Henrique: “Não apareço muito, mas tenho função importante”

Por SÍNDICO | Em 23 de novembro de 2010

Pitacos de blogueiros e protagonistas acerca do Cruzeiro 3×1 Vasco, na Arena do Jacaré, Sete Lagoas, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2010, em 21nov10:

  1. Henrique, volante do Cruzeiro: Fico feliz, estou sempre dando o meu melhor pra ajudar o time e hoje não foi diferente. Sou um jogador que não aparece muito, mas tenho uma função importante. Isso é o que vale. Fico feliz pela Libertadores, mas a gente ainda acredita que possa chegar ao título. Tenho certeza de que o campeonato será defindido na última rodada. Vamos com tudo contra o Flamengo, acreditando que vai dar.
  2. Thiago Ribeiro, atacante do Cruzeiro: Estou exausto e com dor no corpo inteiro. Foram muitos piques no 1º tempo pelo lado direito. São muitos jogos na temporada e vai batendo o desgaste. Mas o importante é que fizemos um ótimo 1º tempo e, no 2º, administramos. Enquanto existir esperança de título vamos acreditar já que a diferença é de dois pontos e com um empate do Fluminense poderemos ultrapassar. Temos que fazer nossa parte, vencer os dois jogos restantes e ver o que acontece. Agora é procurar descansar, porque no próximo final de semana teremos mais um jogo difícil.
  3. Fábio, goleiro do Cruzeiro: As bolas entraram e a gente conseguiu um grande resultado. Fizemos um início de jogo muito forte, tivemos outras chances, mas o importante foram os três pontos. Conseguimos sair com mais uma vitória e continuamos em busca de nosso objetivo. Deus vai nos dar este presente, mesmo que seja na última rodada, mas temos de fazer por merecer, fazer a nossa parte, conquistar os nossos resultados.
  4. Edcarlos, beque do Cruzeiro: Desde que a minha filha nasceu, eu havia prometido fazer o gol para ela e não estava conseguindo. Mas, graças a Deus, pude fazer essa homenagem, hoje. Estou muito feliz. Futebol é assim, principalmente em uma equipe que tem grandes jogadores. Hoje, tive a felicidade de jogar, jogar bem e fazer o gol. É uma dor de cabeça boa para o Cuca. Agora é esperar que os adversários tropecem e que nós consigamos fazer o nosso papel. No futebol, tudo pode acontecer.
  5. Cuca, treinador do Cruzeiro: A equipe entrou com muita gana, vontade de vencer, com determinação, desde o primeiro momento, fazendo uma decisão, como tinha de ser. Encaixou muito bem a bola parada e fizemos os três gols. Tomamos um gol aos 45, que pô o Vasco de volta ao jogo. Se eles fazem o segundo, muda todo o emocional da partida. Então, o pessoal soube administrar bem, cadenciou e não correu grandes riscos, até porque o Vasco tem uma boa equipe, muito rápida. Domingo que vem, teremos ainda mais dificuldades contra o Flamengo, uma outra decisão. Pra gente ser campeão teriam que acontecer três tropeços de Corinthians e Fluminense. Já aconteceu um, do Corinthians, e, se houver mais dois tropeços e nós fizermos nossa parte, e vencermos os dois próximos jogos, que é muito difícil, poderemos ser campeões. Chegamos a duas rodadas do final do campeonato ainda com chances. Vamos nos manter vivos, se Deus quiser, até a última rodada. Temos que trabalhar só nosso jogo contra o Flamengo. Com a vitória do Avaí, embolou tudo lá em baixo. É um jogo decisivo para o Flamengo também. Cada um com sua necessidade. O Vuaden é um cara de diálogo, que tranquiliza o jogador, não enerva. Se impõe, da maneira que tem de se impor. Deixa o jogo correr um pouco mais do que os outros, é característica dele, mas é um cara de diálogo e todos podem conversar com ele. No meu modo de ver, o trio teve uma grande atuação.
  6. Zé Roberto, meia-atacante do Vasco: No 1º tempo, o time foi apático. O adversário entrou a cem por hora, a gente toma três gols e aí fica difícil correr atrás. Quando a gente começou a marcar, a tirar os espaços, já era tarde.
  7. Renato Augusto, meia do Vasco: Trabalhei forte pra conseguir essa oportunidade e graças a Deus pude aproveitar. Fico feliz pelo 1º gol como profissional, mas triste pelo resultado, pois tínhamos capacidade de sair da Arena do Jacaré com uma vitória. PC Gusmão me parabenizou pela atuação e pelo gol. Não saiu da forma como eu queria, pois queria os três pontos. Mas fiquei feliz pela a minha atuação e pelo gol.
