Arquivo da Categoria ‘NFL e NBA’

NFL 06-18: Rams, único invicto

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Patriots 43 : 40 Chiefs

Cowboys 40 : 7 Jaguars

Titans 0 : 21 Ravens

Broncos 20 : 23 Rams

Falcons 34 : 29 Buccaneers

Bengals 21 : 28 Steelers

Browns 14 : 38 Chargers

Texans 20 : 13 Bills

Dolphins 31 : 28 (28 : 28) Bears

Vikings 27 : 17 Cardinals

Jets 42 : 34 Colts

Raiders 3 : 27 Seahawks

Redskins 23 : 17 Panthers

Giants 13 : 34 Eagles

Packers 33:30 49ers

Semana 5 NFL: Rams e Chiefs, invictos

domingo, 7 de outubro de 2018

PATRIOTS 38×24 COLTS

TITANS 12×13 BILLS

DOLPHINS 17×27 BENGALS

RAVENS 9×12 BROWNS

PACKERS 23×31 LIONS

CHIEFS 30×14 JAGUARS

PANTHERS 33×31 GIANTS

STEELERS 41×17 FALCONS

BRONCOS 16×34 JETS

CHARGERS 26×10 RAIDERS

EAGLES 21×23 VIKINGS

49ERS 18×28 CARDINALS

RAMS 33×31 SEAHAWKS

COWBOYS 16×19 TEXANS

REDSKINS 19×43 SAINTS

NFL semana 4: Rams, imparável!

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Los Angeles Rams 38–31 Minnesota Vikings
Atlanta Falcons 36–37 Cincinnati Bengals
Chicago Bears 48–10 Tampa Bay Buccaneers
Dallas Cowboys 26–24 Detroit Lions
Green Bay Packers 22–00 Buffalo Bills
Indianapolis Colts 34–37 Houston Texans
Jacksonville Jaguars 31–12 New York Jets
New England Patriots 38–7 Miami Dolphins
Tennessee Titans 26–23 Philadelphia Eagles
Arizona Cardinals 17–20 Seattle Seahawks
Oakland Raiders 45–42 Cleveland Browns
Los Angeles Chargers 29–27 San Francisco 49ers
New York Giants 18–33 New Orleans Saints
Pittsburgh Steelers 14–26 Baltimore Ravens
Denver Broncos 23–27 Kansas City Chiefs

NFL, semana 3: Dolphins, Chiefs e Rams, invictos

terça-feira, 25 de setembro de 2018

Browns 21×17 Jets

Falcons 34×43 Saints

Ravens 27×14 Broncos

Panthers 31×21 Bengals

Texans 22×27 Giants

Jaguars 6×9 Titans

Chiefs 38×27 49ers

Dolphins 28×20 Raiders

Vikings 6×27 Bills

Eagles 20×16 Colts

Redskins 31×17 Packers

Rams 35×23 Chargers

Cardinals 14×16 Bears

Seahawks 24×13 Cowboys

Lions 26×10 Patriots

Buccaneers 27×30 Steelers

Semana 2 NFL: Empate no Lambeau Field

terça-feira, 18 de setembro de 2018

Bears 24 : 17 Seahawks

Cowboys 20 : 13 Giants

Broncos 20 : 19 Raiders

Jaguars 31 : 20 Patriots

Rams 34 : 0 Cardinals

49ers 30 : 27 Lions

Falcons 31 : 24 Panthers

Bills 20 : 31 Chargers

Packers 29 : 29 Vikings

Saints 21 : 18 Browns

Jets 12 : 20 Dolphins

Steelers 37 : 42 Chiefs

Buccaneers 27 : 21 Eagles

Titans 20 : 17 Texans

Redskins 9 : 21 Colts

Bengals 34 : 23 Raven

Semana 01 NFL: Rodgers fez mais jogo histórico

terça-feira, 11 de setembro de 2018

PRIMEIRA SEMANA da NFL já teve jogo pra História. Aconteceu no Lambeu Field, onde Aaron Rodgers aprontou mais uma das suas, c omandando seu time numa virada espetacular.

