Hospitais, escolas, bancos, padarias, restaurantes

Por Jorge Angrisano Santana | Em 14 de abril de 2020

A INICIATIVA PRIVADA ENTROU NA BRIGA CONTRA O VÍRUS
.

HOSPITAL ALBERT EINSTEIN está testando a anticorpos de pessoas curadas para tratar infectados em situação grave. Sidney Klajner, CEO do hospital explica: “A transferência passiva de imunidade através de anticorpos de quem já se curou da covid19 pode se constituir numa forma importante de tratamento e prevenção de casos mais graves”.
.
OPY HEALTH, holding de hospitais particulares, concessionário do Célio de Castro (Belo Horizonte) e Delphina Aziz (Manaus), está doando R$20 milhões para a compra de respiradores para a rede do SUS. Oferecerá também acesso gratuito à Telafoc, plataforma de telemedicina que permite troca de informações entre médicos, hospitais e pacientes, que serão atendidos virtualmente desafogando os pronto socorros dos hospitais.
.
ITAÚ UNIBANCO doará R$1 bilhão de reais para o combate ao coronavírus. O valor será transferido para a Fundação Itaú Social e será administrado por um grupo de profissionais da área de saúde liderado pelo médico Paulo Chapchap, diretor-geral do Hospital Sírio-Libanês, contará ainda com Sidney Klajner, presidente da do Hospital Albert Einstein, e o médico Drauzio Varella, trabalhará voluntariamente.
.
SANTANDER, BRADESCO e ITAÚ, que já doaram 5 milhões de testes rápidos ao Ministério da Saúde vão gastar R$50 milhões para comprar 15 milhões de máscaras de tecido, que serão doadas às secretarias estaduais de saúde. Além de ajudar a conter o vírus, a iniciativa vai gerar renda para as pequenas empreendedoras que vão fabricá-las.
.
PADARIA BENJAMIN está enviando café da manhã para médicos, enfermeiros e demais trabalhadores de três UTIs de São Paulo: o Hospital do Servidor Público Estadual, o Oswaldo Cruz e o HCor. A iniciativa começou no dia 23Mar. De lá para cá, foram distribuídos mais de 7 mil sanduíches, croissants, doces e 500 litros de suco. 
.
BURGER KING doou R$1 milhão aos hospitais São Paulo, Unifesp, de São Paulo, Universitário Clementino Fraga, do Rio, e o Geral, de Fortaleza. Os recursos serão usados para os tratamentos gratuitos de coronavírus e os hospitais terão que prestar contas dos investimentos.

Deixe um comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.