Arquivo da Categoria ‘Cruzeiro’

Moema: “sofrimento em conta-gotas”

sábado, 30 de novembro de 2019

PITACOS acerca do CRUZEIRO 0-1 CSA, no Mineirão, Belo Horizonte, 28nov19qui21h30, pela 35º rodada do Brasileiro 2019:

VALDIR BARBOSA: O presidente Wagner e o gestor de futebol Zezé Perrella estavam no estádio e foram ao vestiário antes do jogo, mas após não. Eles sempre vão, mas talvez até por essa tumulto não foram. Não sei se hoje atingiu o hall principal também, mas sempre atinge. A segurança está um pouco duvidosa aqui no Mineirão, conforme se viu no clássico, com invasão de camarote, invasão do setor de imprensa, invasão do hall. Eles não foram ao vestiário após o jogo, apenas mantiveram contato por telefone, dando ciência daquilo que está acontecendo. Estão extremamente preocupados. Amanhã, a partir das 9h está todo mundo outra vez de pé, cada um em seus postos na sede e na Toca, e qualquer decisão que houver será mais tranquila, com a cabeça mais fria. Nós pensamos sim, e quem decide é a diretoria, junto com a comissão técnica. O torcedor não está sendo desrespeitado pela falta de entrevistas. Quem acompanha as redes sociais viu que o torcedor não se revoltou porque os jogadores não estavam dando entrevista. Eles querem é futebol. A palavra do jogador é importante, mas o mais importante é vencer os jogos. E isso nós não estamos conseguindo.

CACÁ: Temos três jogos, ainda não acabou. O Cruzeiro é time grande, nunca caiu e temos que defender esse título aí, de que nunca caiu. Tentando a gente está, está todo mundo trabalhando, no dia a dia dos treinos. Sempre ali tem oportunidade clara que aparece, a gente não consegue colocar a bola pra dentro.

THIAGO NEVES: Não sei nem se foi desconcentração na perda do pênalti. Tentamos de várias formas. Coloca a culpa em mim e peço desculpas. Porém ainda temos três jogos e temos que correr atrás. Agora é ir para o Rio e vencer.

GLOBO ESPORTE: Henrique é quem mais tem chamado a responsabilidade em meio ao momento ruim. Tecnicamente, pode deixar a desejar, mas é quem mais se entrega, física e taticamente. Com o Csa recuado, achou passes que dificultaram a marcação adversária. 

FERNANDÃO ÁVILA: O time celeste é só ímpeto. Dá um longo tratado descrever a transformação de um time competitivo nisso. O time é só ansiedade e tensão. Fez um jogo muito ruim, limitando-se a levantar dezenas de bolas na área.

MARCUS OLIVEIRA: Ataque letárgico e meio campo omisso. Os volantes não acham uma alma viva para o passe vertical. Daí ficam rodando o jogo com os laterais, que insistem em cruzamentos para o meio da área, sem objetividade alguma. Equipe cria poucas oportunidades reais e ainda peca na finalização e assim o hol só sai por obra do acaso.

ZÉ DO CANADÁ: Estamos com um pé na cova e o outro na casca de banana, mas ainda estamos vivos.

MOEMA FOX: Devastada, mais pelo sofrimento em conta-gotas.

Cacá, Henrique, Rocha, melhores do jogo trágico

sexta-feira, 29 de novembro de 2019

ATUAÇÕES dos protagonistas do CRUZEIRO 0-1 CSA, no Mineirão, Belo Horizonte, 28nov19qui21h30, pela 35º rodada do Brasileiro 2019:

TORCIDA CELESTE compareceu em bom número e apoiou o time o tempo quase todo. No fim, uma parte imbecilizada vaiou, outra atirou sinalizadores na cancha e criou tumulto. A maioria apenas sofreu calada. (Síndico)

FÁBIO fez um jogo protocolar, sem culpa no gol, aliás, operou um pequeno milagre no lance. (Fernando Henrique)

OREJUELA, pulmão e adrenalina a mil, mas sem tranquilidade pra arrematar assistências e tabelas. Garantiu bem a cobertura pelo seu flanco. (Fernando Henrique)

CACÁ não teve vida fácil, com Apodi mais insinuante pela esquerda. Mas se antecipou e venceu todas as disputas no mano-a-mano contra o velocista azulino. E ainda achou fôlego e criatividade para participar das construções ofensivas. (Fernando Henrique)

LEO, sem cometer erros, fez o básico, sem expor o time e o companheiro de zaga. (Fernando Henrique)

