Ceará 1×0 Cruzeiro: Que venha logo a Copa!

Por SÍNDICO | Em 31 de maio de 2010

Mauro França

O Cruzeiro tenta manter uma invencibilidade de 14 jogos atuando fora de casa pelo Brasileiro diante do embalado Ceará de PC Gusmão.

Uma vitória garante o segundo lugar na classificação. Ainda sem Fabrício e Diego Renan, Adilson, sem muitas opções, lança a mesma formação que começou jogando contra o Botafogo. 

Fernandinho segue na lateral e Fabinho no meio.

1º TEMPO

O Ceará ensaiou uma pressão nos minutos iniciai. Rondou a área celeste, mas não criou nenhum lance de perigo. Por volta dos 5 minutos, o Cruzeiro equilibrou as ações e começou a sair para o jogo. A maior posse de bola, no entanto, não se traduziu em chegadas efetivas ao ataque. 

Pelo contrário, o time tocava a bola com lentidão excessiva, cozinhando o jogo. Improdutivo, chegava, no máximo, até a congestionada intermediária cearense.  A partir daí, as jogadas não tinham sequência com os muitos erros de passes.

Roger era uma nulidade. Kleber saía da área para buscar jogo e facilitava a vida dos zagueiros.  Thiago Ribeiro tentava se movimentar, mas era pouco acionado. E mesmo quando recebia a bola, não acontecia muita coisa. Os laterais não apoiavam. Na marcação, os volantes apenas cercavam, sem agredir, e erravam muito ao sair para o jogo.

Uma das poucas chegadas em todo o primeiro tempo foi numa bola parada, aos 16. Roger cobrou uma falta pela esquerda e Kleber desviou de cabeça, jogando pela linha de fundo com certo perigo.

O Ceará se fechou para tentar sair em contra ataques rápidos pelos lados, especialmente pela esquerda com Misael, que dava trabalho para Jonathan, ou com o Geraldo. Mas fora uma ou outra jogada ocasional, também criou pouco. 

Na sua melhor chance, aos 22, Fabrício, de costas para o gol, desviou de cabeça um cruzamento que veio da esquerda e a bola saiu raspando a trave esquerda de Fábio.

Com muitos erros e pouca criação dos dois lados, o jogo se desenrolou sonolento, num marasmo total. Depois de muito tempo sem incomodar, o Cruzeiro chegou aos 34. Depois de uma rara troca de passes objetiva, Thiago Ribeiro recebeu pela esquerda, cortou para o meio e bateu fraco para defesa tranqüila de Diego.

O Ceará forçou um pouco mais depois dos 35 minutos e teve uma boa sequência no ataque.  Aos 37, Ernandes pegou uma sobra e disparou uma bomba de fora da área. Fábio se esticou todo para espalmar para escanteio. Aos 39, Misael recebeu na área, bailou diante de Jonathan e cruzou rasteiro para a pequena área. A bola passou por Geraldo e chegou até Lopes, que, livre de marcação, só escorou para o gol. Ceará, 1×0.

O Cruzeiro não conseguiu reagir e seguiu sem nenhuma força no ataque. O Ceará teve uma boa chance aos 44. Geraldo desceu pela direita e enfiou boa bola para João Marcos, que cruzou para a área. Fábio cortou parcialmente e no rebote Lopes chutou por cima do gol.

2º TEMPO

PC Gusmão não fez nenhuma alteração. Adilson, por sua vez, sacou Roger e Fabinho para a entrada de Pedro Ken e Elicarlos. Com o primeiro, tentou melhorar a movimentação do meio de campo. Eli entrou para fechar o lado direito e liberar Jonathan para o apoio.

De inicio, deu resultado. O time voltou com mais presença no ataque, rondando a área cearense, ainda que sem criar situações claras para marcar.  Aos 6, Paraná avançou pelo meio e foi parado na proximidades da área com falta cometida por Anderson, que recebeu o amarelo. Na cobrança, Fernandinho acertou a barreira.

Aos 11, Pedro Ken recebeu na área, rente à linha de fundo e foi atropelado por Heleno. O juiz marcou falta do cruzeirense. O zagueiro se contundiu no lance e foi substituído aos 14 por Careca.

Depois dos 15, o Cruzeiro voltou a mostrar a mesma lentidão do primeiro tempo. Tinha maior posse de bola, mas criava pouco. O Ceará também chegava com pouca intensidade ao ataque. Misael, sua melhor opção ofensiva, era anulado por Elicarlos. O jogo voltou a ficar sonolento.

