Arquivo da Categoria ‘Comentários’

Facções

sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

CRACAS formam o maior grupo do Conselho Deliberativo do Cruzeiro. Apoiam Wagner, como apoiariam qualquer um que lhes desse ingressos, convites para o Churrascão, pagasse uma cervejota, São uns pés de chinelo que se acham guardiães das tradições do clube, mas só querem saber de uma teta. Alguns devem favores a assessores do presidente, outros têm emprego no clube, muitos se contentam com tapinhas nas costas. Estão à venda.

PERRELLISTAS já foi o maior grupo, mas como Zezé os abandonou quando foi pra Brasília e Alvimar não tem mais paciência para fazer política no clube, estão perdendo militantes.

ITALIANOS RICOS são empresários e descendentes de famílias tradicionais. São poucos, mas têm a força da grana. Já apoiaram Zezé, Gilvan e até o Wagner. Atualmente, querem todos fora e pretendem assumir o controle sozinhos. Mas faltam-lhes soldados. Pedrinho tem um pé no grupo.

ITALIANOS POBRES têm tradição, história, mas a grana curta. Fecham com Zezé, mas podem acompanhar os primos ricos. Só não querem saber dos itaíres, alterosas e sás, por quem sentem desprezo.

LEMOSISTAS já foram muitos, mas andam minguando, ceifados pela morte e por doenças. Controlam o Barro Preto.

GILVANISTAS foram dizimados na última eleição do Conselho, vitimados pela incompetência, irresponsabilidade e inabilidade do líder. Os que não tinham lugar cativo no Conselho, ficaram fora e se dedicam a fazer intriga nas redes.

CAMPESTRES só se interessam pela bocha, peteca, peladas e piscinas. Têm pouco peso político, mas são catados a laço nas vésperas de eleições do Conselho. Entre eles, há frangas, pompons e outros bichos.

Amigos ocultos

sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

O CONTRATO do goleiro Fábio precisou de três intermediários pra ser fechado. Todos remunerados pelo esforço, é claro.

O atleta não conhece os colaboradores. A diretoria do Cruzeiro poderia contar, ao menos pra ele, quem são os amigos 0cult0s que lhe deram tanta força.

Budista

quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

Sá reuiu-se com Hermínio e Granata, Depois da conversa, demitiu Zezé Perrella e colocou Márcio Atacadão em seu lugar. Granata vai cuidar da base e Hermínio da Administração.

Caem os perrellistas e os italianos pobres. As cracas permanecem no poder. Sobem os lemosistas. Italianos ricos e gilvanistas ficam na expectativa. Itair e sua turma, Alterosa e sua galera vão nadar de braçada.

Pedro Lourenço, tal qual uma vestal, ou uma múmias, sei lá, permanece mudo. O Rachid continuará firme e a história do bingo jamais virá a púbico.

Depois de mais um retrocesso, fica a certeza de que Deus fechou com as frangas.  Virei budista. Não há outro jeito de continuar cruzeirense.

Velloso: “Não foi um time mentalmente saudável”

sábado, 7 de dezembro de 2019

PITACOS acerca do GRÊMIO 2-0 CRUZEIRO, no Humaitá, Porto Alegre, 05dez19qui19h30, pela 37ª rodada do Brasileiro 2019:

ADÍLSON BATISTA: Senti que era a hora do Pedro. O Robinho entrou bem no lugar do Ariel, fazendo uma função que ele sabe fazer, de construção. E aí teve a bola do jogo, com Egídio sendo feliz no apoio. Mas infelizmente houve a lesão do Robinho. Eu queria ganhar o jogo. A intenção das trocas antes dos 60 era vebcer. Evidentemente que ninguém esperava essa lesão. Até aquele momento tínhamos bom controle do jogo. Depois sofremos gol de contra-ataque, de escanteio, de desatenção, de outra bola desviada e de uma triangulação em um pênalti. A gente lamenta, mas o intuito era vencer. Claro que precisávamos tomar cuidado em relação à intensidade do jogo de segunda contra o Vasco. Isso a gente percebeu. Lamentamos, pedimos desculpas ao torcedor, precisamos deles no domingo. É tentar fazer um bom jogo e vencer. E que o Botafogo também nos ajude. É a única alternativa que nos resta. Eu pretendia, com Ezequiel, ser mais agudo. Observei, ele teve desgaste no jogo do Vasco, por isso troquei. Estou chegando agora, conhecendo os atletas. Achei determinados jogadores um pouco mais desgastados. Mas se eu mexo quatro ou cinco, é um prato cheio pra todo mundo falar. A intenção foi Ezequiel em cima do Cortez. Infelizmente, a bola do jogo não entrou, Ainda fomos prejudicados pela lesão. Ficamos com dez e tentamos suportar até sofrer o primeiro gol. O Orejuela se sentia um pouquinho afogado. Tentei dar mais gás e velocidade ao time, melhorar o um contra um, jogadas individuais. Essa foi a intenção.

