Itália 2(3)x2(2) Uruguai: Azzurra leva o bronze

Por SÍNDICO | Em 30 de junho de 2013

Itália contra Uruguai, em Salvador, pelo 3º lugar da Confederações 2013.

Reportagem da Gazzetta dello Sport:

Confederations, Italia-Uruguay 5-4 dopo i rigori, Buffon ne para tre, azzurri terzi

La finalina di consolazione termina con la vittoria degli azzurri dopo il 2-2 al 90′ (doppietta di Cavani dopo i gol di Astori e Diamanti): decisive le prodezze del portiere

L’Italia batte l’Uruguay 5-4 dopo i calci di rigore e finisce al terzo posto la sua Confederations Cup. I supplementari erano finiti sul 2-2. Nazionale due volte avanti, con Astori prima e l’ottimo Diamanti poi, entrambi al primo centro in Azzurro, ma Cavani per due volte aveva saputo replicare. L’Italia, in 10 nei supplementari per il “rosso” a Montolivo, resiste al caldo pazzesco e a due supplementari di fila, dopo quello con la Spagna, e stavolta poi riesce ad avere la meglio, dal dischetto.

Buffon, con la Roja sempre trafitto, ne para addirittura tre. A Forlan e agli “italiani” Caceres e Gargano. L’Italia chiude così la sua avventura in Brasile, l’antipasto del Mondiale, con tre vittorie, su Messico, Giappone e Uruguay, e due sconfitte, contro le corazzate Brasile e Spagna, con la quale comunque se l’è giocata alla pari, anzi contro i campioni del mondo, ha giocato pure meglio.

ITALIA IN VANTAGGIO

Prandelli, senza 5 infortunati, almeno recupera Chiellini, De Rossi e Gilardino. E schiera un tridente d’attacco, rilanciando Diamanti ed El Shaarawy ai lati del Gila. Tanto per giocare a specchio col tridente “pesante” della Celeste, in formazione tipo, con Cavani e Suarez che si alternano al centro e Forlan sulla sinistra. La Nazionale si fa subito pericolosa, con un colpo di testa di poco largo di Chiellini su punizione tagliata di Diamanti. E al 24’l’Italia segna, con Astori. Dunque: Diamanti si conquista una punizione sulla destra, rubando palla a Caceres, che nella Celeste parte terzino sinistro. Proprio Alino batte la punizione, “tagliata”: palla sul palo, che rimpalla su Muslera, sta per entrare, e Astori, alla prima partita qui in Brasile, mette dentro sulla linea di porta. 1-0 Azzurri, in maglia bianca.

REAZIONE CELESTE

L’Uruguay prova a replicare: Buffon respinge un tiro di Suarez. Cavani segna di testa, ma in fuorigioco. C’era. Poi Buffon chiude in angolo un tiro sporco di Maxi Pereira. El Shaarawy, prestazione così così, va comunque due volte vicino al raddoppio: Muslera è goffo, ma efficace sul suo destro. Poi il Faraone ci riprova, su palla filtrante di Diamanti, Godin salva a Muslera battuto. Italia avanti, all’intervallo.

PAREGGIA CAVANI

Maggio sbaglia un tocco a metà campo e regala il contropiede a Gargano, che parte in percussione centrale e poi serve Cavani largo a sinistra. Il Matador si inventa un tocco di destro da golfista, sul palo lungo. 1-1. L’Italia è stravolta. Reduce dai rigori con la Spagna. L’Uruguay viene fuori, più fresco. Buffon para due volte su Forlan, la seconda da acrobata circense.

DIAMANTI E CAVANI, BOTTA E RISPOSTA

Il fantasista del Bologna segna una splendida rete. Una punizione a girare deliziosa, dolce come il dulce de leche tanto popolare qui in Sudamerica. L’Italia torna in vantaggio, quando pareva sulle gambe. Ma Cavani replica, sempre su punizione. Sempre tagliata, Buffon non sembra per nulla irreprensibile. Balotelli twitta: “Dai ragazzi fate il 3-2”. Ma è dura. Si va ai supplementari.