Raiders 13-33 Rams

Lions 17-48 Jets

Packers 24-23 Bears

Cardinals 6-24 Redskins

Panthers 16-8 Cowboys

Broncos 27-24 Seahawks

Chargers 28-38 Chiefs

Ravens 47-3 Bills

Browns 21-21 Steelers

Colts 23-34 Bengals

Dolphins 27-20 Titans

Vikings 24-16 49ers

Patriots 27-20 Texans

Saints 40-48 Buccaneers

Giants 15-20 Jaguars

Eagles 18-12 Falcons

Superbowl 52: Eagles 41×33 Patriots

domingo, 4 de fevereiro de 2018

NEW ENGLAND PATRIOTS x PHILADELPHIA EAGLES. Super Bowl 52, U.S. Bank Stadium (66.655), Minneapolis, Minnesota. ESPN, 21:30 h.

Poucas vezes em um Super Bowl se viu um favorito tão destacado. A confiar nas bolsas de apostas, na opinião de analistas e em diversas enquetes, o resultado da edição Bowl 52 já está definido, com mais um título do Patriots. As razões de tamanho favoritismo podem ser resumidas em dois nomes: Tom Brady e Bill Belichick, a mais duradoura e vitoriosa parceria entre quarterback e técnico da história da Liga. Entre 1960, ano de fundação da franquia, e 1999 o Patriots disputou apenas 2 Super Bowl e perdeu ambos. Na era Brady-Belichick, a partir de 2000, esta será a 8ª decisão, 3ª nas últimas 4 temporadas, com 5 títulos até aqui. Isso sem contar os inúmeros recordes e marcas alcançadas ao longo dos anos. Com a eficiência de Brady em acionar os seus alvos e as estratégias surpreendentes de Belichick e seus coordenadores, o Patriots é uma equipe difícil de ser batida e, quando é preciso, mostra um poder de reação impressionante. Basta lembrar a histórica virada sobre o Falcons no Super Bowl 51 ou a vitória sobre o Jaguars na final da AFC, há duas semanas.

Do outro lado, o Eagles aparece como azarão. Mesmo tendo feito a melhor campanha da NFC, entrou nos playoffs sob desconfiança geral, por conta da grave lesão do explosivo Carson Wentz, seu quarterback titular, na Semana 14. Até então, a equipe voava baixo com uma campanha de 11-2 e Wentz era um dos candidatos a MVP da temporada. A dura missão de manter o nível caiu nas mãos do reserva Nick Foles, que ao longo de 5 temporadas teve desempenho não mais que modesto e atribulado por algumas lesões. Para surpresa de muitos, o jogo virou nos playoffs. Assumindo o rótulo de azarão, a equipe desbancou os considerados favoritos Falcons e Vikings com vitórias contundentes. Nesses jogos mostrou o que tem de melhor, uma defesa sólida e um ataque balanceado, eficiente tanto no jogo corrido quanto nos passes. E no massacre sobre o Vikings, na final da Conferência, Foles teve um desempenho acima da média, com a melhor atuação da sua carreira. O desafio agora é ainda maior, mas o Eagles chega à final motivado e com a confiança em alta para conquistar o primeiro Super Bowl da franquia.

Eagles e Patriots decidiram o Super Bowl 34. O Patriots levou a melhor com uma vitória apertada de 24-21 e conquistou seu terceiro título, na quinta temporada da era Brady-Belichick. Curiosamente, na ocasião, o Eagles enfrentou e venceu Falcons e Vikings, os mesmos adversários dessa temporada.

