Arquivo da Categoria ‘NFL e NBA’

Divisionais em Dallas e Pittsburgh

domingo, 15 de janeiro de 2017

MAURO FRANÇA

O Divisional Round tem sequência neste domingo com mais dois jogos.

DALLAS COWBOYS x GREEN BAY PACKERS, 19h30 (horário de Brasília), AT&T Stadium (100.000), Arlington, Texas.

Um dos grandes clássicos da NFL, confronto carregado de tradição e história. Da última vez que se enfrentaram em playoffs, no Divisional da temporada 2014/15, há exatos dois anos, a vitória do Packers, 26×21, em casa, deixou um gosto amargo para o Cowboys. Nos minutos finais, os juízes reverteram uma marcação de touchdown que daria a vitória à equipe, em uma decisão que causou muita polêmica.

O Cowboys não parecia uma aposta segura antes do início dessa temporada. Em 2015, Tony Romo se machucou e a equipe fez uma campanha desastrosa. Ainda sem Romo, a responsabilidade recaiu nos calouros Dak Prescott, quarterback, e Ezekiel Elliott, running back. Depois de uma derrota na estreia, o Cowboys emendou 11 vitórias consecutivas e se tornou a sensação da temporada. Prescott teve desempenho expressivo e Elliott foi o corredor mais acionado e o melhor em jardas conquistadas. A série invicta incluiu vitórias expressivas sobre o Packers, na Semana 6, e Steelers, na Semana 10, ambas fora de casa. Agora, a dupla estreia em playoff, contra um adversário qualificado. O desafio é enorme. As chances do Cowboys dependem de como eles vão reagir. Outra força da equipe é a linha ofensiva, considerada a melhor da Liga. Seu ataque foi o 5º melhor no geral, 2º no jogo corrido, mas apenas o 23º no jogo aéreo. A defesa foi a 14ª em jardas cedidas e 5ª em pontos cedidos, 26ª contra o jogo aéreo e 1ª contra corridas.

A vitória sobre o Giants no Wild Card foi a 7ª seguida do Packers. Aaron Rodgers desequilibrou, com direito a big plays, incluindo um Hail Mary no final do 1º tempo. A má notícia é o desfalque confirmado de Jordy Nelson, alvo preferencial de Rodgers, com lesão nas costelas sofrida neste jogo. Ainda que Randall Cobb tenha dado conta do recado, a perda de Nelson é um golpe. O ataque perde seu melhor recebedor, como já havia perdido Eddie Lacy, o melhor corredor, desde a Semana 5. Rodgers é a chave. Com um desempenho fenomenal do seu QB, as chances do Packers aumentam. Seu ataque foi 8º em jardas conquistadas, 4º em pontos anotados, 7º melhor no jogo aéreo, mas apenas o 20º nas corridas. A defesa foi 22ª no geral, 21ª em pontos cedidos, 31ª contra o jogo aéreo e 8ª contra o corrido.

  • Temporada regular: Cowboys, 30×16, Semana 6, em Green Bay.
  • Playoffs: 7 jogos, Cowboys 4-3.
  • Histórico: 34 jogos, 17-17. 
  • DALLAS COWBOYS
  • Campanha: 13-3 (7-1 em casa, 6-2 fora). Campeão da NFC Leste, 1º na Conferência.
  • Playoffs: Desde 1970, 32ª classificação, 2ª desde 2014. 60 jogos, 34-26. Super Bowl: 8, venceu 5 (71,77,92,93,95), perdeu 3 (70,75,78).
  • Posição nos rankings: defesa – 14º; ataque – 5º; passes – 23º; corridas – 2º; pontos – 5º (26.3)
  • Destaques: Dak Prescott, QB, 23 anos, 1ª temporada, 23 TD, 4 INT, 3.667 jardas (19º) / Ezekiel Elliott, RB, 21 anos, 1ª temporada, 322 corridas (1º) – 1.631 jardas (1º), 15 TD (3º) / Dez Bryant, WR, 28 anos, 7ª temporada, 50 recepções – 796 jardas, 8 TD / Cole Beasley, WR, 27 anos, 5ª temporada, 75 recepções, 833 jardas, 5 TD / Sean Lee, OLB, 30 anos, 6ª temporada, 145 tackles (5º) /
  • Técnico:Jason Garrett, 50 anos, 7ª temporada, 2ª classificação para playoffs. Temporada regular: 58-46. Playoffs: 1-1. 
  • GREEN BAY PACKERS
  • Campanha: 10-6 (6-2 em casa, 4-4 fora). Campeão da NFC Norte, 4º na Conferência. No Wild Card, vitória sobre o Giants, 38×13.
  • Playoffs: Desde 1960, 27ª classificação aos playoffs, 8ª consecutiva. 44 jogos, 26-18. Disputou 5 Super Bowl, venceu 4 (66, 67, 96, 10), perdeu 1 (97).
  • Posição nos rankings: defesa – 22º; ataque – 8º; passes – 7º; corridas – 20º; pontos – 4º (27.0)
  • Destaques: Aaron Rodgers, QB, 33 anos, 12ª temporada, 40 TD (1º), 7 INT, 4.428 jardas lançadas (4º) / Ty Montgomery, RB, 23 anos, 2ª temporada, 77 corridas – 457 jardas, 3 TD / Jordy Nelson, WR, 31 anos, 8ª temporada, 97 recepções (5º) – 1.257 jardas (6º), 14 TD (1º) – fora do jogo / Davante Adams, WR, 24 anos, 3ª temporada, 75 recepções – 997 jardas, 12 TD (2º) / Clay Matthews, OLB, 30 anos, 8ª temporada, 24 tackles, 5.0 sacks.
  • Contra o Giants: Aaron Rodgers, 25-40 passes, 362 jardas, 4 TD / Davante Adams, 8 recep., 125 jardas, 1 TD / Randall Cobb, 5 recep., 116 jardas, 3 TD.
  • Técnico:Mike McCarthy, 53 anos, 11ª temporada, 9 classificações para playoffs, 8ª consecutiva. Temporada regular: 114-61. Playoffs: 9-7. Um Super Bowl (10).

KANSAS CITY CHIEFS x PITTSBURGH STEELERS, 23h00 (horário de Brasília), Arrowhead Stadium (76.400), Kansas City, Missouri.

Na Semana 4 o Chiefs foi massacrado pelo Steelers, em Pittsburgh. Daí em diante, venceu os 5 seguintes e 10 dos últimos 12 jogos, o que lhe valeu o título da Divisão e a 2ª melhor campanha da AFC. O desempenho consistente, pela segunda temporada consecutiva, credenciou o Chiefs como concorrente sério na briga pelo título da Conferência. É uma equipe equilibrada em todos os setores, e que está confiante no seu potencial. Alex Smith pode não ser um quarterback espetacular, mas é experiente e consistente. A variação de formações e jogadas de ataque tramada pelo técnico Andy Reid é uma das forças da equipe. Tyreek Hill, calouro que vem impressionando, pode ser um dos fatores decisivos para a vitória. Vale mencionar a ausência de Jamaal Charles, seu melhor running back, fora de ação com lesão no joelho. Ainda assim, a equipe manteve o poder de fogo ofensivo. A defesa também é parte importante no desempenho do time. A secundária é forte e eficiente, com uma das menores margens de erro. O desafio é parar Le´Veon Bell e melhorar o desempenho na red zone, que foi um dos piores da Liga na temporada regular.

