Arquivo da Categoria ‘BRASILEIRO’

Rafael e Arrascaeta brilharam na despedida de 2017

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

ATUAÇÕES dos protagonistas de BOTAFOGO 2×2 CRUZEIRO, neste 03dez17dom17h, no Engenhão, Rio de Janeiro, pela 38ª rodada do Brasileiro 2017:

TORCIDA CELESTE fez um bom barulho, comandada pela Máfia Azul. Uma grande explosão no 1º gol. Depois, do 2º gol, fez uma festa bonita, dividindo entre apoiar o time e zuar a torcida e o time botafoguenses. Depois do gol de empate carioca, murchou e ficou de olho no relógio, torcendo pro jogo acabar logo. (Bruno Setelagoas)

RAFAEL [[[10]]] Celeste, Walterson, Ccc, Rocha, King, Talentim, Penido, Setelagoas, Galvão, Romarol —– ARRASCAETA [[[8]]] Ge, Lancenet, Evans, Morato, Bastos, França, Milani, Vilela —–NEVES [[[2]]] Uol, Pps —– RAFINHA [[[1]]] Dudu —– HENRIQUE [[[1]]] Barnabé —– ARTHUR [[[1]]] Síndico —– ROMERO [[[1]]] Itatiaia —– MANO [[[1]]] Olivieri.

38ª BR: Cruzeiro em 5º

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

BOTAFOGO 2×2 CRUZEIRO, 03dez17dom17h, 8ª BR17, Engenhão (40 mil), Rio, 18.354 pag, R$256.700, Árbitros: Leandro Bizzio, Daniel Ziolli, Daniel Marques (SP). Amarelos: Carli, Henrique, Rafinha, Arrascaeta, Neves. Vermelho: Rafinha. Gols: Brenner, 25, Neves, 37, Arrascaeta, 50, Ezequiel, 68. BOTA: Gatito, Arnaldo, Carli, Rabello, VictorLuís; Cearense, Matheus Fernandez, Lindoso (Ezequiel, 57), Valencia; Guilherme (Marcos Vinícius, 70), Brenner (Tanque, 74). T: Ventura. CRUZEIRO: Rafael, Romero, Digão (Cabral, 71) , Murilo (Arthur, 77), Bryan; Henrique, Lucas, Robinho, Neves (Alisson, 56), Rafinha; Arrascaeta. T: Mano.

VITÓRIA 1×2 FLAMENGO, 03dez17dom17h, 8ª BR17, Barradas (35 mil), Salvador, 29.008 pag, R$444.965. Árbitros: Dewson Freitas, Helcio Neves, Ricardo Coimbra (PA). Amarelos: André, Uillian, Sá, Lincoln. Vermelhos: França, Carloseduardo (depois do jogo).Gols: Carlos, 39, Vaz 74, Diego, 94 (p). VITÓRIA: Fernando Miguel, Patric, Kanu, Ramon, Thallyson; Ramon, Uillian Correia, José Welison, Yago (Neilton), Carlos Eduardo (André Lima); Danilinho, Kieza (Sá). T: Mancini. FLA: César, Pará, Duarte, Vaz, Trauco; Arão, Cuéllar (Geuvânio), Everton Ribeiro, Diego; Vizeu (Lincoln), Paquetá (ViniciusJr). T: Rueda.

MINEIRO 4×3 GRÊMIO, 03nov17dom7h, 38º BR17, Independência (23 mil), Beagá, 16.416 pag, R$327.010. Árbitros: Marcelo Aparecido, Anderson Coelho, Bruno Rizo (SP). Gols: Pyerre, 33, Elias, 36, Pepê, 44, Otero, 45+3, Matheus, 60, Fred, 65, Otero, 98. Amarelos: Adilson, Ronho, Elias, Dionathã. Vermelho: Blanco. FRANGA: Victor; Bremer (Moura), Leonardo, Gabriel, Santos; Adilson (Blanco), Elias, Otero, Ronho, Valdívia; Fred. T: Oswaldo. GRÊMIO: Grassi; Felipe, Ruan (Ericson), Emanuel, Conrado; Balbino, Machado, Jean Pyerre (Matheusinho), Poletto (Batista), Dionathã; Pepê. T: CésarBueno.

VASCO 2×1 PONTE PRETA, 03dez17dom17h, 38ª BR17, São Januário, Rio, 20.740 pag, R$1.178.345. Árbitros: Rafael Traci, Ivan Bohn, Luciano Roggenbaum (PR). Amarelos: Martins, Gilberto, Nenê, Paulinho; Marllon, Nino, Jeferson, Lucca. Gols: Paulinho, 27, Vital, 73, Lucca, 88. VASCO: Martín; Madson, Anderson Martins, Paulão, Gilberto; Wellington, Evander (Jean); Pikachu, Nenê (Vital), Paulinho; Ríos. T: ZéRicardo. PONTE: Aranha; Nino Paraíba, Marllon, Peres, Jeferson; Elton, Wendel (Naldo), Barcelos (Claudinho), Leo Artur; Lucca, Gamalho. T: Baptista.

