Arquivo da Categoria ‘Cruzeiro’

Mancuello: classe e eficência

domingo, 25 de fevereiro de 2018

ATUAÇÕES dos protagonistas do CRUZEIRO 3×0 BOA, neste 24fev18sab16h30, no Mineirão, Belo Horizonte, pela 8ª rodada do Mineiro 2018:

TORCIDA CELESTE enfrentou um vendaval pra chegar ao estádio. Muita gente ficou pelo caminho, sem conseguir atravessar as enxurradas. Mas quem foi fez uma bela festa. É o cheirinho de Libertadores, que deixa o brasileiro inebriado.

RAFAEL demorou meia hora pra ver a cor da bola, devido às dificuldades de criação dos bovetas. Daí em diante, cumpriu com sobriedade e eficiência seu papel.

ROMERO manteve-se mais na defesa, mas quando foi ao ataque conseguiu um belo arremate, que obrigou Fabrício a ima defesas.

DEDÉ voltou a jogar após nove meses e mostrou firmeza na defesa. Errou pouco, como no passe equivocado, que o obrigou a se desdobrar pra evitar um contrataque. Na frente, obrigou Fabrício a uma defesaça, com uma poderosa cabeçada.

DIGÃO, competente, simplificou tudo, resolveu todos os problemas, cumpriu bem sua parte.

HERMES errou um passe em saída pro ataque e foi só, Defendeu com segurança e atacou com qualidade. Outra boa atuação.

BRUNO só marcou e foi bem nesse quesito. Saiu mais cedo, aparentemente, cansado.

LUCAS marcou e saiu pro jogo, como sempre arriscando passes mais ousados do que os dos companheiros e adversários. Tivesse mais tempo de jogo com o time, os passes talvez pudessem ser melhor aproveitados.

SOBIS marcou dois gols e, mesmo assim, saiu de campo embirrado, se conceder entrevistas. Além dos golos, foi participativo, tanto na direita quanto no meio, buscando tabelas e oferecendo bons passes.

NEVES voltou após quase um mês de uma pré-temporada customizada e esteve abaixo de seus melhores momentos. Ainda assim mandou uma bola no poste e procurou o jogo coletivo.

MANCUELLO passeou pela pontesquerda durante muito tempo, sem ser incomodado. Por ali criou boas jogadas, mas foi pelo maior, após passe de grande qualidade de Raniel, que fez seu gol. Com a tranquilidade de quem toma um copo d’água. Na etapa final, caiu um pouco, pagando o preço pela energia que não economizou na etapa inicial.

RANIEL começou com tudo, cavando pênalti e criando problemas pra biqueira boveta. Mano, contudo, inventou moda mandando-o sair da área, cair pelos lados e entrar na diagonal. Ali ele perdeu protagonismo. Em seu melhor momento, enfiou um passe de alta qualidade que mancebo não desperdiço marcando o segundo gol.

ARRASCAETA fez uma jogada desconcertante que resultou no terceiro gol, esteve a pique de marcar o seu, obrigando Fabrício a uma defesa difícil. Movimentou-se buscou jogo e enfeitou um pouco também, afinal, o jogo permitia algum preciosismo e galera gosta.

MARQUES entrou no fim e nada pôde fazer, como jogo decidido. Mesmo assim, o pessoal das redes encrespou-se. Não adianta, afinal, o Mano é um marquescista convicto.

HENRIQUE entrou na etapa final e jogou o fino, como de costume. Marcar é pouco pra ele. Armar o time e chegar à frente, virou um hábito. Saudável, diga-se.

CRUZEIRO resolveu o jogo logo de cara, deixou o Boa ficar com a bola, cercou e contratou, tudo certim, certim. Na etapa final, o time resolveu ficar mais com a bola e fez algumas jogadas pra agradar a torcida. O saldo foi positivo, com o time alternativo jogando no 4-2-3-1 decalcado do titular, algumas vezes até mais redondo.

