Diego no se va…

Dez mil hinchas se dividiram entre o Aeroporto de Ezeiza e a sede da AFA pra recepcionar a seleção argentina, que retornava da aventura sul-africana.

Eufóricos eles entoaram dois refrões básicos:

  • “El Diego no se va y todos juntos vamos a revanchar” e
  • “Brasilero, brasilero, que amargado se te ve, Maradona es más grande, es más grande que Pelé”. 

Só mesmo você, Claudio Gentile, pra entender essa gente.

Faça o seguinte: tire o xará Schulman e o neto do Velho Damas e pode generalizar aquilo que você havia dito só pro Dieguito:

  • ” Sono tutti buffoni!”
0

93 Replies to “Diego no se va…”

  1. claudio(xina)lemos says:

    Fica diegito, non se vá.
    O pior é que “los hermanos o querem”
    Portanto que fique lo Dieguito.

    0
  2. Ernesto Araujo says:

    Sou contra a violência. Não é papel de cidadão nenhum agredir ninguém. Mas também sou contra a essa idolatria promovida pelos argentinos. Essa é a característica deles, ok. Mas não acho que isso seja um comportamento invejável. Até porque a Seleção não jogou essa bola encantadora toda que merecesse um comportamento que não fosse a indiferença em sua chegada. Não tem cabimento agredir de alguma forma o Felipe Melo, por exemplo. Mas passar a mão na cabeça dele também não acho correto. Ainda mais porque ele mesmo declarou em entrevista no início da Copa que iria tomar cuidado. Não tomou contra Portugal e não tomou contra a Holanda.

    0
    1. Ernesto Araujo says:

      Corrigindo: “… até porque a Seleção BRASILEIRA naõ jogou essa bola toda…”

      0
    2. Renato-SP says:

      Acho que a crítica esportiva deve discutir mesmo o comportamento e o jogador Felipe Melo, mas aquilo que aconteceu no aeroporto com foi simplesmente ridículo.

      0
  3. Pois é…eu não sou partidário de tal entusiasmo, principalmente depois de tão acachapante derrota. Cheira a atleticanismo. Mas critico quem chuta cachorro morto em caso de derrota, até normal quando duas potências se cruzam. O que fizeram ontem no desembarque da delegação brasileira foi algo de muito cruel.

    0
    1. Ernesto Araujo says:

      É característica deles. Jeito de torcer deles.

      0
      1. Ernesto Araujo says:

        Não tem como avaliar um comportamento desses. O que eles querem demonstrar (força moral, apoio incondicional) não acho que possa servir de exemplo. Como já disse, esse tipo de recepção, só teria sentido no Brasil se o time tivesse encantado e tivesse saído por um erro de arbitragem, por exemplo. E vale lembrar que Júlio César não foi hostilizado no desembarque.

        0
    2. Renato-SP says:

      Foi palhaçada.

      0
  4. Legal.É o tal equilíbrio: “Muita festa no desembarque da delegação paraguaia na capital Assunção na madrugada desta segunda-feira. O voo chegou por volta da 4h45m (horário de Brasília), e cerca de mil torcedores, além do presidente do país Fernando Lugo receberam com festa os jogadores e a comissão técnica.Eufóricos, torcedores carregavam cartazes em apoio ao atacante Oscar Cardozo, que perdeu um pênalti contra a Espanha, nas quartas de final.
    O presidente Fernando Lugo disse que irá condecorar os jogadores da seleção em agradecimento pela campanha do time na Copa do Mundo que ajudaram a elevar o prestígio do país na África do Sul.”

    0
  5. Estamos orgulhosos. Representaram dignamente. Estamos esperando com a condecoração que merecem pela alegria que deram a cada um de nossos cidadãos – afirmou.”

    0
    1. Ernesto Araujo says:

      É, como o título não veio, de alguma coisa eles tem que se orgulhar.

      0
  6. Ernesto Araujo says:

    Um outro fator que pode levar a essa reação é que enquanto Maradona tem um carisma imenso para os Argentinos e passou a Copa toda fazendo marketing, Dunga foi na direção oposta. Mesmo Dunga batendo na tecla de que esse distanciamento era justamente para trazer o título para o torcedor, em nenhum momento houve essa união torcida-Seleção. Além disso, eu pergunto: Se quiséssemos fabricar o nosso “Maradona”… Qual personagem do futebol brasileiro teria esse carisma com o nosso torcedor ? Desconfio que NENHUM !