NEW ENGLAND PATRIOTS

  • Temporada Regular: 13-3 (6-2 em casa, 7-1 fora). 1º na AFC Leste, 1º na Conferência. Playoffs: 35-14 vs Titans, 24-20 vs Jaguars.
  • Playoffs: 19ª participação desde 70, 9ª consecutiva, 15ª nas últimas 17 temporadas. 51 jogos, 33-18. Finais de Conferência: 14, 10-4. Super Bowl: 10ª participação – 5 vitórias (02, 04, 05, 15, 17), 4 derrotas (86, 97, 08, 12).
  • Posição nos rankings: defesa – 29º; ataque – 1º; passes – 2º; corridas – 10º; pontos – 2º (28.6)
  • Principais jogadores: Tom Brady, QB, 40 anos, 18ª temporada, 32 TD (3º), 8 INT, 4.577 jardas (1º), 385-581 passes – 66.3% / Dion Lewis, RB, 27 anos, 6ª temporada – 3ª na equipe, 180 corridas – 896 jardas, 32 recepções – 214 jardas, 6 TD / Rob Gronkowski, TE, 28 anos, 8ª temporada, 69 recepções – 1.084 jardas, 8 TD / Danny Amendola, WR, 32 anos, 9ª temporada – 5ª na equipe, 61 recepções – 659 jardas, 2 TD / Brandin Cooks, WR, 24 anos, 4ª temporada – 1ª na equipe, 65 recepções – 1.082 jardas, 7 TD / Devin McCourty, FS, 30 anos, 8ª temporada, 97 tackles, 1.0 sacks, 1 INT / Kicker: Stephen Gostkowski, 33 anos, 12ª temporada, 37-40 FG – 92.5%.
  • Técnico:Bill Belichick, 65 anos, 23ª temporada, 18ª pela equipe, 16 classificações para playoffs, 15 pela equipe. Temporada regular: 250-118 (214-74 pela equipe). Playoffs: 28-10 (27-9 com a equipe). Super Bowl: 10, 3 como coordenador defensivo (2-1) e 8º como técnico principal (5-2). 

PHILADELPHIA EAGLES

  • Temporada Regular: 13-3 (7-1 em casa, 6-2 fora). 1º na NFC Leste, 1º na Conferência. Playoffs: 15-10 vs Falcons, 38-7 vs Vikings.
  • Playoffs: 22ª participação desde 70, 1ª desde 13. 37 jogos, 17-20. Finais de Conferência: 7, 3-4. Super Bowl: 3ª participação – 0 vitórias, 2 derrotas (81, 05).
  • Posição nos rankings: defesa – 4º; ataque – 7º; passes – 13º; corridas – 3º; pontos – 3º (28.6).
  • Principais jogadores: Nick Foles, QB, 28 anos, 6ª temporada – 4ª na equipe, 3 jogos, 5 TD, 2 INT, 537 jardas / LeGarrett Blount, RB, 31 anos, 9ª temporada – 1ª na equipe, 173 corridas – 766 jardas, 2 TD / Jay Ajayi, RB, 24 anos, 3ª temporada – 1ª na equipe, 208 corridas – 873 jardas, 1 TD / Zach Ertz, TE, 27 anos, 5ª temporada, 74 recepções – 824 jardas, 8 TD / Alshon Jeffery, WR, 27 anos, 6ª temporada – 1ª na equipe, 57 recepções – 789 jardas, 9 TD (4º) / Brandon Graham, DE, 29 anos, 8ª temporada, 47 tackles, 9.5 sacks / Fletcher Cox, DT, 27 anos, 6ª temporada, 26 tackles, 5.5 sacks, 1 FF / Kicker: Jake Elliott, 22 anos, 1ª temporada, 26-31 FG – 83.9%.

Técnico: Doug Pederson, 49 anos, 2ª temporada como técnico principal. Temporada regular: 20-12. Playoffs: 2-0. Super Bowl: 1º.

NFL: Finais de Conferência

domingo, 21 de janeiro de 2018

MAURO FRANÇA

Neste domingo serão disputadas as finais de conferência da NFL. Os vencedores garantem o título e, mais importante, a presença no Super Bowl 52, em 04fev em Minneapolis.

JACKSONVILLE JAGUARS x NEW ENGLAND PATRIOTS. Gillette Stadium (66.829), Foxborough, Massachussetts. ESPN, 18:05 h.