  8. Paulo César Gusmão, treinador do Vasco: Se não temos grandes objetivos, precisamos lutar pelo que ainda nos resta, como é o caso da vaga na Sul-Americana. Temos que aproveitar. Quem pode jogar, aproveite e curta muito, pois um dia acaba. É muito bom poder ver o Carlos Alberto novamente. Sabíamos o quanto ele queria voltar e precisamos exaltar a sua vontade e dedicação apresentada em campo.
  9. Juca Kfouri, em seu blog: O Vasco tinha a bola e o Cruzeiro tinha o futebol, em Sete Lagoas, com a Arena do Jacaré repleta. Wellington Paulista perdeu um, dois gols, nem bem o jogo começava e aí Montillo resolveu bater o escanteio mais aberto,  para Roger, que pegou de bate-pronto para fazer 1 a 0, aos 13. Não satisfeito, o brilhante argentino bateu um segundo escanteio, desta vez no primeiro pau e Henrique enfiou a cabeça para fazer 2 a 0, aos 19. Só dava Cruzeiro, ou quase, só o Cruzeiro criava chances de gol, ou quase. Mas quando o Vasco as criava, Fábio as conjurava. E Montillo, aos 32, bateu mais um escanteio, sempre pela direita. A bola sobrou para Edcarlos fazer 3 a 0. Então, o Cruzeiro descansou e Renato Augusto, aos 44, acertou uma bomba cheia de veneno e molhada de fora da área e o goleiro cruzeirense, enfim, resolveu ser generoso: 3 a 1. O segundo tempo foi para constar e garantir também ao Cruzeiro uma vaga na Libertadores, a exemplo de Flu e Corinthians.
  10. Lédio Carmona, em seu blog: O início do Cruzeiro na Arena do Jacaré foi inspirador. O time jogava com marcação adiantada, sufocava o adversário e, em comunhão com a torcida, mandava em campo – mais precisamente, na segunda metade do gramado: era ataque contra defesa. O início do Vasco foi constrangedor. O time jogava sem força, sem rumo e sem nenhum volume. Sonolento, foi atropelado. Carlos Alberto, de volta após longo e tenebroso inverso, nada fazia. Zé Roberto, atuação pavorosa. Eder Luis no seu pior jogo pelo clube. E havia uma avenida nas costas do garoto Diogo. O caos parecia armado. Aos 33 minutos, o Cruzeiro já vencia por 3 a 0. Três cobraças de corner do mesmo lado (o lado de Diogo), três falhas da defesa, e gols de Roger, impecável, Henrique, espetacular, e Edcarlos. PC Gusmão tirou Jonathan, pôs Allan e equilibrou a marcação. Fez um gol com o garoto Renato Augusto, mas, diante da noite de Carlos Alberto, Zé Roberto e Eder Luis, era impossível e ilusório pensar em algo mais. O Cruzeiro ganhou porque queria mais e, no fundo, é muito melhor do que o atual Vasco. Só não precisava ter jogado sozinho e sem adversário durante 30 minutos. Foi aí que a partida se decidiu. Quase um pocket-show. 33 minutos, 3 gols e fim de papo.
  11. Elias Guimarães, no PHD: Com 20 minutos, já era prá ser de 5. E isso com menor posse de bola, mas com um futebol estilo avalanche, com nossos laterais indo prá cima, explorando principalmente o jovem lateral esquerdo suplente do bacaiau carioca. Marquei a diferença na batida dos escanteios do Montillo. Depois do 2º gol, deu pra vê-lo apontando pro Henrique como se dissesse: eu não te disse que ia cair ali? Nota 10 prá torcida. Protestou na hora certa, empurrou na hora certa, colocou pressão no adversário. E quando o gol sai no início do jogo, fica bão demais. Não sei se vai dar pra campeonar. Mas estamos firmes e fortes. Fazendo nossos resultados prá ver o que vai rolar. Libertadores já é um baita bônus. Afinal, chegar na Libertas com 36 rodadas é um feito. Ave, Cuca!
  12. Bruno Barros, no PHD: Fábio falhou sim, pois a bola perfeitamente defensável pra qualquer goleiro profissional. Mas todos sabemos quem ele realmente é, por isso não há motivos para preocupação. Jonathan, Leo, Edcarlos, Diego Renan tiveram boas atuãções. O Paraná joga demais, Henrique, ah o Henrique! Esse é o melhor volante do Brasileirão 2010, disparado. O Montillo nos fez lembrar o Talento Azul com sua maestria nas bolas paradas, fico imaginando os dois juntos. O adversário teria que entrar com uns 6 volantes pra segurar a dupla. Seria um sonho azul da cor do mar. O Roger fez sua melhor partida com a camisa estrelada, jogou muita bola, fez até o que não sabe, marcar. Com a bola no pé foi bem do primeiro minuto ao último, pra mim o melhor em campo. Thiago Ribeiro já teve jornadas melhores, mas foi bem. Já o Wellington Paulista deu dó. Os gols que ele perdeu foram de lascar! O primeiro então quando subiu livre, leve e solto foi inacreditável. O mundo todo sabe que é nessa posição onde reside nossa maior carência. Ano que vem o Zezé já sabe por onde tem que começar a busca por reforços. Wellington Paulista é no máximo, sendo gente boa, um bom reserva. Titular do Cruzeiro, não. Definitivamente não tem bola pra isso. Mas tomara que eu queime a língua e que ele faça gols que nos levem ao título nessa reta final. Acredito que teremos surpresas na próxima rodada. O Fluminense tá dando o título como favas contadas, é notório isso no semblante dos jogadores cariocas. E isso é que vai complicá-los. E o Vasco por sua vez tem um time interessante, que pode complicar pra pauliceia desvairada no domingo.