EGÍDIO tabelou, chutou, lançou incontáveis bolas na área mas não encontrou uma assistência preciosa que resultasse em gol. Previsibilidade do time pelo seu lado atrapalha seu estilo de jogo. (Fernando Henrique)

HENRIQUE foi o responsável direto pelo fato de o time não correr grandes riscos em contra-ataques. Garante todas as investidas da equipe. (Fernando Henrique)

EDERSON, pesadão, não é a dele jogar com a marcação dupla fungando no cangote o tempo inteiro. (Fernando Henrique)

EZEQUIEL, pouco efetivo e precipitado no primeiro tempo, foi sacado justamente quando encontrou espaços, fazia tabelas e parecia que ia desenrolar alguma coisa. (Fernando Henrique)

NEVES não precisava chamar tanta responsabilidade para si, bastaria ajudar o time. Excesso de preciosismo e autoconfiança é seu ponto fraco. (Fernando Henrique)

FRED jogou bem o primeiro tempo, fez duas boas jogadas de centroavante que quase resultaram em gol. Saiu porque o time ia precisar de correria absurda no segundo tempo. (Fernando Henrique)

ROCHA foi o melhor do jogo. Movimentou todo o ataque e foi responsável pelas jogadas mais contundentes do time. Cobrá-lo pelo escanteio que resultou no gol é estupidez. (Fernando Henrique)

ROBINHO, cerebral e voluntarioso, aproveitou muito bem o campo que teve para distribuir bolas e rodar o jogo deixando o ataque do time menos previsível e mais qualificado. (Fernando Henrique)

JOEL correu muito atrás de uma bola que nunca chegou, seja pelo desentrosamento ou pelo desespero que o time se meteu no segundo tempo. Poderia ter entrado mais perto do final da partida. (Fernando Henrique)

SASSÁ, participativo, encontrou espaços dentro e fora da área para levar perigo ao arco defendido pelos alagoanos, era o substituto natural de Fred. (Fernando Henrique)

ABEL fez uma boa mexida ao sacar Ederson e colocar Robinho. Segue o código de conduta dos jogadores e talvez por isso não tenha substituído Fred diretamente por Sassá, um erro, que o obrigou a sacar cedo Ezequiel em seu melhor momento no jogo. (Fernando Henrique)

CRUZEIRO tacou o tempo todo, encurralou o adversário, desperdiçou pênalti, perdeu gols e, por fim, parou nyma defesa que rebateu bolas e mais bolas. O resultado foi injusto, mas nada de se admiriar em futebol. (Síndico)

CSA atacou uma vez, fez um gol e acertou uma bola na baliza. No resto do tempo, se retrancou, contou coma sorte e a boa capacidade de seus defensores pra rebater bolas. (Síndico)

ÁRBITROS apitaram corretamente. Só faltou pulso pra expulsar o goleiro Jordi por excesso de cera. (Síndico)

MelhorDoJogo => CACÁ [[[10]]] Luizanton, Rocha, Bitencourt, Rizzi, Evandro, Setelagoas, Ramos, Soeiro, Velame, Orozimbo —– HENRIQUE [[[8]]] Ge, Fivestars, Olivieri, Artur, Fivestars, Jotapê, Anchieta, Barnabé —– ROCHA [[[5]]] Efeagá, King, Bastos, Romarol, Dudu —– EGÍDIO [[[3]]] Vanda, Marilise, Síndico —– EZEQUIEL [[[2]]] Chiabi, Rosan —– OREJUELA [[[1]]] Ianni —– ABEL [[[1]]] Morato —– JORDI [[[3]]] Uol, Zuloobas, Ferraz —– ALAN [[[1]]] Walterson —– APODI [[[1]]] Schrier… 

Neves, o bode

sexta-feira, 29 de novembro de 2019

Estão fazendo um enorme carnaval por conta de um suposto áudio do Thiago Neves para Zezé Perrella cobrando salários atrasados. 

Eu me preocupo mais com o vazamento do que com o conteúdo do áudio. Quem vazou, seja Zezé , sejaoutra pessoa, é de um mau-cartismo fora do normal.

O jogador talvez não devesse cobrar salários neste momento, mas se o fez está em seu direito. Ele não bateu à porta do Gilvan pedindo emprego. Foi procurado. Se o clube lhe ofereceu o que não podia pagar, o problema não é dele. 

Thiago Neves treinou, concentrou, viajou, jogou, enfim, cumpriu suas obrigações contratuais. Conquistou quatro títulos, recebeu oferta para se transferir o que provavelmente teria feito o clube recuperar  o vestimento feito nele. O que mais precisaria fazer pra receber o que está no contrato?