No início da temporada, nenhum analista, e talvez nem o mais fanático torcedor, apostaria nas chances do Jaguars chegar aos playoffs, quanto mais na final de Conferência. O fato é que a equipe protagonizou uma das maiores recuperações da história da Liga entre temporadas, ao sair de um 3-13 em 2016 direto para a disputa do título da AFC. Em boa parte, os créditos devem ser dados à uma defesa sólida, 2ª melhor em jardas cedidas, 1ª contra o jogo aéreo, 2ª melhor em sacks e pontos cedidos, e ao eficiente jogo corrido da equipe, 1º em jardas conquistadas, comandado pelo calouro Leonard Fournette. Estes foram fatores decisivos na histórica vitória sobre o Steelers na semana passada. Resta saber se o Jaguars já atingiu seu ponto máximo ou se ainda tem armas suficientes para uma façanha ainda maior.

O Patriots carrega todo o favoritismo nesse confronto. É a equipe mais vitoriosa da Liga nas últimas décadas, com larga experiência em playoffs. Enquanto o Jaguars disputa apenas a sua 3ª final em 22 anos, o Patriots fará a sua 7ª consecutiva, a 12ª desde 2001, tendo saído vitorioso em 7 das 11 anteriores, com apenas uma derrota em casa. O retrospecto contra o Jaguars também é amplamente favorável, com 10 vitórias em 11 jogos, incluindo 4 de playoffs, entre eles a decisão da AFC em 97. Em campo, a equipe segue mostrando força, especialmente no ataque, 1º em jardas conquistadas e 2º melhor no jogo aéreo. Brady foi o 1º em jardas lançadas. Aos 40 anos, ele ainda faz a balança pender para sua equipe. Um corte em um dos dedos de sua mão direita limitou sua participação nos treinamentos da semana, mas as últimas notícias dão como certa sua presença no jogo, para a tranquilidade dos torcedores do Patriots.

JACKSONVILLE JAGUARS

  • Temporada Regular: 10-6 (6-2 em casa, 4-4 fora). 1º na NFC Sul, 3º na Conferência. Wild Card: 10-3 no Bills. Divisional: 45-42 no Steelers.
  • Playoffs: 7ª participação desde 95, ano de sua fundação, 1ª desde 07. 13 jogos, 7-6. Finais de Conferência: 3ª, 1ª desde 99, 0-2. Super Bowl: Não disputou.
  • Posição nos rankings: defesa – 2º; ataque – 6º; passes – 17º; corridas – 1º; pontos – 5º (26.1)
  • Principais jogadores: Blake Bortles, QB, 25 anos, 4ª temporada, 21 TD, 13 INT, 3.687 jardas, 315-523 passes – 60.2% / Leonard Fournette, RB, 22 anos, 1ª temporada, 268 corridas – 1.040 jardas (8º), 36 recepções – 302 jardas, 9 TD (3º) / Telvin Smith, OLB, 26 anos, 4ª temporada, 102 tackles, 1.0 sacks, 1 FF, 3 INT / Calais Campbell, DE, 31 anos, 10ª temporada – 1ª na equipe, 67 tackles, 14.5 sacks (2º), 3 FF / J. Bouye, CB, 26 anos, 5ª temporada – 1ª na equipe, 56 tackles, 6 INT (3º) / Kicker: Josh Lambo, 27 anos, 3ª temporada – 1ª na equipe, 19-20 FG – 95.0%.
  • Técnico: Doug Marrone, 53 anos, 4ª temporada como técnico principal – 2ª na equipe. Temporada regular: 26-24 (na equipe, 11-7). Playoffs: 2-0.