  13. Júlio César, no blog do Torcedor do Vasco: Os leitores começaram a dar pela falta da resenha de Cruzeiro 3 x 1 Vasco hoje, dois dias depois da derrota. Não falei nada sobre o jogo porque esse foi o primeiro compromisso do Vasco no ano que não pude acompanhar, seja no estádio, pela TV, rádio ou internet. Fui ao show do Paul McCartney em SP e não tive como conferir o jogo. Mas depois de ver que sofremos três gols em menos de 20 minutos, todos eles nascidos em jogadas de escanteio, posso afirmar quase com certeza que, mesmo que eu não tivesse tido um excelente motivo para estar ocupado, não teria valido a pena correr atrás de um lugar para ver o jogo. As reclamações dos leitores confirmam essa minha impressão. E diante de mais um jogo em que o Vasco entrou dormindo em campo, acaba sendo mais reconfortante imaginar que a atuação desatenta e sem vontade foi proposital.
  14. Matheus Caldas, no Blablagol: O Cruzeiro acredita. E faz muito bem. Depois de toda a celeuma criada em torno do jogo contra o Corinthians, cansei de ouvir que o Cuca mostraria sua face de chorão e que o Cruzeiro iria patinar nas rodadas finais, mais preocupado com armações e conspirações do que em jogar futebol. O time, por outro lado, deixou a chiadeira e o protesto pra torcida e ontem, contra o Vasco, se preocupou em jogar bola. E em alto nível, principalmente no 1º tempo. Sem Fabrício, machucado, Cuca mandou a campo Roger-”Chinelinho”-Galera-Flores-Secco. E, meus amigos, que partida do camisa 7. Armou, driblou, tocou e…MARCOU! Tanto gol quanto os adversários. Senhoras e senhores, alguma coisa cheira muito bem no reino da Raposa. Roger ajudando na marcação. Na meia-cancha? Dando raça na intermediária azul? Eu posso com isso? Cuca já não é mais aquele do Botafogo. Alguma coisa o professor falou pro marido da gata e botou sangue-nos-zóio do cara. O melhor da partida, sem sombra de dúvida. Cuidado pro Chinelinho não agarrar na grade. Se foi o melhor da partida, muito se deve ao fato de Walter Montillo, o Pirata Azul (ou Cowboy da Toca da Raposa) estar sempre marcado por dois jogadores. Montillo, mesmo quando não joga bem, faz o que se espera dele. Um grande jogador, sem sombra de dúvida, que consertou o meio-de-campo do Cruzeiro e tem tudo pra ser um dos craques do campeonato. Montillo cobrou os 3 escanteios que se converteram em gols do Cruzeiro. O primeiro pelo monstro (2ª vez no ano) que vestiu a camisa 7. O 2º do outro monstro que joga no meio do Cruzeiro, Henrique. E o 3º pelo Edcarlos (me abstenho de fazer qualquer outro comentário). A tendência era de uma goleada, porque o Cruzeiro mandava no jogo, o Vasco não tinha saída e o lado esquerdo do pessoal de São Januário era uma avenida só. Mas o Cruzeiro sossegou e o Vasco, no fim do 1º tempo, passou a equilibrar o jogo e achou seu gol em um belo chute de Renato Augusto que contou com uma falhinha de nada de São Fábio (que já tinha operado um milagre antes). Culpa da secada que eu e Alexandre (a.k.a. Nardoni) demos no melhor do Brasil um pouco antes. O 2º tempo veio e o jogo ficou morno, a não ser pelos chutes bizonhos de Casalbé (devidamente homenageados por Mito Leite) e uma ou outra jogada de perigo que parava nas atuações seguras de Prass e Fábio. Cabe ressaltar a atuação catastrófica (que faaaaaaaaaase, hein?) de W.  Parede. Relembrando seus piores momentos, o camisa 9 foi uma Parede no ataque do Cruzeiro, isso quando não tinha um rompante de “eu-sou-o-cara-dessa-p***ra” e destruia um ataque com uma matada no peito ridícula. Ah se o Cruzeiro tivesse ‘Loco’ usando a 13. O Cruzeiro aguarda os tropeços de Corinthians e Fluminense. Restam dois jogos para que um dos 3 times ganhe o campeonato mais equilibrado do Mundo. Cruzeiro merece, Fluminense merece, Corinthians me…bom, o Corinthians é um caso a parte. Pelo menos, por mais um ano, o Blá Blá Gol terá um representante mineiro na Champions League dos trópicos. Se ele vai credenciado como Tricampeão do Brasileiro, as próximas duas rodadas dirão.

