Dois fracassos, só um vexame

Por SÍNDICO | Em 4 de julho de 2010

Quase toda a imprensa esportiva brasileira se derrete por Maradona. Revolucionário pra uns, ousado pra outros, ultramoderno pra quem analisa futebol com o intestino, ele deixou, como legado, três páginas humilhantes na história de sua seleção: 6×1 pra Bolívia, 3×0 pro Brasil (quando tentou ganhar na marra usando o Gigante de Arroyito) e 4×0 pra Alemanha.

Contra os alemães, que vinham assombrando nesta Copa, ele escalou o ponteiro esquerdo Di Maria e meia atacante Rodriguez como volantes. Restou ao brucutuzinho Mascherano, sozinho na contenção, capinar canelas germânicas e esburacar o gramado do Green Point com carrinhos desgovernados.

Enquanto isso, no ataque maradônico, Tévez corria feito vaca louca, Higuaín padecia de cruel isolamento e o melhor do mundo, Lionel Messi, carregava a bola do nada pra lugar algum.

E o couro comendo a cada contra-ataque do time treinado pelo nada famoso Joachim Löw.

A Argentina teve 54% de posse de bola. Pra quê? Se não tem o que fazer com a Jabulani pouca diferença faz ter sua posse. De que adianta ter tantos talentos, todos em boa fase em seus clubes, inteiros fisicamente, se o sistema de jogo atrapalha?

Dunga também caiu. Ironicamente, mais pelos acertos do que pelos erros de seu ortodoxo 4-3-1-2. Ou não foi justamente a defesa, tida e havida como a melhor do mundo, quem entregou o jogo contra a Holanda?

Os críticos dizem que o treinador brasileiro não levou boas opções para o banco. Quando saiu a convocação, eu mesmo cornetei os nomes de Ganso, Neymar e Fabrício.

Mas será que eles teriam feito melhor? Ganso, que já havia fracassado na Sub20, viu-se depois, estava baleado. Tão logo, encerraram-se as inscrições pra Copa, ele foi submetido a uma cirurgia no joelho.

Neymar, que tanto espetáculo deu contra Naviraiense e quejandos, sumiu na decisão paulista contra o Santo André. Anda até sendo substituído no decorrer dos jogos do Morrinhão. Teria sido opção melhor do que Nilmar?

O Imperador Adriano, bem, esse merece sossego, não uma discussão a sério.

Resta o pranteado Ronaldinho Gaúcho. Mas o que ele fez desde 2006 quando foi um dos piores da Copa? Demitido do Barça por incompetência, arranjou uma boquinha no combalido Milan onde também nada fez.

Por que diabos, após 4 anos e vários vexames vestindo a amarelinha, a blaugrana e a rossonera, R10 teria sido o salvador da pátria na Sudáfrica? Só mesmo os mesa-redondistas e seus teleguiados pra defenderem esta causa.

Os cronistas profissionais falam pelos cotovelos, pois são obrigados a encher linguiça em seus intermináveis bate-papos televisivos.

Já os teleguiados, só mesmo por preguiça mental, continuam entoando a ladainha de que o precocemente aposentado R10 teria sido boa opção no banco.

No fim das contas, fracassaram tanto o amado Maradona quanto o odiado Dunga. Um com o peso de goleadas desmoralizantes, outro castigado por um erro do melhor goleiro do mundo.

Dá na mesma? Vamos aguardar os próximos capítulos pra saber quem vai adotar o revolucionário sistema de cinco atacantes de Don Diego. E que treinador bancará o glorioso retorno de R10 à Seleção Brasileira.

77 comentários para “Dois fracassos, só um vexame”

  1. Ernesto Araujo disse:

    Quando o J.Santana tem um tempinho pra sentar e escrever sobre futebol saem bons textos. Otimo post. Agora meus comentários…

    • Ernesto Araujo disse:

      As críticas feitas por você às possíveis (e reclamadas) opções de Dunga são válidas. Mas a grande falha na convocação não foi apenas ter deixado os jogadores citados de fora. Foi não ter levado outras opções que poderiam muito bem ter sido viáveis. Outro problema que teve um impacto fundamental na confecção da lista final foi ter feito a convocação olhando no retrovisor, ignorando o presente de alguns atletas convocados em comparação com o presente de outras opções.