Quem o chama de mercenário deve viver de mesada ou de renda de alguma herança, não precisa lutar pelo ganhame. Ou é, pura e simplesmente, um energúmeno precisando ser exorcizado pra parar de fazer futrica e semear discórdia.

O caso tá com jeito de criação de um bode expiatório. Zezé vai repetir o que já fez em 1995, no caso da festa em Sabará, oferecendo atletas em holocausto, por conta de uma fase ruim do time? Se o fizer se iguala aos piores torcedores e jornalistas. 

É preciso saber perder com dignidade, sem chafurdar na lama do safadeza e da esperteza.

Cruzeiro 0x1 Csa: vítima do sobrenatural

quinta-feira, 28 de novembro de 2019

CRUZEIRO contra CSA, 28nov19qui21h30, Mineirão (62 mil), Belo Horizonte, 35ª rodada do Brasileiro 2019.

CLASSIFICAÇÃO: Cruzeiro é o 17º, com 36 pontos, Csa, o 18º, com 28.

RANKING da CBF: Cruzeiro é o 2º, com 15.822 pontos, CSA, o 45º, com 2.850 pontos.

TRANSMISSÃO: Sportv (menos MG) e Premiere, com narração de Rogério Corrêa e comentários de Bob Faria e Fábio Júnior.

TEMPO chuvoso, temperatura 24º, vento 10 Km/h, umidade 76%.

ARBITRAGEM: Vinícius Gonçalves Dias Araújo, Miguel Cataneo Ribeiro da Costa, Bruno Salgado Rizo (SP). VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP).

CRUZEIRO: Fábio — Orejuela, Cacá, Leo, Egídio — Henrique, Ederson — Ezequiel, Neves, Rocha — Fred. T: Abel Braga.

BANCO: Rafael, Edílson, Fabruno, Rafael Santos, Jadson, Cabral, Robinho, Marquinhos Gabriel, David, Joel, Sassá.

AUSENTES: Dedé, Rodriguinho. Dodô lesionados).                                

PENDURADOS: Robinho, Egídio, Neves, Henrique, Dodô, Jadson, Edilson, David, Fábio, Orejuela, M Gabriel, Dedé, Cabral e Rodriguinho.

CSA: Jordi — Dawhan, Alan Costa, Castán, Rafinha — Nílton, João Vítor, Jonatan Gomez, Euller — Apodi, Ricardo Bueno. T: Argel Fucks.

BANCO: João Carlos G, Fabrício G, Lucas Dias B, Ronaldo Alves B, Jean Cleber V, Warley L, Matheus Prado M, Bruno Alves M, Didira M, Safira A.

AUSENTES: Alecsandro, Bustamante, Cajuru, Pedroso, Naldo (lesionados).

PENDURADOS: Apodi, Alan Costa, Warley, Ricardo Bueno, Jonatan Gómez, Jean Cleber, Carlinhos e Naldo.

CRUZEIRO 0x1 CSA, 28nov19qui21h30. TEMPO chuvoso, temperatura 24º, vento 10 Km/h, umidade 76%. LOCAL: Mineirão (62 mil), Belo Horizonte. MOTIVO: 35ª rodada do Brasileiro 2019. TRANSMISSÃO Sportv e Premiere. PÚBLICO: 30.193 pagantes, 34.290 presentes, R$R$354.764, média R$12. ARBITRAGEM: Vinicius Gonçalves Dias, Miguel Cataneo, Bruno Rizo. VAR: Rodrigo Guarizo (SP). AMARELOS: Jordi, Euller, Gomez, J Vítor. GOL: Alan, 42. CRUZEIRO: Fábio; Orejuela, Cacá, Leo, Egídio; Henrique, Ederson (Robinho, 46), Ezequiel (Sassá, 68), Neves, Rocha; Fred (Joel, 46). T: Abel Braga. CSA: Jordi; Dawhan, Alan Costa, Castán, Rafinha; João Vítor, Nílton, Jonatan Gomez, Euller (Warley, 58); Apodi (Bruno Alves, 68), Ricardo Bueno. T: Argel Fucks.

HISTÓRICO: 9 jogos, 6 vitórias do Cruzeiro, 2 do Csa, 1 empate, 15 gols marcador pelo Cruzeiro, 5 pelo Csa.

DESEMPENHO do Cruzeiro na história do Brasileiro: 58 participações em 63 campeonatos, 1.476 jogos, 636 vitórias, 402 empates, 439 derrotas, 2.130 gols marcados, 1.671 sofridos. Aproveitamento de 53%. Nos pontos corridos: 661 jogos, 293 vitórias, 151 empates, 217 derrotas, 977 gols marcados, 809 sofridos, aproveitamento de 53%.

