Arquivo da Categoria ‘BRASILEIRO’

Rogério Ceni, a próxima vítima

domingo, 11 de agosto de 2019

ROGÉRIO CENI despediu-se do Fortaleza. Nem vai dirigir o Tricolor nesta segunda contra o Alagoano. E amanhã, será anunciado como o novo técnico do Cruzeiro. 

Que tenha boa sorte, mas desde já sabendo que há milhões de torcedores celestes mais entendidos de futebol do que ele. É bom saber também, que sofrerá oposição dos que pediam a contratação de Abel ou Dorival.

Tem mais: será cornetado, vaiado e ofendido se não botar o time pra jogar bonito, praticar o tal futebol-arte, o jeito moleque de jogar, um estilo bem faceirinho, e outras baboseiras da lavra dos mesa-redondistas. 

Finalmente, deve se preparar pra um fim de trabalho melancólico, como já aconteceu, recentemente, com Adílson, Cuca, Marcelo e Mano, vaiados, execrados e humilhados pelos idiotas dos teclados e das arquibancadas.

Os dezoito jogos malditos

sábado, 10 de agosto de 2019

“UMA VITÓRIA EM 18 JOGOS!” bradam os apopléticos termocéfalos. É uma sequência ruim, mesmo. Mas não foi construída somente com péssimas apresentações, nem com o mesmo time.

Teve de tudo: prejuízo causado por más arbitragens, grandes exibições dos adversários, time recheado de estagiários etc. Como teve também jogos de péssima qualidade do time celeste. Enfim, a terra jamais foi plana nesses dezoito jogos.

  • 1×2 Emelec. Cruzeiro foi muito prejudicado pela arbitragem.
  • 1×3 Inter. Cruzeiro jogou um tempo bom, outro péssimo.
  • 1×1 Fluminense. Cruzeiro abriu vantagem, segurou o resultado, mas levou um gol irregular aos 95.
  • 1×4 Fluminense. Cruzeiro jogou mal e voltou a levar gol aos 95.
  • 1×2 Chapecoense. Cruzeiro jogou melhor que o adversário, mas perdeu.
  • 1×1 São Paulo. Cruzeiro jogou bem, mas o goleiro Volpi fehou o gol tricolor.
  • 2×2 Fluminense. Cruzeiro jogou bem, levou outro gol aos 95, mas venceu nos pênaltis.
  • 0x0 Corinthians. Cruzeiro jogou bem, mas o goleiro Walter fez milagres e salvou seu time.
  • 1×2 Fortaleza. Cruzeiro disputou uma péssima partida.
  • 3×0 Mineiro. Show de bola contra as frangas.
  • 0x0 Botafogo. Cruzeiro dominou, mas falhou nas conclusões.
  • 0x2 Mineiro. Cruzeiro fez uma partida conservadora, pra manter a vantagem e foi garfado.
  • 0x0 Bahia. Time de garotos disputou bela partida e criou mais chances do que o tricolor. 
  • 0x0 River. Cruzeiro fez um jogo estratégico e, por pouco não arranca uma vitória.
  • 0x2 Paranaense. Cruzeiro voltou a jogar com os garotos, mas desta vez muito mal.
  • 0/2×0/4 River. Cruzeiro criou mais chances de gol, foi pros pênaltis e perdeu.
  • 0x2 Mineiro. Cruzeiro teve mais posse, mas foi pouco criativo e tomou dois gols, um em cada acréscimo de tempo.
  • 0x1 Internacional. Cruzeiro dominou, mas não soube furar o bloqueio defensivo e acabou tomando um gol.

Os terraplanistas do futebol viram apenas péssimas exibições do time celeste. Alguns por burrice, outros por má fé. Há também o caso dos que nem viram todos os jogos, mas destamparam falatório cheio de lugares comuns e frases feitas.

That’s football.