      • Jorge Santana disse:

        Ernesto, como disse em outros posts, eu teria convocado Fabrício, Ganso e Neymar. Talvez até o André, o Elias e o Alex10. Certamente, não teria levado Kleberson, Gilberto Melo e Doni. Mas, convenhamos, nenhum dos nomes que eu convocaria ou deixaria de convocar são imprescindíveis pelo histórico no futebol e, particularmente, na Seleção. Talvez, o Alex10 de 2003 fosse. O resto poderia ou não surpreender nesta Copa. Se é assim, melhor deixar o treinador escolher quem ele testou e o convenceu. Alguma coerência tem de haver. Garimpar atletas para um grupo durante 4 anos e escolher outros nos dois meses finais poderia dar errado também.

      • Ernesto Araujo disse:

        Falando já do torneio em andamento, não foi só o erro de J.César e Felipe “El Loco” Melo que jogaram a pá de cal na campanha do Brasil. No post anterior defendi que o afastamento de Elano por contusão e Ramires por burrice selaram a sorte do Brasil contra a Holanda. Apanhei mais do que a Argentina no jogo de ontem !!

      • Ernesto Araujo disse:

        Elano – considerado como fraco e sem tarimba para a Seleção inclusive por jornalistas e torcedores santistas (para meu espanto) – era essencial nesse time de Dunga. Fez mais gols que o Messi, Di Maria, Iniesta, Xabi Alonso, Lampard, Gerrard, Maxi Rodrígues e muitos outros badalados que vieram a passeio na Copa 2010. Estava conseguindo “marcar e jogar”. Daniel Alves assumiu o posto e produziu uma correria e condução de bola que não resultou em NADA. Com Elano em campo, teríamos matado o jogo no primeiro tempo quando o Brasil esteve melhor.

      • Jorge Santana disse:

        Pois é, o futebol nos prega peças… Daniel, que era tido e havido como craque, foi mal. Elano, desdenhado por todos, fez um belo 2º tempo contra a Coréia C e uma partidaça contra a C Marfim. Fez falta contra a Holanda. Ele era o volante pra se aproximar do ataque e criar opções com toques e não apenas força e chute como DA. Mas a verdade é que o futebol brasileiro não tem esta pletora de craques como mesa-redondistas apregoam e os teleguiados acreditam. Ramires e Elano, que são bons sem serem cracaços fizeram falta.

      • Ernesto Araujo disse:

        Já Ramires daria outra movimentação ao lado esquerdo mas num estilo diferente do Elano, mais pela velocidade e ousadia. Dessa forma, reafirmo que o fracasso de Dunga foi essa convocação que acabou deixando-o a pé no momento em que as dificuldades apareceram. Ele foi alertado, pressionado, mas preferiu não ouvir ninguém.

      • Jorge Santana disse:

        Ernesto, concordo quanto a Ramires. E o Dunga o convocou. Disto não há o que reclamar. Agora, quais são os insubstituíveis que ele deixou de fora? Hernanes? Elias?

      • Ernesto Araujo disse:

        Olha, Jorge, não é o caso de dizer que esses que não foram convocados são insubstituíveis, craques, genios ou qualquer coisa assim. Mas dava pra melhorar um pouco o nosso banco. Até porque estou decepcionado com a atuação de todos esses meios-campos badalados da Copa. Espanha, Inglaterra, Argentina, Holanda… Pra mim não apresentaram nada de mais. Ficaram devendo futebol. Nesse contexto cairia bem a adição um outro meia-armador e um outro volante de habilidade. Como você quer nomes (e faz muito bem porque assim a discussão fica mais objetiva), eu indicaria o Arouca do SantosFC e o Alex10 como armador. Entenda que não é a qualidade em si do jogador que precisava ser mudada no grupo mas sim a característica dos jogadores que foram levados.

      • Jorge Santana disse:

        Alex10 não era indiscuível nem em seu auge. Tanto que foi chutado do Cruzeiro. Eu o convocaria, pois acredito em seu futebol. Mas não dá pra ir à guerra por conta dele. Arouca fracassou no St. Pauli. E jamais havia sido convocado pra Seleção. Por que acreditar que ele seria a solução?

      • Ernesto Araujo disse:

        Poderia não ser solução mas sim uma OPÇÃO.

      • Jorge Santana disse:

        Danilo, eu convocaria o Alex, se ele estivesse em boa forma física. Mas não condeno quem não o convoca.

      • Naldo disse:

        Seria um ótimo reserva para o Kaká, podendo inclusive fazer com que o gajo jogasse mais.