BOA chegou com 2 gols tomados em 7 jogos e levou 3 só neste. E podia ter sido pior, não fossem as boas defesas de seu goleiro. O beque Justi foi o destaque, jogando na dele e também na armação e no ataque. Foguinho foi um lateral usado e Jhon Cley foi quem mais tentou criar jogadas. Os demais não foram mal. Nem vem demais. Time é arrumado, mas não tem potencial ofensiva.

ÁRBITROS mão cometeram gafes. O Juiz foi posto à prova logos aos 20 segundos, com uma cavada de pênalti por Raniel e acertou em sua decisão. Os bandeiras também não atrapalharam.

MelhorDoJogo => MANCUELLO [[[22]]] Jotajota, Souza, Ccc, Bitencourt, Bastos, Seixas, Anchieta, João, Dias, Celeste, Espigão, Gil, Viana, França, Wlterson, Velame, Marcoalex, Walfrido, Cláudio, Morato, Penido, Dudu —-SOBIS [[[10]]] Albertim, Luizito, Reis, Figueiredo, Geraldo, Venâncio, Azevedo, Damião, Estevão, Patrícia —– ROMERO [[[5]]] Rocha, Rossi, Carvalho, Barreto, Talentim —– DEDÉ [[[1]] Ernesto —– RANIEL [[[1]] Galvão —- HERMES [[[1]] Pedro —– DIGÃO [[[1]] Barnabé —– HERMES [[[1]]] Pedro.

Cruzeiro 3×0 Boa: Nem a chuva atrapalhou

sábado, 24 de fevereiro de 2018

CRUZEIRO contra o Boa, neste 24fev18sab16h30, no Mineirão (62 mil), Belo Horizonte, pela 8ª rodada do Mineiro 2018.

CLASSIFICAÇÃO: Cruzeiro é o líder, com 19 pontos; Boa, o 5º, com 11.

RANKING da CBF: Cruzeiro é o líder, com 15.288 pontos; Boa é o 38º, com 3.761.

CRUZEIRO: Rafael — Romero, Dedé, Digão, Hermes — Lucas, Bruno — Sobis, Neves, Mancuello — Raniel. T: Mano Menezes.

BANCO: Fábio, França, Leo, Manoel, Murilo, Egídio, Nonoca, Henrique, Cabral, Rafinha, Arrascaeta, Fred.

AUSENTES: Robinho (suspenso), Sassá, Ezequiel, David (transição)

PENDURADO: Edílson.

ARBITRAGEM: Marco Aurélio Augusto Fazekas Pereira, Mauro Arantes Lira, Helen Aparecida Gonçalves Silva Araújo, Paulo César Zanovelli Silva (4º A).

BOA: Fabrício — Sapé, Caíque, Justi, Foguinho — Amaral, Helder, Alysson — Jhon Clay, Gabriel Pereira — Christiano. T: Sidney Moraes.

BANCO: Igor Rayan (G), Joazi (L), Igor Ribeiro (B), Romario Leiria (B), Nelson Ruiz (L), Lucas Hulk (V), Jardson Sapé (V), Marcilio (M), Gerônimo (A), Erick Samuel (A), João Guilherme (A).

AUSENTES: Ninguém.

PENDURADOS: Amaral, Caíque, Foguinho, Fabrício e Joazi.

TRANSMISSÃO: Premiere, com narração de Rogério Corrêa, comentários de Bob Faria, reportagens de Guto Rabelo.

Dois torneios, dois times

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

MANO MENEZES já tem dois times do Cruzeiro escalados.

  • Pra jogar contra o Boa: Rafael — Romero, Dedé, Digão, Hermes — Lucas, Bruno — Sobis, Neves, Mancuello — Raniel.
  • Pra estreia na Libertadores contra o Racing: Fábio — Edilson, Leo, Murilo, Egídio — Henrique, Cabral – Robinho, Arrascaeta, Rafinha — Fred.

Tudo bem? É isso mesmo, caro leitor? Ou tem que mudar alguma coisa? Neves deveria jogar as duas partidas?

São poucos os estádios agradáveis

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

São Januário entrou na  rota do Cruzeiro nesta Libertadores. Está a uma altitude de uns 50 metros, no máximo. Não dá pra chorar por conta dela. O Mineirão fica 850 metros acima.

