Arquivo da Categoria ‘Mineiro’

Mano: “Fizemos o suficiente pra uma vitória segura”

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

MANO MENEZES: O Cruzeiro fez um bom jogo. O 1x 0 não reflete o que a equipe produziu e as chances que criamos. Poderia ter sido mais. Não foi porque o Villa foi inteligente. Eles dificultaram o máximo que puderam. Mesmo assim fizemos o suficiente pra uma vitória segura. O time vai amadurecendo e isso me deixa contente. É comum no estágio em que nós estamos, quando as coisas estão difíceis, querermos acelerar e cometer erros. Eles estavam esperando nosso erro pra contratacar. Mas demos poucas oportunidades pra isso acontecer. A vitória nos dá 19 pontos, o que és importantes pra confirmarmos a classificação e, como segundo objetivo, ficarmos em 1º lugar.

FRED: Fiz uma pré-temporada maravilhosa. Estou me sentindo bem. Sem dor, nem nada. Estou conseguindo jogar, fazer as jogadas. Quero jogar sempre. Mas a decisão está com o professor Mano. A gente está evoluindo bem. Posse de bola, tecnicamente, fisicamente. Sentimos menos o cansaço, com o decorrer das partidas. Estamos sabendo cadenciar, colocar ritmo forte, sabendo jogar dentro de casa.

MIGUEL TOLENTINO: O time celeste foi bastante intenso no 1º tempo, com muitas subidas em velocidade, trocas de posição e transição ofensiva rápida. No 2º, a qualidade caiu muito, o time ficou engessado, previsível e lento. Ainda sim, Arrascaeta teve mais de uma chance pra ampliar o placar em jogadas de profundidade.

SOUZA: No 1º tempo, o time subia de desorganizadamente, ficava exposto e podia ter tomado  gol, o que não ocorreu devido à pouca qualidade do ataque do Villa. No 2º tempo, o time melhorou na organização, foi mais consistente, mesmo com a queda física, normal neste início de temporada.

BRUNO SETELAGOAS: O Cruzeiro perdeu pelo menos três grandes oportunidades: uma com Fred após cruzamento do Mancuello (de novo, hein, Fredão!), uma com Arrasca debaixo da baliza e, por último, com Arrasca e Robinho, após cruzamento rasteiro do Egídio.

FÁBIO SCHRIER: O time está muito bem, Fred muito participativo, até aí ta ótimo. O problema é a pequena quantidade de gols em relação às chances criadas. O ataque tem que ser mais eficiente. Cabral foi o melhor do jogo. Essa dupla com o Henrique vai entrar pra história como uma das melhores do clube.

Henrique defendeu, armou e atacou

domingo, 18 de fevereiro de 2018

ATUAÇÕES dos protagonistas do CRUZEIRO 1-0 VILLA NOVA, neste 17fev18sab16h30, no Mineirão, Belo Horizonte, pela 7ª rodada do Mineiro 2018:

TORCIDA CELESTE compareceu em bom número e cantou bastante, até se cansar lá pela metade do segundo tempo, quando o jogo ficou sob absoluto controle do time celeste.

EDÍLSON destacou-se pelos chutes e cruzamentos nas bolas paradas. Na marcação, foi precavido não indo muito ao ataque.

MANOEL mandou uma bola no travessão do Villa. Na defesa, tranquilidade absoluta.

MURILO, descomplicado, como sempre. Outra boa atuação.

EGÍDIO defendeu bem, dando até canelada no adversário, quando faltou categoria. Categoria que demonstrou numa matada de bola espetacular. No ataque, vários cruzamentos bem feitos, que os atacantes desperdiçaram.

HENRIQUE jogou o fino. Esteve bem na sa[ida de bola, na marcação, no apoio e ainda chutou a gol.

CABRAL errou alguns passes, conduziu uma saída de bola temerária, mas também marcou e apoiou com qualidade.

