Arquivo da Categoria ‘Mineiro’

Henrique e Dedé, impecáveis

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

ATUAÇÕES dos protagonistas do AMÉRICA 0-0 CRUZEIRO, no Independência, Belo Horizonte, 17fev19dom17h30, 8ª rodada, Mineiro 2019:

TORCIDA CELESTE, embora tenha esgotado os ingressos à sua dissipação, não ocupou todos os espaços disponíveis. No grito, deu banho na galera pompom.

FÁBIO encaixou ou socou todas as bolas chutadas pelo ataque americano. O terreno molhado não foi obstáculo pra ele. Deu aula de goleiragem.

EDÍLSON jogou bem, marcando com segurança e apoiando quando havia espaços.

DEDÉ esteve perfeito, nas aéreas e nas terrestres.

LEO jogou com tranquilidade. Levou um susto com impasse interceptado por uma poça d’água logo no começo e tratou de se prevenir evitando passes rasteiros.

EGÍDIO travou bom duelo com boreal no primeiro tempo. O atacante não voltou pro segundo e ele continuou firme na partida. No ataque, não conseguiu encontrar Raniel nos cruzamentos.

HENRIQUE esteve perfeito na contenção. Apareceu pouco no apoio.

LUCAS ocupou bem os espaços e bloqueou algumas tentativas de chute dos americanos. No apoio, pouco acrescentou. saiu mais cedo porque o treinador queria um apoiador com facilidade de jogar coma canhota, após a saída de Marquinhos Gabriel.

ROBINHO não conseguiu organizar boas jogadas. Apoiou moderadamente na contenção.

RODRIGUINHO ficou sem espaços com as duas linhas de quatro do Coelho muito próximas. Além disto, sofreu marcação pessoal de Zé Ricardo. Lutou, mas foi pouco efetivo.

MARQUINHOS tentou algumas jogadas individuais, sem sucesso. saiu mais cedo, sem deixar saudade.

RANIEL recebeu poucas bolas adequadas pra finalização. Cavou um pênalti e foi punido com cartão amarelo. Quase marcou um gol desviando de cabeça uma bola de corner. Saiu mais cedo pra entrada de Sassá.

CABRAL substituiu Lucas, sem nada acrescentar ao time. levou amarelo e foi mais marcador do que apoiador.

RAFINHA melhorou o ataque ao substituir Marquinhos. Tentou jogadas individuais e deu um ótimo passe pra Sassá, que obrigou o goleiro Leal a fazer a defesa da partida.

SASSÁ entrou com a dissipação de sempre, mas só recebeu uma bola boa pra mandar pra rede. Mas o goleiro Leal não vacilou e a chance não se concretizou.

MANO escalou corretamente e substituiu adequadamente, embora sem ousadia. Seu time foi lento e nada criativo e ele não tinha opções pra mudar isto, pois não havia jogadores de velocidade, nem de criatividade no banco.

CRUZEIRO foi um time seguro, mas inofensivo. Rodriguinho, bem marcado, não criou nada de relevante, Robinho e Marquinhos, também não. E assim apenas uma chance foi criada, pouco demais pra quem só a vitória interessava.

AMÉRICA defendeu-se bem, com duas linhas de quatro e um volante dedicado a marcar Rodriguinho, mas não teve criatividade. Assim como o Cruzeiro, seus destaques foram os beques e o primeiro colante. O goleiro leal também se destacou ao defender uma bola aos pés de Sassá.

ÁRBITROS não mexeram no placar. O Juiz fez ampla distribuição de cartões amarelos. Quase todos por burrice dos atletas.

MelhorDoJogo => HENRIQUE [[[15]]] Uol, Penido, Viana, Pyxis, Jotapê, Fernandão, Vanda, Romarol, Bastos, Talentim, Márcio, Maury, Celeste, Barnabé, Patrícia —– DEDÉ [[[8]]] Fivestars, Carneiro, Marcoalex, Seisaum, Klauss, Bitencourt, Walterson, Síndico —– EDÍLSON [[[3]]] Domênico, Estevão, Dudu —– FÁBIO [[[2]]] Dinho, Morato —– ZÉ RICARDO [[[3]]] Ênio, Emerson, Leo —– JUSSANI [[[2]]] Álvaro, Reis —– BEROLA [[[2]]] Fábio, Rizzi —– PAULÃO [[[1]]] Damas —– GIVANILDO [[[1]]] Jottar…

AméricaMG 0x0 Cruzeiro: zero em criatividade

domingo, 17 de fevereiro de 2019

CRUZEIRO contra AméricaMG, neste 17fev19dom17h, no Independência (23 mil), Belo Horizonte, pela 7ª rodada do Mineiro 2019.