35bra19: Cruzeiro sai da zona, se vencer

quarta-feira, 27 de novembro de 2019

35ª RODADA do Brasileiro 2019

  • Internacional 1-2 Goiás 27nov19qua19h30 Beirarrio
  • Chapecoense 0-1 Botafogo 27nov19qua19h30 Condá
  • Bahia 1-1 Mineiro 27nov19qua21h Fontenova
  • Corinthians 3-0 Avaí 27nov19qua21h30 Itaquera
  • Flamengo 0-1 Ceará 27nov1 9qua21h30 Maracanã
  • Paranaense 2-0 Grêmio 27nov19qua21h30 Baixada
  • Fluminense 1-0 Palmeiras 28nov19qui19h30 Maracanã
  • Fortaleza 2-1 Santos 28nov19qui21h Castelão
  • São Paulo 1-0 Vasco 28nov19qui20h30 Morumbi
  • Cruzeiro 0-1 Alagoano 28nov19qui21h30 Mineirão

Semana 47: só as mulheres jogaram bom futebol

quarta-feira, 27 de novembro de 2019

Notícias do Cruzeiro na SEMANA 47 de 2019, por MAURO FRANÇA:

SEGUNDA, 18nov19. CRUZEIRO 0x0 AVAÍ. Brasileiro, 33ª rodada, Mineirão, Belo Horizonte, 15.012 pag, 21.217 pres, R$285.905. Arbitragem: Diego Pombo (BA), Eduardo Cruz (MS), Elicarlos Oliveira (BA). Amarelos: Neves, Rocha, Igor, Vinicius. Cruzeiro: Fábio; Orejuela, Cacá, Fabruno, Dodô; Henrique, Ederson (Robinho); M Gabriel (Rocha), Neves, David (Fred); Sassá. T: Abel Braga. Avaí: Vladimir, Lourenço, Marquinhos. Kunde, Igor Fernandes; Luanderson (Wesley), Pedro Castro, Richard Franco, Luan Pereira (Barbosa); Caio Paulista (Matheus Lucas), Vinicius Araújo. T: Evando Camillato. /// ABEL: “Tivemos 17 escanteios e a defesa deles foi superior. A forma como jogaram foi surpreendente, defenderam-se muitíssimo bem. Eu senti muito esse resultado, mas enquanto houver possibilidade, vou acreditar. Tenho que acreditar. É muito complicado. Não seria tanto se tivéssemos menos empates, menos invencibilidade e mais vitórias. Esse é o problema”. /// FRED recorreu ao Centro Brasileiro de Mediação e Arbitragem, contra decisão do CNRD, que deu ganho de causa ao Atlético no caso da multa de R$ 10 milhões.

TERÇA, 19bov19. REAPRESENTAÇÃO: regenerativo e treino técnico fechado. /// FESTA de aniversário da esposa de Dedé foi invadida por 7 integrantes da Pavilhão Independente, que foram patrulhar jogadores presentes no evento.

QUARTA, 20nov19, TREINO fechado. /// ZEZÉ PERRELLA, sobre o contrato com a Adidas: “Contrato milionário com patrocinador de camisa não existe. Temos as camisas e R$2,5 milhões pelo contrato inteiro. Não estou reclamando. Temos 24% das vendas das camisas. Uma camisa de R$200 não vende tanto. Eles não estão preocupados se está vendendo camisa ou se vai deixar de vender. Eles querem a marca deles no Cruzeiro para vender outros produtos, que não seja a camisa do clube. O que são R$2,5 milhões na atual conjuntura do Cruzeiro? Os únicos contrato bons dos  clubes são coma televisão e o patrocínio máster. Mas nem o contrato do máster não paga o salário anual de um jogador sequer”. /// SÓCIO DO FUTEBOL tem 6 mil adimplentes, informou Perrella. Pouco depois, a Assessoria de comunicação retificou o número para 26 mil. /// MINEIRO 2020: estreia será contra o Boa, em 22jan20. /// INDEPENDÊNCIA poderá receber alguns jogos do Cruzeiro no Mineiro, informou o Globoesporte. /// VÔLEI ITAPETININGA 2×3 SADA CRUZEIRO (25/19, 20/25, 19/25, 25/16, 13/15). Superliga, 3ª rodada, Ginásio Ayrton Senna da Silva, Itapetininga, São Paulo. Cruzeiro: Cachopa, Evandro, Perrin, Conte, Isac, Cledenilson, Lukinha + Luan, Leme, Otávio, Filipe. T: Marcelo Mendez.

