Arquivo da Categoria ‘Copa do Brasil 2015’

Palmeiras 3×3 Cruzeiro: Fatura em aberto

quarta-feira, 28 de junho de 2017

CRUZEIRO contra Palmeiras, neste 28jun17qua21h45, no Allianz Parque, São Paulo, jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil 2017.

RANKING da CBF: Cruzeiro é o 6º, com 14.202 pontos; Palmeiras, o 2ª, com 14.720.

CLASSIFICAÇÃO: Cruzeiro passou por Volta Redonda, São Francisco, Murici, São Paulo e Chapecoense. Palmeiras passou pelo Internacional.

ARBITRAGEM: Jaílson Macedo de Freitas, Alessandro Rocha de Matos, Elicarlos Franco de Oliveira (BA).

CRUZEIRO: Fábio — Ezequiel, Leo, Caicedo, Barbosa — Romero, Cabral — Robinho, Neves, Alisson — Sobis. T: Mano Menezes.

BANCO: Rafael, França, Lennon, Murilo, Bryan, Fabrício, Lucas, Hudson, Henrique, Rafinha, Elber, Ábila.

AUSENTES: Sassá e Rafael Marques, sem inscrição, Arrascaeta, Judivan, Dedé, Manoel e Raniel, lesionados.

PALMEIRAS: Prass — Fabiano, Mina, Dracena, Zé Roberto — Thiago Santos, Tchê Tchê — Guedes, Guerra, Dudu — Willian. T: Cuca.

BANCO: Jailson (G), Vinicius Silvestre (G), Antonio Carlos (B), Thiago Martins (B), Egídio (L), Furtado (V), Vitinho (M), Veiga (M), Hyoran (A), Erik (A), Borja (A).

AUSENTES: Felipe Melo, Moisés, Arouca, Thiago Martins e Michel Bastos, lesionados, Luan, Juninho, Mayke e Bruno Henrique, sem inscrição.

TEMPO nublado, temperatura 23º, vento 10 Km/h, umidade 64%.

TRANSMISSÃO: Globo pra MG menos Juiz de Fora, com Rogério Corrêa, Bob Faria, Márcio Rezende Freitas. SporTV e Premiere Internacional, com Jota Jr, Wagner Vilaron.

PALMEIRAS 3×3 CRUZEIRO, 28jun17qua21h45. TEMPO nublado, temperatura 20º, vento 6 Km/h, umidade 70%. LOCAL: Allianz Parque (43 mil), São Paulo. MOTIVO: jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil 2017. TRANSMISSÃO: Globo, SporTV e Premiere Internacional. PÚBLICO: 32.067 pag, R$1.996.243, média R$62. ARBITRAGEM: Jailson Freitas, Alessandro Matos, Elicarlos Oliveira (BA). AMARELOS: Santos, Prass, Willian, Sobis, Ábila, Hudson. GOLS: Neves, 6, Robinho, 19, Alisson, 30, Dudu, 6 e 16, Willian, 20. PALMEIRAS: Prass; Fabiano (Egídio), Mina, Dracena, Zé Roberto; Thiago Santos, Tchê Tchê; Guedes (Keno), Guerra (Borja), Dudu; Willian. T: Cuca. CRUZEIRO: Fábio; Ezequiel, Caicedo, Leo, Barbosa; Cabral (Henrique), Romero (Hudson); Robinho (Ábila), Neves, Alisson; Sóbis. T: Mano Menezes.

HISTÓRICO: Foi o 88º Cruzeiro x Palmeiras. Cruzeiro venceu 32, empatou 25, perdeu 31, marcou 74 gols, sofreu 72. Pelo Brasileiro, desde 1967, foram 58 partidas. Cruzeiro venceu 22, empatou 18, perdeu 18. Em Minas, foram 40 jogos. Cruzeiro venceu 21, empatou 11, perdeu, 8. No Independência, 3 jogos, 3 vitórias do Cruzeiro (2×1, 1975, 2×0, 1991, 2×1, 2012). Foram 3 decisões entre ambos. Em 1996, o Cruzeiro venceu a Copa do Brasil (1×1, Mineirão, 2×1, Parque Antártica). Em 1998, o Palmeiras venceu a Copa do Brasil (0×1, Mineirão, 2×0, Parque Antártica). Em 1998, pela Copa Mercosul, deu Palmeiras (1×2, Mineirão, 3×1 e 1×0, Parque Antártica).

