Falta vender ingresso numerado

Por SÍNDICO | Em 1 de agosto de 2010

Os estádios andam encolhendo.

Os torcedores engordam. Estão mal educados como nunca. As cadeiras engolem parte do cimento. E as autoridades ficaram espertas.

O Pacaembu, que já recebeu 72 mil torcedores, hoje, mesmo com o tobogã no lugar da concha acústica, suporta a metade.

O Maracanã já recebeu 183 mil torcedores num jogo da Seleção, hoje em dia, agora fica entupido com 90 mil.

O Mineirão dos 133 mil daquele histórico Cruzeiro 1×0 Villa, de 1997, depois de reformado, oferecerá 70 mil lugares.

E o Independência, cujo recorde foram os 33 mil do Brasileiro de Seleções de 1963, apesar de ampliado, ficará com 20 mil cadeiras.

A Arena do Jacaré, que já recebeu mais de 20 mil, só poderá abrigar 13.600 atleticanos no RapoCota de hoje à tarde.

Quando as obras estiverem concluídas, será um estádio pra 18 mil.

Corpo de Bombeiros, Ministério Público e Polícia Militar estão marcando os cartolas e administradores de estádios em cima do lance. 

Não permitem mais as superlotações e os poucos e inseguros acessos dos estádios.

Agora, falta impor -isto mesmo, impor- o lugar numerado. Com monitores pra conduzir o torcedor e passar uma flanelinha no assento antes de liberá-lo.

Se isto já estivesse em vigor, seria possível receber as duas torcidas num jogo como o de hoje.

35 comentários para “Falta vender ingresso numerado”

  1. Bom Dia e Bom Domingo a todos. Aqui em Uberlândia esta um dia lindo, vou passear com a criança no parque do Sabia, depois da um pulo no Praia, e final da tarde concentração total no Bar do Emerson rumo a uma vitoria se colochos quiser. Abraços

  2. Edu Mano disse:

    Faz pouco tempo, começaram a numerar os lugares no cinema. No comecinho, muita gente reclamou, mas com o passar do tempo, todo mundo percebeu que era uma grande vantagem. É uma questão de cultura e costume. Tomara que um dia – tomara antes da Copa – o brasileiro se adapte também.

  3. Quando tiver ingresso numerado e graçons atendendo aos desejos do torcedor para comidas e bebidas, por que não cobrar R$100 por um ingresso na Arena do Jacaré? Ou R$300 por uma cadeira no setor central do Mineirão? ou R$200 por uma posição atrás do banco de reservas no Independência? Uma contra prestação de serviços de qualidade, implica, obrigatoriamente, em recompensa financeira pelo bilhete para o espetáculo. Resta saber se o futebol dentro de campo vai ser compatível. Da minha parte, vou continuar preferind ver os jogos de pé, sempre que possível.

  4. silverio candido disse:

    Querem elitizar o futebol… Daqui a pouco vai aparecer uma Lei proibindo falar palavrão, comer pipocas e ir de bermuda aos estádios. E haverá intervalos nos jogos de 15 em 15 minutos para a “platéia” ir ao banheiro.

    • César disse:

      Nossa torcida já foi elitizada então. Faz tempo que é uma platéia em busca de espetáculo e não uma torcida.

    • Sobrinho disse:

      Lei proibindo palavrão já tem.

    • Tinha que ter um artigo do Estatuto do Torcedor, proibindo corneteiro, proibindo torcedor dormir durante o jogo, proibindo torcedor escrever bobagem… mas só para os cruzeirenses, os outros podem falar merda à vontade, é até engraçado.

  5. silverio candido disse:

    A televisão ainda comanda o futebol, defindo e alterando horário e datas de jogos.

    • silverio candido disse:

      Seria UTOPIA pregar a igualdade na divisão das cotas, mas talvez, esta seria uma solução para que os times pudessem investir mais e procurarem se igualar no mercado do futebol. Times mais fortes, mais presença nos estádios, mais competividade. Repito: UTOPIA!