NEW ENGLAND PATRIOTS

  • Temporada Regular: 13-3 (6-2 em casa, 7-1 fora). 1º na AFC Leste, 1º na Conferência. Divisional: 35-14 no Titans.
  • Playoffs: 19ª participação desde 70, 9ª consecutiva, 15ª nas últimas 17 temporadas. 49 jogos, 31-18. Finais de Conferência: 14ª, 7ª consecutiva, 9-4. Super Bowl: 9 – 5 vitórias (02, 04, 05, 15, 17), 4 derrotas (86, 97, 08, 12).
  • Posição nos rankings: defesa – 29º; ataque – 1º; passes – 2º; corridas – 10º; pontos – 2º (28.6)
  • Principais jogadores: Tom Brady, QB, 40 anos, 18ª temporada, 32 TD (3º), 8 INT, 4.577 jardas (1º), 385-581 passes – 66.3% / Dion Lewis, RB, 27 anos, 6ª temporada – 3ª na equipe, 180 corridas – 896 jardas, 32 recepções – 214 jardas, 6 TD / Rob Gronkowski, TE, 28 anos, 8ª temporada, 69 recepções – 1.084 jardas, 8 TD / Brandin Cooks, WR, 24 anos, 4ª temporada – 1ª na equipe, 65 recepções – 1.082 jardas, 7 TD / Devin McCourty, FS, 30 anos, 8ª temporada, 97 tackles, 1.0 sacks, 1 INT / Kicker: Stephen Gostkowski, 33 anos, 12ª temporada, 37-40 FG – 92.5%.
  • Técnico:Bill Belichick, 65 anos, 23ª temporada, 18ª pela equipe, 16 classificações para playoffs, 15 pela equipe. Temporada regular: 250-118 (214-74 pela equipe). Playoffs: 27-10 (26-9 com a equipe). Super Bowl: 5-2. 

MINNESOTA VIKINGS x PHILADELPHIA EAGLES. Lincoln Financial Field (69.176), Philadelphia, Pensilvânia. ESPN, 21:40 h (horário de Brasília).

Os torcedores do Vikings ainda comemoram a vitória sobre o Saints na semana passada, garantida com um touchdown inesperado nos últimos segundos. E torcem para que a equipe reverta um retrospecto terrível em playoffs. Entre 69 e 76, o Vikings chegou a 4 Super Bowl e perdeu todos. Desde então, em 20 participações em playoffs, chegou a 5 finais de Conferência e perdeu todas, a última delas em 09. Uma vitória sobre o Eagles, além de quebrar a “maldição”, levaria a equipe a disputar o Super Bowl em casa, um feito inédito na Liga. Mesmo perdendo Sam Bradford, seu quarterback titular, lesionado na Semana 1, o Vikings fez sua melhor campanha em 18 temporadas. O ponto forte é a defesa, 1ª em jardas cedidas e 2ª contra passes e corridas. Um problema pode ser a ausência de Adam Thielen, seu recebedor mais eficiente, com lesão nas costas.

O Eagles tem um retrospecto em playoffs ainda pior que o do Vikings. Em 21 participações, a equipe chegou à 6 finais de conferência, perdendo 4, a última delas em 08. E nas duas vezes que ganhou, acabou derrotada no Super Bowl. Depois da última final, em 2008, foram 3 desclassificações na primeira rodada, a última em 13. A campanha nesta temporada foi a melhor desde 04, mas a equipe sofreu um duro golpe com a lesão no joelho de Carson Wentz, seu quarterback titular, na Semana 15. Wentz, até então, era um dos candidatos a MVP da temporada. Na vitória sobre o Falcons, na semana passada, Nick Foles, seu substituto, não comprometeu. A defesa, 4ª melhor em jardas cedidas e 1ª contra corridas, garantiu a vitória segurando o ataque adversário na end zone no minuto final. Outro ponto forte é a dupla de running backs, formada por LeGarrette Blount, ex- Patriots, e Jay Ajayi, ex-Dolphins.

MINNESOTA VIKINGS

  • Temporada Regular: 13-3 (7-1 em casa, 6-2 fora). 1º na NFC Norte, 2º na Conferência. Divisional: 29-24 no Saints.
  • Playoffs: 29ª participação desde 68, 3ª em 8 temporadas, 1ª desde 15. 48 jogos, 20-28. Finais de Conferência: 10ª, 1ª desde 09, 4-5. Super Bowl: 4, 0-4 (69, 73, 74, 76).
  • Posição nos rankings: defesa – 1º; ataque – 11º; passes – 11º; corridas – 7º; pontos – 10º (23.9)
  • Principais jogadores: Case Keenum, QB, 29 anos, 6ª temporada – 1ª na equipe, 22 TD, 7 INT, 3.547 jardas, 325-481 passes – 67.6%, 40 corridas – 160 jardas / Latavius Murray, RB, 27 anos, 4ª temporada – 1ª na equipe, 216 corridas – 842 jardas, 8 TD (6º) / Adam Thielen, WR, 27 anos, 4ª temporada, 91 recepções – 1.276 jardas (5º), 4 TD / Everson Griffen, DE, 30 anos, 8ª temporada, 45 tackles, 13.0 sacks (4º), 3 FF / Eric Kendricks, MLB, 25 anos, 3ª temporada, 113 tackles, 1.0 sacks, 1 INT / Kicker: Kai Forbath, 30 anos, 7ª temporada – 2ª na equipe, 32-38 FG – 84.2%.
  • Técnico:Mike Zimmer, 61 anos, 4ª temporada, 2ª classificação para playoffs. Temporada regular: 39-25. Playoffs: 1-1. 

