Arquivo da Categoria ‘Cruzeiro’

Semana 23: Classificação na Copa do Brasil

terça-feira, 11 de junho de 2019

Notícias do Cruzeiro na SEMANA 23 de 2019, por MAURO FRANÇA:

SEGUNDA, 03jun19. REPRESENTAÇÃO: regenerativo e treino técnico, que contou com Raniel, Pedro Rocha e Rodriguinho. /// SUPERESPORTES relatou pressão de diretores sobre Pires de Sá para demissão de ITAIR MACHADO, em reuniões realizadas na quarta e sexta da semana passada. Em reunião a portas fechadas com o presidente, Itair recusou sair. Após nova reunião com Zezé Perrella e conselheiros, no sábado, Pires de Sá concordou com o afastamento, mas recuou posteriormente. /// PIRES DE SÁ anunciou extinção dos cargos de vice-presidente Jurídico e Financeiro e determinou revisão de salários de diretores, sem especificar quais deles seriam atingidos pela medida.

TERÇA, 04jun19. TREINO fechado. /// ROBINHO completou 150 jogos pelo Cruzeiro, que ele diz ser “o clube com o que mais me identifiquei”.

QUARTA, 05jun19. CRUZEIRO 2×2 FLUMINENSE. Pênaltis, Cruzeiro, 3×1. Copa do Brasil, volta das oitavas, Mineirão, Belo Horizonte, 47.460 presentes, 40.056 pagantes, R$546.961.  Arbitragem: Rafael Traci (SC), Fabricio Vilarinho, (GO), Carlos Berkenbrock (SC). VAR: Rodrigo D’alonso Ferreira (SC). Amarelos: Henrique, Sassá, Robinho, Luciano, Daniel.  GOLS: Ganso, 13 (p); Neves, 58 e 79 (p), João Pedro, 91. CRUZEIRO: Fábio; Romero, Dedé, Leo, Dodô; Henrique, Cabral (Lucas), Robinho, Neves, M Gabriel (Rocha); Fred (Sassá). T: Mano Menezes. FLUMINENSE: Agenor; Gilberto, Nino (Miguel), Frazan (Mascarenhas), Caio Henrique; Allan, Daniel, Ganso; Luciano, Brenner (Ewandro), João Pedro. T: Fernando Diniz. /// MANO MENEZES: “Estudamos o jogo no primeiro tempo, o que estavam tentando executar. O segundo tempo foi melhor, um pênalti, uma virada, um pênalti perdido. Precisávamos voltar a jogar bem. Futebol é tão duro que poderíamos ter sido eliminados com dois gols nos últimos minutos. O torcedor foi brilhante no momento de dificuldade e isso é o que sustenta uma equipe. Fico contente, o Cruzeiro está de volta”. /// EGÍDIO, com suspeita de dengue, foi vetado. /// MARCIO CAMILLOZZI, escrivão da Polícia Federal, indicado para a comissão de sindicância, foi preso em operação da própria PF, por suspeita de vazamento de documentos sigilosos. /// WANDERLEY PAIVA, desembargador, nomeado para substituir Camillozzi, não foi autorizado pelo CNJ a assumir a função. /// SANTOS 7×1 CRUZEIRO. Brasileiro Sub17, Ulrico Mursa, Santos. Gol: Wesley. CRUZEIRO: Rodrigo Bazilio, Danilo, Rayan, Nardoci, Kaiki; Henrique (Kauan), Allan (Júlio César), Rikelme (Ramon), Riquelmo (Cassio); Alejandro (Riquelme), Wesley. T: Alexandre Grasseli.  /// POUSO ALEGRE 0x0 CRUZEIRO. Mineiro Sub20, 1ª rodada (adiado), Manduzão, Pouso Alegre. CRUZEIRO: Vinícius; Luiz Gustavo, Alemão, Edu, Pereira; Rômulo, Adriano, Welinton (David), Michel (Marco Antônio), João Luiz (Rafinha); Zé Eduardo (Leonardo). T: Célio Lúcio (interino). /// CRUZEIRO 1×0 WOLVERHAMPTON (Inglaterra). Sinobo Guoan Cup Sub18, 1ª rodada, Pequim, China. Gol: Jadsom. CRUZEIRO: Denivys; Bicalho, Carlos, Alysson, Ryan; Souza (Riquelmy), Liberato, Jadsom (Heitor); Alexandre Jesus, Caio, Thiago. T: Ricardo Resende.

QUINTA, 06jun19. REAPRESENTAÇÃO: regenerativo e treino técnico, que contou com Popó e Maurício, que retornaram ao clube depois de treinos com a Seleção. /// LUCAS FRANÇA, goleiro de 23 anos, retornou de empréstimo ao Nacional da Ilha da Madeira e está próximo de acertar com o Ceará. /// LANÇADO o aplicativo GOLZ CRUZEIRO, que fará promoções para o torcedor celeste.  /// RODRIGO BAZILIO, goleiro de 16 anos, convocado para período de treinamentos da Seleção Sub17 na Granja Comary. /// CRUZEIRO 3×1 PSV (Holanda). Sinobo Guoan Cup Sub18, 2ª rodada, Pequim, China. Gols: Stênio, Jesus, Jadsom. CRUZEIRO: Denivys; Bicalho, Carlos, Alysson, Ryan; Souza (Stênio), Liberato, Jadsom; Alexandre Jesus (Heitor), Caio (Riquelmy), Thiago (Balotelli). T: Ricardo Resende.

SEXTA, 07jun19. TREINO fechado. /// FRED sofreu edema muscular na coxa direita, com sangramento muscular, informou Sérgio Campolina. /// LUCAS SILVA interessa ao Tigres do México. /// SUPERMERCADOS BH acionou o clube na Justiça, por dívida relativa à negociação de MAYKE com o Palmeiras. /// TRANSPARÊNCIA e FORÇA AZUL são as chapas que disputarão a eleição para o Conselho Fiscal em 13jun. /// ITAIR Machado teve suspensão mantida pelo Pleno do Stjd. /// CRUZEIRO 3×1 BEIJING GUOAN. Sinobo Guoan Cup Sub18, 3ª rodada, Pequim, China. Gols: Riquelmy, Stênio, Thiago. CRUZEIRO: Denivys; Heitor (Alexandre Jesus), Carlos, Alysson, Ryan; Bicalho (Jadsom), Riquelmy, Caio; Thiago, Balotelli, Stênio. T: Ricardo Resende.