14bra19: Cruzeiro em 17º

sábado, 10 de agosto de 2019

14ª RODADA, Brasileiro 2019

  • Ceará 4x1Chapecoense 10ago19sab17h Castelão
  • São Paulo 3×2 Santos 10ago19sab17h Morumbi
  • Flamengo 3×1 Grêmio 0ago19sab19h Maracanã
  • Mineiro 2×1 Fluminense 11ago19sab21h Independência
  • Internacional 0x0 Corinthians 10ago19 11ago19 Beira rio
  • Palmeiras 2×2 Bahia 11ago19dom16h Allianz
  • Botafogo 2×1 Paranaense 11ago19dom16g Engenhão
  • Avaí 2×2 Cruzeiro 11ago19som16h Ressacada
  • Goiás 0x1 Vasco 11ago19dom19h Serra Dourada
  • Alagoano 0x2 Fortaleza 12ago19seg20h Rei Pelé

Ceará deuce show contra a irregular Chape. Fortaleza venceu com autoridade o frágil Alagoano.

Flamengo e Botafogo fizeram o dever de casa contra Grêmio e Paranaense desfalcados.

Inter, sem Peledenílson, parou na forte defesa corintiano. Flu pressionou, mas perdeu pra Franga.

Palmeiras e Avaí estiveram duas vezes à frente, mas cederam o empate a Bahia e Cruzeiro.

Em casa, Goiás apanhou do Vasco e está despencando. A turma da zona está à espera dos esmeraldinos, de braços abertos.

E no melhor jogo da rodada, São Paulo virou contra o Santos e já está na cola dos dianteiros.

Henrique: “Temos que melhorar em todos os aspectos”

terça-feira, 6 de agosto de 2019

PITACOS acerca do A MINEIRO 2×0 CRUZEIRO, Independência, Belo Horizonte, 04ago19dom19h, 13ª rodada, Brasileiro 2019:

MANO MENEZES: Tivemos 62% de posse de bola e em conclusão estivemos parelhos com o adversário, mas voltamos a pecar no fundamento que a gente mais tem pecado, que é  fazer gol, O gal não está saindo, com qualquer formação. Com essa posse, poderia ter concluído mais, poderia ter criado mais chances até pela qualidade que temos, mas não estamos conseguindo fazer. Vamos trabalhar, não tem outro caminho. É fazer jogo a jogo para sair desta situação. A partir de amanhã vamos nos concentrar após o treino. Vamos trabalhar e conversar com os jogadores para encontrar este caminho. Temos feito coisas diferentes, até fui criticado por isso pela linha que escolhi na Libertadores e nos mata-matas, em função destas dificuldades. Tem sido muito custoso fazer um gol, e quando é muito custoso você não pode sofrer, porque não consegue reverter ou empatar. É preocupante mesmo. Assim como os torcedores, nós estamos preocupados. Temos uma vitória importante aqui, uma vitória isolada lá que nos colocou na semifinal da Copa do Brasil, mas elas têm sido  esporádicas dentro de alterações significativas, como fiz no primeiro clássico. Para aquele jogo, propus uma coisa diferente, talvez a surpresa tenha produzido 3×0, mas não conseguimos manter isso no jogo seguinte, embora ache que os dois jogos contra o River foram parelhos e os resultados estiveram dentro do contexto. Já as dificuldades no Brasileiro têm muito a ver com o inicio ruim que tivemos.

HENRIQUE: Pecamos de novo. É ruim a gente vir aqui todos os jogos e ficar dando explicações quando o resultado não vem. A gente tenta buscar argumentos, mas não tem. Temos que melhorar em todos os aspectos, não só tecnicamente. Tivemos posse de bola, criamos chances, tocamos bem a bola, chutamos a gol, porém a bola não está entrando. Temos que rever alguns conceitos, algumas coisas que deixamos de colocar dentro de campo. Colocar alma, vontade, coração, para conseguirmos reverter essa situação. Não adianta ficar dando explicações, o negócio é entrar em campo e fazer. Não adianta ficar falando, fazer discurso legal e não mostrar dentro de campo. Vamos conversar e cobrar, para que as coisas se revertam ao nosso favor.