O gramado é perfeito, o torcedor não consegue dar soco na nuca do cobrador de corner e dos vestiários ninguém ainda reclamou.

Mas tem um porém: São Januário fica no Rio de Janeiro, uma das cidades mais violentas do mundo. E numa vizinhança qaue potencializa os riscos à integridade física de qualquer vivente.

É jogo pros cascudos da Máfia Azul e da Pavilhão Independente. Gente normal, melhor ficar no sofá.

Em se tratando de conforto, segurança e distância dos centros das cidades, pouco gigantes brasileiros oferecem estádios cinco estrelas a seus torcedores.

Que eu me lembre, apenas Cruzeiro (Mineirão), Inter (Beira Rio), Bahia (Fonte Nova), Paranaense (Baixada), Corinthians (Itaquera), Palmeiras (Allianz), Sport (Ilha), Fluminense (Maracanã) e Coritiba (Alto da Glória).

Os demais estádios ou são longe, ou a mobilidade urbana é ruim pra eles, ou são desconfortáveis.

Com a palavra o viajado leitor. Vc se sentiu bem em outros estádios grandes? Ou já desistiu de ir a algum jogo por conta da distância, da vizinhança, da falta de conforto ou da má visibilidade da cancha?

Semana 7: Crise nas divisões de base

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Notícias do Cruzeiro na SEMANA 7 de 2018, por MAURO FRANÇA:

SEGUNDA, 12FEV18. FOLGA do elenco. /// PACOTE de ingressos pra fase de grupos da Libertadores é lançado pras categorias Cruzeiro Sempre, Papafilas e Time do Povo, com descontos de 50%, 20% e 10%, respectivamente. Mais de mil foram vendidos apenas no primeiro dia.

TERÇA, 13FEV18. TREINO físico. Ezequiel, Neves e Sassá fizeram fisioterapia em campo. /// BRUNO SILVA cortou o pé direito em casa e foi afastado das atividades por tempo indeterminado. /// INGRESSOS esgotados pros setores Amarelo Superior e Vermelho Inferior pro jogo contra o Villa.

QUARTA, 14FEV18. TREINO técnico. /// DAVID iniciou transição da fisioterapia para preparação física. /// CRUZEIRO 1×2 LA EQUIDAD (Colômbia). Libertadores Sub20, 2ª rodada Grupo B, Centenário, Montevidéu. Gol: Vitinho.

QUINTA, 15FEV18. COLETIVO. Titulares: Fábio; Edílson, Manoel, Murilo, Egídio; Henrique, Cabral, Mancuello, Rafinha, Arrascaeta; Fred. Reservas: Rafael; Romero, Dedé, Digão, Hermes; Lucas, VictorLuiz, Sobis, Marques; Judivan, Raniel. Neves, Robinho e Leo fizeram física. /// RICARDO RESENDE, ex-técnico do Sub17 do AtléticoMG, contratado pra cargo a ser definido. /// REUNIÃO entre Pires de Sá, Itair Machado e Guilherme Cruz tratou de mudanças na base. /// ESTEVÃO WILLIAM de Oliveira Gonçalves, 10 anos, aluno da Escola de Esportes, que recentemente assinou contrato com a Nike, teve plano de carreira eacertado por seus pais e dirigentes celestes.

 SEXTA, 16FEV18. TREINO tático pra titulares, técnico pros demais, incluindo Neves. /// DEDÉ relacionado pro jogo contra o Villa:  “Sou grato a todos que participaram desse momento. Meus testes físicos estão equilibrados. Mano vem me dando confiança, pois a gente fica ansioso pra voltar e ele é cauteloso. Estou feliz por estar aqui falando com vocês e pronto pro jogo”. /// ARRASCAETA terá contrato prorrogado é o que ficou decidido em reunião da diretoria celeste com o agente Daniel Fonseca. /// UNIFORME novo terá primeiro lote distribuído às lojas sem o patrocínio máster. /// SADA CRUZEIRO 3×0 JF VÔLEI (25/20, 25/21, 25/19). Superliga, 6ª returno, Poliesportivo do Riacho, Contagem. Cruzeiro: Uriarte, Alemão, Filipe, Leal, Simon, Isac, Serginho. Entraram: Rodriguinho, Lukinhas. T: Mendez.