PEDRO ROCHA: O torcedor pode esperar um time aguerrido contra o Palmeiras, como foi hoje. No segundo tempo perdemos o Robinho por lesão, eles tiveram a vantagem de um jogador a mais. A gente correu, lutou, eles acharam o primeiro gol. Tentamos, buscamos, mas vai pro último jogo. Vai ser nossa final, o jogo da nossa vida.

DOUGLAS VELLOSO: Cruzeiro fez uma partida razoável, até ter pernas. Depois a cabeça pesou e o nervosismo passou a ditar os erros nas decisões. O Cruzeiro não é, e faz tempo, um time ‘inteiro’ fisicamente. E nas últimas pelejas não foi um time mentalmente saudável. A dobra funcionou, os três homens de meio fizeram o que podia ser feito e o ataque é o vilão, sem qualquer inspiração e com erros primários (passe e finalização). A lesão de Robinho e os cartões por nervosismo viraram o jogo e o que restou foi manter a dignidade. Finalizações é algo que precisa entrar na lista de prioridades, pois é clichê dizer que se não finalizar, não se faz gols.

THIAGO 5 ESTRELAS: O jogo se apresentou mais favorável do que o imaginado. Grêmio sem importantes valores e um pouco desconcentrado e dando pinta que não estava muito preocupado. Nós entramos mais pilhados do que concentrados, perdemos duas excelentes chances e perdemos o jogo ao ficarmos com dez. A sorte definitivamente nos abandonou.

ROSAN AMARAL: Henrique teve atuação digna de um cruzeirense. Que luta, que garra, que força! Atitudes como as do Henrique, do Leo, do Cacá me fazem ainda acreditar que domingo superaremos este momento. Força, Cruzeiro!

Will Dantas faz pedido imoral a Pedrinho

terça-feira, 3 de dezembro de 2019

WILL DANTAS, empresário de Pedrinho, do Corinthians, disse que vai torcer pela permanência do Ceará na Série A. Ele afirmou que é o momento de dar o troco no Cruzeiro depois que o clube celeste venceu a Copa do Brasil 2019 em cima do time paulista. Eis o que ele postou em sua rede social: “Ei, Cruzeiro, vou ajudar vocês.

Ei, Pedrinho, lembra da final da Copa do Brasil, né? Lembra que muita gente chorou? Lembra que quase fiquei louco de raiva? Lembra que seria o gol mais importante e mais bonito da sua curta carreira? Então, quarta é dia do troco. Alô, Ceará, alô, amigo Robson, presidente do Ceará, se depender de mim ano que vem quero ver vocês na primeirona, irmão. Quero ver o cabuloso ficar encabulado. Nada como um dia após o outro e uma noite no meio. Ontem eu chorei e hoje eu dou muita risada e é assim que tem que ser (gargalhadas)”.

CRUZEIRO deveria pressionar Corinthians e CBF, fazer barulho pra constranger o jogador convocado por seu empresário pra entregar o jogo.

EM 2009, o Corinthians deu mole num jogo com o Flamengo, que disputava o título com o São Paulo e o Inter. Não custa lembrar, portanto, ao time paulista, que ficaria feio demais repetir o malfeito.

A frescura que encanta incautos

segunda-feira, 2 de dezembro de 2019

É viadagem que não acaba mais esse papo vendido por mesa-redondistas aos incautos de “propor o jogo”, “joga bonito”,  futebol-arte, futebol faceirinho, tiki taka e afins.

