Arquivo da Categoria ‘Números’

Questão de competência

quarta-feira, 27 de abril de 2016

Frangas gastaram R$196 milhões com o futebol profissional em 2015. E foram campeãs mineiras e vice brasileiras.

Cruzeiro gastou R$306 milhões com o futebol profissional em 2015. E só ganhou experiência.

Conclusão: Daniel administra melhor que Gilvan.Ou tem outra explicação? Tem Thiago Scuro?

PS: Me disseram que a diferença tem a ver com a forma de pagamento dos salários. O Cruzeiro paga tudo dentro da lei, com recolhimento dos direitos trabalhistas, enquanto as frangas pagam mixaria de salário e   contratos de direitos de imagem por fora. Se for verdade, Gilvan, além de mais competente, é também mais decente. A conferir.

Eleitorado futebolístico brasileiro

terça-feira, 12 de abril de 2016

PARANÁ PESQUISAS perguntou a 4.066 brasileiros com mais de 16 anos, entre março e abril deste ano, em 214 municípios de 24 estados:

  • “Para qual time você torce?” e “Qual é o time que você mais odeia?”

O grau de confiança da amostra é de 95% pra uma margem de erro de 1,5%.

Eis a divisão do bolo futebolístico brasileiros, em %:

  1. Alheios ao futebol, 19,4
  2. Flamenguistas, 16,5
  3. Corintianos, 13,6
  4. Tricolores paulistas 7,9
  5. Palmeirenses, 5,6
  6. Vascaínos, 4,5
  7. Cruzeirenses, 4,0
  8. Tricolores gaúchos, 3,3
  9. Santistas, 3,2
  10. Frangas, 2,8
  11. Colorados, 2,6
  12. Tricolores baianos, 1,8
  13. Botafoguenses, 1,8
  14. Tricolores cariocas, 1,6
  15. Rubronegros pernambucanos, 1,5
  16. Outristas, 10,0

Minas Arena cobra, Cruzeiro nega dívida

quinta-feira, 17 de março de 2016

Condenado de matéria do GloboEsporte, nesta quita, 17mar16:

MINAS ARENA acionou o Cruzeiro na Justiça, requerendo pagamentos atrasados de gastos com funcionários, suporte, segurança, água e luz.

A empresa avisou que entraria com uma ação, pleiteando os valores não pagos, mas o Cruzeiro afirma que está se valendo dos mesmos benefícios concedidos ao AtléticoMG na decisão da Libertadores de 2013, quando o alvinegro foi isentado de tais despesas.

Até meados de 2015, os valores devidos somavam R$5,5 Mi. O débito está inscrito no balanço de 2014 do Cruzeiro e será mantido no de 2015.

Segundo a diretoria celeste, há uma cláusula no contrato com a Minas Arena garantindo ao Cruzeiro todo benefício dado a outros clubes, como foi dado o AtléticoMG. A Minas Arena discorda e decidiu entrar na Justiça, após insucesso de uma tentativa de acordo o verbal com o clube azul.

O imbróglio começou quando o governo de Minas –que tem direito a utilizar o Mineirão em algumas datas– reservou o estádio pra final da Libertadores 2013. A Secopa (Secretaria de Estado Extraordinária da Copa do Mundo), órgão já extinto, confirmou isto na época.

O presidente do AtléticoMG naquela decisão, negou que a data tinha sido reservada pelo Governo e que o benefício foi concedido diretamente a seu clube. Desde então, o Cruzeiro deixou de pagar os custos em questão, baseada na cláusula de seu contrato com a administradora do estádio.

Apesar da disputa, o Cruzeiro informou que não deixará de mandar seus jogos no Mineirão.

Será que GPT sabe o que está fazendo? E terá guardado dinheiro para o caso de perder a briga?

Metade do Araguari, pra futebol tá nem aí

sábado, 13 de fevereiro de 2016

ARAGUARI, 116 mil habitantes, no Triângulo Mineiro, a 670 Km de Belo Horizonte, não é propriamente uma terra de fanáticos por futebol.

Entre 29abr/02mai12, o Instituto CP2 perguntou a 500 moradores da cidade por qual time torciam. Eis o resultado, com 4,3% de margem de erro:

  1. Nenhum, 47%
  2. Flamengo, 18%
  3. Corintiãs, 9%
  4. Vasco, 6%
  5. São Paulo, Palmeiras, 5%
  6. Cruzeiro, 4%
  7. Santos, Fluminense, AtléticoMG e Botafogo, 1%
  8. Outros, 2%.

Sabem aquela história de País do Futebol? Pois é…

Agronegócio

sábado, 30 de janeiro de 2016

Deu na VEJA (condensado):

ESTADUAIS começam neste fim de semana cercados pelas corriqueiras críticas sobre calendário, nível técnico e importância. No entanto, as cotas de televisão e premiações por conquistas fazem esses torneios se tornarem interessantes. O Paulista pagará R$17 Mi a cada um dos grandes. A Libertadores 2015 pagou R$15,8 Mi aos finalistas. O faturamento com o Paulista ainda pode aumentar, com a premiação de R$4 Mi para o campeão e R1,5 Mi ao vice. No Rio, os grandes recebem R$7 Mi cada. A premiação é de R$4,5 para o campeão, R$1,8 Mi pro vice, R$250 mil para os semifinalistas e R$1,2 Mi pro campeão da Taça Guanabara. No Rio Grande do Sul, Grêmio e Inter receberão R$7 MI cada um. Pra efeito de comparação, cada participante da SulMinasRiro será de R$417 mil.