MANCUELLO começou mais avançado e aberto na esquerda, trocou de posição com Cabral algumas vezes, tentou jogadas coletivas e colocou bolas na área, sem conseguir bons resultados. Saiu no intervalo.

ROBINHO entrou no 2º tempo pela direita e terminou pelo meio, participando bem do jogo coletivo, mas sem jogadas individuais de destaque. 

RAFINHA continua esbanjando fôlego e participando intensamente do jogo. Fez um gol, com arremate preciso e, bem posicionado, por pouco, não fez outro na última jogada da partida.

FRED particpou da criação do gol, deu passes, fez o pivô, serviu, mas não foi às redes. 

RANIEL entrou no fim do jogo e não teve tempo pra fazer algo difno de registro. 

ARRASCAETA, pela esquerda ou pelo meio, tentou criar jogadas, sem muito êxito. Perdeu gol na pequena área e saiu mais cedo. 

SOBIS entrou no fim e não conseguiu nada digno de nota.

MANO escalou bem, mas perdeu muito tempo pra fazer as duas últimas alterações. Mas seu time funcionou bem e fe z um jogo agradável de se ver com trocas de passes e infiltrações, sem recorrer às ligações diretas. 

CRUZEIRO dominou o jogo todo, com três volantes, um deles sempre mais avançado e com os outros dois se revezando no apoio ao ataque. Podia três feito mais dois ou troes gols, não fossem as más artes da baliza, do apito e da fa;ta de pontaria. .

VILLA apostou num jogo de bloqueio ao adversário e saiu com um resultado que pode ajudá-lo caso seja necessário usar o saldo de gol na classificação final. Teve raros momentos de inspiração ofensiva no 1º e no 2º tempo. Mas o normal foi manter seus onze jogadores no campo de defesa. 

ÁRBITROS não avacalharam o jogo, apesar de alguns erros. O Juiz deixou de marcar um pênalti em Fred, seu maior pecado. E não economizou cartões pra quem foi na canela do adversário. Os bandeiras acertaram tudo.

HENRIQUE [[[15]]] Celeste, Albertim, Ccc, Venâncio, Velame, Cadu, Souza, Anchieta, Arcanjo, Rossi, Tadeu, Klauss, Vanda, França, Síndico —– CABRAL [[[8]]] Schrier, Dias, Chiabi, Geraldo, Marcoalex, Bitencourt, Andreluiz, Walterson —– RAFINHA [[[7]]] Rosan, Reis, Estevão, Domenico, Penido, Patrícia, Dudu —– FRED [[[4]]] Galvão, Bastos, Walfrido, Barnabé —– FÁBIO [[[2]]] Talentim, Morato —– EGÍDIO [[[2]]] Olivieri, Setelagoas —– EDÍLSON [[[1]]] Rubem.

Mancuello e mais dez

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Mano Menezes já começou definir o time pra enfrentar o Villa. No treino desta quinta, escalou estes times:

  • TITULARES: Fábio — Edilson (Romero), Manoel, Murilo, Egídio — Cabral, Henrique, Mancuello — Rafinha, Fred, Arrascaeta. Fred.
  • RESERVAS: Rafael — Romero (Leo), Dedé, Digão, Hermes — Lucas, Victor — Sobis, Marques — Judivan, Raniel.

O caro leitor tem alguma proposta alternativa? Se tiver,pode mexer à vontade no time pra domingo.