O Big Three mais uma vez foi decisivo na vitória sobre o Dolphins na semana passada. Como ficou evidente, a chave para o sucesso é o desempenho de Le´Veon, que correu para 167 jardas. No jogo da Semana 4, foram 178. Bell tem a 3ª melhor marca de jardas corridas por jogo da história da Liga (157) e é Top 5 no total. Big Ben sofreu uma contusão no pé no final do jogo, chegou a usar uma proteção durante a semana, mas treinou nos últimos dias e deve jogar. O ataque é o 7º melhor em jardas conquistadas e 5º no jogo aéreo. Com muitos calouros na formação, a defesa melhorou muito nas últimas 7 rodadas, quando foi Top 4 em pontos e jardas cedidas e a melhor em sacks. No geral, foi apenas a 12ª em jardas cedidas, 16ª contra o jogo aéreo e 13ª contra corridas.

  • Temporada regular: 1 jogo, Steelers 43×14, em casa, Semana 4.
  • Playoffs: 1 jogo, Chiefs 27×24, Wild Card, 1993.
  • Histórico: 42 jogos, Steelers 21-11.

KANSAS CITY CHIEFS 

  • Campanha: 12-4 (6-2 em casa, 6-2 fora). Campeão da AFC Oeste, 2º na Conferência.
  • Playoffs: 18ª classificação, 2ª consecutiva. 24 jogos, 8-16. Disputou 2 Super Bowl, venceu 1 (69) e perdeu 1 (66).
  • Posição nos rankings: defesa – 24º; ataque – 20º; passes – 19º; corridas – 15º; pontos – 13º (24.3).
  • Principais jogadores: Alex Smith, QB, 32 anos, 12ª temporada – 4ª na equipe, 15 TD, 8 INT, 3.502 jardas / Spencer Ware, RB, 25 anos, 3ª temporada – 2ª na equipe, 214 corridas – 921 jardas, 3TD / Travis Kelce, TE, 27 anos, 4ª temporada, 85 recepções – 1.125 jardas (2ª na posição), 4 TD / Tyreeke Hill, WR, 22 anos, 1ª temporada, 61 recepções – 593 jardas, 6 TD / Marcus Peters, CB, 24 anos, 2ª temporada, 45 tackles, 6 INT (3º).
  • Técnico: Andy Reid, 58 anos, 18ª temporada, 4ª na equipe depois de 14 com o Eagles, 11ª classificação para playoffs, 2ª com a equipe. Temporada regular: 173-114, 43-21. Playoffs: 11-11, 1-2. 
  • PITTSBURGH STEELERS
  • Campanha: 11-5 (6-2 em casa, 5-3 fora). Campeão da AFC Norte, 3º na Conferência.
  • Playoffs: 29ª classificação, 3ª consecutiva. 58 jogos, 35-23. Disputou 8 Super Bowl, conquistou 6 (74,75,78, 79, 05, 08) e perdeu 2 (95,10).
  • Posição nos rankings: defesa – 12º; ataque – 7º; passes – 5º; corridas – 14º; pontos – 11º (24.9).
  • Principais jogadores: Ben Roethlisberger, QB, 34 anos, 13ª temporada, 29 TD (6º), 13 INT, 3.819 jardas lançadas (17º) / Le’Veon Bell, RB, 24 anos, 4ª temporada, 261 corridas (8º) – 1.268 jardas (5º), 75 recepções – 616 jardas, 7 TD / Antonio Brown, WR, 28 anos, 7ª temporada, 106 recepções (2º) – 1.284 jardas (5º), 12 TD (2º) / Lawrence Timmons, ILB, 30 anos, 10ª temporada, 114 tackles, 2.5 sacks, 2 INT.
  • Contra o Dolphins: Ben Roethlisberger, 13-18 passes, 197 jardas, 2 TD, 2 INT / Le’Veon Bell, 29 corridas, 167 jardas, 2 TD / Antonio Brown, 5 recep., 124 jardas, 2 TD.
  • Técnico: Mike Tomlin, 44 anos, 10ª temporada, 7ª classificação para playoffs. Temporada regular: 103-57. Playoffs: 7-5. Super Bowl: 2 – 1 título (08). 

NFL, hoje, em Atlanta e Foxborough

sábado, 14 de janeiro de 2017

MAURO FRANÇA

A rodada do Wild Card não teve a habitual dose de equilíbrio, disputa e emoçãOo das partidas de playoffs. Foram jogos previsíveis, com amplo domínio dos times da casa. O Texans impôs a força de sua defesa sobre um desmantelado Raiders. O ataque do Steelers fulminou a defesa do Dolphins. O Seahawks não deu chances ao Lions. O Packers ainda teve alguma dificuldade contra o Giants, mas deslanchou e venceu com a maior diferença de pontos da rodada.

A expectativa é que os jogos do Divisional Round, as semifinais de Conferência, sejam mais equilibrados e disputados. Não é para menos. Texans, Steelers, Packers e Seahawks enfrentam Patriots, Chiefs, Cowboys e Falcons. Em ação, apenas campeões de Divisão, as melhores equipes da temporada, os melhores jogadores. A nata da temporada.

JOGOS DE SÁBADO

ATLANTA FALCONS x SEATTLE SEAHAWKS, 19h30 (horário de Brasília), Georgia Dome (71.000), Atlanta, Georgia.

Na única vez que se enfrentaram em playoffs, a vitória foi do Falcons, em casa, em um jogo épico decidido nos segundos finais. O então calouro Russell Wilson fez sua sua primeira partida de playoffs, com um desempenho espetacular. Matt Ryan não ficou atrás e salvou sua equipe de um desastre gigantesco. Foi a sua primeira e única vitória em playoffs, em 5 jogos.

O último jogo, na Semana 6, em Seattle, também foi acirrado e terminou com vitória apertada do Seahawks, em casa. Matt Ryan fez uma temporada espetacular. Melhor rating, 2º melhor em jardas aéreas e touchdowns anotados. Pela 6ª temporada seguida, lançou para mais de 4.000 jardas, alcançando a melhor marca da carreira. É candidato a MVP da temporada. Russell Wilson teve uma temporada atribulada por várias lesões. Se por um lado conseguiu a melhor marca da carreira em jardas lançadas, do outro teve a pior em corridas, uma de suas especialidades.

A fortaleza do Falcons é o ataque, 2º melhor da temporada, 3º no jogo aéreo, 5º no corrido e melhor média de pontos anotados por jogo. A defesa não é tão confiável, apenas a 25ª em jardas cedidas, 28ª contra o jogo aéreo e 17ª contra corridas. O técnico Dan Quinn, que faz sua estreia em playoffs, foi assistente técnico e coordenador defensivo do Seahawks entre 09/10 e 13/14.

Para buscar uma vitória fora de casa, Seahawks terá que contar com a força de sua defesa, 5ª melhor da temporada e 1ª contra o jogo corrido. Além de um desempenho acima da média de Russell Wilson e, principalmente, de Thomas Rawls, fator decisivo na vitória sobre o Lions com 161 jardas corridas.