SÁBADO, 08jun19. CRUZEIRO 0x0 CORINTHIANS. Brasileiro, 8ª rodada, Mineirão, Belo Horizonte, 16.120 pagantes, 21.370 presentes, R$353.230. CRUZEIRO: Fábio; Romero, Dedé, Leo, Dodô; Henrique, Cabral (Jadson), Robinho, Neves; Rocha (David); Sassá (Raniel). T: Mano Menezes. CORINTHIANS: Walter; Michel (Méndez), Marllon, Henrique, Avelar; Ralf, Urso (Richard), Sornoza (Everaldo, Jadson, Clayson; Gustagol. T: Fábio Carille. /// MANO MENEZES: “Faltou o gol. A equipe imprimiu um ritmo muito forte no segundo tempo, quando criou com mais lucidez e mais qualidade. Tivemos 13 chances de gol em 26 conclusões, contra 6 do adversário. Demos um passo, fizemos um bom jogo, não tomamos gol, fazia muito tempo que não levávamos gol. Agora é continuar jogando bem, continuar trabalhando pra buscar a vitória. Temos que ir de passo a passo, não é como todos gostariam, mas eu prefiro que continue assim”. /// CRUZEIRO 5×0 ATENAS. Copa Brasileirinho Sub14 estadual, semifinal, Municipal, Sarzedo. Gols: João Roberto (2), Vitor Roque, Tiago, Antony. CRUZEIRO: Otávio; Isaias, Antony, Brayan, Allan; Amilton (Luís Otávio), João Roberto, Robert (Kevem), João Mendes (Tiago); Vitor Roque (Conrado), Pedro Balotelli (Fábio). T: Fábio Brostel. /// CRUZEIRO 2×0 SANTA CRUZ. Mineiro Sub15, 7ª rodada, Toca I. Gols: Rikelmy, Joel. CRUZEIRO: João; Ítalo (Alexandre), Nicolas (Gabriel), Franklin, Zé Elias; Urso, Matheus (Leandro), Rikelmy, Lucas (Jhosefer); Kauã, João Rodrigues (Joel). T: Lucas Batista. /// CRUZEIRO 2×0 SANTA CRUZ. Mineiro Sub17, mesmo local e rodada. Gols: Alejandro, Wesley. CRUZEIRO: Ezequiel; Danilo (Júlio César), Rayan, Nardoci, Kaiki; Henrique, Victor Hugo (Kauan), Riquelme (Alejandro), Rikelme (Rocco); Riquelmo (Kelvyn), Wesley. T: Alexandre Grassselli.

DOMINGO, 09jun19. FOLGA do elenco. /// CRUZEIRO 0x0 NACIONAL (Uruguai). Pênaltis, Cruzeiro, 5×4. Sinobo Guoan Cup Sub18, semifinal, Pequim, China. CRUZEIRO: Denivys; Bicalho, Carlos, Alysson, Ryan; Souza, Liberato, Jadsom; Caio, Alexandre Jesus (Riquelmy), Thiago. T: Ricardo Resende.

Penido: “finalizaram a rodo e de forma variada”

segunda-feira, 10 de junho de 2019

PITACOS acerca do CRUZEIRO 0-0 CORINTHIANS, Mineirão, Belo Horizonte, 08jun19sab19h, 8ª rodada, Brasileiro 2019:

MANO MENEZES: Faltou o gol. A equipe jogou, mesmo com um dia a menos de recuperação que o Corinthians, mas imprimiu um ritmo muito forte no segundo tempo, quando criou com mais lucidez, com mais qualidade das jogadas. Teve bola no poste, duas, três defesas muito boas do Walter. Agora é continuar jogando bem, continuar trabalhando pra buscar a vitória. Tivemos 26 conclusões, não dá pra reclamar e dizer que o time não foi vertical. Vinte e seis é número de um time muito vertical. Não adianta querer furar um bloqueio de forma errada. O Corinthians se defende bem, todo mundo sabe. Tem que atacar como na maioria das vezes fizemos, rodar a bola. O Corinthians se fecha bem, em linha de quatro, por isso, tem que tentar entrar pelo lado, mas não adianta entrar pelos lados e jogar a bola na área, porque geralmente os centrais deles estão bem postados. Mesmo assim, tivemos 13 chances de gol em 26 conclusões, contra 6 do adversário. Demos um passo, fizemos um bom jogo, não tomamos gol, fazia muito tempo que não levávamos gol. Temos que ir de passo em passo, não é como todos gostariam, mas eu prefiro que continue assim. Fizemos ajustes táticos. No jogo contra um adversário que tinha um jogador a mais no meio campo, nós tivemos que ajustar pra ganhar o meio. Fizemos isso nos 20 minutos do primeiro tempo, equilibramos o jogo. Esses ajustes servem pra encaixar. Várias vezes, tentamos pressionar, mas os zagueiros tinham facilidade e tocavam a bola no Ralf. Não adianta fazer da forma errada, você se entrega igual, mas não vê o resultado. Entendo que um jogador de velocidade completa melhor a equipe. Já fizemos outros momentos em que o meia era destro, agora, voltamos com um meia canhoto, então dois canhotos puxando a bola pelo mesmo lado, o time tende a ficar torto. Nossa equipe já não tem uma profundidade pelo lado direito, porque o Robinho é armador. São escolhas, o Pedro já tinha entrado bem na quarta-feira, na substituição, optei por colocar outro jogador agudo, que é o David.

DODÔ: Nas psrtidas anteriores, tomamos muitos gols, mesmo fazendo gols. Hoje foi diferente. Na frente não conseguimos fazer, com a bola batendo na trave e não entrando. Passamos por um momento dificil, mas temos melhorado nos últimos jogos. 

SOUZA:  A lamentar só a perda de 2 pontos. No mais o time jogou bem e mereceu vencer. Se continuar assim, a vitória virá naturalmente.

THIAGO NEVES: A bola está batendo na trave e saindo. Falta um detalhezinho só pra a bola começar a entrar. O importante é a evolução do time nos últimos jogos. Isso está nítido. Está todo mundo satisfeito com nossa evolução. É ter paciência, pois quando as vitórias começarem a vir, todos ficarão contentes

LANCE: Henrique, o primeiro homem do meio-campo cruzeirense, marcou com firmeza e levou perigo pelo alto em jogadas de escanteio. Cabral teve atuação correta. Se dedicou à marcação pelo lado esquerdo e apareceu bem no campo de ataque. Jadson não ofereceu menos que Cabral, foi seguro nos passes e não merece nenhuma menção negativas. 

