Arquivo da Categoria ‘Seleção’

A safra

sábado, 25 de julho de 2015

Brasil conquistou a Copa das Confederações e ninguém comemorou. “Não fez mais do que a obrigação”, comentaram os infames mesarredondistas.

Perdeu a Copa, eles surtaram: “Safra péssima”, “CBF corrupta”, Scolari burro”, Jogadores descompromissados”e asneiras afins.

Perdeu a Copa América, mas desatinos. Perdeu o Pan, estão todos horrorizados.

E, na esteira dos mesarredondistas, vai o cordão dos torcedores sem tutano.

Tem nada disso. Futebol é muito fácil de se jogar e todo mundo aprendeu. Foi-se o tempo em que o Brasil mandava e desmandava no tapete verde. Agora é lá e cá.

Mas esta história de safra ruim me deixa especialmente intrigado. Será que nenhum clube rico quer contratar jogadores brasileiros, por serem de safra ruim?

ManU, Real, Barça, PSG, ManC, Arsenal, Chelsea, Liverpool, Bayern, Juventus, Milan, Inter, Roma, Hotspur, Galatasaray, Fenerbarche, Schalke, AtlMadrid, Ajax, Napoli, Hamburgo, Everton são os clubes mais ricos do Ocidente, segundo listas da Forbes, Deloitte e Brand Finance.

Pergunto ao internacionalizado leitor: Que brasileiros jogam nesses times? Nenhum? Meia dúzia? Uns dez? Nomes dessa safra imprestável de brasieliros que estão no Top12 do futebol, por favor.

Copa América: Brasil 1(3)x(4)1 Paraguai

sábado, 27 de junho de 2015

BRASIL contra Paraguai, às 18h30 deste sábado, 27jun15, em Concepción. O vencedor jogará contra a Argentina, nas semifinais da Copa América 2015.

Classificação merecida do Paraguai, que teve mais disposição, se empenhou mais e bateu pênaltis como manda o manual: com chutes fortes.

JEFFERSON tudo o que era possível. DANIEL ALVES deu muito espaço na marcação e atacou sem a menor inspiração. MIRANDA, o melhor do time. THIAGO SILVA espirrou na farofa cometendo um pênalti infantil. FILIPE LUIS, bem na marcação, mas pouco efetivo no ataque.

FERNANDINHO foi apenas marcador. ELIAS, tímido, não jogou com a desenvoltura com que faz no Corinthians. COUTINHO teve poucos lampejos do craque que aparenta ser no Liverpool.

WIILIAN mostrou imperdoável desinteresse. ROBINHO fez excelente 1º tempo, mas sumiu no 2º. FIRMINO, TARDELLI e DOUGLAS COSTA foram inúteis. EVERTON RIBEIRO entrou animado, mas bateu pênalti como um cabeça de bagre.

Ficou no ar uma pergunta: por que as putaveias de seleção Daniel Alves, Thiago Silva, Filipe Luis e Tardelli não se apresentaram pra cobrar pênaltis?

BRASIL 1(3)x(4)1 PARAGUAI, 27jun15sab18h39, tempo bom, temperatura 14º, ventos 16 Km/h, umidade 77%, quartas de final da Copa América 2915, Alcaldesa Ester Roa Rebolledo (Municipal de Collao, 30 mil), Concepción, espectadores, gols de Robinho, 14, Benitez, pênalti, 71. Árbitros: Andrés Cunha, Mauricio Espinosa, Carlos Pastorino, uruguaios. Amarelos: Alves, Coutinho (B); Valdez, Aguilar, Martínez (P). BRASIL: Jefferson; Daniel Alves, Thiago Silva, Miranda e Filipe Luís; Fernandinho, Elias, Willian, Philippe Coutinho e Robinho; Roberto Firmino. T: Dunga. PARAGUAI: Justo Villar; Bruno Valdez, Paulo da Silva, Pablo Aguilar e Iván Piris; Derlis González, Eduardo Aranda (Osvaldo Martínez), Víctor Cáceres e Édgar Benítez (Óscar Romero); Roque Santa Cruz e Nelson Haedo Valdez (Raul Bobadilla). T: Ramón Díaz.