  6. Clássico de uma torcida só = paradoxo

    • As desculpas são as mais esfarrapadas. Mas tá valendo tudo pela experiências e resultados. O dirigente de futebol brasileiro ainda tem um longo caminho a trilhar. Que experimentem de tudo até a Copa do Mundo e depois resolvam e decidam por um modelo de divisão de clubes em categorias, por modelos de competição, por modelos de gestão do futebol. Nós, torcedores, somos compreensivos e esperaremos pacientemente.

  7. Walterson disse:

    Pra que tanto lugar se a torcida não comparece? Lembro da final da LA-09, quando da dificuldade de arranjar ingressos, que esperava o Mineirão superlotado e com todos os ingressos vendidos. No final, deu pouco mais de 60 mil torcedores (e um monte de cornetas). Hoje, com 13.000 lugares disponíveis, duvido que tenha mais de 10.000 atreticanos.

    • Walterson disse:

      ah, e tem de resolver o problema dos cambistas primeiro.

      • Jorge Santana disse:

        cambista não é problema, é solução. quem não se associa ou não compra ingresso antecipadamente, é pq só se decide a ver o jogo na última hora. pra esse tipo de torcedor, resta o cambista. o diferencial de custo é o pagamento pela indecisão.

  8. Jorge Santana disse:

    Evandrão assistindo jogo de pé tira visão de meia dúzia de torcedores. Um Mineirão só pra Evandros caberia, no máximo, 12 mil torcedores.

  9. Jorge Santana disse:

    Lugar numerado não é coisa dazelite. É apenas um conforto que merece quem enfia a mão no bolso pra pagar por um espetáculo. E é questão de segurança de todos. Agora, pelo que se vê, tem gente achando que o povão é animal e tem de ser tratado como tal. Ele não dá conta de assistir a uma partida de forma civilizada. Com o que eu não concordo.

  10. Fabrício disse:

    O sistema de ingressos numerados funcionar seria consequência de uma melhor educação. Temos que evoluir muito neste aspecto.

  11. Hugo 5erel0 disse:

    Compartilho com os colegas esta música. Pra mim, é o hino de todo clássico

  12. OT
    Rescaldo da Copa do Mundo
    Isto se chama FUTEBOL

  13. Matheus Reis disse:

    OT – Acidente com carreta carregada de amônia interdita BR-381

    A previsão da liberação da pista é pra segunda-feira! E esse fim de semana é volta de férias. Fico imaginando se o clássico fosse em Ipatinga, como não ficaria a situação em Sabará/Caeté. É preocupante a situação da 381.

    E pensar que ano passado eu perdi o primeiro tempo do segundo jogo da final do Mineiro por conta da rodovia da morte…

    • Elias disse:

      Trânsito caótico aqui. Todo mundo que vem da praia optando pela Rod. dos Inconfidentes. Preliminar do que nos espera daqui há 3 meses…

  14. Hugo 5erel0 disse:

    Liguei pro Tiriqui pra vermso o jogo juntos e ele me respondeu: não vamos poder ver. É jogo de uma torcida só.

  15. Alex Martins AMC disse:

    O campo do Comercial do Barreiro e do Esperança de Ibirité são melhores e mais perto do que a Arena.No segundo turno poderia utiliza-los e somente os SF teriam direito de assistir aos jogos.

  16. Moema (MFox) disse:

    Falta aprender que organização, limpeza e segurança não são itens de luxo. Já devem estar incluídos no ingresso mais barato. Que pode ser até em pé, como existe aqui nos EUA.
    Paga-se mais caro pelo extra:acesso facilitado, local privilegiado dos assentos, conveniência de serviços, estacionamento, alimentação incluída, etc.

  17. Alex Martins AMC disse:

    Em relação a cambistas , sabado em uma reportagem sobre o novo estatuto, mostrou o jogo do Inter e São Paulo, não foi colocado ingressos a venda, pois somente os sócios tiveram acesso ao estadio, e este acesso é feito com a carteira de socio que é instransferível.