Chapecoense 0x0 Cruzeiro: Raça e só

quinta-feira, 1 de junho de 2017

CRUZEIRO contra Chapecoense, neste 01jun17qui21h30, na Condá, Chapecó, jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil 2017.

RANKING da CBF: Cruzeiro é o 6º, com 14.202 pontos, Chapecoense a 19ª, com 7.596.

CLASSIFICAÇÃO: Cruzeiro passou por Volta Redonda, São Francisco, Murici e São Paulo. Chapecoense estreia nesta fase, pois estava disputando a Libertadores.

CRUZEIRO: Fábio — Romero, Leo, Caicedo, Barbosa — Hudson, Henrique, Cabral – Neves, Alisson — Ábila. T: Mano Menezes.

BANCO do Cruzeiro: Rafael, França (G), (G), Murilo (B), Lennon (L), Bryan (L), Fabrício (L), Lucas (V), Nonoca (V),  Rafinha (M), Elber (A), Raniel (A).

AUSENTES: Manoel, Dedé, Ezequiel, Robinho, Arrascaeta, Judivan, Sobis (lesiondos) e Marques (sem inscrição no torneio).

ARBITRAGEM: Péricles Bassols Pegado Cortez, Clóvis Amaral Silva e Cleberson Nascimento Leite (PE).

CHAPECOENSE: Jandrei — Apodi, Luiz Otávio, Victor Ramos, Reinaldo — Girotto, Luiz Antonio, Neném— Rossi, Wellington Paulista, Arthur Kaike. T: Vagner Mancini.

BANCO: Artur Moraes, Elias (G), Grolli, Fabrício Bruno (B), Diego Renan L, Moises Gaúcho, Lucas Marques (V), Neném (M), Osman, Niltinho, Túlio de Melo, Bryan (A)

AUSENTES: Moisés V, Nathan B.

TRANSMISSÃO: SporTV e Premiere, com narração de Jáder Rocha, comentários de Lédio Carmona e reportagens de Pedro Rocha e Pedro Augusto Correia.

CHAPECOENSE 0x0 CRUZEIRO, 01jun17qui21h30. TEMPO chuvoso, temperatura 12º, vento 6 Km/h, umidade 99%. LOCAL: Arena Condá (22 mil), Chapecó. MOTIVO: jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil 2017. TRANSMISSÃO: SporTV e Premiere. PÚBLICO: 6.387 pagantes, R$132.410, média R$21. ARBITRAGEM: Péricles Bassols, Clóvis Amaral Silva, Cleberson Nascimento Leite (PE). AMARELOS: Romero, Henrique, Fábio, Barbosa, Cabral, Wellington, Rossi, Neném, Reinaldo. VERMELHO: Victor Ramos (depois do jogo). CHAPECOENSE: Jandrei, Apodi, Luiz Otávio, Victor Ramos, Reinaldo; Girotto, Luiz Antônio (Niltinho); Rossi, Nadson (Nenem), Artur Caike; Wellington Paulista (Túlio de Melo). T: Vagner Mancini. CRUZEIRO: Fábio, Romero (Rafinha), Caicedo, Leo, Barbosa; Hudson, Henrique, Cabral; Neves (Lucas Silva), Alisson; Ábila (Raniel). T: Mano Menezes. HISTÓRICO: Foi o 11º Cruzeiro x Chapecoense. O Cruzeiro tem 5 vitórias, 4 empates, 2 derrotas, 17 gols a favor, 9 contra.

