Hexa é farsa

Por SÍNDICO | Em 9 de dezembro de 2009

Marcos Pinheiro

Com o título do Flamengo, volta à baila a questão do campeonato brasileiro de 1987. O assunto já foi objeto de debate no PHD mais de uma vez, mas voltamos à carga devido à sua relevância.

Tudo começou com o campeonato brasileiro de 1986, cujo regulamento previa que os 28 primeiros colocados integrariam a 1ª divisão de 1987.

Terminado o campeonato, o Botafogo estava rebaixado. O Glorioso apelou para o tapetão, que lhe garantiu um lugar na primeirona de 1987.  No vácuo, o Coritiba também conseguiu sua virada de mesa.

Com uma enxurrada de liminares à vista, a CBF, alegando falta de condições financeiras, declinou da organização do campeonato em favor do recém criado Clube dos 13 (como também faria em 2000, em decorrência do caso Gama, pelos mesmos motivos: eminência de várias liminares).

Ocorre que o C13 quis fazer um torneio apenas para si, ignorando aqueles 28 clubes que dentro de campo conquistaram o direito a disputar o campeonato, o que significaria um ruptura da estrutura dos campeonatos organizados pela CBF.

O C13 denominou seu torneio de Copa União e o vendeu à Rede Globo. Além disto, contou com o patrocínio ou apoio de grandes empresas, como Editora Abril, Coca-Cola, Varig etc.

A CBF, então, voltou atrás e decidiu organizar o campeonato.

Encaixou aqueles que seriam os 16 participantes da Copa União no Módulo Verde e os demais clubes classificados para a 1ª divisão no ano anterior no Módulo Amarelo. Até aí não há polêmica.

Pontos polêmicos:

1º – Os flamenguistas e boa parte da imprensa alegavam que o C13 nunca aceitou participar do campeonato da CBF. Tal tese caiu por terra quando o São Paulo foi pentacampeão e foi divulgada uma entrevista com o Carlos Miguel Aidar, presidente do São Paulo e do C13 em 1987, que reconheceu que o C13, representado pelo Eurico Miranda, fez um acordo com a CBF para participar do campeonato organizado pela entidade maior.

No Youtube há também entrevista com o próprio Eurico afirmando que fez o acordo. Embora alguns presidentes de clubes aleguem hoje que foram traídos pelo Eurico, restou comprovado no processo judicial nº 0000040550, que correu na Justiça Federal, que todos os integrantes do C13 concordaram com o regulamento do campeonato organizado pela CBF, conforme se pode comprovar pela leitura do Acórdão do Tribunal Regional Federal da 5ª região , que pôs fim a questão, determinando à CBF que reconhecesse o Sport como campeão brasileiro de 1987.

Tal decisão já transitou em julgado.

Conclusão: pelas provas linkadas acima, depreende-se que a Copa União não chegou a se realizar. O C13 participou do campeonato organizado pela CBF, cuja primeira divisão era composta por dois módulos: Verde e Amarelo.

A Globo, que já tinha comprado a Copa União, apelidou o Módulo Verde do campeonato de “Copa União” e o vendeu ao telespectador como se fosse o próprio campeonato brasileiro.

A Globo, a CBF, assim como todos os integrantes do C13, sabiam que aquela “Copa União” não era o campeonato brasileiro, tampouco era uma competição independente.

O grande público foi enganado. Grande parte do Brasil, ao ver o Flamengo derrotar o Internacional na final do Módulo Verde, acreditou que estava assistindo a final do campeonato brasileiro. Não estava. O próprio Flamengo sabia disso.

Os flamenguista alegam que o regulamento não previa o cruzamento entre os módulos Verde e Amarelo, e que o mesmo foi alterado com a competição em andamento, para prever o quadrangular final, alteração esta com a qual o C13 não concordou.

A alegação é absurda e mentirosa. O Regulamento previu desde o início o cruzamento dos módulos, conforme foi noticiado nos jornais nordestino da época (posso mandar cópia escaneada para quem se interessar).

Para não deixar dúvida, pode-se ler o Acórdão do TRF da 5ª Região, linkado acima, ou o dispositivo da sentença de 1ª grau do juízo da 10ª Vara Federal de Pernambuco, que decidiu a questão em 1ª instância, e depois foi confirmada no Tribunal in totum, movida pelo Sport em desfavor da CBF, da União (CND), do Flamengo e do Internacional:

  • “Em face do exposto, julgo procedente “in totum” a pretensão formulada na peça exordial, para declarar válido o Regulamento do Campeonato Brasileiro de Futebol Profissional de 1987, outorgado pela Diretoria da CBF, e declarar ainda necessária a aprovação da integralidade dos membros do Conselho Arbitral da dita Entidade, para sua modificação, determinando, outrossim, à Confederação Brasileira de Futebol – CBF e à União Federal (Conselho Nacional de Desportos – CND), que se abstenham de ordenar a convocação ou acatar decisão do Conselho Arbitral, tendente à modificação do citado Regulamento, sem a deliberação unânime de seus membros, concluindo, pois, por determinar seja reconhecido o demandante como Campeão Brasileiro de Futebol Profissional do ano de 1987, pela Confederação Brasileira de Futebol”.

O que ocorreu, como se depreende pela simples leitura da sentença e do Acórdão do TRF, é que após a final dos Módulos Verde e Amarelo (e antes do quadrangular), a CBF, por determinação do CND, convocou o conselho arbitral para alterar o regulamento da competição.

Com os votos maciços do C13, o regulamento foi alterado, por maioria, extinguindo-se o quadrangular final.

Tal alteração foi ilegal, por contrariar o art. 5º da Resolução nº 16/86 do próprio CND, que dispunha que o regulamento da competição, após seu início, só poderia ser alterado por decisão unânime dos participantes, o que não ocorreu.

O Sport, em sede de cautelar, conseguiu liminar na Justiça Federal mantendo a realização do quadrangular. Ao final, no mérito, teve ganho de causa.