    0
  7. Foi realmente bonita a recepção da torcida. Os argentinos levaram uma sova de um adversário mais forte,mais bem armado,mas jogaram um belo futebol nas quatro primeiras partidas. Sem contar com zagueiros de qualidade, Maradona apostou tudo nos seus exclentes jogadores de frente. Deu errado, mas deu errado pro Brasil também que jogou de forma tosca, um futebol incompatível com sua tradição e identidade. Restou o que daquilo tudo? nada. Futebol de resultado quando não dá resultado, só deixa frustração e vaia no aeroporto. A Argentina sai da copa do mesmo tamanho, o Brasil menor.

    0
    1. Ernesto Araujo says:

      Só se for nos mapas brasileiros porque no mapa dos alemães a Argentina deve estar do tamanho de uma noz.

      0
      1. No mapa holandês, o brasil também.

        0
    2. simone b de castro says:

      ?????? Ué, Dylan, mas segundo seus critérios o Maradona deveria ser um perdedor, um aprendiz, e a seleção argentina, horrorosa. O que vale não são os títulos?

      0
      1. Título é fundamental, Simone, mas várias seleções não ganharam e ficaram na história. O futebol brasileiro pelo potencial que tem,não pode ir a copa do mundo com jogadores de quinta categoria e dependendo so de contra atacar adversários.

        0
  8. Marco Soalheiro says:

    Apesar de ser contra a execração pública do Dunga, o fato é que Brasil e Argentina padeceram na Copa da inexperiência e de convocações equivocadas de seus técnicos. Dunga deveria sim ter levado ao menos Ganso, Fred e laterais esquerdos de ofício. Marodona inexplicavelemnte deixou Zanetti e Cambiasso, vencedores de tudo na Inter, de fora e ficou sem sustentação defensiva. A diferença de recepção a um e outro se deve exclusivamente ao carisma mairo de Maradona junto ao seu público, algo que independe do resultado. Pesquisa Data Folha feita antes do jogo Brasil e Holanda apontou que Dunga tinha 67% de aprovação popular. Mas no Brasil, quando perde, deconsidera-se o adversário. Só interessa a caça às bruxas. E a Holanda era tão difícil de ser batida quanto à Alemanha.

    0
  9. Marco Soalheiro says:

    Apesar de ser contra a execração pública do Dunga, o fato é que Brasil e Argentina padeceram na Copa da inexperiência e de convocações equivocadas de seus técnicos. Dunga deveria sim ter levado ao menos Ganso, Fred e laterais esquerdos de ofício. Marodona inexplicavelmente deixou Zanetti e Cambiasso, vencedores de tudo na Inter, de fora e ficou sem sustentação defensiva.

    A diferença de recepção a um e outro se deve exclusivamente ao carisma maior de Maradona junto ao seu público, algo que independe do resultado. Pesquisa Data Folha feita antes do jogo Brasil e Holanda apontou que Dunga tinha 67% de aprovação popular. Mas no Brasil, quando perde, deconsidera-se o adversário. Só interessa a caça às bruxas. E a Holanda era tão difícil de ser batida quanto à Alemanha.

    0
  10. Os argentinos devem ter lá as suas razões. Só não podem é dizer que o Maradona é melhor que o Pelé pois isto é blasfêmia.

    0
  11. Marco Soalheiro says:

    Apesar de ser contra a malhação exagerada ao Dunga, o fato é que Brasil e Argentina padeceram na Copa da inexperiência e de convocações equivocadas de seus técnicos. Dunga deveria sim ter levado ao menos Ganso, Fred e laterais esquerdos de ofício. Marodona inexplicavelmente deixou Zanetti e Cambiasso, vencedores de tudo na Inter, de fora e ficou sem sustentação defensiva.

    A diferença de recepção a um e outro deve-se exclusivamente ao carisma maior de Maradona junto ao seu público, algo que independe do resultado. Pesquisa Data Folha feita antes do jogo Brasil e Holanda apontou que Dunga tinha 67% de aprovação popular. Mas no Brasil, quando perde, deconsidera-se o adversário. Só interessa a caça às bruxas. E a Holanda era tão difícil de ser batida quanto à Alemanha.

    0
  12. Marco Soalheiro says:

    Antispam..