EGROJ ANATNAS: Mano escalou o time do jeito que a galera gosta: dois pontas, um centroavante, um meia esquerda, dois laterais apoiadores e dois volantes, que chegaram várias vezes ao ataque. E, na reta final, ainda trocou um volante por um atacante. O problema é que os caras jogaram mal, não tiveram ideias, nem força para furar o bloqueio defensivo das frangas. Sequer conseguiram chutar bem a gol. A rigor, foram dois chutes dignos de nota: um de Henrique, outro de Sassá. Desta vez, não se pode culpar o treinador pelo mau desempenho do time.

GUSTAVO MILANI: Frangas deram campo, mas o Cruzeiro não soube propor jogo, se é que um dia soube. Desaprendeu a fazer gols e tomou dois, mais por mérito dos emplumados do que por demérito de nossa zaga, apesar de Dedé ter ficado doido para entregar a paçoca em algumas ocasiões. Mano tem a confiança da diretoria, mas não a minha. Agora é obrigação dele e dos jogadores nos tirar do buraco em que nos enfiaram. O time celeste não consegue agredir, incomodar o adversário. fica só no toque de bola insípido, inofensivo. Não dá. E nada, absolutamente nada justifica a manutenção do Fred durante todo o jogo.

GUARANÁ TAÍ: A falta de vontade de alguns ficou clara. Um jogador recebia e outro não se apresentava. Os meias se mandavam para o ataque, dificultando ainda mais a saída de bola. Jogador recebia a bola e ficava ciscando sem devolver no tempo certo. Tive a impressão que estavam amarrando o jogo. Se foi a pedido do treinador não sei dizer.

WAGNER CPM: O time celeste fez uma partida ruim, Na verdade, muito previsível. Esse time não engrena mais. Algo tem que mudar.

ROMAROL: De nada adiantou o Mano colocou o time para jogar no esquema do Fred.

Leo e Henrique, bem acima dos demais

segunda-feira, 5 de agosto de 2019

ATUAÇÕES dos protagonistas do A MINEIRO 2×0 CRUZEIRO, Independência, Belo Horizonte, 04ago19dom19h, 13ª rodada, Brasileiro 2019:

TORCIDA CELESTE compareceu em baixo número e não se fez ouvir. A torcida emplumada também não deu as caras e quase metade dos lugares ficaram vazios. Este não foi um clássico movido a grito.

FÁBIO fez uma defesaça, esteve correto nas demais intervenções e não teve culpa pelos gols.

OREJUEA defendeu bem, atacou mal. Faltou qualidade no acabamento das jogadas ofensivas.

DEDÉ abusou dos esticões e cometeu uma falha absurda, que quase resulta em gol das frangas. Nos demais lances, esteve bem.

LEO, o melhor da defesa, rebatendo e fazendo a cobertura da lateral esquerda.

EGÍDIO defendeu bem, mesmo quando o técnico emplumado colocou um Geuvânio fresquinho para incomodá-lo. Apoiou o ataque, mas nenhum de seus cruzamentos foi aproveitado pelos colegas.

HENRIQUE marcou, fez coberturas corretas e apoiou o ataque. Chutou a bola mais perigosa contra o arco emplumado. Na [arte final, com a saída de Cabral, ficou sozinho na contenção.

CABRAL, bem na contenção, discreto no apoio, saiu mais cedo para dar lugar a mais um atacante.

M GABRIEL, apagado, pelas pontas e pelo meio, quase não criou jogadas de perigo para o adversário.

NEVES não criou nada que preocupasse a defesa adversária.

ROCHA, apagado, sem ímpeto, sem imaginação, um jogo para ser esquecido. Mano ainda tentou ajuda-lo trocando de lado com M Gabriel. Mas nada deu certo.

FRED buscou o jogo, deu passes, cortou bolas de escanteios cobrados pelas frangas, mas não fez o mais importante: chutar a gol.