      • Danilo_VIX disse:

        Vestindo a amarelinha ele nunca mostrou toda a personalidade especial que ele tinha com a bola. Nem em épocas de Palmeiras, tampouco de Cruzeiro. Infelizmente, porque a sua genialidade era ímpar!

      • Jorge Santana disse:

        Concordo que Elano e Ramires fizeram falta. Felipe fez uma burrada, mas tb produziu o lançamento mais bonito da Copa e não teve culpa no gol de empate. JC errou no gol que acabou abalando o time. Não devia, mas abalou. E neste ponto abre-se outra linha de discussão. Quem não escalaria JC como titular? Ele é indiscutível, mas chutou o balde com uma saída equivocada.

      • Mauro França disse:

        Que fieram falta, concordo. Mas que eram garantia de que a historia seria diferente, não. Mesmo com um dos dois em campo, o JC poderia ter falhado? E não seriam Ramires ou Elano que segurariam o emcional da Seleção.

      • Mauro França disse:

        Ernesto, não há nenhuma garantia de que com Elano e Ramires o Brasil ganharia. Fica facil essa explicação, depois do acontecido.

  2. Hermes disse:

    Fechar a régua, fracasos: Maradona, Dunga, e o JS com essa estória de teleguiados. Na Copa não tem isto.

    • Jorge Santana disse:

      Hermes, quem inventou o termo foi o Evandro. Eu me apropriei dele a contragosto. Se há formadores de opinião, por que não poderia haver teleguiados? Depois de horas exposto a uma mesa redonda televisiva, qq um chega à conclusão de que Dunga é um asno e Maradona um gênio. Console-se, vc não é a única vítima. Temos de passar o tempo todo lutando contra a inculcação absoluta. Mas alguma coisa passa. Ninguém se autoeduca. Desde a mais tenra infância recebemos lições. No futebol, contudo,m podemos produzir nós mesmos algumas. Só que a maioria, por comodidade, prefere o PF servido pelos mesa-redondistas.

  3. Ernesto Araujo disse:

    Maradona incorreu quase no mesmo erro de Dunga só que de forma inversa. Levou todas as opções possíveis para mudar uma partida. O problema é que enquanto time, a Seleção Argentina sempre foi desequilibrada e sem padrão. A solução seria o Maradona convocar a Seleção Brasileira e o Dunga treinar e escalar rsrsrs

    • Jorge Santana disse:

      Maradona é um Matinas Suzuki mais engraçado. Um bufão, definiu-o bem, Cláudio Gentile. Tal qual o Matinas havia proposto numa outra Copa escalou 5 atacantes. Ganhou com ajuda do Juiz da fraca Nigéria e sem ajuda da péssima Grécia. Contra a Alemanha, apanhou feio. Ele nem merece ser chamado de burro. Pra mim, é apenas um maluco. Ouum prestigitador com um séquito de tolos que o aplaudem e que comprariam passagem para vê-lo pelado no obelisco da 9 de Julho. Com Di Maria, Higuain, Tevez, Milito, Messi, Rodirguez vendendo saúde e jogando bem em seus clubes e mais Verón com sua grande categoria, ele produziu um monstrengo. Os argentinos devem estar se perguntando quando é que outra geração tão boa estará à disposição de um treinador de verdade.

    • Hermes disse:

      E os teleguiados?

      • Jorge Santana disse:

        Estarão sempre por aí. Ter idéias originais não é mole, não. Mais fácil do que ver um jogo de futebol, por exemplo, é adotar o discurso de microfonistas e derrubar o treinador do Cruzeiro. Como os teleguiados fizeram e voltarão a fazer muitas vezes mais.

      • Ernesto Araujo disse:

        Como assim, Hermes ? Que teleguiados ?

      • Ernesto Araujo disse:

        Ah, os que defendiam R10 ? Ao contrário de você acho que o JS foi feliz nesse caso. R10 de volta foi um caso clássico de teleguiação em nível nacional. Depois de tudo que o Rg NAO FEZ na seleção, mesmo quando estava no auge da forma física, moral e técnica, colocá-lo como salvador da pátria é complicado. Sou mais o ELANO… Aliás, o Elano fez mais gols em Copas pela Seleção que o Ronaldinho Gaúcho…

      • Ernesto Araujo disse:

        … mesmo tendo jogado muitas partidas A MENOS !

      • Jorge Santana disse:

        R10 é um caso de fiasco bem sucedido pela paixão da mídia por firulas. Jogou, jogou, jogou e nada aconteceu. Largou o futebol, virou promoter, garoto propaganda e mesmo assim continua sendo incensado. Faz parte do show. R10 2010!