Tenha seu próprio time de futebol

segunda-feira, 22 de junho de 2015

O prezado leitor já se imaginou um príncipe árabe ou um magnata russo?

Pois, aqui no PHD, V. Sa. já é! E pode até montar um time pra chamar de seu.

Como os ilustres abaixo já fizeram.

  • JUCA => O time do Barcelona com a camisa da União Soviética.
  • NORIEGA => Um time vestido a caráter, com terno, gravata e sapato de bico fino.
  • CARMONA => Um time de freiras.
  • OSVALDO FARIA => Stallone, Homem de Ferro, Márcio Paulada, Capitão América e Schwarzenegger; Maquitasso e Maguila; Hulk, Poppeye e Weidman; Chulapa. T: Yustrich.
  • CARPEDIM => Armani, Versace, Gucci, Louis Vuitton e Victoria’s Secret; Dolce e Gabbana; Givenchy, Tommy Hilfiger e Christian Louboutin; Yves Saint Laurent. T: Meryl Prada Streep
  • JÔ SOARES: Dillma, Lulla, Chico Buarque e o Capitão Gay já estão confirmados. Os demais serão contratados pelo empresário Eduardo Arreguy.

E aí? Vai se animar ou prefere continuar na sua vidinha medíocre de torcedor de classe média?

Copa América, 3ª Grupo C: Brasil, Peru e Colômbia vão em frente

domingo, 21 de junho de 2015

3ª Grupo C da Copa América 2015.

COLÔMBIA 0x0 PERU, 21jun15dom16h, temperatura 7º, vento 13 Km/h, umidade 76%, 3º rodadaGrupo C, Copa América 2015, Germán Becker, Temuco, Árbitros: Nestor Pitana, Hector Maidana, Juan Belatti, argentinos. Amarelos: Zapata, Sánchez (C); Ballón, Lobatón, Yotún (P). COLÔMBIA: Ospina, Arias, Zapata, Murillo e Armero (Ibarbo); Valencia (Mejía), Sánchez, Cuadrado e James Rodríguez; Teo Gutiérrez e Falcao García (Jackson Martínez). T: José Pekerman. PERU: Gallese, Advíncula, Ascues, Zambrano e Vargas; Lobatón, Ballón, Cueva (Yotún) e Joel Sánchez (Hurtado); Paolo Guerrero e Pizarro (Farfán). T: Ricardo Gareca.

BRASIL 2×1 VENEZUELA, 21jun15dom18h30, temperatura 13º, vento 3 Km/h, umidade 34%, 3º rodada Grupo C, Copa América 2015, Monumental David Arellano (47 mil), Santiago, 33.634 espectadores, gol de Thiago Silva, 8, Firmino, 50, Niko Fedor, 83. Árbitros: Enrique Cáceres, Rodney Aquino, Carlos Cáceres, paraguaios. Amarelos: Thiago Silva (B); Vargas, Seijas, Túñez (V). BRASIL: Jefferson; Daniel Alves, Thiago Silva, Miranda e Filipe Luís; Fernandinho, Elias, Willian, Philippe Coutinho (Diego Tardelli) e Robinho (Marquinhos); Roberto Firmino (David Luiz). T: Dunga. VENEZUELA: Baroja; Rosales, Vizcarrondo, Túñez e Cíchero; Rincón, Seijas (González), Vargas (Martínez) e Arango; Guerra (Fedor) e Rondón. T: Noel Sanvicente.

Copa América, 1ª Grupo C: Zebra, sim, Zebra, não

domingo, 14 de junho de 2015

1ª rodada do Grupo C da Copa América.

