Arquivo da Categoria ‘Mídia’

Conte um conto

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Escreva sobre o que te der na telha. Mas nada que a assuste.

Escrete pra jogar no Almeidão

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Repórter do Estadão descobriu contratos secretos, segundo ele, da CBF com a promotora de jogos da Seleção.

E produziu uma reportagem investigativa, segundo critérios da imprensa esportiva brasileira.

Eu considero apenas patético o que os comentaristas dizem sobre o tal contrato.

Reclamam que o técnico do Brasil não pode convocar quem bem entender.

Pra receber US$3 milhões, a CBF tem de levar seus melhores jogadores. Caso contrário, só cata US$1,5 milhão.

Ficamos assim, então: com Neymar, o escrete canarinho ganha o dobro do que se o astro for o Yuri Mamute, o Henrique Dourado ou o Pimentinha.

Graças a Deus, alguém está atento e decidido a proteger a história da Seleção mais vezes campeão do mundo.

Salve a tal empresa, de cujo nome não me recordo.

Mas é importante observar que o repórter não cotejou o contrato maldito do Brasil com o de outras seleções.

Será que Portugal fatura a mesma cota, com ou sem Cristiano Ronaldo? Argentina, com ou sem Messi? Bélgica, com ou sem Hazard?

Se for, sugiro à CBF assinar com a empresa do Roni que pagou R$1 milhão ao Cruzeiro pelo jogo de Cuiabá e levou rasteira com a presença dos reservas, tomando prejuízo considerável.

Além dela, mais nenhuma empresa vai topar as condições dos comentaristas esportivos brasileiros.

E, pra quem exige liberdade completa pro treinador nacional, escalo um time desafiador:

  • Deola, Apodi, Réver, Edcarlos e Anderson Pico; Pierre e Donizete; Camilo e Ganso; Henrique Dourado e Yuri Mamute.

Numa boa: não lota nem o campo do Tombense, com seus minguados 3 mil lugares.

Mauro Cézar Pereira disse o que os covardes omitem

segunda-feira, 4 de maio de 2015

MAURO CÉZAR PEREIRA, comentarista da ESPN, botou o dedo na ferida:

“O AtléticoMG foi beneficiado nos bastidores pela Federação Mineira na marcação dos jogos das semifinais contra o Cruzeiro, na retirada do mando da Caldense na final, na absurda absolvição de Leonardo Silva pelo TJD e no gol irregular do Jô na final”.

Simples, claro, direto, como nenhum dos covardes comentaristas esportivos de Belzonte tem coragem de fazer.

Só discordo quando ele diz que esses viícios só ocorrem nos estaduais.

Os campeonatos brasileiros de 1974, 1997, 2000 e 2005 também foram manipulados e tiveram campeões mandrakes.

Isto sem falar no rebaixamento do vice campeão e do terceiro colocado de 1986 na indecente Copa União de 1987.

O problema não é de campeonato, mas de caráter, algo que o brasileiro médio não cultiva.

Taí o exemplo do Franga Franga Franga que não deixa qualquer dúvida sobre o nível de desonestidade que um cartola brasileiro, paroquial ou federal, se permite.

O novo imperialismo inglês

sexta-feira, 1 de maio de 2015

Antigamente, se fazia pesquisa pra saber o tamanho e o epicentro das torcidas dos clubes de futebol.

Hoje em dia, o Twitter fornece o mapa dos seguidores de cada instituição. Ao menos, na Inglaterra…

O Twitter criou um mapa, a partir das contas dos seguidores dos clubes ingleses ao redor do mundo, que serve como um indicador de fidelidade.

Cada país é dividido em hexágonos de tamanho igual no mapa e, assim, a popularidade dos clubes pode ser vista também por região e não apenas no pais como um todo.

No Reino Unido, o Liverpool é time com mais seguidores no Twitter, seguido pelo Manchester United e depois pelo Arsenal.

Os clubes com menores bases de torcedores no Twitter, como o Newcastle United, Sunderland, Hull City, Burnley, Stoke City, Leicester City, Aston Villa, Swansea City e Southampton continuam dominado em suas cidades.