  4. Dylan disse:

    Acreditar que o Brasil f.racassou por causa do goleiro é de um simplismo comovente. O time era destemperado, frágil emocionalmente refletindo no campo o comportamento do seu treinador. Quando Dunga olhou pro banco so viu a terra arrasada que ele mesmo criou. Aliás, que técnico é este que nao confia nos jogadores que ele mesmo convoca? Ronaldinho Gaucho, Ganso, Hernanes, Neymar, Alex 10 e até Roberto carlos seriam alternativas melhores. Preferiu apostar num elenco operário. Que balela. O Brasil poderia ter um time tão envolvente e forte quanto o da Alemanha se no banco estivesse um técnico como esse Low. Em pouco tempo Dunga e Lazaroni estarao juntos no inconsciente coletivo nacional. Futebol de resultados quando nao dá resultado só deixa frustração de herança.

    • Jorge Santana disse:

      Realmente, é preciso levar em conta os analfabetos funcioanis. Explico: o goleiro falhou num jogo decisivo de um torneio que não tem volta. Errou, cai. O Brasil estava joagando bem, tomou um gol em falha grotesca e desandou o mingau. Certamente, há outros fatores, entre eles a má forma física do Kaká e por ai vai. Mas o gol mudou a partida de forma radical. O resto fica por conta de uma mente idiota, adestrada pra ver genialidade na presdigitação maradônica. Passo. Não vou perder tempo com tolos.

      • Dylan disse:

        argumentos bons prevalecem por si. Quem nao tem confiança no que fala precisa de adjetivar e desqualificar o ponente. Mas enfim, apostar num monte de coisas que dá errado causa um certo stress mesmo. Como, por exemplo, entre outras coisas, dizer que Dunga foi o melhor treinador da copa até as oitavas. De minha parte mantenho minha opinião: o jogo contra Holanda simplesmente cristalizou numa so partida todos os erros que o Dunga cometeu no comando da seleção, da opção por Felipe Mello, passando pelo descontrole emocional até a falta de opçoes no elenco.

      • Ernesto Araujo disse:

        “O jogo contra Holanda simplesmente cristalizou numa so partida todos os erros que o Dunga cometeu no comando da seleção, da opção por Felipe Mello, passando pelo descontrole emocional até a falta de opçoes no elenco.” Concordo. Curiosamente, veio TUDO de uma vez só, fazendo um violento contraste com o primeiro tempo onde viu-se O MELHOR da “era Dunga”. Até o Felipe Melo que foi “Gérson” no primeiro tempo virou “Kléber” no segundo. Uma coisa INEXPLICÁVEL !

      • Jorge Santana disse:

        Vc apontou o Maradona como o melhor treinador. Bolívia 6×1, Brasil 3×0, Alemanha 4×0. Resultados ruins falam por si. E o oponente não precisa ser mais desqualificado do que já, nisto concordo com vc.

      • Ernesto Araujo disse:

        Brasil fez um primeiro tempo PRIMOROSO. Até agora estou tentando entender, nos campos da técnica, da tática e do emocional, o que aconteceu para que o time voltasse pra campo como se estivesse perdendo de 20 x 0. O time perfeito dos primeiros 45 minutos virou um time ridículo depois.

  5. Eduardo Arreguy Campos disse:

    E o tal do Messi, hem? De melhor jogador do mundo, a maior decepção da copa. Não fez nenhum gol, não conseguiu evitar a desclassificação do seu time e agora tem que enfrentar a desconfiança geral sobre o seu futebol. Ele nunca me enganou. Por mim, o Messi tinha mais é que pegar as chuteiras dele, engraxar bem e vir jogar no Cruzeiro.

  6. Ernesto Araujo disse:

    Agora esse papo de Joachin Low pra cá Joachin Low pra lá é um pouco de exagero. Ninguém falava na Alemanha antes da Copa, os próprios alemães vieram sem muitas esperanças e falando em trabalho de RENOVAÇAO. O time germânico ACONTECEU durante a Copa. Um caso muito parecido com o atual time do Santos. No fim de 2009 aqui no litoral só se falavam em contratações pra tudo quanto é posição. Dorival Jr. mal tinha chegado no clube. Quando o time encaixou e passou a dar espetáculo, Dorival Jr. (assim como Low) foi guindado ao posto de gênio da prancheta e todas aquelas baboseiras que todos conhecem. Acho bom ir com calma… Esse time da Holanda, do Bert Van Marwijk tá com uma cara de time copeiro… Olha a vingança de 74 chegando aí….