SASSÁ entrou a menos de dez minutos do fim e buscou o jogo intensamente. Mandou uma bola no poste, em sua única finalização.

ROBINHO jogou sua tradicional meia hora, mas desta vez sem conseguir impulsionar o time que carecia de intensidade e imaginação. Algo que ele também não ofereceu.

DAVID jogou pouco tempo, com mais entusiasmo do que os que já estavam em campo. Mas também não conseguiu criar jogadas relevantes.

MANO escalou o time do jeito que a galera gosta: dois pontas, um centroavante, um meia esquerda e dois laterais apoiadores e dois volantes, que chegaram várias vezes ao ataque. E, na reta final, ainda trocou um volante por um atacante. O problema é que os caras jogaram mal, não tiveram ideias, nem força para furar o bloqueio defensivo das frangas. Sequer conseguiram chutar bem a gol. A rigor, foram dois chutes donos de nota: um de Henrique, outro de Sassá. Festa vez, não se pode culpa-lo pelo mau desempenho do time.

CRUZEIRO teve 62% de posse de bola, jogou aberto, com vários atacantes e com volantes e laterais apoiano ot empo todo. Mas bateu de frente com um muro defensivo construído pelas frangas. Pra piorar, cedeu espaços pros contrataques. No fim das contas, contabilizou apenas dois chutes perigosos: um de Henrique, que o goleiro defendeu, outro de Sassá, que carimbou o poste esquerdo. Pou o demais pra quem precisa escapar da zpna de rebaixamento.  

MINEIRO teve menos posse de bola, colocou o volante Jair entre as linhas de defensores e armadores, marcou Fred de perto e não deixou o Cruzeiro ir além da troca infrutífera de passes. Quando teve a bola, foi intenso, buscou o alvo, sem firulas e criou mais e melhores chances de gol. Rever, Patric, Jair, Cazares, Vinícius e Chará foram os destaques.

ÁRBITROS tiveram atuação correta. Dedé recebeu bola da à queima-roupa, não cometeu pênalti. Orejuela não derrubou Chará, que nem reclamou o suposto empurrão. Neves não poderia ter sido expulso por simulação, posto que foi marcado impedimento na origem do lance. Maref, o maior anticruzeirense da televisão, é claro, viu tudo com olhos de galinha e cruzeirenses idiotas compraram seus pitacos despropositados.

MelhorDoJogo => LEO [[[10]]] Chiabi, Wagner, Ramos, Ianni, Soares, Castelões, Penido, Rosan, Velloso, Síndico —– HENRIQUE [[[11]]] Celeste, Palmeira, Pena, Ulhôa, Anchieta, Walery, Klauss, Velame, Nem, França, Barnabé —– OREJUELA [[[2]]]] Burian, Gonçalves —– FÁBIO [[[1]]] Seisaum —– CABRAL [[[1]]] Vasconcelos —– DEDÉ [[[1]]] Jotapê —– SASSÁ [[[1]]] Olivieri —– ROCHA [[[1]]] Dulce —– VINÍCIUS [[[3]]] Uol, Schrier, Markin —– SANTANA [[[2]]] Soeiro, Araujo —– VUADEN [[[1]]] Jottar.

Atlético-MG 2×0 Cruzeiro: intensidade zero

domingo, 4 de agosto de 2019

CRUZEIRO contra Atlético-MG neste 04ago19dom19h, no Independência, Belo Horizonte, 13ª rodada, Brasileiro 2019.

RANKING da CBF: Cruzeiro é o 2º, com 15.822 pontos; A Mineiro, o 7º, com 13.352.

CLASSIFICAÇÃO: Cruzeiro é o 16º, com 10 pontos, Mineiro é o 4º, com 21.

TEMPO nublado, temperatura 18º, vento 16 Km/h, umidade 72%.