Mano: “Foi o jogo mais difícil até agora”

sábado, 10 de fevereiro de 2018

PITACOS acerca do DEMOCRATA 0x2 CRUZEIRO, neste 09fev18sex21h30, no Mammoud Abbas, Governador Valadares, pela 6ª rodada do Mineiro 2018:

MANO MENEZES: Foi o jogo mais difícil até agora no campeonato. Fábio fez três grandes defesas em situação de gol. Tivemos dificuldade pra manter nosso nível de qualidade. O gramado dificultou bastante e fez o time errar um pouco mais que o normal. Iniciamos bem, criamos várias oportunidades pelo lado esquerdo, poderíamos ter feito uma margem mais segura com um jogo de mais qualidade. Não fizemos, e o jogo ficou aberto durante boa parte do 2º tempo, até o Hermes fazer o gol, que nos deu tranquilidade. O Democrata fez um bom jogo, com movimentação e superação. Hermes, que é uma reposição normal pro Egídio, fez um grande jogo, foi seguro e feliz marcando um gol, o que é raro pra laterais. Mancuello deu à equipe uma maneira diferente de armar o meio-campo. Depois vamos ver com um volante do lado direito pra dar a ele mais liberdade pra chegar perto da área e chutar. Tem qualidade de passe, faz bons lançamentos. Fez um primoroso pro Fred, que passou um pouquinho da linha e não fez o gol

FÁBIO, goleiro: Apesar da adversidade do gramado e do bom adversário, a equipe esteve bem, criou várias oportunidades e poderia ter alcançado um resultado melhor antes mesmo do segundo gol. As dificuldades são resolvidas dentro de campo e graças a Deus eu pude ajudar a equipe

JR GALVÃO: Bom resultado. O time vai ganhando confiança. Fábio fez uma partidaça. Henrique, mais uma vez, muito bem. O Gnomo eu nem vi direito, mas tá valendo. E teve golaço do Mancuello pra deixar o Talentim felizão.

BRUNO BRAGA: Quem não viu o jogo vai continura a repetir o mantra de “time mais encorpado do Brasil”. Quem viu, sabe que o resultado “justo” teria sido um 4×4. No fim, é mais uma vitória pra conta do Fábio.

MIGUEL TOLENTINO: O Democrata jogou foi muita bola e seu ataque só não se consagrou por causa do Fábio. Mano tem que puxar a orelha de quem não recompôs e deixou o time de Valadares diversas vezes no mano a mano com a defesa

JULIM SILVA: Fábio foi bem, mas em pelo menos duas de suas boas defesas houve erro de finalização dos atacantes da Pantera. Marinho Gomes comandou o meio-campo e pra mim foi o destaque.

MÁRCIO ULHOA: Nosso goleiro ser o melhor num jogo contra um dos piores times do campeonato é decepcionante. Placar moral: Democrata 4×2 Cruzeiro.

JORGE SCHULMAN: Jogo estranho. Muito. O time celeste estava ansioso.

Fábio segurou a Pantera

sábado, 10 de fevereiro de 2018

ATUAÇÕES dos protagonistas do DEMOCRATA 0x2 CRUZEIRO, neste 09fev18sex21h30, no Mammoud Abbas, Governador Valadares, pela 6ª rodada do Mineiro 2018:

TORCIDA CELESTE ocupou dois terços de um estádio, que estava lotado. (Eduardo Arreguy) —– Como não há rivalidade entre as torcidas, o clima no estádio foi tranquilo. (Fábio Velame).


FÁBIO fez meia dúzia de defesas difíceis, duas delas podendo ser classificadas como milagrosas.

EDÍLSON preservou-se fisicamente, não subindo muito ao ataque. Na marcação, venceu e perdeu disputas. Como não houve faltas boas pra cobrar, despediu-se do jogo mais cedo, sem deixar saudade.

LEO perdeu duas disputas, mas deve ter vencido duas dúzias contra os valadarenses.

MANOEL teve uma atuação escorreita.

HERMES não teve muito trabalho com o lateral Mike. Menos ainda com o improvisado Marcelo Rosa. No ataque, fez uma jogada espetacular que resultou no segundo gol. Boa estreia.


HENRIQUE ficou sozinho na proteção à defesa, pois os quatros à sua frente não ajudaram na marcação. Quando o parceiro Cabral entrou no jogo, teve mais sossego. A registrar, no ataque, uma bela finalização, que por pouco não resultou em gol.