90 comentários para “Henrique: “Não apareço muito, mas tenho função importante””

  1. Vinicius Cabral disse:

    Vamos fazer uma lista de jogadores que como o Henrique, apareciam pouco, mas eram importantes taticamente? Um jogador que eu gostava muito era o Donizeti Oliveira. Ganhava sempre a nota 5 do jornal. hehe. Mas que para mim foi muito importante para aquele time campeão da Libertadores em 97. O Augusto Recife em 2003, fazia muitas faltas. Mas sabia fazê-las, matando muitos contra-ataques.

    • Hugo 5erel0 disse:

      O primeiro da lista, bem antes do Henrique, é o Mestre Paraná.

    • Sobrinho disse:

      Henrique é o MVP do Cruzeiro na temporada.

      • Geniba disse:

        É difícil eleger o MVP do Cruzeiro na temporada!
        Fábio, Henrique, Thiago Ribeiro…
        Leo e Montillo não entram porque jogaram pouco perto dos citados anteriormente.

      • Jorge Santana disse:

        Minha lista tb é esta. No final da temporada, vamos escolher “o cara”.

      • Finnegans disse:

        Sou mais o Fábio, pelo desempenho impecável ao longo DO ANO INTEIRO.

        Henrique está excelente no Campeonato Brasileiro.
        TRibeiro foi um monstro na Libertas, sendo inclusive artilheiro da mesma.

      • BrunoBarros disse:

        Pra mim o MVP esse ano é do Henrique. Fábio e T. Ribeiro podem ser considerados também. Pro Léo e pro Montillo faltou um pouco mais de jogos, mas de bola não ficam pra trás. Mas discordo do próprio Henrique quando diz que é um jogador que não aparece tanto. Depende de quem tá vendo. Um cara que passa o jogo todo ganhando praticamente todos os embates individuais, seja na marcação ou com a bola no pé, que joga com raça, uma verdadeira entrega que não é macumba pra turista. Pra mim ele aparece toda hora a cada roubada de bola, antecipação, cada chegada perigosa na frente, com tabelas, com gols. Não entendo como um jogador que nem ele, ultraparticipativo durante os 90 minutos, possa ser “invisível”.