MATHEUS PENIDO: O time celeste fez um primeiro tempo burocrático, mas no segundo foi pra cima do Corinthians. Os jogadores se esforçaram bastante, finalizaram a rodo e de forma variada, mas não encontraram o gol redentor.

M RIZZI: Ótimo segundo tempo, talvez pela características do Corinthians, mais contido e quem em alguns momentos lembrou o estilo do Mano. Gostei da movimentação do trio Neves, Cabral e Robinho. Juntos fizeram um meio de campo envolvente.

ROSAN AMARAL: Henrique foi o cara do jogo (fez até um “raio X” concertando um erro de passe do Dodô na saída de bola, no primeiro tempo. Recebe nota 9,5 porque não fez o gol num portentoso chute de fora da área. Só por isto perdeu a nota 10).

ROGÉRIO BASTOS: Baixo comparecimento e desânimo da torcida, que vibrou poucas vezes.

Henrique, Walter, Neves e Romero, os melhores

domingo, 9 de junho de 2019

ATUAÇÕES dos protagonistas do CRUZEIRO 0-0 CORINTHIANS, Mineirão, Belo Horizonte, 08jun19sab19h, 8ª rodada, Brasileiro 2019:

Por MATHEUS PENIDO

TORCIDA CELESTE, depois de colocar fogo no Mineirão na quarta, teve participação discreta neste sábado. Ao menos essa foi a minha impressão vendo pela televisão. —– Baixo comparecimento e desânimo. Vibrou poucas vezes. (Rogério Bastos)

F;ABIO fez duas defesas complicadas na base do reflexo e, nos demais lances, não cometeu qualquer vacilo.

ROMERO foi bem na marcação a Clayson e depois a Everaldo. No apoio não conseguiu ser efetivo, apesar do esforço.

DEDÉ, seguro na defesa, seja nas jogadas de área ou nas coberturas da lateral direita. No ataque, conseguiu duas cabeçadas perigosas, ambas defendidas por Walter.

LEO travou duelo complicado contra Gustagol e, na maioria dos lances, levou a vantagem. Bom jogo.

DODÔ, saindo um poucas das suas características, apoiou de forma competência. Quase marcou entrando de carrinho num cruzamento e depois acertou um chutaço na trave.

HENRIQUE marcou, apoiou e até finalizou por duas vezes. Equilibrado e eficiente.

CAVRAL jogou bem. Marcou corretamente, deu bons passes e até finalizou a gol com perigo. Saiu por cansaço na reta final do jogo, o que tem sido uma tônica.

ROBINHO, mais apagado do que de costume. Num jogo em que o time teve tanto volume, esperava-se mais dele. Seria uma questão física?

NEVES foi participativo, buscou o gol de toda forma e foi quem mais finalizou. Faltou a bola entrar.

ROCHA não esteve numa boa noite. Nas poucas chances que teve de arrancar com a bola, não deu conta.

SASSÁ não recebeu uma bola boa sequer pra finalizar. Na única chance que teve de avançar com ela dominada, não teve o arranque necessário e precisou voltar a jogada com Neves.

DAVID entrou dando trabalho à defesa corintiana, mas novamente não foi feliz nas finalizações. Está precisando decidir um jogo pra ganhar confiança.

RANIEL voltou com desenvoltura, foi participativo, mas faltou finalizar com perigo.

JADSON jogou pouco tempo e de forma correta.

MANO escalou bem e fez trocas que melhoraram o ataque. Agora só falta levar o time até uma benzedeira.

CRUZEIRO fez um primeiro tempo mais burocrático e no segundo foi pra cima do Corinthians. Os jogadores se esforçaram bastante, finalizaram a rodo e de forma variada, mas não encontraram o gol redentor.

CORINTHIANS, desfalcado, não se abriu em momento algum e conquistou um ponto graças, sobretudo, ao goleiro Walter.

ÁRBITROS trabalharam bem sem dar margem a polêmi

MelhorDoJogo => HENRIQUE [[[10]]] Sá, Rosan, Anchieta, Artur, Amaral, Matheus, Rocha, Nem, Síndico, Lulu —– ROMERO [[[7]]] Romeu, Luizanton, Domênico, Marcoalex, Romarol, Marciocam, Nanayoski —– NEVES [[[7]]] Gil, Hiram, Evandro, Beth, Bastos, Rezende, Barnabé —– DEDÉ [[[3]]] Gilberto, Setelagoas, Ramos —– DODÔ [[[1]]] Reis —– CABRAL [[[1]]] Viana —– SASSÁ [[[1]]] Dourado —– MANO [[[1]]] Clemenceau —- WALTER [[[9]]] Ge, Uol, Lance, King, Schrier, Samuel, Walfrido, Júnior, Álvaro —– URSO [[[1]]] Futiba

Cruzeiro 0x0 Corinthians: parou no goleiro

sábado, 8 de junho de 2019

CRUZEIRO contra Corinthians, neste 08jun19sab19hh, no Mineirão, Belo Horizonte, 8ª rodada, Brasileiro 2019.

RANKING de clubes da CBF 2016: Cruzeiro é o 2º, com 15.822; Corinthians é o 5º, com 14.508.

CLASSIFICAÇÃO: Cruzeiro está e, 15º lugar, com 7 pontos, Corinthians é o 9º, com 11.

TEMPO nublado, temperatura 19º, vento 10 Km/h, umidade 70%.

TRANSMISSÃO: Premiere, com narração de Rogério Corrêa, comentários de Bob Faria e Ricardinho.

ARBITRAGEM: Marcelo Lima Henriques, Silbert Faria Sisquim, Carlos Henrique Alves Lima Filho (RJ). VAR: Rodrigo Carvalhaes Miranda (RJ).

CRUZEIRO: Fábio — Romero, Dedé, Leo, Dodô — Henrique, Cabral — Robinho, Neves,  Rocha — Sassá. T: Mano Menezes.

BANCO: Rafael, Fabruno, Rafael Santos,, Jadson, Ederson, Maurício, Raniel, David, M Gabriel.

AUSENTES: Edílson, Orejuela, Fred (lesionados), Egídio (doente), Murilo (seleção olímpica), Rodriguinho, Lucas Silva (poupados).

