Arquivo da Categoria ‘LIBERTADORES!’

Libertadores: Cruzeiro x Flamengo nas oitavas

segunda-feira, 4 de junho de 2018

Sorteio na sede da Conmebol, em Luque

  • Racing x River — Colo Colo x Corinthians — Flamengo x Cruzeiro — Estudiantes x Grêmio — Tucuman x Medellin — Boca x Libertad — Cerro x Palmeiras — Independiente x Santos.

Se passar pelo Flamengo, Cruzeiro enfrentará Boca ou Libertad.

Aquela poupança contra as frangas valeu a pena?

As bolinhas do pote dois

sexta-feira, 25 de maio de 2018

BOLINHAS do Pote Dois no sorteio das oitavas da Libertadores:

  • Cerro Porteño, Colo Colo, Tucumán, Flamengo, Racing, Estudiantes, Independiente e Boca Juniors.

Nenhuma viagem mirabolante, cidades com altitude menor do que a de Beagá, mas só torcida enjoada. 

Outra vantagem dos adversários será a possibilidade de abrir vantagem em casa e deixar o Cruzeiro pressionado no Mineirão. Mas tem quem acredite ser mais negócio jogar a primeira fora…

Se pudesse, eu escolheria o Estudiantes, pra resolver uma antiga pendência…

Lautaro: “Demos um passeio, um baile bárbaro”

quinta-feira, 24 de maio de 2018

PITACOS acerca do CRUZEIRO 2-1 RACING, neste 22mai18ter21h30, no Mineirão, Belo Horizonte, pela 6ª rodada, grupo 5, Libertadores 2018:

MANO MENEZES: O Cruzeiro começou bem, abriu 2×0 e relaxou um pouco, esta é impressão que tive. Talvez tenhamos nos iludido com facilidades que não existem na Libertadores, ainda mais contra um Racing, time de grande envergadura, que vem jogando bem. Aí perdemos o controle do jogo no 1º tempo. No 2º tempo, voltamos mais concentrados, com melhor posicionados, mas perdemos gols feitos e sofremos até o final, num jogo que estava aberto. Ficamos felizes com o que produzimos na 2º parte desta fase de grupos. Estaremos entre os 16, fizemos nossa obrigação de time campeão de Libertadores, que é passar pela fase de grupos. De agora pra frente a competição vai mudar, terá outro tipo de disputa. Serão jogos de 180 minutos. Aprendemos uma boa lição hoje, pra seguir passando e sonhando com aquilo que podemos sonhar e temos elenco de qualidade pra suportar todas as competições que teremos pela frente

(mais…)

Lucas, o melhor no jogo dos descansados

quarta-feira, 23 de maio de 2018

ATUAÇÕES dos protagonistas do CRUZEIRO 2-1 RACING, neste 22mai18ter21h30, no Mineirão, Belo Horizonte, pela 6ª rodada, grupo 5, Libertadores 2018:

Torcida Celeste foi nota dez. Apoiou até quando estava assustada.

(mais…)

Cruzeiro 2×1 Racing: Resolvido em 10 minutos

terça-feira, 22 de maio de 2018

CRUZEIRO contra Racing, neste 22mai18ter21h30, no Mineirão (62 mil), Belo Horizonte, 6ª rodada, Grupo 5, Libertadores 2018.

CLASSIFICAÇÃO: Cruzeiro é o 2º do grupo, com 8 pontos; Racing, o 1º, com 11.

CRUZEIRO: Fábio — Romero, Dedé, Leo, Egídio — Henrique, Lucas — Robinho, Neves, Arrascaeta — Sassá. T: Mano Menezes.

BANCO: França, Edílson, Manoel, Hermes, Bruno, Raniel, Sobis.

AUSENTES: Fred, David, Rafinha (lesionados).

(mais…)

Cruzeiro segue adiante na Libertadores

quinta-feira, 3 de maio de 2018

Com um gol do beque Donatti, aos 80, o racing venceu a Universidad de Chile por 1×0, em Avellaneda.

Com este resultado, o Cruzeiro está nas oitavas da Libertadores e, se vencer o time argentino no Mineirão, terminará o Grupo 5 em 1º lugar.

Vasco e LaU decidirão em Santiago a vaga pra Sul-americana. O Vasco precisará vencer por placares a partir de 2×1 pra pegar a vaga de consolação.

Egídio, assistente, e Sassá, goleador, os melhores

quinta-feira, 3 de maio de 2018

ATUAÇÕES dos protagonistas do VASCO 0x4 CRUZEIRO, neste 02mai18qua21h45, em São Januário (24 mil), Rio de Janeiro, pela 5ª rodada, Grupo 5, Libertadores 2018:

TORCIDA CELESTE compareceu em bom número num estádio inóspito e fez muito barulho. Mas levou pito do Mano quando, ainda no 1º tempo, começou gritar “Olé!”, por absoluta falta de senso de realidade.

FÁBIO fez ao menos duas grandes defesas. E passou aperto nas disputas aéreas com o beque adversário Paulão, não à toa apodado Caveirão.

