Arquivo da Categoria ‘Campeonatos’

Troféu Galhofa

terça-feira, 11 de dezembro de 2018

TROFÉU GUARÁ, promovido pela Itatiaia, e escolhido por representantes dos órgãos da mídia mineira escolheu os melhores de Minas em 2018.

  • Fábio (Cruzeiro); Emerson (Mineiro), Dedé (Cruzeiro), Leo (Cruzeiro), Egídio (Cruzeiro); Adilson (Mineiro), Henrique (Cruzeiro); Neves (Cruzeiro), Cazares (Mineiro), Arrascaeta (Cruzeiro); Ricardo (Mineiro). T: Mano Menezes.Revelação: Emerson.  Craque: Arrascaeta.

Adílson e Ricardo foram escolhidos e Robinho ficou de fora, porque os jornalistas mineiros são chegados a uma galhofa.

A melhor seleção da temporada

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Desconheço as seleções da temporada ou de cada torneio formadas pela Iespien, Ishportiv, Fóquish e Cbf. Certamente, são tendenciosas. 

A minha seleção de 2018, levando em consideração os torneios estaduais, brasileiros e sul-americanos é a melhor, a mais justa, a mais inteligente. Confiram:

  • Fábio — Fagner, Dedé, Leo, Lodi — Patrick, Henrique, Bruno Henrique, Paquetá — Pedro, Arrascaeta. 
  • Técnico: Lisca.
  • Craque: Bruno Henrique.
  • Revelação: Lodi.
  • Juiz: Ricardo Marques Ribeiro.
  • Time: Palmeiras.
  • Torcida: Fortaleza.
  • Jogo: Vasco 1×1 Botafogo, decisão do Carioca. 
  • Cartola: Rafael Tenório.
  • Comentarista: Henrique Fernandes.
  • Narrador: Milton Leite.
  • Repórter: Pedro Correia.
  • Cássio — Mayke, Messias, Thiago Heleno, Egídio — Cuéllar, Richardson — Dudu, Luan, Cebolinha — Gabigol. 

Não acredito que alguém tenha coragem de fazer reparos. Mas se tiver, que o faça, sem medo ser criticado. No máximo, vou deplorar a ignorância do desembasado palpiteiro. 

Copas em marcha

terça-feira, 1 de maio de 2018

Bola rolou, com elegância, na Champions. No Bernabéu, Madrid 2×2 Bayern. Espanhóis vão a Kiev disputar sua terceira final consecutiva.

Libertadores também botou a bola pra rolar. No Humaitá, com show do Cebolinha Everton, Grêmio 5×0 Cerro Porteño. No banco, Thonny Anderson Alisson, doados por Itair Machado ao clube gaúcho.

No Gran Parque Central, Nacional 1×0 Santos. Estádio abarrotado. Santos classificado, apesar da derrota, após o 0x0 entre Garcilaso e Estudiantes.

Celeuma besta

quinta-feira, 12 de abril de 2018

CELELUMA sem fim essa da decisão do Paulista. Palmeirenses não encaixaram bem a derrota. Mas o fato é que perderam em campo, com arbitragens corretas etal.

Ah, mas o diretor de arbitragem estava onde não devia na hora do pênalti marcado e desmarcado! Estava, mas ninguém o viu orientando o Juiz. E, ademais, juízes ouvem um monte durante a partida. Torcedores, jogadores bandeiras, auxiliares, a patroa e os amigos, pelo celular, no intervalo, e cousa e lousa. O ser humano é muito comunicativo, entenderam?

E toda essa chatice é alimentada justamente por mesarredondistas, que vivem pedindo árbitro de vídeo, ou seja, interferência externa. Melhor virar a página e discutir a bola que rolou numa decisão sensacional. É o que interessa.

Futebol pra todos

quinta-feira, 12 de abril de 2018

MORRINHÃO pode esperar, afinal, serão seis meses de chatices nas mídas e nos estádios.. Por ora, eu quero é esticar as comemorações dos estaduais. Que renderam boas histórias.

  • CRUZEIRO remontou um placar negativo de 0-3 pra campeonar pela 39ª vez.
  • NÁUTICO, após ser rebaixado pra Série C, depois de  anos de fila, campeou, com recorde de público de jogos entre clubes na Arena Pernambuco. Com ajuda do Central, que arrastou 5 mil d=torcedores de Caruaru a São Lourenço da Mata.
  • BOTAFOGO, com um elenco de forma, campeou milagrosamente no Rio. Marcou gol aos 95, saiu atrás nos pênaltis e foi buscar seu 22º caneco, na marra.
  • GRÊMIO foi buscar seu 38º caneco, depois de passar várias rodadas na zona de rebaixamento.
  • BAHIA correu atrás do Vitória desde a primeira rodada e só ultrapassou o rival no pleiofe final. E levantou a taça fora de casa, pra maior deleite de sua torcida.
  • CSA perdeu na ida por 1×0 e remontou com um 2×0 heroico na volta.
  • CORINTHIANS perdeu os três jogos de ida dos pleiofes e venceu os três de volta. E ainda pode curtir a ira espumante do rival, que não aceitou a derrota final.
  • REMO venceu duas vezes o Papão. Com Givanildo Oliveira retomando a pole position dos técnicos campeões de estaduais.

