Espanha 1×0 Portugal: Lusos naufragam no Cabo das Tormentas

Por SÍNDICO | Em 29 de junho de 2010

Às 15h30 (Brasília), no Estádio Green Point, na Cidade do Cabo, Portugal e Espanha decidema última vaga para as quartas de final da Copa de 2010 com arbitragem do trio argentino formado por Héctor Baldassi, Ricardo Casas e Hernan Maidana.

Vicente del Bosque mandará seguinte Espanha a campo: Casillas; Sergio Ramos, Piqué, Puyol e Capdevila; Busquets, Xabi Alonso (Fábregas), Iniesta e Xavi; David Villa e Fernando Torres.

Caelos Queiroz escalará o selcioando português com Eduardo; Miguel, Ricardo Carvalho, Bruno Alves e Coentrão; Pedro Mendes, Raul Meireles, Tiago (Deco) e Simão Sabrosa; Cristiano Ronaldo e Hugo Almeida.

Cristiano Ronaldo, pelo lado luso, e o meio de campo, pelo lado espanhol serão as chaves do jogo.

*****

Reportagem do espanhol Marca:

La paciencia ganó a la racanería

ESPAÑA INSISTIÓ HASTA QUE LLEGÓ EL GOL DE VILLA

Roberto Palomar

España, en un ejercicio de paciencia, doblegó una muralla. La selección española estuvo más de una hora picando piedra hasta que Villa encontró el resquicio por el que agujerear la portería de Portugal. Para llegar hasta ahí hubo que atravesar el desierto. Primero, con un arranque fulgurante. Después, pasando la cuarentena en un largo periodo antes del descanso en el que las ideas y, sobre todo, la velocidad, abandonaron a España.

Tras el refresco, a Del Bosque se le encendió la bombilla. Tomó una decisión dolorosa sentando a Torres y sacando a Llorente. Fue mano de santo. El partido no era para el gigante del Athletic, pero se supo adaptar e hizo las veces de grúa, bajando balones, y de faro, permaneciendo en ataque y abriendo espacios.

Coincidiendo con su salida, llegó el gol de Villa. Portugal, por fin, se vio obligada a salir de la cueva. Llegó la hora del tiquitaca, la especialidad de la casa. Sólo en los últimos cinco minutos, fruto del cansancio y de los estertores de Portugal, hubo sufrimiento controlado. ¿Cristiano? Bien, gracias. De vacaciones.

Pocas selecciones son capaces de aguantar sin arrugarse el traje cuando las cosas no salen. Le ocurrió a España en un primer tiempo agobiante. Tras un comienzo chispeante, los portugueses dieron paso a una “Mourinhada”. Una buena organización defensiva y pelotazos arriba, a ver si sonaba la flauta. Ante eso, La Roja aportó lo que mejor sabe hacer: el toque. Sucedió que el pase-control se ejecutó a una velocidad desesperante y previsible. Se veían los pases antes de que sucedieran. Las tres o cuatro veces que hubo una cierta capacidad de sorpresa, apareció la imprecisión. Ni un sólo balón tuvo el marchamo de “último pase”.

El desgaste que ese juego produce en el equipo que tiene el balón es nocivo. Hay que tener el sistema nervioso de acero inoxidable. La tentación hubiera sido hacer la guerra cada uno por su cuenta. De ahí al desorden, un paso.

La selección mantuvo el tipo y salió igual en la segunda parte. Del Bosque dejó pasar un tiempo prudencial, exprimió lo poco que le quedaba a Torres y sacó a Llorente. El cambio era ilógico a todas luces. El partido no pedía un Llorente y sí un Cesc. Pero Del Bosque aceptó porque el chico se adaptó al encuentro como un camaleón. El primer balón que tocó, un cabezazo, estuvo a punto de mandarlo a la red.

Pocos minutos después, una jugada de paciencia, con toques y más toques en la frontal, acabó con Villa dentro del área y rematando dos veces. Una, la sacó Eduardo. Otra, ese mismo rebote, lo metió el Guaje con suspense. Por fin, la calma tenía premio.