      • BrunoBarros disse:

        Mas vejam quantos nomes citamos como merecedores de um MVP 2010. Isso mostra que o caminho é esse. A primeira medida é a manutenção do elenco, dos seus principais jogadores. O time só cresce de uma temporada para outra. E se fizermos isso ano que vem estaremos ainda mas fortes, naturalmente. Se sair alguém importante o reforço tem que ser a altura. E já pensar em cobrir as lacunas que vimos esse ano. A centroavância, sem dúvida. Saindo o Jonathan um nome que pensei ontem à partir de uma reportagem no globoesporte.com, com um sósia cruzeirense do lateral Léo Moura no treino na Toca. É um bom jogador e de repente uma boa opção pra cubrir essa eventual saída do nosso atual titular. E é claro na volta do Alex. Não podemos deixar ele voltar ao Brasil sem que seja pro Cruzeiro, e ele tá voltando

      • BrunoBarros disse:

        Repito aqui alguns nomes de jogadores mais jovens desse Brasileirão. João Vitor do Prudente é um volante que joga muita bola, tem um futuro promissor e tá dando sopa lá. Roberto, atacante do Avaí, de velocidade e que faz gols com boa presença na área também é um nome bem legal. O Mazolla do Guarani é bom jogador toda vida mas é jogador do São Paulo e deve ter chances lá, fica mais difícil. Elkesson do Vitória é um jogador de meio campo moderno, mais forte, com chegada na área, boa revelação. O Ciro do Sport é um atacante goleador, rápido e habilidoso e que esse ano amadureceu. Seria uma contratação certeira. Zagueiros, que eu acho que não precisamos, tem o Rafael Tolói do Goiás que é zagueiro de futuro de seleção e o Rodolfo do Atletico e seu xará ex-Flu, que tá voltando da Rússia.

      • Mauro França disse:

        Totalmente de acordo. Pela regularidade, dedicação e excelente futebol.

    • Celeste disse:

      Vinícius, outro bom momento do Donizeti, foi aquele tranco que ele deu na barreira do São Paulo, na batida de falta do Geovani, que resultou no gol do título da CB 2000.

      • Vinicius Cabral disse:

        Eu gostava muito do Donizeti.

      • BrunoBarros disse:

        Donizeti era um ótimo volante. Marcava com precisão e sabia sair pro jogo, com passes mais curtos é verdade, mas quase com erro zero. Inclusive naquela goleada, uma das, do Brasil sobre a Venezuela com o Candinho como técnico da seleção, ele foi titular com mais alguns jogadores do Cruzeiro e outros do Vasco, quase um combinado. Num jogo em que o Romário fez um punhado de gols.
        O Donizeti foi bem também no Fluminense onde surgiu, era um excelente jogador da sua posição, sem dúvidas.

      • Acredito que vocês estejam falando do sério e eficiente Donizete OLIVEIRA. Só para registrar e que não pairem dúvidas.
        E que, diga-se de passagem, foi INJUSTIçADO e sacaneado pelo Scolari após aquela derrota para o bacalhau na Copa do Brasil para que o Scolari e o Murtosa defendessem seus protegidos.
        Um cara simples, que não tinha medo de enfrentar torcedor na porta da Toca mesmo depois de derrotas. Saia normalmente e ainda parava para tomar caldo de cana e conversar com todos que quisessem conversar com ele.

    • Gattuno disse:

      Meu voto para o MVP2010 do clube é do Montil10.

  2. Não discordo na essência de nada do item 14, mas o post do Blá blá Gol não foi escrito por mim, que a essa hora estava muito bem alojado na arquibancada azul do Morumbi esperando por Sir Paul McCartney e nem vi o jogo, além do que dificilmente teria tanta intimidade com o time para tantos adjetivos.
    O crédito deve ser dado a Matheus Caldas, alçado a editor blablagoliano através da meritocracia dos comentários.