CLASSIFICAÇÃO: Cruzeiro é o 2º, com 14 pontos; América o 1º, também com 14 pontos.

RANKING da CBF: Cruzeiro é o 1º, com 15.822 pontos; América, o 19º, com 7.522.

TEMPO nublado, temperatura 21º, vento 12 Km/h, umidade 82%.

ARBITRAGEM: Rônei Cândido Alves, Magno Arantes Lira e Marcyano Silva Vicente (MG).

TRANSMISSÃO: Globo pra MG (menos região de Juiz de Fora), com Rogério Corrêa e Bob Faria; Premiere, com Jaime Júnior e Henrique Fernandes, reportagens de Pedro Augusto Correia.

CRUZEIRO: Fábio — Edilson, Dedé, Leo, Egídio — Henrique, Lucas — Robinho, Rodriguinho, M Gabriel — Raniel. T: Mano Menezes.

BANCO: Rafael, Orejuela, Fabruno, Murilo, Dodô, Romero, Cabral, Jadson, Rafinha, Sassá, Kayzer.

AUSENTES: Fred, Neves, David (lesionados).

PENDURADOS: Ninguém.

AMÉRICA: Fernando Leal – Leandro Silva, Paulão, Jussani, João Paulo — Zé Ricardo, Juninho – Berola, Toscano, Matheusinho — Júnior Viçosa. T: Givanildo Oliveira.

BANCO: Glauco (G), Ronaldo(L), Pedrão (B), João Lucas (B),  Sávio (L), Morelli (V), Felipe Azevedo (A), Ademir (A), França (A), Jonatas Belusso (A).

AUSENTES: Lima (lesionado).

PENDURADOS: Diego Jussani e Júnior Viçosa.

AMÉRICA 0xo CRUZEIRO, 17fev19dom17h. TEMPO chuvoso, temperatura 21º, vento 10 Km/h, umidade 95%: LOCAL: Independência (23 mil), Belo Horizonte. MOTIVO: 7ª rodada, Mineiro 2019. TRANSMISSÃO: Globo e Premiere. PÚBLICO: 6.620 pagantes, R$72 563, média R$11. ARBITRAGEM: Rônei Cândido Alves, Magno Arantes Lira, Marcyano Silva Vicente (MG). AMARELOS: Raniel, Rafinha, Egídio, Cabral, Dedé, Juninho, Jussani, ZéRicardo, Viçosa, Belusso. AMÉRICA: Leal — Leandro, Paulão, Jussani, João Paulo — Zé Ricardo, Juninho — Berola (Azevedo, 46), Toscano, Matheusinho (França, 82) — Júnior Viçosa (Belusso, 82). T: Givanildo Oliveira. CRUZEIRO: Fábio — Edilson, Dedé, Leo, Egídio — Henrique, Lucas (Cabral, 64) — Robinho, Rodriguinho, M Gabriel (Rafinha, 64); Raniel (Sassá, 70). T: Mano Menezes.

HISTÓRICO: 367 jogos, 154 vitórias do Cruzeiro, 102 vitórias do América, 111 empates. Cruzeiro marcou 651 gols e sofreu 523.

Estaduais: futebol nosso de cada fim de semana

sábado, 16 de fevereiro de 2019

O que vale a pena ver, ouvir e ler:

  1. TOMBENSE 3×1 VILLA NOVA Mineiro Antônio Almeida
  2. MINEIRO 2×0 TUPI Mineiro Independência
  3. CALDENSE 2×1 BOA Ronaldo Junqueira
  4. PATROCINENSE 1×1 GUARANI Pedro Nascimento
  5. AMÉRICA 0x0 CRUZEIRO Mineiro Independência
  6. Seg 19h URT x TUPYNAMBAS Zama Maciel
  7. Seg 20h DEMOCRATA x IPATINGA Mineiro B, Mammoud Abbas
  8. CHAPECOENSE 0x0 FIGUEIRENSE Catarinense Condá
  9. SÃO CAETANO 4×4 BRAGANTINO Paulista
  10. VASCO 1×0 FLUMINENSE, Taça Guanabara, Maracanã
  11. CORINTHIANS 2×1 SÃO PAULO, Paulista, Itaquera
  12. Seg 20h SANTOS x GUARANI, Paulista, Pacaembu