PENDURADOS: Romero, Neves, Rodriguinho.

CORINTHIANS: Walter – Michel, Marllon, Henrique Buss, Danilo Avelar – Ralf, Júnior Urso, Sornoza, Jadson — Gustagol, Clayson. T: Fábio Carille.

BANCO: Caíque França G, Bruno Mendez B, Pedro Henrique B, Carlos Augusto L, Matheus Jesus V, Gabriel V, Richard V, Ramiro M, Régis M, Boselli A,

AUSENTES: Cássio, Fagner (seleção brasileira), Matheus Vital, Pedrinho (seleção olímpica), Manoel (emprestado pelo Cruzeiro), Vagner Love (poupado)

PENDURADOS: Cássio, Jadson e Júnior Urso.

ADVERSÁRIO: Fundado em 02set12, o alvinegro Sport Club Corinthians Paulista, dono da 2ª maior torcida do País, tem 2 mundiais, 1 Libertadores, 6 brasileiros, 3 copas do Brasil, 5 RioSP, 29 paulistas e 1 Brasileiro Série B.

CRUZEIRO 0x0 CORINTHIANS, 08jun19sab19hh. TEMPO nublado, temperatura 19º, vento 6 Km/h, umidade 70%. LOCAL: Mineirão (62 mil), Belo Horizonte. MOTIVO: 8ª rodada, Brasileiro 2019. TRANSMISSÃO: Premiere. PÚBLICO: 16.120 pagantes, 21.370 presentes, R$353.230. R$22. ARBITRAGEM: Marcelo Lima Henriques, Silbert Sisquim, Carlos Henrique Alves (RJ). VAR: Rodrigo Carvalhaes (RJ). AMARELOS: Robinho, Marllon. CRUZEIRO: Fábio; Romero, Dedé, Leo, Dodô; Henrique, Cabral (Jadson, 75), Robinho, Neves; Rocha (David, 65); Sassá (Raniel, 64). T: Mano Menezes. CORINTHIANS: Walter; Michel (Méndez, 17), Marllon, Henrique, Avelar; Ralf, Urso (Richard, 80), Sornoza (Everaldo 70), Jadson, Clayson; Gustagol. T: Fábio Carille.

HISTÓRICO: 89 jogos. Cruzeiro venceu 30, empatou 22, perdeu 37, marcou 100 gols, sofreu 116. Pelo Brasileiro, desde 1967, foram 67 jogos. O Cruzeiro venceu 22, empatou 18, perdeu 27, marcou 63 gols, levou 75. Os dois já decidiram dois títulos brasileiros. Em 1969, no Mineirão, Cruzeiro 2×1, mas o título ficou com o Palmeiras que fez um gol a mais, na mesma tarde, sobre o Botafogo. Em 1998, o Corinthians campeonou, com 2×2 no Mineirão, 1×1 e 2×0 no Morumbi. Em 2018, o cruzeiro venceu a Copa do Brasil com 1×0 no Mineirão e 2×1 em Itaquera. Foram disputados 5 pleiofes na história da Copa do Brasil. Corinthians levou a melhor nas oitavas de 1991 (3×1 e 1×0) e nas oitavas de 2002 (2×2 e 3×2). Cruzeiro, nas quartas de 1996 (4×0 e 2×3), nas oitavas de 1998 (3×1 e 1×1), nas quartas de 2016 (1×2 e 4×2) e na final de 2018 (1×0 e 2×1).

DESEMPENHO do Cruzeiro na história do Brasileiro: 58 participações em 63 campeonatos, 1.451 jogos, 631 vitórias, 390 empates, 430 derrotas, 2.112 gols marcados, 1.645 sofridos. Aproveitamento de 53%. Nos pontos corridos: 636 jogos, 288 vitórias, 138 empates, 210 derrotas, 959 gols marcados, 785 sofridos, aproveitamento de 53%.

Neves: “Eu sou iluminado!”

sexta-feira, 7 de junho de 2019

PITACOS acerca do CRUZEIRO 2(3×1)2 FLUMINENSE, Mineirão, Belo Horizonte, 05jun19qua19h15, oitavas da Copa do Brasil 2019:

MANO MENEZES: Estudamos o jogo no primeiro tempo, qual era a proposta, o que estavam tentando executar. Hoje tinham dois ou três jogadores diferentes dos que estiveram no duelo de ida. O segundo tempo foi melhor, um pênalti, uma virada, um pênalti perdido. Precisávamos, de novo, voltar a jogar bem. E aí ser merecedor de passar. Futebol é tão duro que poderíamos ter sido eliminados com dois gols nos últimos dois minutos. No Maracanã e aqu. O torcedor foi brilhante no momento de dificuldade e isso é o que sustenta uma equipe. Levamos essa classificação nos pênaltis, foi até muito parecido do jogo contra o Grêmio, o que tornou tudo ainda mais tenso. Mas fico contente. O Cruzeiro está de volta. Eu já disse no domingo. Agora, confirmamos num jogo de mata-mata, a gente volta a render bem num momento crucial. Esse era o jogo mais importante do semestre. Das metas todas que traçamos, só estamos devendo no Brasileiro.

THIAGO NEVES: Eu sou iluminado. Só tenho a agradecer a Deus por tudo que ele me proporciona dentro de campo. Trabalhei bem, mas tive um começo de ano difícil. Agora voltei em um momento difícil do clube e do time. E é neste momento que os torcedores precisam do camisa 10, precisam dos grandes jogadores. Fui feliz mais uma vez, brilhei, ajudei meu time que é com o que eu mais me preocupo.  Pênalti não é meu forte, mas o Mano pediu para eu assumir a responsabilidade e fui feliz.

SOUZA: O Cruzeiro jogou no limite. Os jogadores correram o máximo que aguentam. E mesmo assim o Fluminense sobrou no final. Não dá mais para fechar os olhos e não começar a mesclar o time com jovens e experientes. 

WAGNER LUCAS: Qual é a grandeza do Fábio no Cruzeiro? Existe alguém que ainda conteste o que ele representou e representa para o clube? Outros jogadores terão a história e as conquistas que o Fábio tem e ainda vai ter pelo Cruzeiro? Seus detratores devem ser perdoados?

MATHEUS PENIDO: Esse time do Flu tem seus limites, mas é extremamente focado, para usar uma palavra da moda. O sistema do Diniz requer muita concentração e fôlego, e os garotos estão dando conta do recado, além de não desistirem nunca. Até o complicado Ganso está jogando com obstinação.