Chaves: “Dedé está apto a pleitear a titularidade”

sexta-feira, 5 de maio de 2017

PITACOS acerca do CRUZEIRO 1×0 CHAPECOENSE, neste 03abr17qui21h45, no Mineirão, Belo Horizonte, jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil 2017:

MANO MENEZES: Nossa atuação não foi boa, Começamos bem, com um gol cedo que nos deu tranquilidade. Encontramos espaço pra continuar jogando bem nos minutos seguintes, mas a partir de um determinado momento, tivemos dificuldades, cenário que se permaneceu até o final. Tem a ver com o momento, as duas finais. Disse aos jogadores que o resultado foi uma goleada, pelo o que produzimos, Mas vencemos e estabelecer uma vantagem mínima pro jogo de volta, que será disputado em outras circunstâncias, com a equipe produzindo um futebol melhor. Quando estávamos nos preparando pro jogo, no aquecimento, varias vezes nossos jogadores repetiam que tínhamos que ficar com a cabeça neste jogo. Quando você começa a ter necessidade de dizer isso numa frequência muito grande, é sinal que sua cabeça não está só neste dia. Como técnico, preciso entender isso e ser compreensivo com algumas situações. Embora saiba entender também a dificuldade que tivemos, e trabalhar pra que não se repita em outras ocasiões, porque o resultado esteve a ponto de escapar

RANIEL: Quando o jogador que está há algum tempo sem jogar, ou sem marcar, quer fazer um gol logo pra tirar aquele peso. Como vim da base, esse gol era muito importante pra pegar maturidade e me sentir profissional. Quero agradecer a Deus e aos meus companheiros pelo incentivo e confiança nessa trajetória

MATHEUS CHAVES: De positivo ficou o belo gol do Raniel e a ótima partida do Dedé. Mano não irá escala-lo no domingo, mas eu já o considero apto a pleitear uma vaga no time titular

ROSAN AMARAL: Três pérolas que salvaram a noite: a vitória, o golaço do Raniel e a técnica do Dedé.

ROMAROL: Cruzeiro jogou 9 partidas de 01Abr e 03Mai. Foram 7 no Mineirão, 1 no Horto e 1 no Morumbi. Venceu 6, empatou 2 e perdeu 1. Fez 13 gols (média de 1,44) e tomou 5 (média de 0,55). Foram 5 jogos sem sofrer gol e somente em 1 não marcou. My name is Brother!

Celeste: “Foi um grande feito”

sexta-feira, 21 de abril de 2017

PITACOS acerca do CRUZEIRO 1×2 SÃO PAULO, neste 19abr17qui19h30, no Mineirao, Belo Horizonte, volta da 4ª fase da Copa do Brasil 2017?

MANO MENEZES: O São Paulo fez grande jogo nos primeiros 30 a 35 minutos. Corremos muito, mas não conseguimos marcar, pois o posicionamento não estava correto. No fim do 1º tempo, trouxemos o Rafinha pra dentro e ele encaixou a marcação no Cícero. No 2º tempo, nos posicionamentos melhor e, mesmo com a bola, o Sao Paulo não conseguia chegar da mesma forma que no 1º tempo. Tiveram méritos, a gente corrigiu, mas o jogo é de 180 minutos. No ano passado fomos eliminados pelo Grêmio perdendo na ida por 2×0, e fazendo bom jogo na volta. Dessa vez foi o contrário. Fomos maduros, sofremos segundo gol em impedimento, mas é do jogo. Se tivesse que acontecer derrota, melhor que fosse derrota com classificação. Temos bom número de jogadores no elenco que ja passaram por situação como essa e sabem bem o caminho das pedras. Temos dois atletas no banco com história vencedora, que são Dedé e Fábio. Eles contribuíram muito, mesmo não estando em campo. Nós só vamos conquistar alguma coisa quando tivermos esse tipo de comportamento e grandeza profissional.