PARANAENSE 3×0 PALMEIRAS, 03de17dom17h, 38ª BR17, Baixada (42 mil), Curitiba, 12.879 pag, R$448.310. Árbitros: Claudio Francisco (SE), Cleriston Clay (SE), Fabio Pereira (TO). Amarelos: Sidcley, Pavez, Santos, Luan, Thiago, Guerra, Mina, Dudu. Gols: Ribamar, 5, Ederson, 17, Sidcley, 33. CAP: Santos; Jonathan (Cascardo), Wanderson, Thiago Heleno, Fabrício; Pavez, Rossetto, Lucas Fernandes, Sidcley; Ribamar (Coutinho), Ederson (Guimarães). T: FabianoSoares. SEP: Prass; Fabiano (Deyverson), Mina, Luan, Michel Bastos; Thiago Santos, TchêTchê, Moisés (Guerra); Dudu, Keno, Willian (Hyoran). T: Valentim.

CHAPECOENSE 2×1 CORITIBA, 03dez17dom17h, 38ª BR17, Condá (22 mil), Chapecó, 12.164 pag, R$346.920. Árbitros: Luiz Flavio Oliveira, Danilo Manis, Alex Ang (SP). Amarelos: Thiago Carleto(Coritiba); João Pedro e Fabrício Bruno(Chapecoense). Gols: Kleber, 14, Elicarlos, 36. Túlio, 95. CHAPE: Jandrei, Apodi, Douglas, Fabruno, Reinaldo; Moisés Ribeiro, Elicarlos (Pelezinho), João Pedro (Nadson), Canteros; Arthur, Wellington Paulista (Túlio Melo). T: Kleina. COXA: Wilson; Leo, Kelven, Cleber, Carleto; Jonas, Vitor Carvalho (Anderson), Tiago Real, Daniel (Iago); Rildo (Keirrison), Kleber. T: Marceloliveira.

SÃO PAULO 1×1 BAHIA, 03dez17dom17h, 38ª BR17, Morumbi (63 mil), Sampa, 60.485 pres, R$1.237.352. Árbitros: Elmo Resende, Fabricio Vilarinho, Cristhian Sorence (GO). Amarelos: Petros, Brenner, Lugano, Caio, Eder, Edson, RenêJr. Gols: Brenner, 63, Brumado, 88. SPFC: Sidão; Éder Militão, Diego Lugano, Rodrigo Caio e Edimar; Jucilei; Marcos Guilherme (Gabriel), Petros, Shaylon e Cueva (Thomaz); Brenner (Bissoli). T: DorivalJr. BAHIA: Jean; Eder, Tiago, Martins, Capixaba; Edson (Sales), Renêjr (Yuri), Allione, Régis (JrBrumado), Mendoza; Edigar Junio. Técnico: Carpegiani.

GOIANIENSE 1×1 FLUMINENSE, 03dez17dom17h, 38ª BR17, Ludovico (13 mil), Goiânia, 1.844 pag, R$23.140. Árbitros: Anderson Daronco, Rafael Alves, Elio Nepomuceno (RS). Amarelos: Jorginho, Dourado, Lucas, Douglas, Romarinho. Gols: Wendel, 12, Diego, 21. ACG: Kléver; Jonathan, Bauermann, Ricardo, Breno Lopes; André Castro, Igor (Marcão), Andrigo, Jorginho, Luiz Fernando (Jefferson Nem); Diego Rosa (Alison). T: JPSanches. FLU: Cavalieri; Lucas, Renato Chaves, Henrique, Leo; Douglas, Wendel, Scarpa, Sornoza (Romarinho), Alessandro (Pedro); Dourado. T: Abel.

SPORT 1×0 CORINTHIANS, 03dez17dom15h, 38ª BR17, Retiro (35 mil), Recife, 11.166 pag, R$145.105. Árbitros: Ricardo Ribeiro, Guilherme Camilo, Sidmar Meurer (MG). Amarelos: Durval, Prata, Osvaldo, Bastos, Kazim. Gol: André, 55. SPORT: Magrão; Prata, Henríquez, Durval, Sander; Anselmo, Patrick, Marquinhos (Rogério), Diego Souza, Mena (Rithelly); André. T: DanielPaulista. SCCP: Cássio; Príncipe, Balbuena, Pedro Henrique, Marciel; Gabriel, Fellipe Bastos (Paulo Roberto), Pedrinho (Mantuan), Figueiredo, Giovanni Augusto; Kazim (Danilo). T: Carille.

SANTOS 1×1 AVAÍ, 03dezq17dom17h, 38ª BR17, Belmiro (16 mil), Santos, 7.539 pag, R$122.215. Árbitros: Wagner Magalhães, Rodrigo Correa, Thiago Farinha (RJ). Amarelos: Jesus, Emerson, Simião. Gols: Copete, 30, Pedro Castro, 31. SANTOS: Vanderlei; Ferraz, Veríssimo, Luiz Felipe, Jean Mota; Matheus Jesus, Renato, Vecchio (Emerson); Copete (Rodrygo), Bruno Henrique, Kayke (Yuri Alberto). T: Elano. AVAÍ: Douglas; Maicon, Betão, Alemão, João Paulo; Simião, Pedro Castro, Marquinhos (Juan); Maurinho, Lourenço (Rômulo), JrDutra (Luanzinho). T: Claudinei.

LUGARES: 313.000. PÚBLICO: 190.595. MÉDIA: 19.060. OCUPAÇÃO: 61%.

Botafogo 2×2 Cruzeiro: Jogo honesto

domingo, 3 de dezembro de 2017

CRUZEIRO contra Botafogo, neste 03dez17dom17, no Engenhão (40 mil), Rio de Janeiro, pela 38ª rodada do Brasileiro 2017.

RANKING da CBF: Cruzeiro é o 6º, com 14.202 pontos; Botafogo, o 12º, com 10.936.