Mano: “foi a segunda partida sem tomar gols”

terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

PITACOS acerca do o CRUZEIRO 3-0 TUPYNAMBÁS, 10jan19dom17h, Mineirão, Belo Horizonte, 6ª rodada, Mineiro 2919:

MANO MENEZES: Fizemos um jogo tranquilo e seguro. Segunda partida sem tomar gols. Trabalhamos um pouco em cima disso, que é a segurança que a gente tem. Essa segurança nos dá sempre a possibilidade de fazer um, dois gols e construir as vitórias. Sempre foi nossa característica. Queremos ser mais ofensivos, queremos produzir bem, mas não podemos abrir mão do que é bom e que dá segurança pra equipe lá atrás. Poderíamos ter feito um placar mais dilatado. Criamos inúmeras chances. O time já começa a entrar num ritmo melhor. Isso que é o mais importante neste momento, a cada jogo acrescentar um pouco mais de competitividade, de ritmo, pois quando o adversário exigir mais, estaremos preparados pra jogarmos mais. Não gosto de usar o termo ‘teste’. O Cruzeiro está se preparando. Como não temos pré-temporada adequada, usamos os primeiros jogos exatamente pra fazer a preparação. A gente sabe a diferença e não se ilude quando tem superioridade tão grande, que não deixa o adversário dar um chute a gol. A gente sabe analisar as coisas pela experiência e passamos isso aos jogadores. O importante é ter o mesmo comportamento, a mesma entrega, como se estivesse jogando com uma equipe com mais qualificação. Nas férias, perde-se competitividade. Na volta, comete alguns erros nas primeiras rodadas, sofre gols que não estava acostumado a sofrer. Agora já estamos retomando nosso comportamento, independentemente do adversário.

MARQUINHOS GABRIEL: É difícil chegar e se adaptar tão rápido. Por isso, agradeço aos meus companheiros, à comissão. Você vê como é o clima lá dentro e a forma como eu fui recebido, então só tenho a agradecer a todos. Por isso que o futebol está conseguindo fluir muito bem. A gente achou que o entrosamento ia demorar um pouquinho, mas tem acontecido e a gente está feliz com isso.

LEO: A gente vem aperfeiçoando a parte física e a tática, trabalhando algumas estratégias, formações e variações, nestas semanas de treino. Elas têm sido bem proveitosas pra evolução do time.

JOTA DIAS: Jogo tranquilo contra um bem armado Tupynambás. Cruzeiro fez o suficiente pra vencer. A jogada do gol do Rodriguinho foi muito bonita. Marquinhos Gabriel não está deixando o torcedor sentir saudades do Arrascaeta. No time baeta, o melhor foi o Mateus Pimenta.

ROSAN AMARAL: Rodriguinho foi o cara do jogo. Ele não veio pra jogar ao lado do Neves. Ele é sombra pro Neves. Com esta nova contusão do Neves, Rodriguinho já é o titular. Marquinhos e David vão disputar a vaga deixada por Arrascaeta.

MATHEUS PENIDO: Jogo parecido com o do Villa. Como dizem os cronistas esportivos, os gols saíram com naturalidade. Melhor em campo: Rafinha.

Rafinha, Rodriguinho, Marquinhos, os melhores

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

ATUAÇÕES dos protagonistas do CRUZEIRO 3-0 TUPYNAMBÁS, 10jan19dom17h, Mineirão, Belo Horizonte, 6ª rodada, Mineiro 2919:

TORCIDA CELESTE ocupou 23% dos lugares. Dos presentes, 21% entraram na faixa. Menos mal que todos apoiaram o time e aplaudiram os substituídos.

FÁBIO não foi exigido. As bolas que chegaram foram encaixadas e ponto final.

EDÍLSON cuidou mais da defesa, atacando pouco. Saiu-se bem no que se propôs a fazer.

DEDÉ foi soberano. Venceu todas as disputas aéreas e esteiras, na defesa e no ataque. Deu uma cotovelada involuntária que abriu o supercílio do Kayzer. Precisa se benzer pra evitar incidentes como esse e o da Bombonera.

LEO acertou tudo o que fez e ainda teve sossego na cobertura, pois Egídio atacou menos do que o habitual.