    • Danilo_VIX disse:

      Mas que seria uma p*ta zebre, isso seria…. O time da Holanda mostrou que tem um ótimo conjunto, mas está longe de apresentar o show esperado pelo Mauro e pelo Serelo…. Se assim for, vai ser uma baita final de Copa do Mundo, mas com amplo favoritismo à Alemanha. E que, na minha opinião, levaria o tento.

      • Mauro França disse:

        Eu não espero show de nenhum time ou Seleção, Danilo. Eu espero futebol bem jogado. Só isso. Acho uma bobagem e já repeti milhares de vezes minha ojeriza ao tal futebol-espetaculo. Já li que a Alemanha é o “futebol arte” deta Copa, o que é uma tremenda piada.

      • Danilo_VIX disse:

        Me referia à sua admiração e torcida pela Holanda nessa Copa. Também não acho a Alemanha um futebol arte, mas que está sobrando na Copa em termos táticos, técnicos e talentos individuais, isso está.

  7. Danilo_VIX disse:

    Belo post do Jorge Santana…. Especialmente na parte dos “teleguiados”. Para quem acredita que não existe isso na copa, depois que eu vi um camarada há uns dois posts atrás reproduzindo na íntegra algumas frases do “mestre” Renato Maurício Prado, como se fosse opinião própria, perdi a paciência. Foi a pernsonificação de tudo o que o Evandrão e o JS dizem… Seria hilário se não fosse patético. Lamentável!

    • Jorge Santana disse:

      RMP estava amargurado após perder a queda de braço com Dunga e descontou no Rizek. Jornalista experiente tentou não passar recibo da derrota, mas acabou mostrando azedume num evento que, antes de mais nada, é uma festa.

      • Danilo_VIX disse:

        Fiquei embasbacado com o RMP… Durante TODA a Copa do Mundo sempre que após um jogo juntava ele e o Rizek na mesma mesa ele desqualificava e descascava o Rizek. Não entendo a troco de quê. Os comentários pareciam impressionar com um pensamento contrário, mas no fundo ele estava surrando o Rizek, que apesar de não ter nada de mais espressava a opinião com humildade… O RMP foi, durante toda a Copa, de uma deselegência e falta de ética impressionante. DEve ter sido isso que você falou, o Brasil ganhava fácil e a cada vitório ele ficava mais pê-da-vida….

      • Danilo_VIX disse:

        *expressva

  8. Jorge Santana disse:

    Resumo da opera: há mais problemas do que os apontados por nós e pela mídia. Talvez não tenhamos tão bons jogadores como costumamos dizer. E quem poderia imaginar uama Alemanha maluca dessas? Há mais coisas entre o céu e a terra etc e tal…

  9. Edu Mano disse:

    Digam o que disserem, mas eu não levaria nem Neymar, nem ganso, nem Ronaldinho… Pra mim o meia IDEAL para esta seleção era o ALEX10. Ponto final.

    Ele continua jogando o fino da bola, isso para não dizer melhor do que em 2003. É experiente, calmo, intelingete… enfim, aquilo que sabemos. Mas a imprensa só gosta dos garotinhos da vila, em evidência, da moda… E rejeitam o Alex com a desculpa de que “Nem o Felipão levou ele”.

    As favas, se não levou, azar do Felipão. HOJE, o Alex era a pedida ideal para esse time brucutu do Dunga.

    • Jorge Santana disse:

      Mano, vc tem visto o Alex10 jogar? Se ele está mantendo o nível de 2003, seria titular, não apenas componente do elenco. Quanto ao time Brucutu do Dunga, sei, sei, já ouvi isto da boca de muitos mesa-redondisytas, nem precisa explicar.

      • Edu Mano disse:

        Pior q tenho visto o Alex sim… rs Por isso digo. A bola dele está tão redonda qto em 2003… Aliás, acho que o “maior erro” da carreira dele foi ter trocado o Brasil pela Turquia. Fosse uma transferência para um grande centro, tudo bem… mas ele acabou se isolando da mídia. Uma pena.