HUDSON: A gente fez um grande jogo la. Hoje começamos irregulares, o São Paulo teve grande volume, tivemos dificuldade, mas soubemos regular e criamos chances.

CELESTE CAMPOS: Muitos torcedores acreditam que o Cruzeiro sempre joga contra ninguém! Uma classificação em cima do São Paulo é um grande feito. E, apesar da derrota, o time criou mais que no jogo do Morumbi. É fato que a estratégia foi outra. No jogo anterior o Cruzeiro amarrou o adversário. Neste, foi o adversário quem neutralizou nosso time em boa parte do jogo. Ainda assim criamos mais oportunidades de gols. E é bom ver alguns jogadores em evolução. É o caso do Barbosa e Hudson.

EGROJ ANATNAS: Torcida Celeste ta completamente pirada. Nada presta. Invencibilidade é farsa, nenhum jogador se salva, adversários não valem nada. Quanto desgosto pela vida!

BRUNO BARROS: O time celeste tá sempre muito distante da área adversária, joga na base da reação. Contrataque mesmo. 

Vamos, vamos, contra a Chape!

quinta-feira, 20 de abril de 2017

SORTEADOS  os jogos das oitavas de final da Copa do Brasil:

  • Palmeiras x Internacional
  • Grêmio x Fluminense
  • Botafogo x Sport
  • Santa Cruz x Paranaense
  • CRUZEIRO x CHAPECOENSE
  • Paraná x Franga
  • Flamengo x Goianiense
  • Santos x Paysandu

A CBF colocou seis datas à disposição da Globo: 26Abr, 03/10/17/24/31Mai.

Não gostei do sorteio. Preferia Flamengo, Palmeiras, Grê,io ou Franga.

Hudson só marcou, mas agradou

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Quem foi o melhor de CRUZEIRO 1×2 SÃO PAULO, neste 19abr17qui19h30, no Mineirao, Belo Horizonte, volta da 4ª fase da Copa do Brasil 2017?

TORCIDA CELESTE compareceu pela terceira vez ao Mineirão, nesta temporada. As outras duas foram nos RapoCota. E empurrou o time, com entusiasmo, mesmo nos piores momentos. (Síndico)

RAFAEL esteve correto em todas as intervenha~oes e ainda fez uma defesaça.

MAYKE jogou com seriedade. embora tenha passado dificuldades com Tavares e Morato.

LEO, o melhor do time. Jogo grande é com ele mesmo. 

MANOEL não errou, apesar da meia hora de bombardeio, no começo da partida. Quebrou o pe e saiu mais cedo.

CAICEDO substituiu Manoel e manteve seu bom trabalho.

BARBOSA apoiou pouco, mas defendeu bem.

HUDSON errou muitos passes, mas também desarmou a rodo. Pra criação nada ajudou. 

CABRAL esteve bem no desarme e na saída de jogo. 

HENRIQUE jogou pouco tempo e não complicou.

NEVES fez o gol, cobrando uma com a bola desviando em Cuevas. Alem disto, batalhou muito e criou algumas jogadas.  

ARRASCAETA começou perdendo todas as divididas, mas foi tremendamente útil quando se tornou o piloto do ataque. Nesta posição, sofreu a falta do gol celeste.

RAFINHA começou marcando lateral, acabou marcando volantes e meias, sempre com muita disposição e disciplina tática. 

SOBIS lutou uma barbaridade, nos quatro campos da cancha. S’o no apareceu na zona do agri~ao pra arrematar as poucas jogadas do time.

ALISSON jogou pouco tempo ele envolveu bastante na briga pra impedir mais um gol tricolor. Era o que o momento pedia. 