Na Europa, o Arsenal é o mais seguido no norte do continente, enquanto o Chelsea é o mais popular quanto mais perto a pesquisa se aproxima do Mediterrâneo.

Na Ásia, o Manchester United é o mais popular no sul do continente (Índia e Paquistão), enquanto os Red Devils e o Chelsea dominam na Malásia e Indonésia. Na Tailândia, o Liverpool lidera com tranquilidade, Seguindo em direção ao Leste, o Arsenal se torna o mais querido, com alta popularidade no Japão, Coréia do Sul e Filipinas.

Na África, o Arsenal permanece à frente no norte, mas a disputa fica acirrada com o Chelsea seguindo rumo ao Sul, antes de o ManU assumir o topo do ranking no Congo, África do Sul, Botswana, Namíbia e Zimbábue.

Na América do Norte, Arsenal, Chelsea, Liverpool e ManU lideram e o Everton, time do ex-goleiro da seleção americana, Tim Howard, aparece como o 7º mais popular nos EUA.

Na América do Sul, o Chelsea, com sua forte ligação com brasileiros e latinos, é o preferido, apesar da força de algumas estrelas ficar evidente na popularidade do Arsenal no Chile, de onde vem Alexis Sanchez, e do sucesso de Luis Suarez no Liverpool justificar o domínio dos Reds no Uruguai.

Outro exemplo é a popularidade do Manchester City na Bósnia e Herzegovina. Os atuais campeões da Barclays Premier League são os mais populares neste país ajudados pela presença no ataque da estrela bósnia, Edin Dzeko. [site da BPL]

E vc, leitor podre de chique, que time inglês segue no Twitter?

Não sigo nenhum, mas desde criança simpatizo com o Chelsea, numa época em que ele não campeonava nem por decreto.

Por ser azul, só isto.

GPT recusa pedido de desculpas da Globo

sábado, 18 de abril de 2015

GPT  falou:

“Recebi informação do nosso jurídico de que o nosso presidente do TJD negou o pedido de garantia pra jogar no sábado, com o argumento de que a FMF fez chegar a ele um ofício assinado por alguém da Globo Minas dizendo que, como o AtléticoMG não aceitou jogar no sábado, não havia o acordo necessário pra mudança do dia do jogo. É um absurdo o comportamento da Federação.

Recebi um pedido de desculpas da direção maior da Rede Globo, que não vale nada. Era preciso que a emissora se posicionasse contra esse funcionário que mandou o ofício para o TJD.

Também estou indignado com a postura da FMF, com a falta de pulso de seu presidente e com o fato de ele estar favorecendo o AtléticoMG. Na semana passada, favoreceu pra dar mais descanso a seu clube. Eu concordei com ele. O critério era justo. Mas ele não podia nos prejudicar agora. Só teremos 49 horas de descanso entre os jogos de domingo e terça. Em Buenos Aires, jogamos sem descansar antes e o time não teve pernas pra  aguentar a partida. A agora Federação não respeitou seu filiado e, pela segunda semana seguida, prejudica o Cruzeiro. Vamos entrar em campo com contusões.

O presidente da FMF dá cambalhota em vitórias do AtléticoMG, posta foto com camisa do time e acha isso bonito. Não trabalho assim. Sou presidente do Cruzeiro e ninguém me vê com camisa de jogo em viagens oficiais. É preciso ter a postura que o cargo exige pra não provocar os demais filiados.

Continuaremos filiados, por enquanto, mas já estamos pensando na liga, pra sair disso. Agora estou  favorável à criação de uma liga. Já fui consultado, é assunto em pauta e vamos acelerar as conversas, porque não dá para disputar o Mineiro com um presidente desses”.

Ele fez bem em não aceitar o pedido de desculpas, mas deve aceitá-lo se for identificado e demitido o funcionário da Globo Minas qu induziu o TJD a prejudicar o Cruzeiro”.