CLASSIFICAÇÃO: Cruzeiro é o 5º colocado, com 56 pontos; Botafogo, o 8º, com 53.

CRUZEIRO: Rafael — Romero, Digão, Murilo, Bryan — Henrique, Lucas — Robinho, Neves, Rafinha — Arrascaeta. T: Mano Menezes.

BANCO: França Victorluiz, Vitinho, Arthur, Elber, Cabral, Messidoro, Nonoca, Rafinha, Judivan, Alisson.

AUSENTES: Dedé, Hudson, Sobis, Ezequiel, Raniel, Sassá, Manoel (lesionados), Leo (suspenso), Fábio, Lennon, Jonata (descansando).

ARBITRAGEM: Leandro Bizzio Marinho, Daniel Paulo Ziolli e Daniel Luís Marques (SP).

BOTAFOGO: Gatito — Arnaldo, Carli, Rabello, Victor Luiz — Lindoso, Dudu Cearense, Matheus Fernandes — Valencia, Brenner, Guilherme. T: Jair Ventura.

BANCO: Jefferson G, Luiz Ricardo L, Jonas L, Marcelo B, Emerson Silva B, Victor Lindenberg L, Fernandes V, Ezequiel V, Gustavo V, Vinícius M, Marcos Vinícius M, Vinícius Tanque A, Lucas Campos A.

AUSENTES: João Paulo, Bruno Silva, Pimpão, Gilson (suspensos), Airton, Leandrinho (lesionados).

TRANSMISSÃO: Premiere e Premiere Internacional, com narração de Eduardo Moreno e comentários de André Loffredo.

BOTAFOGO 2×2 CRUZEIRO, 03dez17dom17h. TEMPO nublado, temperatura 25º, vento 22 Km/h, umidade 72%. LOCAL: Engenhão (40 mil), Rio de Janeiro. MOTIVO:  38ª rodada, Brasileiro 2017. TRANSMISSÃO: Premiere. PÚBLICO: 18.354 pag, 20.635 pres, R$256.700, média R$14. ARBITRAGEM: Leandro Bizzio, Daniel Ziolli, Daniel Marques (SP). AMARELOS: Carli, Henrique, Rafinha, Arrascaeta, Neves. VERMELHO: Rafinha. GOLS: Brenner, 25, Neves, 37, Arrascaeta, 50, Ezequiel, 68. BOTAFOGO: Gatito Fernández, Arnaldo, Carli, Igor Rabello, Victor Luís; Dudu Cearense, Matheus Fernandez, Lindoso (Ezequiel, 57), Valencia; Guilherme (Marcos Vinícius, 70), Brenner (Vinícius Tanque, 74). T: Jair Ventura. CRUZEIRO: Rafael, Romero, Digão (Cabral, 71) , Murilo (Arthur, 77), Bryan; Henrique, Lucas Silva, Robinho, Neves (Alisson, 56), Rafinha; Arrascaeta. T: Mano Menezes.

HISTÓRICO: 88 partidas, Cruzeiro venceu 37, empatou 27, perdeu 24, marcou 128 gols, sofreu 105. Os dois clubes jamais decidiram um título entre si.

DESEMPENHO do Cruzeiro na história do Brasileiro: 57 participações em 61 campeonatos, 1.367 jogos, 594 vitórias, 366 empates, 407 derrotas, 2.007 gols marcados, 1.549 sofridos. Aproveitamento de 52%.

Rosan: “Jogo foi bom e o resultado não foi ruim”

terça-feira, 28 de novembro de 2017

PITACOS acerca do CRUZEIRO 0x1 VASCO, neste 26nov17dom17h, no Mineirão (62 mil), Belo Horizonte, 37ª rodada do Campeonato Brasileiro 2017:

MANO MENEZES: Com exceção do resultado, foi positivo. O Cruzeiro jogou bem, o Vasco chutou duas bolas. Uma foi o gol de cabeça, outra foi a que o Romero tirou em cima da linha num contrataque. Nós criamos oportunidades claras pra empatar e até virar. Mas há dias em que a bola não quer entrar. O adversário teve méritos de se defender com bastante gente dentro da área, como no 2º tempo. E nem foi nem uma maneira eficiente de se defender, pois criamos oportunidades. Mas a bola sempre batia em algum pé e eles seguraram o um a zero do 1º tempo. Não era o que gostaríamos pra terminar o ano em casa. Mas nos faltou um jogador pra cabecear. Tivemos que levantar bola, pois o Vasco nos deu espaço pra cruzar. Faltou o que teria que faltar mesmo com a ausência de três jogadores da posição, como está acontecendo nesta reta final de Brasileiro. Temos dois jogadores com características de área. Até três, se consideramos o Jonata, que ainda é um menino. Mas tanto o Raniel quanto o Sassá teriam desempenho melhor pelas características que têm, principalmente a partir da vantagem do Vasco.

LEO: Criamos bastante, tivemos várias chances, mas o goleiro foi feliz. Tem dia que é assim: o goleiro adversário faz milagres. Nossa equipe suou, se dedicou bastante e tentou a vitória até o final, mas infelizmente ela não veio.

NEVES: O goleiro estava impossível, pegando tudo. O Arrascaeta estava puto da vida, pois ele pegava no contrapé, pegava de todos os jeitos. Mas o Cruzeiro jogou bem, ficou o tempo inteiro em cima, entrando pelos lados, tabelando por dentro. Mas hoje poderíamos jogar o dia inteiro que a bola não ia entrar. O torcedor reconheceu o esforço e o que a gente fez pra tentar vencer.