ROMERO marcou em cima, dando pancada quando não dava na bola. Recebeu inestimável apoio de Rafinha pra encarar o lado mais forte do Vasco. Pro ataque, não contribuiu. Nem precisava.

DEDÉ deu seus habituais passes errados e fez os também habituais lançamentos sem nexo com a realidade, mas o que fica na memória é seu vigor físico espantoso. Deve ser muito enjoado ser atacante num jogo em que ele está do outro lado. Pelo alto, smj, só perdeu uma disputa. finalmente, acima de tudo, e é o que mais encontra a galera, está sua inabalável força anímica. Transmite confiança e ânimo a todos que estão com ele na guerra: do torcedor no último degrau da arquibancada ao caboclo no banco de reservas.

EGÍDIO fez uma partida para botar água na brasa do churrasco de muitos otários, que fazem farra contra jogadores do Cruzeiro. Para explicar melhor sua atuação, criaram um meme trocando a cara do Marcelo, do Madrid, pela do lateral celeste. Mantendo a cabeleira do lateral mais famoso. Resumo perfeito da atuação desse injustiçado guerreiro cruzeirense.

HENRIQUE fez de tudo: deu pancada para agradar o torcedor, assumiu a multa do Romero no cartão amarelo e esteve presente de havia necessidade para avacalhar assoladas do Vasco. Poupado, saiu dez minutos mais cedo.

LUCAS trabalhou bem na contenção e razoavelmente no apoio. Teve chance de marcar um gol, mas não foi rápido o suficiente para arrematar.

BRUNO jogou dez minutos, só cuidando da marcação. E era todo o que o momento pedia.

MANCUELLO teve uma atuação discreta, sem criar boas jogadas, mas atento na marcação. Para um jogo decidido como estava, nada a reclamar.

RAFINHA “não apenas correu, como também marcou, roubou bolas, desafogou, atacou, fez o trabalho tático com eficiência”, disse o Mauro França. E foi isto mesmo.

NEVES fez o gol que sempre faz nos grandes jogos e construiu algumas boas jogadas ofensivas, jogando como gosta, a alguns metros da área adversária. 

ARRASCAETA não brilhou, como nos jogos anteriores. Joou o suficiente pra manter o bom nível da linha de meatacantes. sempre entre a meiesquerda e e apontesquerda. 

SASSÁ fez dois golos, um deles com um chute de longa distância. E deu trabalho pra defesa adversária, sempre atento ao jogo. 

RANIEL entrou no fim, meio desconectado, e perdeu uma boa oportunidade de finalizar. 

MANO escalou bem, mexeu corretamente time e ainda deu instruções pros torcedores se noção não provocarem a torcida vascaína, quebrava descontrolada. 

CRUZEIRO

VASCO

ÁRBITROS mexeram no placar. Leo estava impedido no primeiro gol e Sassá cometeu falta em Werley, no último. Lances de televisão. Câmeras viram o que os árbitros não viram. Futebol é assim, embora torcedores e comentaristas profissionais ainda não tenham se dado conta de é desse jeito mesmo, pouco importa se o torneio é a Libertadores ou a Champions.

MelhorDoJogo => EGÍDIO [[[23]]] Morato, Ccc, Gesoco, Dias, Wagner, Schulman, Julim, Soalheira, Rocha, Clemenceau, Fernandão, Rosan, Marcoalex, Schrier, Marcus, Guibreis, Domênico, Bastos, Vanda, Síndico, Patrícia —– SASSÁ [[[14]]] Velloso, Ivana, Nanayoski, Aguiar, Efeagá, Lauanda, Maury, Rezende, King, Jota, Bitencourt, Setelagoas, França, Júlia, Genaro, Dudu —– DEDÉ [[[9]]] Klauss, Andreluiz, Tate, Viana, Wallace, Dourado, Sá, Soares, Burian —– ARRASCAETA [[[3]]] Galvão, Barros, Celeste —– RAFINHA [[[2]]] Ivan, Zulo —– LEO [[[2]]] Romarol, Barnabé —–FÁBIO [[[1]]] Daniel —– LUCAS [[[1]]] Gil —– MANO [[[5]]] Superesportes, Obas, Daniel, Cláudio, Penido.

Vasco 0x4 Cruzeiro: Cada chance, um gol

quarta-feira, 2 de maio de 2018

CRUZEIRO contra Vasco, neste 02mai18qua21h45, em São Januário (24 mil), Rio de Janeiro, 5ª rodada, Grupo 5, Libertadores 2018.

CLASSIFICAÇÃO: Cruzeiro é o 2º, com 5 pontos; Vasco, o 4º, também com 2 pontos.

RANKING da CBF: Cruzeiro é o 1º, com 15.288 pontos; Vasco, o 13º, com 9.322.

CRUZEIRO: Fábio — Romero, Leo, Dedé, Egídio — Henrique, Lucas — Rafinha, Neves, Arrascaeta — Sassá. T: Mano Menezes.