SÁBADO, 17FEV18. CRUZEIRO 1×0 VILLA NOVA. Mineiro, 7ª rodada, Mineirão, BH, 29.677 pag, R$406.112. Gol: Rafinha, 29. Cruzeiro: Fábio; Edilson, Manoel, Murilo, Egídio; Henrique, Cabral, Mancuello (Robinho); Rafinha, Fred (Raniel), Arrascaeta. T: Mano. Villa: Renan; Marcelo Tchê, Gustavo Eugênio, Rafael Vitor, Maninho; Paulo Victor, Ceará, Otávio (Iury), Pinguim (Nequinha); Dudu (Felipinho), Carrara. T: Ito Roque. /// MANO: “O Cruzeiro fez um bom jogo. O 1xo não reflete o que a equipe produziu e as chances que criou. Poderia ter sido mais, mas o Villa foi inteligente e dificultou o máximo que pôde. Mesmo assim fizemos o suficiente pra uma vitória segura. O time vai amadurecendo. É comum no estágio em que nós estamos, quando as coisas estão difíceis, querer acelerar e assim cometer erros. Eles estavam esperando nosso erro pra contratacar. Mas demos poucas oportunidades pra isso. A vitória nos dá 19 pontos, o que é importante pra confirmar a classificação e, como segundo objetivo, ficar em 1º lugar”. /// PÚBLICO presente em 4 jogos no Mineirão: 150.225. Média: 37.556. Pagante: 133.830. Média: 33.457. /// CRUZEIRO 0x1 RIVER PLATE (Uruguai). Libertadores Sub20, 3ª rodada Grupo B, Centenário, Montevidéu. Cruzeiro: Brazão, Lucas (Marco Antônio), Arthur, Cacá, Rafael Santos; Vander, Marcio, Vitinho, Alesson (Rissi), João Luiz (João Diogo); Marcelo. T: Ávila.

DOMINGO, 18FEV18. ATLETISMO: Marcela Cordeiro venceu a Corrida Internacional de São Roque, Paraguai. Valério Fabiano foi 3º no Sulamericano e 11º no Panamericano de Cross Country, disputados simultaneamente em El Salvador. Sérgio Celestino foi 2º na 2ª Corrida e Caminhada de Taboão da Serra. /// FRED é o jogador celeste que mais finalizou no Mineiro. Foram 8 finalizações certas e 16 erradas. Rafinha, artilheiro do time, com 5 gols, finalizou 13 vezes. 

Cruzeiro 2×0 Betinense: Jogo-treino pra testar Dedé e Neves

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

CRUZEIRO fez um jogo-treino contra o Betinense, hoje na Toca II. Foram 70 minutos pra Mano Menezes avaliar as condições de Dedé e Neves.

O Cruzeiro venceu por 2×0 sem mostrar grande disposição, nem futebol convincente. O time bateu ponto e cumpriu sua obrigação, com esta escalação:

  • Rafael — Romero (Arthur), Dedé, Digão, Hermes — Nonoca (Romero), Lucas — Sobis, Neves (Victorluiz), Marques — Judivan.

Condensei reportagem do SUPERESPORTES contando como foi:

A primeira eta, de 30 minutos, começou morna, disputada no meio-campo. O Cruzeiro teve as primeiras chances pelo lado esquerdo em boas aparições de Hermes. Neves também tentou criar algumas jogadas e mostrou disposição pra roubar a bola na saída do Betinense. Numa dessas roubadas , tentou deixar Sobis na cara do gol, mas errou o passe.

Na etapa final, de 40 minutos, o Cruzeiro pressionou o Betinense o tempo todo. Os erros, porém, não permitiam a criação de boas jogadas. A primeira chance foi com Judivan, que finalizou, mas o beque adversário tirou na linha do gol. Na segunda, ele não perdoou: Recebeu assistência de Marques e fez 1×0. Dez minutos depois, ele sofreu pênalti, que Sobis converteu no 2×0.

