Arquivo da Categoria ‘Cornetagem’

Clareza de raciocínio

terça-feira, 5 de maio de 2015

O torcedor tem uma forma de raciocinar bem peculiar.

Algo inalcançável pra qualquer pensador dos últimos dois mil e quinhentos anos.

Cruzeirenses, por exemplo, enxergam assim as responsabilidades.

Benecy foi a Montevidéu e trouxe Arrascaeta. Fez nada demais, quem mandou foi o Gilvan.

Valdir foi a Santos e não trouxe Lucas Lima. Incompetente, não fez o que Gilvan mandou.

No acerto, o diretor de futebol é o Gilvan. No erro, Benecy e Valdir. É case.

Êsso non eczistê

terça-feira, 5 de maio de 2015

Não quero Lucas Lima, Alex Falafina, Mancuello (não seria Mancueba?), Rosaldinho, Valdivia e outras etiquetas no Cruzeiro.

Marcelo Oliveira que se vire com Marcos Vinícius e Gabriel Xavier. Ele devia deixar os dois jogarem pra se saber se resolvem o problema da criação.

Se não resolverem, foda-se. Arranja-se outro esquema e vamos em frente.

Prefiro terminar em 10º no Brasileiro do que, o tempo todo, ficar lendo e ouvindo  tantos chatos especulando sobre o 10 que resolverá todos os problemas do Cruzeiro.

Como dizia o Padre Quevedo, “êsso non eczistê”.

Calo na Véia

domingo, 3 de maio de 2015

Tá desse jeito:

  • Se perder outra pras frangas, paro de pagar o SF.
  • Se não demitir Marcelo Oliveira, paro de pagar o SF.
  • Se contratar R10, paro de pagar o SF.
  • Se for desclassificado nas oitavas da Liberta, paro de pagar o SF.
  • Se não tirar o Marquinhos do time, paro de pagar o SF.

Que chatice!

Por que vcs não entram pro outro programa de sócio-torcedor, o Calo na Véia?

R10 por R$1 milhão. Ou R$1,4 milhão.

sábado, 2 de maio de 2015

Um resumo do que o site GloboEsporte reportou.

Roberto Assis, empresário de Ronaldinho Gaúcho, pediu R$1,4 milhão de salário pra seu irmão irmão assinar contrato com o Cruzeiro. A oferta inicial apresentada pelo diretoria cruzeirense seria de R$1 milhão mensais. Assis deve vir a Belo Horizonte na próxima semana pra se reunir com dirigentes do Cruzeiro e investidores envolvidos na transação. Caso a transferência se concretize, Ronaldinho chegaria só em junho à Toca II, pois a janela de transferências de atletas do exterior pro Brasil está fechada, e só reabre no final do primeiro semestre de 2015. O salário seria dividido da seguinte forma: R$600 mil ficariam por conta de um patrocinador, R$300 mil pra outro investidor, enquanto os R$500 mil restantes ficariam a cargo do Cruzeiro. Apesar das negativas, a negociação está em andamento e há possibilidade de R10 chegar à Toca II pra disputa do Brasileiro e da Copa do Brasil. De acordo com a imprensa estrangeira, Gaúcho recebe US$1 mi (R$3,1 mi) por ano, pelo contrato de duas temporadas com o Querétaro. No México, o jogador jogou 23 partidas e marcou 6 gols.

O caro leitor do PHD aprova essa contratação?

A tese

terça-feira, 21 de abril de 2015

A tese dos hidrófobos e termocéfalos é basiquinha:

  • O Cruzeiro virou freguês das frangas porque seu técnico também é franga.

Quem sou eu pra contestar algo tão intelectualmente refinado quanto isto.

Ponho-me de acordo, pois, com esses sábios torcedores.

E acrescento: desde 2004, todos os técnicos do Cruzeiro também foram ou são tricolores.

De Sampa, do Rio, ou de ambos ao mesmo tempo. E muitas vezes, gambás.

