Japão 1×0 Camarões: Honda atropelou leões

Por Jorge Angrisano Santana | Em 14 de junho de 2010

Em Bloenfontain, no Free State Stadium, Japão e Camarões vão se enfrentar mediados pelo apito português de Olegário Benquerenca.

O Japão atuará no 4-2-3-1 com o amedrontador brasileiro Túlio Tanaka na bequeira e o habilidoso Honda na armação. Velocidade e entusiasmo é o que se pode esperar da seleção nipônica, cujos atletas militam, quase todos, na J League, sem muita cancha internacional, portanto.

Camarões, dirigida pelo francês Le Guen, jogará no 4-3-1-2 tendo em Eto’o, da Inter, sua estrela mais reluzente. Os leões indomáveis devem apresentar um time fisicamente forte e taticamente bem organizado, algo novo em sua trajetória mundialista.

Em nome da seriedade tática, o badalado centroavante Alexandre Song ficará no banco. Mesma situação de Kameni, goleiro do Espanyol, que será substituído pelo veterano Hamidou Souleymanoun.

*****

No 1º tempo, Eto’o ficou longe da área e não criou nada que prestasse. Se estivesse na zona do agrião também não teria feito nada, pois a bola insiste em fica longe do arco japonês.

O Japão só teve uma jogada, o cruzamento da direita. Casão avisou que não ia dar certo. Mas deu. Matsui cruzou, a bequeira se embolou e Honda fez 1xo pros orientais.

Se o 1º tempo foi ruinzinho, o 2º foi lamentável. Mbia chutou uma bola no travessão aos 40 e Eto’o arrematou pela primeira vez aos 47.

O Japão resistiu à pressão de última hora e nem precisou de usar as armas de Marco Túlio Tanaka, que, encerrada a partida, ajoelhou-se no gramado e agradeceu a Deus pela ruindade dos leões domesticados.

Japão 1xo Camarões, quem diria? Copa é mesmo uma caixinha de surpresas, diriam lá e Se’lagoa.

Deixe um comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.