O Cruzeiro criou a sua melhor oportunidade em toda a partida aos 20. Elicarlos enfiou bela bola para Thiago Ribeiro, que penetrou em diagonal do meio para a direita e, da entrada da área, bateu de virada, acertado a trave esquerda de Diego.

Aos 21, Wellington Amorim substituiu Lopes. A melhor chegada dos cearenses foi aos 28, numa cobrança de falta pela intermediária. Ernandes soltou a bomba e Fábio se esticou para espalmar pela linha de fundo.

Um minuto antes, Adilson tentou reforçar o ataque com a entrada de Wellington Paulista no lugar de Paraná. Não deu resultado. O Cruzeiro seguiu improdutivo no ataque. Chegou aos 29, depois que Jonathan tabelou com Henrique e arriscou da entrada da área. O chute saiu fraco e Diego fez a defesa.

Daí em diante, O Cruzeiro só teve chances em bolas paradas, que não resultaram em nada. Como aos 32, quando Kleber desceu pela direita e foi agarrado por Michel, que recebeu o amarelo. Na cobrança, Jonathan jogou na área e a zaga cortou.

Pouco antes, Fernandinho se fez notar ao reclamar do bandeira e receber o amarelo. Para piorar o que já era ruim, Wellington Paulista fez falta pelo meio de campo, aos 34. Reclamou e recebeu o amarelo. Seguiu reclamando, jogou a bola no chão e recebeu outro amarelo, sendo expulso de forma patética.

Inoperante, o time nem mesmo conseguiu aproveitar as cobranças de falta. Aos 38, Fernandinho cobrou falta sofrida por Kleber ao lado da área e Gil cabeceou fraco, para fora.  Aos 39, o mesmo Fernandinho bateu outra falta, de longe, e desta feita Diego cortou de soco.

Depois dos 40 e até o apito final do juiz, aos 49, o Ceará se preocupou apenas em tocar a bola e gastar tempo. Os jogadores celestes apenas assistiram, sem conseguir esboçar alguma reação, num final de jogo melancólico.

Faltou força de ataque. Mesmo com maior posse de bola, o Cruzeiro foi inofensivo. E com a derrota, caiu para o 9º lugar na classificação. No entanto, mais do que a posição na tabela, o que preocupa mesmo é a queda vertiginosa do time e a falta de opções dentro do elenco para mudar o quadro. Situação mais do que complicada. Que venha logo a parada para a Copa.

Mauro França, 47, cruzeirense, economiário, historiador, nasceu em Sete Lagoas, mora em Belo Horizonte.

53 comentários para “Ceará 1×0 Cruzeiro: Que venha logo a Copa!”

  1. matheus t penido disse:

    Análise perfeita do Mauro. Que venha a Copa. Rápido !!!

  2. Gustavo Bueno disse:

    Faltou gana também…
    Qualidade por qualidade, poucos no Ceará são iguais ou melhores que no Cruzeiro. Mas mais parecia que o time recém-emergido era o Cruzeiro, com medo do tradicional clube do sudeste.

    • matheus t penido disse:

      Gustavo, num futebol parelho como o brasileiro as diferenças técnicas acabam sendo compensadas pela empolgação e pelo momento melhor de um time teoricamente pior. Nos ultimos tempos já vimos o Cruzeiro ser massacrado várias vezes pelo Náutico, sem choro nem vela Ontem nem chegou a ser um massacre, longe disso, mas o que mais preocpuou foi a falta de rumo do time do Cruzeiro.

    • Mauro França disse:

      Sempre que o Cruzeiro perde, dizem que faltou gana ou vontade. Essa é a explicação mais batida da face da terra. Qualidade tecnica e folha salarial não entram em campo. O Cruzeiro está em queda e o Ceará está embalado. Será que as vitórias do Vovô só se explicam pela falta de gana dos adversários?

      • Gustavo Bueno disse:

        Concordo com você quando afirma que muitos dizem faltar tais atributos volitivos para justificar derrotas, mas há que se considerar o jogo de ontem como uma aberração. Ou então você viu os jogadores dando sangue?
        Não consigo nem ao menos fantasiar um time que tem Fernandinho, Ken, Kléber (de má vontade), Fabinho (de bengala, lento) e Roger Showbol jogando com raça de verdade.

  3. Gladiador disse:

    O sensato Zezé Perrella descobriu onde estava o problema do Cruzeiro: era o Eduardo Maluf. Ele espera que, com a demissão do Maluf, o time dê uma guinada.

