Arquivo da Categoria ‘Números’

Endividado

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

GLOBO ESPORTE contou:

  • Cruzeiro responde a 59 processos trabalhistas e tem dividas fiscais de R$174 milhões em dividas (negociadas) com INSS, FGTS e IRSS.

Além disto, há que se preocupar com os trambiques no Independiente, Zorya e Tigres. 

O próximo presidente terá dificuldades pra pagar contas e montar time competitivo. 

Sócios fantasmas

sexta-feira, 7 de julho de 2017

PÚBLICO do último RapoCota no Independência:

  • Lugares disponíveis: 23.000
  • Lugares ocupados: 17.251 (75%)
  • Lugares vazios: 5.749
  • Cruzeirenses: 1.752
  • Caronas: 820
  • Ingressos da administradora: 1.212
  • Bilheteria do estádio: 4.384
  • Sócios do mandante: 9.083

Dá pra levar a sério esse papo de que as frangas têm 96 mil sócios?

Quem tem 96 mil sócios jogaria onde só cabe 1/4 do contingente?

Clubes mentem sobre o numero de sócios. E mentem ainda mais sobre o numero de adimplentes.

Seu infiel d’uma figa!

sexta-feira, 7 de julho de 2017

PÚBLICO na temporada 2017:

  • 1º Palmeiras 31.284 — 2º Corintiãs 30.408 — 3º Sumpaulo 27.401 — 4º Fla 21.988 — 5º Grêmio 18.701 — 6º Paranaense 16.805 — 7º Inter 16.587 — 8º Bota 16.172 — 9º CRUZEIRO 15.768 — 10º Bahia 15.738 — 11º FRANGA 14.570 — 12º Flu 12.186 —13º Vasco 11.621 — 14º Coxa 11.473 — 15º Santos 11.199 — 16º Ceará 10.433 — 17º Remo 9.270 — 18º Vitória 9.137 — 19º Paysandu 9.002 — 20º Chape 8.962 — 21º Sport 8.404 — 22º Fortaleza 7.368 — 23º Csa 6.566 — 24º Vila 6.445 — 25º Ponte 6.138 — 26º Avaí 5.815 — 27º Goiás 5.552 — 28º BotaPB 5.509 — 29º Santa 5.454 — 30º Paraná 5.212.

Numa boa, caro amigo torcedor: vc não se envergonha desse fiasco da torcida celeste?

E não me venha com chorumelas: Gilvan fez um monte de besteiras, mas te atendeu nas contratações.

Fez a parte dele, mesmo colocando o clube em risco, e vc não faz a sua nem que a vaca tussa!

Ah, vá…

Sob o complacente olhar dos imbecis

terça-feira, 27 de junho de 2017

DÍVIDA do Cruzeiro, ano a ano, em milhões de reais:

  • 2011 =>   96
  • 2013 => 143
  • 2014 => 223
  • 2015 => 262
  • 2016 => 336

Gilvan está destruindo o Cruzeiro, sob o olhar complacente da torcida e dos conselheiros. 

Todos imbecis. 

Renuncia, Gilvan!

sexta-feira, 2 de junho de 2017

ZORYA, da Ucrânia, acionou o Cruzeiro na Fifa, por uma divida de R$5.3 milhões (fora os juros) referente à transferencia de Willian do Bigode.

Zorya, Tigres, Huracán, Independiente, Defensor e Minas Arena: Cruzeiro dá calote em todo mundo.

Se Gilvan não renunciar imediatamente, o Cruzeiro não sobreviverá pra celebrar seu centenário. Ou estará na terceira ou quarta divisão.

Gilvan tem de ser imediatamente expulso do Cruzeiro. Deve ser proibido de pisar nas dependências do clube.