ROBINHO marcou pouco, mas apoiou bem, com bons passes e chegadas na área democratense.

MANCUELLO marcou um belo gol, foi efetivo no apoio, mas ajudou pouco na marcação. O time jogou bonito, mas ficou um pouco mais inseguro com sua presença.

RAFINHA, laborioso, deu trabalho à defesa do democrata e quase deixou o seu com um belo arremate na etapa final.

ARRASCAETA c começou jogando aberto na esquerda, trabalhando com Hermes e Mancuello. Depois, jogou algum tempo no meio do ataque, antes de sair sem deixar sua marca.

FRED buscou o jogo, deu bons passes, marcou presença na área, mas não conseguiu encontrar a bola certa pro arremate.

SOBIS jogou com a disposição de sempre.

CABRAL substituiu Mancuello na metade do tempo final e deu maior proteção à defesa, sem se descuidar dos bons passes, sua marca registrada.

ROMERO entrou com a partida definida e trabalhou pra manter a vantagem, se se descuidar da marcação.

MANO deu sequencia ao rodízio de jogadores, com parcimônia prometida, de forma a não enfraquecer demasiadamente o time. Desta vez, o time ficou mais ofensivo, mas com a defesa mais exposta. A recompensa pelo rodízio veio com os gols, ambos feitos por jogadores que esperavam uma oportunidade no time. Na metade da etapa final, trocou Mancuello por Cabral, desfazendo o 4-1-4-1 pelo 4-2-3-1.

CRUZEIRO controlou o jogo todo e, se precisasse, faria mais gols. Com Mancuello, o time foi mais ofensivo, com Cabral, mais equilibrado. 

DEMOCRATA superou-se, criou boas oportunidades, mas não foi constante. teve altos e baixos. E, nos baixos, sofreu os gols e cometeu dois pênaltis não anotados pelo Juiz. 

DEMOCRATA enfrentou um time que joga e deixa jogar e que só tinha um volante. Por isso, teve espaços, que jamais imaginaria ter. Criou oportunidades, mas acabou parando na mãos e nos pés do Fábio. Que é jogador o Cruzeiro, diga-se…

ÁRBITROS, paradoxalmente, foram bem apesar de três erros capitais: dois pênaltis a favor do Cruzeiro e um a favor do Democrata não marcados. Pênaltis em que o videoteipe tem que ser acionado pra se ter certeza de que aconteceu, não podem ser cobrados com tanta ênfase, como fez o torcedor. O erro é parte do jogo, quando não há má intenção.

FÁBIO [[[32]]] Uol, Galvão, Romarol, Anleite, Braga, Souza, Domênico, Gabriel, Walfrido, Rosan, Vilela, Penido, Setelagoas, Velame, Oliveira, Talentim, Olivieri, Morato, Rocha, Chiabi, Estevão, Vanda, Velloso, Ccc, Rossi, Celeste, Ulhoa, Arcanjo, Anchieta, Bastos, França, Patrícia —– HENRIQUE [[[2]]] Barnabé, Dudu —– HERMES [[[1]]] Bitencourt —– TORCIDA CELESTE [[[1]]] Síndico —– MARCINHO [[[1]]] Julim.

Democrata 0x2 Cruzeiro: Pantera nas mãos de Fábio

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

CRUZEIRO contra Democrata (Govenador Valadares), neste 09fev18sex21h30, no José Mammoud Abbas (8 mil), Governador Valadares, pela 6ª rodada do Mineiro 2018.

CLASSIFICAÇÃO: Cruzeiro é o 1º, com 13 pontos; Democrata, o 11z, com 4.

RANKING da CBF: Cruzeiro é o 1º, com 15.288 pontos; Democrata não está ranqueado.

CRUZEIRO: Fábio — Edílson, Leo, Manoel, Hermes — Henrique, Mancuello — Robinho, Arrascaeta, Rafinha — Fred. T; Mano Menezes.