  • Temporada regular: 1 jogo, Seahawks 26×24, em casa, Semana 6.
  • Playoffs: 1 jogo, Falcons 30×28, Divisional Round, 2012.
  • Histórico: 16 jogos, Seahawks 10-6. 
  • ATLANTA FALCONS
  • Campanha: 11-5 (5-3 em casa, 6-2 fora). 1º na NFC Sul, 2º na Conferência.
  • Playoffs: 13ª classificação, 1ª desde 2012. Em 6 não passou do wild card. 19 jogos, 7-12. Disputou 1 Super Bowl e perdeu (98).
  • Posição nos rankings: defesa – 25º; ataque – 2º; passes – 3º; corridas – 5º; pontos – 1º (33.8).
  • Principais jogadores: Matt Ryan, QB, 31 anos, 9ª temporada, 38 TD (2º), 7 INT, 4.944 jardas (2º) / Devonta Freeman, RB, 24 anos, 3ª temporada, 227 corridas – 1.079 jardas (9º), 54 recepções – 462 jardas, 11 TD (6º) / Julio Jones, WR, 27 anos, 6ª temporada, 83 recepções – 1.409 jardas (2º), 6 TD / Vic Beasley, OLB, 24 anos, 2ª temporada, 15.5 sacks (1º), 39 tackles.
  • Técnico: Dan Quinn, 46 anos, 2ª temporada como técnico principal, 1ª classificação aos playoffs. Temporada regular: 19-13. Playoffs: 0-0. 
  • SEATTLE SEAHAWKS
  • Campanha: 10-5-1 (7-1 em casa, 3-4-1 fora). Campeão da NFC Oeste, 3º na Conferência. Wild Card: Vitória sobre o Lions, 26×6.
  • Playoffs: 16ª classificação, 5ª consecutiva. 30 jogos, 16-14. Disputou 3 Super Bowl, venceu 1 (14) e perdeu 2 (06,15).
  • Posição nos rankings: defesa – 5º; ataque – 12º; passes – 10º; corridas – 25º; pontos – 19º (22.1).
  • Principais jogadores: Russell Wilson, QB, 28 anos, 5ª temporada, 21 TD, 11 INT, 4.219 jardas lançadas (10º), 259 jardas corridas. / Thomas Rawls, RB, 23 anos, 2ª temporada, 109 corridas – 349 jardas / Doug Baldwin, WR, 28 anos, 6ª temporada, 94 recepções (7º) – 1.128 jardas (11º), 7 TD / Jimmy Graham, TE, 30 anos, 7ª temporada, 2ª com a equipe, 65 recepções – 923 jardas, 6 TD / Bobby Wagner, MLB, 26 anos, 5ª temporada, 167 tackles (1º).
  • Contra o Lions: Russell Wilson, 23-30 passes, 224 jardas, 2 TD / Thomas Rawls, 27 corridas, 161 jardas / Doug Baldwin, 11 recepções, 104 jardas.
  • Técnico: Pete Carroll, 65 anos, 11ª temporada, 7ª na equipe, 7ª classificação para playoffs, 5ª com a equipe. Temporada regular: 103-72. Playoffs: 10-6, 9-4 com o Seahawks. Super Bowl: 2, 1-1 (14,15). 

NEW ENGLAND PATRIOTS x HOUSTON TEXANS, 23h15 (horário de Brasília), Gillette Stadium (72.220), Foxborough, Massachusetts.

Se há um jogo na rodada que tem um favorito destacado, é este. Provavelmente apenas os torcedores do Texans em uma vitória sobre o Patriots em pleno Gillette Stadium. As temporadas passam e a dupla Tom Brady e Bill Belichick segue acumulando títulos e recordes. O Patriots venceu seus últimos 7 jogos e fechou a temporada regular com a melhor campanha da Liga. O interminável Tom Brady ainda ostenta números expressivos. Ainda que tenha tido a pior marca de jardas lançadas desde 2006 e o menor número de tentativas desde 2001, teve seu melhor rating desde 2007, melhor aproveitamento de passes e o menor número de interceptações da carreira, mesmo ausente dos primeiros 4 jogos, por suspensão. Rob Gronkowski, lesionado, é um desfalque e tanto. Ainda assim o ataque do Patriots mostrou força, 4º melhor no geral e nos passes e 7º nas corridas, além de 3º em pontos marcados. LeGarrett Blount foi o running back que mais marcou touchdowns e o 2º mais acionado. A defesa foi a 8ª melhor, 12ª em jardas aéreas cedidas e a 3ª melhor contra o jogo corrido. O retrospecto também favorece o Patriots, que venceu 7 de 8 jogos contra o Texans.

Bill O´Brien, técnico do Texans, declarou que para buscar a vitória sua equipe vai precisar de um desempenho próximo à perfeição. A força do Texans é a defesa, a melhor da temporada, 2ª contra o jogo aéreo e 12ª contra o corrido. O ataque não foi tão efetivo. Foi apenas o 29º em jardas aéreas, 28º em média de pontos, 8º no jogo corrido. Contratado a peso de ouro no final da temporada passada, Brock Osweiler até aqui decepcionou. Chegou a ir para o banco, só voltando com a contusão de seu substituto. Foi o que bastou para passar pelo Raiders, mas terá que ser bem melhor para se consagrar como a zebra da rodada.

  • Temporada regular: 1 jogo, Patriots 27×0, em casa, Semana 4.
  • Playoffs: 1 jogo, Patriots 41×28, em casa, Divisional Round, 2012.
  • Histórico: 8 jogos, Patriots 7-1. 
  • NEW ENGLAND PATRIOTS
  • Campanha: 14-2 (6-2 em casa, 8-0 fora). Campeão da AFC Leste, 1º na Conferência.
  • Playoffs: 23ª classificação, 8ª consecutiva, 14ª em 16 temporadas. 46 jogos, 28-18. Disputou 8 Super Bowl, venceu 4 (01, 03, 04, 14) e perdeu 4 (85, 96, 07, 11).
  • Posição nos rankings: defesa – 8º; ataque – 4º; passes – 4º; corridas – 7º; pontos – 3º (27.6)
  • Destaques: Tom Brady, QB, 39 anos, 17ª temporada, 28 TD (7º), 2 INT, 3.554 jardas lançadas / LeGarrett Blount, RB, 30 anos, 8ª temporada – 4ª na equipe, 299 corridas (2º) – 1.161 jardas (8º), 18 TD (1º) / Julian Edelman, WR, 30 anos, 8ª temporada, 98 recepções (4º) – 1.106 jardas (13º), 3 TD / Martellus Bennett, TE, 29 anos, 9ª temporada – 1ª na equipe, 55 recepções – 701 jardas, 7 TD.
  • Técnico:Bill Belichick, 64 anos, 22ª temporada, 17ª pela equipe, 15 classificações para playoffs, 14 pela equipe. Temporada regular: 237-115. Playoffs: 23-10. Super Bowl: 4-2.
  • Houston Texans
  • Campanha: 9-7 (7-1 em casa, 2-6 fora). Campeão da AFC Sul pela 2ª vez consecutiva, 4º na Conferência.
  • Playoffs: 4ª classificação, 2ª consecutiva. 6 jogos, 3-3. Ainda não disputou Super Bowl.
  • Posição nos rankings: defesa – 1º; ataque – 29º; passes – 29º; corridas – 8º; pontos – 29º (17.4)
  • Destaques: Brock Osweiler, QB, 26 anos, 5ª temporada, 1ª na equipe depois de 4 com o Broncos, 15 TD, 16 INT (4º), 2.957 jardas lançadas / Lamar Miller, RB, 25 anos, 5ª temporada, 1ª na equipe, 268 corridas (6º) – 1.073 jardas (10º), 5 TD / DeAndre Hopkins, WR, 24 anos, 4ª temporada, 78 recepções – 954 jardas, 4 TD / Quintin Demps, SS, 31 anos, 9ª temporada, 5 na equipe, 55 tackles, 6 INT (2º).
  • Contra o Raiders: Brock Osweiler, 14-25 passes, 168 jardas, 1 TD / Lamar Miller, 31 corridas, 73 jardas, 1 TD / DeAndre Hopkins, 5 recepções, 67 jardas, 1 TD.
  • Técnico:Bill O´Brien, 47 anos, 3ª temporada na equipe e como técnico principal na Liga, 2ª classificação para playoffs. Temporada regular: 27-21. Playoffs: 1-1.