    0
  13. Ernesto Araujo says:

    Esses sentimentos de paraguaios e argentinos é coisa de quem não está acostumado a ganhar. Aí batem palmas pra incompetência (Argentina) e para resultados incompletos (Paraguai). E nem me venham com comparações com o Cruzeiro porque enquanto nosso clube luta contra os grandes com dificuldades e por isso deve sim comemorar boas campanhas, a Seleção Brasileira é supertop mundial com capacidade de entrar em uma Copa PARA VENCER.

    0
  14. Marco Soalheiro says:

    Apesar de ser contra a malhação exagerada ao Dunga, o fato é que Brasil e Argentina padeceram na Copa da inexperiência e de convocações equivocadas de seus técnicos. Dunga deveria sim ter levado ao menos Ganso, Fred e laterais esquerdos de ofício. Marodona inexplicavelmente deixou Zanetti e Cambiasso, vencedores de tudo na Inter, de fora e ficou sem sustentação defensiva. A diferença de recepção a um e outro deve-se exclusivamente ao carisma maior de Maradona junto ao seu público, algo que independe do resultado. Pesquisa Data Folha feita antes do jogo Brasil e Holanda apontou que Dunga tinha 67% de aprovação popular. Mas no Brasil, quando perde, deconsidera-se o adversário. Só interessa a caça às bruxas. E a Holanda era tão difícil de ser batida quanto à Alemanha.

    0
    1. Ernesto Araujo says:

      Dunga errou tanto quanto Maradona. Levou um time firulento, improdutivo, que todo mundo sabia que já tinha levado tundas históricas e cedo ou tarde levaria outra. Mas não… Ficam todos prostados de joelhos diante do marketing dos beijinhos nos jogadores.

      0
      1. Marco Soalheiro says:

        Ainda em relação à recepção Ernesto, quem já foi à Argentina sabe que Maradona é muito mais idolatrado lá do que Pelé é aqui. Ele é um semi-Deus e isso explica a reação favorável. Mas há notícias de que os jogadores mais experientes da seleção Argentina são contra a permanência dele. Tudo dentro da normalidade. Maradona ainda poderá se tornar um grande técnico? Com certeza, mas deverá ainda amadurecer muito.

        0
      2. Ernesto Araujo says:

        Antes de ser um grande técnico, Maradona primeiro precisa ser técnico. O problema é que quando isso acontecer o estilo de jogo firulento, descuidado e improdutivo vai desaparecer. Aí, não sei se ele vai agradar aos brasileiros. Mas os argentinos não estarão nem aí pois a Copa desembarcará em Buenos Aires.

        0
      3. Menos nas analogias. Maradona pegou o time na tábua da beirada. Não teve muito tempo. Dunga teve quatro anos pra construir um time que só sabe jogar de contra-ataque.

        0
      4. Ernesto Araujo says:

        Dunga também não era técnico. Teve que gastar um tempo aprendendo algumas coisas. E além disso, a Copa não foi o único torneio que ele disputou. Antes da Copa ganhou a Copa América, a Copa das Conf. e classificou o time em primeiro sem sustos. Jogar de contra-ataque foi a opção tática que ele escolheu. Assim como Maradona escolheu o incrível 4-1-5.

        0
      5. Também perdeu a Olimpíada com direito a goleada pra Argentina, empatou com Bolívia e outras tranqueiras dentro de casa e perdeu pra Venezuela. O sresultados de Dunga não foram essa maravilha toda, não.

        0
      6. Ernesto Araujo says:

        Mas ele atravessou uma maratona de 4 anos. Ninguém é imbatível num período tão longo. Como também ninguém só perde (se aprender e for competente). Quem sabe assim como Dunga passou por derrotas depois de vencer muito, Maradona não passe por vitórias depois dessas derrotas ? A AFA vai responder se dá ou nao essa chance.

        0
      7. Foi o Dunga que o tempo todo falou que só interessava ganhar. Não ganhou. Podia ter deixado de herança um futebol diferenciado. Não dexiou. Podia ser o primeiro a convocar Paulo Henrique Ganso e Neymar, ao inves de Kleberson e Grafiti. Enfim, não deixou legado nenhum. Copa das Confederações e Copa América o Parreira tb ganhou.