BANCO: Rafael, França, Ezequiel, Digão, Murilo, Egídio, Bruno, Lucas, Cabral, Raniel, Sobis, Marques.

AUSENTES:  Nonoca, Arthur, Eudes (no Sub20 pra disputa da Libertadores). Sassá e Dedé (transição), Neves (poupado), David (lesionado).

PENDURADO: Robinho.

ARBITRAGEM: Antônio Márcio Teixeira da Silva, Sidimar Santos Meurer, Wellington Pereira Neto, Wagner Ferreira de Souza (MG).

DEMOCRATA: Ramon — Mike, Jefão, Carlão, Wallace — Ruan, Wallisson, Kayo Dias, Fernando — Marcinho Gomes, Marcinho Oliveira. T: Gilmar Estevam.

BANCO: Jorge Luís (G), Wallace, Maurício (L), Marcelo, Marcelo Rosa (V), Guilherme, Leandro Motta (V), Romário, Jones, Romarinho (A).

AUSENTES: Alan Silva (suspenso), Tiago Rocha (lesão na coxa), Allan Miguel (lesão no joelho), Henrique (lesão na coxa) e Guto (lesão no tornozelo).

PENDURADO: Carlão.

INGRESSO pro torcedor celeste custará R$80 nesta sexta, em Goval. Ele acessará a arquibancada de cimento pelo portão 6.

TEMPO parcialmente nublado, temperatura 29ª, vento 14 Km/h, umidade 70%.

TRANSMISSÃO de Democrata x Cruzeiro, nesta sexta, 21h30: SporTV menos Minas Gerais, Premiere e Premiere Internacional, com narração de Jaime Junior e comentários de Henrique Fernandes.

DEMOCRATA 0x2 CRUZEIRO, 09fev18sex21h30. TEMPO nublado, temperatura 25º, vento 10 Km/h, umidade 70%. LOCAL: José Mammoud Abbas (8 mil), Governador Valadares. MOTIVO: 6ª rodada, Mineiro 2018. TRANSMISSÃO: Premiere e Premiere Internacional. PÚBLICO: 8.236. ARBITRAGEM: Antônio Márcio Teixeira, Sidimar Meurer, Wellington Pereira (MG). PÚBLICO: 8.236 pagantes, x.xxxx presentes, R$, Média R$. AMARELOS: Wallace, Fábio. GOLS: Mancuello, 16, Hermes, 76. DEMOCRATA: Ramon; Mike (Marcelo Rosa), Jefão, Carlão, Wallace; Ruan, Wallisson (Marcelo Jr), Kayo Dias; Fernando, Marcinho Gomes, Leandro Mota (Jones). T: Gilmar Estevam. CRUZEIRO: Fábio; Edilson (Romero), Leo, Manoel, Hermes; Henrique, Mancuello (Cabral), Robinho; Rafinha, Fred, Arrascaeta (Sobis). T: Mano Menezes. HISTÓRICO: 61 jogos, 40 vitórias do Cruzeiro, 15 empates, 6 vitórias do Democrata. Cruzeiro marcou 128 gols e sofreu 39. Os dois times jamais decidiram um torneio entre si.

Jogo pré-carnavalesco em Goval

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

MANCUELLO, volante argentino vindo do Flamengo, começa jogando nesta sexta contra o democrata. Cabral, que vem jogando o fino neste começo de temporada, vai descansar.

Egídio e Murilo também ficarão no banco, trocados por Hermes e Manoel, respectivamente. Neves permanece em sua pré-temporada particular. Os demais vão pela liderança.

Daniel Carvalho: “Ninguém segura esse time!”