GLOBO ESPORTE: Foi ataque contra defesa. Mas enquanto o Vasco soube se defender, o Cruzeiro teve dificuldades pra atacar. Em sua primeira finalização, aos 20, o Cruzmaltino abriu o placar. E passou o resto do tempo explorando contrataques. Teve pelo menos duas boas chances pra ampliar. Na maior parte do jogo, o time mineiro teve o controle das ações, mas ter a posse de bola não significa ter grande atuação. Apesar da pressão, o Cruzeiro criou poucas chances claras. E quando esteve perto do gol, parou em Martín Silva, que fez pelo menos duas defesas difíceis.

DOUGLAS VELLOSO: As jogadas ofensivas se resumem a lampejos individuais. Pode parecer clichê, mas o Vasco veio jogar por um bola e conseguiu. E o Cruzeiro? Jogou pelo quê? Precisava e muito de variação ofensiva, de que os jogadores se entendessem pra conseguir algo novo, mas parece que não houve orientação pra tal. Bryan e Romero não quebraram, pois tiveram foco no jogo.

MARCUS OLIVEIRA: Pra vencer é preciso marcar gols. Não importa quanto tempo de posse ou quantas oportunidades são criadas, o que ainda conta é o número de vezes que a bola cruza a risca de gol. Pra isso, as equipes geralmente contam com um especialista na função, o cara que treina durante toda sua vida profissional pra melhor finalizar jogadas. E o Cruzeiro não tem esse jogador!

TREM AZUL: Cadê o Ábila? Jogador raçudo, que leva torcida ao estádio, pois joga e comemora com raça, além de animar o torcedor com excelentes entrevistas! Mas o burro não o quis…

ROSAN AMARAL: O jogo foi bom e o resultado não foi ruim (risos).

Rafinha foi o mais atuante

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

ATUAÇÕES dos protagonistas de CRUZEIRO 0x1 VASCO, neste 26nov17dom17h, no Mineirão (62 mil), Belo Horizonte, 37ª rodada do Campeonato Brasileiro 201:

TORCIDA CELESTE compareceu em quantidade de Campeonato Mineiro e não esteve muito atuante. Delegou o barulho à batucada das organizadas e só deu uma colher de chá ao time, aos 72, após jogada de Rafinha que resultou em escanteio.

RAFAEL não teve culpa no gol e fez uma defesa difícil no apagar das luzes.

ROMERO salvou um gol e quase entregou outro. Foi pouco incomodado na lateral, mas quando o foi safou-se bem.

LEO, soberano na defesa, foi ao taque várias vezes conferir bolas de escanteio. E ainda deu prensa no juiz, por um suposto pênalti não marcado. Tomou amarelo, mas mostrou que não estava jogando de brincadeirinha.

DIGÃO cometeu um ou outro erro, mas acertou muito mais, inclusive nas subidas ao ataque, quando levou perigo ao arco vascaíno.

BRYAN esforçou-se bastante, buscou jogo, tentou de tudo pra aparecer. Chutou de longe, a bola sumiu, levou bronca do técnico. Tentou cobrar uma falta, os caciques não permitiram. Valeu pelo esforço.

LUCAS cumpriu os protocolos da volância, com capricho nos passes, mas sem ousadia. Saiu mais cedo porque o técnico precisava reforçar o ataque.

HENRIQUE jogou bem, cumpriu sua missão de volante foi ao ataque tentar marcar um gol, o que quase conseguiu.

ROBINHO não estava em seus melhores dias. Criou pouco.

RAFINHA, trabalhador, criou jogadas pelos dois lados do ataque. E aí da mudou a marcar. Está se tornando o 12º titular.

NEVES não teve apagão físico, manteve o rotim até o fim, mas não conseguiu o arremate decisivo.

ARRASCAETA foi o mais criativo, o que mais buscou o jogo, mas também o que mais teve motivos pra se emputecer com o goleiro Martín Silva, conforme nos informou Thiago Neves na saída de campo.

ALISSON esforçou-se, mas não fez uma jogada decisiva.

JUDIVAN jogou pouco tempo e não teve oportunidade pra finalizar.

MANO escalou corretamente, fez as mudanças necessárias, mas não obteve resposta do time. Na coletiva, reclamou da falta de um centrovante. Ah, é? Tá bom, viu!?…

CRUZEIRO martelou o tempo todo, mas não teve capacidade pra marcar gol. Pelo menos quatro oportunidades claras foram desperdiçadas.

VASCO criou duas oportunidades e fez um gol. De resto, entulhou a área pra dificultar as finalizações do Cruzeiro. O goleiro Martin e os defensores foram os destaques.

ÁRBITROS não cometeram erros significativos. Bom desempenho.

  • MelhorDoJogo => RAFINHA [[[11]]] Rocha, Carneiro, Ccc, Muzzi, Talentim, Furletti, Ernesto, Milani, bastos, Barnabé, Dudu —– ROMERO [[[4]]] Bitencourt, Morato, Barros, Patrícia —– MARTÍN [[[4]]] Itatiaia, Walterson, Vilela, Celeste —– LEO [[[3]]] Velloso, Galvão, Síndico —– HENRIQUE [[[1]]] Marcoalex —– DIGÃO [[[1]]] Ge.