PHILADELPHIA EAGLES

  • Temporada Regular: 13-3 (7-1 em casa, 6-2 fora). 1º na NFC Leste, 1º na Conferência. Divisional: 15-10 no Falcons.
  • Playoffs: 22ª participação desde 70, 1ª desde 13. 36 jogos, 16-20. Finais de Conferência: 7ª, 1ª desde 08, 2-4. Super Bowl: 0-2 (81, 05).
  • Posição nos rankings: defesa – 4º; ataque – 7º; passes – 13º; corridas – 3º; pontos – 3º (28.6).
  • Principais jogadores: Nick Foles, QB, 28 anos, 6ª temporada – 4ª na equipe, 3 jogos, 5 TD, 2 INT, 537 jardas / LeGarrett Blount, RB, 31 anos, 9ª temporada – 1ª na equipe, 173 corridas – 766 jardas, 2 TD / Jay Ajayi, RB, 24 anos, 3ª temporada – 1ª na equipe, 208 corridas – 873 jardas, 1 TD / Zach Ertz, TE, 27 anos, 5ª temporada, 74 recepções – 824 jardas, 8 TD / Alshon Jeffery, WR, 27 anos, 6ª temporada – 1ª na equipe, 57 recepções – 789 jardas, 9 TD (4º) / Brandon Graham, DE, 29 anos, 8ª temporada, 47 tackles, 9.5 sacks / Kicker: Jake Elliott, 22 anos, 1ª temporada, 26-31 FG – 83.9%.
  • Técnico: Doug Pederson, 49 anos, 2ª temporada como técnico principal. Temporada regular: 20-12. Playoffs: 1-0.

NFL neste sábado: Semifinais de conferência

sábado, 13 de janeiro de 2018

MAURO FRANÇA

Neste final de semana, a NFL se agita com a disputa do Divisional Round, as semifinais de Conferência. As equipes de melhor campanha na temporada regular jogam contra as sobreviventes do Wild Card. Não há meio termo. Os vencedores se credenciam à final de cada Conferência e mantém vivas as chances de chegar ao Super Bowl. Os perdedores voltam pra casa e vão planejar a próxima temporada.

JOGOS DE SÁBADO

ATLANTA FALCONS x PHILADELPHIA EAGLES. Lincoln Financial Field (69.176), Philadelphia, Pensilvânia. ESPN, 19:35 h (horário de Brasília).

Liderado pelo explosivo QB Carson Wentz, 25 anos, o Eagles era uma das sensações da temporada. Até que na Semana 14, com a classificação aos playoffs já praticamente assegurada, Wentz rompeu o ligamento cruzado do joelho esquerdo e o futuro da equipe virou um grande ponto de interrogação. O destino da equipe está nas mãos de Nick Foles, draftado em 2012 pelo próprio Eagles, com apenas uma temporada completa no currículo desde então.

O Falcons busca sua redenção depois do vexame no Super Bowl 51, quando abriu uma vantagem de 28-3 no início do 3º quarto e acabou permitindo a virada dos Patriots. Nesta temporada teve um início irregular, com 4-4 até a Semana 9, mas depois se firmou e venceu 6 dos últimos 8 jogos, o suficiente para garantir a última vaga da Conferência. No wild card, venceu com certa facilidade o LA Rams, fora de casa.