NFL: wildcard de domingo em Pittsburgh e Green Bay

domingo, 8 de janeiro de 2017

A rodada

JOGOS DE DOMINGO

PITTSBURGH STEELERS x MIAMI DOLPHINS, 16h00 (horário de Brasília), Heinz Field (68.400), Pittsburgh, Pennsylvania.

Steelers passou apertado ao perder 4 seguidas entre as Semanas 6 e 10. Depois, deslanchou com 7 vitórias em sequência, incluindo o confronto direto com o Ravens pelo título da AFC Norte, na Semana 16. Sua força reside no Big Three, com Big Ben Roethlisberger, Le´Veon Bell e Antonio Brown, um dos trios mais ajustados da Liga. Bell tem a 3ª melhor marca de jardas corridas por jogo da história da Liga (157) e é Top 5 no total. Pode ser uma peça chave contra uma defesa que é menos que sofrível contra o jogo corrido. O ataque é o 7º melhor em jardas conquistadas e 5º no jogo aéreo. Com muitos calouros na formação, a defesa do Steelers melhorou muito nas últimas 7 rodadas. Nesse período, foi Top 4 em pontos e jardas cedidas e a melhor em sacks. No geral, foi apenas a 12ª em jardas cedidas, 16ª contra o jogo aéreo e 13ª contra corridas.

Torcedor do Dolphins deve estar comemorando até agora a 2ª classificação aos playoffs em 15 temporadas, 1ª desde 2008. Mas deve estar lamentando a ausência de seu QB titular, Ryan Tannehill, de fora por contusão sofrida na Semana 14. Matt Moore, 32 anos, veterano na equipe, vai para seu 4º jogo como titular, apenas o 10º início desde 2012, com a difícil missão de substituir à altura o titular. O motor do ataque é o Jay Ajayi, 4º melhor em jardas conquistadas. Sua melhor performance foi justamente na vitória sobre o Steelers, na Semana 6, quando correu para 204 jardas. As chances do Dolphins passam por outra atuação estelar de seu running back. Seu ataque foi apenas o 24º em jardas conquistadas, 17º em pontos, 26º no jogo aéreo e 9º nas corridas. A defesa vai ter muito trabalho para conter o poderoso ataque do adversário. Na temporada foi a 29ª em jardas e 18ª em pontos cedidos, 15ª contra o jogo aéreo e apenas a 30ª contra corridas, uma das forças do Steelers.

  • Confrontos – Temporada regular 2016: 1 jogo, Miami 30×15, em casa, Semana 6. Histórico: 26 jogos, 13-13. Playoffs: 3 jogos, Miami 2-1.

 

  • PITTSBURGH STEELERS
  • Campanha: 11-5 (6-2 em casa, 5-3 fora). Campeão da AFC Norte, 3º na Conferência.
  • Histórico: Fundada como Pittsburgh Pirates em 1933, mudou o nome para Steelers em 1940. Desde 1970, 29ª classificação aos playoffs, 3ª consecutiva. Em playoffs, 34-23. Disputou 8 Super Bowl, conquistou 6 (74,75,78, 79, 05, 08) e perdeu 2 (95,10).
  • Posição nos rankings: defesa – 12º; ataque – 7º; passes – 5º; corridas – 14º; pontos – 11º (24.9).
  • Principais jogadores: Ben Roethlisberger, QB, 34 anos, 13ª temporada, 29 TD (6º), 13 INT, 3.819 jardas lançadas (17º) / Le’Veon Bell, RB, 24 anos, 4ª temporada, 261 corridas (8º) – 1.268 jardas (5º), 75 recepções – 616 jardas, 7 TD / Antonio Brown, WR, 28 anos, 7ª temporada, 106 recepções (2º) – 1.284 jardas (5º), 12 TD (2º) / Lawrence Timmons, ILB, 30 anos, 10ª temporada, 114 tackles, 2.5 sacks, 2 INT.
  • Técnico: Mike Tomlin, 44 anos, 10ª temporada, 7ª classificação para playoffs. Temporada regular: 103-57. Playoffs: 6-5. Super Bowl: 2 – 1 título (08).

 

  • MIAMI DOLPHINS
  • Campanha: 10-6 (6-2 em casa, 4-4 fora). 2º na AFC Leste, 6º na Conferência.
  • Histórico: Fundado em 1966, chega aos playoffs pela 23ª vez, 1ª desde 2008, 2ª em 15 temporadas. Em playoffs, 20-20. Disputou 5 Super Bowl, venceu 2 (72, 73) e perdeu 3 (71, 82, 84).
  • Posição nos rankings: defesa – 29º; ataque – 24º; passes – 26º; corridas – 9º; pontos – 17º (22.7).
  • Principais jogadores: Ryan Tannehill, QB, 28 anos, 5ª temporada, 19 TD, 12 INT, 2.995 jardas (26º) / Jay Ajayi, RB, 23 anos, 2ª temporada, 260 corridas (9º) – 1.272 jardas (4º), 8 TD (11º) / Jarvis Landry, WR, 24 anos, 3ª temporada, 94 recepções (7º) – 1.136 jardas (10º), 4 TD / Cameron Wake, DE, 34 anos, 8ª temporada, 11.5 sacks (6º), 29 tackles, 5 FF (3º).
  • Técnico: Adam Gase, 38 anos, 1ª temporada como técnico principal, 1ª classificação para playoffs. Contratado em jan16. Temporada regular: 11-5.

GREEN BAY PACKERS x NEW YORK GIANTS, 19h20 (horário de Brasília), Lambeau Field (81.435), Green Bay, Wisconsin.