EGÍDIO atacou menos do que o habitual, ainda assim, foi quem começou a jogada do primeiro gol, com um ótimo passe pra Marquinhos.

HENRIQUE começou mais na contenção, terminou mais no apoio. Teve uma oportunidade de gol, que a defesa baeta conseguiu evitar que se concretizasse. Atuação correta.

ROMERO perdeu uma bola que colocou a defesa em dificuldade, apoiou mais na etapa inicial, jogando pela direita. Na parte final, cuidou mais da contenção.

RAFINHA não economizou energia, marcando e atacando. Fez um gol e foi bastante aplaudido quando saiu de campo. Foi escolhido o melhor da partida pela equipe da Itatiaia.

RODRIGUINHO fez um gol e serviu pra outro. Jogou centralizado na linha de meiatacantes, com desenvoltura, buscando sempre o jogo coletivo.

MARQUINHOS fez boas jogadas pela ponta esquerda e pelo meio, depois da saída de Rodriguinho. Foi dele o passe preciso pro gol de Fred.

FRED fez seu quarto gol em quatro jogos seguidos. deu trabalho à biqueira baeta, mas saiu antes da metade da etapa final.

JADSON entrou no decorrer da etapa final e jogou nas duas pontas. Teve uma chance de gol, neutralizada pela defesa baeta.

RANIEL entrou entusiasmado, mas não fez as escolhas corretas. Perdeu uma chance de gole e noutra, segurou demasiadamente a bola quando devia entrega-la a Jadson, que estava em boas condições de dar sequencia ao lance.

KAYZER jogou pouco tempo, o suficiente pra levar uma entrada violenta do adversário uma cotovelada acidental de Dedé. Mostrou raça e buscou o jogo. Não quer perder um segundo sequer nas oportunidades que vem recebendo.

MANO escalou e substituiu corretamente. No fim, reclamou das chances desperdiçadas. Com razão. Era jogo pra fazer o suficiente pra alcançar a liderança.

CRUZEIRO controlou a partida, sem sofrer na defesa e criando chances no ataque. Experimentou inúmeras variações na vol6ncia e na linha de meiatacantes, provavelmente, pensando em desafios futuros. Ninguém, jogou mais, mas Dedé, Marquinhos, Rafinha e Rodriguinho estiveram acima dos colegas em produtividade.

TUPYNAMBÁS foi um time organizado, que não se retrancou, mas que pecou pela falta de criatividade. Destacaram-se os salinos na contenção, Hipólito na lateral esquerda e o experiente Ademílson, que se movimentou como garoto no comando do ataque.

ÁRBITROS trabalharam bem. O Tupynambás pediu um pênalti, que não houve. Os amarelos foram bem aplicados. Aprovados.

MelhorDoJogo => RAFINHA [[[15]]] Cadu, Bastos, Emerson, Carneiro, Damião, Reis, Velloso, Ulhoa, Alberto, Romeu, Nem, Vanda, Penido, Síndico, Dudu —– RODRIGUINHO [[[11]]] Sá, Romarol, Rizzi, Rosan, Espigão, Anchieta, Seisaum, Walterson, Nanayoski, Diogo, França —– MARQUINHOS [[[6]]] Dias, Marcoalex, Klauss, Bitencourt, Celeste, Viana —–  DEDÉ [[[1]]] Barnabé —– EGÍDIO [[[1]]] Milani…

Cruzeiro 3×0 Tupynambás: pegada de treino

domingo, 10 de fevereiro de 2019

CRUZEIRO contra Tupynambás, 10fev19dom17h, Mineirão, Belo Horizonte, 6ª rodada do Mineiro 2019.

CLASSIFICAÇÃO: Cruzeiro é o 2º, com 11 pontos; Tupynambás, o 5º, com 8.

RANKING da CBF: Cruzeiro é o 2º, com 15.822 pontos, Tupynambás não está ranqueado.

TRANSMISSÃO: Globo pra MG (menos região de Juiz de Fora), com Rogério Corrêa e Bob Faria; Premiere, com Jaime Júnior e Henrique Fernandes.

TEMPO ensolarado, temperatura, 26º, vento 12 Km/h, umidade 60%.

ARBITRAGEM: Gabriel Murta barbosa Maciel, Leonardo Henrique Pereira, Wellington Pereira Neto, Euclides Eduardo Batista Alves.

CRUZEIRO: Fábio — Edílson, Dedé, Leo, Egídio — Henrique, Romero — Rafinha, Rodriguinho, M Gabriel — Fred. T: Mano Menezes.