  3. crossineto disse:

    Acredito muito nessa equipe e tomara que permaneçam todos ou pelo menos a maioria… Gratas surpresas, Léo Simões que fará uma bela dupla com Leonardo Silva… Os três mosqueteiros na meiuca, sempre ou quase sempre regulares e eficientes… Um ponta-de-lança como Montillo e um 10 como o oscilante Roger, que com esse espírito que vem demonstrando, é útil em qualquer equipe… Um meia expimeriente como o Gilberto… Um não craque porém bastante útil Thiago Ribeiro… Enfim, essa espinha dorsal é muito importante que fique… Peças à altura são difíceis… Alguém discorda???

  4. Mauro França disse:

    O Cuca deveria soltar o Thiago Ribeiro. Esse negócio de ficar dando piques apenas pela direita cansa mesmo e torna o ataque mais previsível. Tanto que ele tem feito menos gols do que fazia antes, quando tinha mais liberdade.

  5. Hércules disse:

    O Fábio não falhou, a bola é que o traiu.

  6. Rogério disse:

    Já tinha visto cara de pau, mas como a deste sujeito nunca tinha visto, ele mesmo admite que o Vitória foi prejudicado em dois lances e o Corinthinas em um e ainda sai reclamando da arbitragem.

    http://migre.me/2re2B

    • Douglas_Sorocaba disse:

      Eu convivo diariamente com curintianos. Esse cinismo deles é tão irritante que, se eu andasse armado, já tinha feito bobagem. Esses são manipuladassos pela mídia paulista (especialmente a Globo).

      • simone b de castro disse:

        Se ele mesmo aceita que o árbitro errou contra o Vitória, tá reclamando de que,meu Deus??? Contradições e mais contradições…Cinismo mesmo.

      • Elias disse:

        Ele esta fazendo média com a torcida gambá. Normal, no caso deles. Gostam de jogar prá Gaviões.
        E totalmente sem argumentos…

  7. Naldo disse:

    É, nada como uma boa vitória para ter uma semana bem calma futebolisticamente falando. Cruzeiro 3 x 1 Vasco, vaga na Libertadores garantida. O nosso time é show. Maldita freguesia para o São Paulo. Ele perdeu para o FLU e SCCP em casa e veio nos vencer em MG. A derrota para o são Paulo me deixou mais puto que a derrota para o rival que sempre apanha e nesta conseguiu mudar a história. Mas faltam duas rodadas e tudo pode acontecer. Para o Cruzeiro, basta ser líder ao término da 38ª rodada.

  8. Tem uma patuleia que tá fazendo um abaixo-assinado para o Chico Buarque devolver o prêmio Kaboré que recebeu…
    Imaginei que vai ganhar adesões de importantes cruzeirenses… e iria dar alegrias para outros tantos…
    Dizem que ouve “marmelada”… aí eu pensei… até no prêmio Kaboré?
    Mas não me rendo… se não provarem que houve marmelada, não subscrevo o abaixo-assinado.

    • Palmeira. disse:

      A “obra” do sambista ficou em segundo lugar onde concorria.Edney Silvestre ficou em primeiro e merecia mais que o Chico. O abaixo-assinado é uma gazação e tanto e já tem mais de 7 mil subscritos.

  9. Hermes disse:

    É, nada pior que querer consertar um erro. Eu que critiquei tanto o Henrique, quando da sua contratação, ainda sinto o peso das críticas. Mesmo tendo comprado duas camisas com o nome dele nas costas, uma não usada, está em um quadro, pelo gol contra o São Paulo, na LA 2009, sinto que fiz uma injustiça. Para mim, hoje e no ano que vem , é Henrique, Montillo e mais dois no meio de campo.

    • Finnegans disse:

      Gol memorável esse! Assim como o da final da LA’09. Senti uma alegria indescritível no momento desse gol. Pena que… deixa pra lá.