  • COLÔMBIA 0x1 VENEZUELA, 14jun15dom16h, tempo bom, temperatura 12º, vento 8 Km/h, umidade 51%, El Teniente (14 mil), Rancagua, 13.000 pagantes, gol de Rondon, 59. Árbitros: Andres Cunha, Mauricio Espinosa, Carlos Pastorino, uruguaios. Amarelos: Zúñiga e James Rodríguez (C); Amorebieta, Seijas, Lucena e Vizcarrondo (V). COLÔMBIA: David Ospina, Camilo Zúñiga, Zapata, Jeison Murillo e Pablo Armero (Jackson Martínez); Juan Guillermo Cuadrado, Carlos Sánchez (Cuadrado), Valencia e James Rodríguez; Falcao García e Bacca (Teófilo Gutiérrez). T: José Pekerman. VENEZUELA: Alain Baroja, Roberto Rosales, Tuñez, Fernando Amorebieta, Oswaldo Vizcarrondo; Tomás Rincón, Juan Arango (Gabriel Cichero), Seijas (Lucena), Ronald Vargas e Alejandro Guerra; Salomón Rondón. T: Noel Sanvicente.
  • BRASIL 2×1 PERU, 14jun14dom18h30, tempo nublado, temperatura 8º, vento 6 Km/h, umidade 77%, Municipal Bicentenário Germán Becker Baechler (18 mil), Temuco, 16.342 pagantes, gols de Cueva, 2, Neymar, 4, Douglas Costa, 90. Árbitros: Roberto Garcia, Jose Luis Camargo, Marvin Torrentera, mexicanos. Amarelos: Neymar, Tardelli, Filipe (B); Guerrero, Vargas (P). BRASIL: Jefferson; Daniel Alves, Miranda, David Luiz e Filipe Luís; Fernandinho e Elias; Fred (Roberto Firmino), Willian (Everton Ribeiro), Neymar; Diego Tardelli (Douglas Costa). T: Dunga. PERU: Gallese; Advíncula, Zambrano, Ascues e Vargas (Yotún); Ballón e Lobatón; Farfán (Carrillo), Cueva (Yordy Reyna) e Sánchez; Guerrero. T: Ricardo Gareca.

O jogo do Brasil, segundo o site da revista Veja:

A principal novidade de Dunga pro jogo foi Daniel Alves na lateral-direita. Tardelli, por sua vez, levou a melhor na disputa com Firmino pelo comando de ataque. Na seleção peruana, Gareca inovou com a presença de Juan Manuel Vargas na lateral-esquerda. Jefferson Farfán, que passou mal por alergia a um medicamento, foi confirmado na última hora.

Nos primeiros instantes, o Brasil tentou se impôr, com toque de bola e busca constante por Neymar. Aos 2, no entanto, David Luiz deu bobeira diante de Guerrero e recuou mal pra Jefferson, que entregou a bola no pé de Cueva. O meia bateu cruzado e abriu o placar. A reação foi quase imediata: Daniel Alves recebeu livre e cruzou pra Neymar, que estava sozinho na área. O camisa 10 testou, balançou as redes.

No decorrer do 1º tempo, as duas seleções passaram a fazer um jogo mais truncado, com menos chances de gol. Nos minutos finais, Neymar recebeu inusitado cartão amarelo, ao retirar excesso de espuma utilizada pelo árbitro mexicano Roberto García, antes de cobrança de falta. No intervalo, o brasileiro até tentou se justificar com o dono do apito, que ignorou a argumentação.

No 2º tempo, o Brasil continuou a perder gols. Neymar acertou o travessão de fora da área e David Luiz cobrou falta por cima do gol antes dos 60. A seleção peruana perdeu força ofensiva e os brasileiros abusaram dos erros no ataque. Willian aproveitou cruzamento, bateu de primeira, mas Zambrano cortou. Na sequência, Neymar puxou contrataque passou a Douglas Costa, que encobriu o goleiro, mas a bola saiu.

A dificuldade em conseguir o gol da vitória começou a desconcentrar o Brasil. Firmino, que substituiu Fred, chutou da intermediária, mas sem rumo. Neymar começou a fazer firula na frente do adversário e perdeu a oportunidade de chutar a gol. Pouco depois, o Dez recebeu de Daniel Alves e, de frente pro goleiro, chutou pra fora.

O gol da vitória só foi sair aos 92. Neymar arrancou pela esquerda e encontrou Douglas Costa livre, dentro da área no lado oposto. O atacante dominou e chutou no canto esquerdo do goleiro pra garantir a vitória.