Futebol é resultado. Se vence, se é campeão, treinador é fodão, se perde, burrão. Ou algum corintiano deixou de comemorar o titulo conquistado como Carille. Ou são-paulino se emputeceram com os títulos os do Muricy?

Na primeira metade do século passado, o Fluminense se notabilizou por campeonar com seus “timinhos”, como diziam os rivais. Importante é que estava sempre dando volta olímpica e seu torcedor tomando o chope do título.

O Cruzeiro quando tinha craques era Academia. Quando não tinha vencia usando a força bruta. Era o Cruzeiro Duro.

José Morinho já ensinou: “não existe uma única forma de se jogar futebol”. E eu completo: cafa técnico tem que escolher o esquema conforme o elenco que tem. Se não dá pra agradar os mesa-redondistas, e quase ninguém no Brasil pode se dar a esse luxo, o melhor é ser prático; Jogar feio é muito bonito quando dá bom resultado.

Tomara que o Adílson não queira fazer Joel, Rocha, Sassá e David jogarem como os atacantes flamengos. Seria entrar numa barca furada. Mais uma.

Antetokounmpo, Ibrahimovic, Kawhi, Neves

domingo, 1 de dezembro de 2019

Semana agitada na política e no esporte:

  1. RAVENS 20-17 49ERS. Field goal, no estouro do cronômetro, deu vitória ao time de Lamar Jackson, o melhor da NFL neste momento.
  2. THIAGO NEVES foi protagonista em 4 títulos do Cruzeiro. Torcedores que o xingam só invadem casas, locais de trabalho e ameaçam matar.
  3. CRIME PREMEDITADO. Alguns cruzeirenses avisaram ao presidente W P Sá que jogadores serão assassinados caso o time seja rebaixado.
  4. POSTE pontificou em suas redes: “Rascismo (sic) aumentou sob Bolsonaro”. E pensar que essa anta foi ministro da Educação…
  5. UM NEGRO CONTRA O RACISMO DOS ANTI-RACISTAS. Sérgio Nascimento de Camargo, novo presidente da Fundação Palmares, nega a existência de racismo no Brasil e manda artistas ‘de volta pra África’.
  6. EXPECTATIVA DE VIDA aumentou 30 anos nos últimos 80 anos, no Brasil. De um ano pra cá, aumentou 3,5 meses. Mulheres 79×73 Homens.
  7. PELICANS 110-114 LAKERS. Vaias não incomodaram Davis, que fez 41 pts. NO abriu vantagem no 1º quarto, LA virou o placar no 4º. Jogão.
  8. BOSTON 121-110 BROOKLYN. Time de NYC meteu 21 bolas de 3 e perdeu assim mesmo! Celtics e Bucks, os melhores do Leste.
  9. IBRAHIMOVIC comprou ações do Hammarby, rival do Malmö, seu primeiro time. Revoltada, a torcida botou abaixo uma estátua do ídolo.
  10. MUNDO terá 2 milhões de novos empregos em 2020 pra formados em tecnologia, mas o Brasil só produz pedagogo, psicólogo, jornalista.
  11. MAVERICKS 99-114 CLIPPERS. Doncic e Porziggis não foram páreo pra Kawhi e Paul George. Oeste deverá ter final doméstica em Los Angeles.
  12. PROFESSORES de SP aprovam paralisação contra Previdência (Veja) Ótimo! Estudantes terão alguns dias de escola sem partido.
  13. ONGS INCENDIÁRIAS. Deu no G1: “Polícia prende 4 integrantes de Brigada suspeitos de incêndio criminoso na APA Alter do Chão. Operação ‘Fogo do Sairé’ é resultado de 2 meses de investigações. Polícia também cumpriu 7 mandados de busca e apreensão”.
  14. DALLAGNOL leva advertência do Conselho do MP por fala sobre ‘panelinha’ no STF (Globo). Castigado por dizer a verdade.
  15. POSTE ARGENTINO. “Quem manda em Fernández: Cristina, filho dela e até o papa” (Mundialista) Como tem capacho na esquerda!
  16. RAMS 6-45 RAVENS, no Coliseu, Los Angeles. Lamar Jackson jogou 3 quartos e lançou pra 5 touchdowns. Coisa de louco!
  17. BUCKS 122-118 JAZZ. Jogo de muitas reviravoltas, com Antetokounmpo (50) pontuando mais que Bogdanovic (24) e Mitchell (20) juntos.

