Arquivo da Categoria ‘Personas’

Como segurar Everton Ribeiro

sábado, 24 de janeiro de 2015

Meu amigo carioca, Diora Lago, dá a receita pro Cruzeiro manter Everton Ribeiro:

  • Não há reposição pra Everton Ribeiro. O melhor a se fazer é dar um grande aumento salarial e convencê-lo de que mais uma ótima temporada pode levá-lo para um grande europeu. O dinheiro que o Cruzeiro tá poupando mantendo o salário dele abaixo dos maiores do time tem grande chance de ser jogado fora em contratações inócuas.

Não é má ideia, Resta saber se, aos 27anos, o jogador ainda terá mercado na Europa, ano que vem.

E o empresário dele, que ganha com as transações? Vão ter que molhar a mão do gajo também?

No momento, pelo que os árabes estão oferecendo ao Cruzeiro, valeria a pena mantê-lo com salário reajustado.

Mas se chegar uma proposta séria, aí não tem como segurar.

Lucas Silva: “Serei um eterno cruzeirense”

sábado, 24 de janeiro de 2015

LUCAS SILVA, na despedida do Cruzeiro:

  • Estou muito feliz. É uma oportunidade única na vida, um sonho realizado. Eu não poderia deixar de agradecer ao clube, aos funcionários, aos jogadores e à comissão técnica. Também agradeço ao presidente que atendeu meu pedido, me deixando realizar este sonho. Sou muito grato a essa torcida maravilhosa, que me fez arrepiar várias vezes no Mineirão, sempre lotando o estádio, me incentivando e fazendo com que eu tivesse raça dentro de campo. O Cruzeiro sempre foi, é e sempre será a minha casa. Prefiro não dizer adeus, quero dizer um até breve e que tenho muito orgulho de ter honrado essa camisa. Espero voltar um dia pra vestir, de novo, o manto celeste. Um abraço de Lucas Silva, um eterno cruzeirense. Faço um agradecimento especial ao Marcelo Oliveira. Desde sua chegada, ele sempre preocupou muito comigo, com a minha evolução e com a minha qualidade. Ele sabia que eu poderia me transformar em um grande jogador, como aconteceu aqui no Cruzeiro. Muito obrigado por tudo, Marcelo, pelo carinho que teve comigo e por ter sido essencial pro meu crescimento.

Faltou agradecer ao técnico Celso Roth, que o lançou no time profissional em 2012.

JB, quase um mineiro de BH

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Júlio Baptista está satisfeito em Beagá. E gostaria de prorrogar o contrato, que vence em agosto, até o final da temporada:

  • “Gostaria de terminar o ano no Cruzeiro, mas ainda não foi conversado. Até agosto, tem muita coisa pra acontecer. Meu objetivo é jogar o máximo possível. Espero ter oportunidade de jogar, ter sequência, pra mostrar meu futebol e ajudar o Cruzeiro. É muito importante fazer uma pré-temporada boa”

Eu aprovo a prorrogação do contrato. Por um salário menor, é claro.

Agora, vejam vcs como são as coisas: enquanto JB quer continuar em Minas, seu crítico mais feroz, o Talentim, há muito virou as costas pra sua terra natal.

A modelo Silvia Nistal, mulher de JB, gostou de BH. E vice versa.

Julgamento

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

O presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares, é um cidadão correto. Pode ser turrão, ruim e entrevista etc, mas é honesto, disse ninguém duvida.

Mas depois deste desmanche do time bicampeão brasileiro, ele pode virar ladrão. Basta perder o próximo RapoCota pro torcedor bater o martelo condenatório.

Será ofendido não só por hidrófobos e termocéfalos, mas também por simpatizantes, sofazistas e palpiteiros. Todos hão de jurar que ele tem parte do passe até da Salomé.

No circo do futebol brasileiro, um malabarista se vira no picadeiro, enquanto uma plateia inteira de palhaços torce pra ele se esborrachar.

Hoje é dia de Riascos

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Riascos será apresentado ao distinto público, hoje às 9h30, na Toca da Raposa II.

  • Duvier Orlando Riascos Barahona, A Serpente, atacante nascido em Buenaventura, Colômbia, 26jun86, 28 anos, 1m80, com passagens por América de Cali (2005), Real Cartagena (2006), América de Cali (2007), Estudiantes de Mérida (2008/09), Deportivo Cali (2009), Shanghai Shenhua (2010/11), Puebla (2001), Tijuana (2012/13), Pachuca (2013) e Monarcas Morelia (2014), média de 0,38 gol por jogo na carreira.