        0
      8. Com Ganso e Neymar vc teria certeza que o Brasil campeonaria?
        Que os gols que tomamos não tomariamos? Que as chances criadas no primeiro tempo não seriam perdidas? Indagações, indagações e indagações…que nunca teremos as respostas. Perdeu e pronto…

        0
      9. Ninguém falou aqui que o Brasil venceria com esses outros atletas. Eu penso que as chances seriam maiores. Bem maiores. E quem diz isso não sou apenas eu. É também Romário, Gérson, Rivelino, Tostão entre outros. Se venceria, é uma indagação sem resposta. O único fato é que, por falkta de oções e de um melhor esquema tático, o Brasil PERDEU.

        0
      10. eu não tenho certeza de nada. Mas de uma coisa eu tenho. Qualquer técnico que olhasse pro banco perdendo de 2×1 e visse o Ganso, Alex e Neymar certamente os colocaria em campo,se não tres pelo menos dois ou um deles. Se o Dunga era tão coerente porque não confiou nos seus soldados?que pena que coerencia e comprometimento não jogam bola.

        0
      11. Marco Soalheiro says:

        O pouco tempo não exime Maradona dos equívocos na convocação e montagem do time. Escalar 4 zagueiros horrorosos juntos, por exemplo.

        0
      12. O longo tempo que teve, aumenta a responsabilidade dos equívocos de Dunga.

        0
      13. Marco Soalheiro says:

        A responsabilidade de ambos é a mesma, pela força das camisas que representam.

        0
  15. Ernesto Araujo says:

    O que eu não entendo é que quando Dunga erra em algumas convocações e todo mundo fala que o time vai se dar mal, as críticas são ferozes. Maradona também errou pra burro na confecção e na armação da equipe, levou um time firulento e improdutivo, tomou uma surra histórica e tá tudo bem… E os Brasileiros batendo palmas (na real) pros argentinos… É… Tamos deixando de ser espertos mesmo… Afinal, até a Holanda tá engabelando a gente…

    0
    1. Dunga também errou pra BURRO.

      0
      1. Ernesto Araujo says:

        Mas como não beijava os jogadores e não sorria pras câmeras não ganhou festinha na chegada.

        0
      2. Pô, Ernesto. Então por que você não foi lá fazer festinha pra Dunga, Júlio Baptista, Michel Bastos, Josué, Kléberson e Felipe Melo?

        0
      3. Ernesto Araujo says:

        Eu não. Eles não jogaram bem. Não tem porque fazer festa. E a Argentina tambem não jogou bem. Elano fez mais gols que Messi, mesmo jogando menos partidas. Então, festa pra Argentina só mesmo na base do marketing maradonístico.

        0
  16. “Hoje, os dirigentes dos grandes clubes brasileiros adoram dizer que seus especialistas na área esportiva e que suas estruturas profissionais são os melhores do mundo.
    É indiscutível a qualidade da estrutura dos clubes e dos profissionais brasileiros, mas nem sempre isso é verdade. A imprensa oficial e a turma do oba-oba falam, e a maioria repete.
    Os craques que atuam hoje no Brasil estão mais fora de campo que nos gramados. Não faz sentido nem tem equivalência um clube brasileiro ter uma excepcional estrutura profissional, pagar uma fortuna ao treinador e ter um futebol de pouca qualidade. É como ter um grande estádio, teatro, sem ter bons espetáculos.”
    Extraído da coluna do Tostão de 05/07/2010

    0
    1. simone b de castro says:

      Grande tostão!!

      0
  17. Uma coisa é fato. Todos os jogadores e to0rcedores argentinos respeitam e muito o nome de Maradona. Olham pro banco e enxergam o maior ídolo da história do país. No Brasil, ninguém dá a mínima pra carreira vencedora de Dunga. Além de jogar muita bola, foi um atleta símbolo da Seleção. Disputou 3 Copas como titular, jogou 2 finais seguidas e ergueu um caneco. E vem microfonista tentar rotular o cara de “butineiro”.

    0
    1. Ernesto Araujo says:

      Concordo plenamente, Serelo. Em termos de carisma e representação, Maradona é MUITO MAIOR que Dunga, mesmo sendo este também um vencedor. Maradona é uma lenda do futebol mundial. Dunga é apenas um grande campeao. Agora, as questões técnicas, táticas e outras, já são outros 500.