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

PITACOS acerca do CRUZEIRO 1×0 AMÉRICA, neste 04fev18dom17h, no Mineirão, Belo Horizonte, pela 5ª rodada do Mineiro 2018:

MANO MENEZES: Tivemos o mérito de vencer um adversário com a mesma pontuação, com segurança e jogando bem. Temos que treinar durante a semana é parte final. A equipe está bem postada, controla bem o jogo, mas precisa dar melhor acabamento às jogadas. Foi um jogo mais truncado, como os clássicos são. Temos que nos preparar pra jogos assim na Libertadores, sem nos irritarmos com certas coisas. A gente não pode sair do jogo na provocação. Hoje tivemos alguns aspectos assim e é bom que isso aconteça agora pra gente ir se preparando.

LEO SIMÕES: Com essa sintonia, com o torcedor junto com a gente, incentivando, botando o time pra frente, pra cima, ficamos cada vez mais fortes. Dominamos a maior parte do jogo, trabalhamos a bola de uma lado pro outro, tivemos certa movimentação e isso nos favoreceu. A equipe do América é bem montada e tem jogadores experientes, o que dificultou bastante, mas tivemos a supremacia, criamos algumas oportunidades e graças a Deus saímos com a vitória.

DOUGLAS VELLOSO: No 1º tempo, prevaleceram as jogadas pelo alto em cruzamentos de média distância, No 2º, as bolas passaram mais pelo meio do que pelas laterais, o que resultou em boas jogadas e no gol. A zaga foi segura, laterais apareceram muito, pois o Coelho não atacava pelas pontas, Robinho e Arrascaeta buscaram jogadas inteligentes, Fred fez pivô e puxou os marcadores da última linha. Enfim, um bom jogo, com o Cruzeiro mais parecido com o de 2017 quando precisava se impor.

CINCO ESTRELAS: Ótimo jogo, excelente teste. O time do América é consistente e tem uma forma de jogar consolidada. O Cruzeiro foi agressivo na marcação enquanto teve fôlego e, mesmo quando se cansou, não deixou de brigar pela bola. Cabral e Henrique estiveram muito bem.

JOTA DIAS: O Cruzeiro enfrentou um time bem montado e venceu contando com a qualidade de seu elenco. O time celeste foi equilibrado, mostrou repertório variado e teve banco pra mudar o jogo. A torcida deu show mais uma vez. É importante o que está acontecendo: torcida, diretoria e time em comunhão, técnico com tempo pra trabalhar e os resultados dando tranquilidade a todos.

JOÃO COSTA: O maior pecado do time celeste, que está em franco progresso, ainda é o toque a mais. Arrasca, por exemplo, perdeu um gol feito no 1º tempo por tentar mais um toquezinho. Fredão ainda precisa melhorar o condicionamento físico, Quando ele estiver no pico, os golos sairão com mais facilidade. Por enquanto, o físico dele ainda não obedece ao cérebro. Também foi bom ver o Mancuello em campo.  Sobis e Bruno, por outro lado, só acrescentaram fôlego.

LEO ANCHIETA: O América marcou bem, sempre fechado pelo meio. O Cruzeiro achou espaço pelas laterais e fez muitos e bons cruzamentos. Só que a zaga do Coelho, alta, espanava todas. No 2º tempo, com os times mais cansados, o jogo ficou mais aberto. De novo pela lateral, Cruzeiro conseguiu o gol, num passe açucarado do Edilson pra conclusão perfeita do Arrascaeta. Fábio muito bem, Leo e Murilo tranquilos, seguros, ótimo jogo. Os laterais, até mesmo pelo espaço que tiveram, foram os destaques. Volantes jogaram bem. A criação ficou meio perdida na marcação do América, mas não faltaram tentativas, viradas de jogo, bola rodando de um lado pro outro. Fred estava pesado, não foi bem, mas num lance em que dominou tirando do zagueiro quase fez o dele.

DANIEL CARVALHO: O time caminha bem pra um ano de títulos. As peças estão entrando em sintonia. Fred deixa a zaga adversária sem eira, nem beira. Os caras não sabiam se marcavam Fred ou Arrascaeta. E os cruzamentos mortais? Ninguém segura esse time!