Pergunto ao caro leitor? Neves e Dedé devem ser escalados contra o Boa, sábado, às 16h30, no Mineirão? E na terça contra o Racing?

Mano: “Fizemos o suficiente pra uma vitória segura”

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

MANO MENEZES: O Cruzeiro fez um bom jogo. O 1x 0 não reflete o que a equipe produziu e as chances que criamos. Poderia ter sido mais. Não foi porque o Villa foi inteligente. Eles dificultaram o máximo que puderam. Mesmo assim fizemos o suficiente pra uma vitória segura. O time vai amadurecendo e isso me deixa contente. É comum no estágio em que nós estamos, quando as coisas estão difíceis, querermos acelerar e cometer erros. Eles estavam esperando nosso erro pra contratacar. Mas demos poucas oportunidades pra isso acontecer. A vitória nos dá 19 pontos, o que és importantes pra confirmarmos a classificação e, como segundo objetivo, ficarmos em 1º lugar.

FRED: Fiz uma pré-temporada maravilhosa. Estou me sentindo bem. Sem dor, nem nada. Estou conseguindo jogar, fazer as jogadas. Quero jogar sempre. Mas a decisão está com o professor Mano. A gente está evoluindo bem. Posse de bola, tecnicamente, fisicamente. Sentimos menos o cansaço, com o decorrer das partidas. Estamos sabendo cadenciar, colocar ritmo forte, sabendo jogar dentro de casa.

MIGUEL TOLENTINO: O time celeste foi bastante intenso no 1º tempo, com muitas subidas em velocidade, trocas de posição e transição ofensiva rápida. No 2º, a qualidade caiu muito, o time ficou engessado, previsível e lento. Ainda sim, Arrascaeta teve mais de uma chance pra ampliar o placar em jogadas de profundidade.

SOUZA: No 1º tempo, o time subia de desorganizadamente, ficava exposto e podia ter tomado  gol, o que não ocorreu devido à pouca qualidade do ataque do Villa. No 2º tempo, o time melhorou na organização, foi mais consistente, mesmo com a queda física, normal neste início de temporada.

BRUNO SETELAGOAS: O Cruzeiro perdeu pelo menos três grandes oportunidades: uma com Fred após cruzamento do Mancuello (de novo, hein, Fredão!), uma com Arrasca debaixo da baliza e, por último, com Arrasca e Robinho, após cruzamento rasteiro do Egídio.

FÁBIO SCHRIER: O time está muito bem, Fred muito participativo, até aí ta ótimo. O problema é a pequena quantidade de gols em relação às chances criadas. O ataque tem que ser mais eficiente. Cabral foi o melhor do jogo. Essa dupla com o Henrique vai entrar pra história como uma das melhores do clube.

Henrique defendeu, armou e atacou

domingo, 18 de fevereiro de 2018

ATUAÇÕES dos protagonistas do CRUZEIRO 1-0 VILLA NOVA, neste 17fev18sab16h30, no Mineirão, Belo Horizonte, pela 7ª rodada do Mineiro 2018:

TORCIDA CELESTE compareceu em bom número e cantou bastante, até se cansar lá pela metade do segundo tempo, quando o jogo ficou sob absoluto controle do time celeste.

EDÍLSON destacou-se pelos chutes e cruzamentos nas bolas paradas. Na marcação, foi precavido não indo muito ao ataque.

MANOEL mandou uma bola no travessão do Villa. Na defesa, tranquilidade absoluta.

MURILO, descomplicado, como sempre. Outra boa atuação.

EGÍDIO defendeu bem, dando até canelada no adversário, quando faltou categoria. Categoria que demonstrou numa matada de bola espetacular. No ataque, vários cruzamentos bem feitos, que os atacantes desperdiçaram.

HENRIQUE jogou o fino. Esteve bem na sa[ida de bola, na marcação, no apoio e ainda chutou a gol.

CABRAL errou alguns passes, conduziu uma saída de bola temerária, mas também marcou e apoiou com qualidade.