Tá ruim?

sexta-feira, 26 de maio de 2017

CRUZEIRO em 2017: 

  • 8×2 Brasília, Sobis (3), Robinho (2), Arrascaeta, Abila, Elber.
  • 2×1 Villa, Cabral, Robinho
  • 1×0 Franga, Arrascaeta
  • 2×1 Tricordiano, Abila (2)
  • 2×0 Chape, Abila (2)
  • 4×0 Tupi, Sobis (2), Leo, Robinho
  • 2×1 Voltaco, Alisson, Robinho
  • 1×1 Urt, Abila
  • 6×0 São Francisco, Sobis (4), Robinho, Arrascaeta
  • 2×1 Caldense, Henrique (2)
  • 1×0 America TO, Alisson
  • 2×0 Murici, Manoel, Abila
  • 1×0 América, Sobis
  • 3×0 Murici, Sobis, Claudio ©, Deyzinho ©
  • 1×1 Tombense, Arrascaeta
  • 0x0 Joinville
  • 2×2 Uberlândia, Sobis, Abola
  • 2×1 Franga, Neves, Arrascaeta
  • 2×1 Nacional Paraguai, Neves, Abila
  • 2×0 Democrata, Dedé, Abila
  • 2×0 São Paulo, Hudson, Pratto ©
  • 1×1 América, Neves
  • 1×2 São Paulo, Neves
  • 2×0 América, Arrascaeta (2)
  • 0x0 Franga
  • 1×0 Chape, Raniel
  • 1×2 Franga, Abila
  • 1×2 Nacional Paraguai, Neves
  • 1×0 São Paulo, Abila
  • 1×1 Sport, Alisson

NÚMEROS: 30 jogos, 20 vitórias, 7 empates, 3 derrotas, 57 gols a favor, 20 gols contra, aproveitamento de 74%

ARTILHEIROS: 12. Abila, Sobis — 7. Arrascaeta — 6. Robinho — 5. Neves — 3. Alisson — 2. Henrique — 1. Leo, Dedé, Elber, Raniel, Manoel, Cabral, Hudson — 3. Contras.

E o Cruzeirão Exportação?

quarta-feira, 10 de maio de 2017

O Ceies Football Observatory informa, em seu 25º relatório mensal, o número de estrangeiros em 137 ligas de 93 federações nacionais. São 12.051 estrangeiros atuando em 174 países.

  • EXPORTADORES: Brasil (1.202), França 781, Argentina (753) Sérvia (460), Inglaterra (451), Espanha (362), Alemanha (335), Croácia (323), Nigéria (292), Uruguai (288), Itália (71), Japão (54), Turquia (46), Espanha (43), México (34), Grécia (33), Tailândia (30), Coreia Sul (30) e Hong Kong (29).

Portugal, com 221 jogadores, é o país que mais recebe brasileiros.

O Cruzeiro, precisando pagar os clubes estrangeiros nos quais está dando calote, precisa exportar?

Quem deveria ser passado nos cobres, na opinião do caro leitor?

Cratera financeira

quarta-feira, 19 de abril de 2017

CRUZEIRO tece prejuízo de quase R$30 milhões em 2016. E adiantou R$30 milhões da cota de TV de 2017. O buraco foi de R$60 milhões. Por mês, R$5 milhões. 

Em 2017, o quadro esta se agravando porque a torcida exigiu mais etiquetas, o numero de sócios do futebol caiu drasticamente e o publico desapareceu do estádio. 

Será que o propósito da torcida e da diretoria é chegar ao centenário com o titulo de clube mais endividado do pais? 

Cruzeiro tem o elenco mais valioso do Brasil

domingo, 12 de março de 2017

TRANSFERMARKT, site alemão especializado em negócios do futebol, precificou os elencos dos times da Série A do Brasileiro, Eis os valores, em milhões de reais:

  • 1. Cruzeiro, 253 —– 2. Sumpaulo, 231 —– 3. Franga, 228 —– 4. Palmeiras, 208 —– 5. Fla, 188 —– 6. Grêmio, 178 —–  7. Corintiãs, 161 —– 8. Santos, 155 —– 9. Flu, 144 —– 10. Paranaense, 123 —– 11. Vasco, 115 —– 12 Sport, 110 —– 13. Bota, 96 —– 14. Bahia, 91 —– 15. Vitória, 91 —– 16. Coxa, 88 —– 17. Chape, 73 —– 18. Ponte, 66 —– 19. Avaí, 30 —– 20. Goianiense, 29.