FERNANDÃO ÁVILA: Neves foi o melhor. Não tem jeito. Destaco também o esforço do Henrique, que marcou por dois e tentou tirar o time da roda. Ganhou duas bolas no campo de ataque, que é a melhor chance contra times como o Flu. E menção honrosa para mim, que acometido de dengue, larguei o leito e fui para o Mineirão.

Neves e Fábio foram decisivos

quinta-feira, 6 de junho de 2019

ATUAÇÕES dos protagonistas do CRUZEIRO 2-3×1-2 FLUMINENSE, Mineirão, Belo Horizonte, 05jun19qua19h15, oitavas da Copa do Brasil 2019”

TORCIDA CELESTE decidiu o jogo, no grito. Foi ela quem decifrou a charada do Diniz. Se não dá na bola, no grito se resolve. Um espetáculo. Parecia jogo do Celtic.

FÁBIO fez duas defesas e catou pênalti cobrado por João Pedro. Desempenho fundamental para a classificação.

ROMERO começou mal, batido com frequência por Caio Henrique e Brenner. Melhorou com o passar do tempo e sofreu o pênalti do segundo gol. No fim, se perdeu novamente, com Mascarenhas, João Pedro e Miguel criando jogadas por seu lado, inclusive a do gol de empate. A dedicação, como sempre, foi o posto alto de sua atuação.

DEDÉ cometeu um pênalti que, em tempos de Var, costuma não passar em branco. Mas também rebateu bolas e fez a cobertura da lateral direita, com afinco.

LEO não deixou João Pedro se criar em seu setor, ajudou Dodô na marcação do lado esquerdo e rebateu bolas importantes.

DODÔ dedicou-se a marcar e saiu-se razoavelmente.

HENRIQUE não se desesperou coma troca de passes dos tricolores comandada por Ganso. Marcou, apoiou e segurou a defesa quando o time se mandou em busca do empate na etapa final, abrindo mão do bloqueio defensivo costumeira.

CABRAL marcou, armou e serviu para gol. Fez ótima partida para quem gosta de futebol moderno. Os adoradores de cabeças de área, adeptos do futebol de fazendo, obviamente, não gostaram. Normal, devido à diversidade de visões do jogo que existe na torcida. Os mais conservadores, aquela turma que aplaude carrinho e botinadas não aceitam que a bola corra mais que o jogador e reclamam que ele insta em privilegiar o passe à trombada.

ROBINHO não brilho, como jogos recentes. Dedicou-se muito a cercar a garotada tricolor e criou pouco. Mas, no todo, não comprometeu.

MARQUINHOS jogou apenas o primeiro tempo e não se destacou na sua especialidade, a jogada individual seguida de cruzamento certeiro buscando o centroavante.

NEVES fez dois gols no tempo regular e acertou a cobrança da classificação nas cobranças de pênalti. Dentre suas várias jogadas, destaca-se a caneta em Ganso, seguida por lançamento previsto pra Rocha no lance do pênalti desperdiçado por Sassá.

FRED jogou pouco tempo, sofreu lesão muscular e saiu, sem deixar marca relevante.

ROCHA jogou apenas a etapa final. Fez jogadas individuais, sendo a mais importante a do pênalti cometido por Gilberto.

LUCAS entrou no fim do jogo e se manteve na defesa tentando impedir a criação de jogadas dos meias tricolores, no que foi parcialmente bem-sucedido.

MANO escalou o melhor time possível, fez as retificações necessárias com boas substituições e conseguiu fazer o time jogar na etapa final o futebol que faltou na inicial.

SASSÁ substituiu Fred no começo da partida e incomodou a defesa tricolor, com muita correria. Perdeu um pênalti com um chute fraco no tempo normal, mas converteu outro nas cobranças decisivas. Sua melhor jogada foi um serviço que quase resultou em gol de Neves.

CRUZEIRO tentou pressionar a saída de bola do Fulmines no começo do jogo e não se deu bem. Na etapa final, em desvantagem, se soltou e pressionou até virar o placar. No fim, aceitou a pressão, apostando na vantagem, e sofre empate na prorrogação da prorrogação. Classificou-se, nos pênaltis porque o Flu foi mais incompetente nas cobranças e por que Fábio fez a sua defesa de praxe.

FLUMINENSE fez um primeiro tempo envolvente, escapando da marcação alta do time celeste, com facilidade e criando boas jogadas de ataque. Na etapa final, sucumbiu ao grito da torcida e à pressão do adversário. No fim, após trocar beques por atacantes, pressionou até conseguir um empate no minuto extra conhecido pelo juiz aos seis de acréscimo originais. Agenor defendeu pênalti, os laterais fizeram bom jogo ofensivo, João Pedro fez gol de bicicleta e os caras da armação tiveram bom desempenho liderados por Ganso.

ÁRBITROS acertaram nos pênaltis sobre Brenner e Romero, mas se esqueceram de marcar um em Marquinhos Gabriel. Sem motivo algum, pois a regra do futebol não pode mudar durante um jogo. Quando muda, a Fifa dá um prazo de carência.

MelhorDoJogo => NEVES [[[41]]] Uol, Sá, Gil, Setelagoas, Cláudio, Bitencourt, Motta, Burian, Anchieta, Jotapê, Zuloobas, Domênico, Pontes, Velloso, Rosan, Marcoalex, França, Nanayoski, Morato, Milani, Walfrido, Fonseca, Alba, Palmeira, Rezende, Klauss, Schrier, Diogo, Bastos, Clemenceau, Rizzi, Vítor, Ianni, Alex, Romeu, Gonçalves, Tadeu, Penido, Romarol, Fernandão —– FÁBIO [[[17]]] Seisaum, Dourado, Pirata, Fivestars, Ramos, Wagner, Walterson, Walery, Zezinho, Rocha, Pinheiro, Furletti, Monica, Dulce, Celeste, Nem, Lulu —– ROMERO [[[2]]] Velame, Maury —– HENRIQUE [[[2]]] Uruguayo, Pinduca —– CABRAL [[[2]]] Viana, Barnabé —– SASSÁ [[[1]]] Lauanda —– MANO [[[2]]] Ernesto, Anderson —– TORCIDA [[[2]]] Baiano, Síndico.