  10. Dylan disse:

    Ninguém pode garantir que Alex 10 teria mudado alguma coisa se tivesse sido convocado, nem Ganso, nem Neymar, nem Falcão em 78, nem mesmo Pelé em 74, mas o bom senso manda convocar os melhores em cada posição e erguer conceitos como união e comprometimento em torno disto. Duvido que ese técnico da alemanha que botou toda essa garotada em campo teria deixado Ganso, Alex ou Neymar de fora. Tanto o Dunga sabia que usara critérios equivocados na convocação que nao utilizou nenhuma das suas formiguinhas quando o Brasil perdia da Holanda.

  11. Ernesto Araujo disse:

    Faltou também ver o adversário. Escrevi, mas não terminei por falta de tempo, um post chamado “A Argentina vestiu laranja”. Mas a derrota do Brasil virou “notícia velha”. O ponto principal desse texto é mostrar que a Holanda, obrigada até por contrato a mostrar sempre um futebol vistoso, nessa Copa 2010 vem apresentando um futebol copeiro e pragmático. E foram absolutamente argentinos ao jogar com bastante inteligencia com o emocional do Brasil, procurando irritar os brasileiros e jogar a arbitragem contra os nossos jogadores. Não vi diferença nenhuma entre o que se passou em campo no segundo tempo e aquelas clássicas derrotas de times brasileiros para times argentinos nas Libertadores.

  12. Ernesto Araujo disse:

    Acho que os comentários estão ficando fora de ordem…

  13. Marco Soalheiro disse:

    JS, não dá para discutir com quem é desonesto no debate. Daqui a pouco o cidadão vai começar a falar que você acha o F. Melo craque e o Dunga Gênio. Isso te acusando de desqualificar o opositor. Quanto ao post em si, Maradona fez um trabalho bem pior do que o de Dunga nos últimos anos. Por sua aura de craque que foi dentro de campo, conta com a complascência de boa parte da mídia brasileira. Dunga, ao contrário, foi, é e será sempre estigmatizado pelos rancorosos da derrota de 1982. O que nunca entenderão é que, num esporte coletivo, onde falhas individuais estão sujeitas a ocorrer com os mais brilhantes jogadores, não dá para ganhar todas. O Brasil perder da Holanda foi um resultado absolutamente normal no futebol. Discutir falhas vale, inclusive as de Dunga. Demonizar não.

  14. Marco Soalheiro disse:

    Antispam…

  15. Marco Soalheiro disse:

    JS, não dá para discutir com quem mente no debate. Daqui a pouco o cidadão vai começar a falar que você acha o F. Melo craque e o Dunga Gênio. Isso te acusando de desqualificar o opositor. Quanto ao post em si, Maradona fez um trabalho bem pior do que o de Dunga nos últimos anos. Por sua aura de craque que foi dentro de campo, conta com a complascência de boa parte da mídia brasileira. Dunga, ao contrário, foi, é e será sempre estigmatizado pelos rancorosos da derrota de 1982. O que nunca entendem é que, num esporte coletivo, onde falhas individuais estão sujeitas a ocorrer com os mais brilhantes jogadores, não dá para ganhar todas. O Brasil perder da Holanda foi um resultado absolutamente normal no futebol. Discutir falhas vale, inclusive as de Dunga. Dem.onizar não.

  16. Marco Soalheiro disse:

    O esquema tático do Maradona foi dos mais toscos que já vi. Se os zagueiros dele são de qualidade duvidosa, a solução era escalar quatro e ficar sem saída nas laterais? Contra uma Alemanha com dois volantes fortes e três meias que vão e voltam com qualidade, ele acreditou que Mascherano barraria todos sozinho. Quem viu jogos anteriores da Argentina sabia que o time era mal protegido. Messi, Di Maria e Higuain nem cercavam ninguém. Tevez e o Maxi tentavam ajudar, mas era claramente pouco. Na convocação, assim como Dunga, teve seus equívocos. Não levou Zanetti e Cambiasso, dois campeões europeus que poderiam dar uma sutentação defensiva muito melhor. Resumindo, Dunga e Pibe não eram para estar onde estavam. Mas um trabalho de 44 vitórias em 60 jogos, com títulos, não foi de todo ruim.

  17. Dylan disse:

    É uma tardefa complicada explicar como alguém cinvoca Michel Bastos, Grafiti, Josué, Felipe Mello e deixa de fora Neymar, Alex, Ronaldinho, Hernanes. Hoje todo mundo lembra da copa de 78 como aquela que o técnico levou Chicao mas deixou Falcão no Brasil. Daqui a 20 anos, Dunga vai ser lembrado como o homem que levou Kleberson pra passear na África e esqueceu Paulo Henrique Ganso. Nao adianta. Tá na história.