SUPPLEMENTARI

Aquilani rischia il rigore, graziato. Suarez cerca il rigore, furbastro. Niente. Montolivo viene espulso per doppia ammonizione, costretto a rimediare ad una palla persa di Aquilani. L’Uruguay attacca, ma non sfonda. Rigori. Stavolta Buffon fa il fenomeno. E vince l’Italia.

(La Gazzetta dello Sport, Milano, 30 giugno 2013, dal nostro inviato, Riccardo Pratesi)

PÊNALTIS

  1. Uru 0x0. Forlan, à direita, Buffon defende.
  2. Ita 1×0. Aquilani, no ângulo esquerdo.
  3. Uru 1×1. Cavani, no canto direito.
  4. Ita 2×1 El Shaaraway, rasteiro no canto direito.
  5. Uru 2×2. Suarez, no canto esquerdo.
  6. Ita 2×2. De Sciglio, meia altura, Muslera defende.
  7. Uru 2×2. Cáceres, no canto esquerdo, Buffon defende.
  8. Ita 3×2. Giaccherini rola no canto esquerdo.
  9. Uru 2×3. Gargano, rasteiro à esquerda, Buffon defende.

Itália 2×2 Uruguai, domingo, 30jun13, 13h, tempo bom, temperatura 27º, vento 14 Km/h, umidade 70%, Fonte Nova (55.000), cancha de 105x68m, gramado perfeito, Salvador, decisão do 3º lugar da Confederações 2013. Transmissão: SporTV. Público: 43.382. Juiz: Djamel Haimoudi (argelino). Bandeiras: Redouane Achik (marroquino) e Abdelhak Etchiali (argelino). Amarelos: Pereira, Suarez (U), Chiellini, Montolivo (I). Vermelho: Montolivo (I), 109. Gols: Astori, 20, Cavani, 57, Diamanti, falta, 72, Cavani, falta, 78. ITÁLIA: Gianluigi Buffon, 
Maggio, Davide Astori (Leonardo Bonucci), Giorgio 
Chiellini e
 De Sciglio; 
Daniele De Rossi (Alberto Aquilani),
 Ricardo Montolivo,
 Candreva e
 Alessandro Diamanti (Emanuele Giaccherini);
 El Shaarawy 
e Gilardino. Tec: Cesare Prandelli. URUGUAI: Muslera, 
Maximiliano Pereira (Álvaro Pereira), Diego Lugano,
 Diego Godín
 e Martín Cáceres
; Arévalo
 Rios, (Diego Pérez), Walter Gargano e
 Cristian Rodríguez (Álvaro Gonzalez); Edinson Cavani, Luis Suárez
 e Diego Forlán. Tec: Óscar Tabárez.

32 comentários para “Itália 2(3)x2(2) Uruguai: Azzurra leva o bronze”

  1. A opção por El Shaarawy no ataque da Itália pode ser considerada uma surpresa. Na véspera do jogo, o técnico Cesare Prandelli declarou que o jogador não era titular por estar “mentalmente vazio”. (GloboEsporte)

  2. Nas eliminatórias, a Itália, mesmo perto da vaga, não consegue tranquilidade. Lidera o Grupo B, com 14 pontos, 4 a mais que a Bulgária, no entanto, perdeu uma chance de avançar ao empatar fora de casa com a República Tcheca. Nas últimas 4 partidas, joga contra búlgaros e tchecos em casa, Dinamarca fora e Armênia como mandante. A preocupação com o que pode acontecer na metade final do ano é tanta que o técnico Cesare Prandelli disse na entrevista coletiva de sábado que a Fifa poderia repensar a realização do confronto pelo 3º lugar. Ele teme que mais jogadores sofram problemas físicos, principalmente pelo cansaço após enfrentar a Espanha e perder nos pênaltis.

  3. Nas eliminatórias, o Uruguai vive situação delicada, pois está em 5º lugar, com 16 pontos, e hoje teria de disputar uma repescagem pra tentar voltar ao Brasil em 2014. Faltam 4 rodadas e nenhuma delas pode ser considerada tranquila: Peru (fora), Colômbia (casa), Equador (fora) e Argentina (casa). Depois das boas atuações na competição, uma vitória sobre a Itália pode motivar ainda mais a equipe para os desafios que virão pela frente. A derrota por 2×1 para o Brasil, sofrendo o gol decisivo apenas nos minutos finais, devolveu a confiança à equipe. (GloboEsporte)

    • Difícil acreditar que o Uruguay com o excelente ataque e a boa defesa que tem esteja nesta situação. Pior é que vão ter que lutar para se manterem na 5a posição. Vencer o Peru é pre-requisito básico. Os outros três adversários estão nas primeiras posições. Menos mal que a “repescagem” deve ser contra algum Tonga-Tonga da vida. ABS/ 😛

  4. Rogério disse:

    Não seriam 6 títulos mundiais?

