Fernandão: “Neves deixou tudo em campo”

Por Jorge Angrisano Santana | Em 5 de novembro de 2019

PITACOS acerca do CRUZEIRO 1-1 BANHIA, no Mineirão, Belo Horizonte, 03nov19dom19h, pela 30ª rodada do Brasileiro 2019:

ABEL BRAGA: Meu time não fez um bom 1º tempo. O Bahia não é um time fácil, chama o adversário. É como o Fortaleza. Eu sabia que a gente ia sentir por causa do jogo de quinta. Com a expulsão, surgiu uma coisa interessante. Naquele momento, fiquei com uma linha de três atrás, com Dodô, Leo e Cacá. E conseguimos empatar assim. Depois, óbvio, não segui daquele jeito para não favorecer o adversário. Os jogadores tiveram brio, honraram a camisa que vestem. No fim, conseguimos marcar mais um ponto. Invencibilidade com muito empate, mas na circunstância hoje, não foi ruim. Valeu a pena a luta, mas está muito estranho. Não vejo ninguém falando nada. Meu clube precisa falar. Meu clube é muito pesado, é muito grande. Com um minuto do segundo tempo, teve um pênalti claro. Ele deu o pênalti contra nós? Me parece que foi exagerado o amarelo. Orejuela está de costas. Não importa. E cadê a porra do Var no lance do David? Aí dizer que foi impedimento? É vergonhoso. O zagueiro estava a dois metros. Não tem dúvida. Um minuto do segundo tempo, não se sabe o que vai acontecer. Está de sacanagem. Está na hora de fazer alguma coisa. Toda vez que é consultado o Var… Vamos ficar sempre quietos? Isso está passando do limite. Não é fácil não!

SASSÁ: Graças a Deus entrei e ajudei o time que estava com um a menos. O que valeu foi o empenho, a garra. Estamos num crescente. É pensar para a frente. É sempre bom somar ponto. Infelizmente, os três não vieram, mas esse ponto vai fazer a diferença lá na frente.

ZULOOBAS: Sassá fez o gol salvador, foi o melhor do jogo. Cacá foi um monstro! Henrique, idem.

WASHINGTON RAMOS: Faltou pontaria a David, Fred e Neves. Faltou o juiz apitar corretamente. Faltou ânimo a Fred e Neves. Faltou futebol para M Gabriel, David, Fred e Neves fazerem a diferença. Faltou muita coisa para vencer o Bahia.

FERNANDÃO ÁVILA: Estou vendo muita gente pondo o Neves e Fred no mesmo balaio. É injusto. Nesse jogo em especial o Neves se movimentou, voltou para buscar o jogo e suprir a lacuna deixada pelo Robinho que é o cara do passe diferente no meio. Depois da expulsão do Orejuela, ainda cumpriu função tática pelo lado direito, fechando a linha de quatro para liberar o Sassá. Não fez uma partida primorosa, mas deixou tudo em campo e levou algum perigo. Já o Fred, Deus do céu! parece pronto para o showbol. Jogador de uma categoria diferente. Não tem força para defender nem o seu espaço quando o cruzamento vai certo, quanto mais para disputar uma bola ou antecipar alguém. Nem reboteiro mais consegue ser. Já o Neves sai dois metros atrás e chega um na frente quando sobra bola na área.

FABRÍCIO: De bom neste jogo, só o golaço do Sassá e a belíssima partida do Cacá. Nosso time é limitado demais. Vamos assim até o final, pelo visto.

FERNANDO HENRIQUE: Com 11 contra 11, o time celeste foi mais entrosado, equilibrado, tranquilo e menos previsível do que em outros jogos, jogando pelos dois lados e demonstrando consistência defensiva diante dos contra-ataques adversários. Com a expulsão de Orejula, prevaleceram entrosamento e vontade para correr atrás do resultado, fazendo por merecer o empate.

JR GALVÃO: Sassá é o inútil, que excepcionalmente foi útil neste jogo. Mas só pelo gol, já o colocaram com a salvação da lavoura. Mas ele continuará sendo o que é: um tosco!

Deixe um comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.