    • simone b de castro disse:

      Gladiador, eu não te entendo… Aliás, te entendo sim. Para vc QUALQUER COISA que venha do ZZP está errado! É claro que ele não é imbecil de achar isso que vc falou. Todo mundo vê que o time precisa de contratações. Eu também o cobro muito. Mas se não muda, reclamam, se muda também! Já é um começo! Agora vão fazer um cavalo de batalha por que o Maluf vai para o gay.lo, trabalhar com o invejoso Kaiu??? Tá bom…

      • simone b de castro disse:

        Com. retido…

      • Gustavo Bueno disse:

        O problema é o tanto de informação do Cruzeiro que o Maluf levará ou não para lá, Simone…

        Também sou contra as perseguições sem critérios sobre qualquer ato de uma pessoa por mero preconceito, porém quero ouvir sua opinião por favor: acha que a solução é sair o Maluf ou o Perrella? Ou nenhum dos dois e continua tudo como está? Ou saem os dois?

    • Arthur disse:

      Fico impressionado como nosso povo é cego. Vcs não viram qeu ultimamente NÃO HAVIAM REFORÇÕS pro CEC, mas todo jogador que poderia no servir, ia parar nas cocotas? Vcs viram agora mesmo a cocota trás mais 2. Apostas. Por lado de cá “não tem anda!” O MALUF estava ajudando ao BMG/cocota e deixando de lado o BMG/CEC. Ora, então ele que fique no BMG, e fim. Pagar salário de diretor, aguentar as apostas furadas e ainda ver o citadino se dando bem? Nunca vi! Qualquer mudança no CEC, se for pra cocota passa a “ser o melhor do mundo” Tem dó! Menos 1 pra mamar. Vá MALUF enxa a cocota de apostas, e quebre eles lá mais um pouco. Quem sabe daqui mais um tempo vai embora o BARBOSA, e desinchamos mais um pouco???

      • Celeste disse:

        O que mais me incomoda Arthur é que o BMG deve estar patrocinando até os banheiros dos estádios. Ou seja, estão com dinheiro. E assim sendo porque não investiram mais no Cruzeiro? Parece que o objetivo deles e não deixar nosso time brilhar para não ofuscar o adversário doméstico.

      • simone b de castro disse:

        Pode ter certeza, Dra. Celeste!

      • simone b de castro disse:

        De acordo, Arthur! Totalmente! A torcida não tem do que reclamar.

  4. OT- Nesta proxima Quarta Feira será o último jogo do setor da geral no mineirão, pois o estadio entrará em reformas e provavelmente nunca mais teremos um estadio com este setor. Vale a pena alguem da velha guarda fazer uma homenagem, contado alguma história interreante que aconteceu ou se sucedeu neste setor. Quem poder e tiver afim seria uma boa ir assistir a partida e guardar o ingreso como lembrança. Abraços

    • Kimbundo disse:

      Cruzeiro x Paysandu 2003 fui de geral e guardei o ingresso. Mal vi o jogo, se é que posse chamar aquilo de ver o jogo.

      • Em 1996 eu e meu amigo, o Leo Gordo, estávamos sem dinheiro e queríamos ir ao Mineirão assistir ao Cruzeiro x Patético pela fase final do Mineiro. Fomos de carona com o pai dele, o Bodão, até a casa da vó, na Av. Santa Rosa. Chegando lá pedimos umas moedas para a avó e o tio do Leo. Juntamos os R$ 3,00 necessários e fomos para o Mineirão. Compramos dois ingressos de meia-entrada de Geral (R$ 1,50 cada) e pela primeira vez fui assistir a um jogo no nível do gramado (ou abaixo dele). O primeiro gol, do Gelson Baresi, não deu pra ver direito. Já o segundo gol, do lado da nossa torcida, não só vi como acompanhei o atacante na comemoração. Desci aquela rampa da Geral correndo de braços abertos. É uma das boas e marcantes lembranças que levo do Mineirão.

      • Elias disse:

        \Eu tb assisti (???) Cruzeiro X Villa ( 132 mil) na geral. Carregando meu filho Henrique na “cacunda”. Vibrei com o gol de Marcelo Ramos só depois que a galera COMEMOROU. Dali vc não vê NADA!

      • Renato-SP disse:

        Eu tava lá também. Tava do lado de u cara vestido de estrela amarela que apareceu nuns 300 vídeos por aí.

    • Ao perdemos para o Gremio em 1998, prometi que se classificassemos para o mata-mata, assistiria todo 1o semestre de jogos do Cruzeiro em 1999 na Geral (Vi aqueles 5 a 1 de chocolate de pascoa da Geral).
      Se fossemos campeoes, eu ficaria 6 meses sem ir aos jogos do Cruzeiro.
      Na epoca, comecei a formar uma torcida organizada de geraldinos… RAPOVAO… só que sai de lá e a coisa “morreu!” – Tinha faixa, camisa etc.