Portugal se vio obligada a improvisar y España voló como un albatros, tocando, tejiendo y entreteniendo. En ese periodo dulce, mereció marcar para no sufrir al final. Fue una angustia irreal. Poca cosa. El premio, doble: los cuartos de final y un estilo innegociable.

  • Héctor Baldassi no tuvo uno de sus mejores días. Acertó en la jugada del gol de Villa, ya que Xavi, cuando asiste de tacón para el Guaje, está en línea con la defensa lusa. Pero tuvo graves errores de apreciación. Quizá el más llamativo fue un clamoroso penalti de Coentrao a Fernando Torres en los primeros minutos, que pudo cambiar el rumbo del partido.
  • Partido de octavos entre España y Portugal. El último encuentro oficial entre ambas selecciones fue en la Eurocopa 2004 de Portugal, con victoria para los lusos por 1-0 que nos dejó fuera de la primera fase.
  • Villa lleva ya varios años siendo la referencia en el ataque de la selección, pero sigue jugando con el hambre del primer día. Porfió un rechace imposible e hizo otro gol para la historia.
  • La entrada de Fernando Llorente oxigenó el ataque hispano. El físico del ariete del Athletic permitió a España variar su juego ofensivo, hasta entonces bastante predecible.
  • Volvió el toque. España tuvo que recurrir a él ante un rival que no quiso atacar en ningún momento. Lo aplicó con paciencia hasta que llegó el gol y, después, utilizó la posesión para defenderse.
  • Vicente del Bosque reconoce que el fútbol que desplegó España le coloca con merecimientos en cuartos de final: “Cuando jugamos así es difícil que el rival nos pueda controlar”. La salida de Llorente fue fundamental: “Ha hecho un gran trabajo. El mérito corresponde a los jugadores”.

Espanha 1×0 Portugal, terça-feira, 29jun10, 15h30 (Brasília), Estádio Grfen Pointe, Cidade do Cabo, oitavas de finalda Copa 2010 – Público: 62.955 – Juiz: Hectos Baldassi (argentino) – Bandeiras: Ricardo Casas e Hernán Maidana (argentinos) – Amarelos: Xabi Alonso (Esp); Tiago (Por) – Vermelho: Ricardo Costa (Por) – Espanha: Casillas, Sergio Ramos, Puyol, Piqué e Capdevila; Busquets, Xabi Alonso (Marchena), Xavi e Iniesta; Torres (Llorente) e Villa (Pedro).Tec: Vicente del Bosque / Portugal: Eduardo, Ricardo Costa, Ricardo Carvalho, Bruno Alves e Coentrão; Pepe (Pedro Mendes), Tiago e Raul Meireles; Simão (Liedson), Hugo Almeida (Danny) e Cristiano Ronaldo.Tec: Carlos Queiroz. 

N.B.: Minha mãe está precisando de 08 doadores de qualquer tipo de sangue. Pra quem puder ajudar, o nome dela é Terezinha Caldeira Nunes e o hospital é a Santa Casa de Belo Horizonte. Muito obrigado, Marcos Alexandre Soy Loco Por Tri 2010.

54 comentários para “Espanha 1×0 Portugal: Lusos naufragam no Cabo das Tormentas”

  1. Romarol disse:

    Acho que vai dá Espanha, mas torcerei por Portugal.

  2. Alex Martins AMC disse:

    Acabei de receber uma mensagem do nosso correspondente na Africa do sul, o Sr.Walfrido Junior, segundo ele , esta muito dificil de acessar a internet, conseguiu somente uma vez, muita chapação, que esta muito bom lá e que já estão em Port Elizabeth para o jogo de sexta, e no momento esta tomando uma aguardando o jogo da EspanhaxPortugal.

  3. mariana disse:

    Tô torcendo pela Espanha! Viva Pique, Torres e Casillas!!!

