Arquivo da Categoria ‘Cornetagem’

Eu não tenho dúvida alguma

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

MANO ainda não informou que time manda a campo. Comigo não tem mistério. Eu escalaria:

  • Fábio — Edílson, Dedé, Leo, Egídio — Henrique, Lucas — Robinho, Neves, Arascaeta — Barcos. No banco, ficariam Rafael, Romero, Manoel, Bruno, Rafinha, Raniel e David.

Edílson e Barcos, porque têm mais capacidade de prender a bola e segurar o jogo, se isto for necessário. Barcos cumpre ainda outro papel, que pouco interessa ao torcedor, não obstante ser relevante, o de cortar a bola de escanteio no primeiro poste.

No decorrer da partida,  Rafinha e Romero entrariam, se fosse necessário trancar. Raniel e David, se o asunto for a falta de gols.

E tudo bem se vc não sabe, caro torcedor. Neste caso, espere na linha que um dos nossos atendentes, vai esclarece suas dúvidas.

Com a palavra, os atendentes, por aqui chamados de comentaristas. 

Libertadores: o dilema do Peixe

terça-feira, 28 de agosto de 2018

Na primeira rodada da Libertadores, o Cruzeiro tirou Edílson e Leo do time algumas horas antes da partida contra o Racing, por suspeita de que estivessem suspensos. E estavam, segundo a Conmebol.

O Santos não teve o mesmo cuidado e escalou o uruguaio Carlos Sánchez, que tinha pena a cumprir desde seus tempos de River, contra o Independiente. Empatou por 0x0m, mas ficou com um 0x3 como castigo.

Pra tirar a diferença, terá que fazer 4×0 no jogo de volta. Ou 1×0, se o recurso que o clube apresentará à Fifa lhe for favorável. E agora? Vai com tudo pra construir uma goleada definitiva ou faz um e defende o placar? O que vc faria caro leitor?

Em tempo: essa história de ir montando o elenco durante as competições potencializa a já enorme propensão à calacice dos administradores do futebol. Melhor seria a entidade permitir 40 inscrições e nenhuma mudança ao longo do torneio. Garotos da base aprovariam, com certeza.

Dedé e alguns outros

sexta-feira, 17 de agosto de 2018

TITE convocou a Brasileira pros amistosos contra El Salvador e estados Unidos. Eis a turma: 

  • Alisson (Liverpool), Hugo (Fla), Neto (Valencia), Alex Sandro (Juve), Dedé (Cruzeiro), Fabinho (Liverpool), Fagner (Corinthians), Felipe (Porto), Filipe (Atlético Madri), Marquinhos (Paris), Thiago (Paris),  Andreas Pereira (ManU), Arthur (Barça), Casemiro (Real) .Fred (ManU), Paquetá (Fla), Coutinho (Barça), Renato (Beijing), Douglas (Juve), Cebolinha (Grêmio), Firmino (Liverpool), Neymar (Paris), Pedro (Flu), Willian (Chelsea).

Bom pro Cruzeiro, que ganha visibilidade, ótimo pro Dedé, que recebe merecido prêmio, pela luta pra voltar a jogar e pela ótima fase, que atravessa.

Fábio, o melhor goleiro brasileiro, continua fora. Taffarel não gosta dele. Que se toda o Taffarel!

Um cara pra morder e esticar!

sábado, 28 de julho de 2018

O Cruzeiro tem três culpados universais pelas derrotas: Fábio, Leo e Henrique.

Fábio nem precisa falhar, basta levar gol. Nem de pênalti, pode. Leo, idem. Henrique é culpado por não morder, não agarrar, não carrinhar, não lançar, marcar com os olhos, ser avoado e sei lá mais o quê. É o caso mais grave.

Mais grave, porém de solução mais fácil. No elenco, tem o Romero. Espalhados por aí, o General Donizete e o Pierre, duas paixões recolhidas dos torcedores celestes amantes dos velhos cabeças de área.

Mas o cara que melhor atenderia ao anseio da galera é o Willians. Morde tornozelos e estica bolas o tempo todo! Um cara que encantaria o velho Osvaldo Faria e os seguidores dele.

Atualmente, Willians defende o glorioso Cerrebê, na Série B. Já disputou 10 partidas na temporada: 5 no Alagoano, 2 na Copa do Brasil, 1 na Copa do Nordeste e 2 no Brasileiro. Deve estar descansado. É chegar, vestir a camisa e ir pro jogo.