Neves, o bode

sexta-feira, 29 de novembro de 2019

Estão fazendo um enorme carnaval por conta de um suposto áudio do Thiago Neves para Zezé Perrella cobrando salários atrasados. 

Eu me preocupo mais com o vazamento do que com o conteúdo do áudio. Quem vazou, seja Zezé , sejaoutra pessoa, é de um mau-cartismo fora do normal.

O jogador talvez não devesse cobrar salários neste momento, mas se o fez está em seu direito. Ele não bateu à porta do Gilvan pedindo emprego. Foi procurado. Se o clube lhe ofereceu o que não podia pagar, o problema não é dele. 

Thiago Neves treinou, concentrou, viajou, jogou, enfim, cumpriu suas obrigações contratuais. Conquistou quatro títulos, recebeu oferta para se transferir o que provavelmente teria feito o clube recuperar  o vestimento feito nele. O que mais precisaria fazer pra receber o que está no contrato?

Quem o chama de mercenário deve viver de mesada ou de renda de alguma herança, não precisa lutar pelo ganhame. Ou é, pura e simplesmente, um energúmeno precisando ser exorcizado pra parar de fazer futrica e semear discórdia.

O caso tá com jeito de criação de um bode expiatório. Zezé vai repetir o que já fez em 1995, no caso da festa em Sabará, oferecendo atletas em holocausto, por conta de uma fase ruim do time? Se o fizer se iguala aos piores torcedores e jornalistas. 

É preciso saber perder com dignidade, sem chafurdar na lama do safadeza e da esperteza.

Apóstolos

terça-feira, 26 de novembro de 2019

Mesa redonda num bar  às margens do Mar da Galiléia: 