Ao término da Semana 11, o Packers parecia carta fora do baralho. Tinha apenas 4-6 e vinha numa sequência de 4 derrotas. A partir daí tudo mudou. Sob o comando do fenomenal Aaron Rodgers, a equipe engatou 6 vitórias seguidas, incluindo o confronto direto pelo título da Divisão, contra o Lions, fora de casa. Aos 33 anos, na sua 12ª temporada, titular há 9, Rodgers segue jogando em alto nível, 4º melhor QB em jardas conquistadas e passes completados, e 1º em touchdowns. Se no jogo corrido o ataque deixou a desejar, especialmente com a ausência de Eddie Lacy, de fora desde a Semana 5 por contusão, Rodgers tem boas opções de recebedores. Jordan Nelson ultrapassou 1.000 jardas conquistadas e foi o 1º WR em touchdowns anotados. Davante Adams quase chegou lá e foi o 2º em touchdowns. No geral, o ataque foi 8º em jardas conquistadas, 4º em pontos anotados, 7º melhor no jogo aéreo, mas apenas o 20º nas corridas.

Giants volta aos playoffs pela primeira vez desde o título do Super Bowl 46, em 2011Teve um início negativo, com 2-3 nos 5 primeiros jogos e 3 derrotas consecutivas. Daí em diante, fez uma campanha consistente, com 9 vitórias nos últimos 11 jogos, com direito a uma sequência de 6 vitórias consecutivas entre as Semanas 6 e 12. Venceu duas vezes o Cowboys, melhor campanha da Conferência. Aos 36 anos, Eli Manning ainda é fundamental à equipe. O Giants ainda depende principalmente da eficiência de seu jogo aéreo, impulsionado pelos passes de Manning e recepções de Odell Beckham, 3º melhor em jardas conquistadas. O jogo corrido da equipe é sofrível. No geral, o ataque é o 25º em jardas conquistadas, 26º em pontos, 17º no jogo aéreo e 29º nas corridas. A defesa tem sido uma força, especialmente nos dois últimos meses da temporada. Foi a 10ª melhor em jardas e 2ª melhor em pontos cedidos, 17ª contra o jogo aéreo e 3ª melhor contra corridas.

  • Confrontos – Temporada regular 2016: Um jogo, Packers 23×16, em casa. Histórico: 60 jogos, 32 vitórias Packers, 26 Giants, 2 empates. Playoffs: 2 jogos, Giants 2-0.

 

  • GREEN BAY PACKERS
  • Campanha: 10-6 (6-2 em casa, 4-4 fora). Campeão da NFC Norte, 4º na Conferência.
  • Histórico: Fundada em 1919. Desde 1960, 27ª classificação aos playoffs, 8ª consecutiva. Em playoffs: 25-18. Disputou 5 Super Bowl, venceu 4 (66, 67, 96, 10), perdeu 1 (97).
  • Posição nos rankings: defesa – 22º; ataque – 8º; passes – 7º; corridas – 20º; pontos – 4º (27.0)
  • Destaques: Aaron Rodgers, QB, 33 anos, 12ª temporada, 40 TD (1º), 7 INT, 4.428 jardas lançadas (4º) / Ty Montgomery, RB, 23 anos, 2ª temporada, 77 corridas – 457 jardas, 3 TD / Jordy Nelson, WR, 31 anos, 8ª temporada, 97 recepções (5º) – 1.257 jardas (6º), 14 TD (1º) / Davante Adams, WR, 24 anos, 3ª temporada, 75 recepções – 997 jardas (26º), 12 TD (2º) / Clay Matthews, OLB, 30 anos, 8ª temporada, 24 tackles, 5.0 sacks.
  • Técnico:Mike McCarthy, 53 anos, 11ª temporada, 9 classificações para playoffs, 8ª consecutiva. Temporada regular: 114-61. Playoffs: 8-7. Um Super Bowl (10).

 

  • NEW YORK GIANTS
  • Campanha: 11-5 (7-1 em casa, 4-4 fora). 2º na NFC Leste, 5º na Conferência.
  • Histórico: Fundado em 1925. 16ª classificação aos playoffs, 1ª desde 20011. Em playoffs: 20-11. Super Bowl: 5, venceu 4 (86, 90, 07, 11), perdeu 1 (00).
  • Posição nos rankings: defesa – 10º; ataque – 25º; passes – 17º; corridas – 29º; pontos – 26º (19.4)
  • Destaques: Eli Manning, QB, 36 anos, 13ª temporada, 26 TD (10º), 16 INT (4º), 4.027 jardas (13º) / Rashad Jennings, RB, 31 anos, 7ª temporada – 3ª na equipe, 181 corridas – 593 jardas, 3 TD / Odell Beckham, WR, 24 anos, 3ª temporada, 101 recepções (3º) – 1.367 jardas (3º), 10 TD (5º) / Dominique Rodgers-Cromartie, CB, 30 anos, 9ª temporada – 3ª na equipe, 49 tackles, 1.0 sack, 6 INT (2º).
  • Técnico:Ben McAdoo, 39 anos, 1ª temporada, 1ª classificação para playoffs. Contratado em jan16. Temporada regular: 11-5.

 

NFL: wildcard do sábado em Houston e Seattle

sábado, 7 de janeiro de 2017

MAURO FRANÇA

Agora começa o melhor do show.

É tempo de playoff na NFL. Os melhores da temporada regular se engalfinham em disputa do título das Conferências, passaporte para o Super Bowl 51. É tudo ou nada. Vencedor avança, perdedor volta pra casa. Garantia de jogos eletrizantes, para o deleite dos fanáticos da bola oval, a partir deste final de semana, com a rodada do Wild Card.

Como de costume, a ESPN vai transmitir ao vivo todos os jogos. Programem-se e façam suas apostas.

JOGOS DE SÁBADO

HOUSTON TEXANS x OAKLAND RAIDERS, 19h35 (horário de Brasília), NRG Stadium (72.220), Houston, Texas.

O Raiders fez uma campanha irrepreensível para voltar aos playoffs depois de 14 temporadas. Até a Semana 13, tinha 10-2, com uma série de 6 vitórias seguidas. Travou luta acirrada com o Chiefs pelo título da divisão. Ficou atrás ao perder o confronto direto na Semana 14, voltou a liderança na Semana 16, ao vencer o Colts. Nesse jogo o quarterback Derek Carr, que vinha jogando em alto nível, fraturou a fíbula. Perdeu o título com a derrota para o Broncos na última rodada e, como se não bastasse, o QB reserva Matt McGloin, também se contundiu. Sem alternativa, vai jogar com o calouro Connor Cook, 23 anos, que será o primeiro quarterback na história da Liga a estrear como titular numa partida de playoff. E fora de casa, numa tremenda pressão. O Raiders conta com uma poderosa linha ofensiva, considerada a segunda melhor da Liga, o que pode facilitar a vida do novato. Seu ataque foi o 7º em pontos, 9º em touchdowns e 6º em jardas conquistadas. A defesa foi 26º em jardas cedidas, 24º contra o jogo aéreo e 23º contra corridas.