TRANSMISSÃO: Globo, pra Minas Gerais, com narração de Rogério Correa, comentários de Bob Faria e Márcio Rezende Freitas. Premiere, com narração de Jaime Júnior, comentários de Henrique Fernandes, reportagens de Rodrigo Franco e Roger Casé.

ARBITRAGEM: Leandro Pedro Vuaden (RS), Fabrício Vilarinho da Silva (GO), Neuza Ines Back (SP). VAR: Daniel Nobre Bins (RS).

CRUZEIRO: Fábio — Orejuela, Dedé, Leo, Egídio — Henrique, Cabral — M Gabriel, Neves, Rocha — Fred. T: Mano Menezes.

BANCO: Rafael, Weverton, Cacá, Fabruno, Dodô, Rafael Santos, Adriano, Jadson, Robinho, David, Sassá, Popó.

AUSENTES: Edílson (fisioterapia), Rodriguinho (lesionado), Maurício, Ederson (seleção Sub20).

PENDURADOS: Cabral, Dedé, Rodriguinho e Neves.

MINEIRO: Cleiton — Patric, Réver, Rabello, Santos — Jair — Chará, Elias — Chará, Elias, Vina, Cazares — Ricardo. T: Rodrigo Santana.

BANCO: Fernando G, Guga L, Leonardo Silva B, Maidana B, Hernandez L, Martinez V, Otero M, Bruninho M, Nathan M, Geuvânio A, Alerrandro A, Papagaio A.

AUSENTES: Gustavo Blanco, Uílson, Victor, Luan (lesionado).

PENDURADOS: José Welison, Leonardo Silva, Luan, Lucas Hernández, Patric.

ATLÉTICO-MG 2×0 CRUZEIRO, 04ago19dom19h. TEMPO nublado, temperatura 18º, vento 16 Km/h, umidade 65%. LOCAL: Independência (23 mil), Belo Horizonte. MOTIVO: 13ª rodada, Brasileiro 2019. TRANSMISSÃO: Globo e Premiere. PÚBLICO: 13.181 presentes, R$546.290, média R$41. ARBITRAGEM: Leandro Pedro Vuaden (RS), Fabrício Vilarinho da Silva (GO), Neuza Inês Back (SP). VAR: Daniel Nobre Bins (RS). AMARELOS: Orejuela, Neves, Fred, Jair, Elias. GOLS: Vinícius, 45, Nathan, 91. ATLÉTICO-MG: Cleiton; Patric, Réver, Rabello, F Santos; Jair, Elias, Vinicius (Nathan, 85), Cazares (Geuvânio, 69); Chará, Ricardo Oliveira (Papagaio, 80). T: Rodrigo Santana. CRUZEIRO: Fábio; Orejuela, Dedé, Leo, Egídio; Henrique, Cabral (Robinho, 61), M Gabriel, Neves (David, 77); Rocha (Sassá, 85), Fred. T: Mano Menezes.

HISTÓRICO: 473 jogos. Cruzeiro venceu 161, empatou 128, perdeu 184, com 606 gols a favor e 661 contra. Pelo Brasileiro, foram 67 jogos. O Cruzeiro venceu 22, empatou 21, perdeu 24, marcou 89 gols, sofreu 86. Os dois clubes já se enfrentaram em 23 decisões do Mineiro. O Cruzeiro venceu 13 (40, 67, 72, 77, 87, 90, 98, 04, 08, 09, 11, 14, 18, 19), perdeu 9 (31, 54, 62, 76, 85, 00, 07, 13, 17) e empatou uma (56). Na Copa dos Campeões Mineiros 1999, a vitória foi do Cruzeiro. Em fases preliminares, o Cruzeiro foi eliminado pelo rival nas quartas do Brasileiro de 1999 e o eliminou nas semifinais da SulMinas de 2001 e 2002, do Mineiro de 2005 e 2006, da Copa Montevidéu 2009, da Copa do Brasil 2019 e foi eliminado nas semifinais do Mineiro 2015. Na Copa do Brasil, o Cruzeiro perdeu a final de 2014. Foram 242 clássicos no Mineirão. O Cruzeiro venceu 88, empatou 78, perdeu 75, marcou 284 gols, sofreu 257. Pelo Mineiro, foram 273 jogos, com 93 vitórias do Cruzeiro, 71 empates, 109 derrotas, 297 gols a favor, 344 contra. Pela Primeira Liga, 1 jogo, 1 vitória do Cruzeiro que fez 1 gol e não sofreu nenhum. Pela Copa do Brasil, 4 jogos, com 1 vitória do Cruzeiroe r3 do Atlético. Cruzeiro marcou 3 gols e sofreu 5.