Copa América: talentos, equilíbrio e tradição

quinta-feira, 11 de junho de 2015

Começa hoje, às 20h30, em Santiago, a Copa América, segundo melhor torneio de seleções do mundo -o primeiro é a Copa do Mundo.

Neymar, Messi, Cavani, Sanchez, Falcao Garcia, James são alguns dos talentos que vão desfilar durante três semanas na telinha.

Chile e Argentina são favoritos, Brasil, Uruguai e Colômbia estarão na boca de espera. Equador e Paraguai podem surpreender. Os demais vão passear.

Sub20: Cruzeiro, líder, Seleção, classificada

quinta-feira, 11 de junho de 2015

Ontem, no Carlos de Alencar Pinto, o Vovozão, em Fortaleza, pela 2 rodada do Brasileiro Sub20, CEARÁ 0x1 CRUZEIRO, gol de Hugo Ragelli, num forte chute cruzado, aos 7.

  • CRUZEIRO: Lucas França; Dione, Fabrício, Bruno Viana e Victor Luiz; Joilson (Thiago Souza), Wellington, Alex (Matheus Santos) e Roni;  Hugo Ragelli e Andrey (Dudu). T: Emerson Ávila.

Com a vitória, o Cruzeiro lidera o Grupo C, com 4 pontos, ao lado do Goiás. O próximo jogo do time celeste será contra o Botafogo, na quinta, 25jun, às 15h, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas.

No Mundial Sub20, disputado na Nova Zelândia, Brasil 0x0 Uruguai. Brasil classificou-se nos pênaltis, mas teve uma baixa importante. Judivan levou uma patada de Lemos e lesionou o joelho.

Brasil 1×0 Honduras: Dunga, 10 vitórias em 10 jogos

quarta-feira, 10 de junho de 2015

Reportagem da Gazeta Esportiva:

Honduras entrou com cinco jogadores na linha defensiva, dificultando as ações do Brasil. Aos poucos, no entanto, o Brasil começou a envolver o adversário com uma constante troca de passes. A parceria entre Philippe Coutinho e Filipe Luís pela esquerda funcionava bem e obrigava o goleiro Noel Valladares a trabalhar vez ou outra.

Honduras ameaçou algumas vezes em contrataques. E, contrariando a fama de violenta, foi vítima de jogadas ríspidas do Brasil, com Fabinho e Filipe Luís sendo amarelados, ainda no 1º tempo –Boniek García precisou ser substituído por Mario Martínez, após entrada dura de Filipe Luiz.

Aos 31, o público começou a pedir a entrada de Neymar. No minuto seguinte, saiu o gol brasileiro. Após receber passe de Philippe Coutinho, Filipe Luís rolou a bola pra Roberto Firmino, que concluiu na saída de Valladares inaugurando o marcador.

O gol deu tranquilidade à Seleção Brasileira, que começou a trabalhar também pela direita, com Willian e Fabinho. Fred tentou dar suporte aos dois com bastante movimentação, porém era outro o jogador que a torcida queria ver naquela função.

Neymar foi ovacionado quando se levantou pra fazer aquecimento no final da etapa inicial. E ele substituiu Philippe Coutinho no intervalo. Além de Neymar, entraram Thiago Silva e Douglas Costa, nos lugares de David Luiz e Willian. Em Honduras, Alfredo Mejía substituiu Luis Garrido.

Embora Neymar tenha completado uma jogada de Roberto Firmino na sua primeira participação, em lance anulado por impedimento, o princípio da etapa complementar não foi dos melhores pra Seleção Brasileira.

Honduras assustou duas vezes seguidas, com chutes de Andy Najar e Anthony Lozano. E Neymar acordou a Seleção Brasileira. Primeiro, passou pra Fred chutar em cima de Valladares. Depois, ele mesmo limpou o lance do lado direito da área e concluiu, pra defesa do goleiro.