      0
    2. Marco Soalheiro says:

      Foi o que eu tentei passar mais acima. O carisma e o reconhecimento do futebol técnico de Maradonacomo jogador pesam para uma recepção diferenciada, assim como para uma análise mais branda de suas falhas.

      0
      1. Ernesto Araujo says:

        Com certeza, Marco. O que ninguém me responde é se tem alguem com esse carisma aqui no Brasil… Eu aposto que não tem !

        0
      2. Ernesto Araujo says:

        Nossas referências (não gosto da palavra “ídolo”) no esporte brilham num determinado momento mas logo depois são esquecidas, massacradas. Nem precisa ir na Seleção… Aqui no Cruzeiro temos o caso de Tostão, Adílson e vários outros… Sorín escapou por que era Argentino… E os argentinos são os reis do marketing, além de se aproveitarem do descontrolado gosto que os torcedores brasileiros tem pelos platinos.

        0
      3. Marco Soalheiro says:

        Esse carisma no Brasil é sempre efêmero. Felipão tem hoje como treinador, até que venha a primeira derrota em uma competição, caso volte à seleção. É sempre assim mesmo! Pelé é muito mais valorizado fora do que aqui. A ponto de jornalista brasileiro aceitar compará-lo a Maradona, que não fez metade que ele na carreira. Zico teria uma carisma imediato, que também não resistiria a derrotas. Então, melhor colocar alguém do ramo, como grande vivência de comando, com ou sem carisma.

        0
  18. Vira e mexe o nome do Paulo Autuori é cogitado pra Seleção. Já tão falando o nome dele novamente. Já imagino o fracasso em casa de 2014 com a tradicional mão no queixo.

    0
  19. Júlio César deu uma declaração dizendo que essa seleção resgatou uma coisa perdida. O entusiasmo do povo pra torcer pelo Brasil. Cascata pura. Lavagem cerebral do Dunga que sempre tenta repetir a mentira de que foi esta comissão técnica quem resgatou a garra e a vontade dos atletas.

    0
    1. Ernesto Araujo says:

      Realmente. Essa seleção não resgatou nada. No máximo uma certa disciplina e comprometimento do grupo com o objetivo, que andou faltando em 2006. Mas daí ao J.César dizer que resgatou entusiasmo do povo é uma grande distancia… O povo brasileiro, principalmente a maioria dos torcedores de clube, que vivenciam mais o futebol, jamais vai amar a Seleção como ela merece. Nós não merecemos a Seleção, títulos e jogadores lendários que já tivemos. A paixão clubística e a administração bairrista e mafiosa da CBF se interpõem entre o povo e a Seleção.

      0
  20. Leo Vidigal says:

    O Dunga ficou anos armando um sistema defensivo forte para que este desse aquela patacoada entre o JC e o FM e levasse o primeiro gol de cabeça feito pelo “baixinho” Snejder em toda a história de sua vida como jogador profissional…

    0
    1. Leo Vidigal says:

      Para a Agência Estado, Snejder declarou que “”Acho que nunca mais faço um gol de cabeça”…

      0
    2. Ernesto Araujo says:

      Incrível mesmo, Léo, é que esse sistema (bem como todo o resto) funcionou de foram EXEMPLAR no primeiro tempo. Arrisco dizer que o primeiro tempo foi o nosso melhor jogo na Copa 2010.

      0
  21. Marco Soalheiro says:

    Todos sabem que não gosto das viúvas de 1982. Mas se Ricardo Teixeira der outra chance ao Falcão também será necessário aguardar pelo trabalho, ainda que seja incorrer no mesmo erro da inexperiência cometido com o Dunga. A primeira passagem de Falcão no comandp foi desastrosa. Não ganhou nada, nem Copa América, e nem deixou nada para que o Parreira pudesse aproveitar. Talvez só o Cafu, que foi reserva em 1994. De lá para cá, abandonou a carreira e se especializou em jogar pedras no trabalho dos outros. Mas talvez os seus colegas peguem mais leve com ele. O certo é que futebol não é ciência exata. Falcão, Leonardo ou Ricardo Gomes, todos podem vir a dar certo. Mas a prudência recomendaria a opção por alguém comprovadamente experiente à beira do gramado.

