Emelec 0x0 Huracán: Cruzeiro é líder, sem jogar

Por SÍNDICO | Em 14 de março de 2019

O Facebook transmitiu, nesta quinta, em parceria com a Fox,  EMELEC 0x0 HURACÁN, no George Capwell, Guayaquil, pelo Grupo B da Libertadores. Placar que mantém o Cruzeiro líder, mesmo com um jogo a menos.

Transmissão pobre de recursos e com alguns travamentos , mas ainda assim um pouco melhor do que a de Huracán 0x0 Cruzeiro, no Tomaz Ducó, Buenos Aires, na quinta da semana passada.

Não foi um jogo agradável de se ver. O Globo repetiu aquele futebol objetivo, mas sem imaginação da rodada de abertura. O Emelec está pior do que nas últimas edições do torneio, com muita força e pouco talento. 

Esteban Dreer, goleiro argentino do Emelec foi o melhor do jogo. O público não lotou o estádio, que tem jeitão de Independência, com capacidade pra 39 mil espectadores.

O Cruzeiro pode se dar bem na visita ao time equatoriano, mas terá de se dedicar bastante pra superar o jogo físico dos parrudos equatorianos. É desafio pra Romero, Sassá, Orejuela, Dedé, Leo e Henrique.  

11 comentários para “Emelec 0x0 Huracán: Cruzeiro é líder, sem jogar”

  1. CONMEBOL disse:

    O equatoriano Emelec empatou com o argentino Huracán 0-0 nesta quinta-feira e continua em segundo no Grupo B da CONMEBOL Libertadores-2019. O resultado no Capwell, Guayaquil, sudoeste do Equador, deixou a equipe local com dois pontos e o Huracán, que tem um ponto, na última posição, atrás do venezuelano Lara. O grupo é comandado pelo Cruzeiro, com três pontos. Embora o Huracán tenha tido um melhor desempenho, com um maior número de remates, não conseguiu concretar o triunfo como visitante. Em 03Abr, o Emelec medirá forças com o Cruzeiro em sua casa, enquanto o Huracán visitará o Lara.

  2. SÍNDICO disse:

    O Club Sport EMELEC temo nome derivado da Empresa Eléctrica del Ecuador. O superintendente da empresa e entusiasta dos esportes, o americano George Capwell foi seu fundador. As estrelas do escudo representam as 24 províncias do país. Seu rival é o Barcelona, com o qual disputa o Classico Del Astillero, a maior rivalidade futebolística do país. Apelidos: El Bombillo, Los Eléctricos, El Equipo Millonario, El Ballet Azul. Torcedor: Emelecista. Fundação: 28abr29. Estádio: George Capwell 40 mil), em Guayaquil. Presidente: Nassib Nehme. Técnico: Mariano Soso. Patrocinadores: , Pilsener. Material: Adidas. Títulos: Equatoriano (1957, 1961, 1965, 1972, 1979, 1988, 1993, 1994, 2001, 2002, 2013, 2014 , 2015, 2017) Equatoriano 2ª Divisão (1981).

    • SÍNDICO disse:

      GEORGE Lewis CAPWELL Cronin (Olean, Nova Iorque, 01jul02, San Diego, Califórnia|, 07jan70) foi engenheiro eletricista e desportista e fundador do Club Sport Emelec, de Guayaquil. O estádio do time de futebol, com capacidade pra 40 mil espectadores, inaugurado em 21out45, tem seu nome. Capwell praticou futebol americano, basquete, natação e beisebol. Filho de um engenheiros que participou da constrição do Canal do Panamá, ele passou a infância na América Central, mas formo0se em engenharia elétrica no Rensselaer Polytechnic Institute, dos Estados Unidos. Em 1925, foi trabalhar em Cienfuegos, Cuba, numa usina de energia; em seguida (14abr26), mudou-se pra Guayaquil a fim de supervisionar a construção da Empresa Eléctrica del Ecuador. Pra se manter em atividade física, Capwell instalou uma academia no segundo andar do escritório da empresa. Depois, em frente ao pilão de arroz Ponce Luque, construiu um complexo esportivo, com quadra de basquete e piscina. Nasceu ali o Club Sport Emelec, cujo nome é a sigla da empresa. O clube entrou pra Federación Deportiva del Guayas em 07jun29.