Como se vê, são os times participantes do próximo Brasileiro. Cruzeiro, o mais caro de 2016, continua assim em 2017.

E, agora, vamos ter que disputar os torneios ou é melhor pegar os canecos por antecipação?

Sem limites

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

RODRIGO CAPELO, na revista Época, em 10fev17:

O FUTEBOL SEM LIMITES

A primeira grande contratação do Cruzeiro em 2017 foi Thiago Neves. De volta ao Brasil após três temporadas no Oriente Médio, badalado pelas boas campanhas que fez no Fluminense e no Flamengo na última década, o atleta, como você pode supor, não é dos mais baratos do país. O clube não teve de desembolsar para comprar os direitos econômicos do meia, visto que ele se desligou do ex-time Al Jazira e alegou ter levado um calote, mas a remuneração dele está em torno de R$ 800 mil por mês. As finanças do clube celeste vão dar conta? A realidade é que ninguém pode cravar essa resposta com segurança. O Cruzeiro não trabalha com orçamentos.

Montar um orçamento é uma das práticas mais básicas de um departamento financeiro – até no futebol. Os responsáveis projetam quanto vão arrecadar com cada fonte de receita, entre televisão, patrocinadores e estádio, e calculam quanto vão gastar. Aí entram salários e gastos administrativos. Tudo o que sai do caixa. No fim do cálculo ainda aparecem as despesas financeiras com juros, impostos não pagos, acordos, enfim, os custos com dívidas acumuladas no passado. Se o resultado ficar azul, ótimo, haverá dinheiro para investir. Se ficar vermelho, empréstimos terão de ser tomados ou atletas terão de ser vendidos. O Cruzeiro não tem ideia de nada disso.

ÉPOCA procurou os clubes mais populares do país e pediu a eles os orçamentos para 2017. O Cruzeiro, por meio de sua diretoria de comunicação, afirmou que o clube “não divulga os números de orçamentos”. No Brasil há clubes que publicaram os documentos espontaneamente em seus sites oficiais – Flamengo, Internacional, Grêmio. Há clubes que, após o contato da reportagem, enviaram os números sem colocar restrições – Palmeiras, Atlético-MG, Botafogo. Já o Cruzeiro alegou que por “normas” da casa não abre o orçamento, na íntegra ou parcialmente. Não é verdade. ÉPOCA ouviu de dois interlocutores da direção que o time mineiro nem sequer tem um.

Não que a existência de um orçamento blinde o clube de problemas nas finanças. Na verdade, os brasileiros têm uma série de vícios: superestimar receitas, subestimar despesas, apostar que dezenas de milhões de reais entrarão com transferências de atletas. Mas um planejamento é ao menos um parâmetro. Uma base. Na hora em que o empresário trouxer uma proposta para que o clube pague R$ 800 mil por mês a, digamos, Thiago Neves, os departamentos financeiro e de futebol terão uma noção do impacto que a contratação e os salários causariam nas contas do time. Some a isso os fatos de o Cruzeiro ter uma das folhas salariais mais altas do futebol brasileiro e uma dívida que mais do que dobrou em cinco anos, e o resultado da falta de planejamento pode ser catastrófico.

Pra mim, nenhuma novidade. Há 5 anos, venho repetindo essa ladainha da falta de planejamento e de rumos do Cruzeiro.

Se o Cruzeiro conseguir chegar vivo a 2019, o próximo presidente terá de ser um bombeiro. E por muito tempo.