Floripa tem o coração partido

Por SÍNDICO | Em 23 de junho de 2008

Marcos Pinheiro

Florianópolis é uma cidade divida. Em 2005, o Instituto Nexus realizou uma pesquisa com pessoas a partir de 16 anos para descobrir o time preferido da cidade. A margem de erro foi de 5%, mas nem precisava tanto. A igualdade foi absoluta:

  • Figueirense – 41,9%
  • Avaí – 41,9%

Segundo Nexus, o Figueira têm mais torcida entre as mulheres, os mais ricos e com maior escolaridade; o Avaí, entre os homens, os mais pobres e com menos instrução.

Em outra pesquisa, a da Placar/TNS Sports-2007, a divisão das torcidas em Floripa é:

  1. Avaí – 19.2%
  2. Figueirense – 17,8%
  3. Corinthians, Palmeiras – 11%
  4. Grêmio, Internacional, São Paulo – 9,6%

Marcos Pinheiro, 37, carioca, engenheiro, pós-graduado em economia, bacharel em Direito, cruzeirense, mora em Belo Horizonte.

12 comentários para “Floripa tem o coração partido”

  1. Jorge Santana disse:

    Ney, pelo visto, se Floripa trocar de time na 1ª Divisão em 2009, não haverá prejuízo para a cidade. Nem para o campeonato. Ou não?

  2. E eu que pensei que o Flamer.. ia bicar uma posição honrosa em Floripa. Enganei-me! A propósito… esse negócio de jogar com “???” na camisa no lugar do patrocinador do material esportivo, por questões de rompimento de acordo e outras confusões não é bem uma coisa de time grande. A não ser que alguém esteja preparando uma superhiperbigvalorização deste tipo de uniforme para atender colecionadores. Que coisa patética… a que ponto os dirigentes do futebol brasileiro chegaram… time de primeira divisão fica quase oito meses sem patrocinador master, time de primeira divisão ficxa sem patrocinador de material esportivo, time de primeira divisão é obrigado a suportar patrocinador que não é de seu desejo. Esse pessoal tá precisando de AULAS, cursos e orientação. Estão DESESPERADOS por dinheiro “novo”.

  3. Walfrido disse:

    É, esperava mais flamenguistas e menos palmeirenses.

  4. JOSE NETO disse:

    As coisas se inverteram nessa linda cidade. O Figueira sempre teve mais torcida, mas acho que o marketing do Guga deve ter ajudado bastante, além, é claro, do uniforme azul dar sempre mais sorte.rsrsrs..Estive na cidade em passeio em 2002 e fui no Orlando Scarpeli, técnico era o Luxa, Alex o talento tava chegando novamente ao clube. Tomamos de 3 x 1. Assisti ao jogo com a família do Maycon que são de Criciúma. Depois conto a vcs como neste dia conheci o cruzeirense mais fanático do mundo. Estava neste jogo tb.

  5. rdish disse:

    “A não ser que alguém esteja preparando uma superhiperbigvalorização deste tipo de uniforme para atender colecionadores. ”

    Evandro, é mais ou menos isso que está ocorrendo.
    Na verdade, o problema é a demora do clube aprovar os desenhos dos uniformes, já prontos. Enquanto essa situação não se resolve, eles, ao invés de usarem camisas sem marca, apelaram pra essa artimanha ai. E segundo ouvi falar, realmente há uma idéia de lançar à venda uma série especial limitada desses uniformes com interrogações, para colecionadores. Já vi camisas dessas a venda até por R$600,00. E com vários interessados… Se é desespero ou não, é capaz de dar certo…

    rdish

  6. rdish disse:

    Em tempo: Vi essas camisas à venda em sites de leilão virtual. Segundo os vendedores, são camisas de jogo usadas por jogador X, ou conseguidas através de roupeiros dentro do clube.

    rdish

  7. Charles disse:

    Para quem torcem as crianças brasileiras

    O Datafolha ouviu 852 crianças entre 4 e 12 anos em 80 cidades brasileiras em março passado.

    E a edição da “folhinha” de hoje, encartada na “Folha de S.Paulo”, traz os resultados, que são os seguintes, no país:

    1. Flamengo, 23%;

    2. São Paulo, 11%;

    3. Corinthians, 10%;

    4.Grêmio, Palmeiras e Vasco, 5%;

    5. Cruzeiro, 3%;

    6. Botafogo e Santos, 2%;

    Na região sul:

    1. Grêmio

    2. Inter

    3. Corinthians:

    No nordeste:

    1. Flamengo

    2. São Paulo

    No sudeste:

    1. Flamengo

    2. Corinthians e São Paulo

    Regiões norte e centro-oeste:

    1. Flamengo;

    2. São Paulo;

    3. Paysandu e Vasco.

    Escrito por Juca Kfouri às 19h08

  8. Ney Pacheco disse:

    Não conheço essa primeira pesquisa. As que conheço, como uma do Instituto Mapa, de Floripa, dá em torno de 45% para o Figueira e 30% para o Avaí.
    Essa da TNS é piada. A Placar deveria fazer uma retratação pública por essa mutretagem. Não só pelos baixos índices de Figueira e Avaí, mas qualquer pesquisa na região de Fpolis que dê traço para os times cariocas é toscamente mal feita.

  9. Walterson disse:

    rdish, esta pesquisa é furada, só pode. Sou assinante do PPV e nunca me perguntaram nada disso.

  10. Naldo disse:

    Bom, sendo assim, a globo podia enfiar o CRF e SCCP no PPV e liberar o Cruzeiro no canal aberto.