A mensagem

quinta-feira, 26 de julho de 2018

THIAGO CINCO ESTRELAS captou a mensagem do Mano: 

Quando vi a escalação já desci as cervas do congelador e assisti ao jogo no profundo desânimo. Foi a mesma coisa daquele jogo contra a Ponte: time em ascensão no campeonato, pega o outro cambaleante e nosso treinador (que não desconfiguraria o time com o rodízio) resolve inventar.

Perder a chance de bater o Corinthians fora de casa é inadmissível. Poderia até perder com Arrascaeta no lugar no Neves, mas ao menos demostraria vontade de vencer. Mas entrar com esse time de ontem é dar ao adversário aquilo que ele não esperava:  condições iguais de competir.

Eu perco só meu tempo, já que moro muito longe de Beagá. Se fosse frequentador do Mineirão, pensaria seriamente se continuaria a ir aos jogos do Brasileiro, já que a mensagem passada foi de extrema falta de interesse pela competição.

E o pior é ter que aguentar o bando de corintianos daqui, que ontem estavam murchos, contando com a derrota, ee hoje me enchem o saco pela freguesia que estamos cultivando.

O cara a ser contratado

segunda-feira, 23 de julho de 2018

ITAIR, fosse mais inteligente, já teria esquecido Rocha e Goulart e contratado Arrascaeta. Ele está fazendo a diferença. Leva torcedor ao campo, garante vitórias, talvez, até sócios adimplentes.

Mesmo que o melhor momento pra venda no mercado europeu seja perdido, o craque ainda teria 4 anos de validade pro resto do Brasil, pro México e pra China. investimento com retorno garantido.

As causas da seca

quinta-feira, 19 de julho de 2018

CLAUDINEI VILELA debruçou-se sobre os problemas que levaram o Cruzeiro a ter um péssimo desempenho ofensivo nas 12 rodadas do Brasileiro antes da Copa. Eis o diagnóstico: 

  1. Ausências de seus principais jogadores de frente por devido a lesões (Fred, Sassá, Raniel, David, Rafinha).
  2. Convocação pra seleção (Arrascaeta).
  3. Desgaste físico (Neves, Robinho).
  4. Priorização de jogos mais importantes (Libertadores e Copa do Brasil), com a consequente escalação do time alternativo.
  5. Mesmo assim, o time manteve o padrão e criou muitas chances, que infelizmente não foram convertidas. O equilíbrio entre defesa e ataque foi o que manteve o Cruzeiro entre os melhores.

São problemas comuns a todos os times que disputam a Série A. Eu buscaria mais explicações, além destas. e vc, caro leitor?

Projeto “Liquidação do Cruzeiro”

segunda-feira, 2 de julho de 2018

CRUZEIRO devendo R$90 milhões a clubes de vários países, sendo cobrado na Justiça por Flamengo, Botafogo e AtléticoMG e  surge a notícia de que estã querendo levantar R$70 milhões pra repatriar Ricardo Goulart…

Nenhum clube do mundo resiste a dois presidentes retardados e irresponsáveis em sequência. E os babacas da torcida, que encontram tempo pra encher o saco de atletas e treinadores, nem se dão conta do que está acontecendo!

Seleção da 1ª fase da Copa e mumunhas afins

sexta-feira, 29 de junho de 2018

SETELAGOAS pediu e aqui vai a seleção da primeira fase da Copa:

  • SELEÇÃO: Ochoa — Wagué, Godin, Thiago, Augustinsson — Modric, Iniesta, Shaquiri — Cuadrado, Kane, Cristiano. T: O caboclo da Suécia que tirou leite de pedras.
  • PROFETAS DO ACONTECIDO estão falando toneladas de besteiras acerca da Alemanha. A verdade é que o escrete teuto dominou as três partidas, teve mais posse, finalizou e criou mais chances de gol. Poderia ter vencido todas, com folga, se o nove tivesse funcionado. Mas nada disso foi visto pelos profetas, palpiteiros e mesa-redondistas, bando de simplificadores e ceguetas.
  • NEYMAR é barbantinho? Pelé, Garrincha, Dirceu Lopes, Maradona, Joãozinho também eram. Só fica com a bola quem sabe o que fazer com ela.
  • MARROCOS foi a melhor seleção desclassificada. Portugal, a pior classificada.
  • MASCHERANO foi mal. Até o Romero faria melhor.
  • ARRASCAETA não consegue jogar num time que só tem dois compartimentos: linha de quatro defensiva e linha de dois ofensiva. Os caras do meio só servem pra preencher espaços.
  • RECEITA pro Menino Ney ser amado pelos brasileiros: 1. Trocar a Marquezine pela Toddynho. 2. Fracassar no time de Paris e ser contratado pelo time de Taboão da Serra. 3. Virar alcoólatra. 4. Falar mal dos políticos. 4. Apoiar greve de caminhoneiros. 5. Dar entrevista no programa da Lacrátima Bernardes. 6. Ficar pobre. 7. Quebrar a perna numa dividida com um botineiro qualquer. 8. Participar da parada gay. 9. Pedir música gospel no Fantástico. 10. Frequentar a praia de Ramos. Se fizer tudo isto, cai nos graças do povo. Vira unanimidade.

