Golz contra

Por Jorge Angrisano Santana | Em 27 de junho de 2019

CRUZEIRO vira notícia até em mídia especializada em Política: 

Cruzeiro lança aplicativo em parceria com petista investigado e recebe vaias da torcida (Cedê Silva, O Antagonista, 27jun19)
  
O Cruzeiro lançou no começo do mês um aplicativo em parceria com Miguel Corrêa, que era deputado federal do PT durante o escândalo, no ano passado, que ficou conhecido como “mensalinho do Twitter”.

O aplicativo Golz funciona de forma semelhante ao O Brasil Feliz de Novo, lançado pelo petista na última campanha eleitoral e que prometia recompensas pela realização de tarefas.

No Google Play, o Golz acumula avaliações negativas de torcedores do time de futebol mineiro. Usuários reclamam de pontuações não serem registradas ou até de desaparecerem. O torcedor NeyLost, por exemplo, escreveu: “Estão é merecendo tomar processos!”.

Miguel Corrêa é réu em investigação no âmbito do TRE de Minas, justamente em razão do “mensalinho do Twitter”. Na época, foi oferecido dinheiro a militantes petistas em troca de publicações favoráveis a candidatos do PT, como Wellington Dias, reeleito governador do Piauí. A prática é proibida.

O esquema foi revelado pelos próprios militantes. Muitos reclamaram de não terem recebido a recompensa prometida.

A instrução desse processo no TRE foi concluída em março, mas ainda não há decisão.

Procurado por O Antagonista, o ex-deputado informou que “não existe distribuição de dinheiro no aplicativo Golz” e que “os usuários recebem prêmios que resultam de parcerias comerciais performadas na plataforma”.

A assessoria de imprensa do Cruzeiro informou que a investigação envolvendo o petista “trata-se de um assunto de foro particular” e acrescentou que não emitiria comentários sobre o tema.

Na tarde de ontem, o perfil do clube no Twitter pediu aos torcedores sugestões de ações de marketing. Dezenas deles acabaram pedindo a demissão da diretoria.

Deixe um comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.