Não adianta tentar me enganar, caro leitor. Tudo o que vc sabe desse cara está limitado aos parcos segundos entre ele patear um pênalti, no Independência, e a bola… Bom, vamos deixar isto pra lá…

Então, vamos também deixar o cidadão jogar, antes de avaliá-lo. Ou não precisa, pois vc já tem o prognóstico?

Assassinos e cúmplices

domingo, 18 de janeiro de 2015

MARCO FELICIANO, deputado do PSC/SP, sobre o assassinato do traficante brasileiro, Marco Archer, pelo governo da Indonésia:

Era uma quarta feira, dia 27 de março de 2013 quando cheguei à embaixada da Indonésia para pedir clemência por Marco Archer e outro brasileiro, ambos condenados à morte por tráfico de drogas naquele país.

Fui interpelado por jornalistas na entrada do consulado se era tempo de pedir clemência… Eles falaram isso por causa das manifestações que os gays faziam contra mim.

Eles disseram que direitos humanos era para minorias e que minha ida ao consulado da Indonésia não fazia sentido, por isso perguntaram se era tempo daquilo!!!

Respondi: E existe tempo para pedir clemência? Parem de fazer perguntas estupidas!

Falei com o embaixador, e mostrei a ele que havia no Brasil traficantes de drogas da Indonésia presos pelo mesmo crime de Marco Archer e aqui eles não seriam condenados à morte. O cônsul mostrou-se aberto a continuar conversando e disse que a pena de morte estava suspensa por conta da nossa intervenção.

Sai da comissão no final de 2013. A nova presidência da comissão de direitos humanos não levou o assunto à frente! Arquivou todas as nossas ações! Afinal brasileiro condenado à morte não significava nada afinal, ele não era homossexual, não pertencia às minorias.

Se a imprensa brasileira tivesse se mobilizado. Se a imprensa houvesse trabalhado sobre o assunto, movesse a nação talvez Marco Archer estaria vivo ainda. Eu apelei para o então ministro Antônio Patriota, apelei para o Itamarati e eles simplesmente ignoraram!

A imprensa brasileira agora vende a matéria… Expõe sem limites o assassinato do brasileiro. Afinal parece que é isso que todos querem ver.

Marco Archer errou e em entrevista assumiu o erro e pediu perdão. Foi negado. Ele foi executado hoje as 15hs, horário de Brasília… Sinto muito.

Nomes dos componentes da Comissão de Direitos Humanos e Minorias:

  • Assis do Couto (PT/PR), presidente, Nilmário Miranda (PT/MG), Janete Capiberibe (PSB/AP), Antônia Lúcia (PSC/AC), vices, Assis do Couto PT/PR, Erika Kokay PT/DF, Padre Ton PT/RO, Renato Simões PT/SP, Jair Bolsonaro PP/RJ, Anderson Ferreira PR/PE, Janete Capiberibe PSB/AP, Keiko Ota PSB/SP,  Domingos Dutra SD/MA, Henrique Afonso PV/AC, Liliam Sá PROS/RJ, Antônia Lúcia PSC/AC, Enio Bacci PDT/RS, Otoniel Lima PRB/SP,  Jean Wyllys PSOL/RJ, Carlos Alberto PMN/RJ, membros.

Giorgian De Arrascaeta é do Cruzeiro

sábado, 17 de janeiro de 2015

Deu no Globo Esporte:

  • O Cruzeiro contratou Georgian De Arrascaeta, 20 anos, cujos direitos pertenciam ao empresário Daniel Fonseca. O gerente de futebol Valdir Barbosa foi ao Uruguai acertar com o atleta, um dos destaques da Libertadores 2014, atuando pelo Defensor Sporting. O campeão brasileiro vai desembolsar em torno de R$12 milhões à vista por 50% dos direitos do jogador. Questões contratuais ainda não são conhecidas, inclusive o salário do jogador, que chega terça-feira a BH pra exames médicos e assinatura de contrato. Arrascaeta estava praticamente acertado com o Internacional, que queria parcelar o pagamento da quantia, enquanto o Cruzeiro ofereceu o montante à vista. De Arrascaeta é uma das revelações uruguaias. Foi inclusive convocado por Oscar Tabarez para os amistosos d seleção nacional contra Japão e Coreia. O meiocampista ficou conhecido em Belo Horizonte pelas boas atuações nos jogos do Defensor contra o time celeste, na fase de grupos da Libertadores 2014.