Cruzeiro 2(3×1)2 Fluminense: no grito da torcida

quarta-feira, 5 de junho de 2019

CRUZEIRO contra Fluminense, neste 05jun19qua19h15, no Mineirão, Belo Horizonte, jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil 2019.

RANKING da CBF: Cruzeiro é o 2º, com 15.822 pontos; Fluminense é o 13º, com 10.034.

CLASSIFICAÇÃO: Cruzeiro estreia na competição; Fluminense passou por River Teresina (0x5), Ypiranga Erechim (3×0), Luverdense (0x0 e 2×0) e Santa Cruz (2×0 e 0x2).

TEMPO limpo, temperatura 16º, vento 12 Km/h, umidade 70%.

TRANSMISSÃO: SporTV, menos MG, com narração de Rogério Corrêa, comentários de Henrique Fernandes e Grafite.

ARBITRAGEM: Rafael Traci (SC), Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa-GO), Carlos Berkenbrock (SC). VAR:  Rodrigo D’alonso Ferreira (SC).

CRUZEIRO: Fábio — Romero, Dedé, Leo, Dodô — Henrique, Cabral — Robinho, Neves, M Gabriel, Fred. T: Mano Menezes.

BANCO: Rafael, Weverton, Cacá, Fabruno, Ederson, Jadson, Lucas, Rodriguinho, Raniel, Sassá, David, Rocha.

AUSENTES: Edílson e Orejuela (lesionados), Egídio (doente), Murilo (seleção olímpica).

PENDURADOS: ninguém.

FLUMINENSE: Agenor — Gilberto, Nino, Frazan, Caio Henrique — Allan, Daniel, Ganso — Brenner, João Pedro, Luciano. T: Fernando Diniz.

BANCO: Rodolfo G, Igor Julião L, Luan B, Mascarenhas L, Caio Vinícius V, Miguel Silveira M, Leo Arthur, Kelvin A, Ewandro A, Pablo Dyego A.

AUSENTES: Yoni González. Dodi, Leo Santos, Matheus Ferraz, Airton, Bruno Silva, Digão (lesionados), Guilherme (jogou pelo Bahia), Yuri (jogou pelo Santos), Marcos Paulo (seleção olímpica portuguesa), Pedro (seleção olímpica brasileira).

PENDURADOS: ninguém.

CRUZEIRO 2×2 FLUMINENSE (Cruzeiro 3×1, nos pênaltis), 05jun19qua19h15. TEMPO limpo, temperatura 18º, vento 10 Km/h, umidade 70%. LOCAL: Mineirão (62 mil), Belo Horizonte. MOTIVO: volta das oitavas de final da Copa do Brasil 2019. TRANSMISSÃO: Sportv e Premiere. PÚBLICO: 47.460 presentes, 40.056 pagantes, R$546.961, média R$14. ARBITRAGEM: Rafael Traci (SC), Fabricio Vilarinho, (GO), Carlos Berkenbrock (SC). VAR: Rodrigo D’alonso Ferreira (SC). AMARELOS: Henrique, Sassá, Robinho, Luciano, Daniel.  GOLS: Ganso, 13 (p); Neves, 58 e 79 (p), JoãoPedro, 91. PÊNALTIS: Rocha, Sassá, Neves, Allan, converteram. Romero, Lucas, João, Ganso, Gilberto perderam. CRUZEIRO: Fábio; Romero, Dedé, Leo, Dodô; Henrique, Cabral (Lucas, 84), Robinho, Neves, M Gabriel (Rocha, 46); Fred (Sassá, 72). T: Mano Menezes. FLUMINENSE: Agenor; Gilberto, Nino (Miguel, 89), Frazan (Mascarenhas, 83), Caio Henrique; Allan, Daniel, Ganso; Luciano, Brenner (Ewandro, 82), João Pedro. T: Fernando Diniz.

HISTÓRICO: 82 jogos. Cruzeiro venceu 26, empatou 21, perdeu 35, marcou 114 gols, levou 128. Pelos campeonatos brasileiros, desde 1959, foram 65 partidas. Cruzeiro venceu 24, empatou 17 e perdeu 24, marcou 90, sofreu 90. Os dois clubes jamais decidiram uma competição entre si, mas chegaram próximos no Brasileiro 2010, quando o Flu campeonou com 2 pontos a mais.

Semana 22: convulsão nos bastidores

terça-feira, 4 de junho de 2019

Notícias do Cruzeiro na SEMANA 22 de 2019, por MAURO FRANÇA:

SEGUNDA, 27mai19. FOLGA do elenco. /// Em COLETIVA, Pires de Sá e Itair Machado, acompanhados do diretor financeiro Flávio Pena e do advogado Edson Travassos, tentaram esclarecer e rebater denúncias veiculadas pelo Fantástico.

TERÇA, 28mai19.  REAPRESENTAÇÃO. /// EDILSON sofreu estiramento na panturrilha direita. /// Em treino da Seleção, lateral WEVERTON aplicou caneta em Neymar, em lance que viralizou nas redes sociais. /// VALTER BATISTA e DANIEL FARIA, membros suplentes do Conselho Fiscal, que assumiriam os cargos vagos, também oficializaram suas renúncias em carta ao presidente do Conselho Deliberativo. /// ZEZÉ PERRELLA anunciou abertura de sindicância interna para apurar as possíveis irregularidades da diretoria, composta por 3 conselheiros.

QUARTA, 29mai19. TREINO fechado. /// FRED ficou na academia. /// PROTOCOLADA a comissão de sindicância, composta pelos conselheiros Márcio Camillozzi, Jarbas Martins e Walter Cardinali Junior. Comissão terá acesso aos documentos negados ao Conselho Fiscal. /// Zezé Perrella anunciou que conselheiros remunerados pelo clube terão que deixar o Conselho. /// DIVULGADO manifesto assinado por 111 associados, intitulado PRO CRUZEIRO TRANSPARENTE pedindo transparência no clube. /// PIRES DE SÁ se reuniu com cerca de 100 conselheiros no Barro Preto. /// CRUZEIRO 1×1 UBERLÂNDIA. Mineiro Sub20, 8ª rodada, Toca I. Gol: Zé Eduardo. CRUZEIRO: Vinícius; Luiz Gustavo, Jonathan, Edu, Pereira (Ryan); Rômulo, Rafinha (Zé Eduardo), Welinton, Marco Antônio (Thiago), João Luiz (Caio); Popó (Alexandre Jesus). T: Ricardo Resende.