Na equilibrada AFC Sul, o Texans conquistou o título nos critérios de desempate e volta aos playoffs pela segunda vez consecutiva. Teve uma reta final de temporada regular atribulada, alternando 3 derrotas seguidas com 3 vitórias nos jogos finais, algumas dramáticas, como na Semana 15, quando quase perdeu para o Jaguars, lanterna da divisão, em casa. Nesse jogo, o QB titular Brock Osweiler foi pro banco por deficiência técnica. Seu substituto, Tom Savage, sofreu uma concussão no último jogo e está fora. Osweiler reassumiu o posto e vai ter que mostrar um desempenho muito acima do que vinha tendo. Texans entra pressionado por jogar em casa contra um time com um QB calouro e, sobretudo, para apagar o vexame da temporada passada, quando tomou uma surra do Chiefs (30-0), no wild card, em casa. Mesmo sem J.J. Watt, melhor jogador defensivo por 3 temporadas, sua defesa é forte, a melhor da Liga em jardas cedidas, 2ª melhor contra o jogo aéreo e 12ª contra o corrido. Já o ataque é sofrível, apenas o 29º em jardas conquistadas, 22º em pontos e 31º em touchdowns.

  • Confrontos – Temporada regular 2016: Um jogo, Raiders 27×20, Semana 11. Histórico: 10 jogos, Texans 6-4. Playoffs: 1º jogo. 
  • OAKLAND RAIDERS
  • Campanha: 12-4 (6-2 em casa, 6-2 fora). 2º colocado na AFC Oeste, 5º na Conferência.
  • Histórico: Fundado em 1960, chega aos playoffs pela 22ª vez, a 1ª desde 2002, quando disputou e perdeu o Super Bowl 37. Em 43 jogos, tem 25-18. Disputou 5 Super Bowl, venceu 3 (76, 80, 83) e perdeu 2 (67, 02).
  • Posição nos rankings: defesa: 26º; ataque: 6º; passes: 13º; corridas: 6º; pontos: 7º (26.0)
  • Destaques: Derek Carr, QB, 25 anos, 3ª temporada, 28 TD (7º), 6 INT, 3.937 jardas lançadas (14º) – fora da temporada por fratura da fíbula / Latavius Murray, RB, 26 anos, 3ª temporada, 195 corridas – 788 jardas, 12 TD (5º) / Michael Crabtree, WR, 29 anos, 8ª temporada – 2ª na equipe, 89 recepções – 1.003 jardas, 8 TD / Amari Cooper, WR, 22 anos, 2ª temporada, 83 recepções – 1.153 jardas (8º), 5 TD / Khalil Mack, DE, 25 anos, 2ª temporada, 73 tackles, 11.0 sack (8º).
  • Técnico:Jack Del Rio, 53 anos, 11ª temporada, 2ª pelo Raiders depois de 9 com o Jaguars (2003-2011), duas classificações pra playoffs com o Jaguars (05, 07). Temporada regular: 87-84. Playoffs: 1-2.
  • Houston Texans
  • Campanha: 9-7 (7-1 em casa, 2-6 fora). Campeão da AFC Sul pela 2ª vez consecutiva, 4º na Conferência.
  • Histórico: Fundado em 1999, franquia mais nova da Liga, fez sua primeira temporada em 2002. 4ª classificação aos playoffs, 2ª consecutiva. Em 5 jogos, tem 2-3. Ainda não disputou o Super Bowl.
  • Posição nos rankings: defesa: 1º; ataque: 29º; passes: 29º; corridas: 8º; pontos: 29º (17.4)
  • Destaques: Brock Osweiler, QB, 26 anos, 5ª temporada, 1ª na equipe depois de 4 com o Broncos, 15 TD (27º), 16 INT (4º), 2.957 jardas lançadas (27º) / Lamar Miller, RB, 25 anos, 5ª temporada, 1ª na equipe, 268 corridas (6º) – 1.073 jardas (10º), 5 TD / DeAndre Hopkins, WR, 24 anos, 4ª temporada, 78 recepções – 954 jardas, 4 TD / Quintin Demps, SS, 31 anos, 9ª temporada, 5 na equipe, 55 tackles, 6 INT (2º).
  • Técnico:Bill O’Brien, 47 anos, 3ª temporada na equipe e como técnico principal na Liga, 2ª classificação para playoffs. Temporada regular: 27-21. Playoffs: 0-1.

SEATTLE SEAHAWKS x DETROIT LIONS, 23h15 (horário de Brasília), CenturyLink Field (67.000), Seattle, Washington.

O Seahawks volta aos playoffs pela 5ª vez consecutiva, com seu pior desempenho na sequência. Nos últimos jogos alternou derrotas e vitórias, o que pôs em dúvida sua capacidade em chegar longe nos playoffs. Certamente não vive mais o esplendor das temporadas 13-14, quando disputou por duas vezes o Super Bowl, mas ainda merece respeito. E não perde um jogo de playoff em casa desde 2004. Marshawn Lynch se aposentou e o jogo corrido da equipe caiu vertiginosamente. Earl Thomas se machucou, mas outros integrantes da famosa Legião do Boom seguem firmes, como Bobby Wagner, Kam Chancellor e Richard Sherman. A força do Seahawks reside principalmente na defesa, 5ª melhor em jardas cedidas, 8ª contra o jogo aéreo e 7ª contra o jogo corrido. Russell Wilson teve problemas com contusões ao longo da temporada, teve sua pior marca de toda a carreira no jogo corrido, uma de suas especialidades, mas declarou que se sente em forma para os playoffs. O ataque foi 12º em jardas conquistadas por jogo, 10º no jogo aéreo, apenas o 25º no corrido, 18º em pontos e touchdowns.

O Detroit Lions chegou a disparar na liderança da NFC Norte depois de vencer 8 de 9 jogos entre as Semanas 5 e 14. Rateou na reta final da temporada com 3 derrotas consecutivas, a última no confronto direto com o Packers pelo título da divisão, em casa, na Semana 17. Garantiu a vaga nos critérios de desempate. Luta contra um retrospecto terrível. Desde 1970, só ganhou um de 11 jogos de playoffs, há 25 anos. Nas últimas 7 participações, perdeu todas no wild card. Sem contar o jejum de títulos, que já dura quase 60 anos. O último foi ainda na antiga NFL, em 1957. Em confrontos com times classificados, tem 0-5. Matthew Stafford é um excelente QB, o que mais conseguiu viradas no 4º quarto, mas caiu nos jogos finais. Seu melhor recebedor é Golden Tate, ex-Seahawks. Zach Zenner apareceu bem nos últimos jogos, mas o desempenho ofensivo da equipe, no geral, foi sofrível: 21º em jardas conquistadas, 11º no jogo aéreo, 30º no corrido e 20º em touchdowns. Sua defesa foi 18ª em jardas cedidas, apenas a 19ª contra o jogo aéreo e 18ª contra corridas.