BANCO: Rafael, Orejuela, Fabruno, Dodô, Ederson, Lucas, Cabral, Jadson, Raniel, Kayzer.

AUSENTES: David, Neves (lesionados), Robinho (poupado).

PENDURADOS: Ninguém.

TUPYNAMBÁS: Renan Rinaldi — Gustavo, Adriano, Felipe Gregory, Lucas Hipólito — Igor Soares, Leandro Salino, Leo Salino, Marcel — Giovane, Ademílson, Igor Soares. T: Felipe Surian.

BANCO: Glaysson G, Paulinho L, Anderson Santos L, Halisson B, Guilherme Henrique V, Tessio M, Ygor M, Eraldo A, Matheus Pimenta A.

AUSENTES: Ninguém.

PENDURADOS: Matheus Pimenta e Renan Rinaldi.

CRUZEIRO 3×0 TUPYNAMBÁS, 10fev19dom17h. TEMPO ensolarado, temperatura, 26º, vento 12 Km/h, umidade 60%. LOCAL: Mineirão (62 mil), Belo Horizonte. MOTIVO: 6ª rodada, Mineiro 2019. TRANSMISSÃO: Globo e Premiere. PÚBLICO: 11.021 pagantes, 14. 176 presentes, R$166.735, média R$15. ARBITRAGEM: Gabriel Murta Barbosa, Leonardo Henrique Pereira, Wellington Pereira Neto (MG). AMARELOS: LeoSalino, Hipólito, Gregory, Egídio. GOLS: Fred, 14, Rodriguinho, 44, Rafinha, 59. CRUZEIRO: Fábio; Edilson, Dedé, Leo, Egídio; Henrique, Romero; Rafinha (Kayser, 80), Rodriguinho (Jadson, 72). M Gabriel; Fred (Raniel, 63). T: Mano Menezes. TUPYNAMBÁS: Renan; Gustavo, Adriano, Gregory, Hipólito; Marcel, Leo Salino, Leandro Salino; Geovani (Pimenta, 59); Igor Soares (Téssio, 67), Ademilson (Eraldo, 74). T: Felipe Surian.

HISTÓRICO: 10 jogos, 7 vitórias do Cruzeiro, 1 empate, 2 vitórias do Tupynambás, 26 gols do Cruzeiro, 8 do Tupynambás. Os dois clubes nunca decidiram um título jogando entre si.

Números do Mineiro

terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

CAMPEONATO MINEIRO 2019

  1. Tupi 1×1 Caldense 1.236 —– Caldense 1×1 América 1.912 —– Mineiro 5×0 Boa 19.616 —– Villa 1×5 Tupynambás 1.895 —– Patrocinense 2×1 Urt 1.983 —– Lugares: 57.000 Público: 30.822 Ocupação: 54%
  2. Urt 1×1 Caldense 1.323 —– Tombense 1×0 Mineiro 1.121 —– Tupynambás 1×0 Tupi 5.770 —– Boa 2×2 Guarani 730 —– Cruzeiro 1×0 Patrocinense 11.363 —– América 3×0 Villa 1.916 —– Lugares: 113.000 Público: 22.223 Ocupação: 20%
  3. Tupynambás 0x5 Boa 907 —– Cruzeiro 1×1 Mineiro 40.682 —– Villa 0x0 Guarani 856 —– Caldense 0x2 Patrocinense 1.629 —– América 5×0 Tupi 1.184 —– Urt 1×1 Tombense 1.260 —– Lugares: 112.000 Público: 46.518 Ocupação: 42%
  4. Guarani 0x0 Caldense 2.265 —– Tupi 1×1 Villa 930 —– Patrocinense 1×1 Tupynambás 2.258 —– Tombense 1×2 América 1.552 —– Mineiro 4×0 Urt 9.736 —– Boa 2×2 Cruzeiro 4.272 —– Lugares: 58.000 —– Público: 21.013 Ocupação: 36%
  5. Tupi 2×2 Caldense 760 —– Mineiro 2×0 Guarani 7.923 —– Tupynambás 0x0 Tombense 708 —– Villa 0x3 Cruzeiro 2.481 —– Patrocinense 0x0 América 2.981 —– Urt x Boa —– Lugares: 56.000 Público: 14.853 Ocupação: 27%

LUGARES: 396.000 Público: 135.432 Ocupação: 34%

CLASSIFICAÇÃO: 01ame11 — 02cru11 — 03cam10 — 04pat08 — 05tpy08 — 06tom06 — 07boa05 — 08cal04 — 09gua03 — 10tup03 — 11urt02 — 12vila02.