Conclusão: O regulamento realmente foi alterado após o início da competição, mas o foi no sentido de se extinguir o quadrangular final originalmente previsto. Tal alteração foi irregular, por falta de unanimidade dos integrantes do Conselho Arbitral (os próprios 32 clubes participantes do campeonato), e, por ser ilegal, foi anulada pelo Judiciário.

Os flamenguista alegam que o quadrangular era só para indicar os representantes brasileiros na Libertadores, e não para se conhecer o campeão brasileiro.

Não é verdade. Basta ler o parágrafo 2º do art. 6º do regulamento da competição, que está reproduzido no Acórdão do TRF já linkado. Ademais, o Judiciário decidiu expressamente que o Sport deveria ser reconhecido como campeão brasileiro de 1987.

Os flamenguistas e parte da imprensa dizem se tratar da escolha entre o campeão moral e o legal, e que aceitar o Sport campeão brasileiro de 1987 é dar guarida aos desmandos da CBF.

Tal alegação é absurda e sofismática, pelo simples motivo de que, se dependesse da CBF, o campeão seria o Flamengo. Foi a CBF que convocou o Conselho Arbitral para alterar o regulamento do campeonato brasileiro de 1987 e extinguir o quadrangular final.

Não foi por outro motivo que a CBF foi ré no processo movido pelo Sport. Se hoje a CBF reconhece o Sport campeão brasileiro de 1987, o faz por determinação judicial.

Imoral é vender ao público metade do campeonato como se fosse o campeonato inteiro.

Imoral é enganar milhões de flamenguistas que acreditam que seu clube é Hexa porque viram na TV o Fla ser pretensamente campeão em 1987.

Imoral é esconder do público que toda a celeuma foi objeto de um processo judicial no qual todas as partes, Flamengo, CBF, União, Internacional e Sport, tiveram oportunidade de deduzir todos os argumentos lhes favoráveis e, ao final, tanto o juiz federal de 1ª instância, quanto três desembargadores federais em segunda instância, entenderam ser o Sport o legítimo e único campeão brasileiro de 1987, sendo todos os recurso, inclusive ao STJ, negados, e cuja sentença já transitou em julgado.

Marcos Pinheiro, 37, cruzeirense, carioca, engenheiro, pós-graduado em Economia, bacharel em Direito, mora em Belo Horizonte.

142 comentários para “Hexa é farsa”

  1. Chaves disse:

    Nem sei pq estamos debatendo esse assunto. A justiça ja definiu, por isso não podemos debater, questionar e comentar.

  2. Branchio - LA2010: EU VOU! disse:

    Caso encerrado. Sport Club do Recife, campeão brasileiro de 1987.

  3. Flavio Carneiro disse:

    Permita-me discordar da decisão judicial nesse caso. Sou um mero torcedor, sem poder de decisão, mas me lembro bem desse campeonato. Eu fui ao Mineirão naquele ano para ver uma SEMI FINAL entre Cruzeiro x Inter contando com a possibilidade de ver uma FINAL de campeonato entre Cruzeiro x cocota, que fazia a outra semi final contra o Flamengo. A verdade é que o módulo amarelo era tratado pela maioria como a segunda divisão. Se fosse o Cruzeiro o campeão do módulo verde de 87, eu seria TRI campeão brasileiro!

    • Marcos Pinheiro disse:

      Flávio, você acreditou no que a TV lhe contava. Muita gente boa caiu nessa. E quem tratava o módulo amarelo como 2ª divisão? Por que?

    • Marcos Pinheiro disse:

      Discordar é direito de qualquer um. Faça diferente. Ponha-se no lugar do desembargador federal que julgou a apelação e rebata a fundamentação da sentença, ponto a ponto, sempre fundamentando seu ponto de vista.

      E o que você achou da contestação do Flamengo, que alegou, em síntese, que não havia nenhum problema em se alterar a regra do jogo ao 40′ do segundo tempo, mesmo sem o adversário concordar?

      • Flavio Carneiro disse:

        Eu não tenho argumentos jurídicos e nem a pretensão de discordar ponto a ponto o que foi posto acima, já que não tenho formação para isso. Meus argumentos são baseados nos FATOS da época, e em 87 o módulo verde era considerado pela maioria a primeira divisão e, tecnicamente, era a competição mais forte e importante daquele ano. Também não discordo dos argumentos apresentados pelo Sport, por essa razão EU (e muita gente boa) defendo que os 2 clubes sejam considerados campeões de 1987. Lamento, mas a justiça está longe de ser infalível para que eu possa confiar nela cegamente.

    • sancho disse:

      Era SEMIFINAL, mas da Copa União…

  4. flaviomariani disse:

    Marcos Pinheiro, na discussão a respeito deste assunto em 2007 vc ainda não sabia a respeito da questão dos penaltis. Depois de ler a decisão da 10º Vara, o que vc pensa a respeito disso?

    • Marcos Pinheiro disse:

      Vi a decisão dos pênaltis pela TV. Os jornais não divulgaram mineiros não divulgaram o desenrolar dos fatos. Há algum tempo atrás um amigo me enviou cópia de jornais pernambucanos dando notícia que o Sport tinha sido campeão do módulo amarelo, sem qualquer contestação por parte do Guarani, fato confirmado na sentença de 1º grau. Não vejo nenhum problema. O próprio Guarani não se julgou prejudicado.

  5. sancho disse:

    Eu nem posso reclamar, mesmo sem 1987, pelos critérios que adoto o Flamengo ganhou 6 ligas (mais 3 copas).