  • Confrontos – Temporada regular 2016: Nenhum jogo. Histórico: 11 jogos, Colts 7-4. Playoffs: 1º jogo. 
  • SEATTLE SEAHAWKS
  • Campanha: 10-5-1 (7-1 em casa, 3-4-1 fora). Campeão da NFC Oeste, 3º na Conferência.
  • Histórico: Fundado em 1974, jogou sua primeira temporada em 1976. 16ª classificação aos playoffs, 5ª consecutiva. Em playoffs, 29 jogos, 15-14. Disputou 3 Super Bowl, venceu 1 (14) e perdeu 2 (06,15).
  • Posição nos rankings: defesa: 5º; ataque: 12º; passes: 10º; corridas: 25º; pontos: 19º (22.1).
  • Principais jogadores: Russell Wilson, QB, 28 anos, 5ª temporada, 21 TD (17º), 11 INT, 4.219 jardas lançadas (10º), 259 jardas corridas. / Thomas Rawls, RB, 23 anos, 2ª temporada, 109 corridas – 349 jardas / Doug Baldwin, WR, 28 anos, 6ª temporada, 94 recepções (7º) – 1.128 jardas (11º), 7 TD / Jimmy Graham, TE, 30 anos, 7ª temporada, 2ª com a equipe, 65 recepções – 923 jardas, 6 TD / Bobby Wagner, MLB, 26 anos, 5ª temporada, 167 tackles (1º).
  • Técnico: Pete Carroll, 65 anos, 11ª temporada, 7ª na equipe, 7ª classificação pra playoffs, 5ª com a equipe. Temporada regular: 103-72. Playoffs: 9-6, 8-4 com o Seahawks. Super Bowl: 2, 1-1 (14,15). 
  • DETROIT LIONS
  • Campanha: 9-7 (6-2 em casa, 3-5 fora). 2º na NFC Norte, 6º na Conferência.
  • Histórico: Fundado em 1953 com o nome de Portsmouth Spartans, mudou pra Detroit Lions em 1934. Ganhou 4 títulos na antiga NFL, o último em 1957. Depois da fusão NFL-AFL em 1970, é a 12ª classificação aos playoffs. Em 10 não passou do wild card. É a única equipe da NFC que não disputou Super Bowl. Em 12 jogos, tem 1-11
  • Posição nos rankings: defesa: 18º; ataque: 21º; passes: 11º; corridas: 30º; pontos: 20º (21.6).
  • Principais jogadores: Matthew Stafford, QB, 28 anos, 8ª temporada, 24 TD (14º), 10 INT, 4.327 jardas (6º) / Zach Zenner, RB, 25 anos, 2ª temporada, 88 corridas – 334 jardas, 4 TD / Golden Tate, WR, 28 anos, 7ª temporada – 3ª na equipe, 91 recepções (10º) – 1.077 jardas (15º), 4 TD / Anquan Boldin, WR, 36 anos, 14ª temporada – 1ª na equipe, 67 recepções – 584 jardas, 8 TD (9º) / Tahir Whitehead, MLB, 26 anos, 5ª temporada, 132 tackles (9º).
  • Técnico: Jim Caldwell, 61 anos, 6ª temporada, 3ª pela equipe, 4ª classificação pra playoffs. Temporada regular: 53-43. Playoffs: 2-3, 0-1 pela equipe.

NFL, semana 17: Fim da temporada regular

domingo, 1 de janeiro de 2017

Dolphins 14×35 Patriots, Sun Life Stadium, Miami

Eagles 27×13 Cowboys, Lincoln Financial Field, Philadelphia

Bengals 27×10 Ravens, Paul Brown Stadium, Cincinnati

Colts 24×20 Jaguars, Lucas Oil Stadium, Indianapolis

Jets 30×10 Bills, MetLife Stadium, East Rutherford

Steelers 27×24 Browns, Heinz Field, Pittsburgh

Vikings 38×10 Bears, U.S. Bank Stadium, Minneapolis

Falcons 38×25 Saints, Georgia Dome, Atlanta

Titans 24×17 Texans, Nissan Stadium, Nashville

Buccaneers 17×16 Panthers, Raymond James Stadium, Tampa

Broncos 24×6 Raiders, Sports Authority Field at Mile High, Denver

Redskins 10×19 Giants, FedEx Field, Landover

Chargers 27×37 Chiefs, Qualcomm Stadium, San Diego

49ers 23×25 Seahawks, Levi’s Stadium, Santa Clara

Rams 6×44 Cardinals, Los Angeles Memorial Coliseum, Los Angeles

Lions 24×31 Packers, Ford Field, Detroit

16ª NFL: Packers e Lions no mano a mano

sábado, 24 de dezembro de 2016

Em meio aos festejos natalinos, a temporada regular da NFL chega à Semana 16, a sua penúltima rodada. A briga pelos playoffs esquenta ainda mais.

Das 12 vagas disponíveis, 4 estão definidas. Na AFC, estão classificados o PATRIOTS, campeão da Divisão Leste, e o RAIDERS, que já garantiu no mínimo a 5ª colocação da Conferência. Na NFC, COWBOYS e SEAHAWKS, campeões das Divisões Leste e Oeste.

Restam 8 vagas em disputa, 4 em cada Conferência, além da ordem de classificação, que define os confrontos dos playoffs e a vantagem do mando de campo.

A maratona na ESPN começou na quinta, segue hoje com quatro jogos, mais dois no domingo, e termina com o Monday Night (horários abaixo).

JOGOS

EAGLES 24×19 GIANTS: Para o Eagles, vitória não fez diferença. Para o Cowboys, valeu o título da Divisão e a melhor campanha da NFC. Mesmo perdendo, Giants segue em ótima posição para garantir uma das vagas de melhor campanha.

PACKERS x VIKINGS: Packers em ascensão, 4 vitórias consecutivas. Vikings em queda livre, duas vitórias nos últimos 9 jogos. Se vencer, Packers decide o título da divisão em confronto direto com o Lions na última rodada; se perder, pode se complicar. Para o Vikings é tudo ou nada.

BILLS x DOLPHINS: Dolphins tem 8 vitórias nos últimos 9 jogos. Com mais uma, praticamente se garante no wild card. Para o Bills é tudo ou nada.

PATRIOTS x JETS: Patriots busca a melhor campanha da Conferência e a vantagem do mando de campo. Vem no embalo de 5 vitórias seguidas. O Jets, uma vitória nos últimos 6 jogos, dificilmente vai opor resistência.

JAGUARS x TITANS: Com vitória Titans leva a decisão para o confronto direto com o Texans na última rodada, em casa. Venceu os últimos 3. Jaguars perdeu os últimos 9 e tem 1-6 em casa.

BROWNS x CHARGERS: Eliminados. À essa altura da temporada, Browns ainda busca sua primeira vitória.

BEARS x REDSKINS: Bears, eliminado; Redskins na corda bamba.

PANTHERS x FALCONS: Panthers começou com 1-5, depois venceu 5 de 8, duas seguidas. Reação pode ter vindo tarde demais. Tem que vencer e secar muitos adversários. Com 5-2 fora de casa, se vencer Falcons dará um passo gigantesco rumo aos playoffs.

RAIDERS x COLTS: Vencendo, Raiders confirma o título e vantagem. Venceu 7 dos últimos 8 jogos. Em casa, tem 5-2. Para o Colts é tudo ou nada.

SAINTS x BUCCANEERS: Buccaneers está na briga pelo título. Antes da derrota para os Cowboys na última rodada, vinha de 5 vitórias seguidas. Tem 5-2 fora de casa. Saints tem chances remotas. Derrota é fim de linha. Tem 3-4 em casa.

SEAHAWKS x CARDINALS: Amistoso. Seahawks já é o campeão, Cardinals está eliminado.

RAMS x 49ERS: Mais um jogo de eliminados. Rams vem de 5 derrotas seguidas, 49ers de 13.

TEXANS x BENGALS: Para não se complicar, Texans tem que vencer. Nos últimos 5 jogos, perdeu 3 seguidos e venceu 2, o último uma vitória sofrida sobre o lanterna Jaguars. Bengals está eliminado.