Rural uma ova! Isto é agronegócio!

Cruzeiro desbanca Fla e assume liderança em Varginha

sábado, 23 de janeiro de 2016

O INSTITUTO REDE pesquisou as preferências clubísticas do povo de Varginha.

Foram 800 entrevistas, em Out15, com margem de erro de 3,5%.

O resultado foi publicado pela Gazeta de Varginha.

  1. Cruzeiro e Corinthians, 13,6% (109 escolhas)
  2. Flamengo, 11,1% (89)
  3. Cocota, 8,5% (68)
  4. São Paulo, 8,1% (65)
  5. Palmeiras, 5,5 (44)%
  6. Nenhum, 26,8% (214)
  7. Outros, 10,5% (84)
  8. Não responderam, 2,3% (18)

VARGINHA, no Sul de Minas, tem 132 mil habitantes e dista 320 Km de Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro.

Quem pesquisou e enviou a informação foi o MARCOS PINHEIRO, maior expert em pesquisa esportiva de Minas.

Mãe na zona

sábado, 16 de janeiro de 2016

Eis o que cada clube da Série A (mais o Vasco), imagina faturar em 2016, vendendo lotes publicitários em seu abadá (em milhões de reais):

  • Corintiãs, 53 ….. Sep, 50 ….. Fla, 47 ….. Sumpa, 40 ….. Inter, 33 ….. Santos, 29 ….. Vasco e Flu, 25 …. Grêmio, 22 ….. Bota, 20 ….. Cruzeiro e Franga, 19 ….. Sport, 10 ….. Coxa, 7 ….. Vitória, Figueira e Cap, 6 ….. Chape, 5 ….. Santinha, 4 ….. Coelho e Ponte, 3.

A pesquisa foi realizada por uma enorme equipe de repórteres do GloboEsporte.

Botar a mãe na zona é fichinha perto do que os clubes fazem com suas camisas.

Bola da Caixa

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

A CAIXA Econômica Federal vai ampliar de 15 pra 19 a quantidade de clubes patrocinados por ela em 2016.

O gasto subirá de R$105 Mi pra R$187 Mi. Eis como ficará a distribuição da bufunfa, em R$ milhões:

  • Corintiãs, 30 ….. Fla, 25 ….. Flu, 20 …. Bota, 17 ….. Vasco, 15 ….. Cruzeiro e Cam, 13,5 ….. Sport, 7,5 ….. Vitória, Coxa e Cap, 6 ….. Chape, 5 ….. Figueira, 4,5 ….. Coelho e Santinha, 3.

Vc, marquetólogo leitor, concordas com a relação alcance de imagem/valor determinada pela estatal?

Tem gato na tuba da Globo

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Condensado de matéria do site da ESPN:

ESPORTE INTERATIVO ofereceu R$600 Mi pra transmitir em TV fechada os campeonatos brasileiros entre 2019 e 2024. E mais: distribuição da verba seguindo o modelo da Premier League (50% igualitariamente, 25% conforme classificação e 25% conforme audiência), fim dos jogos às 22h e cláusula ‘anti-Corinthians’ pra evitar concentração de jogos de um clube na televisão. Grêmio, Inter, Santos, Flu, Coxa, Cap e Bahia se comprometeram a avançar nas conversas e tratarão a partir da próxima segunda dos detalhes do acordo. O Sport, que compareceu ao primeiro encontro, fechou com a Globo, de acordo com informações de mercado. Fla e São Paulo, que chegaram no fim da reunião desta segunda pra conhecer cifras e modelo ficaram de estudar a proposta. A entrada dos dois é fundamental pra estratégia do Esporte Interativo. Em caso de sucesso, o canal contaria com 9 dos 20 clubes da Série A. Com quase metade dos membros da 1ª divisão, seriam relativizados os problemas que viessem a surgir com o confronto entre seus clubes e os que fecharam com as concorrentes. Corinthians, Vasco e Botafogo, por exemplo, já estão apalavrados com a Globo.

Gostaria de saber a opinião do leitor do PHD, sempre atualizado nos mercados de TV e do ludopédio.

Eu prefiro a negociação individual ou de pequenos grupos. Ela acirra a competição.

Chega daquele modelo do famigerado Clube dos 13, que beneficiava sempre uma “meia dúzia de três ou quatro”.

Cruzeiro, 95 anos hoje

sábado, 2 de janeiro de 2016

CRUZEIRO, 95 anos de conquistas:

Libertadores 1976, 1997 ….. Supercopa Libertadores 1991, 1992 ….. Recopa Sulamericana 1998 ….. Copa Ouro 1995 ….. Copa Master da Supercopa 1995 ….. Brasileiro 1966, 2003, 2013, 2014 ….. Copa do Brasil 1993, 1996, 2000, 2003 ….. SulMinas 2001, 2002 ….. CentroOeste 1999 ….. Copa Campeões Mineiros 1991, 1999 ….. Mineiro 1926, 1928, 1929, 1930, 1940, 1943, 1944, 1945, 1956, 1959, 1960, 1961, 1965, 1966, 1967, 1968, 1969, 1972, 1973, 1974, 1975, 1977, 1984, 1987, 1990, 1992, 1994, 1996, 1997, 1998, 2002, 2003, 2004, 2006, 2008, 2009, 2011, 2014 ….. Taça MG 1973, 1982, 1983, 1984, 1985 ….. Copa BH 1960 ….. Torneio Início 1926, 1927, 1929, 1938, 1940, 1941, 1943, 1944, 1948, 1966…

Esta é a história.