Arrascaeta, o melhor, pelo golaço

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

ATUAÇÕES dos protagonistas do CRUZEIRO 1×0 AMÉRICA, neste 04fev18dom17h, no Mineirão, Belo Horizonte, pela 5ª rodada do Mineiro 2018:

TORCIDA CELESTE compareceu em grande número, torceu pra valer, fez festa, mas deixou uma merreca nos cofres do clube.

FÁBIO fez uma grande defesa em chute de David e foi correto em todas as demais intervenções.

EDÍLSON foi ao ataque com comedimento, sempre com segurança. Cruzou algumas bolas que não foram aproveitadas e uma que virou gol. Comentarista de rádio e torcedores ficaram impressionados com seu desempenho.

LEO perdeu uma disputa com Moura. Ganhou todas as demais. Como sempre, jogou com inteligência e simplicidade.

MURILO não deu chance alguma pros adversários. Atuação perfeita.

EGÍDIO, firme na defesa, cruzou várias bolas sobre a área americana. Só não deu sorte de uma delas ser aproveitada pra sair de campo consagrado.

HENRIQUE foi o maestro. Mais uma vez.

CABRAL jogou com a classe habitual e deu os bons passes de sempre. Sempre ocupando corretamente os espaços e apoiando o ataque, com qualidade.

ROBINHO fez uma partida correta, mas sem brilho. Ajudou na marcação, como pouco costuma fazer.

ARRASCAETA deu bons dribles e passes, mas tudo ficou em segundo plano, por conta do incrível gol de voleio que decidiu a partida.

RAFINHA correu como sempre e esteve a pique de marcar e ampliar seus números na artilharia. O problema foi o goleiro João Ricardo, que defendeu uma finalização sua à queima-roupa.

FRED movimentou-se menos do que vinha fazendo e não esteve inspirado na grande área, não aproveitando os inúmeros cruzamentos dos laterais. Em seu melhor momento, girou e finalizou bem de dentro da área, mas o goleiro americano impediu o gol, com ótima defesa.

SOBIS ajudou a bloquear os adversários. Ofensivamente, nada acrescentou.

MANCUELLO jogou poucos minutos, tentou algumas jogadas, mas não conseguiu nada digno de registro.

BRUNO entrou pra marcar e aumentar o fôlego do conjunto. Cumpriu.

MANO mandou a força máxima a campo –com exceção de Neves, baqueado– a fim de testar o time da Libertadores. Deve ter percebido que o time ainda não está redondo, mesmo com a farra de uma torcida entusiasmada.

CRUZEIRO fez uma partida correta, que privou euforia na torcida por causa do golaço de Arrascaeta. A defesa esteve perfeita o tempo todo, mas o ataque nem sempre. Fred não encontrou as bolas cruzadas e Rafinha não esteve inspirado como nas outras partidas do campeonato. No fim, um lance de exceção resolveu a partida.

AMÉRICA apostou na defesa e nos contrataques, provavelmente, por não ter talentos pra criar jogadas elaboradas. No fim, perdeu porque o adversário em talentos que podem resolver num lance. Os destaques do time foram o goleiro, os defensores e Zé Ricardo.

ÁRBITROS não complicaram. O Juiz dosou os cartões e resolveu com diálogo as reclamações dos bancos. Os bandeiras não erraram.

