Cruzeiro 2×1 Miami Dade: Em campo de football

Por SÍNDICO | Em 24 de junho de 2014

Nesta terça-feira, 24jun14, às 21h (horário de Brasília), o Cruzeiro volta a enfrentar o Miami Dade.

Desta vez, no Veterans Memorial Stadium, Lawrence, em Massachusetts, estádio com 9 mil lugares e gramado sintético casa do Merrimack Valley Mauler, time semiprofissional da New England Football League.

O JOGO

Mesmo sem repetir a boa atuação do primeiro jogo da excursão, o Cruzeiro voltou a vencer o Miami Dade, desta vez por 2×1.

A partida começou meia hora antes do previsto, ou melhor, do que o Cruzeiro anunciou.

O time celeste demorou a se adaptar ao gramado sintético, demarcado pra futebol americano.

Somente aos 10, o ataque celeste ameaçou seriamente o adversário, num chute de Marcelo Moreno, de fora da área.

O primeiro gol demorou. Saiu aos 28. Alisson cobrou falta rolando pra Lucas Silva, que acertou um de seus petardos fazendo CRUZEIRO 1×0.

Aos 36, Alisson chtou forte, de dentro da área, a bola desviou em Fofana e saiu a escanteio.

No último minuto do 1º tempo foi a vez de Ricardo Goulart assustar ao goleiro Craig Elisso, com um chute bem direcionado.

O time celeste voltou para o 2º tempo, com Rafael Monteiro e Ceará nos lugares de Fábio e Ceará.

A primeira oportunidade aconteceu aos 50, quando Ricardo Goulart cabeceou bola vinda desquerda e acertou o travessão.

Aos 53, foi a vez de Everton Ribeiro dar trabalho ao goleiro americano com ótimo chute.

Mas foi o Miami dade, quem encontrou o caminho das redes, com bela finalização de Paulinho aos 57. A bola acertando o travessão antes de ir pra rede. MIAMI DADE 1×1.

Aos 60, Marcelo Oliveira, começou a mexer por atacado no time. Willian, Marlone e Marquinhos substituiram Ricardo Goulart, Everton Ribeiro e Alisson.

Tão logo entrou, Willian obrigou Craig Elisson a fazer grande defesa.

Mas foi de Marlone o passe nas costas da zaga pra Egídio marcar o gol que definiu o placar de 2×1, aos 73. CRUZEIRO 2×1.

Na sequência, Júlio Baptista, Samudio, Willian Farias e Tinga substituiram Marcelo Moreno, Egídio, Henrique e Lucas Silva, respectivamente.

O novo time não conseguiu ampliar o placar e a passagem por Massachusetts encerrou-se com uma vitória apertada contra o recém fundado time da Florida.

A próxima etapa da excursão será no Texas, onde campeão barasileiro terá três adversários de respeito: os mexicanos América, Chivas e Tigres.

E com torcida contra, ao contrário desta primeira fase da excursão, nas imediações de Boston.

MARCELO OLIVEIRA, técnico do Cruzeiro: “Gostei do Manoel mais uma vez. O Alisson, pela esquerda, muito bem, ajudando na marcação, saindo com velocidade. Tivemos dificuldades no início do jogo, até os 25 minutos, por causa da grama sintética. A bola quicava muito no campo duro e o Cruzeiro joga com a bola no chão. Além disso, o adversário em relação ao jogo passado se organizou melhor, estava muito empolgado, marcou forte e dificultou pra gente. O proveito maior do amistoso foi no sentido físico, pela movimentação e também pra ver o nível de concentração dos jogadores”.

CRUZEIRO 2×1 MIAMI DADE, terça-feira, 24jun14, 20h35. TEMPO bom, temperatura 20º, vento 4 Km/h, umidade 70%. LOCAL: Veterans Memorial Stadium (9 mil, gramado sintético), Lawrence, em Masschusetts. MOTIVO: amistoso. TRANSMISSÃO: Rádio Itatiaia. PÚBLICO: ARBITRAGEM: Boris Senic Marin, juiz, trio norteamericano. AMARELOS: GOLS: Lucas Silva, 28, Paulinho, 50, Egídio, 62. CRUZEIRO (com uniforme todo azul): Fábio (Rafael Monteiro), Mayke (Ceará), Manoel, Leo Simões e Egídio (Samudio); Lucas Silva (William Farias) e Henrique (Tinga); Everton Ribeiro (Willian), Ricardo Goulart (Marlone) e Alisson (Marquinhos); Marcelo Moreno (Júlio Baptista). T: Marcelo Oliveira. MIAMI DADE: Craig Ellison; Manzano, Fofana, German Tersano e Rodrigo Alvim; Perez (Linck), Serna (Peeters), Tiago Fernandes (Bonilla) e George; Paulinho (Silva) e Hurtado (Kaique). T: João Garcia.

Link permanente da imagem incorporada

Marcelo Moreno: “Encontramos um pouco de dificuldade em vista da grama sintética e das marcações de futebol americano”

15 comentários para “Cruzeiro 2×1 Miami Dade: Em campo de football”

  1. Polaco disse:

    Cruzeiro 1×0 Miami Dedé. Jogo duro.

  2. Geraldo Sergio disse:

    Que porre essa inter-temporada de copa e amistosos contra times amadores. Não vejo a hora do futebol voltar ao que me interessa, os jogos do Cruzeiro valendo pelas competições que disputa …..

  3. Rafael Freire disse:

    E o Cruzeiro acaba de lançar o cartão de sócio na modalidade Cruzeiro World para quem mora fora do Brasil, achei muito legal mesmo e os benefícios bem legais. Pela Internet, o cartão ja pode ser adquirido em: LINK

  4. Eduardo Arreguy Campos disse:

    A Itatiaia transmite?

  5. rosan amaral disse:

    Por enquanto, Cruzeiro 2 x 1.

  6. BORGES teve lesão muscular na coxa esquerda confirmada por exames. Mas continuará com a delegação, embora só volte a treinar depois que o time retornar ao Brasil.

  7. WILLIAN acredita que a proposta do Cruzeiro por seu passe pode ter sido aceita pelo Metalist, da Ucrânia. Diretoria não confirma.

  8. MARCELO OLIVEIRA, técnico do Cruzeiro: “Gostei do Manoel mais uma vez. O Alisson, pela esquerda, muito bem, ajudando na marcação, saindo com velocidade. Tivemos dificuldades no início do jogo, até os 25 minutos, por causa da grama sintética. A bola quicava muito no campo duro e o Cruzeiro joga com a bola no chão. Além disso, o adversário em relação ao jogo passado se organizou melhor, estava muito empolgado, marcou forte e dificultou pra gente. O proveito maior do amistoso foi no sentido físico, pela movimentação e também pra ver o nível de concentração dos jogadores”.

  9. Polaco disse:

    AVISEI..que o jogo seria duro.