De Arrascaeta não será o substituto de Ricardo Goulart, mas sim de Júlio Baptista, que substituirá o craque vendido ao futebol chinês.

A revelação

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

A revelação do Cruzeiro em 2015 será Júlio Baptista. Ele entrará tinindo na temporada, sem lesões, com fôlego em dia e, principalmente, sem um jogador de Seleção Brasileira como concorrente.

Minha aposta é arriscada, pois Julião terá contra si o salário que lhe rendeu desafetos, a lembrança do futebol incansável de Ricardo Goulart e, o maior dos problemas, um contrato que termina daqui a cinco meses e meio.

GPT e Pacote vão entregar-lhe a camisa e correr o risco de ter de renovar com ele, daqui a meio ano, pelo preço astronômico de hoje, ou vão mantê-lo no banco, de sobreaviso, enquanto testam jogadores mais baratos e com maior data de validade?

O que vc recomenda à dupla, caro leitor? Deixar Julião se revelar novamente no ocaso da carreira ou fritá-lo de vez?

Tapa na orelha

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Dedé levou um tapa na orelha e teve o tímpano perfurado. Aconteceu, durante as férias, em Volta Redonda, na porta de um restaurante. Ou boate, sabe-se lá.

O vídeo começou a viralizar na internet, mas já foi retirado.

O becão diz que o agressor foi seu próprio irmão, Gleidson, após ambos se desentenderem por conta de uma malcriação do mano contra um desconhecido.

Assim, o clube do Parente é Serpente, frequentado por Fred, Moreno, Dudu, Tom Brady e outros menos famosos ganha mais um sócio, o Mito.

Ricardo Goulart fez história no Cruzeiro

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Ricardo Goulart, meiatacante destro de 1m78, foi vendido ao Guangzhou Evergrande, da China, após 105 jogos e 38 gols com a camisa do Cruzeiro.

O Gordo, como era chamado na infância, nasceu em 25jun91, em São José dos Campos, onde começou a jogar no Moreira’s Sport , formando dupla de ataque com Casemiro, hoje no Porto.

Em 2006, os dois foram fazer testes no São Paulo, mas só colega foi aprovado. Goulart ficou desconsolado e quis parar de jogar. Só recuperou o bom humor quando seu pai lhe deu um cavalo.

Ainda nesse ano, ele foi parar no Santo André, pelo qual brilhou no Paulista 2009. Ao todo vestiu a camisa do Ramalhão 34 vezes, marcando 8 gols.

Nessa ocasião foi oferecido ao Palmeiras, que o rejeitou.

Em 2011, Goulart jogou pelo Internacional, marcando 5 gols em 17 partidas.

No ano seguinte o banco BMG adquiriu seus direitos econômicos e o colocou na vitrine do Goiás, pelo qual anotou 25 gols no ano e conquistou o título da Série B.

O técnico Cuca pediu sua contratação ao presidente do AtléticoMG, mas o cartola levou um chapéu do rival Cruzeiro e em 04jan13, por R$5,5 milhões, RG chegou à Toca da Raposa.

Seu primeiro gol com a azul estrelada foi na vitória de 2×1 contra a Caldense, pelo Mineiro 2013.

Com a chegada de Diego Souza, Goulart foi pra reserva e por lá teria ficado com a contratação, meses depois, do mundialista Júlio Baptista.

Mas foi justamente nessa ocasião que a parceria com Everton Ribeiro começou a fazer sucesso e foi o novo contratado quem teve de ficar no banco, contra todas as expectativas.

O resto é história: um título mineiro, dois brasileiros, Seleção, gol do meio de campo, em El Paso, contra o Chivas Guadalajara, duas vezes o melhor da posição no Brasileiro e uma bola de Ouro pelo desempenho em 2014.

Toda esta história custou ao Guangzhou Evergrande R$47,5 milhões, a serem repartidos entre Cruzeiro e BMG.

Um negócio da China nestes tempos de estagnação econômica no Brasil. E também um terrível prejuizo técnico para o Maior de Minas.