QUINTA, 21nov19. TREINO fechado. /// RAFAEL, goleiro reserva, interessa ao Grêmio, informa o portal Yahoo. /// UM MANDO DE CAMPO retirado e multa de R$100 mil foi a pena aplicada pela 3ª Comissão Disciplinar do Stjd ao clube, pelos incidentes do clássico. /// MUROS DA TOCA II pichados com xingamentos a jogadores.

SEXTA, 22nov19. TREINO fechado. /// VIAGEM para Santos, à tarde. /// DODÔ sofreu trauma no pé direito e não viajou. /// ZEZÉ PERRELLA conversa com os jogadores no gramado, antes do treino. /// FAIXAS DE INCENTIVO colocadas por torcedores na parte interna da Toca II, com autorização da diretoria. /// FAIXAS COM CRÍTICAS aos jogadores e a Abel Braga colocadas nos muros externos da Toca II.

SÁBADO, 23nov19. SANTOS 4×1 CRUZEIRO. Brasileiro, 34ª rodada, Vila Belmiro, Santos, 7.905 pag, R$266.945. Arbitragem: Leandro Vuaden, Jose Eduardo Calza, Lucio Beiersdorf. Amarelos: Gustavo, Egídio. Gols: Orejuela, 13, Sasha, 22, Marinho, 59, Soteldo, 67, Pituca, 91. Santos: Everson; Pará, Veríssimo, Gustavo Henrique, Felipe Jonatan (Luan Peres); Alison, Sánchez, Evandro; Marinho, Sasha (Pituca), Soteldo (Kaio Jorge). T: Jorge Sampaoli. Cruzeiro: Fábio; Orejuela, Cacá, Fabruno, Egídio; Henrique, Ederson; Robinho (Ezequiel); Neves (M Gabriel), David; Sassá (Joel). T: Abel Braga. /// ABEL: “O que me agradou foi o início do segundo tempo. Tivemos a chance do segundo gol, não fizemos. Tomamos o segundo e o terceiro, que eram possíveis de serem evitados. Mas a superioridade do Santos foi muito grande. Nossa atuação foi muito abaixo. E eu sou o responsável, fui eu que escalei. A estratégia que usei talvez não tenha sido a melhor. Conseguimos fazer um a zero naquilo que esperávamos, o Santos atacando com muitos jogadores e nos dando a possibilidade do contra-ataque. Tomamos dois gols ou três em contra-ataques jogando fora de casa, isso é muito ruim”. /// CRUZEIRO 8×0 IPATINGA. Mineiro Feminino, volta das semifinais, Toca I. Gols: Miriã (3), Janaína, Duda, Kim, Hingredy, um contra. Cruzeiro: Camila; Janaína, Pires (Hingredy), Jajá (Lia), Dantas (Eskerdinha); Pâmela, Duda (Karol), Thayane, Isa (Vanessa); Miriã (Aline), Kim. T: Hoffmann Túlio. /// AMÉRICA será o adversário na final. /// SADA CRUZEIRO 3×1 DENK MARINGÁ (25/21, 25/20, 26/28, 25/18). Superliga, 4ª rodada, Riacho, Contagem. Cruzeiro: Cachopa, Evandro, Conte, Perrin, Otávio, Isac, Lukinha + Luan, Leme, Filipe. T: Marcelo Mendez. DOMINGO, 24nov19, DELEGAÇÃO desembarcou em Confins à tarde. Bloqueio da PM impediu a aproximação de torcedores ao ônibus do clube.

Neves e seus abomináveis inimigos

terça-feira, 26 de novembro de 2019

Quando Thiago Neves fala, a aldeia fica em polvorosa. Jornalistas faturam repercutindo, torcedor se horroriza, vira um pandemônio. Mas será que ele fala coisas tão absurdas quanto faz parecer o nhenhenhém das redes? Definitivamente, não.

Ele disse que o time que enfrentou o Inter no Beira-Rio foi escalado pouco antes do jogo, com improvisações estava desentrosado. E foi isto mesmo. Ou será que as imagens mentiram? 

Disse que o Mauro Cézar é um mongol em busca de atenção. Mais correto, impossível. 

Disse que gostaria de jogar no Corinthians. E que jogador brazuca não quer? Ele apenas teve a coragem de falar o que os precavidos não ousam expressar, por medo de dar galho.