  • MelhorDoJogo => ARRASCAETA [[[20]]] Uol, Frede, Alex, Rosan, Setelagoas, Portalegre, Albertim, Venâncio, Vítor, França, Ivana, Walterson, Chiabi, Diogo, Monica, Celeste, Morato, Maury, Olivieri, Síndico —– EDÍLSON [[[9]]] Bastos, Anchieta, Cadu, King, Jotapê, Douglas, Schrier, Wallace, Lincoln —– CABRAL [[[7]]] Bitencourt, Ccc, Klauss, Vanda, Estevão, Beth, Patrícia —– LEO [[[2]]] Dourado, Barnabé —– HENRIQUE [[[2]]] Galvão, Fivestars —– RAFINHA [[[1]]] Dudu —– MURILO [[[1]]] Talentim —–  TORCIDA CELESTE [[[[1]]] Souza —–  JOÃO RICARDO [[[3]]] Romarol, Reis, Romano.

Cruzeiro 1×0 América: Chuva, golaço e vibração

domingo, 4 de fevereiro de 2018

CRUZEIRO contra AméricaMG, neste 04fev18dom17, no Mineirão (62 mil), Belo Horizonte, pela 5ª rodada do Mineiro 2018.

CLASSIFICAÇÃO: Cruzeiro é o 1º, com 10 pontos; América o 2º, também com 10 pontos.

RANKING da CBF: Cruzeiro é o 1º, com 15.288 pontos; América, o 24º, com 6.255.

CRUZEIRO: Fábio — Edilson, Leo, Murilo, Egídio — Henrique, Cabral — Robinho, Arrascaeta, Rafinha — Fred. T: Mano Menezes.

BANCO: Rafael, França, Ezequiel, Hermes, Digão, Romero, Lucas, Bruno, Mancuello, Raniel, Sobis, Marques (A).

AUSENTES: Sassá, David (lesionados), Dedé (transição), Neves, Manoel (poupados).

PENDURADOS: Robinho

ARBITRAGEM: Wanderson Alves Souza, Guilherme Dias Camilo, Felipe Alan Costa Oliveira, Felipe Fernandes Lima (4º A).

AMÉRICA: Glauco — Norberto, Messias, Rafael Lima, Giovanni –Matheus Sales, Zé Ricardo — Aylon, Renan Oliveira, Luan — Rafael Moura. T: Enderson Moreira

BANCO: João Ricardo, Jory (G), Aderlan, Carlinhos (L), Matheus Ferraz, Lima (B), Renato Bruno, David, Christian (V), Gerson Magrão, Serginho (M), Capixaba (A).

AUSENTE: Juninho (lesionado).

PENDURADOS: Ninguém.

TEMPO chuvoso, temperatura 20º, vento 8 Km/h, umidade 93%.

TRANSMISSÃO: Globo pra Minas Gerais, com narração de Rogério Correa, comentários de Bob Faria e Márcio Rezende Freitas. Premiere e Premiere HD, com narração de Jaime Jr e comentários de Henrique Fernandes.

CRUZEIRO 1×0 AMÉRICA-MG, 04fev18dom17h. TEMPO chuvoso, temperatura 20º, vento 8 Km/h, umidade 93%. LOCAL: Mineirão (62 mil), Belo Horizonte. MOTIVO: 5ª rodada, Mineiro 2018. PÚBLICO: 50.794 presentes, 47.499 pagantes, R$608.231, média R$13. ARBITRAGEM: Wanderson Souza, Guilherme Camilo, Felipe Oliveira (MG), AMARELOS: Giovanni, Edílson, Egídio, Sobis. GOL: Arrascaeta, 68. CRUZEIRO: Fábio; Edílson, Leo, Murilo, Egídio; Henrique, Cabral, Robinho, (Mancuello), Arrascaeta (Bruno), Rafinha (Sobis); Fred. T: Mano Menezes. AMÉRICA: João Ricardo; Norberto, Rafael Lima, Messias, Giovanni; Zé Ricardo (Christian Sávio), Matheus Sales (David), Renan Oliveira (Serginho), Aylon; Luan, Rafael Moura. T: Enderson Moreira. HISTÓRICO: 364 jogos, 152 vitórias do Cruzeiro, 102 vitórias do América, 110 empates. Cruzeiro marcou 646 gols e sofreu 521.