    • Moema (MFox) disse:

      Eu fui de geral naquele Cruzeiro e Palmeiras pela Libertadores, que fomos eliminados nos pênaltes (não me lembro o ano – 2001?). Só sei que a cada escanteio eu ligava pra minha mãe e mandava me procurar no meio dos geraldinos que ficavam pulando atrás do batedor, hahaha
      Mas, romantismos à parte, é um desconforto absurdo, isso sem contar o famoso “medo do que vem das arquibancadas”.

  5. Celeste disse:

    Que venha logo a Copa e a tão falada reformulação do elenco. Pelo jeito o ZZP estará lá observando jogadores para o time. Só isso pode justificar a demora de nosso presidente em tomar uma atitude.

  6. reinaldo disse:

    Quando vejo o Fernandinho batendo faltas seguidas vezes, tento desesperadamente me lembrar de algum gol que ele tenha feito cobrando faltas no Cruzeiro. Alguém pode me ajudar?

    • Renato-SP disse:

      Num é por nada não, mas as faltas que ele bateu não foram tão ruins. Concordo plenamente sobre a nhaca que ele tá, mas vai que uma bola entra e a maré vira. kkkk, to zuando sobre a mudança da maré.

  7. RAUL MIRANDA PENNA disse:

    Do “semprecruzeiro”:Maluf perdeu a queda de braço pro Adílson.
    Alguém sabe me dizer o que isso quer dizer?

    • Kimbundo disse:

      Sentaram à mesa e disputaram a tradicional queda de braço (também conhecido com braço de ferro). Adilson venceu com a esquerda e com a direita.

  8. RAUL MIRANDA PENNA disse:

    No semprecruzeiro, uma frase intrigante: Maluf perdeu a queda de braço por Adilson. O que isso quer dizer?

    • Kimbundo disse:

      O que mais foi dito? Qual o link?

    • Arísio disse:

      Raul, talvez alguém tenha me contado que o Maluf era a favor da troca de técnico desde a eliminação da Libertadores. E bateu pesado nisso como a melhor forma para dar um choque no elenco. E, talvez, com a negativa do Perrela, este tenho sido o estopim dentre outros atritos entre o presidente e o ex supervisor. Mas…ainda bem que ninguém me contou isso.

      • Sobrinho disse:

        Talvez tenham me contado alguam coisa nessa linha também, mas não dá para afirmar nada.

  9. Frede disse:

    Achei engraçada a entrevista do ZZP no alterosa esporte. Segundo o ZZP, a troca foi para que o Cruzeiro tenha novas ideias. Interessante contradição.

    • Arthur disse:

      FREDE- eu acho que ganhei essa queda de braço tb, vc não sentiu seu braço encostando na mesa não???rss

      • Sobrinho disse:

        hahaha É Arthur sua pressão deu certo. 1×0 para você. Agora só falta o Valdir Barbosa. Frede, mas é fato que a mudança do Maluf pode mudar muita coisa, para o bem ou para mal. Talvez não seja a mudança que todos esperam, mas já é uma sinalização.

      • Arthur disse:

        SOBRINHO o CEC como qualquer lugar do mundo, precisa de renovação, de gente de cabeça pensante querendo ir mais longe.
        espero que num futuro próximo teremos um cara certo pra essa posição… Pra mim, o nome dele começa com J… ABS/ART

      • Hermes disse:

        João Duarte, Jorge Santana ou José das Couves?

      • Arthur disse:

        JOSÉ NETO kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  10. Elias disse:

    Pelo que ouvi, até as 12:00 h de hoje o Maluf nem imaginava sabia que seria demitido. Foi surpresa prá ele tb. Igualmente para os que entraram. Só que frisaram uma coisa que me deixa preocupado. Prá nós, simples torcedores, a coisa pode acontecer sem problemas. Zoação faz parte da rivalidade. Agora, segundo o vereador/repórter, dos 54´que o Zezé concedeu a reportagem, ele citou o rival local por 9 vezes. Inclusive falando de defesa ruim. Ora, ora prá que isso? Deixa eles prá lá. Vamos nos preocupar com o CRUZEIRO, tentar reforçar o grupo, descartar quem não se enquadrar DE FATO. Nosso clube novamente se vê às portas de uma put@ crise. Estou muito preocupado!!!