MANCUELLO começou mais avançado e aberto na esquerda, trocou de posição com Cabral algumas vezes, tentou jogadas coletivas e colocou bolas na área, sem conseguir bons resultados. Saiu no intervalo.

ROBINHO entrou no 2º tempo pela direita e terminou pelo meio, participando bem do jogo coletivo, mas sem jogadas individuais de destaque. 

RAFINHA continua esbanjando fôlego e participando intensamente do jogo. Fez um gol, com arremate preciso e, bem posicionado, por pouco, não fez outro na última jogada da partida.

FRED particpou da criação do gol, deu passes, fez o pivô, serviu, mas não foi às redes. 

RANIEL entrou no fim do jogo e não teve tempo pra fazer algo difno de registro. 

ARRASCAETA, pela esquerda ou pelo meio, tentou criar jogadas, sem muito êxito. Perdeu gol na pequena área e saiu mais cedo. 

SOBIS entrou no fim e não conseguiu nada digno de nota.

MANO escalou bem, mas perdeu muito tempo pra fazer as duas últimas alterações. Mas seu time funcionou bem e fe z um jogo agradável de se ver com trocas de passes e infiltrações, sem recorrer às ligações diretas. 

CRUZEIRO dominou o jogo todo, com três volantes, um deles sempre mais avançado e com os outros dois se revezando no apoio ao ataque. Podia três feito mais dois ou troes gols, não fossem as más artes da baliza, do apito e da fa;ta de pontaria. .

VILLA apostou num jogo de bloqueio ao adversário e saiu com um resultado que pode ajudá-lo caso seja necessário usar o saldo de gol na classificação final. Teve raros momentos de inspiração ofensiva no 1º e no 2º tempo. Mas o normal foi manter seus onze jogadores no campo de defesa. 

ÁRBITROS não avacalharam o jogo, apesar de alguns erros. O Juiz deixou de marcar um pênalti em Fred, seu maior pecado. E não economizou cartões pra quem foi na canela do adversário. Os bandeiras acertaram tudo.

HENRIQUE [[[15]]] Celeste, Albertim, Ccc, Venâncio, Velame, Cadu, Souza, Anchieta, Arcanjo, Rossi, Tadeu, Klauss, Vanda, França, Síndico —– CABRAL [[[8]]] Schrier, Dias, Chiabi, Geraldo, Marcoalex, Bitencourt, Andreluiz, Walterson —– RAFINHA [[[7]]] Rosan, Reis, Estevão, Domenico, Penido, Patrícia, Dudu —– FRED [[[4]]] Galvão, Bastos, Walfrido, Barnabé —– FÁBIO [[[2]]] Talentim, Morato —– EGÍDIO [[[2]]] Olivieri, Setelagoas —– EDÍLSON [[[1]]] Rubem.

Martinho da Vila

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

DEDÉ, beque central (pra quem não se lembra), voltou a treinar com o time no coletivo de ontem.

Ano passado, quando ele voltou contra o Democrata,, marcando gol inclusive, houve euforia da torcida.

No Sportivi, à noite, Roger Flores disse que era melhor preparar o jogador pra temporada seguinte.

Mas ele foi relançado, lesionou-se e ficou mais uma temporada de fora.

Eu não teria pressa em devolvê-lo aos gramados. E só contaria pra valer com ele em 2019.

E vc, fisioterapêutico leitor? Bota o cara pra jogar ou vai num esquema Martinho da Vila, “devagar, devagarinho…”? 

Reparem, que sem pressa nenhuma, o sambista está chegando aos 80 em plena forma…

Mancuello e mais dez

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Mano Menezes já começou definir o time pra enfrentar o Villa. No treino desta quinta, escalou estes times:

  • TITULARES: Fábio — Edilson (Romero), Manoel, Murilo, Egídio — Cabral, Henrique, Mancuello — Rafinha, Fred, Arrascaeta. Fred.
  • RESERVAS: Rafael — Romero (Leo), Dedé, Digão, Hermes — Lucas, Victor — Sobis, Marques — Judivan, Raniel.

O caro leitor tem alguma proposta alternativa? Se tiver,pode mexer à vontade no time pra domingo.