Dunga trocou Firmino por Robinho, que divertiu o público com jogadas de efeito. O espetáculo, no entanto, durou pouco. Como Honduras também não chegava a ameaçar, os donos da casa administraram o jogo do meio pro final do 2º tempo, o que gerou algumas vaias dos torcedores.Fabinho, Filipe Luiz (B)

BRASIL 1×0 HONDURAS, quarta-feira, 10jun15, 22h. TEMPO chuvoso, temperatura 19º, vento 11 Km/h, umidade 94%. LOCAL: Beira Rio (50 mil), Porto Alegre. MOTIVO: amistoso. TRANSMISSÃO: Globo e SporTV. PÚBLICO: 22.305 pagantes, R$2.233.125, média R$100. ARBITRAGEM: Gary Vargas Carreno, Wilson Arellano Guarachi, Edwin Paredes Villca, bolivianos. AMARELOS: Fabinho, Filipe, Robinho (B), Palacios, Mejia (H). GOL: Firmino, 32. BRASIL: Jefferson; Fabinho (Marquinhos), Miranda, David Luiz (Thiago Silva) e Filipe Luís; Casemiro, Fernandinho, Willian (Douglas Costa) e Philippe Coutinho (Neymar) e Fred (Elias); Roberto Firmino (Robinho). T: Dunga. HONDURAS: Valladares; Beckeles, Palacios, Leverón, Figueroa e Izaguirre (Brayan García); Garrido (Alfredo Mejía), Boniek García (Martínez), Acosta (Discua) e Najar (Will Mejía); Lozano (Andino).  T: Jorge Luis Pinto.

Seleção 23×17 BaçaJuve

segunda-feira, 8 de junho de 2015

LAURO JARDIM, no Radar Online:

  • Mesmo envolvida pelo vexame dos 7×1 e pela lama do escândalo na CBF, a seleção brasileira ainda tem grande apelo junto ao torcedor brasileiro. Basta comparar a audiência do amistoso da seleção ontem, contra o México, aos números da final da Champions League entre Barcelona e Juventus, no sábado, ambos exibidos pela Globo. A vitória da seleção no Allianz Parque teve 23 pontos de audiência em São Paulo e 22 no Rio, de acordo com o Ibope. Já o jogaço que consagrou o trio Messi, Suárez e Neymar atingiu 17 pontos de audiência em São Paulo e 20 no Rio. Na capital paulista, o número representa um crescimento de 5 pontos na faixa horária em relação aos 4 sábados anteriores; no Rio, o crescimento foi de 6 pontos. A final da Champions desse ano teve 1 ponto a mais que o jogo decisivo do ano passado nas duas cidades.

Vitória do futebol sobre um programa de televisão.

No horário do programa de televisão da Uefa, eu asssiti ao Tupi 3×3 Madureira, pela Série C. E não me arrependi.

Brasil 2×0 México: aquecimento pra Copa América

domingo, 7 de junho de 2015

BRASIL contra o México, amistoso no Allianz Parque, São Paulo, neste domingo, às 16h de 07jun15.

BRASIL 2×0 MÉXICO, 07jun15dom17h. TEMPO bom, temperatura 24º, vento 10 Km/h, umidade 50%. LOCAL: Allianz Parque (43 mil), São Paulo. MOTIVO: amistoso. TRANSMISSÃO: Globo e SportV. PÚBLICO: 34.659 pagantes, R$6.737.030, media R$194. ARBITRAGEM: Cesar Quintana Rodrigues, Eduardo Cardozo Escobar e Juan Bautista Zorrilla Castellano, paraguaios. AMARELOS: Guemez, Corral, Rafa Márquez (M). GOLS: Tardelli, 27, Courinho, 36. BRASIL (uniforme tradicional): Jefferson, Danilo, Miranda, David Luiz e Filipe Luís; Fernandinho (Fabinho), Elias (Casemiro), Fred (Felipe Anderson), Philippe Coutinho (Éverton Ribeiro) e Willian (Douglas Costa); Diego Tardelli (Roberto Firmino). T: Dunga. MÉXICO (todo de preto): Corona; Corral (Gerardo Flores), Ayala (Salcedo), Rafael Márquez, Julio Domínguez e Aldrete; Osuna (Fabián), Guémez (Medina) e Tecatito Corona (Luis Montes); Raúl Marco Jiménez (Vuoso) e Herrera. T: Miguel Herrera.