    • Jorge Santana disse:

      Pronto, Falcão foi desmoralizado. Falcão era cracaço há 3 anos quando foi esquecido. Ganso foi fracasso há pouco tempo na Sub20. Mas os dois foram jogados no memso balaio por comentarista viciado em oportunismo. Quanta tamanqueira.

      • Dylan disse:

        Bobagem., Clodoaldo tinha 20 anos quando jogou a copa de 70. Só miopes nao perceberam que ganso é um jogador fora de série. Este tipo de jogador surge de tempos em tempos é a tarefa de qualquer treinador com um minimo de requisitos pro cargo é aproveiá-lo.

      • Jorge Santana disse:

        Idiotice. Ganso fracassou na Sub20, foi reserva do Santos até bem pouco, Se revelou faz pouquíssimo tempo e num campeonato em que os adversários mais fortes estavam ligados noutra competição. E ainda precisava operar o joelho. Como, alías, operou durante a Copa. O teste pra ele, Neymar, André, Hernanes e outros vai começar agora. Talvez em New Jersey. E o treinador “com o mínimo de requisitos” da Argentina desperdiçou Milito, Messi, Higauin, Tévez, Aguero, Verón, Di Maria, Rodriguez, Mascherano etc e tal. Algo que oportunistas não enxergam, obviamente.

      • Hugo 5erel0 disse:

        Fracassou na sub-20???????????? Ser vice é fracasso? Tá oarecendo o Dunga falando o que não sabe daquela seleção sub-20.

      • Ricardo Malafaia disse:

        O Ganso é jogador fora de série com joelho fora do prumo. Se alguém for na casa dele hoje, vai encontrá-lo de perna pro alto, tomando suco.

      • Hugo 5erel0 disse:

        Inteiro ou machucado Ganos não iria a Copa. Foi trocado por Júlio Baptista, acredite se quiser. E o suco que ele deve estar tomando é uma laranjada.

      • Ricardo Malafaia disse:

        kkkkk. Foi isso então, Hugo. acertaram com os convalescentes Elano e Ganso, mas erraram com os hiperativos Felipe e Ramires. Tinha de ser de maracujá.

  18. joao novaes disse:

    Clube pode anunciar Rômulo nos próximos dias (Da Toca II, João Marcos Dias) O técnico Cuca está próximo de receber um reforço para a lateral direita do Cruzeiro, setor que conta atualmente apenas com o titular Jonathan. O diretor de futebol celeste, Dimas Fonseca, confirma que o Clube negocia para trazer Rômulo, do Santo André. O dirigente contou que fez contato com o presidente do Santo André e conseguiu dele um compromisso de não negociar o atleta com o futebol francês até ouvir o Cruzeiro. A negociação pode ter um desfecho positivo no início da semana. “Com relação ao Rômulo, eu havia conversado com o presidente do Santo André e ele me disse ter uma proposta de um clube francês. Eu pedi preferência para que o jogador viesse para o Cruzeiro e ele ficou de me dar um retorno

  19. Marco Soalheiro disse:

    O esquema tático do Maradona foi dos mais tos.cos que já vi. Se os zagueiros dele são de má qualidade , a solução era escalar quatro e ficar sem saída nas laterais? Contra uma Alemanha com dois volantes fortes e três meias que vão e voltam bem, ele acreditou que Mascherano barraria todos sozinho. Quem viu jogos anteriores da Argentina sabia que o time era mal protegido. Messi, Di Maria e Higuain nem cercavam ninguém. Tevez e o Maxi tentavam ajudar, mas era claramente pouco. Na convocação, assim como Dunga, teve seus equívocos. Não levou Zanetti e Cambiasso, dois campeões europeus que poderiam dar uma sutentação defensiva muito melhor. Resumindo, Dunga e Pibe não eram para estar onde estavam. Mas um trabalho de 44 vitórias em 60 jogos, com títulos, não foi de todo ruim.