Cruzeiro 0x1 Vasco: Incapaz de marcar gol

domingo, 26 de novembro de 2017

CRUZEIRO contra Vasco, neste 26nov17dom17h, no Mineirão Oliveira (62 mil), Belo Horizonte, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro 2017.

RANKING da CBF: Cruzeiro é o 6º, com 14.202 pontos; Vasco, o 13º, com 10.040.

CLASSIFICAÇÃO: Cruzeiro é o 5º, com 56 pontos; Vasco, o 8º, com 50.

CRUZEIRO: Rafael — Romero, Leo, Digão, Bryan — Romero, Henrique — Robinho, Neves, Rafinha — Arrascaeta. T: Mano Menezes.

BANCO: França, Lennon, Arthur, Murilo, Victor Luiz, Nonoca, Lucas, Alisson, Messidoro, Elber, Judivan, Careca.

AUSENTES: Dedé, Ezequiel, Marques, Manoel, Raniel, Sassá, Hudson, Jonata, Sobis, Cabral, Galhardo (lesionados), Fábio (descansando).

PENDURADOS: Alisson, Barbosa, Ezequiel, Hudson, Leo, Romero, Lennon, Sobis, Raniel e Sassá.

ARBITRAGEM: Raphael Claus (Fifa-SP), Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Alex Ang Ribeiro (CBF-SP).

VASCO: Martín Silva — Madson, Paulão, Anderson Martins, Henrique — Evander, Wellington — Pikachu, Nenê — Rios, Paulinho. T: Zé Ricardo.

BANCO: Gabriel Félix G, Gilberto L, Alan L, Rafael Marques B, Jean V, Bruno Paulista V, Andrey V, Mateus Vital M, Wagner M, Caio Monteiro A, Eder Luis A, Paulo Vitor A, Paulinho A.

AUSENTES: Breno, Ramon, Luis Fabiano, Escudero, Kelvin, Marcelo Mattos (lesionados).

PENDURADOS: Paulão, Nenê, Evander, Rios, Henrique, Vital, Pikachu, Wagner, Caio e Paulo Vitor.

TRANSMISSÃO de Cruzeiro x Vasco: Globo pra RJ, RS, SC, PR, ES, GO, TO, MS, MT, SE, AL, PE, PB, RN, PI, MA, PA, AM, RO, AC, RR, AP e DF (com Luis Roberto, Juninho Pernambucano e Arnaldo Cezar Coelho). Premiere e Premiere Internacional (com Jaime Junior e Henrique Fernandes).

TEMPO nublado, temperatura 27°, vento 8 Km/h, umidade, 55%.

CRUZEIRO 0x1 VASCO, 26nov17dom17h. TEMPO nublado, temperatura 27º, vento 8 Km/h, umidade 55%. LOCAL: Mineirão (62 mil), Belo Horizonte. MOTIVO: 37ª rodada, Brasileiro 2017. TRANSMISSÃO: Globo e Premiere. PÚBLICO: 12.212 pag, 14.930 pres, R$256.355, média R$29. ARBITRAGEM: Raphael Claus, Emerson Carvalho, Alex Ang (SP). AMARELOS: Bryan, Neves, Leo, Wellington, Henrique Vasco. GOL: Paulão, 20. CRUZEIRO: Rafael; Romero, Leo, Digão, Bryan; Lucas (Alisson, 55), Henrique; Robinho (Judivan, 74), Neves, Rafinha; Arrascaeta. T: Mano Menezes. VASCO: Martin; Madson, Paulão, Anderson Martins, Henrique; Wellington, Evander (Jean, 46), Pikachu, Nenê (Vital, 68), Paulinho (Wagner, 61); Ríos. T: Zé Ricardo.

HISTÓRICO: 93 jogos. Cruzeiro venceu 34, empatou 29, perdeu 30, marcou 141 gols e sofreu 123. Pelo Brasileiro, 56 partidas. Cruzeiro venceu 22, empatou 19, perdeu 16, marcou 88, levou 68 gols. Os dois clubes decidiram o Brasileiro de 1974, no Maracanã. O Vasco venceu por 2×1.

DESEMPENHO do Cruzeiro na história do Brasileiro: 57 participações em 61 campeonatos, 1.366 jogos, 594 vitórias, 365 empates, 407 derrotas, 2.005 gols marcados, 1.547 sofridos. Aproveitamento de 52%.

37ª BR: Cruzeiro em 5º, Ponte caiu

sábado, 25 de novembro de 2017

FLUMINENSE 1×2 SPORT, 24nov17sab17h, 37ª BR17, Maracanã (78 mil), Rio, 10.660 pag, R$219.540. Árbitros: Dewson Freitas, Helcio Neves, Ricardo Coimbra (PA). Amarelos: MarcoJr, Anselmo. Gols: André, 11, André, 22, MarcoJr, 37. FLU: Cavalieri, Lucas, Renato Chaves, Henrique, Marlon; Marlon Freitas (Alessandro, 46), Douglas, Sornoza (Wendel, 46), Scarpa; MarcoJr, Dourado. T: Abel. SPORT: Magrão, Prata, Henríquez, Durval, Sander; Anselmo, Patrick, Marquinhos, Diego Souza, Mena; André. T: DanielPaulista.