Disse que ele e vários jogadores do time celeste estão jogando com dores por todos os lados, pois o momento exige sacrifício e os caras não podem parar pra se tratarem. Ora, até os estagiários das redações sabem que não existe atleta de alto rendimento que não pratique sua atividade sentindo dores. Então, qual é o motivo pra surpresa? 

O que ocorrer é que jornalistas esportivos fabricam crises pra faturar. E torcedores com pouco tempo pra pensar compram qualquer baboseira. Por que essas bestas não vão carpir um lote ou lavar uma trouxa de roupa suja, ao invés de ;votar minha TL com suas paranóias enjoadas? 

Apóstolos

terça-feira, 26 de novembro de 2019

Mesa redonda num bar  às margens do Mar da Galiléia: 

  • PEDRO: Se o Cruzeiro for pra Série B, quem vai parar de acompanhar o time? Quem vai parar de pagar o SF?
  • TIAGO: Continuarei sócio.
  • PEDRO: Eu também.
  • JUDAS: Eu já parei de pagar há muito tempo. Acompanhar eu acompanharei. Acho a série B massa!
  • PEDRO: Só pra começar, não tem Var!
  • JOÃO: Continuarei pagando.
  • TIAGO: Foda é que o América vai subir. É muito humilhante ficar fora da elite.
  • JOÃO: Continuarei indo aos jogos.
  • JUDAS: Eu sou um subtorcedor…
  • JOÃO: Não vai mudar em nada a minha relação com o Cruzeiro.
  • ANDRÉ: Se o Cruzeiro faz parte da sua vida, se é importante pra vc que ele esteja bem, não importa se na segunda ou na quarta, mesmo vc não podendo ir ao estádio, vc vai querer que ele tenha um bom time, porque isto vai te fazer bem. Se é assim vc precisa ser sócio.
  • BARTOLOMEU: Torcedor é tudo igual. Com o Cruzeiro não será diferente. O padrão de comportamento é o mesmo. Vão quebrar um monte de cadeiras no jogo contra o Palmeiras, vai ter a imagem do barbudo chorando, mas no primeiro jogo da Série B o estádio estará lotado de gente gritando a plenos pulmões o amor pelo clube. Aí o clube será elogiado e, quando subir, vão publicar matérias nos jornais ressaltando as mudanças na gestão do clube, que o tornaram mais organizado. Daí o time, em pouco tempo, dá alguma esperança de título ao torcedor, que se empolga. Em seguida, vem a frustração e os caras invadem o CT de novo. É assim. Só muda a cor da camisa.
  • JOÃO: Sim, é tudo igual.
  • TOMÉ: A gente tem mania de fazer conta com o dinheiro dos outros. Claro que só pode se associar quem tem condições.
  • BARTOLOMEU: As coisas aqui não são transparentes. Dirigentes destroem o clube e a gente fica discutindo que tem de pagar o SF pra salvá-lo da situação.
  • TIAGO: O cara não paga 30 dinheiros no sócio, mas paga isto numa ida ao cinema… E não questiona se Hollywood é isso ou aquilo e pra onde vai o dinheiro lá.
  • JUDAS: Mas dos 30 dinheiro que ele pagaria no sócio, em 29 os caras passam a mão.
  • JOÃO: Se 100% dos torcedores acharem que o outro vai pagar e o outro vai ao estádio, teremos zero sócio e zero público e, assim, não haverá mais Cruzeiro. É um exemplo radical pra explicar que se o Cruzeiro te importa, como um cinema, um teatro, um show, vc precisa pagar pra que ele continue e oferecendo futebol.
  • FILIPE: Mas aí é que tá. Hollywood não é paixão. Ninguém sofre porque Hollywood não lançou um blockbuster. A relação com futebol é diferente, tanto pra fazer alguém pagar um sócio ainda que vendo o clube ser assaltado, quanto pra fazer alguém deixar de pagar pelos mesmos motivos.
  • JOÃO: É paixão, é lazer, é entretenimento. Mas se ninguém for ao cinema e esperar passar na Tela Quente vai acabar.
  • JUDAS: Ah, velho, essa coisa de querer botar a culpa em quem não é sócio, sinceramente, não dá…
  • JOÃO: Não tô botando culpa. Mas se 100% dos torcedores não forem sócios ou só forem  ao Mineirão na Libertadores o Cruzeiro vai sobreviver?
  • FILIPE: O patrocinador só patrocina pq tem torcedor pra consumir. A TV só transmite pq tem alguém pra assistir. Quem gira a roda é o torcedor. Por isso um São Caetano não se mantém.
  • BARTOLOMEU: Quem paga é quem consome. Sócio é um fenômeno recente. De menos de 15 anos pra cá.
  • JOÃO: O futebol mudou e a forma de consumir futebol mudou. Pra encarar Flamengo e Palmeiras, só com a participação do torcedor fiel.
  • BARTOLOMEI: Veja o caso do Flamengo. Foi o SF que mudou o clube de patamar? Não, foi a TV que resolveu socar mais dinheiro do que nunca. Daí o SF bomba, pq o time tá bom. No Palmeiras, a Leila enfia dinheiro e o estádio lota. Se essa grana sumir, o torcedor some tb…
  • JOÃO: Então o Cruzeiro tá nessa aí de sumir.
  • BARTOLOMEU: Não, só não vai bombar, mas vai ter o que teve sempre…
  • PEDRO: Comparado ao Flamengo, o Cruzeiro recebe 4x menos verba de televisão, 10x menos verbas de patrocínio, tem 10x menos sócios, 5x menos torcida e um ingresso médio 4x menor. Se o torcedor acha que tá bom assim, que não pode ajudar a reduzir essa diferença, então, que não encha o saco nas redes, nem invada a Toca. Que vá se foder calado!

