Arquivo da Categoria ‘Cotidiano’

Sem o patch, fica perfeita

sábado, 20 de dezembro de 2014

Nomeie o novo Nove

sábado, 20 de dezembro de 2014

Só existe uma vaga no atual time do Cruzeiro, a de centroavante. E são cinco os candidatos a ocupá-la:

  • LEANDRO DAMIÃO, o preferito de GPT.
  • FRED, o escolhido pela maior parte da torcida.
  • HUGO RAGELLI, artilheiro da Base.
  • ANSELMO RAMON, retornado da China.
  • JOEL, camaronês recém contratado junto ao Londrina.

Eu escalaria Fred, mas não pelo salário de exceção que ele recebe da Unimed.

Lançaria Hugo Ragelloino Mineiro, pra saber se ele dá conta do recado.

Mas estou apostando em Joel, como a boa surpresa do ano.

E vc, técnico leitor?

Presente de Natal ou de grego?

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Quando cartola do Cruzeiro anuncia presente de Natal ou contratação de impacto, me lembro de Ernesto Farias, Victorino, Diego Arias, Miguel Samudio, Tápia, Júlio Baptista, Rivaldo, Edmundo, Rincón, Ronaldo Roqueiro etc…

Por isto, me animo mais quando aparecem Ramires, Ricardo Goulart, Everton Ribeiro, Fábio Júnior, Evaldo, Marquinhos Paraná, Henrique e outros que chegaram de mansinho, sem estardalhaço, mas deram bom retorno ao time.

De presidente de clube a presidente de time

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

O presidente Gilvan de Pinho Tavares anunciou o nome do próximo diretor de futebol do Cruzeiro: ele mesmo!

Isto mostra o quanto Zezé Perrella foi competente ao montar a máquina administrativa do Cruzeiro.

Ela funciona tão bem, que prescinde de um presidente.

Mostra também o estilo GPT de gerir futebol, idêntico aos de Fábio Koff, Juvenal Juvêncio e Eurico Miranda.

Todos eles são de perderem tempo assistindo treinos do time. De um modo geral com uma visão dos tempos do 4-2-4.

#RajaDay sossegado

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Ex presidente do AtléticoMG não deu as caras no RajaDay. Seus seguidores, sim, apareceram. Desenxabidos,  se comportaram bem. O alívio pela quitação da última folha do carnê da CVC falou mais alto que a lembrança do vexame.

Celebração do Tetra e do Natal

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Reunido, ontem à noite, o Comitê Central do PHD, baixou a seguinte resolução:

Ficam convocados os comentaristas e leitores deztebrogue para confraternização natalina, neste domingo, no MARGHERITA, Carandaí ao lado da Toyota, a partir de 11h. Como o restaurante não faz reserva, é bom chegar cedo e garantir lugar. Vá com sua camisa do Cruzeiro pra facilitar a identificação e aglomeração de gente feliz. A conta será individual. Cada um pagará o que pedir. Se ninguém pedir nada, cada um esperando que o outrop o faça primeiro, o gerente vai tocar todo mundo pra rua a vassouradas. Temos dito, eu e Mariana. Cumpra-se, pois.

Confirmem presença, aqui no blog. Até mais ver.

Tostão voltou ao Cruzeiro

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Deu no GloboEsporte, hoje, 17dez14 (texto condensado):

Aos 67 anos, Tostão voltou à Toca da Raposa. O reencontro, após 40 anos de ausência, aconteceu nesta quarta, 17dez14. Ele gravou os pés na Calçada da Fama, destinada a quem fez mais de 400 partidas ou pelo menos 100 gols com a camisa celeste, e inaugurou sala repleta de fotos e caricaturas suas, que recebeu seu nome. Eduardo Gonçalves de Andrade, o Tostão, hoje cronista esportivo, vestiu a camisa do Cruzeiro 383 vezes, entre 1963 e 1972, mas desde que se transferiu para o Vasco, não havia voltado ao clube que o consagrou. Hoje, ele foi recebido pelos ex-jogadores Raul Plassmann, Zé Carlos, Careca e Balu e por dirigentes do clube, entre eles, o presidente Gilvan de Pinho Tavares. Ao final da visita, o ídolo ganhou uma camisa oficial personalizada com seu nome e o número oito, que usava no time celeste. Com 247 gols, Tostão é o maior artilheiro da história do Cruzeiro, pelo qual foi pentacampeão mineiro e campeão brasileiro. Sua outra conquista marcante foi a do Mundial de 70, com a Seleção Brasileira.