  4. Rogério disse:

    Vou torcer pelos nossos Patricios e estou apostando que eles vão vencer hoje, a “Raivinha Espanhola” vai amarelar outra vez…

  5. Bruno Pontes disse:

    Os erros de passe de Portugal são irritantes.

  6. Rogério disse:

    Mais um jogo das oitavas de final com gol irregular.

    • Leo Vidigal disse:

      Mas este foi difícil, na hora achei que estava na mesma linha. Se for mesmo impedimento, só daria pra ver no photochart.

      • Rogério disse:

        Verdade, não foi escandoloso como os outros erros.

      • Leo Vidigal disse:

        E a Espanha mereceu, atacou mais, tanto que o Eduardo poderia muito bem ser eleito o craque do jogo, se não fosse por ele seria uns 3 ou 4 a 0 e o Casillas se fez uma defesa difícil foi muito. Elegeram o Xavi pra fazer média com o ganhador, mas o Eduardo bem que merecia, até para ver se o consolava um pouco. Mas ele deve erguer a cabeça, como indicou o seu companheiro, o goleiro reserva, porque defendeu bem a cidadela portuguesa.

      • Rogério disse:

        Tem razão, a Espanha mereceu mesmo, foi melhor que imaginava, não deve ter dificuladades para passar do Uruguai, mas acho que para na Argentina ou Alemanha nas semi.

      • claudio(xina)lemos disse:

        Que Uruguai Rogério tá louco. Uruguai joga com Gana ou Brasil.

      • Rogério disse:

        Quis dizer Paraguai.

  7. Pedro disse:

    Mais um falso craque amado por 10 em cada 10 comentaristas brasileiros vai embora sem ter feito nada de relevante. O próximo é o DEUS do futebol Messi. Quem quer apostar?

  8. mariana disse:

    Pelo menos ficou comprovado que eu não dou azar!

  9. Arthur disse:

    Jogo que qeum fizer primeiro levaria. E levou. Sempe acheia ESPANHA muito cisca-cisca-cisca e não finaliza. Já o ataque portugues,parecia chegar com mais decisão. Porém, quem mandou foi a defesa, e a dos lusos deixou várias vezes a desejar. Não tive como conferir, mas achei no 1.o lançamento que o espanhol estava impedido. Como ninguém falou nada, deixa pra lá. Hoje foi um dia ruim, e as 2 zebras sifu…Fechei os meus prognósticos com 5 certos e 3 errados. Embora ache que na partida o JAP foi prejudicado pela não expulsão de 1 guarani, por 1 penal não marcado e algumas faltas ignoradas. Àrbitragem favoreceu ao Paraguai.

    • Mauro França disse:

      Fiz 7×1 nos palpites. E a Espanha finalizou muito hoje.

    • Arthur disse:

      Note que: os campeões dos grupos A-B-D-E-F-G-H estão nas 4.as,e a “zebra” ficou por conta do “campeão do B” EUA que foi eliminado pelo 2.o do grupo D. Em virtude dos NOVOS confrontos, meu palpite para semi- tem de mudar para: URU x ARG e BRA x ESP, final ARG x BRA (pra alegrai do Schulman) e 3/4 URU x ESP. Será JS???

    • Leo Vidigal disse:

      Eu acertei todos os ganhadores, mas também só apostei nos favoritos… Nessa fase não teve surpresa, não.