    Os critérios podem ser encontrados aqui: http://campeoesbrasileiros.blogspot.com/

  6. sancho disse:

    5. Por que o Flamengo não é considerado campeão em 1987?

    Primeiro, por determinação judicial. O campeonato foi parar na Justiça Federal, que considerou o Sport campeão. Mas não é só isso. O argumento de que o Módulo Verde (Copa União) era a Primeira Divisão não convence. Afinal, ele era formado por 16 clubes, mas as equipes classificadas em 2º (Guarani, SP), 4º (América, RJ), 10º (Portuguesa, SP), 12º (Joinville, SC), 15º (Criciúma, SC) e 16º (Internacional, SP) do ano anterior estavam todas no Módulo Amarelo.

    • sancho disse:

      A melhor comparação com 1987 é o campeonato de 2000. Na Copa João Havelange, o Cruzeiro foi campeão do Módulo Azul (clubes que estariam na Primeira Divisão, mais Gama, Fluminense e Bahia), com direito a taça e tudo. Para se manter coerência, quem considera o Flamengo campeão de 1987, também deve fazer o mesmo com o Cruzeiro de 2000. Desconhece-se, no entanto, quem faça. Aqui, preferiu-se ficar com os campeões oficiais: Sport e Vasco da Gama.

      • Flavio Carneiro disse:

        Sancho, o contexto dessas competições foram bem diferentes. Se partirmos para comparações desse tipo, é possível que tenhamos que admitir que o campeonato brasileiro começou mesmo só em 2003, o que não é verdade. Pelo que sei, o campeonato brasileiro começou a ser disputado em 1959 e de lá para cá tivemos dezenas de competições diferentes, muitas delas com critérios injustos, mas o que define essas competições como campeonatos brasileiros é que todas elas foram criadas com a finalidade de apontar o campeão do Brasil.

      • sancho disse:

        Sancho, o contexto dessas competições foram bem diferentes.

        Não foram, não. De fato, há mais semelhanças que diferenças. Em ambas, a CBF mostrara-se com dificuldades para organizar o campeonato. Em ambas houve mobilização dos clubes para que acontecesse. Em ambas, houve divisão em módulos.

        … é possível que tenhamos que admitir que o campeonato brasileiro começou mesmo só em 2003, o que não é verdade. Pelo que sei, o campeonato brasileiro começou a ser disputado em 1959 e de lá para cá tivemos dezenas de competições diferentes…

        Tenho uma rusga com o Santana por causa disso. O atual campeonato brasileiro começou em 1950, e foi gradualmente se transformando até ser esse como conhemecemos hoje. Um corte em 2003 seria tão arbitrário quanto o popular feito em 1971.

      • sancho disse:

        … o que define essas competições como campeonatos brasileiros é que todas elas foram criadas com a finalidade de apontar o campeão do Brasil.

        Mas isso o Módulo Amarelo de 1987 também tinha, tanto que se fez necessário um cruzamento para estabelcer uma definição quanto a esse tema.

      • Walterson disse:

        O que desqualifica chamar o Módulo Amarelo de segunda divisão é a pergunta? Quem foi o vice-campeão de 1986 e qual módulo ele disputou?

      • Walterson disse:

        Era pra ser : e não ? após “pergunta”.

  7. Leopoldo Moura Jr. disse:

    Excelente post. Nota 10!
    O Marcos resumiu brilhantemente a questão.
    Também estou de acordo com os comentários do Sancho.

  8. Elias disse:

    Prá relaxar…e rir um pouquinho:” O GloboEsporte.com enterevistou em 4/11 “especialistas” sobre o desdobramento do brasileirão. A reportagem completa está no Kibeloco. Vejam o que disse BOB(o) Faria:”O Atlético-MG tem uma equipe equilibrada e foi o time que melhor soube administrar a queda de rendimento. Ninguém fez uma campanha linear, mas o Atlético-MG teve mais serenidade para se recuperar.” Já Mauricio Saraiva:”O Atlético-MG fica com o título. O Celso Roth deu um salto de qualidade na carreira e o time é outro em relação ao início do ano. Tem o Carini no gol, o Ricardinho no meio, o Tardelli está jogando muito. Acho que o time está com química de campeão”…
    É mole? Time com química de campeão????Huahuahuahuahua…é cada uma…

    • simone b de castro disse:

      Nossa, cada uma! “Time que melhor soube administrar a queda”? Como assim? 5 derrotas seguidas, demissão de técnico por telefone, torcida revoltada, jogadores falando desaforos para a torcida, e isso é saber administrar a queda??? “Química de Campeão”? Valha-me Deus! Ridículo!

  9. Geniba disse:

    Nada vai me convencer.
    Flamengo é campeão de 87 e ponto!

    • Jorge Santana disse:

      Nada convencia Garrastazu, nada convence Fidel. Pra eles, tb, a Justiça é só um detalhe.

    • Marcos Pinheiro disse:

      Você pode achar o que quiser, Geniba, mas quem faz parte da imprensa deveria ter respeito pelas instituições democráticas e compromisso em informar a verdade.

      • Geniba disse:

        Reconhecimento da justiça, da CBF, da Igreja, seja de quem for… Pra mim não importa.
        Campeão Brasileiro de 87 foi quem jogou contra Santos, Cruzeiro, Botafogo, Palmeiras, Inter, Grêmio, São Paulo, Fluminense, Corintthians, etc.
        Assim como a CBF também não reconhece nosso título de 1966 e eu acho que o Cruzeiro foi campeão brasileiro daquele ano.
        Desculpem-me isso deve ter sido exaustivamente debatido por aqui esses dias pra trás, mas só entrei agora.
        Se ano que vem o C13 brigar com a CBF e fizer um outro campeonato, mesmo a CBF reconhecendo os clubes que ficarem no torneio dela, campeão será quem ganhar entre os C13.
        Queria ver se o Cruzeiro tivesse passado por Inter e Flamengo em 87 se a opinião aqui seria a mesma…

      • Frede disse:

        na sua opinião né? Então, vamos viver a deus dará.

      • Naldo disse:

        O Cruzeiro deveria fazer o contrário do que o Urubu fez. Não desrespeitar o regulamento e jogar para ser campeão. Como fez em 2000, apesar de ter perdido o título para o Vasco.