DESEMPENHO do Cruzeiro na história do Brasileiro: 58 participações em 63 campeonatos, 1.456 jogos, 631 vitórias, 392 empates, 433 derrotas, 2.113 gols marcados, 1.651 sofridos. Aproveitamento de 53%. Nos pontos corridos: 640 jogos, 288 vitórias, 140 empates, 212 derrotas, 960 gols marcados, 789 sofridos, aproveitamento de 53%.

13bra19: Cruzeiro, por enquanto, em 17º

sábado, 3 de agosto de 2019

13ª RODADA do Brasileiro 2019

  • Ceará 2-1 Fortaleza 03ago19sab19h Castelão
  • Fluminense 2-1 Internacional 03ago19sab19h Maracanã
  • Santos 6-1 Goiás 04ago19dom11h Vila Belmiro
  • Avaí 0-2 Botafogo 04ago19dom16h Ressacada
  • Bahia 0-3 Flamengo 04ago19dom16h Fonte Nova
  • Mineiro 2-0 Cruzeiro 04ago19dom19h Independência
  • Corinthians 1-1 Palmeiras 04ago19dom19h Itaquera
  • Vasco 0-0 Alagoano 04ago19dom19h Kleber Andrade
  • Grêmio – Chapecoense 05ago19seg20h Humaitá
  • Paranaense – São Paulo 07ago19qua19h15

CRUZEIRO teve posse de bola, ms não teve inteligência, força e intensidade. Ceará fez o placar em pouco tempo e segurou a vantagem por muito tempo. Flu aproveitou o time reserva do Inter pra fazer os três pontos que o tiraram da zona.

Clássico paulista foi igual e o empate não resolveu o problema dos dois. Vasco deixou escapar dois pontos em casa. Avaí continua sem vencer e firme na lanterna. 

Bahia humilhou o riquíssimo Flamengo, com três gols de Gilberto. Santos abriu uma rodada de frente na liderança. 

E o Goiás provou que não perde de seis a zero pra ninguém!

Sem mistério: meu time tá escalado!

quinta-feira, 1 de agosto de 2019

O MEU TIME para o RapoCota deste domingo:

  • Rafael — Orejuela, Dedé, Leo, Dodô — Henrique, Ederson — Jadson, M Gabriel, David — Fred. 

Rafael, porque precisa e merece jogar. Dodd pra descansar o Egídio. Ederson, porque Cabral precisa ser preservado pra estar inteiro contra o Inter.

Robinho e Neves fora, por motivos óbvios. Rocha preservado pra substituir David ou Fred, quando precisar explorar o cansaço dos emplumados. 

Wu levo f;e neste time. E vc, preocupado leitor?

Mano: “Penso no Cruzeiro, não em mim”

segunda-feira, 29 de julho de 2019

PITACOS acerca do CRUZEIRO 0-2 PARANAENSE, no Mineirão, Belo Horizonte, 27jul19sab18h, pela 12ª rodada do Brasileiro 2019:

MANO MENEZES: Saímos mais confiantes quanto ao futuro dos jovens jogadores depois do jogo de Salvador  e não vai ser por causa desta derrota, na minha opinião dentro da normalidade, que vamos destruí-los. Não gostaria de expor tanto os jogadores como fiz, mas viajamos, jogamos fora, a média de idade da equipe que jogou na Argentina é de 31 anos. Pra esse jogo específico, a decisão que eu tinha de tomar era essa. Pra  mim seria muito mais cômodo expor os jogadores ao desgaste. Mas estou pensando no Cruzeiro, e não em mim. As decisões que estou tomando têm mais a ver com o clube do que com o treinador individualmente. Muito mais fácil. Eu colocaria os totulares, a gente ganharia o jogo de hoje, perderíamos dois ou três jogadores para o jogo de volta do River Plate, tiro do meu, e aí fica tudo bem. Não sei fazer assim, não sou assim. A responsabilidade tem a ver com as ambições do clube.