      • Arthur disse:

        Não acho que houve favoritos, quem entrou em campo para GANHAR, levou. Foi mais COMPETENCIA mesmo. HOLANDA, URUGUAI, ESPANHA.ARGENTINA, BRASIL se impuseram dentro de campo.
        ALEMANHA foi favorecida, mas acho que ganharia de todo jeito.
        GANA tem mais força física, e os USA são uma propaganda, nada mais. Só lamentei que, pra mim, garfaram o sol vermelho… rss

  10. Leo Vidigal disse:

    A Espanha jogou melhor, manteve a bola no pé, mas também foi malandra à la Argentina, parando com faltas não marcadas os contra-ataques do Cristiano Runaldo e ainda teve aquela encenação do Capdevilla que terminou com a expulsão de um patrício. Eles estão crescendo na competição e, vendo que nessa copa o “crime” tem compensado, fazendo das suas. Seria interessante ver o duelo entre a malandragem portenha e a ibérica…

    • Leo Vidigal disse:

      E o Runaldo é muito incensado, o tal “craque-galã” que a imprensa e as mulheres adoram, mas o que ele joga é isso mesmo, fica esperando a bola no pé, não corre, marca pouco, até que sujou o uniforme hoje, mas é mais ficção do que fato…

    • Mauro França disse:

      Leo, vc só viu faltas na Espanha? Não viu o toque de bola, o controle do jogo, a movimentação? E o tal Ricardo Costa tava batendo até na sombra…

      • Leo Vidigal disse:

        Claro que vi o toque de bola e tal, foi um jogo em certos momentos bonito de se ver, mas eles também tiveram malandragem, o que os torna mais perigosos… Mas como escrevi antes, eles mereceram vencer. Portugal também bateu sim, este é um clássico meio Brasil x Argentina, mas como muitos portugueses jogam em times espanhóis, acaba que a rivalidade é menos forte, mas você sabe melhor do que eu que a história entre eles é pesada, não só no futebol, Portugal pegou em armas para se separar da Espanha, depois tentaram dividir o mundo entre eles e por aí vai… Mas agora Inês é morta…

  11. Mauro França disse:

    Portugal repetiu a estratégia empregada contra o Brasil, se fechando na defesa para explorar contra-ataques e eventuais erros do adversário. A Espanha foi o de sempre: movimentação, troca de passes, posse de bola. Começou o jogo em cima e Eduardo teve que trabalhar muito , com pelo menos tres defesas. Portugal atacou duas ou tres vezes com perigo, mas não criou nenhuma chance mais esclarecida.

    • Mauro França disse:

      As equipes não mudaram sua estratégia no segundo tempo. Portugal seguiu fechado e a Espanha tocando bola em busca de espaços. Depois da entrada de Llorente no lugar de Fernando Torres, mais uma vez mal, o ataque espanhol ficou mais forte. Não fossem duas ou tres excepcionais defesas de Eduardo e algum azar nas conclusões, a Espanha poderia ter vencido com um placar maior. Portugal criou pouco, mesmo depois das substituições do seu treinador, quando entrou com Liedson e Danni e tentou ir a frente.

      • Mauro França disse:

        O gol espanhol foi um retrato do seu futebol: Troca de passes em frente à area, lançamento em diagonal, corta-luz de Xavi, penetração e conclusão de Villa. Belo gol. Não há como não admirar um time que tem um meio de campo como o da Espanha. Xavi, Iniesta, Xabi Alonso, Busquets. E Villa tem sido decisivo.

    • Leo Vidigal disse:

      Os lusos erraram muito esses passes na saída pro contra-ataque e ainda levaram faltas a rodo dos espanhóis. Além disso, devem ter se assustado com a cara feia do Groo ibérico, o Puyol.

      • Mauro França disse:

        A estratégia de Portugal foi jogar fechado. Atacou pouco. Erros de passes foi problema, mas a Espanha não tem nada com isso. Quanto às faltas: Por acaso os espanhóis deveriam deixar de fazê-las, quando necessário? A rigor, a Espanha não é um time faltoso.

  12. claudio(xina)lemos disse:

    Se Portugal tivesse jogado com Sabrosa, Ronaldo e Liedson, com Deco no meio de campo junto com Thiago e Raul Meireles teriam uma enorme possibilidade de ganhar o jogo mas foi jogar na retranca e se deu mal.