      • Elias disse:

        É isso ai. Estamos ( smj) num estado de direito. E a última palavra é do Judiciário que já outorgou o título ao Sport, por sentença transitada em julgado. Prá mim é o que basta. O resto é conversa fiada da revitalizada imprensa carioca ( que estava em baixa, mas devido aos títulos de Fla/Vasco e ao não rebaixamento do Botafogo/Flu voltou a se achar) , na velha rixa RJ/SP, uma vez que os bambis já
        ( no campo) campeonaram seis vezes..

  10. Jorge Santana disse:

    É o primeiro caso de autopostagem do PHD. Este texto estava reservado para o sábado, mas saiu hoje. Quem o publicou? Ok, esgotem o assunto e não digam que o Cruzeiro não tem nada a ver com isto. Tem. Foi um dos clubes golpistas em 1987. E o castigo veio: hoje, somos cidadãos de segunda classe no C13. Entidade que, por sinal, homenageou o Teixeirão, ontem. Vergonha ilimitada.

  11. Jorge Santana,
    Regulamento acordado não tem discussão. Se os clubes acordaram no início do campeonato que seria feito o tal cruzamento entre os módulos verde e amarelo, tudo estaria perfeito e o Sport seria mesmo o campeão brasileiro.
    Porém, eu me lembro que o C13 foi criado e rompeu com a CBF, arranjou patrocinadores, entre os quais o carro-chefe era a GLOBO (tinha sorteio do jogo que iria passar na TV inclusive) e creio que o tal cruzamento foi determinado apenas para se definir quem representaria o Brasil na Libertadores de 1988. Se isto é procedente, então, o campeão brasileiro seria o Flamengo.
    Não seria inédito se declarar 2 campeões para um mesmo ano, haja vista que em Minas o título de 1956 é dividido. O paulista de 73 também. Why not ?

    • Marcos Pinheiro disse:

      Duarte, a coisa julgada faz lei entre as partes, por isso a CBF não pode, mesmo que queira, reconhecer outro campeão em 1987 que não o Sport. Quanto ao propósito do quadrangular final, dê uma olhada no §2º do art. 6º do regulamento da competição, que está reproduzido no Acórdão do TRF. Você verá que ele existia para indicar o campeão brasileiro.

  12. Cuné disse:

    OT – Saiu no Globo, olha a barca: Athirson, Jancarlos, Rômulo, L. Domingues, Andrey, Gustavo (já emprestado), Wellington, Camilo e Wanderley fora dos planos.
    E tem blogueiro pedindo a contratação do França atacante do século passado do SPFW. Haja sonrisal…

  13. OFF Topic… Libertadores de 2010 sem Boca, River e LDU
    como estão até agora os grupos…. do blog do Lédio Carmona:

    Grupo 1 – Corinthians, Cerro Porteño, Colômbia 2 e Racing-URU ou Colômbia3

    Grupo 2 – São Paulo, Paraguai 2, Once Caldas e México 2

    Grupo 3 – Estudiantes, Bolívar, Peru 2 e México 3 ou Peru 3

    Grupo 4 – Argentina 4, Blooming, Peru 1 e Táchira x Paraguai 3

    Grupo 5 – Internacional, Cerro-URU, Deportivo Quito e Argentina 6 x Emelec

    Grupo 6 – Argentina 3, Nacional-URU, Deportivo Cuenca e Morelia

    Grupo 7 – Velez Sarsfield, Chile 2, Deportivo Itália (VEN) e Cruzeiro x Potosi

    Grupo 8 – Flamengo, Universidad do Chile, Caracas e Argentina 5 e Chile 3

  14. Rogério disse:

    Eu considerava o Flamengo campeão de 87, já que disputou o campeonato com os clubes mais fortes, mas ficando a par de tudo que ocorreu, duas tentativas de golpes pelo clube dos 13, volto atrás, realmente não podemos premiar um campeão que não aceitou a cumprir o regulamente que ele mesmo já havia concordado anteriormente, portanto Flamengo é penta e ponto final, daqui a 17 anos que eles tentem o hexa novamente.

  15. Bruno Pontes disse:

    OT: E o Reina, que muita gente usava pra criticar o AB, foi pro Vitória, depois pro Ipatinga… e agora parece que vai pro Democrata-GV.

    • Bruno Pontes disse:

      Continuando no mesmo OT, para as viúvas do L.Domingues: o Cruzeiro ABRIU MÃO dos direitos do jogador, e simplesmente não vai renovar o contrato, ficando apenas com 30% de uma negociação futura, devido a acordo com o empresário (o Cruzeiro tinha 60% dos direitos).

  16. Romarol disse:

    “Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade.” (Joseph Goebbels)

    • Alan Mendonca disse:

      Romarol,

      Esse ditado cabe muito bem no cais seco da lagoa.
      Do nada comecaram a dizer que no grorioso esta tudo em dia, que a divida de duzentos e la em vai cassetada sumiu.
      Mas fiquei sabendo atraves de um amigo que tem conhecidos dentro do atretico que trabalham na area de informatica que os salarios estao atrasando em ate 3 meses.
      E contratam treinador de 700.000 mensais…

      • Eduardo Louback disse:

        Acho que o Flamengo tem uma divida um pouco maior do que a dos plumíferos. O mor do flamengo, Márcio Braga, na entrega da taça na premiação no RJ, organizada pela CBF, disse que o flamengo teria que ganhar R$5 milhões por mês pra quitar a dívida que eles tem. Ou seja, de onde que o g conseguiu tal dinheiro pra dizer que não tem mais dívidas e que se dá ao luxo de contratar o caríssimo Luxa?
        Espero que o patrocinio do Ricardo Eletro n tenha aquele contorno amarelo. Fica mto chamativo.