      • Elias disse:

        Hermes… torcedor é assim mesmo. O tão criticado WP, no dia que marcou aquele goaço contra o time berola, perdeu momentaneamente a alcunha de “tosco” ( depois a reconquistou).
        E toca prá frente. Henrique veio pro Cruzeiro com uma fratura no pé ( contusão de dificil solução) e isto lhe custou um ruim rendimento. Mais alguns passes errados e, principalmente, a fama de protegido do chefe. No final, tudo o que os corneteiros queriam que o chefe ouvisse, dirigiam ao Henrique. O cara tem personalidade, é raçudo, não afina prá dividida nem prá cara feia.
        Só fico na dúvida se ele emplacará 2011 ( $$$$$ )…

      • Walterson disse:

        Principalmente com uma série de 15 ou 20 jogos ruins, errando seguidamente passes de 2 m, e o cara insistentemente em campo. Não tinha como o torcedor pensar de forma diferente.

      • Elias disse:

        Mas eu não me recordo, mesmo na miúda, dele ter tirado os pés de alguma dividida. E prá mim, isso vale muito…

      • Walterson disse:

        Isso tambem é verdade.

      • Elias disse:

        E o AB já vem atrás dos nossos jogadores. Fabricio na cabeça da lista…

    • Hugo 5erel0 disse:

      Menos, Hermes. Eu nunca critiquei pesadamente o Henrique. Mas o fato é que ele fez péssimas partidas em 2008. E a maioria das críticas que recebeu no início foram merecidas.

  10. 1. COntinuo parabenizando o Henrique.
    2. Menos TRibeiro!
    3. Fábio falhou. Faz muito tempo que não falhava.
    4. Parabéns pelo gol. Melhore continuamente.
    5. Cuca, para de elogiar árbitros.

    • Hermes disse:

      Gosto quando ele esmurra a mesa. Mas que seja antes dos jogos.

    • Walterson disse:

      1- O Henrique está muito bem mas ainda acho que o Paraná é essencial a este meio.
      2- Mais um esforço (ou dois) e depois poderá descansar.
      3- Falhou 3 vezes contra as frangas. Mesmo assim, é o MVP do Cuzeiro no ano.
      4- Boa atuação. Alem do gol, sóbrio na defesa. Continuo achando o Gil melhor.
      5- É melhor elogiar do que chorar.

  11. Palmeira. disse:

    Matheus Caldas foi muito bem no resumo do jogo. Sem nada a acrescentar.

  12. Chaves disse:

    Off: Jorge, posso escrever um post sobre a arbitragem no Brasil?

    • Elias disse:

      Aproveita e coloca no balaio o processo que um cruzeirense (ou vários) ajuizou contra o SMR…

      • Rogério disse:

        Foi um membro da TFC que fez o processo, está no portal do Superesportes.

      • Gattuno disse:

        Bem lembrado, Elias. SMR terá que fazer mais um acordo.

      • Gattuno disse:

        Ressaltando que esse é um direito legítmo de TODO torcedor. Outros cruzeirenses presentes no estádio naquela ocasião deveriam fazer o mesmo.

    • Ernesto Araujo disse:

      Chaves, escrevi algo a respeito no post anterior. Não sei se tem a ver com sua opinião mas de repente pode ajudar…

  13. Gattuno disse:

    Ricardo Oliveira, Borges… Arranca o escorpião do bolso, ZZP!

    • Elias disse:

      Pelo que vi agorinha no Minas Esporte, sem chances.
      Segundo ele, o clube tem um defict anual de 30 milhões e pela primeira vez o atrasou ( 3 dias) a primeira parcela do 13. salário.
      Mas garantiu Fábio e Montillo. Disse que Gilberto e Roger continuam pois estão contratados até o final de 2011, mas sem dúvida terá que vender jogadores prá equilibrar as contas.

      • Gattuno disse:

        Será que o conselho vai aplaudir o novo défict? Mais um vexame administrativo. ZZP se mostra, ano apóa ano, ser incapaz de alavancar o crescimento do clube.

  14. Gattuno disse:

    E se a SEP levar um sacode do Goiás, hein, hein…

    • Finnegans disse:

      Continuarão sem pretensão alguma no Brasileirão, tal qual o Vasco, com a diferença que a SEP tah com a vaga pra Sula do ano que vem mais garantida.

      • Gattuno disse:

        Mas seria um bom castigo aos porcos inescrupulosos.

      • Douglas_Sorocaba disse:

        Estou torcendo por uma vitória heroica do Goiás, exatamente pela baixaria que foi o troca-troca do porco com o galinzé. Outro timezinho mequetréfe esse porco, comandado por um treinador que eu admirava, até voltar da Europa com a família real inteira na barriga.