ARTILHARIA: [[[5]]] Ricardo (Alt) [[[3]]] Fred, Raniel (Cru) — Gustavo (Boa) — Ademilson (Tpy) [[[2]]] Robinho (Cru) — Geovani (Tpy) — Gindre, Jayme (Boa) — Leandro, Viçosa (Ame) — Ortega (Tom) — Baiano (Cal), Marcus (Tup) [[[1]]] Rafinha, David (Cru) — Azevedo, Juninho, Toscano Leandro, JoãoPaulo, Matheusinho (Ame) — Inácio, Deividy, Gladstone, Potiguar (Urt) — Alemão, Pedrinho, Douglas (Gua) — Barretos, Borges, Felipealves (Pat) — Juan (Tom) — Jair, Chará, Santos, Cazares, Elias, Alerrandro, Bolt (Alt) — Alexandre, Pimenta, Adriano (Tpy) — Judson, Lazarini, Luís (Cal) — GabrielLimeira, Elias (Vil) — GabrielCosta, Matheus (Tup) — Kaio, Vieira (Boa).

Rosan: “Pai, o Fred, agora, é do Cruzeiro”

terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

PITACOS acerca do VILLA NOVA 0-3 CRUZEIRO, no Castor Cifuentes, Nova Lima, 03fev19dom17h, pela 5ª rodada do Mineiro 2019:

MANO MENEZES: É sempre difícil estrear jogadores, com pouco tempo de trabalho, como Rodriguinho e Dodô, mas era a hora por ter a semana inteira de trabalho pra fazer alterações e ter uma equipe base para os principais jogos. Orejuela foi bem nas o titular é o Edílson. Marquinhos é tranquilo com a bola no pé, erra pouco e dá segurança pra construção de jogadas mais lúcidas, ora pela direita, ora pela esquerda. E ainda joga por dentro. Acrescenta muito. Rodriguinho foi bem, dentro do que poderia ser. Ainda está distante da sua melhor condição, mas os jogos vão lhe dar isso e ele vai conhecer os companheiros e suas características. Gosto de jogar com qualidade, essa qualidade é que faz a diferença, mas o time precisa ser competitivo pra vencer. Não basta só jogar bonito e terminar 2×1 pro adversário. Eu não acho que isso é o futebol bem jogado. O futebol bem jogado é aquele que apresenta o talento individual dos jogadores, dentro de uma equipe bem organizada e competitiva pra conquistar títulos.

RODRIGUINHO: A equipe fez um jogo sólido. Conseguimos um bom resultado já no 1º tempo. Poderíamos até ter feito mais. No 2º tempo, demos uma administrada.

DODÔ: Foi boa estreia, fiz o que o professor pediu, que era pra manter o equilíbrio lá atrás. A gente conseguiu abrir o placar já no 1º tempo, o que deu tranquilidade. Foi importante pegar entrosamento com o Leo e o Ariel ali na minha frente. Foi bom, mesmo com pouquíssimos treinos com o time.

TONINHO ALMEIDA: Meio campo com Romero e Cabral joga fácil! Um toque simplifica tudo. É o que sempre digo: o difícil é jogar fácil.

DOUGLAS VELLOSO: O Cruzeiro se mostrou disciplinado, o que é um avanço devido a rotatividade. Os laterais se revezaram nas idas ao ataque, com Orejuela sendo mais efetivo. Depois de aguns chutões nos minutos iniciais, Romero passou a buscar a bola com os zagueiros. A má condição da cancha limitou a recorrente troca de bolas em velocidade no meio de campo, o que exigiu mais disposição do M Gabriel e do Rafinha, que jogaram bem, sempre interessados no gol. Rodriguinho não encontrou o espaço, mas circulou entre as intermediárias. O melhor do jogo foi o cruzamento certeiro do Orejuela pro cabeceio de Fred no primeiro gol.

CELESTE CAMPOS: Ou o Villa é um time muito limitado ou foi impedido de jogar pelo Cruzeiro, que se portou bem, Mano testou alguns reservas e, mesmo contra um adversário fraco, foi bom, pois jogo é jogo e treino é treino. E assim o técnico vai aos poucos montando seus 18 titulares.