    • Se Portugal tivesse jogado abertamente contra a Espanha, teria tomado uma TUNDA e não somente um gol. Esta história de que time que joga aberto sempre tem mais chances de vencer é relativo e dependente dos RECURSOS (jogadores) que cada técnico tem à sua disposição. Portugal com 3 atacantes é loucura. Se o Deco estivesse em boas condições (nas melhores) poderia segurar um pouco os espanhóis e Portugal vencer. A Espanha mereceu e Portugal tomaria uma goleada se fosse pra cima da Espanha.

      • Leo Vidigal disse:

        Os portugas reclamam que o Queiroz é retranqueiro e deixou o Runaldo sem ter com quem jogar e que foi só quando o técnico tirou o Hugo Almeida, que era quem dava algum trabalho para a defesa hispana, que o time espanhol teve liberdade para pressionar mais à frente e arrancar a vantagem mínima.

  13. claudio(xina)lemos disse:

    Para jogar fechado tem que ter contra ataque, tem que ter rapidez. E, o Ronaldo parece desconectado do time. Uma bola para ele outra para o time. Com o felipão seria outra coisa.

  14. Jorge Santana,
    Veja o meu prognóstico na coluna desta semana. Creio que não errei os palpites. Teremos uma semifinal latina… E se o Paraguai detonar a Espanha será Copa Sul-Americana…

  15. claudio(xina)lemos disse:

    Meu palpite para as semi-finais
    Uruguai x Brasil
    Argentina x Espanha.
    Acho que a Argentina ganha da Alemanha, mas vou torcer pela alemanha, que final sul americana o catso, quero é ver o Brasil campeão.

  16. Os figurões da Copa que já vazaram :
    1 – Drogba
    2 – Cristiano Ronaldo
    3 – Thierry Henry, Ribery, Gallas… quem mandou não levar o Benzemá ?
    4 – Gattuso, Buffon e Cannavaro
    5 – Terry, Gerrard, Lampard e Rooney
    E agora é Messi ou Özil ? Tevez ou Schweinsteigger ?

  17. Elias disse:

    Meus palpites: Uruguai, USA, (Alemanha / Inglaterra vão trombar até ver quem é menos pior), Holanda, Basil, Japão e Espanha( como até até aqui, sem qualquer brilho… errei uma prorrogação (USA x Gna) e uma disputa de penaltis (JP X Paraguai). Fiquei em cima do muro e falhei feio na avaliação de um dos menores jogos (Ale/Ingl)

  18. Vinicius Cabral disse:

    MARCOS ALEXANDRE:

    Consultei no site do Hemominas e, infelizmente não tenho condições de fazer uma doação de sangue nos próximos dias. Motivo: Estou bastante gripado. Segundo o site, o tópico chamado “condições para doar sangue” informa que não pode doar sangue “quem teve gripe, resfriado ou diarreia nos últimos sete dias anteriores à doação;”. Anota meu e-mail aí, é vcabraltc@gmail.com. E me informe direitinho a urgência, ou se sua mãe precisará de mais posteriormente. O que eu puder fazer para ajudar eu farei. Abraço!

  19. Elias disse:

    Um terrível erro de avaliação do Dunga, com o jogo contra Chile já 3 x 0 e ele mantendo 4 jogadores com 1 amarelo e com amplas possibilidades de tomar mais um. Não sacou o Ramires e este vai ficar fora contra a Holanda e o Elano não se recuperou. Está com um baite pepino nas mãos…

  20. Daniel Carvalho - Porto Alegre disse:

    A Espanha colocou os portuga na roda. Eles passarão pelo Paraguai, naturalmente.

  21. Os portugueses são bons batendo e errando passes, mais nada. Espanha esbanjou futebol. Para tristeza de muitos, dará toda a turma latino-americana: Brasil, Uruguai, Argentina e Paraguai, com direito a infarto coletivo dos velhinhos da FIFA, sem direito a atendimento médico pelo barulho das cornetas africanas. Preparem-se que na próxima reunião dos abuelitos decidem que Sul-américa terá menos times na Copa.

Deixe um comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.