  15. mariana disse:

    Matheus Caldas arrasou no comentário, mandou bem demais.

  16. mariana disse:

    Como assim vc não aparece mto Henrique? Ultimamente ele anda sendo elogiado por praticamente todos os comentaristas esportivos do Brasil. Tá jogando demais, e há mto tempo.

  17. crossineto disse:

    Que faça uma boa grana no Jonathan que ta bem valorizado e não faria tanta falta quanto um Henrique, M. Paraná ou Fabrício… Se for bom mesmo ainda leva uma grana no D. Renan e W. Paulista… Libera (empresta) Robert, Elicarlos, Pedro Ken para aliviar a folha. Traz o Marcelo Moreno e o Gabriel (LD) do Grêmio e fecha o grupo que vai ser campeão da Libertas.

  18. ACRossi disse:

    Para libertadores: Manter: Fábio, Leo, Leonardo Silva, Caçapa, Ed Carlos,Gil, Romulo, Pablo, Fabricio, Marquinhos Parana, Henrique, Montillo, Roger, Gilberto, Thiago Ribeiro, Farias, Wallisson, Rafael, Ed Carlos, Ewerton.
    Trazer um centroavante, dois laterais (direito e esquerdo), e mais um atacante para compor, e um goleiro para ser inscrito (terceiro). Na base não tem ninguém para subir agora. Talvez voltem Dudu e Bernardo. Negociáveis para fazer caixa: Jonathan, Renan, WP.
    Dispensas: Robert, Fabinho, Luizão.
    Se esqueci de alguém, dispensa também….rsrsrsrsrsr

    • rafa_pena disse:

      Sinceramente colocaria o Gilberto na lista de dispensa.
      Acredito que um dos três volantes deve sair. O AB vai levar um deles de qualquer jeito.

    • claudio(xina)lemos disse:

      Dispensar o CuCa.

      • Azul Celeste disse:

        o xina também

      • claudio(xina)lemos disse:

        Azul eu já esto dispensado. Mas não faz diferença não escalo mal o time, não recebo salário e nem faço substituições erradas.

      • Dylan disse:

        dispensa o Cuca e chama o Adilson de volta, essa é minha sugestão. Tudo que o Cruzeiro precisa na vida é outro 5 a 0 contra o Atlético.

      • claudio(xina)lemos disse:

        Adilson esta no santos, mas você já deve saber disto. Agora não posso negar que um 5×0 contra as frangas no brasileiro nos daria o título, mas se você não acha isto importante e prefere perder para as frangas, problema seu.

      • Dylan disse:

        o título ainda não está perdido. E o Cruzeiro caminha pra fazer seu melhor campeonato desde 2003. Essa arrancada teve um comandante: Cuca. Para seis meses de trabalho tá mais do que bom.

      • claudio(xina)lemos disse:

        Ué pensei que o que valesse fossem títulos. Não ganhamos títulos e não ganhamos das frangas, resultado um fracasso total.

      • Dylan disse:

        treinador precisa de tempo pra conquistar títulos. O último teve dois anos e meio. Quando o Cuca chegar perto disto ai sim pode se cobrar alguma coisa dele. Essa é a primeira competição dele no clube e se saiu muito bem.

      • Sobrinho disse:

        Eita papinho. O cara começou a campanha anti abap logo após o 5×1 contra o Potosi e agora fica com esse papo bobo. Vai ler sobre estratégias de manipulação midiática, vai. Larga o Cruzeiro para lá.

      • Sobrinho disse:

        Não é atoa que ficou conhecido como Dy Potosi.

    • Ai… Ai… Ai…

      Dispensa TODO MUNDO, chama eleições Gerais, VETA a candidatura do ZZP, do GP, do VB, do DF, de TODO MUNDO.
      Quem sabe começando do zero os termocéfalos, teleguiados e afians para de dormir em decisões Ou de ir para a arquibancada para reclamar, vaiar ou festejar e resolvam TORCER pelo time.

  19. Lamparina Acesa disse:

    Henrique – jogador comprometido. Mais uma oportunidade para o AB mostrar seu trabalho.