CRUZEIRO 0x1 VASCO, 26nov17dom17h, 37ª BR17, Mineirão (62 mil), Beagá, 12.212 pag, R$256.355. ARBITRAGEM: Raphael Claus, Emerson Carvalho, Alex Ang (SP). AMARELOS: Bryan, Neves, Leo, Wellington, Henrique Vasco. GOL: Paulão, 20. CRUZEIRO: Rafael; Romero, Leo, Digão, Bryan; Lucas (Alisson, 55), Henrique; Robinho (Judivan, 74), Neves, Rafinha; Arrascaeta. T: Mano. VASCO: Martin; Madson, Paulão, Martins, Henrique; Wellington, Evander (Jean, 46), Pikachu, Nenê (Vital, 68), Paulinho (Wagner, 61); Ríos. T: ZéRicardo.

CORITIBA 1×2 SÃO PAULO, 26nov17dom19h, 37ª BR17, Couto Pereira (40 mil), Curitiba, 38.059 pag, R$788.580. Árbitros: Anderson Daronco, Rafael Alves, Elio Nepomuceno (RS). Amarelos: Cléber, Sasse, Werley, Dodô, Marcos. Gols: Wilson, 42 (p) Militão, 67, Galdezani, 71 (c). COXA: Wilson; Dodô, Werley, Cléber, Carleto; Jonas, Alan Santos (Edinho) (Iago), Tiago Real, Sasse (Galdezani); Rildo, Henrique Almeida. T: Marceloliveira. SPFC: Sidão; Militão, Arboleda, Rodrigo Caio, Edimar; Jucilei, Araruna (Thomaz), Shaylon; Cueva, Marcos Guilherme, Brenner (JrTavares). T: DorivalJr.

CORINTHIANS 2×2 MINEIRO, 26nov17dom17h, 37ª BR17, Itaquera (46 mil), Sampa, 46.030 pag, R$2.892.594. Árbitros: Wagner Magalhães, Thiago Farinha, Diogo Carvalho (RJ). Amarelos: Camacho, Clayson, Marquinhos, Maycon, Rocha. Gols: Otero, 29, Jadson, 35, Marquinhos, 58, Fred, 65. SCCP: Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel, Camacho (Marquinhos Gabriel), Jadson (Pedrinho), Rodriguinho (Maycon) e Clayson; Jô. T: Carille. FRANGA: Victor; Rocha, Leonardo, Gabriel, Santos; Yago, Elias, Otero (Moura), Robinho, Valdivia (Luan); Fred (Cazares). T: Oswaldo.

GRÊMIO 1×1 GOIANIENSE, 26nov17dom17h, 37ª BR17. Humaitá (55 mil), PoA, 6.783 pag, R$197.923. Árbitro: Bruno Arleu, Luiz Claudio Regazone, Eduardo Couto (RJ). Amarelos: Gomes, Machado, Alves, Castro, Gilvan. Gols: Andrigo, 70, Poletto, 71. GRÊMIO: Paulo Victor; Leonardo, Bruno Rodrigo, Thyere, Conrado; Cristian (Poletto), Machado (Vico), Kaio, Patrick (Jean Pyerre), Dionathã; Beto Silva. T: Portaluppi. ACG: Kléver; Jonathan, Gilvan, William Alves, Breno Lopes; André Castro, Igor (Jefferson Nem), Andrigo, Jorginho, Luiz Fernando; Diego Rosa (Alison). T: JPSanches.

PONTE 2×3 VITÓRIA, 26nov17dom17h, 37ª BR17, Lucarelli (19 mil), Campinas, 11.682 pres, R$84.313. Árbitros: Ricardo Ribeiro, Guilherme Camilo, Sidmar Meurer (MG). Amarelos: Jeferson, Wendel, Barcelos, Geferson, Kanu, Wallace, Yago, Correia. Vermelho: Rodrigo. Gols: Lucca, 5, Barcelos, 15 (p), André, 57, Tréllez, 58 e 81. PONTE: Aranha; Nino, Rodrigo, Peres, Jeferson; Wendel (Cajá, 54), Elton, Leo Arthur (Marllon, 67), Barcelos; Lucca, Gamalho (Saraiva, 74). T: Baptista. VITÓRIA: Fernando Miguel; Patric, Kanu, Wallace, Geferson; Ramon (Carlos Eduardo, 69), Uillian Correia, Yago; Neílton (Danilinho, 46), Tréllez, David (André Lima, 45). T: Mancini.

AVAÍ 1×0 PARANAENSE, 26nov17dom19h, 37ª BR17, Ressacada (17 mil), Floripa, 13.394 pres, R$227.020. Árbitros: Wilton Sampaio, Bruno Pires, Leone Rocha (GO). Amarelos: Betão, Castro. Gols: Maicon, 15. AVAÍ: Douglas; Maicon, Alemão, Betão, João Paulo; Judson, Pedro Castro, Marquinhos (Rômulo, 81), Maurinho (Leandro, 87), Lourenço (Simião, 71); Luanzinho. T: Claudinei. CAP: Weverton; Jonathan, Paulandré, Thiago Heleno, Fabrício; Pavez (Sidcley, 46), González (Eduardo Henrique, 11), Lucas Fernandes (Gedoz, 71), Rossetto, Pablo; Coutinho. T: FabianoSoares.

