador.
  • Tolerância zero com atos de violência e manifestações racistas nos estádios, com ordem aos árbitros para que paralisem os jogos quando tais coisas acontecerem.
  • Proibir em definitivo a presença nos estádios de torcedores que participam de atos de violência.
  • Suspender dos jogos de seus clubes os jogadores que se recusarem a servir à seleção de seu país.

9 comentários para “Magister dixit”

  1. Flávio Vieira disse:

    Ok.

  2. Jorge Santana disse:

    No rasil, nada disso será possível:
    1. Caixa 2.
    2. Juízes não terão colhões.
    3. Liminares inviabilizarão.
    4. Para os que jogam no Brasil, não precisa. Até machucados aceitam convocações para arranjar um clube estrangeiro e fugir do inferno. Para os que jogam no Exterior, atestado médico bastará.

  3. Ernane Siqueira disse:

    E se o Mestre disse…
    Abraços a todos e ótimo clássico!

    Ps: Tenho a impressão que vai dar Cruzeiro, 3×1.

  4. Jose Geraldo disse:

    Acho que agora alguem vai me dar razão quanto ao pessimo Fabio…. Enquanto esta merda estiver no Cruzeiro, nós não vamos ganhar nada que preste…

  5. Rodrigo disse:

    O Fábio é o culpado então. O time joga sem volantes, os caras que tem mais nome e podiam fazer a diferença somem em campo e a culpa é do Fábio. Tá bom.

  6. pinna disse:

    Mr San, e demais participantes !
    O sr defende a medida simplista/autoritária:FECHEM OS PORTÕES e, infelizmente, meu sobrinho embarcou nesta…
    ele “prega” uma bobagem: “você tem que servir á seleção, senão, teje preso”
    Tenho dó de vocês!

  7. A proposta “um” existe, por exemplo, na NFL; lá, funciona. Até pode haver “Caixa 2”, inclusive um legal, como um patrocinador pagar para que alguém permaneça a jogar num determinado clube, mas, convenha-se, é um delimitador. O problema é que na Europa não se trata de Liga única com poucos clubes…

    A proposta “dois” é absolutamente impraticável.

    A proposta “três” é possível. Aplica-se na Inglaterra com certo sucesso.

    A proposta “quatro” é ABSOLUTAMENTE RIDÍCULA.

    É, começou mal…

  8. Evandro disse:

    José Geraldo,

    Se vc não tinha razão, agora é que não tem mesmo.

    Atribuir ao Fábio qualquer coisa desta derrota, não é mais miopia, é passar recibo de coisa pior. E quem te der razão tá na mesma linha.

  9. Jorge Santana disse:

    Calma, Evandro. É opinião contra opinião. O José Geraldo tem a dele, vc a sua. Taí um lugar-comum que nunca é demais repetir.