    0
  22. Ernesto Araujo says:

    Foram bem na Copa e merecem reconhecimento do torcedor: J.Cesar, Maicon, Lucio, Juan, Gilberto Silva, Elano, Robinho, L.Fabiano, Michel Bastos (pelo esforço em melhorar), Ramires. Foram mal: Felipe Melo, Júlio Batista, Daniel Alves. Kaka não avalio pois jogou sem condições. Apresentou mais do que podia mas menos que o necessário. Os demais entraram muito pouco (ou não jogaram) e ficam sem avaliação.

    0
    1. Kaká foi mal. Se estava sem condição, deveria não jogar. Runco disse que ele jgou 85%. Já se sabe que 10% é da igreja. E os outros 5%?

      0
      1. Marco Soalheiro says:

        Mesmo voltando de contusão, kaká deu três assistências decisivas e vinha crescendo aos poucos. Poderia ter sido melhor? Claro. Mas ninguém deixaria de apostar nele e não foi tão ruim assim. O erro foi não ter substituto com mais capacidade técnica. Independente ser ser A, B ou C. Para ele e para o próprio Elano, a quem considero um ótimo coadjuvante.

        0
      2. Ernesto Araujo says:

        Bom Serelo, que não devia jogar eu não sei. Se o Dunga leva outro (qualquer um que seja) e o cara vai mal, o pessoal tava aqui arregaçando o treinador porque não levou (vide caso de Romário, cujo corte durante a Copa 98 foi lamentado ferozmente pelo torcedor). Ou então tava arregaçando o Kaka, dizendo que ele não se esforçou enquanto Rooney teria tido a “garra” de jogar a Copa mesmo sem condições. O torcedor nunca está satisfeito com nada.

        0
  23. Os maradônicos e a hiena já explicaram os 6×1, os 3×0 e os 4×0, que levaram da Bolívia, do Brasil e da Alemanha?

    0
    1. claudio(xina)lemos says:

      Quem sabe o Cabral explica ele acha a Argentina tão bacana, quem sabe não pode explicar.

      0
      1. claudio(xina)lemos says:

        Teria que explicar também aquela vitoria com gol impedido contra o México.

        0
      2. Vinicius Cabral says:

        O gol em impedimento contra o México sob o meu ponto de vista, foi um erro grosseiro que prejudicou a seleção mexicana. Sob o seu ponto de vista, o da conspiração, A FIFA quis prejudicar o México porque a Thalia (a Maria del barrio) não anunciou que posaria nua caso a seleção passasse para as quartas.

        0
      3. Ernesto Araujo says:

        Fracassos retumbantes e esquemas táticos errados só são desculpados quando os responsáveis são Maradona e W.Luxemburgo. Os outros, que sofram no “pelourinho” do torcedor.

        0
      4. simone b de castro says:

        Sem dúvida, Ernesto!

        0
      5. Vinicius Cabral says:

        Eu devo explicar sob o meu ponto de vista ou sob o ponto de vista do torcedor da seleção brasileira que não sabe perder (o conspiradão)? No meu ponto de vista, em relação aos 3 a 0 para o Brasil e 4 a 0 para a Alemanha, a Argentina perdeu para equipes tecnicamente superiores. Merecidamente. No caso da Bolívia, a superioridade boliviana foi indiscutível naquela partida, e não no contexto das eliminatórias.

        0
      6. Vinicius Cabral says:

        Sob o ponto de vista dos torcedores da selação brasileira que não sabem perder, a Argentina vendeu o jogo para a FIFA pois, a Alemanha multirracial vencer uma Copa do Mundo na terra do Apartheid é muito importante. Já a derrota para o Brasil, por 3 a 0 também foi vendida para que os venezuelanos (que sediavam a Copa América) estreitassem as relações com os brasileiros, e não apenas os dois governos. Já o jogo da Bolívia a Argentina vendeu para fortalecer a imagem do Evo Moralez naquele país.

        0
      7. Vinicius Cabral says:

        Tá bem explicadinho, conspiradão?

        0
      8. King Arthur fazendo escola….

        0
      9. Vinicius Cabral says:

        Na cabeça do Xina, quando o time pelo qual se torce perde, é porque teve mutreta. Deste modo, tive que respondê-lo sob esses dois pontos de vista.

        0
    2. Vinicius Cabral says:

      Jorge, não sou à favor da permanência do Maradona no comando.