  5. Marc3lo disse:

    Deve estar considerando as 2 olimpíadas.

  6. Carpe Diem (Renato Faria) disse:

    Nova penalidade para Itália. Time valente o da Azzurra. E teve “sabichão” aqui dizendo que o time que enfrentasse o Uruguai às 13h em Salvador, ia perder de goleada… rs. 😉

  7. O Uruguay tem uma belíssima dupla de atacantes. Cavani e Suarez. Possivelmente o melhor conjunto de dois atacantes dentre todas as seleções.

  8. Gabriel disse:

    Pra uma disputa de 3º lugar, foi um jogão. É uma pena que o Uruguay esteja em maus lençóis nas eliminatórias. Deixar um time desses de fora e ver um Equador classificar-se para ter três derrotas na fase de grupos da World Cup é um grande desperdício. Vou torcer muito para que os celestes assegurem sua presença no certame do ano que vem.

  9. Gabriel disse:

    Agora a expectativa é grande pro jogo decisivo da noite. Ao contrário dos que acham “chato” o jogo espanhol, eu o considero excelente. Pra mim é um dos times que mais se aproximam do puro jogo de futebol – na essência de seu objetivo que é conduzir a bola até a meta adversária. Quando analiso, vejo isso: um time que pratica a condução perfeita da bola, a despeito de artifícios como jogadas pré ensaiadas e faltas táticas, principalmente.

  10. Gabriel disse:

    Acredito que será um dos jogos mais difíceis pro Brasil nos últimos tempos. Mesmo assim, parece haver um sentimento de mobilização geral, um clima extremamente positivo cercando a seleção, o que pode transformar essa peleja no jogo mais duro para a Espanha entre todos os decisivos em que ela se sagrou campeã até agora.

  11. Gabriel disse:

    No geral, essa Copa das Confederações surpreendeu muito – positivamente – no meu entender. Tivemos jogos sensacionais e times muito empenhados em buscar a vitória. A seguir esse exemplo, poderemos ter uma das melhores copas do mundo no ano que vem. Torcerei.

  12. Coutinho disse:

    O mais incrível é que o Uruguai, apesar de mostrar um bom futebol e de possuir os excelentes atacantes Cavani e Suarez, está, atualmente, disputando com a Venezuela e Peru a vaga da repescagem na eliminatórias para a copa.

  13. Mariana, o Evandro disse que o Uruguai tem uma belíssima dupla de atacantes? Vc, que é especialista em uruguaios, tb acha Suarez e Cavani, belíssimos?

  14. LUIZ ANTONIO disse:

    Robinho no Cruzeiro? LINK

    • LUIZ ANTONIO disse:

      De acordo com o jornal italiano Tuttosport, Robinho logo as malas. Estimado em € 8 atingindo € 400.000 por mês, ele poderia voltar ao Brasil. Em primeiro lugar seguido por Neymar Santos para substituir o presidente considerado salário excessiva de Milão: “Nenhum jogador do mundo não vai ganhar € 400.000 por mês em Santos, é impossível! “

      • LUIZ ANTONIO disse:

        A pista mais quente estaria no Cruzeiro lado. Capaz de ajustar 8M € requerida, o clube seria capaz de suportar o salário do internacional brasileiro. Sem dinheiro, o clube Lombard iria aliviar muito de uma de suas maiores salários e conseguir algum dinheiro. Sua transferência também poderia acelerar outra pasta, que Keisuke Honda teria concordado com o Milan, de acordo com Tuttosport. CSKA exigiria nada menos do que € 7M

    • Sangue de Jesus… Malditos tradutores automáticos de boataria. Dá-lhe empresários !!! ABS/ 🙂