STEELERS x RAVENS: Decisão da AFC Norte. Se vencer, Steelers conquista o título. Vem de 5 vitórias consecutivas, 4 fora de casa. Ravens precisa vencer os dois últimos jogos fora de casa. Um desafio e tanto para quem tem 2-4, as duas vitórias sobre Browns e Jaguars.

CHIEFS x BRONCOS: Chiefs liderava a divisão até perder de forma incrível para os Titans na última rodada. Ainda briga pelo título, mas está bem encaminhado para uma das vagas de melhor campanha. Para o Broncos é tudo ou nada. Perdeu 3 dos últimos 4.

COWBOYS x LIONS: Cowboys já tem o título e a melhor campanha da conferência. Lions conquista o título com vitória e derrota do Packers.

15ª NFL: Cowboys, Patriots e Raiders nos pleiofes

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

MAURO FRANÇA

PRÉ-JOGOS

Briga acirrada na reta final da temporada regular da NFL. Faltando apenas três rodadas, apenas 2 das 12 vagas nos playoffs estão definidas, o que torna a disputa ainda mais emocionante.

Cada temporada reserva suas surpresas e decepções, desempenhos fantásticos e fracassos retumbantes. Em 2016 não tem sido diferente.

Times com desempenhos sofríveis em anos recentes, como Dolphins, Raiders e Buccaneers, estão vivos na briga pelos playoffs. Depois de uma temporada frustrante, o Cowboys tem a melhor campanha até agora, liderado por uma dupla de calouros. Panthers, Cardinals e Bengals, os 3 melhores de 2015, estão praticamente eliminados. O lanterna Titans briga agora pelo título da divisão.

Os campeões de cada divisão e os dois de melhor campanha na conferência classificam-se para os playoffs. Até aqui, apenas duas equipes asseguraram vaga. O Seahawks conquistou o título da NFC Oeste ao vencer o Rams na abertura da rodada. O Cowboys já assegurou, no mínimo, uma das vagas de melhor campanha. Na sequência da rodada outras definições poderão acontecer.

SEMANA 15

SEAHAWKS 24×3 RAMS. Seahawks conquistou o título da NFC Oeste.

JETS 13×34 DOLPHINS. Dolphins segue na briga por uma das vagas de melhor campanha.

CHIEFS 17×19 TITANS. Ambos disputam o título de suas divisões. Chiefs tem 5-2 em casa; Titans, 4-3 fora.

RAVENS 27×26 EAGLES. Vitória essencial. Ravens segue vivo na briga pelo título da AFC Norte. Eagles, eliminado, perdeu as últimas 5.

BRONCOS 3×16 PATRIOTS. Broncos luta pela vaga de melhor campanha, pressionado pela vitória do Dolphins. Patriots, 7-0 fora de casa, conquistou seu 8º título de divisão consecutivo.

COWBOYS 26×20 BUCCANEERS. Cowboys conquistou o título da divisão e já tem, no mínimo, a 2ª melhor campanha da Conferência. Tem 6-1 em casa. Buccaneers parecia fora de qualquer disputa, mas venceu 5 seguidas e agora briga pelo título de divisão. Tem 5-2 fora de casa.

BILLS 33×13 BROWNS: Jogo de eliminados. Bills vinha de 2 derrotas. Browns perdeu todos os seus jogos.

BENGALS 20×24 STEELERS: Bengals eliminado. Steelers briga pelo título da divisão e venceu a 5ª seguida.

GIANTS 17×6 LIONS: Giants ainda sonha com o título da divisão, mas jantem wildcard garantido. Em casa, chegou a 7-1. Lions está ameaçado pelo Packers na divisão.

VIKINGS 6×34 COLTS: Vikings está fora dos pleiofes. Colts segue na briga do título de divisão.

TEXANS 21×20 JAGUARS: Vitória mantém o Texans na liderança da divisão. Em casa, tem 6-1. Jaguars venceu apenas 2 jogos, completou 9 derrotas seguidas e demitiu o técnico.

CARDINALS 41×48 SAINTS: Cardinals já estava eliminado. Saints, dirimente avança.

FALCONS 41×13 49ERS: Falcons mantém a liderança da divisão, mesmo com um modesto 4-3 em casa. 49ers venceu na estreia e perdeu as 13 seguintes. Mais uma temporada desastrosa.

CHARGERS 16×19 RAIDERS: Antes do tropeço na penúltima rodada, o Raiders vinha de 6 vitórias seguidas. venceu e agora tem 6-1. Chargers está eliminado, raiders segue adiante.

BEARS 27×30 HACKERS. Packers venceu fora e segue respirando. O retrospecto de 3-4 não é animador, mas a sequência de 4 vitórias seguidas é. O Bears, lanterna da divisão, só venceu 3 até agora.

REDSKINS 15×26 PANTHERS. Derrota fatal pro Redskins. Panthers, com 2-5 fora de casa depende de um milagre pra se classificar.

Colégio eleitoral do futebol americano

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Times do futebol americano, conforme estados onde venceram Donald ou Hilária:

  • DONALD: Miami Dolphins, Cincinnati Bengals, Cleveland Browns, Pittsburgh Steelers, Houston Texans, Indianapolis Colts, Jacksonville Jaguars, Tennessee Titans, Kansas City Chiefs, Dallas Cowboys, Philadelphia Eagles, Green Bay Packers, Atlanta Falcons, Carolina Panthers, New Orleans Saints, Tampa Bay Buccaneers, Arizona Cardinals.
  • HILÁRIA:  Buffalo Bills, New England Patriots, New York Jets, Baltimore Ravens, Denver Broncos, Oakland Raiders, San Diego Chargers, New York Giants, Washington Redskins, Chicago Bears, Detroit Lions, Minnesota Vikings, Los Angeles Rams, San Francisco 49ers, Seattle Seahawks.

O esporte repete a política.

NBA dá mole pros rivais…

terça-feira, 28 de junho de 2016

Stephen Curry e LeBron James, os maiorais da NBA, não virão ao Rio.

Mas estão presentes:

  • Carmelo Anthony (Knicks),  Harrison Barnes (Warriors),  Jimmy Butler (Bulls),  DeMarcus Cousins (Kings), DeMar DeRozan (Raptors), Kevin Durant (Thunder), Paul George (Pacers), Draymond Green (Warriors), Kyrie Irving (Cavaliers), DeAndre Jordan (Clippers), Kyle Lowry (Raptors) e Klay Thompson (Warriors).

Ficou fácil pros adversários dos estados Unidos, né mesmo?

Carvalhândia em festa

terça-feira, 31 de maio de 2016

O Golden State Warriors, de Oakland, está na final da NBA. O time de Curry e Thompson, virou a série, que estava em 1×3 pra 4×3.

Nesta 7ª partida, o placar de 96×88 ficou um pouco largo pro que se viu em quadra.

O Oklahoma City Thunder, de Durant e Westbrook, um timaço, jogou muito nos peliofes, mas sucumbiu por não ter como manter o ritmo ao colocar os reservas na quadra.

Agora, a final, Warriors contra os Cavaliers. Tal qual aconteceu em 2015.