  17. Branchio - LA2010: EU VOU! disse:

    Tentam criar uma polêmica que não existe. A justiça dos homens, mesmo que desmoralizada, já encerrou o caso. Ponto final. O assunto nem merece outros desdobramentos. Muito mais preocupado eu estou com a escassez de reforços para 2010, o ar rarefeito de Potosí, o patrocínio furreca atrelado ao rival monotítulo e o nepotismo dentro do clube. Mas como não pretendo nunca influenciar na linha editorial deste espaço democrático e gratuito, me resigno a dizer: vamos aguardar!

  18. Chaves disse:

    O pessoal do twitter.com/semprecruzeiro está explicando sobre os patrocínios do Cruzeiro

  19. Chaves disse:

    Pessoal, escrevi aqui ontem que considero Sport e Flamengo campeões em 87. Mas recebi hoje um ofício da justiça me proibindo de pensar assim. Fui obrigado também a me retratar. Por isso, peço desculpas e deixo uma frase: Título não se inventa, para ser Hexa, tem que ser Penta.

  20. Eduardo Louback disse:

    Se o Fla é Hexa o Cruzeiro é Bi (pra mim, sempre foi).

  21. Naldo disse:

    Em 1987, o regulamento do campeonato previa o cruzamento entre os campeões dos módulos verde e amarelo. Flamengo x Guarani e Internaciona x Sport. Flamengo e Internacional não entraram em campo e perderam por WO. Sport e guarani fizeram a final. O Sport sagrou-se campeão e o Guarani vice. Os dois representaram o Brasil na Liertadores de 1988. Observações.
    1 – Fosse o Guarani o campeão, teria o apoio da FPF levando o título para São Paulo.
    2 – O Internacional perdeu a chance de campeonar, ajudou o eixo, ficou com o vice e perdeu a vaga na Libertdores. Isto depois de eliminar o Cruzeiro. Ê sina…
    3 – O Flamengo foi campeão da Copa União em 1987 e o Sport o legítimo campeão Brasileiro.
    4 – Deu nojo a GloboFLA no GE ontem.

  22. Branchio - LA2010: EU VOU! disse:

    E o Flamengo herdou mais um título através da mídia do eixo. Leiam a resposta enviada pelo jornal Lance sobre o Troféu João Saldanha: “A CBF, em comum acordo com os clubes, inverteu o mando de campo do clássico entre Botafogo e Flamengo. O jogo que valeria pelo primeiro turno, que seria no Engenhão, foi transferido para o Maracanã. E vice-versa. Oficialmente, o jogo no Maracanã acabou contando para o segundo turno, apesar de ter sido realizado no meio do primeiro turno e foi 2 a 2. O jogo no Engenhão, que oficialmente valia para o primeiro turno, foi contado POR NÓS como segundo turno porque o jogo foi realizado em outubro, durante a realização da segunda perna de jogos. Nele, o Flamengo venceu por 1 a 0. Preferimos considerar a data em que os jogos foram realizados”. Vergonhoso.

    • Branchio - LA2010: EU VOU! disse:

      Segue “explicação” do jornal Lance! sobre a entrega do torféu João Saldanha 2009 ao Clube de Regatas do Flamengo. Lamentável.

      • Rogério disse:

        Cadê a explicação?

      • Branchio - LA2010: EU VOU! disse:

        Aguardando moderação.

      • Branchio - LA2010: EU VOU! disse:

        Vou resumir: A CBF inverteu o mando de campo a pedido dos clubes Flamengo e Botafogo. Entretanto, oficialmente, os resultados das partidas foram mantidos de acordo com a tabela. Mas o jornal Lance! preferiu considerar a data em que os jogos foram realizados, manipulando descaradamente o resultado final do returno. Mais um título (mesmo que simbólico) foi parar na Gávea graças a conivência e bairrismo da mídia pró-eixo.

      • Cuné disse:

        Boa pergunta…. será que não explicaram nada? hehe…

      • Branchio - LA2010: EU VOU! disse:

        Ou seja: o Cruzeiro é o campeão oficial do returno com o selo da CBF. O Flamengo, mais uma vez, herdou o título através da tendenciosa e bairrista imprensa carioca.

      • Rogério disse:

        Que peguem este titulo e enrolem com o Jornal O Lance e ………….

      • O que o jornal o Lance! fez foi vergonhoso. Se queriam dar o trofeu para o flam3rda, que dessem, mas não fizessem aquilo de dar troféu para quem a própria CBF indica que Não devia. Seria a mesma coisa de um jornal em MG dar um trf~eu para o “campeão da temporada regular” e dar a outro time que fez menos pontos na temporada regular. Papel de quem é tendencioso. NOTA ZERO para o Lance!

      • Naldo disse:

        Porcaria de Jornal bairrista e tendencioso. Nem leio esta porqueira.

    • sancho disse:

      Nesse caso, me desculpem, mas está certo o “Lance!”. Se um jogo aconteceu no primeiro turno e outro aconteceu no segundo, nas rodadas correspondentes, absurdo é considerar o inverso…

      • Branchio - LA2010: EU VOU! disse:

        Ah é, Sancho? Então como explicar que o próprio Lance!, após entregar o troféu João Saldanha ao Flamengo publica esta notícia:

      • sancho disse:

        Não muda nada, uai…

        O certo é fazer o simples.

      • Branchio - LA2010: EU VOU! disse:

        Acho que você ainda não entendeu. Leia o trecho da reportagem: “Cruzeiro fez a melhor campanha do segundo turno e terminou a competição como o melhor visitante”.

      • sancho disse:

        Branchio,

        Se o Lance! desse o troféu para o Cruzeiro, estaria repetindo uma barbaridade feita pela CBF. Ela inverteu os mandos e manteve os turnos, isso não faz o menor sentido!

