Arrascaeta foi um negócio da China!

Por SÍNDICO | Em 5 de julho de 2019

CORNETAS não estão mais sozinhos. Agora, sofrem a concorrência de digital influencers, youtubers, bloggers e o escambau! 

Um desses caboclos, pouco pensante, acusou Valdir Barbosa de ter feito o pior negócio da história do Cruzeiro ao contratar o boi Latorre. Burrice!

O contratado foi o Arrascaeta. Latorre foi enfiado no negócio pelo empresário Daniel Fonseca como forma de passar a perna no Defensor, não o Cruzeiro. 

Arrascaeta custou a soma dos dois passes, o dele e do boi. E foi vendido com ganho de mais de 100%. Deu lucro. Muito lucro financeiro. 

E além do financeiro deve-se somar o lucro técnico, que o Cruzeiro auferiu com o uruguaio.

Foi um negócio espetacular e o Valdir deveria ser elogiado e não criticado. Mas é o tal negócio: essas bestas da Internet não pensam, daí o festival besteiras que grassa nas redes.

21 comentários para “Arrascaeta foi um negócio da China!”

  1. SÍNDICO disse:

    ARRASCAETA foi contratado pelo Cruzeiro em 19jan15, por cinco temporadas. Em 19out16, no jogo de volta das quartas da Copa do Brasil, ele participou de todos os gols na vitória por 4–2 contra o Corinthians. Deu uma assistência para o gol de Ábila, sofreu o pênalti que resultou em mais um gol do atacante argentino, cobrou escanteio para o gol de Brodrigo e marcou o quarto gol celeste. Em 05fev17, contra o Tricordiano, completou 100 jogos com a camisa do Cruzeiro. Em 07set17, fechou o placar em 1–1 na partida de ida da final da Copa do Brasil contra o Flamengo, no Maracanã, tornando-se o oitavo estrangeiro a marcar numa final de Copa do Brasil. Em 27set17, conquistou seu primeiro título com a camisa do Cruzeiro, ao vencer a Copa do Brasil nos pênaltis contra o Flamengo. Em 17jan18, na vitória por 2–0 sobre o Tupi, igualou-se ao argentino Perfumo como o estrangeiro com mais jogos pelo Cruzeiro, com 141 partidas. Na rodada seguinte, no empate em 0–0 contra a Caldense, fez seu 142º jogo, ultrapassando Perfumo e se tornando-se o estrangeiro com mais partidas pelo Cruzeiro. Em 22jul18, marcou um dos gols na vitória por 2–1 sobre o Paranaense, se igualando a Marcelo Moreno com o maior artilheiro estrangeiro do clube, com 45 gols. Também superou Willian, se tornando o maior artilheiro do novo Mineirão com 29 gols. Após disputar um amistoso no Japão com a Seleção Uruguaia, viajou 25 horas para jogar o segundo jogo da final da Copa do Brasil, contra o Corinthiansm en Itaquera. Entrou no decorrer da partida e marcou o gol do título cruzeirense na vitória por 2–1. Em Jan19, foi vendido ao Flamengo por R$64 milhões, o maior da história do futebol brasileiro, superando a contratação de Tévez, que custou R$60 milhões ao Corinthians, em 2004. Em 188 jogos, Arrascaeta marcou 50 gols com a camisa celeste. Wikipedia]

  2. Matheus Penido disse:

    Não entendo essa histeria da torcida contra o Valdir Barbosa. O que ele fez de tão ruim em tantos anos de clube? Parece que ninguém sabe, é apenas uma imagem que colaram nele. Por preguiça de pensar, neguinho aceita como verdade absoluta e passa a repetir que o cara é o péssimo dos péssimos sem ter a menor condição de avaliar o trabalho que ele fazia.

    • SÍNDICO disse:

      Pois é, avaliam sem nem saber o que o cara fazia. Vai ver ele era mesmo ruim. Mas isto não sabemos. Nem nós, nem as bestas que vociferam nas redes.

  3. SÍNDICO disse:

    VALDIR BARBOSA volta ao Cruzeiro, depois de 4 anos afastado. Ele era gerente de futebol, quando foi demitido e, agora, volta como diretor de comunicação, cargo extinto no início da administração de Pires de Sá. Quando o atual presidente assumiu, a comunicação foi passada a Marco Antônio Lage, que também comandou o marketing e relações institucionais, até o Nov18.

    • SÍNDICO disse:

      VALDIR começou no Cruzeiro no fim na década de 90, quando Zezé Perrella assumiu a presidência. Jornalista, com longa passagem por rádios, Barbosa ficou à frente da comunicação do clube nos primeiros anos da gestão. Ainda na Era Perrella, passou a exercer o cargo de gerente de futebol. Ele atuou também durante a gestão de Gilvan Tavares. Em 2015, foi um dos responsáveis pela contratação de Arascaetar, transação que envolveu a chegada do atacante Latorre à Toca. O negócio resultou em dívida de R$18 milhões aos cofres cruzeirenses, computadas as multas pelo calote do clube celeste. Valdir deixou o Cruzeiro em Ago15, transferindo-se para o Coritiba, onde ficou menos de um ano. nos últimos tempos, trabalhava na Prefeitura de Belo Horizonte.

  4. Wagner CPM disse:

    Qual será o salario?

  5. rosan amaral disse:

    ARRASCAETA e Latorre, financeiramente, são “bananeiras que já deram cachos”. O papo reto agora é o Raniel. Foi bom ou quer mais?

  6. SÍNDICO disse:

    EMERSON ÁVILA: “Latorre não era esse perna de pau que pregaram não. Com toda a honestidade, é um menino muito aguerrido, espírito de uruguaio mesmo. Ele era, não sei por onde está hoje, um centroavante de muita disposição. Cheguei a dar oportunidade para ele em alguns jogos. Jogou contra o Villa Nova, contra o Atlético. Depois eu saí do comando técnico da equipe, ele foi perdendo espaço, mas sempre se relacionou muito bem com todos os atletas. Não teve nenhum tipo de problema na participação dele dentro da equipe Sub20 do Cruzeiro”.

  7. Bruno 7L RJ disse:

    Aí Síndico, ta batendo o recorde de posts diários!

  8. SÍNDICO disse:

    JÁ PODEM ASSINAR PRÉ-CONTRATO: Robinho, Nenê, Elias, Rhodolfo, Pimpão, Gílson, Walter (goleiro), Allan Santos, Cavalieri, Cícero, Trauco, Pará, Matheus Dantas, Agenor, Airton, Bruno Silva, Danielzinho, Kelvin, Pablo Dyego, Yoni González, Leo Moura, Marcelo Oliveira, Bruno, Sobis, Henrique Almeida, Dalessandro, Prass, Dracena, Jaílson, Caju, Vecchio, Willian Farias, Henriquez, Raul Cáceres, Vinícius Araújo e Jairinho.

  9. Jdias disse:

    Valdir Barbosa na comunicação faz muito mais sentido que o Serginho. Mas sinceramente não é um nome que empolga. Espero que os salários sejam adequados. No mais, vamos aguardar o resultado do trabalho dele

    • SÍNDICO disse:

      Ninguém que o Pires de Sá contratasse pra essa área empolgaria. Nunca vi ninguém buscar cartola ou funcionário em aeroporto. E o que tem no mercado nessa área de comunicação é de chorar. Melhor esquecer.