  3. SÍNDICO disse:

    ZEBRARIA:
    GRÊMIO 1×1 Aimoré, 0x0 Brasil
    INTER 1×2 Pelotas, 0x2 SãoJosé, 1×1 Veranópolis
    AVAÍ 1×1 Joinville, 0x1 Figueira, 0x1 MarcílioDias, 0x0 Brusque, 0x1 HercílioLuz
    CHAPE 0x0 Metropolitano, 3×3 Tubarão, 0x0 SãoJoséRS, 0x0 Figueira
    PARANAENSE 0x1 CascavelCR, 0x0 CascavelFC, 1×2 Coritiba, 1×1 Paraná
    PALMEIRAS 1×1 RedBull, 0x0 Ferroviária, 1×1 Mirassol
    CORINTHIANS 1×1 Sanca, 1×2 Guarani, 0x2 Red Bull, 2×2 Ferrim, 0x1 Novorizontino, 1×1 SãoBento
    SANTOS 1×5 Ituano
    SÃOPAULO 0x1 Guarani, 0x1 Ponte, 0x0 RedBull, 1×1 Ferroviária
    FLUMINENSE 1×1 Voltaço, 1×1 Resende
    FLAMENGO 1×1 Resende
    VASCO 2×2 Juazeirense
    BOTAFOGO 1×3 Cabofriense, 0x0 Bangu, 0x1 Resende
    CRUZEIRO 2×2 Boa, 0x0 América, 1×1 Urt
    MINEIRO 0x1 Tombense
    GOIÁS 1×1 Crb, 1×1 NovoHorizonte
    BAHIA 0x0 FluFeira, 1×1 Crb, 0x2 BahiaFeira, 1×1 Vitória, 2×2 RioBrancoAcre, 0x1 Jacuipense, 0x0 Vitória
    CSA 0x1 Capela, 1×1 Vitória, 0x2 Mixto, 1×1 SantaCruz
    CEARÁ 0x1 Ferrim, 0x0 Crb, 1×1 Central, 1×1 Vitória, 0x0 Foz, 1×1 Cearense
    FORTALEZA 0x1 BotaBelo, 1×2 Cearense, 0x1 Horizonte

  4. SÍNDICO disse:

    INGRESSOS. O Cruzeiro informa que os bilhetes comprados para o jogo de 13Mar contra o Lara valem pr0 jogo adiado pra 27Mar. Quem não pretende usar o bilhete na nova data, pode solicitar o reembolso desta sexta até a próxima segunda-feira, entre 10h e 17h na bilheteria do Ginásio do Barro Preto. Quem comprou no site do Cruzeiro ou no portal do sócio e quiser cancelar o voucher, pode solicitar, na plataforma em que comprou, a devolução do dinheiro entre 19Mar e 24Mar. O reembolso será realizado por meio de estorno no cartão de crédito ou de débito utilizado na compra. Quem perder o prazo não poderá solicitar o reembolso em outras datas.

    • SÍNDICO disse:

      VENDA DE INGRESSOS pro dia 27Mar continuará até o dia do jogo, mas somente pelos sites do clube e do sócio, mediante a disponibilidade de bilhetes, levando-se em consideração aqueles que eventualmente serão devolvidos.

  5. SÍNDICO disse:

    CRUZEIRO [pra jogar contra o Tupi: Fábio — Edilson, Leo, Dedé, Egídio — Romero, Henrique — Robinho, Rodriguinho, Rafinha — Fred. T: Mano Menezes.
    BANCO: Rafael, Orejuela, Fabruno, Murilo, Dodô. Lucas, Jadson, Cabral, M Gabriel, Sass;a, Kayzer.
    AUSENTES: Raniel, Neves (lesionados).
    PENDURADO: Egídio.