Marcus: “Caso é de miracolo, não de salvezza”

segunda-feira, 25 de novembro de 2019

PITACOS acerca do SANTOS 4-1 CRUZEIRO, 23nov19sab21h, Vila Belmiro, Santos, pela 34ª rodada do Brasileiro 2019:

ABEL BRAGA: O que me agradou foi o início do segundo tempo, quando nós conseguimos neutralizar o problema maior que estávamos enfrentando, que era o posicionamento do Sánchez. Tivemos a chance do segundo gol, não fizemos. Tomamos o segundo e o terceiro, que eram possíveis de serem evitados. Mas a superioridade do Santos foi muito grande. Mais do que nunca teremos que encarar os jogos como decisões. São quatro, e é dessa maneira que vamos pensar no jogo contra o Csa. Eu não analiso os jogadores. Analisamos a parte técnica e tática entre nós. Mas nossa atuação foi muito abaixo. E eu sou o responsável, fui eu que escalei. A estratégia que usei talvez não tenha sido a melhor. Conseguimos fazer uma zero naquilo que esperávamos, o Santos atacando com muitos jogadores e nos dando a possibilidade do contra-ataque. Tomamos dois gols ou três em contra-ataques jogando fora de casa, isso é muito ruim.

THIAGO NEVES: Cometemos erros. São erros que vêm acontecendo várias vezes, erros de passe, a gente acaba entregando a bola e levando os gols. Não tem que lamentar, sabemos que temos que ganhar de qualquer maneira em casa na quinta.

DOUGLAS VELLOSO: Falta equilíbrio físico e mental ao time celeste, que está desestruturado, com jogadores distantes uns dos outros, valendo-se apenas intuição individual. O Santos foi superior todo o tempo e depois de achar o caminho fez naturalmente o resultado. Abel precisa repensar a formatação da equipe com urgência. E treinar saída de bola e passe. Aquela equipe concentrada ao extremo, que foi bicampeã da Copa do Brasil se perdeu, não existe mais.

MARCUS OLIVEIRA: O Santos foi muito superior desde o início. Primeiro tempo foi mais parelho porque Cruzeiro correu muito para preencher espaços. No segundo, jogadores estavam extenuados. Ederson sumiu e deixou Egídio sozinho na esquerda. Daí foi fácil achar o caminho do gol. Abel tem que evitar que os jogadores se distanciem tanto um do outro no segundo tempo. É muito espaço para erro de passe e movimentação adversária. Será quase missão impossível conquistar três vitórias. O caso agora é de miracolo, não mais de salvezza”

SÍNDICO: O mesmo torcedor que execrava o Marinho, agora execra o Egídio. É mais fácil escolher um bode expiatório do que pensar. Egídio encarou Marinho, Pará e Sanchez trabalhando em seu setor. Três caras que estão voando. E quem o ajudou? David não voltou, provavelmente, porque tinha a missão de segurar a bola na frente. Ederson não entrou em campo. Fabruno não tem a rapidez do Cacá pra fazer a cobertura. Egídio teve que descascar o abacaxi sozinho. Perdeu e venceu disputas, mas o torcedor só se lembra das que ele perdeu. O torcedor é o fodão, o cara que entende mais do que o técnico, mais do que qualquer profissional do futebol e é ele quem prolata a sentença.