RAFAEL: Não adianta enganar o torcedor. Fizemos um jogo muito abaixo do que fizemos na Bahia e por conta disso que eles saíram com o resultado. É levantar a cabeça. Vamos ter que nos erguer no Brasileiro, terça temos um jogo importante na Libertadores. Não conseguimos colocar tudo que a gente queria, mas bola frente. Vamos seguir trabalhando para melhorar. Lógico que preocupa. Todos os campeonatos a gente têm uma preocupação grande. Precisávamos muito da vitória, mas vamos trabalhar. Vamos continuar dando ritmo. O ano é longo, são muitos jogos, mas vamos colocar a cabeça no lugar, vencer terça-feira, passar e dar sequência, mas precisamos de uma vitória para sair da parte debaixo da tabela.

ROSAN AMARAL: Não sejamos ingênuos! Estava no preço. Prioridades são as copas. Brasileiro é só se manter. Não devemos cobrar das pratas da casa (ainda falta bagagem). O grande jogo será o de terça. Avante, Cruzeiro!

MATHEUS CHAVES: O famoso elenco, que já não era tão maravilhoso assim no começo do ano, ficou absolutamente desequilibrado com as saídas e contusões de muitos jogadores. Urge colocar força máxima no Brasileiro. O que vier nas copas é lucro. Ontem tomamos um vareio do CAP.

JOTA FÁBIO: O problema nem foi o Fred e sim o sistema de jogo que não deixa a bola chegar nele, tal como aconteceu na Copa dw 2014.

12bra19: Cruzeiro se mantém em 16º

domingo, 28 de julho de 2019

12ª RODADA, Brasileiro 2019

  • Palmeiras 1-1 Vasco 27jul19sab17h Allianz\
  • Internacional 1-0 Ceará 27jul19sab19h Beira Rio 
  • Cruzeiro 0-2 Paranaense 27jul19sab19h Mineirão
  • Fluminense 1-2 São Paulo 27jul19sab19h Maracanã
  • Chapecoense 0-0 Bahia 28jul19dom11h Condá
  • Santos 3-1 Avaí 28jul19dom16h Vila Belmiro
  • Flamengo 3-2 Botafogo 28jul19dom16h Maracanã
  • Fortaleza 1–3 Corinthians 28jul19dom19h Castelão
  • Goiás 0–0 Mineiro 28jul19dom19h Serra Dourada
  • Alagoano 0–0 Grêmio 29jul19seg20h Rei Pelé 

CRUZEIRO perdeu en casa, com seu time reserva e foi vaiado pela torcida. Palmeiras empatou em casa com o Vasco e a torcida jogou pipoca nos jogadores. É muita criatividade, hem?

Inter passou pelo Ceará, como previsto e se mantém na briga pelo G4. Santos passou, sem dificuldade, pelo Avaí. Flamengo venceu o Botafogo, num jogo equilibrado.

Chape empatou em casa com o Bahia e se manteve na zona. Outro que permanece lá é o Fluminense, derrotado pelo São Paulo no Maraca, com [ênalti marc do pelo Var no último minuto.

Corinthians não deu chances ao Fortal. Frangas e periquitos ficaram no zero. Grêmio, com os reservas, fi ou no zero a zero com o Csa, no Rei Pelé.

E o Cruzeiro tem que agradece aos tricolores baiano e paulista, que não o deixaram entrar na zona.