  20. Binho disse:

    Pois é patente que Jbatista pra não falar de outros são horriveis e foram convocados por critérios “familiares”. O fato é que numa copa não se pode errar e tanto Dunga quanto Maradona erraram cada um a seu modo, não obstante nenhum dos dois é técnico de verdade. São ambos horríveis. maradona não soube montar uma das melhores gerações argentinas de todos os tempos. Dunga não soube convocar e mostrou durante toda a copa que não sabe mexer no time durante a partida. E na hora que faltou jogador por contusão ele tinha ESCASSAS OPÇÕES no banco. Culpa exclusiva dele e seu conceito de “família”. Convoq

    • Binho disse:

      Ele deveria ter convocado os melhores no momento e depois via se dava pra aplicar seu conceito familiar. Ser fiel a quem se comportou bem foi a causa de seu naufrágio. Se com A ou B ganharíamos da Holanda é impossível dizer mas pelo banco horroroso que ele teve na partida, tampouco daria. Havia pouco talento no banco.

  21. joao novaes disse:

    o everton do fluminense esta sendo pretendido pelo CRUZEIRO! alguem comhece o jogador?

  22. Bruno Pontes disse:

    Para o bem do ídolo, acho que vai ser melhor se o Alex não voltar ao Cruzeiro. Quando a turma cair na real de que o homem está quase uma década mais velho, vão ser implacáveis.

  23. carlosacs40 disse:

    Perfeito o texto, sem colocar nem tirar nada. Só um adendo – o Ramires e o Elano fizeram falta. O Dunga nao confiou nos demais jogadores – era melhor levar o R10 e o Adriano do que Josue, Grafitte, Kleberson e Gilberto.

  24. Arthur disse:

    PI-TACOS: DUNGA (Brasil): 1) fez uma série de testes, e se manteve dentro desses tretes, foi COERENTE; 2) concordo que faltou um meio de campo brigador, e que poderia ser prenchido com: HERNANDES, FABRÍCIO (um carregador de piano). Se o Juan (FLA) não fosse tão star, acho que seria melhor do que M.BASTOS e que GILBERTO (não deveria ter ido). KLEBERSON não teve o menor aproveitamento. Duvido muito de jogador de última hora, tipo GANSO. Nem RONALDINHO Fenômeno entrou em nenhuma partida de 1994. Razões não são SEMPRE técnicas, aloooo: existe PATROCINADOR, ou será que alguém desconhece isso? Existe $$$. Então essa de convocar quem quiser é conversa pra ver GGGG LOBO e dormir…

    • Arthur disse:

      Creditrar a nossa derrota para HOLANDA, apenas ao 1.o gol, ao bater-cabeça é no mínimo nãover o sufoco sem -saída que estavamos tomando, o meio de campo sendo engolido. F. MELO junto com M.BASTOS nãoe stavam dando conta da LESsq. e segurar o melhor deles Snejder (que joga muito). Não havai cobertura e Juan estava saindo da área em demasia. O 2.o gol foi entregue: defesa desarrumada (Juan toca pra esquinado em vez de lateral), mal posicionada, onde está o LÚCIO? Não está. GILBERTO olhando debaixo das traves, não vai na bola, JUAN está lá na frente, e do lado de JC, FILIPEe GILBERTO SILVA, vendo a bola entrar. Todo mundo inativo, ninguém fez nada. MAICON fora de posição e tbnão chega na bola.

  25. Arthur disse:

    maradona (Argentina) colcoar uma pessoa desequi.librada para técnico, que simplesmente colcoa o RIVER como inimigo número 1 do país, mostra o pouco quea COCA afetou os neurônios dessa pessoa. Seu alter-Ego, sua verborragia e populismo, oarece o fantoche brasileiro, o desastre não aconteceu antes pois existem bons jogadores. O que nõ existe é o técnico. É a prova cabal da mediocridade achando que arro.gancia e preopo.tencia resolvem problemas reais. Os 6×1 já deveriam ter sido suficientes. Pena que no futebol existe a COPA e aí, o povão caio na real. No Brasil, infelizmente não existe uma copa “política” para mostrar que o fantoche só faz bla-bla-bla, quem MANDA e AGE são OUTROS.

    • Arthur disse:

      O mínimo de bom senso, colocaria VERON para ajudar o MASCHERANO. O time do BOCA e do RIER estão em decadencai hoje, e existem outros valores no ESTUDIANTES, no VELEZ, e em outros times, inclusive técnicos. A Argentina detonou uma geração. MESSI não teve parceiro, PALERMO é outro matador literalmente esquecido. O que não falta na Argentina é meio de campo aguerrido, ou seja, Maradona não tem palavras para descrever. Comparar ambos os casos e resultados, é outra coisa inconcebível. DUNGA trabalhou sua seleção, e segundo os HOLANDESES msmo assim, fomos um adversário DURO DE SER BATIDO, então não concordo com as comparações nos casos que são bem distintos. ABS/ART