      • Branchio - LA2010: EU VOU! disse:

        O que não tem o menor sentido é passar por cima da tabela oficial do campeonato sem consultar os demais participantes. Isso sim seria um ato ilegal podendo inclusive impugnar o título do Flamengo. É confuso, concordo, mas é pior ainda não fazer prevalecer o regulamento da competição.

      • Walterson disse:

        Já que pode, basta inverter mando de campo na última partida e decidir em casa, certo? O Cruzeiro não precisaria passar aquele sufoco todo em Santos.

      • sancho disse:

        Teria que ter jogado em Santos no turno…

  23. Brunno Noce disse:

    Pra mim:
    Fla -> Hexa
    Cruzeiro -> Bi!

    Curintia -> NAO E CAMPEAO DO MUNDO.

    simples assim…

  24. douglas.sena disse:

    Hexa o caramba. Fla é penta, e só. Fato.

  25. claudio(xina)lemos disse:

    O flamengo é hexa e, é também o campeão da taça joão saldanha, o cruzeiro a perdeu da mesma forma que o spfw perdeu os pontos do jogo contra o flamengo pelo mesmo motivo inversão dos mandos em virturde de reforma do maracanã, não vamos ser hipócritas.

  26. rosan amaral disse:

    OFF TOPIC: O desespero das frangas é latente. Leiam esta pérola postado no Esporte.Uol.com.br: O agente penitenciário Roberto César Ribeiro deixou o distrito de Tavares, no município de Pará de Minas, juntamente com três amigos, para receber Luxemburgo no aeroporto. “É uma alegria imensa. O Luxemburgo é a nossa última esperança. Se não der com ele, não dá mais”, observou o torcedor. Eles estão querendo comprar um sonho de ter a glória da tríplice coroa vivida pela nação azul.

    • rosan amaral disse:

      CONT: Com atraso de quase uma hora, o técnico Vanderlei Luxemburgo, contratado pelo Atlético-MG, desembarcou no Aeroporto da Pampulha, na capital mineira, e foi recebido por grupo de aproximadamente 150 torcedores, de acordo com a Polícia Militar.

      Luxemburgo, que chegou em voo particular e desembarcou às 14h25, passou pelo corredor formado pelos torcedores, que fizeram festa e entoaram gritos de apoio ao treinador, como “Luxemburgo vem aí e o bicho vai pegar”.

  27. Naldo disse:

    Esta Taça João Avelange vale o quê? E quais os critérios para ganhá-la? Alguem pode informar para quem desconhece?

  28. Naldo disse:

    …estabilidade financeira trazida ao Galo pela gestão de Kalil lhe deu tranqüilidade para aceitar o desafio de comandar a equipe. Wanderley Luxemburgo.

  29. silverio candido disse:

    O LUXA é profissional mesmo. O que fez aceitar o convite das cocotas, segundo ele, foi a estabilidade dos cacarejantes… kkkkk Jogou isto na mídia pra colocar o Kalil em xeque-Mate. Vai ter que paga-lo em dia, ou seja, emprestimo bancário todo mês pra segurar o medalhão. E aí eu quero ver jogador chiar… ANOTEM AÍ: Este namoro vai acabar antes do inverno…kkkk

  30. Hugo 5erel0 disse:

    Quem disputou a Libertadores de 88? O Sport? Caso encerrado. Próximo!

  31. silverio candido disse:

    O FO FLAMENGO É HEXA e o CRUZEIRO É BICAMPEÃO BRASILEIRO.

  32. Walter Seixas disse:

    OFF TOPIC: Eu particularmente posso dizer que torço para três times: Cruzeiro, River Plate e Fiorentina. Assim, para o nosso prezado amigo Jorge (que já deve saber disso) e para os outros que simpatizam pelos Millonarios.
    http://www.riverplate.com/Noticias/Institucionales/4816-asumio-passarella.html

  33. Walterson disse:

    OT.: Primeiro grande reforço de Luxa:
    O Chinelinho no poleiro.

  34. bandalhobr disse:

    O Sport não é campeão de 87, pq não jogou contra os melhores times da época, ganhar um título relativamente mais fácil e ir direto a final, se assim o fosse, todos os times gostariam de jogar o módulo amarelo, por ser teoricamente mais fraco, seria como chegar atrasado e ficar na janela. Pra ser o campeão , tem q jogar com os melhores, coisa q não aconteceu com o Sport. Na decisão do módulo amarelo, Sport e Guarani empataram nos penaltis em 11×11 e decidiram dividir o “titulo”, mas acabou tendo o Guarani tendo q desistir do “título” para a partida não ser impugnada e os dois times poderem ir a “grande final”, vendo por aí, já temos a nõção que o módulo amarelo, não era tão sério assim, e não tem cabimento fazer um cruzamento com o outro módulo, evidentemente mais disputado e organizado.

  35. Carlos Campos disse:

    Esta do jornal O LANCE foi demais ! NÓS DECIDIMOS…NÓS ACHAMOS MELHOR….”apesar da tabela oficial definir o que é primeiro turno e o que é segundo turno”. Para os que não sabem, a partir de 2004 (lembrem que o primeiro ano dos pontos corridos foi 2003- mas neste ano que ganhamos os dois turnos, não tinham ainda instituidos os troféus), o JORNAL O LANCE, instituiu os TROFÉUS DE CAMPEÃO DO PRIMEIRO TURNO E OUTRO DE CAMPEÃO DO SEGUNDO TURNO (taça joão saldanha). Enfim, depois dessa absurda explicação e para AQUELES Q CONSIDERAM LOGICA A ESCOLHA DO LANCE, imaginem o seguinte: O CRUZEIRO DISPUTOU A FINAL DA LIBERTADORES NO DIA 15/07 e teve o seu jogo contra o BOTAFOGO ADIADO. O jogo foi realizado ainda durante o primeiro turno, mas poderia nao ter sido….