Quanto à formação de uma liga, não vejo isto como solução.

Ou seus dirigentes dela teriam caráter mais decente do que a Franga da FMF? Quem garante?

Alguém ainda se lembra do C13? Pois é…

Estado de Minas, parcial até a última pena

quinta-feira, 16 de abril de 2015

Foto de JP Anchieta.

Não se espantem. O Estado de Minas sempre foi assim. E os concorrentes, Hoje em Dia e O Tempo, são ainda piores. Melhor não comprar, nem assinar. Se der pra filar, bem, se não der, amém.            [Foto: JP Anchieta]

Atentado contra Beagá

quarta-feira, 25 de março de 2015

Mais uma cacetada contra BH.

GUARANI FM será substituída na frequência 96.5, a partir de 01mai15, pela FELIZ FM, rádio paulista, que opera em uma dúzia de cidades. Saem clássicos, pop e mpb de qualidade, entra música gospel programada por um pregador alucinado. Seja muito mal-vindo, pastor Juanribe Pagliarin. A essa draga ficar ouvindo, prefiro desligar meu radim.

E agora, o que nos resta? Inconfidência, Alvorada e…

Cruzeiro oferece alta exposição a seus patrocinadores

terça-feira, 24 de março de 2015

Matéria escrita por  FILIPE MAGALHÃES, no Site do Cruzeiro, em 18mar15:

Estudo do Ibope Repucom, especialista em pesquisa de marketing esportivo, informa que a exposição de patrocinadores do Cruzeiro nas mídias sociais do Clube, alcançaram mais de R$2,5 milhões em novembro de 2014.

O levantamento abrangeu Facebook, Twitter e Youtube. A ferramenta usada foi o SM ROE, que mensura o retorno monetário sobre os investimentos nas plataformas online.

  • “Com esta novidade, única no Brasil, identifica-se impacto, engajamento e retorno financeiro tanto das exposições das marcas dos patrocinadores quanto da menção em texto destes e os melhores formatos das ações, maximizando os retornos dos patrocinadores”, explica José Colagrossi, diretor do IBOPE Repucom.
  • “Apesar do poder e do alcance das mídias sociais, elas ainda são pouco exploradas pelos anunciantes, principalmente se compararmos com o que ocorre nos EUA, Inglaterra, Alemanha, Espanha, Japão e França, onde o meio digital é muito utilizado pelos clubes para o engajamento, interação, ativações e divulgações de marcas”, completa o executivo.

Segundo o levantamento, os 10 patrocinadores do Cruzeiro na época (AlpiMedic, AngáPrev, BMG, Brahma, Gatorade, GuaraMix, Olympikus, Sócio do Futebol, Supermercados BH e TIM) tiveram 1.386 exposições no Facebook, 3.733 no Twitter e 379 no YouTube em novembro. Quando se considera o custo cheio, esses números representam R$1,9 milhão, R$615 mil e R$ mil, respectivamente.

O SM ROE permite ainda calcular o valor com base nas variáveis de cada plataforma. A metodologia utiliza o Índice de Qualidade (QI), que avalia nas mídias sociais a exposição, o alcance e a qualidade dos posts.

Considerando todas essas variáveis, o retorno desses patrocinadores nas redes sociais seria de R$700 mil (Facebook), R$217 mil (Twitter) e R$2,4 mil (YouTube). Analisando o desempenho individual em cada uma das plataformas, o BMG se destaca. Olympikus, Guaramix e Sócio do Futebol também aparecem no topo do ranking das empresas cuja exposição nas mídias sociais do Cruzeiro trouxe mais retorno.

Apesar destes bons números, a CAIXA refuga. E, pelo visto, não aprecem outros patrocinadores.

Seria incompetência da equipe do Gilvan ou reflexo das barbaridades econômicas perpetradas por Dilma & Cia?

Love is in the air…

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Love is in the air...

Love is in the air… (Walmiro Muzzi)

Copa do Sobrenatural

sexta-feira, 13 de junho de 2014

FotoSON SALVADOR