  6. ESPN disse:

    TORCEDOR DO EMELEC substitui jogador, é ovacionado e diz após a partida: ‘Mais 5 minutos e eu marcaria um gol’. (ESPN) Um fato inusitado ocorreu na última quarta (30Jan). Eram 87 quando surge Daniel Nieto, vencedor de um reality show do Equador, na beira do campo do amistoso Emelec x Sporting Cristal. Nieto, torcedor do Emelec, uniformizado, substituiu Billy Arce. O fato desencadeou comentários negativos dos peruanos, que se sentiram desrespeitados. Nieto não tocou na bola, mas foi ovacionado pela torcida aos gritos de “Olê, olê, olê, gordo, gordo”. Com o 3×0 a favor, o Emelec só administrou o placar. O torcedor levava uma câmera no peito e tudo foi feito por conta de um novo patrocinador. A entrada de Nieto em campo era a forma de apresentar esse novo patrocínio. Após o jogo, Mariano Sosa, técnico do Emelec, explicou o que havia ocorrido e disse que não concordou com a entrada do torcedor em campo. O segundo amistoso que ocorreria neste domingo (3), no Peru, foi cancelado e a relação entre as duas equipes, deteriorada. Os jogadores e técnico do Cristal tentaram paralisar o jogo, mas o árbitro decidiu continuar, apesar da situação estranha. Uma comunicação entre as duas equipes antes do jogo, com a explicação da ação de marketing, poderia evitar o mal-entendido.

  7. ESPN disse:

    TIMES VENEZUELANOS têm bola remendada, falta de luz e craques ganhando R$6 por dia (ESPN) Nesta quarta, 13Fev, o Cruzeiro receberá o Lara, da Venezuela, no Mineirão, pela 2ª rodada da fase de grupos da Libertadores. Os estrangeiros terão uma missão mais do que complicada em BH, principalmente pela triste situação que otebol de sua nação vive atualmente. Artigo publicado nesta segunda pelo El País deu um panorama das dificuldades que o Lara e o Zamora, representantes da Venezuela no torneio, vêm enfrentando, devido à crise econômica sem precedentes que atinge o país presidido por Nicolás Maduro, com uma absurda inflação de 10.000.000%. “Os venezuelanos não figuram entre os aspirantes ao título. Mas como poderiam aspirar? Seus melhores futebolistas cobram o equivalente a 40 euros por mês, e, logicamente, aquele que tem uma oportunidade rapidamente vai para o estrangeiro”, diz trecho da publicação. Convertendo para a moeda brasileira, é como se o jogador ganhasse R$ 173 por mês, ou pouco menos de R$6 por dia.

    • ESPN disse:

      EL PAÍS diz que “Além disso, os times jogam (no Campeonato Venezuelano) com bolas remendadas. As instalações decaem. Lara e Zamora são clube fundados recentemente de com poucos títulos, num país com mais tradição no beisebol do que no futebol. E o desastre político e econômico é uma dificuldade adicional, para locais e visitantes, em uma competição já tão difícil”, acrescenta o jornal. O El País ainda tratou sobre o triste caso da partida Lara x Emelec, que teve que ser adiada por conta do apagão m todo o País.

      • ESPN disse:

        EL PAÍS continua: “O Lara, assim como o resto da Venezuela, não tem fornecimento elétrico decente. A partida contra o Emelec deveria ter sido disputada na quinta à noite. Os gênios da Conmebol consideraram que, com alguns geradores, os refletores funcionariam. Chegado o momento, comprovaram que, apesar dos geradores, o Metropolitano estava quase às escuras, e adiaram a partida para sexta. O resultado foi um empate em 0x 0”. “O Emelec deveria ter voltado ao Equador na sexta pela noite. No entanto, como tampouco funcionavam as luzes da pista do aeroporto, os futebolistas tiveram que esperar até sábado pela manhã. Voaram por fim a Guayaquil, e de lá tiveram que sair às pressas pra Manta, onde jogaram na mesma tarde contra o Delfín, pelo Campeonato Equatoriano”. E com a enorme desvalorização do bolívar, a moeda da venezuela, assistir a uma partida de seu clube fora de casa é praticamente impossível. “O Zamora jogará na próxima quarta contra o Cerro Porteño, no Paraguai. As entradas para a torcida visitante custam 150.000 guaranis, quase US$25. Isso é mais que o dobro que o salário mínimo atual na Venezuela”, encerra a reportagem.