  • PEDRO: Se o Cruzeiro for pra Série B, quem vai parar de acompanhar o time? Quem vai parar de pagar o SF?
  • TIAGO: Continuarei sócio.
  • PEDRO: Eu também.
  • JUDAS: Eu já parei de pagar há muito tempo. Acompanhar eu acompanharei. Acho a série B massa!
  • PEDRO: Só pra começar, não tem Var!
  • JOÃO: Continuarei pagando.
  • TIAGO: Foda é que o América vai subir. É muito humilhante ficar fora da elite.
  • JOÃO: Continuarei indo aos jogos.
  • JUDAS: Eu sou um subtorcedor…
  • JOÃO: Não vai mudar em nada a minha relação com o Cruzeiro.
  • ANDRÉ: Se o Cruzeiro faz parte da sua vida, se é importante pra vc que ele esteja bem, não importa se na segunda ou na quarta, mesmo vc não podendo ir ao estádio, vc vai querer que ele tenha um bom time, porque isto vai te fazer bem. Se é assim vc precisa ser sócio.
  • BARTOLOMEU: Torcedor é tudo igual. Com o Cruzeiro não será diferente. O padrão de comportamento é o mesmo. Vão quebrar um monte de cadeiras no jogo contra o Palmeiras, vai ter a imagem do barbudo chorando, mas no primeiro jogo da Série B o estádio estará lotado de gente gritando a plenos pulmões o amor pelo clube. Aí o clube será elogiado e, quando subir, vão publicar matérias nos jornais ressaltando as mudanças na gestão do clube, que o tornaram mais organizado. Daí o time, em pouco tempo, dá alguma esperança de título ao torcedor, que se empolga. Em seguida, vem a frustração e os caras invadem o CT de novo. É assim. Só muda a cor da camisa.
  • JOÃO: Sim, é tudo igual.
  • TOMÉ: A gente tem mania de fazer conta com o dinheiro dos outros. Claro que só pode se associar quem tem condições.
  • BARTOLOMEU: As coisas aqui não são transparentes. Dirigentes destroem o clube e a gente fica discutindo que tem de pagar o SF pra salvá-lo da situação.
  • TIAGO: O cara não paga 30 dinheiros no sócio, mas paga isto numa ida ao cinema… E não questiona se Hollywood é isso ou aquilo e pra onde vai o dinheiro lá.
  • JUDAS: Mas dos 30 dinheiro que ele pagaria no sócio, em 29 os caras passam a mão.
  • JOÃO: Se 100% dos torcedores acharem que o outro vai pagar e o outro vai ao estádio, teremos zero sócio e zero público e, assim, não haverá mais Cruzeiro. É um exemplo radical pra explicar que se o Cruzeiro te importa, como um cinema, um teatro, um show, vc precisa pagar pra que ele continue e oferecendo futebol.
  • FILIPE: Mas aí é que tá. Hollywood não é paixão. Ninguém sofre porque Hollywood não lançou um blockbuster. A relação com futebol é diferente, tanto pra fazer alguém pagar um sócio ainda que vendo o clube ser assaltado, quanto pra fazer alguém deixar de pagar pelos mesmos motivos.
  • JOÃO: É paixão, é lazer, é entretenimento. Mas se ninguém for ao cinema e esperar passar na Tela Quente vai acabar.
  • JUDAS: Ah, velho, essa coisa de querer botar a culpa em quem não é sócio, sinceramente, não dá…
  • JOÃO: Não tô botando culpa. Mas se 100% dos torcedores não forem sócios ou só forem  ao Mineirão na Libertadores o Cruzeiro vai sobreviver?
  • FILIPE: O patrocinador só patrocina pq tem torcedor pra consumir. A TV só transmite pq tem alguém pra assistir. Quem gira a roda é o torcedor. Por isso um São Caetano não se mantém.
  • BARTOLOMEU: Quem paga é quem consome. Sócio é um fenômeno recente. De menos de 15 anos pra cá.
  • JOÃO: O futebol mudou e a forma de consumir futebol mudou. Pra encarar Flamengo e Palmeiras, só com a participação do torcedor fiel.
  • BARTOLOMEI: Veja o caso do Flamengo. Foi o SF que mudou o clube de patamar? Não, foi a TV que resolveu socar mais dinheiro do que nunca. Daí o SF bomba, pq o time tá bom. No Palmeiras, a Leila enfia dinheiro e o estádio lota. Se essa grana sumir, o torcedor some tb…
  • JOÃO: Então o Cruzeiro tá nessa aí de sumir.
  • BARTOLOMEU: Não, só não vai bombar, mas vai ter o que teve sempre…
  • PEDRO: Comparado ao Flamengo, o Cruzeiro recebe 4x menos verba de televisão, 10x menos verbas de patrocínio, tem 10x menos sócios, 5x menos torcida e um ingresso médio 4x menor. Se o torcedor acha que tá bom assim, que não pode ajudar a reduzir essa diferença, então, que não encha o saco nas redes, nem invada a Toca. Que vá se foder calado!

Torcedores, uma tipologia

sábado, 23 de novembro de 2019

Existem vários tipos de torcedores neztepaiz:

  • FIÉIS. Conservadores, associam-se e pagam o carnê, vão aos jogos e nunca debandam, pouco importando a fase do time.
  • ESFORÇADOS. Não têm grana pra se associarem , nem tempo pra ir aos jogos. Ou moram longe. Mas estão sempre acompanhando, torcendo e defendendo a causa do clube.
  • PROCONS. São clientes. Ou consumidores. Epicuristas só estão preparados para o prazer. São exigentes. Compram ingresso não pra assistirem a um jogo, mas pra comemorarem vitórias épicas. Se elas não acontecem, registram queixa no órgão de defesa do consumidor. Ou, pior, despejam boçalidades nas redes atacando a todos os que julgam culpados pela  decepção que os vitimou.
  • SECA-PIMENTEIRAS. Narcisistas, amam a si próprios. Ególatras, torcem para o time perder, se isto ajudá-los a proferir a imbecilidade de sempre, o “eu avisei!”.
  • SEVANDIJAS. Sociopatas, passam o tempo cavando convites, camisas e qualquer outra benesse que o clube ofereça. Se está contrariado, invade casas, centros de treinamentos, fotografa e expõe nas redes momentos de lazer dos atletas e seus familiares.  Inescrupuloso, se aproveita da leniência das autoridades para  com os pilantras.
  • SIMPATIZANTES. Aparecem nas boas, dão palpites, comentam futebol com a propriedade que imaginam ter, mas quando a canoa vira, submergem alegando desgosto profundo, e só voltam à tona no próximo circulo virtuoso do clube.