MANO apostou num formação mais defensiva, com Rafinha ao invés de Alisson, e arrancou a classificação com sofrimento. Seu pior problema foi não ter uma atacante que segurasse a defesa tricolor. Arrascaeta, deslocado durante a partida pro comando de ataque, quebrou o galho, mas…

CRUZEIRO sofreu  um bombardeio durante meia hora. Sofreu gol, perdeu todas as divididas, não conseguiu armar contrataques, enfim, não existiu durante 1/3 da partida. Depois disso, equilibrou o jogo, passou a dominas, empatou e ia levando a classificação numa boa, até sofrer um gol irregular e levar novo sufoco. Os beques estiveram bem, os laterais não avançaram e o ataque, marcador de adversários, mas não de gols, só jogou quando Mano mandou Arrascaeta jogar perto da área tricolor. (Síndico)

SAO PAULO fez uma blitz historica na primeira meia hora, marcou um gol, mas gastou gás em excesso e, no fim, não teve pernas, nem cérebro pra alcançar o terceiro gol. 

ÁRBITROS estiveram bem, embora o segundo bandeira não tenha percebido impedimento de Gilberto no segundo gol do Sumpaulo. Impedimento de videoteipe, diga-se. (Síndico)

  • HUDSON [[[27]]] Walterson, Pyxis, Edumano, Bitencourt, Wagner, Velloso, Fonseca, Salum, Schrier, Ccc, Campos, Velame, Soalheiro, Wallace, Klauss, Rossi, Carvalho, Diogo, Marcoalex, Martins, Espigão‏, Ismail, Barros, Setelagoas, Arreguy, Celeste, Chiabi —– LEO [[[7]]] Vicente, Braga, França, Rocha, Lazaro, Penido, Sindico —– ARRASCAETA [[[3]]] Beth, Mari, Galvao —- RAFAEL [[[3]]] Mol, Walery, Dias —– SOBIS [[[2]]] Viana, Moema —– MAYKE [[[2]]] Barnabé, Fernandão —– CABRAL [[[1]]] Anchieta —– NEVES [[[1]]] Morato.

Cruzeiro 1×2 Sao Paulo: Sem invencibilidade, mas classificado

quarta-feira, 19 de abril de 2017

CRUZEIRO contra São Paulo, neste 19abr17qui19h30, no Mineirao, Belo Horizonte, jogo de volta da 4ª fase da Copa do Brasil 2017.

RANKING da CBF: Cruzeiro é o 6º, com 14.202 pontos; Sao Paulo, o 8º, com 12.430.

CLASSIFICAÇÃO: Cruzeiro passou por Volta Redonda, Sao Francisco e Murici; Sao Paulo passou por Moto Club, Pstc e Abc.

CRUZEIRO: Rafael — Mayke, Leo, Manoel, Barbosa — Hudson, Cabral — Neves, Arrascaeta, Rafinha — Sobis. T: Mano Menezes.

BANCO: Fabio, Lennon, Fabricio, Dede, Caicedo, Romero, Henrique, Lucas Silva, Elber, Raniel, Alisson, Abila.

AUSENTES: Robinho, Alex e Judivan, lesionados.

SAO PAULO: Renan Ribeiro — Bruno, Maicon, Rodrigo Caio, Junior Tavares — Wesley, Joao Schmidt, Cícero — Cueva, Pratto, Morato. T: Rogério Ceni.

BANCO: Denis G, Edimar L, Lucão B, Lugano B, Edson Militao V, Thomaz M, Leo Natel A, Gilberto A, Neilton A, Marcinho A, Luiz Araújo A.

AUSENTES: Sidão, Buffarini, Lucas Fernandes, Wellington Nem, Araruna, Chavez, lesionados; Thiago Mendes, suspenso.

ARBITRAGEM: Wilton Pereira Sampaio, Fabrício Vilarinho da Silva, Bruno Raphael Pires (GO)

TEMPO nublado, temperatura 22º, vento 20 Km/h, umidade 65%.

TRANSMISSÃO: Fox Sports.