PHILADELPHIA EAGLES

  • Temporada Regular: 13-3 (7-1 em casa, 6-2 fora). 1º na NFC Leste, 1º na Conferência.
  • Playoffs: 22ª participação desde 78. Volta depois de 3 temporadas ausente. 35 jogos, 15-20. Disputou 2 Super Bowl (81, 05), perdeu ambos.
  • Posição nos rankings: defesa – 4º; ataque – 7º; passes – 13º; corridas – 3º; pontos – 3º (28.6).
  • Principais jogadores: Nick Foles, QB, 28 anos, 6ª temporada – 4ª na equipe, 3 jogos, 5 TD, 2 INT, 537 jardas / LeGarrett Blount, RB, 31 anos, 9ª temporada – 1ª na equipe, 173 corridas – 766 jardas, 2 TD / Jay Ajayi, RB, 24 anos, 3ª temporada – 1ª na equipe, 208 corridas – 873 jardas, 1 TD / Zach Ertz, TE, 27 anos, 5ª temporada, 74 recepções – 824 jardas, 8 TD / Alshon Jeffery, WR, 27 anos, 6ª temporada – 1ª na equipe, 57 recepções – 789 jardas, 9 TD (4º) / Brandon Graham, DE, 29 anos, 8ª temporada, 47 tackles, 9.5 sacks / Kicker: Jake Elliott, 22 anos, 1ª temporada, 26-31 FG – 83.9%.
  • Técnico: Doug Pederson, 49 anos, 2ª temporada como técnico principal, 32 jogos, 20-12, 1ª participação em playoffs. 

ATLANTA FALCONS

  • Temporada Regular: 10-6 (5-3 em casa, 5-3 fora). 3º na NFC Sul, 6º na Conferência. No wild card, vitória sobre o LA Rams, 26-13.
  • Playoffs: 14ª participação desde 78, 2ª consecutiva. 23 jogos, 10-13. Disputou 2 Super Bowl (99, 17), perdeu ambos.
  • Posição nos rankings: defesa – 9º; ataque – 8º; passes – 8º; corridas – 13º; pontos – 15º (22.1)
  • Principais jogadores: Matt Ryan, QB, 32 anos, 10ª temporada, 20 TD, 12 INT, 4.095 jardas (6º), 342-529 passes – 64.7% / Devonta Freeman, RB, 25 anos, 4ª temporada, 196 corridas – 865 jardas, 36 recepções – 317 jardas, 7 TD / Julio Jones, WR, 28 anos, 7ª temporada, 88 recepções – 1.444 jardas (2º), 3 TD / Mohamed Sanu, WR, 28 anos, 6ª temporada – 2ª na equipe, 67 recepções – 703 jardas, 5 TD / Deion Jones, MLB, 23 anos, 2ª temporada, 138 tackles (4º), 1.0 sacks / Kicker: Matt Bryant, 42 anos, 17ª temporada – 9ª na equipe, 34-39 FG – 87.2%.
  • Técnico: Dan Quinn, 47 anos, 3ª temporada como técnico principal, 48 jogos, 29-19. Em playoffs: 4 jogos, 3-1. Super Bowl: 1 (17), derrota para o Patriots. 

TENNESSEE TITANS x NEW ENGLAND PATRIOTS. Gillette Stadium (66.829), Foxborough, Massachussetts. ESPN, 23:15 h.

Anos após ano, o Patriots domina não só a divisão Leste como a própria AFC. Tom Brady e Bill Belichick seguem acumulando recordes e títulos, tendo conquistado 2 dos últimos 3 Super Bowl. Na temporada regular, o Patriots teve o melhor ataque e Brady liderou o ranking dos QB em jardas conquistadas. A defesa, no entanto, foi apenas a 29ª. Ainda assim, o Patriots, jogando em casa, onde dificilmente perde, aparece como favorito disparado.

O Titans tem pela frente uma missão quase impossível, considerando não apenas a força do Patriots como o seu retrospecto recente. Na reta final da temporada regular, a equipe perdeu 3 dos últimos 4 jogos e se classificou na bacia das almas, muito mais pelos vacilos dos concorrentes do que pelos seus próprios méritos. A vitória de virada sobre os Chiefs, fora de casa, com uma grande atuação do QB Marcus Mariota, elevou a confiança da equipe. Resta saber se apenas isto será suficiente para chegar à vitória.