Fivestars: “Resultado chateia, mas não desanima”

sexta-feira, 8 de junho de 2018

PITACOS acerca do CRUZEIRO 1×1 VASCO, neste 06jun18qua21h45, no Mineirão, belo Horizonte, pela 10ª rodada do Brasileiro 2018:

MANO MENEZES: O Cruzeiro mereceu vencer porque fez um gol e teve dois pênaltis não marcados. Poderíamos ter vencido com mérito, com uma virada bem construída. O mérito que estão vendo do lado de lá, poderia não estar sendo discutido. Nosso jogo foi pra vitória, nós brigamos bastante até o final. O Brasileiro será assim, não vamos vencer todas. Mas o que vale é que nossa equipe brigou bastante, se empenhou demais, E temos que agradecer a torcida que nos apoiou durante todo o jogo.

EGÍDIO: Fiquei chamado com o gol, mas não abaldo. Temos que fazer o simples. Eu estava sozinho e tentei dar de lado do pé. A culpa foi minha. Eu assumo. Agora é ter personalidade e jogar. O torcedor já gritou meu nome, me deu força.

DEDÉ: Tropeçamos. Mas jogando muito bem. Uma falha nossa, o gol saiu de um chute muito preciso. Nosso time ficou em cima, trabalhou. Sabemos que o fator casa tem que ser prioridade na nossa caminhada. Time lutou. Saímos daqui tristes pelo resultado, mas felizes pela atução, pela entrega, pelo comprometimento.

BRUNO BARROS: Edílson dobrou a perna acintosamente antes do inevitável toque dando ao juiz atrás do gol a clara impressão de cavada. Faltou malandragem pra um gesto mais natural de tropeçar no carrinho que o zagueiro deu. O segundo pênalti pedido, Paulão em Raniel, não houve absolutamente nada.

J. DIAS: Cruzeiro não jogou bem, mas fez o suficiente pra uma vitória. Se não fosse a falha do Egídio e a falta de marcação de pênaltis, o resultado teria sido justo. 

JAMES FIVESTARS: Com vários jogadores em seu limite físico e o adversário saindo na rente e se trancando, até que o time celeste criou boas chances. O resultado chateia mas não desanima nem um pouco. Sobis, em boa sequência, foi o ponto positivo.

MATHEUS CHAVES: O time fez um bom jogo. Esbarrou num ferrolho, na falha incomum do Egídio e na noite nada inspirada do Neves. No geral, criou oportunidades das formas mais variadas possíveis, mas faltou um pouco de competência na hora de colocar na casinha. Apesar do empate, saí do Mineirão satisfeito com a apresentação. 

CLAUDINEI VILELA: Cruzeiro teve duas chances, com Dede e Neves, antes de levar o gol. E teve a defesaça do Fábio na falta cobrada pelo Pikachu. Depois do 0x1, o Vasco se trancou pra evitar as chegadas pelo meio. Jogadas pelas laterais, então, foram a válvula de escape. Henrique, Dedé, Raniel e Bruno erraram o alvo em chances reais. E dois pênaltis não foram marcados: um no Edilson, outro no Raniel. 

LEONARDO MATARELLI: Não está havendo muito drama por conta de um empate, em que o time não jogou mal, num campeonato de pontos corridos, com 28 jogos por disputar?

DOUGLAS VELOSO: Pior que os erros e a péssima arbitragem foi a insistência em chuveirar bolas.

BRUNO FURLETTI: Dedé de centroavante fica parecendo um jogo de solteiro contra casado.