  36. bandalhobr disse:

    E mais, se o Sport, entrou realmente na justiça contra a CBF, perde todos os direitos desportivos, pois é notório que os times, sentindo-se prejudicados e entram na justiça comum, A FIFA puni o time e confederação severamente, excluindo-os até, fato que quase ocorreu em 2000, qdo o Gama entrou na justiça e a CBF delegou ao Clube dos 13, a realização do Copa JOão Havelange, portanto, o Sport não tem tanta razão assim, como declara. Na verdade o que começou errado, não poderia acabar certo, deu no que deu, Seria mais justo dividir o Campeonato entre Flamengo e Sport, como o fizeram o Sport e Guarani na final do módulo amarelo, e acharam justíssimo…rs Não é demais lembrar, quem entra na jsutiça comum contra a CBF, é punido Pela Fifa.

  37. Carlos Campos disse:

    Imaginem se o jogo adiado do dia 15/07/09 contra o botafogo, por questões de datas, tivesse ocorrido DURANTE A REALIZAÇÃO DO SEGUNDO TURNO? como ficaria o PERFEITO CRITÉRIO DO LANCE? Consideraria os dois jogos contra o botafogo como do segundo turno? Consideraria qual? Consideraria o pior ou melhor, de acordo com critérios do LANCE, para decidir se o Cruzeiro poderia ser O CAMPEÃO DO PRIMEIRO OU DO SEGUNDO TURNO? Será q deu pra perceber o ABSURDO PRESENTA NA JUSTIFICATIVA DO JORNAL LANCE? “nós achamos melhor, considerar os jogos que aconteceram durante o primeiro turno e durante o segundo turno”. Agora, senhores, imaginem se tivessem sido resultados invertidos? Será que o JORNAL LANCE não utilizaria A TABELA OFICIAL PARA JUSTIFICAR O TITULO DO FLAMENGO\? vergonha total !

  38. Carlos Campos disse:

    JS , SUGIRO UM POST EXCLUSIVO SOBRE O ASSUNTO…“A CBF, em comum acordo com os clubes, inverteu o mando de campo do clássico entre Botafogo e Flamengo. O jogo que valeria pelo primeiro turno, que seria no Engenhão, foi transferido para o Maracanã. E vice-versa. Oficialmente, o jogo no Maracanã acabou contando para o segundo turno, apesar de ter sido realizado no meio do primeiro turno e foi 2 a 2. O jogo no Engenhão, que oficialmente valia para o primeiro turno, foi contado POR NÓS como segundo turno porque o jogo foi realizado em outubro, durante a realização da segunda perna de jogos. Nele, o Flamengo venceu por 1 a 0. Preferimos considerar a data em que os jogos foram realizados”. Vergonhoso.

  39. Carlos Campos disse:

    “Oficialmente, o jogo no Maracanã acabou contando para o segundo turno”….”O jogo no Engenhão, que oficialmente valia para o primeiro turno, foi contado POR NÓS como segundo turno”…..”Preferimos considerar a data em que os jogos foram realizados”…UMA VERGONHA ! COMPORTAMENTO IMORAL DE UMA IMPRENSA IMORAL ! As palavras no texto mostram tudo: “OFICIALMENTE”- esta palavra define a legalidade ! Como mudar vergonhosamente aquilo que é OFICIAL ?..”CONTADO POR NÓS “- caracterizado no próprio texto como ILEGAL, pois contratia aquilo que é oficial !

  40. Carlos Campos disse:

    Sobre os Cruzeirenses que dizem que o Flamengo é hexa e o Cruzeiro é Bi ! ESTÃO ENGANADOS ! Por este critério, SOMOS TRI, pois vencemos o MÓDULO AZUL DA COPA JOÃO HAVELANGE, exatamente como o Flamengo venceu o Modulo Verde (chamada Copa União). O Cruzeiro fez o cruzamento com Malutron, Inter e Vasco e perdeu a chance do TITULO CONSIDERADO HOJE O BRASILEIRO ! Façam esta reflexão: copa união = modulo azul da copa joão havelange ! O Cruzeiro tb é campeão de 2000 ! Cruzeiro e Vasco ! SOMOS TRI ! quem concorda com o raciocínio?

  41. Carlos Campos disse:

    Realmente muito boa a POSIÇÃO OFICIAL DO CRUZEIRO ESPORTE CLUBE NO SEU SITE OFICIAL sobre Título simbólico do segundo turno:

  42. Moema (MFox) disse:

    É tanta informação que fiquei curiosa: de 85 para 86, quais foram os critérios para disputa da primeira divisão?

    Estou perguntando isso porque já ouvi dizer que os critérios de participação no campeonato brasileiro (assim como o regulamento) mudavam a cada ano, sendo que em um determinado ano que não sei qual (rsrs) o campeonato foi disputado por uma multidão de times, depois o número reduziu, blablabla.

  43. Moema (MFox) disse:

    Outra pergunta: quais foram os critérios para definição dos times no campeonato brasileiro de 1988 (também Copa União)?

    • Marcos Pinheiro disse:

      Estava previsto no regulamento de 1987 que seriam rebaixados para a 2ª divisão os dois últimos da módulo verde (Corinthians e Santos), os oito últimos do módulo amarelo, mais dois de um quadrangular da morte entre o 13º e o 14º do módulo verde e o 7º e o 8º do módulo amarelo. Como sabemos, em razão de uma mudança de regulamento ilegal, não houve rebaixados entre os participantes do módulo verde, não houve quadrangular da morte e o América-RJ, último colocado do módulo amarelo, foi incluído na 1ª divisão de 88. Mais uma virada de mesa. Como a medida cautelar promovida pelo Sport pediu liminar apenas para garantir a realização do quadrangular final, quando a alteração do regulamento foi declarada nula, a mesa já estava virada e Santos e Corinthians já estavam salvos do rebaixamento.