Primeirão a cornetar!

quinta-feira, 16 de abril de 2015

Chega de FMF, TJD, GloboMinas e todos esses filhos da buta que estão sacaneando o Cruzeiro.

Foco no RapoCota! E primeirão a cornetar!

  • TIME sugerido pro RapoCota: Fábio, Fabiano, Leo, Paulandré e Fabrício; Willians e Henrique; Xavier, Arrascaeta e Alisson; Damião.
  • TIME sugerido pro UniSucre: Fábio, Mayke, Leo, Brunodrigo e Mena; Willians (Eurico) e Henrique; Marquinhos, Arrascaeta e Willian (Alisson); Damião.

E vc, canoro leitor, o que tem a propor ao técnico Marcelo Oliveira?

Só eu e vc sabemos qual é o time certo

sexta-feira, 27 de março de 2015

No que se refere -isto é Dillma- à escalação do time celeste, estou convencido de que -isto é Lulla- Marcelo Oliveira não presta.

Ele nunca escala os eleitos pelos comentaristas do PHD, os cornetas das arquibancadas, nem os microfonistas mineiros.

Em sendo assim, vou escalar o time pra domingo, contra a URT, em Patos de Minas:

  • Fábio, Mayke, Leo Simões, Bruno Rodrigo e Pará; Eurico e Henrique; Marquinhos, Marcos Vinícius e Gílson; Leandro Damíão.

Judivan, Riascos e Joel ficam de stand bay.

Vc concorda comigo, experiente leitor? Não concorda? Então, escale seu time. Certamente, ele será melhor do que o escolhido pelo Pacote.

A bola parada já não é mais aquela

sábado, 14 de março de 2015

Todo mundo tem reparado que o desmanche trouxe uma problema que o time celeste há tempos desconhecia, o da bola parada ofensiva.

Marcelo Oliveira também está encucado com o tema:

É interessante essa situação da bola parada. Continuamos tendo bons cabeceadores e treinamos muito, mas às vezes a bola está chegando muito baixa ou muito alta. Eu fico irritado, porque é muito simples jogar uma bola na área. Esse problema está criando dificuldades pro time. Podemos ter um aproveitamento melhor. Nosso time é envolvente e insinuante, o que gera mais faltas e escanteios. Por isto, precisamos de um aproveitamento melhor da bola parada, como aconteceu nos anos anteriores.

E vc, bastante técnico leitor, o que opina e recomenda?

Os cobradores estão pegando mal na bola? Qual seria o jeito certo?

Os cabeceadores é que estão saindo pouco do chão?

A jogada está manjada e precisa de variações?

Marombou?

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

O lutador brasileiro de MMA, Anderson Silva, submeteu-se a três exames antidoping, antes e depois da luta contra Nick Diaz. Um deles deu positivo.

Ele nega e diz que vai botar advogado. O médico brasileiro da organização UFC, contratante do lutador, confia em Anderson. Mas nada garante.

Sou tão desligado desse esporte que nem vi a luta da madrugada de domingo. Mas não acho que o lutador leva jeito de quem usa anabolizantes.

Pra me orientar no tema, conto com vc, caro leitor. Qual é seu palpite: o cara está ou não marombado?

Qual é o seu esquema de fé?

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Esquemas:

  • WM, dos mais velhos.
  • 4-2-4, do Santos de Pelé.
  • 4-3-3, do Zagalo.
  • 3-5-2, do Muricy.
  • 4-6, imaginado pelo Pé de Uva.
  • 4-3-1-2, do Adílson Batista
  • 4-2-3-1, do bicampeão brasileiro 13/14.
  • 0-10, do torcedor.

E vc, tático leitor, o que tem a dizer?

Qual é o seu esquema de fé e como escalaria o Cruzeiro nele?

Meu Cruzeiro jogaria com

  • Fábio, Leo Simões e Bruno Rodrigo; Mayke, Henrique e Pará; Judivan, Júlio Baptista, Leandro Damião, Arrascaeta e Willian. T: Matturi Fabbi.