FLAMENGO 1×2 SANTOS, , 26nov17dom19h, 37ª BR17, Lusobrasileiro (20 mil), Rio, 13.798 pag, R$288.073. Árbitros: Braulio Machado, Kleber Gil, carlos Berkenbrock (SC). Amarelos: Ricardo, Matheus, Mota, Alison, Diego, Vizeu, Réver. Gols: Paquetá, 6, Brunenrique, 55, Gomes, 73. FLA: Muralha, Rodinei, Réver, Vaz, Renê; Cuéllar, Arão (ViniciusJr, 74), Diego (Geuvânio, 84); Everton Ribeiro, Paquetá, Vizeu (Lincoln, 79). T: Rueda. SANTOS: Vanderlei, Ferraz, Luis Felipe, Noguera, Jean Mota; Alison, Renato, Vecchio (Kayke, 86); Bruno Henrique (Matheus Jesus, 79), Copete (Gomes, 67), Ricardo Oliveira. T: Elano.

BAHIA 0x1 CHAPECOENSE, 26nov17dom19h, 37ª BR17, FonteNova (50 mil), Salvador, 35.437 pag, R$1.076.353. Árbitros: Pericles Bassols, Cleberson Leite, Marcelino Nazare (PE). Amarelos: Rafael, Mendoza, Feijão, Eduardo, Grolli, Reinaldo, Amaral. Vermelho: ZéRafael. Gols: WP, 44. BAHIA: Jean; Eduardo, Tiago, Martins, Capixaba; RenêJr (Hernane), Allione (Régis); ZéRafael, Vinicius (Edson), Mendoza; Edigar Junio. T: Carpegiani. CHAPE: Jandrei; Apodi, Douglas, Grolli, Reinaldo; Elicarlos (Fabruno), Amaral; Luizantonio (Moisés Ribeiro), Canteros, João Pedro (Nadson); Wellington Paulista. T: Kleina.

PALMEIRAS 2×0 BOTAFOGO, 27nov17seg20h, 37ª BR17, Allianz, Sampa, 23.562 pag, R$1.230.114. Árbitros: Elmo Resende, Fabricio Vilarinho, Cristhian Sorence (GO). Amarelos: Melo, Moisés, Silva, Lindoso, João, Pimpão. Gols: Dudu, 54, Keno, 62, SEP: Jailson; Mayke, Mina, Dracena, Zé Roberto; Felipe Melo (Thiago Santos, 74), TchêTchê, Moisés (Willian, 72); Keno, Dudu (Hyoran, 84), Borja. T: Valeintim. BOTA: Gatito, Arnaldo, Carli, Rabello, Victor Luís; Lindoso (Ezequiel, 84), Bruno Silva, João Paulo (Marcos Vinícius, 68), Valencia; Pimpão, Guilherme (Tanque, 68). T: Ventura.

LUGARES: 430.000. PÚBLICO: MÉDIA: OCUPAÇÃO: 

Sem etiqueta

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Destaques sem etiqueta nas séries A e B:

  • Rômulo A, JrDutra A, Douglas G, Apodi L, Fabruno B, Reinaldo L, Jandrei G, Carleto L, Wilson G, Jonathan L, Tiagoeleno B, Nino L, Victorluiz L, Gatito G, BrunoSilva V, Joaumpaulo M, Pimpão A, Scarpa M, Dourado A, Paulinho A, Jorginho M, LuizFernando M, Pacheco L, David A, Sá L, Edigar A, Jean G, ZeRafael M, Rômulo L, Cesar G, Airton L, Artur A, Cazeduardo A…

Algum deles pode ser útil  ao Cruzeiro?

Mano: “Tivemos paciência, posse e empurramos o Vitória”

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

MANO MENEZES: Tivemos paciência, posse e empurramos o Vitória pra trás. Foi rondando o gol. Tinha um pouco de dificuldades no acabamento, na última bola, porque não havia jogadores com característica de cabeceio. Mas o futebol é realmente surpreendente e fomos fazer um gol de cabeça, colocando um pouco mais de justiça no placar. Fico feliz pela entrega dos jogadores faltando duas rodadas pra terminar o campeonato. Vamos terminar a temporada nas primeiras posições, valorizando o que fizemos até aqui e juntando com o título da Copa do Brasil. Foi uma boa temporada. Mas importante foi ter uma ideia de futebol e trabalhar em cima dela durante a temporada. Achamos essa ideia e os jogadores que entram, mesmo mudando um pouco as características, como hoje, quando fomos forçados a tirar o Jonata e colocar o Elber, sabem a que aquela posição necessita em termos de movimentação. Hoje encontramos espaços pra trabalhar a bola entre as linhas, soubemos usa-los e a bola chegou com qualidade pra se definir. Isso fortalece o grupo, é importante pra todos os jogadores e me deixa contente.

HENRIQUE: Tivemos oportunidades, fomos bem e buscamos sempre a vitória, mas não tivemos a felicidade de sair com os três pontos.

DOUGLAS VELLOSO: Jogo dentro das expectativas. Mas algumas peças foram abaixo, como Murilo, Elber, Messidoro. E, como sempre, faltou definição nas jogadas ofensivas. Galhardo e Bryan foram bem acionados e não comprometeram, mas também não nada fizeram de excepcional. No 2º tempo, o Cruzeiro precisava ser mais efetivo, mais intenso, mais individual, o que pouco aconteceu.

GABRIEL OLIVEIRA: Depois desse jogo, quem acha que escanteio não serve como assistência, deveria repensar essa opinião. Os petelecos do Alisson e do Arrascaeta, em que a bola custou a chegar ao primeiro poste, são das piores coisas deste time do Cruzeiro.

ROSAN AMARAL: Bryan não foi o melhor, mas foi o nome do jogo. Depois da partida, disse que a bola bateu em sua mão. Mentira! Ele levou a mão na bola, tal qual um armador de basquete puxando contrataque. Henrique foi o melhor. Leo e Galhardo jogaram bem, Romero e Arrascaeta, medianos. Elber e Judivan deram um “up” no time.