  44. O problema é todo de nomenclatura.
    Desde Taça Brasil (que reunia alguns times DE TODO O PAíS) para se definir o CAMPEÃO e VICE e por sua vez, dar vaga na LIBERTADORES, que foram VÁRIOS os NOMES desta competição.
    Alguém, não se sabe por quê, tinha interesses em mudar para Campeonato Nacional (1971) e de lá prá cá os nomes foram mudando por CONEVENIÊNCIA e interesse.
    Taça Brasil, Copa Brasil, Roberto Gomes Pedrosa, Taça de Prata, Copa João Havelange, Copa União, Brasileiro, Módulo Verde… NÃO INTERESSA. Tinham o MESMO objetivo. DETERMINAR CAMPEÃO BRASILEIRO., DESDE 1959
    O resto é conversa fiada e motivo para vender jornal e ter assunto em mesa de boteco. Meu time tem DOIS títulos (66 e 03) – Mais QUATRO títulos de âmbito NACIONAL (copaBr)

  45. Bruno Pontes disse:

    OT: Pros que gostam de especulação, Flu pode perder o Fred: http://tinyurl.com/yezzuxh

  46. Jorge Santana disse:

    Para presidente são-paulino, Fla é penta brasileiro e campeão da Copa União – Juvenal Juvêncio ironiza hexampeonato nacional de cariocas e reacende briga pela Taça das Bolinhas
    (Julyana Travaglia e Leandro Canônico, São Paulo) A CBF não reconhece que o Flamengo, após a conquista do último domingo, seja dono de seis títulos do Campeonato Brasileiro. E o São Paulo também não. Primeiro a ter seis taças, o clube do Morumbi aumentou a polêmica sobre o assunto nesta terça-feira, quando o presidente Juvenal Juvêncio ironizou a vitória rubro-negra.
    – O Flamengo é pentacampeão brasileiro e campeão da Copa União. Tem uma ação do Sport na Justiça e ninguém pode ir contra isso – declarou o mandatário tricolor.
    A equipe pernambucana é que é reconhecida pela CBF como a campeã brasileira de 1987. Tudo porque o Flamengo, que conquistou o módulo verde da Copa União (que reunia os principais clubes), e o Inter, vice-campeão, se recusaram a disputar um quadrangular com Sport e Guarani, classificados pelo módulo amarelo. Essa divergência entre Flamengo e CBF gerou outra polêmica. Em relação à Taça das Bolinhas, que seria entregue ao primeiro tricampeão consecutivo ou ao primeiro pentacampeão alternado. Até agora, o troféu segue sem dono. Mas o São Paulo o quer para ele, já que acredita ser a primeira equipe a ser pentacampeã.
    – Entendo os flamenguistas, mas vamos dividir? Não. Não dividimos uma paixão. Falei para o Ricardo Teixeira: me dá a taça, é mais bonito. Ele ficou de pensar. Estou aguardando – comentou o presidente da equipe tricolor.
    Sobre o fato de o São Paulo chegado tão perto do hepta nesta temporada, mas ter vacilado nas rodadas finais, Juvenal Juvêncio criticou os tropeços do time.
    – Não posso tirar o mérito do Flamengo e a expectativa de 80 mil torcedores que foram ao Maracanã. Eles tiveram força e foram chegando. Nós e o Palmeiras perdemos para nós mesmos – finalizou Juvenal. (Globo.com, 09dez09)

  47. Marcus Castro disse:

    Obviamente o autor do texto, além de desmemoriado (pois tem idade para se lembrar de 87), não se deu ao trabalho de ler a decisão judicial anexa. Também tem problemas sérios com o Flamengo, no que está em seu direito. Em primeiro lugar, em 87 não se discutia o assunto. Todos os cruzeirenses que foram ao Mineirão em 87 queriam muito que o time vencesse o Inter e fosse a final. Todos vibraram, no dia anterior, com a derrota do Galo contra o Fla na semi. Todos, inclusive o Cruzeiro, se negaram, muitos meses antes, a aceitar a virada de mesa feita pela CBF. Sugiro que o mal informado e mal intencionado autor pelo menos leia a decisão antes de espalhar mentiras. Está escrito, basta ler no link, que houve dois regulamentos. E que o segundo foi o do Sport.

  48. Marcus Castro disse:

    Está escrito também que o argumento do Sport com a virada de mesa foi a concordancia tácita dos clubes. Tácita quer dizer não escrita, sem assinatura. Nem mesmo o Sport disse que os clubes concordaram com a virada.

    Nunca houve concordancia, houve uma virada de mesa escandalosa, acolhida por um só Juiz, um pernambucano que sozinho, decidiu o mérito da questão. Pode ler a decisão do TRF, nem recurso houve, a CBF até reconheceu o pedido de seu aliado Sport e o recurso da União foi de ofício.

    Leia antes de espalhar essas mentiras. Mentiras como rebaixamento em 86/87 ou direitos adquiridos. Isso não existia na época, pois a classificação era feita pelos estaduais, portanto o C13 podia sim fazer seu campeonato como fez e foi o maior sucesso, COM O CRUZEIRO FAZENDO BRILHANTE CAMPANHA.

  49. Marcus Castro disse:

    Meu primeiro post foi apagado, mas o repito: gostaria que o Sr.blogueiro pelo menos lesse a decisão anexa antes de espalhar e divulgar mentiras. Obviamente tem problemas de memória (pois tem idade para se lembrar de 87) e com o Flamengo, o que é normal.

    Mas mentir, com a prova na sua frente, é vergonhoso. Leia a decisão e veja como existiram dois regulamentos, e o Sport conseguiu, com o auxilio de um unico juiz pernambucano, validar o virado.

    Veja como nenhum clube assinou o regulamento virado, está lá na decisão, e mesmo assim o juizão deu validade a ele.

    E se lembre como todo cruzeirense vibrou com o gol de Renato contra o Galo e sofreu no dia seguinte contra o Inter, porque aquele foi um baita campeonato, e não é um papel oriundo de corrupção que muda isso. História não se muda

Deixe um comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.