CRUZEIRO 1×2 SÃO PAULO, 19abr17qui19h30. TEMPO nublado, temperatura 22º, vento 20 Km/h, umidade 65%. LOCAL: Mineirao (60 mil), Belo Horizonte. MOTIVO: jogo de volta da 4ª fase da Copa do Brasil 2017. TRANSMISSÃO: Fox. PUBLICO: 36.193 pagantes, 32.353 presentes R$1.105.377, media R$34. ARBITRAGEM: Wilton Pereira Sampaio, Fabrício Vilarinho Silva, Bruno Raphael Pires (GO). AMARELOS: Tavares, Caio, Wesley. GOLS: Pratto, 15, Neves, 59 (falta), Gilberto, 79. CRUZEIRO: Rafael; Mayke (Henrique), Leo, Manoel, Diogo Barbosa; Hudson, Cabral; NevesArrascaeta (Alisson), Rafinha; Sobis. T: Mano Menezes. SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Bruno (Jucilei), Maicon, Rodrigo Caio, Junior Tavares; Wesley, Joao Schmidt, Cícero (Gilberto); Cueva (Thomaz), Pratto, Morato. T: Rogério Ceni. HISTÓRICO: Foi o 80º Cruzeiro x São Paulo. O Cruzeiro venceu 20, empatou 21, perdeu 39; marcou 78 gols, levou 109. Pelo Brasileiro, 58 jogos, 11 vitórias do Cruzeiro, 15 empates, 32 vitórias do São Paulo. Pela Libertadores, 6 partidas, 3 vitórias do Cruzeiro e 3 do SPFC. O Cruzeiro marcou 5 gols e levou 6. Nas 3 vezes em que decidiram títulos, o Cruzeiro venceu 2 (Copa Ouro, 1995, e Copa do Brasil, 2000) e perdeu 1 (Recopa Sulamericana, 1993).

Palmeira: “Bão dimais da conta!”

sábado, 15 de abril de 2017

PITACOS acerca do CRUZEIRO 2×0 SAO PAULO, neste 13abr17qui21h30, no Morumbi, Sao Paulo, jogo de ida da 4ª fase da Copa do Brasil:

MANO MENEZES: O Cruzeiro se postou em campo. No 1º tempo, recuperamos 5 bolas que, se bem trabalhadas, nos fariam chegar à frente com melhor qualidade. No 2º, voltamos mais tranquilos, aproveitamos as oportunidades, construímos um placar importante que nos dá boa vantagem. Mas, pela qualidade do adversário, vamos ter que voltar jogar bem nos próximos 90 minutos. O jogo foi disputado dentro das características que imaginávamos. Acompanhamos bem o São Paulo e vimos que o Rogério introduziu uma filosofia de propor o jogo dentro do campo do adversário, com volume e muita variação. Pra enfrentar uma equipe como essa, em um primeiro jogo fora de casa num mata-mata, você tem que traçar uma estratégia pra enfrentar a situação. Minhas equipes não gostam muito de tomar gols. Historicamente, essa é uma característica do trabalho que eu acredito. A estratégia desta noite levou isso em consideração. 

JR GALVÅO: Não adianta querer futebol vistoso de um time do Mano,  Será sempre assim, marcando muito e tentando um contrataque, Vamos assim até o fim do ano. O time nao deslancha nas oportunidades de contrataque, prefere voltar a bola pra escolher nova jogada. Não faltou empenho. E o Abila não recebe uma bola açucarada, so pra dividida… rrssss

ALOISIO MENDES: O time celeste foi pragmático, preciso na marcação. Prefiro assim, pois o que ganha jogo são gols e não jogo bonito. Times do Mano jogo assim. Gostei da linha defensiva. Hudson foi perfeito na marcação, o melhor do jogo. Cabral também foi bem. Está difícil achar espaço pro Lucas Silva nesse meiocampo. E o Thiago Neves aos poucos vai se tornando o maestro do time. Gostei muito do que vi.