QUINTA, 30mai19. TREINO fechado. /// FRED treinou normalmente. /// Rodriguinho, Pedro Rocha, Fabricio Bruno e Dodô ficaram na academia. /// RETORNO do lateral WEVERTON foi solicitado pelo clube.  /// DIVULGADA demissão de RITA DE CÁSSIA PEREIRA, gerente de Relações Públicas e Responsabilidade Social, no clube desde 1994, no começo do mês. /// FLUMINENSE 3×1 CRUZEIRO. Brasileiro Sub17, 7ª rodada, Los Larios, Duque de Caxias. Gol: Alysson. CRUZEIRO: Rodrigo Bazílio, Danilo, Weverton, Alysson, Kaiki; Riquelmy, Victor Hugo (Cuiabá), Henrique (Allan), Stênio (Alejandro); Riquelmo (Júlio Cesar), Wesley. T: Alexandre Grasseli.

SEXTA, 31mai19. TREINO fechado. /// VINICIUS POPÓ, atacante de 18 anos, convocado para os treinos da Seleção na Granja Comary. /// GRUPO Pró Cruzeiro Transparente encaminhou carta ao presidente do Conselho pedindo afastamento imediato de Pires de Sá, Itair Machado e Sérgio Nonato. /// AMÉRICA 0x1 CRUZEIRO. Copa Brasileirinho Sub14 estadual, quartas de final, CT Lanna Drummond, Contagem. Gol: Allan. CRUZEIRO: Otávio; Isaías, Brayan, Antonny, Allan; Amílton, João Roberto, Pedro Balotelli (Luiz Otávio), Robert (Werneck), João Rodrigues; Vitor Roque. T: Fábio Brostel.

SÁBADO, 01jun19. TREINO fechado. /// Time Sub18 viajou para a China, para disputa da Sinobo Guoan Cup, em Pequim.

DOMINGO, 02Jjun19. SÃO PAULO 1×1 CRUZEIRO. Brasileiro, 7ª rodada, Pacaembu, São Paulo, 7.835 pagantes, R$297.639. Gols: Pato, 14, Neves, 67 (f). SÃO PAULO: Volpi, Hudson (Igor Vinícius), Bruno Alves, Anderson Martins, Reinaldo; Luan, Tchê Tchê, Hernanes (Igor Gomes); Vitor Bueno (Calazans), Toró, Pato. T: Cuca. CRUZEIRO: Fábio, Romero, Dedé, Leo, Egídio; Henrique, Cabral (Lucas), Neves (David); Robinho, M Gabriel, Fred (Sassá). T: Mano Menezes. /// MANO MENEZES: “O que me deixa satisfeito é o fato de o Cruzeiro ter voltado a ser Cruzeiro. Vínhamos de duas semanas cheias de trabalho e no fim da segunda semana, tínhamos que dar uma resposta pra nós e pro torcedor. Foi o que aconteceu. O time fez uma partida muito boa, merecia ter vencido, teve oportunidades pra isso. Doze oportunidades de novo. Fez um gol, poderia ter feito mais. E se tivessem marcado o pênalti que todo mundo viu, que é um lance muito semelhante ao de Romero contra Ceará, marcado contra a gente, poderíamos ter vencido. Vamos sair daqui hoje com a indignação gostosa de que poderíamos e merecíamos ter vencido”. /// THIAGO NEVES marcou seu 200º gol como profissional. /// MURILO foi titular na vitória da Seleção Brasileira sobre a Guatemala (4×0), no Torneio de Toulon.

Penido: “O segundo tempo deu bom alento”

terça-feira, 4 de junho de 2019

PITACOS acerca do SÃO PAULO 1-1 CRUZEIRO, Pacaembu, São Paulo, 02jun19dom16h, pela 7ª rodada do Brasileiro 2019:

MANO MENEZES: O que me deixa satisfeito é o fato de o Cruzeiro ter voltado a ser Cruzeiro. Vínhamos de duas semanas cheias de trabalho e no fim da segunda semana, tínhamos que dar uma resposta pra nós e pro torcedor. Foi o que aconteceu. O time fez uma partida muito boa, merecia ter vencido, teve oportunidades pra isso. Doze oportunidades de novo. Fez um gol, poderia ter feito mais. E se tivessem marcado o pênalti que todo mundo viu, que é um lance muito semelhante. ao de Romero contra Ceará, marcado contra a gente, poderíamos ter vencido. Vamos sair daqui hoje com a indignação gostosa de que poderíamos ter vencido, que merecíamos ter vencido. 

THIAGO NEVES: Hoje a gente deixou de vencer, deixamos escapar dois pontos importantíssimos, mas o importante é que o time jogou bem. Fico feliz por ter ajudado com o gol, porém triste em não ter conseguido a vitória. Vários companheiros melhores colocados dentro da área pra fazer o gol e a gente preferiu fazer o mais difícil, então é ter um pouquinho mais de tranquilidade nesse momento, porque não dá pra decidir de qualquer jeito.

DOUGLAS VELLOSO: O Cruzeiro jogou bem, crescendo na segunda etapa, Como disse o Mano, a equipe estava focada e voltou a ser o Cruzeiro. O gol do São Paulo foi mérito do seu lateral esquerdo,  O time celeste não segurou o ímpeto nos primeiros minutos, mas depois do gol se arrumou e controlou o jogo. Merecia a vitória. Os laterais foram bem , assim como Neves, Henrique e Robinho. Basta agora acertar a ansiedade, soltar mais a bola e definir os espaços no ataque, O lado direito precisa ser também uma opção de segurança.

ROSAN AMARAL: Os volantes do Cruzeiro foram o ponto alto do time contra o São Paulo. Teve um contra-ataque mortal do time do Morumbi que um deles num sprint de juvenil acompanhou o atacante até o final e interceptou o cruzamento pondo a bola para o corner, algo que o Robinho deveria ter feito quando sofremos o gol embora eu saiba que isto é pedir o improvável).

CLAUDINEI VILELA: Três aspectos do jogo: o goleiro Volpi fez sua melhor partida com a camisa tricolor, isso reconhecido por ele mesmo; o apito caseiro prejudicou o Cruzeiro; a fominhagem de alguns jogadores que não tocam a bola nem por decreto.