    • Moema (MFox) disse:

      Sim, e essa crise é com a imprensa também. O Zezé parece não aceitar o fato de que o Kaliu tá dando banho nele no “trato com a imprensa”, e resolveu comprar a briga, mas, no meu modo de ver, uma briga errada.

  11. 31 comentários.
    4 sobre o post e os demais sobre outras coisas.
    Será que os tão inteligentes comentaristas do Blog ainda são inocentes em termos de provocações e diversionismos????
    Visitem a área de NOTÍCIAS do Cruzeiro.Org e terão oportunidade de comentar sobre cada um dos assuntos tratados nesta segunda-feira, e o que é melhor… UM a UM… sem embolar e com a possibilidade de cada comentarista opinar (se é que conseguem!) sobre cada assunto, e deixar o post do França (que deu MUITO trabalho) para ser comentado separadamente.
    Ou teremos que começar a jogar NA LIXEIRA, os comentários OFF-TOPIC????

    • Moema (MFox) disse:

      Evandro, o discurso é muito bonito, mas infelizmente ninguém vai usar a área de notícias. Simplesmente porque o blog virou a área em que se comentam os assuntos DA HORA. Independentemente do post.
      Sei que você tenta a todo custo colocar ordem na casa, mas, da mesma forma que o fórum “não pegou”, pode ter certeza de que quem comenta no blog prefere comentar as notícias aqui do que na área de notícias…

  12. Elias disse:

    Não tem jeito de desviar o assunto que domina as rodas de futebol. Ao vivo ou na internet…

    • E tem espaços para TODOS os assuntos nas noticias Cruzeiro.Org, na lista-cruzeiro etc… Porque estragar o trabalho do França com mais OTs do que com comentários sobre o jogo???
      E, para piorar, o assunto domina as “rodinhas” e as opiniões são as mesmas…. impressionante!

  13. Elias disse:

    Fazer o que, Big Boss…PHD é vicio, uma cachaça…o pessoal gosta de colocar conversa fiada aqui mesmmmm…

    • ELias,
      Um dia, quando você prestar atenção tem explico (com desenhos e legendas) toda esta parafernália chamada Internet.
      POr enquanto, ressalto que se fosse realmente cachaça ou vício, as pessoas estariam preocupadas em tornar o espaço, cada vez mais útil e agradável.
      Mas como muitos, em detrimento dos demais, preferem BATER PAPO num espaço em que as ideias deveriam ser mais perenes, acabamos por ver coisas como A MESMA OPINIÃO voltar, sem nenhuma inovação, a cada post.
      Se para vocês isto é que é diversão e cachaça, BE HAPPY!!!
      Pra mim, a diversão ;e falar mais, saber mais, influir mais sobre as coisas do Cruzeiro.
      Mas um dia mostraremos as vantagens de fazer isso tudo com QUALIDADE e CRITÉRIO. E sem precisar de eufemismos para o POST.

    • E, para explicar para vocês, ficamos aqui fazendo exatamente aquilo que eu condeno: OTs sobrepondo aos comentários sobre o POST numa clara manifestação de desrespeito ao autor do POst (seja o França, JS, ou qualquer outro!).
      Mais uma…
      Esta coisa que você usa para justificar como cachaça, vício etc… INIBE muita gente de comentar. São várias as reclamações que recebemos pois as pessoas ficam constrangidas em entrar numa conversa que “ainda não foram chamados” é como se um grupo de amigos estivesse convesando na barraca da Rosália e alguém resolvesse apresentar sua opinIão… com estes OTs, reproduzimos uma barreira à integração que existe no mundo real. Vocês podem não enxergar, mas é assim ue acontece.

  14. Arthur disse:

    FRANÇA- seu texto está perfeito. Talvez as pessoas não tenham se manifestado pois a partida foi horrível, e isso incomoda todo mundo, então comentar isso é apenas sangrar um pouco mais a ferida. Nada contra o seu trabalho que mais uma vez é excepcional. OK? Desculpa se fui 1 dos que desvio o foco… ABS/ART

  15. Jorge Santana disse:

    Melhor do que todos os comentários, foi a resenha do França. Importante são os jogos.

  16. Aí publica-se post com a “onda do momento” e ninguém comenta, vai todo mundo dormir e prefere deixar para depois….
    sintomático!

    • Jorge Santana disse:

      É normal esta ansiedade quando o cartola fala. Mas palavras não jogam bola. Se Kleber e Ribeiro jogarem bem e o time vencer o Peixe, ninguém mais vai se lembrar de quem é o diretor, o presidente ou o papa. Por ora, Dimas é a estrela. Não tem nada que se possa fazer. Deixa rolar.