NEW ENGLAND PATRIOTS

  • Temporada Regular: 13-3 (6-2 em casa, 7-1 fora). 1º na AFC Leste, 1º na Conferência. No wild card, vitória sobre o LA Rams, 26-13.
  • Playoffs: 19ª participação desde 70, 9ª consecutiva, 15ª nas últimas 17 temporadas. 49 jogos, 31-18. Disputou 9 Super Bowl, perdeu 4 (86, 97, 08, 12), venceu 5 (02, 04, 05, 15, 17).
  • Posição nos rankings: defesa – 29º; ataque – 1º; passes – 2º; corridas – 10º; pontos – 2º (28.6)
  • Principais jogadores: Tom Brady, QB, 40 anos, 18ª temporada, 32 TD (3º), 8 INT, 4.577 jardas (1º), 385-581 passes – 66.3% / Dion Lewis, RB, 27 anos, 6ª temporada – 3ª na equipe, 180 corridas – 896 jardas, 32 recepções – 214 jardas, 6 TD / Rob Gronkowski, TE, 28 anos, 8ª temporada, 69 recepções – 1.084 jardas, 8 TD / Brandin Cooks, WR, 24 anos, 4ª temporada – 1ª na equipe, 65 recepções – 1.082 jardas, 7 TD / Devin McCourty, FS, 30 anos, 8ª temporada, 97 tackles, 1.0 sacks, 1 INT / Kicker: Stephen Gostkowski, 33 anos, 12ª temporada, 37-40 FG – 92.5%.
  • Técnico:Bill Belichick, 65 anos, 23ª temporada, 18ª pela equipe, 16 classificações para playoffs, 15 pela equipe. Temporada regular: 250-118 (214-74 pela equipe). Playoffs: 26-10 (25-9 com a equipe. Super Bowl: 5-2.  

TENNESSEE TITANS

  • Temporada Regular: 9-7 (6-2 em casa, 3-5 fora). 2º na AFC Sul, 5º na Conferência. No wild card, vitória sobre o Chiefs, 22-21.
  • Playoffs: 17ª participação desde 70, 10 como Houston Oilers e 7ª com o nome atual, desde 99. 29 jogos, 13-16. Disputou 1 Super Bowl (99) e, perdeu.
  • Posição nos rankings: defesa – 13º; ataque – 23º; passes – 23º; corridas – 15º; pontos – 19º (20.9)
  • Principais jogadores: Marcus Mariota, QB, 24 anos, 3ª temporada, 13 TD, 15 INT, 3.232 jardas, 281-453 passes – 62.0%, 60 corridas – 312 jardas / Derrick Henry, RB, 24 anos, 2ª temporada, 176 corridas – 744 jardas, 5 TD / Delanie Walker, TE, 33 anos, 12ª temporada – 5ª na equipe, 74 recepções – 807 jardas, 3 TD / Rishard Matthews, WR, 28 anos, 6ª temporada – 2ª na equipe, 53 recepções – 795 jardas, 4 TD / Wesley Woodyard, ILB, 31 anos, 10ª temporada – 4ª na equipe, 124 tackles, 5.0 sacks / Kicker: Ryan Succop, 31 anos, 9ª temporada – 4ª temporada, 35-42 FG – 83.3%.
  • Técnico:Mike Mularkey, 56 anos, 6ª temporada como técnico principal, 3ª pela equipe, 1ª classificações para playoffs. Temporada regular: 36-53 (20-21 pela equipe). Playoffs: 1-0. 

Bolt e os covardes

terça-feira, 26 de setembro de 2017

USAIN BOLT concedia entrevista a uma repórter do canal carioca Ishportivi, na Olimpíada do Rio, quando ouviu os primeiros acordes do hino americano, que tocava em homenagem a algum medalhista.

De pronto, ele interrompeu a conversa, virou-se pra bandeira e colocou-se em posição de respeito. Em pé e não de joelhos, como os milionários covardes da NFL.

Bolt não é americano, é apenas um cara que respeita crenças e símbolos caros a milhões de pessoas. Bolt está na história, sem máculas. Os covardes carregarão sempre um asterisco pra lembrar da sua imensa pequenez moral e ética.