Cruzeiro, Digi+ e os números pra lá de otimistas

Por SÍNDICO | Em 6 de março de 2019

CRUZEIRO deu,  nesta quarta, o pontapé inicial da parceria com a Digi+, conta virtual do Banco Renner.

O contrato de 5 anos renderá ao clube R$11 milhões e mais 50% dos lucros que o banco obtiver com as adesões à conta. 

O Cruzeiro informou ao banco possuir 10  milhões de torcedores e o banco estima conseguir 1 milhão de novas contas.

O número de torcedores é uma piada na qual todo cube finge acreditar. Dez milhões de verdade, se tanto, devem ter Flamengo e Corinthians. O Cruzeiro não tem a metade.

Quanto ao número de contas a serem abertas, faz parte do marketing o exagero. 

18 comentários para “Cruzeiro, Digi+ e os números pra lá de otimistas”

  1. SÍNDICO disse:

    O BRASIL tem 210 milhões de habitantes. Mais da metade não ligam pra futebol. Entre os que gostam, o Cruzeiro tem 4%, sendo que 1/4 deles são apenas simpatizantes. Restam 3 milhões. O que não garante nem 25 mil torcedores em média anual no Mineirão.

    • Concordo com você sobre o número final, mas vejo de forma um pouco diferente…se me permite… Nos 4% já se descontaram os que não ligam pra futebol, portanto, são realmente 8 milhões. Acontece que não apenas 1/4 são simpatizantes, aí eu chutaria uns 3/4 de simpatizantes. Portanto acho que a “torcida” do Cruzeiro são de uns 2 milhões. Destes, que consomem mesmo o clube são uns 500 mil, fieis mesmo uns 200 mil…. Cenários neste primeiro ano: de adesão ao banco: Ótimo: 200 mil, Bom: 100 mil, Regular: 50 mil. Acredito em algo entre 50 e 200 mil neste primeiro ano…

      • Sobre o que andei lendo sobre a parceria: Cruzeiro terá 50% do Lucro líquido do banco.

      • O que andei lendo sobre bancos digitais: O patrocinador do Cruzeiro tem algo em torno de 200 mil clientes; o Banco Inter (que patrocina o São Paulo) tem em torno de 1 milhão de clientes e teve um lucro liquido em 2018 de R$28,4 milhões. Estima-se que o Brasil terá 40 milhões de novas clientes / contas digitais nos próximos 5 anos. O Maior banco digital do Ocidente tem algo em torno de 5 milhões de clientes.

      • Conclusão: Tem o pai de um amigo nosso aqui do Blog que deu aula pra mim e ele sempre repetia que “o que dá mais lucro no Brasil é um banco bem administrado, em segundo lugar um banco mais ou menos administrado, e em terceiro lugar um banco mal administrado”. Não há dúvidas que o modelo de negócio é bom para o Cruzeiro, por outro lado, considerando o lucro do banco Inter x Numero de clientes, cada cliente rendeu ao banco um lucro líquido em torno de 28 reais/ano. Para superar os 86 milhões da Crefisa nos Porcos e considerando o lucro líquido do banco Inter, Cruzeiro precisaria de uma adesão de 6 milhões de torcedores (obvio que aqui é uma regra de 3 simples sem considerar NADA) para ter algo em torno de 84 milhões/ano. Neste cenário entre 50 e 200 mil que eu chutei, Cruzeiro terá algo entre 700 mil e 2,8 milhões/ano em função de adesão….

      • Matheus Penido disse:

        Conta bastante otimista.

      • Matheus Penido disse:

        Conta bastante otimista.

  2. SÍNDICO disse:

    Sobre percentual de simpatizantes de cada torcida, fizeram uma pesquisaOrecentemente. As frangas têm percentual um pouco maior do que o Cruzeiro. Os clubes gaúchos são os que têm as torcidas com menos simpatizantes.

  3. Bruno Pontes disse:

    Toda essa parte das contas de banco é só marketing. O Cruzeiro pode falar que “é possível ganhar mais que o Palmeiras por ano” e o banco pode falar que está mirando 1 milhão de contas em um ano. Duvido que qualquer uma das partes envolvidas esteja de fato esperando que isso aconteça. A notícia mesmo é o patrocínio master de R$11 milhões por 1 ano, que é 10% a mais que a Caixa pagava. O resto é balela. (A propósito: meu entendimento é que o acordo de patrocínio (R$11M) é somente por 1 ano, e o das contas (50% dos lucros) que é por 5 anos.)

  4. SÍNDICO disse:

    BANCO tem mesmo que lucrar muito. Isto é salutar pra economia. Quando bancos quebram, quebra a economia e com ela a democracia. Foi o que oc morreu na Venezuela. Ela não fez um programa de salvação de seus bancos, como fez o Brasil, os sete maiores quebraram e, na sequência, veio uma ditadura terrível.

    • Matheus Penido disse:

      O professor citado pelo Vilela não é contra o lucro dos bancos, ele apenas tenta alertar os alunos pra que eles não terminem cheios de dívidas bancárias.

  5. Jdias disse:

    Se confirmar os 11mi como valor fixo já teremos uma grande evolução em relação ao patrocínio anterior. Muito interessante o formato de gerar uma relação entre a torcida, clube e parceiro. Isso deve ser o futuro da gestão esportiva. Num formato como este, não é necessário colocar a marca na camisa. Agoraes pelo posto, não vamos passar perto nem da metade do patrocínio dos suínos. Como esperado os bocudos da direção do Cruzeiro transformaram uma boa notícia em algo negativo.

  6. JOAOCOSTA disse:

    Pretendo abrir uma conta e fazer um cartão de crédito, pois já os tenho em um banco que nada de especial me oferece e não patrocina futebol ou qualquer outro esporte.

  7. rosan amaral disse:

    Para eu abrir uma conta no patrocinador eles terão que ofertar mais do que estão ofertando. Meu sócio tem conta num banco digital e ele não paga tarifa alguma por transferências eletrônicas e sem limites. Também não paga tarifa bancária. A concorrência só está começando neste novo nicho.