ROSAN AMARAL: Assisti ao jogo numa UTI ao lado do meu pai, le atleticano, eu cruzeirense. Ele de olhos fechados ouvindo o jogo transmitido pela televisão. Quandio saiu o primeiro gol, e o locutor gritou Fred!!!m ele abriu os olhos. Eu disse “calma aí, meu velho, o Fred não joga mais no Atlético, ele agora está no Cruzeiro. A pulsação deke subiu e eu arrematei “estou achando que você está virando cruzeirense”. O médico disse que estas foram as melhores 24 horas dele nos últimos dias.

ITAIR MACHADO: Marquinhos Gabriel será mais produtivo que Arrascaeta.

Rafinha, Romero, Fred, destaques no Alçapão

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

ATUAÇÕES dos protagonistas do VILLA NOVA 0-3 CRUZEIRO, no Castor Cifuentes, Nova Lima, 03fev19dom17h, pela 5ª rodada do Mineiro 2019?

TORCIDA CELESTE compareceu em baixo número, assinada com o ingresso a R$120 para visitantes. Quem foi o ocupou metade da arquibancada atrás de um dos gols, apoiou o time.

FÁBIO fez as defesas protocolares. A única bola impossível de ser defendida, por sorte, saiu rente ao poste direito, após cabeceio de Cassiano.

OREJUELA esteve seguro na defesa e atacou bem, embora sem exageros. Seu melhor lance foi o lançamento pro gol de Fred.

DEDÉ não cometeu erros, nem foi muito exigido pelo fraco ataque do Leão.

LEO trabalhou bem, em especial fazendo a cobertura do lado esquerdo, por onde o Villa criava algumas jogadas.

DODÔ passou o 1º tempo na defesa, sem arriscar, sempre incomodado com Cassiano, o jogador mais atuante do Villa. Na etapa final, soltou-se um pouco mais, porém sem incomodar a defesa adversária. Estreia discretíssima.

ROMERO não deu carrinho, marcou bem e subiu duas vezes ao ataque. Uma delas, participou da jogada do segundo gol.

Marquinhos tem uma característica aguda que não encontro em outro jogador do elenco.

CABRAL jogou de terno novamente, pois o meio de campo do Villa carece de qualidade. Deve ser o pior do campeonato.

MARQUINHO começou pela direita, quase sempre entrando na diagonal pra chutar a gol e tentar tabelas pelo meio. Depois foi pra esquerda e fez algumas jogadas de ponteiro.

RODRIGUINHO tentou algumas tabelas com Fred e Rafinha, sem sucesso. Pra não passar despercebido, chutou algumas bolas contra Georgemy. Nenhuma, com perigo. Está fora de forma e desentrosado.

NEVES entrou no decorrer da etapa final e participou do terceiro gol, com lançamento inteligente pra Kayzer ir a fundo e cruzar. E não precisou fazer mais nada, devido à fragilidade do Villa.

RAFINHA foi quem mais deu trabalho à defesa do Villa na etapa inicial. Fez um gol, mudou da esquerda pra direita e foi substituído na etapa final.

FRED fez o primeiro gol, fez a jogada do segundo gol e se movimentou bem no comando do ataque, saindo vez ou outra pra tentar uma tabela.

RANIEL entrou, tocou uma vez na bola, logo em seguida, tocou de novo, desta vez pra empurrá-la pra rede. Depois, como o restante do time, deixou o tempo passar.

KAYZER, fez a jogada do terceiro gol e buscou o jogou sempre que pôde. Foi sua melhor atuação neste início de temporada.

MANO escalou bem, poupando titulares, dando oportunidade aos novatos, substituiu corretamente, deu broncas em quem não fazia o que estava combinado e garantiu uma vitória sem sustos.

CRUZEIRO dominou o jogo de cabo a rabo, sem ser incomodado. O adversário, muito fraco, nada exigiu de sua defesa e meio de campo. O ataque ainda teve de se empenhar mais, pois havia muita gente na defesa do leão. Nada, contudo, muito difícil de superar.

VILLA justificou a lanterna que segura. O time tem organização, mas não tem talento, nem punch. Salvaram-se ponteiro Pinguim, que entrou na etapa final, com fome de bola, o volante Eurico, bom marcador, e o ponteiro Cassiano, que se empenho no ataque e na recomposição. Sua substituição facilitou a vida de Dedé e Leo, na etapa final.