BANCO: Rafael, Ezequiel, Murilo, Bruno Silva, Mancuello, Raniel, Sobis.

AUSENTES: Fred, David, Edílson (lesionados).

ARBITRAGEM: Anderson Daronco (RS), Danilo Ricardo Simon Manis (SP), Bruno Raphel Pires (GO).

VASCO: Martín — Pikachu, Paulão, Werley, Henrique — Bruno Silva, Wellington — Thiago Galhardo, Evander, Rildo — Rios. T: Zé Ricardo.

BANCO: Gabriel Félix G, Galhardo L, Erazo B, Fabrício L, Paulo Vítor A, Kelvin A, Riascos A.

AUSENTES: Marcelo Mattos, Paulinho (lesionados); Desábato (suspenso); Giovanni Augusto, Breno, Kelvin, Ramon (recondicionamento físico).

TRANSMISSÃO: Globo para RJ, RS, MG, ES, SE, PB, RN, PI, MA, PA, AM, RO, AC, RR, AP e DF, com narração de Luiz Carlos Jr., comentários de Juninho Pernambucano, Bob Faria e Arnaldo Cezar Coelho, reportagens de Carlos Gil e Rodrigo Franco. SporTV, com narração de Jader Rocha, comentários de Lédio Carmona, reportagens de Júlia Guimarães e Tino Marcos.

VASCO 0x4 CRUZEIRO, 05mai8qua21h45. TEMPO nublado, temperatura 23º, vento 11 Km/h, umidade 93%. LOCAL: São Januário (24 mil), Rio de Janeiro. MOTIVO: 5ª rodada, Grupo 5, Libertadores 2018. TRANSMISSÃO: Globo e Sportv. PÚBLICO: 12.624 pagantes, 12.973 presentes, R$657.278, média R$52. ARBITRAGEM: Anderson Daronco (RS), Danilo Manis (SP), Bruno Pires (GO). AMARELOS: Henrique V, Henrique C. GOLS: Leo, 9, Neves, 24, Sassá, 32, Sassá, 54. CRUZEIRO: Fábio; Romero, Dedé, Leo, Egídio; Henrique (Bruno, 80), Lucas; Rafinha, Neves (Mancuello, 65), Arrascaeta; Sassá (Raniel, 83). T: Mano Menezes. VASCO: Martín Silva; Pikachu, Paulão, Werley, Henrique; Bruno Silva, Wellington; Thiago Galhardo (Kelvin, 81), Evander (Riascos, 27), Rildo (Paulo Vítor, 62); Rios. T: Zé Ricardo.

HISTÓRICO: 95 jogos. Cruzeiro venceu 35, empatou 30, perdeu 30, marcou 145 gols e sofreu 123. Pelo Brasileiro, 56 partidas. Cruzeiro venceu 22, empatou 19, perdeu 16, marcou 88, levou 68 gols. Os dois clubes decidiram o Brasileiro de 1974, no Maracanã. O Vasco venceu por 2×1.

Copas em marcha

terça-feira, 1 de maio de 2018

Bola rolou, com elegância, na Champions. No Bernabéu, Madrid 2×2 Bayern. Espanhóis vão a Kiev disputar sua terceira final consecutiva.

Libertadores também botou a bola pra rolar. No Humaitá, com show do Cebolinha Everton, Grêmio 5×0 Cerro Porteño. No banco, Thonny Anderson Alisson, doados por Itair Machado ao clube gaúcho.

No Gran Parque Central, Nacional 1×0 Santos. Estádio abarrotado. Santos classificado, apesar da derrota, após o 0x0 entre Garcilaso e Estudiantes.

Velloso: “Mano tinha razão, era jogo de 180 min”

sábado, 28 de abril de 2018

PITACOS acerca do CRUZEIRO 7-0 UNIVERSIDAD DE CHILE, neste 26abr18qui19h15, Mineirão (62 mil), Belo Horizonte, 4ª rodada, Grupo 5, Libertadores 2018:

MANO MENEZES: Iniciamos muito bem, com a equipe bem posicionada. Apertamos um time difícil, que toca bem a bola. Roubamos bolas na frente, o que nos deu uma vantagem inicial de 2×0. A vitória nos coloca de novo na disputa. Do outro lado também tem um time que trabalha, com gente competente, com jogadores de qualidade. Hoje, em certo momento, eles saíram tocando bem, porque têm qualidade. Gostamos sempre de roubar a bola na frente. É muito melhor pros atacantes apertar mais à frente, sem ter que baixar tanto pra defender. São jogadores que têm muita qualidade e muito talento, mas, às vezes, não conseguimos encaixar. Hoje conseguimos. Estudamos bem o adversário, também em função do primeiro jogo. Sentimos as dificuldades dentro do campo, porque, às vezes, fora é uma coisa e lá dentro outra. O comprometimento dos jogadores foi fundamental pra executarmos um plano bem feito. Hoje foi perfeito.

(mais…)