JULIM SILVA: Cacá e Orejuela foram bem na direita. Assim, façamos como Salomão, vamos quebrar um Motoradio ao meio e presentear os dois…

Orejuela, o melhor, pela intensidade e pelo gol

domingo, 24 de novembro de 2019

ATUAÇÕES dos protagonistas do SANTOS 4-1 CRUZEIRO, 23nov19sab21h, Vila Belmiro, Santos, pela 34ª rodada do Brasileiro 2019?

TORCIDA CELESTE compareceu e apoiou o time. Nas redes, o besteirol de sempre.

FÁBIO fez duas grandes defesas e não teve culpa nos gols.

OREJUELA marcou um gol, quase fez o de empate na etapa final, correu muito, apoiou o ataque , coma ajuda de Cacá, se virou pra conter Soteldo. Não conseguiu por completo, porque o venezuelano está impagável nesta fase do campeonato.

CACÁ fazia uma partida impecável até chutar o balde depois do terceiro gol e se mandar pro ataque deixando espaços pro veloz ataque santista. 

FABRUNO cortou várias b0as cruzadas e tentou fazer a cobertura da lateral esquerda, sem muito sucesso.

EGÍDIO perdei o duelo com Marinho, Sanchez e Pará –como todos os laterais do campeonato nos últimas semanas– mas ainda assim encontrou disposição pra apoiar o ataque. Tem como atenuante a falta de ajuda de David e Ederson e as coberturas nem sempre eficientes de Fabruno.

HENRIQUE não jogou tão bemna dessa  como de costume e teve que cometer faltas (também sofreu várias) contra o excelente meio de campo santista. No ataque, construiu uma ótima jogada que Neves não conseguiu concluir. 

EDERSON fez sua pior partida, desde que virou titular. Desatento na defesa, deixou Egídio se virar sozinho contra três santistas. No ataque, também não conseguiu nada digno de nota. 

BOBINHO jogou mal. Foi engolido pelo meio de campo santista e não foi efetivo na criação, nem na contenção. demorou a ser safado.

NEVES deu passe para gol, movimentou-se, tentou articular jogadas, cobrou faltas e escanteios. Não se omitiu.

DAVID fez um grande jogada, que Robinho não conseguiu arrematar com sucesso. Correu, tentou tabelar, chutou, mas nada deu certo.

SASSÁ. combativo, buscou o jogo, se apresentou pra definir as gatas de ataque, mas nada deu certo e acabou substituído quando ainda faltava meia hora pro jogo terminar. 

M GABRIEL jogou pouco tempo e não viu a cor da bola.

EZEQUIEL não conseguiu mudar a cara feia do jogo. Ciscou, mas não foi efetivo. 

JOEL fez uma boa jogada, girando e chutando forte. De resto, ficou na torcida pra alguma bola caprichada aparecer na área. E nenhuma apareceu. 

ABEL mandou a campo o melhor time possível, conseguiu manter um duelo equilibrado por uma hora contra um time muito superior ao seu. Suas trocas não funcionaram e ele errou ao não colocar ninguém para ajudar Egídio na esquerda. Cabral teria resolvido o problema, mas ele só pensou em reforçar o ataque cin as substituições e o resultado foi uma goleada evitável. 

CRUZEIRO jogou com dois volantes, dois armadores, dois atacantes avançados, perdeu disputa no meio de campo e deixou as laterais desprotegidas. Ainda assim, resistiu bem durante uma hora até tomar o segundo gol. Depois, perdeu a chance de empatar, tomou o terceiro e partiu pro futebol indígena, que lhe custou a goleada. 

SANTOS mostrou uma defesa impecável, um meio de campo povoado por jogadores hábeis e dois pontas em fase excepcional. Mandou no jogo e construiu a vitória, com segurança, na medida em que o Cruzeiro perdia foco e força. 

ÁRBITROS apitaram corretamente. E com sobriedade.

MelhorDoJogo => OREJUELA [[[18]]] Ge, Dutra, Castelões, Ramos, Rizzi, Artur, Bitencourt, Ianni, Velloso, Klauss, Rezende, Schrier, Nem, Bastos, Penido, Romarol, Guidugli, Síndico —– CACÁ [[[4]]] Zuloobas, Julim, Orozimbo, Barnabé —- HENRIQUE [[[2]]] Zejoco, Clemenceau —– FABRUNO [[[1]]] Dudu —– FÁBIO [[[1]]] Galvão —– JOEL [[[1]]] André —– ABEL [[[1]]] Morato —– MARINHO [[[4]]] Uol, Olivieri, Walterson, Setelagoas —– VERÍSSIMO [[[1]]] Dourado —– SAMPAOLI [[[1]]] Nanayoski —– TORCIDA [[[1]]] Soalheiro…