WALTERSON ALMEIDA: A defesa esteve muito bem e a bola que passava encontrava uma muralha no gol. Manoel muito seguro, mas Hudson foi o melhor em campo. Pelo São Paulo, o melhor foi aquele cara de vermelho. Casa cheia, anel superior do Morumbi lotado. Me disseram que foram destinados 1.200 ingressos aos cruzeirenses e todos foram vendidos. A fila pra compra, às 20h, tinha mais de 300 metros. Torcida Celeste estava muito animada e cantou o tempo todo, até no intervalo. Foi muito bom ver os 42 mil tricolores caladinhos.

ROBERTO PALMEIRA: Que trem bão, sô! Vencer o São Paulo no Morumbi é bão dimais da conta!! A classificação está bem encaminhada.

Hudson conquistou a galera com um gol

sexta-feira, 14 de abril de 2017

ATUAÇÕES dos protagonistas de CRUZEIRO 2×0 SÃO PAULO, em 13abr17qui21h30, no Morumbi, São Paulo, jogo de ida da 4ª fase da Copa do Brasil.

TORCIDA CELESTE comprou os 1.200 ingressos aa sua disposição. As 20h, os cruzeirenses e todos foram vendidos. As 20h, a fila pra compra tinha mais de 300 metros. Durante o jogo, ela esteve muito animada e cantou sem parar, Até no intervalo! Foi muito bom ver os 42 mil tricolores caladinhos. (Walterson Almeida)

RAFAEL fez uma defesaça, mas so por segurança, pois a bola de Araujo tinha o rumo certo do lado externo da rede. Defendeu oubra bola aos pés de Wellington Nem e foi correto em todas as demais intervenções.

MAYKE botou Araujo, nem e Tavares no bolso. Pelo seu lado, o Sumpaulo se deu mal.

LEO fez uma partida perfeita, venceu todos os duelos contra os tricolores. Sem apelar. so na técnica e na manha.

MANOEL jogou com o vigor de sempre e não deu chance aos adversários.

BARBOSA atacou pouco, mas defendeu bem. Como estava planejado pelo treinador.

HUDSON esteve bem na marcação einda foi ao ataque marcar o gol que selou a vitória.

ROMERO entrou pra marcar e foi o que fez.

CABRAL foi o maestro, com desarmes e passes perfeitos, protegeu a defesa e armou jogadas de ataque.

NEVES não brilhou com a bola rolando, mas cobrou as faltas que deram origem aos gols.

ARRASCAETA recebeu poucas bolas e não teve com quem jogar num time mais dedicado à marcação do que ao jogo ofensico. Ainda assim fez duas ou três boas jogadas de pontesquerda.

RAFINHA, obediente ao esquema tático, marcou muito fechando o corredor direito do adversário. No ataque, pouco produziu.

ALISSON entrou na etapa final e, cheio de fôlego, voltou pra marcar na intermediária celeste e foi ao ataque incomodando a defesa tricolor.

ÁBILA, sem receber bolas pra finalizar, dedicou-se a catimbar e prender os beques tricolores.

RANIEL entrou no fnal e não teve tempo pra fazer algo de útil.

MANO montou um forte bloqueio defensivo, deixou o ataque de lado e foi obsequiado pelo argentino Pratto com um gol que facilitou sua vida e lhe garantiu elogios como grande estrategista.

CRUZEIRO defendeu-se muito bem, inclusive com laterais contidos, marcou atrás e encontrou dois gols em bolas paradas. Para um jogo de Copa do Brasil, no terreno do adversário, melhor seria impossível.

  • HUDSON [[[18]]] Ge, Dias, Arreguy, Schulman, Wagner, Walterson, Evans, Fonseca, Barros, Barreto, Edumano, Bitencourt, Schrier, Espigao, Clemenceau, Chiabi, Rocha, França —– LEO [[[12]]] Braga, Maury, Klauss, Jotape, Velloso, Velame, Anchieta, Hotel, Celeste, Galvao, Patricia, Sindico —– MANOEL [[[8]]] Morato, Milani, Diogo, Palmeira, Rossi, Viana, Andreluiz, Bastos —– CABRAL [[[4]] Marcoalex, Ccc, Carvalho, Chaves —– MAYKE [[[3]]] Olivieri, Freitas Barnabé —– NEVES [[[2]]] Domenico, Ivana —– ABILA [[[1]]] Talentim —– RAFINHA [[[1]]] Dudu —– RAFAEL [[[1]]] Souza —– MANO [[[6]]] Walfrido, Luizito, Polaco, Oliveira, Soalheiro, Vilela.