Figueira, Paranaense, Serra, BotaBelo, Abc, Ceará, Moto, Cuiabá, Sobradinho, Rio Branco, Operário também têm suas boas histórias pra contar.

Finalmente, um registro necessário: estádios lotados em todos os quadrantes do País. Com festa, muita festa!

Falta só o caro leitor contar como foi a sua própria festa e a festa em sua cidade. Vamulá!

Quem sabe joga, quem não sabe fica no sofá

segunda-feira, 9 de abril de 2018

VOLANTES Henrique e Cabral passaram a semana ouvindo =e e lendo tolices da galera osvaldofariana. Foram acusados de serem aéreos, marcarem mal, darem passes de apenas três metros e asneiras do tipo. 

Ontem, eles campeonaram, comandando um time que remontou placar adverso de três gols na final do Mineira. E sem dar carrinhos, patadas, cotoveladas, rasteiras, agarrões, unhadas, rabos de arraia, mata-leões, tampouco cometendo as ligações diretas, que enternecem o coração dos torcedores adeptos do futebol voluntarista. 

Só praticaram o bom e velho ludopédio, no qual o jogo é pensado, os passes são precisos e pra quem pode recebê-los, a ocupação de espaços é fundamental, as coberturas são inteligentes e sem forçação de jogadas heroicas, que arrancam suspiros do peitos dos torcedores do futebol arranca-toco.

Enquando isto, o heroico Willians, hoje no CRB, o “Galo de Maceió”, levou virada e perdeu o Alagoano pro azulino CSA. E os queridaços das galeras falastronas, General Donizete e Pierre, ficaram no sofá assistindo pela televisão os craques malditos campeonarem.

Valem nada, né?

quinta-feira, 29 de março de 2018

CLÁUDIO ARREGUY, no Twitter:

  • A temporada ainda não fechou o terceiro mês no Brasil e quatro dos 12 maiores times do país já demitiram treinadores: Botafogo, Atlético, São Paulo e Flamengo. A fila está andando rápido neste início de 2018.

Tudo isto porque os torneios são rurais, não valem nada, servem apenas como pré-temporada.

Só que não.

Decisões estaduais de 2018

quarta-feira, 28 de março de 2018

O Abc já campeou no Rio Grande do Norte. Pela 55ª vez!

Nos demais estados, algumas finais estaduais estão definidas, outras quase.

  • MINAS: Cruzeiro e Franga. Títulos: Franga 43×37.
  • BAHIA: Bahia e Vitória. Bahia 46×29.
  • ALAGOAS: Csa e Crb. Csa 37×30.
  • PARÁ: Remo e Paysandu. Papão 47×44.
  • ESPÍRITO SANTO: Serra x Noroeste. Serra 5×0.
  • MARANHÃO: Moto Club x Imperatriz. Moto 25×2.
  • PERNAMBUCO: Náutico x Central. Náutico 21×0.
  • SANTA CATARINA: Chape x Figueirense. Figueira 17×5.
  • SÃO PAULO: Palmeiras e Corinthians. Corinthians 28×24.
  • CEARENSE: Ceará e Fortaleza. Ceará 44×41.
  • RIO GRANDE DO SUL: Grêmio e Brasil. Grêmio 36×1.
  • GOIÁS: Aparecidense e Goiás, Goiás 27×0.
  • PARAIBA: Campinense contra Botafogo ou Treze. Botafogo 28 x Campinense 20 x Treze 15.
  • PARANÁ: Coritiba e Paranaense. Coritiba 38×23.
  • MATO GROSSO DO SUL: Operário e Corumbaense. Operário 10×2.
  • RIO: Botafogo x Vasco. Vasco 24×20.

Podem enotar: estadios vão empapuçar de gente. Haverá muita comemoração e alguns técnicos vão cair.

O resto é conversa mole de torcedor escravizado por mesarredondista da Iespien.

Libertadores: Noite amarga pros uruguaios

quinta-feira, 15 de março de 2018

URUGUAIOS tomam duas surras, nesta quinta de Libertadores.

No Pacaembu, Santos 3×1 Nacional. Brasileiros jogaram quase uma hora com um jogador a menos.

No Hernán Siles, Strongest 1×0 Peñarol. Bolivianos não levaram susto diante de um time uruguaio, que só pensou em se defender.

No Libertadores de América, Independiente 1×0 Millionários. Com a casa cheia.

Teve também Copa do Brasil: Vila 0x1 Ferroviário, Avaí 1×0 Flu e Ceará (5)1×1(6). Ferrim, Leão e Furacão avançaram e vão faturar R$1,8 milhão de premiação na próxima fase.

Futebol de primeira nesta quarta

quarta-feira, 14 de março de 2018

Futebol de primeira nesta quarta. Aconteceu na terra do vinho.

RIVER 2×0 BOCA, no Malvinas Argentinas, Mendoza. Depois de 42 anos, um superclássico valendo título –a Supercopa Argentina, Os milionários venceram, mesmo estando na rabeira do campeonato nacional, enquanto o rival está disparado na liderança.

¡Es el fútbol, mis amigos!

Jorge Schulman, exultante. Luizito Sanitáriez, dividido. Alegre pelo título de seu ídolo Gallardo, dececpionado pelo fracasso de seu ídolo Nández. É nisto que dá ter tantos ídolos.