      0
  24. claudio(xina)lemos says:

    “Não tenho nenhuma esperança. Todos os técnicos brasileiros, sem exceção, pensam como Dunga e como a maioria dos técnicos de fora. É o pensamento único, globalizado, de que o futebol é um jogo matemático, científico, e o que importa é somente o resultado. Os treinadores não têm nenhuma preocupação com a qualidade do espetáculo. Falam que isso é assunto para comentaristas saudosistas e românticos.” Assim disse o Tostão em sua coluna hoje.

    0
    1. Sobrinho says:

      Não tem coisa mais boba que este papo de futebol bonito. O time tem que entrar em campo para vencer um jogo e ponto final. Se você tem um meio com Busquets, Xabi Alonso, Xavi e Iniesta você joga um futebol envolvente, com toque de bola, penetrações, tabelas. Se você tem Felipe Melo, Gilberto Silva e Elano você joga sem a posse de bola e ganha nos contra ataques. É simples demais.

      0
  25. claudio(xina)lemos says:

    Eu pergunto para nos torcedores importa mais o que ganhar a Copa do Mundo ou o Campeonato Brasileiro ou jogar lindamente dando espetáculo e na hora do vamos ver entregar o ouro como em 1982 ou ser campeão como em 94. Bom eu que vivi os dois momentos posso dizer foi muito mais alegre comemorar o Tetra Campeonato em 94 do que o Choro de 1982.

    0
  26. E o pior é que o pequeno Lucho chegou junto com a seleção. Está em B. Aires passando férias com os familiares de lá. A única condição que impus foi chegar lá trajando o manto zebrado. Na volta ele retorna com a camisa do Boca. E assim, vamos vivendo!!!!

    0
    1. claudio(xina)lemos says:

      Damas Lucho é o nome de um meio campista da Seleção Hermana que o Maradona deixou de fora do selecionado e fez muita falta para jogar ao lado do solitário Mascherano. Lucho Gonzales, jogador do Olimpique de Marselha, campeão Francês. Por isto, estou na campanha Fica Maradona.

      0
      1. Lucho = Luisinho no Brasil. O nome dele é Luis Eduardo. Abs.

        0
      2. Meu caro Damas. O que seu netinho fez de tão ruim para ficar de castigo? Não deixe o garoto passar perto da zebra e muito menos da rosada….apesar do pedigree é muito perigoso amigo…abraços .

        0
  27. Pelo que me consta o Ganso está convalescendo de uma cirurgia no joelho realizada no início de Jun/10. Sendo assim, não há como falar em erro pela “não convocação”.

    0
  28. Se o Paulo Autuori for pra seleção, podem ter certeza que o Richarlyson e o Mancine jogarão a Copa de 2014.

    0
    1. claudio(xina)lemos says:

      Mancine?

      0
      1. Vinicius Cabral says:

        Suas perguntas foram devidamente respondidas, sob dois pontos de vista. Confira!

        0
      2. Ernesto Araujo says:

        E as resposta do “modo conspiratório” são dignas de Hollywood, rrsrsrsr

        0
      3. claudio(xina)lemos says:

        Torcedor da Argentina é assim meio estranho mesmo, ainda mais que o cara não se aceita, nasceu no Brasil mas queria ser argentino, estas coisas são para Freud explicar, vai que o cidadão depois da explicação passa a se aceitar melhor.

        0
      4. claudio(xina)lemos says:

        E ai sai de dentro do armário de vez, não é mesmo meu amigo Cabral.

        0
      5. Vinicius Cabral says:

        Xina, você confessou ter sido cocota.

        0
  29. Afinal, maradônicos e hienas já explicaram os 6×1, os 3×0 e os 4×0, que levaram da Bolívia, do Brasil e da Alemanha?

    0
  30. Xará, obrigado pela deferência. Aproveito seu espaço para reforzar o meu pedido para não enviar para meu endereço eletrônico piadas, deboches e os etcéteras sobre Argentina, basicamente porque não me interessa partilhar sobre isso. Sou cruzeirense, e as pessoas que me conhecem é sobre Cruzeiro. Saudações enormes e meu encarecido muito obrigado. JFS

    0
    1. Bem esta carapuça não me cabe. Não mando piadas. Até por falta de tempo. Mas tenho umas boas. Quando passar a dor de cabeça, se vc quiser, posso te brindar com algumas.

      0
    2. Mando algumas piadas, mas nada sobre argentinos. Gentes finíssimas por sinal.

      0

Comentários fechados.