ÁRBITROS não cometeram erros relevantes.

MelhorDoJogo => RAFINHA [[[11]]] Velloso, Rizzi, Romarol, Burian, Schrier, Viana, Beth, Penido, França, Vanda, Barnabé —– ROMERO [[[7]]] Bitencourt, Sá, Barreto, Walery, André, Velame, Castelões —– FRED [[[5]] Braga, Rezende, Olivieri, Anchieta, Síndico —– MARQUINHOS [[[3]]] Nunes, Domênico, Azulão —– OREJUELA [[[2]]] Itatiaia, Albuquerque —– CABRAL [[[1]]] Dudu —–MANO [[[1]]] Celeste…

Villa Nova 0x3 Cruzeiro: imposição total

domingo, 3 de fevereiro de 2019

CRUZEIRO contra VILLA NOVA, neste 03fev19dom17h, Castor Cifuentes, Nova Lima, 5ª rodada, Mineiro 2019.

CLASSIFICAÇÃO: Cruzeiro é o 2º, com 8 pontos, Villa, o 12º, com 2.

RANKING da CBF: Cruzeiro é o 2º, com 15.822 pontos; Villa, o 101º, com 629.

TRANSMISSÃO: Globo pra MG (menos região de Juiz de Fora), com Rogério Corrêa e Bob Faria; Premiere, com Jaime Júnior e Henrique Fernandes, reportagens de Vinícius Eulálio.

TEMPO ensolarado, temperatura 27º, vento 23 Km/h, umidade 40%.

ARBITRAGEM: Igor Júnio Benevenuto, Sidmar Santos Meurer, Magno Arantes Lira, Paulo César Zanovelli Silva.

CRUZEIRO: Fábio, Orejuela, Dedé, Leo, Dodô — Romero, Cabral — Rafinha, Rodriguinho, M Gabriel — Fred. T: Mano Menezes.

BANCO: Rafael, Cacá, Fabruno, Rafael Santos, Ederson, Henrique, Jadson, Neves, Kayzer, Raniel.

AUSENTES: Murilo (suspenso), David (lesionado), Edílson, Egídio, Robinho, Sassá, Lucas (poupados).

PENDURADOS: Ninguém.

V ILLA NOVA:  Georgemy — Renato Bruno, Rafael Vítor, Gabriel Limeira, Yuri – Eurico, Denilson – Hiwry Cesar, Cassiano, Diney – Higor. T: Eugênio Carlos Souza.

BANCO: João Pedro (G),  Marquinhos Lopes, Gustavo Moreno (B), Artur Vieira, Luis Felipe (L), Ramires V, Luiz Fernando, Leonidas, Pinguim, Joãozinho A.

AUSENTES: Felipinho (suspenso), Elias (lesionado).

PENDURADOS: Eurico.

VILLA NOVA 0x3 CRUZEIRO, 03fev19dom17h. TEMPO ensolarado, temperatura 27º, vento 6 Km/h, umidade 38%. LOCAL: Castor Cifuentes (5 mil), Nova Lima. MOTIVO: 5ª rodada, Mineiro 2019. TRANSMISSÃO: Globo e Premiere. PÚBLICO: 2.471 pagantes, R$47.560, média R$19. ARBITRAGEM: Igor Junio Benevenuto, Sidmar Santos Meurer, Magno Arantes Lira (MG). AMARELOS: Hiwry, Eurico, Pinguim, Iury, Orejuela. GOLS: Fred, 37, Rafinha, aos 45+1, Raniel, 80. VILLA: Georgemy, Renato Bruno, Rafael Vitor, Gabriel, Iury. Eurico, Denilson; Cassiano (Luiz Fernando, 46), Hiwry (Pinguim, 46), Diney; Higor (Joãozinho, 72). T: Eugênio Souza. CRUZEIRO: Fábio, Orejuela, Dedé, Leo, Dodô. Romero, Cabral; M Gabriel, Rodriguinho (Neves, 76), Rafinha (Kayzer, 67); Fred (Raniel, 79). T: Mano Menezes.

HISTÓRICO: 224 jogos, com 120 vitórias do Cruzeiro, 40 do Villa, 64 empates, 441 gols do Cruzeiro, 258 do Villa. Os dois times decidiram o Mineiro de 1997. O Cruzeiro foi campeão perdendo por 2×1 em Nova Lima e vencendo por 1×0 em Belo Horizonte.