ROMAROL: Gostei das jogadas de Alisson e Bryan na esquerda. Do passe do Romero pro Henrique no lance do possível gol. Da bequeira, com Leo e Murilo. O Vitória jogou muito recuado e restou ao Cruzeiro partir pra cima. Depois, Mancini botou seu time no 5-0-5 e o jogo ficou até gostoso de se ver, com lances importantes a cada minuto

MATHEUS CHAVES: O Cruzeiro jogou muito bem e merecia um resultado melhor.

KING ARTHUR: Depois daquele pênalti ridículo, desliguei a TV e fui tocar violão. Juro. Paciência zero.

Henrique foi o maestro

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

ATUAÇÕES dos protagonistas de VITÓRIA 1×1 CRUZEIRO, neste 19nov17dom17h, no Barradas, Salvador, pela 36ª rodada do Brasileiro 2017:

TORCIDA CELESTE compareceu. Algumas centenas foram ao Manuel Barradas, vestidos a caráter, e comemoraram o empate, com bom futebol.

FÁBIO defendeu o que era possível. O pênalti, com paradinha, não deu pra ele. 

GALHARDO não repetiu a boa atuação da estreia. Motivo simples: Pelo seu lado estava jogando David, o melhor do Vitória. Ainda assim, arriscou uma ou outra subida corajosa ao ataque. E fez alguns cruzamentos de perna esquerda também. Um muito bom e outro péssimo. Mas vem ganhando condição física e técnica. Promete ser mesmo um bom reforço.

LEO, mais que perfeito. Inteligente, não se limita a rebater. Fez a cobertura da lateral direita e, nas bolas aéreas ofensivas, criou problemas pra defesa baiana.

MURILO jogou com a tranquilidade de sempre. Nem os pequenos erros o fazem ficar apavorado.

BRYAN cometeu pênalti, com um toque de mão involuntário, mas no se deixou abater. Marcou apoiou com eficiência, chutou bola na baliza e deu assistência pro gol de empate. Não tem a classe do Barbosa, mas tem fome de bola.

HENRIQUE fez uma partida perfeita. É um volante que compreende bem o conceito da posição. Dá boa saída, faz a bola girar e escolhe bem as jogadas de ataque. De quebra, fez um gol, que nem ele viu. Muito menos, juiz e adicional.

ROMERO deu um passe de craque, pra uma finalização de Henrique. Mas também deu uma patada, por trás, num baiano, que poderia ter resultado num cartão vermelho. Era só o rubro-negro valorizar, que a maionese desandava. De resto, a mesma boa vontade de sempre.

RAFINHA jogou com a dedicação de sempre, mas não produziu lances decisivos no ataque. Na recomposição, foi perfeito.

ARRASCAETA participou intensamente do jogo, mas não conseguiu desequilibrar, como costuma fazer em lances pessoais. Nos escanteios, foi mal, com cobranças chochas.

ALISSON esforçou-se como se o jogo valesse título. No lance do gol, fez de tudo: tabelou e arrematou, com um peixinho espetacular.

JONATA cumpria sua missão de segurar os beques e conferir as poucas bolas que chegavam à área. Machucou-se num choque com Patric e saiu antes do fim da etapa inicial.

ELBER foi o novo falso nove encontrado por Mano Menezes. E não decepcionou. Partiu pra cima da defesa baiana, bem ao seu estilo, deu trabalho, só faltou um gol pra se garantir no elenco de 2018.

MESSIDORO, mais desinibido do que em suas primeiras partidas, arriscou jogadas individuais e deu bons passes.

JUDIVAN jogou sem medo, sem evitar os choques. Só não teve bolas pra arrematar.

MANO escalou o que tinha de melhor, fez os testes prometidos e deixou a rapaziada se divertir jogando sem muitas amarras. Pra não perder o costume, deu trabalho pros árbitros com suas reclamações de sempre. Na coletiva, contudo, limpou a barra do juiz no lance do gol de Henrique.

CRUZEIRO jogou com disposição, desmentindo a tese dos torcedores absenteístas de que o time não quer nada com a competição. Os volantes e os beques foram os destaques, com atuações impecáveis. Os testados não decepcionaram e continuam na batalha por um lugar no elenco da Libertadores.

VITÓRIA foi um time bem armado, mas inseguro, até meio apavorado. Saiu na frente e não soube esfriar o jogo, levando pressão até ceder o empate. David é um ótimo atacante e Tréllez, inteligente e perigoso. Faltou, contudo, criatividade aos meio-campistas, bons pra desarmar, fracos pra fazer a bola chegar aos atacantes.

ÁRBITROS sofreram com lances duvidosos. Na dúvida, beneficiaram os baianos no lance do go de Henrique e do pênalti sobre Elber.

  • MelhorDoJogo=> HENRIQUE [[[12]]] Polaco, Klauss, França, Rosan, Seixas, Bastos, Vanda, Velloso, Celeste, Bastos, Mari, Síndico —– ROMERO [[[4]]] Barros, Andreluiz, Patrícia, Dudu —– ALISSON [[[4]]] Carneiro, Romarol, Domênico, Morato —– Bryan [[[2]]] Marcoalex, Vilela —– GALHARDO [[[1]]] João —– LEO [[[1]]] Barnabé —– ARRASCAETA [[[1]]] Ivana —– ELBER [[[1]]] Schrier.