São Paulo 0x2 Cruzeiro: Sem sustos

quinta-feira, 13 de abril de 2017

CRUZEIRO contra São Paulo, neste 13abr17qui22h, no Morumbi, São Paulo, pela 4ª fase da Copa do Brasil 2017.

RANKING da CBF: Cruzeiro é o 6º, com 14.202 pontos; Sao Paulo, o 8º, com 12.430.

CLASSIFICAÇÃO: Cruzeiro passou por Volta Redonda, Sao Francisco e Murici; Sao Paulo passou por Moto Club, Pstc e Abc.

CRUZEIRO: Rafael — Mayke, Leo, Manoel, Barbosa — Hudson, Cabral — Neves, Arrascaeta, Rafinha — Ábila. T: Mano Menezes.

BANCO: Fabio, França, Ezequiel, Fabricio, Dede, Caicedo, Romero, Lucas Silva, Marcos Vinicius, Elber, Raniel, Alisson.

AUSENTES: Sobis, Robinho, Henrique, Alex e Judivan, lesionados.

SAO PAULO: Renan Ribeiro — Buffarini, Maicon, Rodrigo Caio, Junior Tavares — Jucilei, Thiago Mendes, Cícero — Wellington Nem, Pratto, Luiz Araújo. T: Rogério Ceni.

BANCO: Denis G, Lucão B, Lugano B, Araruna V, João Schmidt V, Wesley V, Shaylon M, Thomaz M, Leo Natel A, Gilberto A, Neilton A.

AUSENTES: Sidão, Cueva, Lucas Fernandes, Edimar e Bruno, lesionados.

ARBITRAGEM: Anderson Daronco, Rafael Silva Alves, Leirson Peng Martins (RS).

TRANSMISSÃO: Fox Sports.

SÃO PAULO 0x2 CRUZEIRO, 13abr17qui21h30. TEMPO nublado, temperatura 18º, vento 16 Km/h, umidade 81%. LOCAL: Morumbi (63 mil), São Paulo. TRANSMISSAO: Fox. PUBLICO: 43.662 pagantes, R$1.065.916, media R$25. ARBITROS: Anderson Daronco, Rafael Alves, Leirson Martins (RS). AMARELOS: Cabral, Ábila, Mendes. GOLS: Pratto (contra), 61, Hudson, 69. SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Buffarini (Araruna), Maicon, Rodrigo Caio, Junior Tavares; Jucilei, Cícero (Gilberto), Thiago Mendes; Wellington Nem (Thomaz), Luiz Araújo; Pratto. T: Rogério Ceni. CRUZEIRO: Rafael; Mayke, Leo, Manoel, Barbosa; Hudson (Romero), Cabral, Rafinha, Arrascaeta, Neves (Alisson); Ábila (Raniel). T: Mano Menezes. HISTÓRICO: Foi o 79º Cruzeiro x São Paulo. O Cruzeiro venceu 20, empatou 21, perdeu 38; marcou 77 gols, levou 107. Pelo Brasileiro, 58 jogos, 11 vitórias do Cruzeiro, 15 empates, 32 vitórias do São Paulo. Pela Libertadores, 6 partidas, 3 vitórias do Cruzeiro e 3 do SPFC. O Cruzeiro marcou 5 gols e levou 6. Nas 3 vezes em que decidiram títulos, o Cruzeiro venceu 2 (Copa Ouro, 1995, e Copa do Brasil, 2000) e perdeu 1 (Recopa Sulamericana, 1993).