Legal.

Veja quem balançou a roseira

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

O Cruzeiro balançou a roseira 142 vezes em 2914. Estes foram os artilheiros:

  1. Marcelo Moreno e Ricardo Goulart, 24
  2. Julio Baptista e Willian, 12
  3. Everton Ribeiro, Dagoberto, 9
  4. Bruno Rodrigo, 6
  5. Alisson, Marquinhos, Dedé, Leo Simões, 5
  6. Marlone, 4
  7. Nilton, 3
  8. Borges, Egídio, Henrique, Lucas Silva, Manoel, Samudio, Souza, 2
  9. Mayke, Hugo Ragelli, 1.
  10. Fidélis (Villa Nova), Iuri Oliveira (Nacional Muriaé), Alemão (Vitória), 1 (contra).

Quem ficou devendo? Quem fez mais do que a obrigação? Quem marcou o mais bonito? E o mais importante?

Confins está ficando cada vez mais longe de vc

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

O Campeonato Brasileiro acabou há três semanas e nenhuma contratação causou furor, impacto e, nem mesmo, cócegas no mercado.

Oswaldo Oliveira e Alexandre Mattos, no Palmeiras. Doriva no Vasco. Fabiano no Cruzeiro. Pratto será das frangas… Pfui…

Ah, sim, tem o Tite, com toneladas de marketing embarcado, tentando descolar o pouco mais de 50% do que esperava ganhar dos gambás. E o Real Madrid cozinhando Cruzeiro e Lucas Silva em fogo brando.

País devagar, quase parando, a presidente trocando keynesianos fracassados por neoliberais de carteirinha no Ministério da Fazenda e o Bank of America mandando  seus clientes investidores esquecerem Brasil e Rússia. Este é o panorama.

A boa notícia, caro leitor, é que vc não gastará tempo e combustível pra buscar etiquetas no aeroporto. Gostou?

Dedé: “Leo merecia muito ser premiado”

domingo, 14 de dezembro de 2014

Dedé, comentando as premiações de fim de ano e o desempenho de seus colegas de bequeira:

Alex ainda será um grande zagueiro. Está aprendendo bastante. A concorrência é muito grande. Manoel ficou no banco alguns jogos, mas teve participação muito grande no campeonato. Ano passado, ele foi eleito o melhor zagueiro do Campeonato Brasileiro. Isso é pra ver o elenco que temos. Bruno machucou e entrou o Leo. Isso é bom pro Cruzeiro, pra gente, pra cada dia melhorar, pra não dar brecha. Essa preocupação de não dar espaço acaba aumentando a força do grupo. O prêmio que recebi é individual, mas compartilho com todos os companheiros, a rapaziada da zaga, mas tenho que citar o nome do Leo. Ele fez um ano maravilhoso, merecia muito um prêmio desses. Machuquei, infelizmente, no final, mas fiquei tranquilo, por tudo que fiz. Queria participar, principalmente da final. Mas valeu, fui o segundo jogador com mais tempo jogado no Cruzeiro este ano. O desgaste foi muito grande e por isso ocorreu a lesão. O ano foi muito positivo. É a quarta vez que recebo o prêmio de melhor defensor e vou buscar mais no ano que vem.

Quem conhece, reconhece o valor de Leo Simões.

Pra mostrar que futebol não é só o marketing enfiado goela abaixo do torcedor.