BRUNO SETELAGOAS: Fred movimentou-se bem, tabelou, abriu espaços para os meias. Mas não está bem fisicamente. É nítida a diferença de força física quando o Sassá entra. Robinho não esteve tão bem como nos jogos anteriores, Neves voltando à boa forma, zaga muito bem, Henrique foi mais vertical, Romero muito bem, Egídio firme, David entrou muito bem mas foi um pouco displicente no lance crucial. Enfim, gostei. O time fez uma partida digna. O problema é o contexto, a sequência ruim.

THIAGO FIVESTARS: Uma pena o resultado. Fomos melhores, o São Paulo teve pouco tempo de domínio no primeiro tempo e no segundo ficou encaixotado pela marcação celeste. Mas a zica está difícil de sair. Ou será que empatar o tricolor paulista pelo Brasileiro já é bom  sinal?

MATHEUS PENIDO: O time celeste não está legal. A fase é ruim. Falta brilho, alguns erros bobos têm aparecido e a sorte não está colaborando. Apesar disso, o segundo tempo nos deu um bom alento e deve ter injetado mais confiança nos atletas. Vamos torcer pela classificação na quarta que pode representar uma virada de chave. Depois de uma semana de fossa, é hora de acordar pra vida e buscar uma retomada.

Volpi, Romero e Egídio, os melhores no Pacaembu

segunda-feira, 3 de junho de 2019

Quem foi o melhor de SÃO PAULO 1-1 CRUZEIRO, Pacaembu, São Paulo, 02jun19dom16h, pela 7ª rodada do Brasileiro 2019?

TORCIDA CELESTE compareceu e apoiou o time.

FÁBIO salvou um gol, defendendo uma bola aos pés de Pato, encaixou alguns chutes certeriso e não teve culpa no gol tricolor.

ROMERO dedicou-se mais à marcação, perdendo e vencendo duelos com os atacantes tricolores. Nas duas subidas ao ataque, pelo meio, acertou bons chutes, que foram desviados por Volpi e Martins. Importante: não deu carrinhos.

DEDÉ cometeu uma falta perigosa, sem necessidade, mas cortou pelo alto e por baixo diversas bolas  c ruzadas. Em seu melhor momento, desferiu cabeçada forte, obrigando Volpi a uma defesaça.

LEO quase não errou. Atuação segura.

EGÍDIO defendeu bem, tanto na sua posição, quanto na cobertura da bequeira,  e foi o principal atacante do time celeste, criando boas jogadas com Marquinhos e Neves.

HENRIQUE foi o primeiro volante inteligente de sempre, posicionando-se bem e saindo pro ataque na hora certa. Só não precisava entrar de carrinho numa dividida com Luan.

CABRAL jogou bem, apesar das críticas dos internautas malucos que exigem volante de velocidade e atitude de cabeça de área. Não é a dele, que sabe jogar futebol e trata a bola com respeito, esmerando-se nos passes.

LUCAS entrou no fim, com pouco tempo pra mudar os rumos do jogo.

ROBINHO esteve bem na etapa inicial e melhor ainda na final, armando o time pela direita e pelo maio. Sofreu a falta que resultou no gol de Neves após receber passe de Fred.

NEVES fazia uma partida discreta até meter o gol de falta que salvou o time de sofrer a quarta derrota seguida no campeonato. Saiu em seguida, com o dever cumprido. Registre-se que o belo gol foi o 200º de sua carreira e o 3º no Brasileiro, no qual é o artilheiro do time.

MARQUINHOS fez boa partida, tanto na ponta, quanto no meio, só não consegiu mar ar um gol, mesmo tentando uma finalização em boa posição. Nem serviu o centroavante, como em outras ocasiões.

DAVID entrou com disposição, teve chance de marcar, que Volpi impediu, puxou contra-ataque, que resultou na exulsão de um adversário e não economizou energia. Foi condenado nas redes, por não passar uma bola pra Fred marcar, mas a culpa não foi dele e sim do esperto goleiro tricolor, que fez uma defesa de Fábio no lance.

FRED jogou bem. Fez tabelas, deu passes de qualidade –o de calcanhar foi de cinema–, facilitou o jogo do colegas, colocando-se bem para os passes. Faltou o gol. Aliás, não faltou, fez, mas não valeu. E, certamente, teria feito o do pênalti não marcado. Como também teria feito o que David perdeu por não acioná-lo, livre, na frente do arco.

SASSÁ jogou menos de dez minutos, mas com entusiasmo e dando trabalho aos defensores do São Paulo.

MANO escalou os atletas com melhor condicionamento físico e conseguiu que o time fosse mais vibrante, seguro e intenso. E, não fosse por um erro crasso de arbitragem, poderia ter colhido os três pontos.

CRUZEIRO jogou melhor que o adversário em pelo menos 80% da partida, com mais posse, cruzamentos e finalizações. Criou doze chances de marcar, teve um pênalti sonegado, mas parou numa grande tarde do goleiro adversário.

SÃO PAULO fez um bom trabalho defensivo, com destaque para os beques e o goleiro. Do meio rpa frente, só conseguiu criar perigo em três jogadas de Pato, uma delas a do gol.

ÁRBITROS interferiram no placar. Mesmo consultando o monitor, o juiz deixou de marcar pênalti claro de Anderson Martins, que cortou uma bola, com o braço, dentro da área.

MelhorDoJogo => ROMERO [[[15]]] Itatiaia, Arreguy, Sá, Stelagoas, Bitencourt, Ramos, Souza, Chiabi, Rezende, Gonçalves, Velame, Rosan, Guilherme, Patrícia, Dudu —– EGÍDIO [[[14]]] Morato, Anchieta, Amaral, Borroló, Muri, Romarol, Vanda, Schrier, França, Fernandão, Olivieri, Bastos, Penido, Síndico —– NEVES [[[8]]] Gaúcha, Paulo, Wagner, Jotapê, Nem, Hiram, Nem, Ernesto —– HENRIQUE [[[3]]] Alex, Marcoalex, Barnabé —– ROBINHO [[[2]]] Diogo, Domênico —– FRED [[[2]]] Clemenceau, Marcoalex —– MARQUINHOS [[[1]]] Zuloobas —– DAVID [[[1]]] Tatu —– FÁBIO [[[1]]] Lulu —– MANO [[[1]]] Alyson —– VOLPI [[[15]] Ge, Lance, Globo, Goal, Seisaum, Sp24h, Ianni, Walery, Klauss, Galera, Casagrande, Walterson, Palmeira, Rocha, Velloso.