Arquivo da Categoria ‘Cornetagem’

Bruno Pontes, objetivo e sem chavões

segunda-feira, 27 de julho de 2015

BRUNO PONTES, no PHD:

  1. Luxa me parece perdido. Quer fazer “algo diferente”, mas não sabe o quê.
  2. O time prende a bola demais quando ataca. Parece não saber o que fazer com ela, perdendo timing e desperdiçando espaços. 
  3. Marquinhos, Gabriel Xavier e Arrascaeta no banco. Eu entenderia se o time estivesse mostrando progresso. Mas não está. Não é melhor insistir em quem já mostrou futebol recentemente?
  4. Gostei muito da zaga, especialmente Manoel, apesar da falha no gol.
  5. Volantes estão afoitos, provavelmente sobrecarregados.
  6. Como erra passe o time do Cruzeiro!

Meus pitacos:

  1. Luxa está experimentando, tentando se virar. Trocar treinador no meio da competição dá nisto.
  2. Perfeito. O Cruzeiro ataca a 20 Km/h e sem concatenação. Causa agonia.
  3. Os três e os outros que entraram oscilam permanentemente. É uma gangorra de enlouquecer treinador.
  4. Nenhum elenco do campeonato dispõe de tantos beques bons como o Cruzeiro. O gol foi fruto de uma jogada surpreendente, com um cruzamento “fora do contexto”.
  5. Não diria afoitos, mas têm de marcar e municiar o ataque, o que é demais pra apenas dois jogadores. Lá se foi o tempo em que Ribeiro e Goulart dividiam as tarefas com eles.
  6. Ontem, errou menos que o adversário e perdeu o jogo mesmo assim. Um time lento, que não abre espaços, facilita a marcação adversária e potencializa o erro de passe.

Vale a pena discutir com quem não está o tempo todo querendo torcendo pras próprias opiniões.

Peguem carona neste bate-papo. Ou liguem a rádia às 18h.

Pronto pra podar a asa negra

sábado, 25 de julho de 2015

CRUZEIRO escalado pra enfrentar o São Paulo, domingo, no Morumbi: 

  • Fábio; Ceará, Manoel, Paulo André e Fabrício; Charles e Henrique; Marinho, Marcos Vinícius e Willian; Vinícius Araújo. 

Vanderlei Luxemburgo explicou: 

  • “Na primeira parte do treino, tirei o Arrascaeta, que estava bastante carregado de treinamentos, mas vai pro jogo. Coloquei o Bigode, mantendo o esquema. Depois, troquei o Bigode pelo Marquinhos e o Marcos Vinícius pelo Xavier. Mas a ideia é começar o jogo com a equipe que iniciou o treino. Conversei com o Damião, explicando que futebol é dessa forma. Não está rendendo conforme esperado, é normal sair. Mas tudo muda, a bola é redonda, daqui a pouco ela bate nele, entra, muda o que está se falando agora e os mesmos que criticam hoje vão elogiá-lo lá na frente. Alisson viaja. Fez o trabalho intenso da semana e está à disposição pra entrar no jogo se for necessário.”

Agora, é com vc, estridente leitor: bote a boca na corneta e conserte o que está errado.

Fadas, duendes e conspiradões

quarta-feira, 22 de julho de 2015

Felipe Braga desfiou esta TC, no post anterior:

  • Venho dizendo há um tempo para amigos, primos e colegas de trabalho: por que será que as pichações não atingem Valdir Barbosa ou Benecy Queiroz? Se são tão criticados em redes sociais e coisas do tipo, estranho escaparem dos “protestos” enquanto o presidente e principalmente o treinador bicampeão eram xingados. E tem gente que ainda dá crédito para protesto encomendado.

Traduzindo: foi ZZP quem mandou pichar a sede do Cruzeiro pra desestabilizar GPT.

Aos fatos:

  1. ZZP ainda morava na roça quando Benecy foi contratado pelo Cruzeiro.
  2. Quem fez o primeiro convite ao Marcelo Oliveira pra que ele treinasse o time celeste foi Alvimar Perrella.
  3. Valdir Barbosa é funcionário. Ponto. Não tem a menor importância no jogo político do Cruzeiro.
  4. ZZP ou Alvimar seriam presidentes do Cruzeiro se quisessem. GPT foi eleito com votos que os dois controlavam no CD.
  5. Conspiradões interpretam o mundo à luz de suas fantasias. Prefiro acreditar em fadas e duendes do que levar a sério esse tipo de palpite.

Agora, às consequências deste post:

  • Vão aparecer antas, antílopes e capivaras dizendo que sou perrellista, que apoio Dimas Fonseca, que sou antigepetista e babaquices afins. Isto se não me acusarem de ser um dos pichadores.

E só estou passando infos para os menos lunáticos interpretarem corretamente os fatos.

Discutir futebol requer uma paciência de Jó, mas eu sou Jorge, portanto, não a tenho. Nem quero.

Luxa acertou optando pelo respeito

terça-feira, 21 de julho de 2015

Na coletiva após o jogo contra o Avaí, Luxemburgo explicou a escolha de Leandro Damião pra substituir o lesionado Joel, ao invés de dar outra oportunidade ao retornado Vinícius Araújo.

A opção do Damião foi coisa de grupo. Ele perdeu a posição pro Joel. A opção foi por um jogador do grupo. No jogo passado eu optei pelo Vinícius Araújo pra terminar a partida. Hoje, a opção pelo Damião foi normal. Seria injustiça, incoerência, fazer algo diferente. E não empatamos por causa do Damião. Não foi a substituição tenha causado o resultado. E se eu não a fizesse seria como fechar as portas pro Damião, que será útil numa competição longa como o Brasileiro.

Citei de memória, mas é isto mesmo. E eu apoio o técnico, embora também preferisse Vinícius Araujo, naquele momento do jogo.

As razões do torcedor são fruto de uma fração de segundo de reflexão. O técnico, contudo, tem que ponderar, pensar além do óbvio.

E, neste caso, passar um titular pra segundo reserva sem escala sinaliza ao restante do elenco, falta de respeito. Luxa é putaveia e sabe como funciona, por isto, mandou bem neste caso.

Shopping Oi

sábado, 18 de julho de 2015

Maus exegetas dos meus posts no PHD andam espalhando por aí que eu detesto as etiquetas do futebol. Mas não é bem assim.

O que me enche o saco é a exigência dos termocéfalos de que o Cruzeiro contrate uma delas a cada empate ou derrota.

Atendê-los seria de uma estupidez galopante. Quebraria o clube, sem a menor certeza de aprimoramento do time.

Messi, Ronaldo, Schweinsteiger, Guerrero, Rooney e Neymar, por exemplo, seriam bem vindos ao Maior de Minas.

Agora, essa baciada indicada aqui no PHD, etiquetas de Shopping Oi, não ajudaria a somar sócios, vender camisas ou melhorar o nível do time.

Prefiro, então, manter meu apoio às etiquetase já estabelecidas, como Fábio, Ceará, Dedé, Manoel, Paulandré, Mena, Willians e Damião.

Um garoto sonhador

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Condensado de reportagem de Gustavo Andrade, publicada, hoje, no Superesportes:

MARCOS VINÍCIUS  esteve entre os titulares nos três últimos jogos do Cruzeiro no Brasileiro. Uma situação que fez o meia de 20 anos se emocionar relembrando sua trajetória. “Já sofri bastante com a asma quando jogava no Náutico. Não gosto nem de falar nisso, que fico emocionado. Foi Deus quem me ajudou a chegar até aqui. Minha família precisa muito de mim. Vou agarrar esta oportunidade pra vencer na vida e ajudá-los”, disse tentando conter as lágrimas. Para o problema respiratório não o impedir de jogar, ele toma remédios à base de corticóides e tem acompanhamento médico permanente do clube. Agora o objetivo do meia é marcar seu primeiro gol com a camisa celeste. Ele já sabe até como comemorará. “Está na hora de a bola entrar. Já tenho até mentalizada a comemoração desse gol”.

Pergunto ao ponderado cruzeirense:

  • Não seria o caso de apoiar esse garoto (e outros que tais) cheio de ambições ao invés de pagar mundos e fundos pelos burros cansados que os etiquetistas tanto exigem?

Aceito respostas dos termocéfalos e dos hidrófobos também. Além, é claro, dos etiquetistas militantes.

Pela metade da metade da metade

quarta-feira, 15 de julho de 2015

FELIPE MELO está com saudade da Patriamada. Por ela, topa largar o salário de R$1,6 milhão, que recebe no Galatasaray, pela metade no Cruzeiro. E pela metade da metade no Flamengo.

É bom jogador, isto não se discute. Seria o caso até de GPT, num rasgo de loucura, oferecer-lhe a metade da metade da metade pra incorporá-lo ao Cruzeiro.

Ou estou sendo perdulário ao sugerir tal gastança ao meu clube do coração? Acho que sim. Ou não, financista leitor?

Novas disposições em vigor

terça-feira, 7 de julho de 2015

O que há de novo no time celeste:

  1. Arrascaeta atacando na pontesquerda.
  2. Henrique recuado, jogando em linha com Willians, na volância.
  3. Meiarmador na frente dos volantes e atrás da linha atacante.
  4. Centroavante móvel.

Foi só contra o CAP ou será mantido o novo esquema?

Arrascaeta ajudará na marcação?

Laterais terão mais proteção quando forem ao ataque?

Quando o time todo estiver apto a jogar, quem entra e quem espirra?

Estaleiro está ficando vazio

segunda-feira, 6 de julho de 2015

O estaleiro celeste vai se esvaziando, segundo o Superesportes: 

  • DEDÉ continua em recuperação de lesão joelho, mas já começa a dar uns tapas na bola.
  • GABRIEL XAVIER teve alta do DM e já está batendo bola.
  • WILLIAN FARIAS recuperou-se da pubalgia e está aprimorando a musculatura, última etapa antes de treinar com bola.
  • BRUNO RODRIGO, que torceu o joelho esquerdo contra o Furacão, vai treinar durante a semana.
  • ALISSON, sem jogar desde o RapoCota no campo do América, com a lesão já cicatrizada, está equilibrando a musculatura.
  • JÚLIO BAPTISTA está se recuperando de lesão no joelho. 
  • JUDIVAN, com ruptura do ligamento do joelho, só volta a jogar em 2016.

Quais deles voltarão do DM diretamente pro time titular?

Algum pode fazer o time celeste jogar melhor?

Time com Lima, time sem Lima

sexta-feira, 3 de julho de 2015

Situação, no Brasileiro, de um time com Lucas Lima e de outro sem Lucas Lima.

  • 14º => CRUZEIRO, 3 vitórias, 1 empate, 6 derrotas, 9 gols marcados, 10 sofridos, aproveitamento de 33%
  • 16º => SANTOS, 2 Vitórias, 4 empates, 4 derrotas, 12 gols marcados, 14 sofridos, aproveitamento de 33%

A vantagem do time sem Lucas Lima é de R$23 milhões.