Arquivo da Categoria ‘Brasileiro 2014’

Quem foi o melhor na Ressacada?

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Quem foi o melhor de AVAÍ 1×0 CRUZEIRO, neste 23jul17dom16h, na Ressacada (17 mil), Florianópolis, pela 16ª rodada do Brasileiro 2017?

HENRIQUE [[[1]]] Rocha

SASSÁ [[[1]]] Ccc

SOBIS [[[[1]]] Pps

ARRASCAETA [[[1]]] Klauss

DOUGLAS [[[1]]] Schrier

ALEMÃO [[[1]]] Patrícia

Avaí 1×0 Cruzeiro: Mano e seu futebol soft…

domingo, 23 de julho de 2017

CRUZEIRO contra Avaí, neste 23jul17dom16h, na Ressacada (17 mil), Florianópolis, pela 16ª rodada do Brasileiro 2017.

RANKING da CBF: Cruzeiro é o 6º, com 14.202 pontos; Avaí, o 24º, com 5.894.

CLASSIFICAÇÃO: Cruzeiro é o 8º, com 22 pontos; Avai, o 18º, com 14.

CRUZEIRO: Fábio — Romero, Leo, Murilo, Barbosa — Henrique, Lucas — Elber, Neves, Sobis — Sassá. T: Mano Menezes.

BANCO: França, Rafael, Bryan, Manoel, Arthur, Cabral, Romero, Nonoca, Arrascaeta, Marques, Raniel.

AUSENTES: Ezequiel (suspenso), Alisson (poupado), Robinho, Rafinha, Hudson, Dedé e Judivan (lesionados).

PENDURADOS: Barbosa, Romero e Robinho.

ARBITRAGEM: Flávio Rodrigues de Souza, Daniel Paulo Ziolli e Daniel Luis Marque (SP).

AVAÍ: Douglas — Leandro, Alemão, Betão, João Paulo — Judson, Simião, Castro — Juan — Dutra, Joel. T: Claudinei Oliveira.

BANCO: Kozlinski, Maicon, Aírton, Diego Tavares, Gustavo, Lourenço, Lucas Lovat, Luan Pereira, Lucas Otávio, Rômulo, Vitor Prada, Willians Santana.

AUSENTES: Capa (suspenso), Luan, Marquinhos (suspensos).

PENDURADOS: Pedro Castro e Lourenço.

TEMPO em Florianópolis: Parcialidades,mente nublado, temperatura 18º, vento 14 Km/h, umidade 77%.

TRANSMISSÃO de Avaí x Cruzeiro: Globo para MG, com narração de Rogério Correa e comentários de Bob Faria e Marcio Rezende Freitas. Premiere, com narração de André Lino e comentários de Paulinho Criciúma.

AVAÍ 1×0 CRUZEIRO, 23jul17dom16h. TEMPO limpo, temperatura 18º, vento 21 Km/h, umidade 78%. LOCAL: Ressacada (17 mil), Florianópolis. MOTIVO: 16ª rodada Brasileiro 2017. TRANSMISSÃO: Globo Minas, Premiere. PÚBLICO: 5.355 pag, 6.773 pres, R$154.475, média R$29. ARBITRAGEM: Flávio Souza, Daniel Ziolli, Daniel Marques (SP). AMARELOS: Simião, Judson. GOL: AVAÍ: Dutra, 21. AVAÍ: Douglas; Leandro Silva, Alemão, Betão, João Paulo; Judson, Wellington Simião (Lucas Otávio), Juan (Rômulo), Pedro Castro; Júnior Dutra, Joel (Williams Santana). T: Claudinei Oliveira. CRUZEIRO: Fábio; Romero, Leo, Murilo, Barbosa; Henrique, Lucas (Arrascaeta); Elber, Neves (Marques), Sobis, Sassá (Raniel), Sassá. T: Mano Menezes.

HISTÓRICO: 7 jogos, 3 vitórias do Cruzeiro (1×0, Mineirão, 5×0, Parque do Sabiá, 2×1, Ressacada), 3 empates (2×2 Avaí, Mineirão, 2×2, Ressacada, 0x0, Ressacada)e 1 vitória do Avaí (1×0, Ressacada) . O Cruzeiro fez 12 gols e sofreu 6.

DESEMPENHO do Cruzeiro na história do Brasileiro: 57 participações em 61 campeonatos, 1.361 jogos, 593 vitórias, 364 empates, 405 derrotas, 2.002 gols marcados, 1.551 sofridos. Aproveitamento de 53%.

16ª BR: Cruzeiro continua buscando o G6

sábado, 22 de julho de 2017

VITORIA 1×2 CHAPECOENSE, 22jul17sab16h, 16ª BR 2017, Barradas (35 mil), Salvador.

FLAMENGO 2×1 CORITIBA, 22jul17sab16h, 16ª BR 2017, Lusobrasileiro (20 mil), Rio

SANTOS 3×0 BAHIA, 23jul17dom11h, 16ª BR 2017, Pacaembu (38 mil), Sampa

AVAÍ 1×0 CRUZEIRO, 23jul17dom16h, 16ª BR 2017, Ressacada (17 mil), Floripa

SPORT 0x2 PALMEIRAS, 23jul17dom16h, 16ª BR 2017, Ilha do Retiro (35 mil), Recife

FLUMINENSE 0x1 CORINTHIANS, 23jul17dom16h, 16ª BR 2017, Maracanã (78 mil), Rio

PARANAENSE 0x1 Ponte Preta, 23jul17dom19h, 16ª BR 2017, Baixada (42 mil), Curitiba [2º TEMPO]

GOIANIENSE 0x0 BOTAFOGO, 23jul17dom19h, 16ª BR 2017, Olímpico (13 mil), Goiânia [2º TEMPO]

MINEIRO 1×1 VASCO, 23jul17dom19h, 16ª BR 2017, Independência (23 mil), Beagá [2º TEMPO]

GRÊMIO x SÃO PAULO. 24jul17seg20h, 16ª BR 2017, Humaitá (55 mil), PoA [AMANHÃ]

Poupar ou não poupar, eis a questão…

sábado, 22 de julho de 2017

RELACIONADOS pro jogo contra o Avaí, na Ressacada, Floripa, neste domingo, 23jul17, às 16h: 

Fábio, França, Rafael, Bryan, Barbosa, Leo, Murilo, Manoel, Arthur, Cabral, Henrique, Romero, Lucas, Nonoca, Arrascaeta, Elber, Neves, Sobis, Marques, Raniel e Sassá.

Pergunto ao caro leitor:

  1. Quem vc pouparia pensando no jogo contra o Palmeiras, na próxima quarta, pela Copa do Brasil? 
  2. Que time vc escalaria pra este jogo contra o Avaí? 

Meu time, pra amanhã, seria:

  • Fábio — Romero, Leo, Murilo, Bryan — Henrique, Lucas — Elber, Arrascaeta, Sobis — Sassá.  

Guardaria Barbosa, Cabral e Neves pra enfrentar o Palmeiras.

Ivan Monteiro: “Sabor de derrota”

sexta-feira, 21 de julho de 2017

PITACOS acerca do FLUMINENSE 1×1 CRUZEIRO, neste 20jul17qui19h30, no Giulite Coutinho, Mesquita, pela 5ª rodada Brasileiro 2017:

MANO MENEZES: Às vezes, o time não melhora com as substituições. O desgaste do Sassá era inevitável. Elber também estava desgastado. Cabral sentiu. A gente tinha que fazer alterações. Rafael Marques errou porque precisávamos de alguém na esquerda pra segurar o Leo Pelé. Depois saiu o Sassá. Optei por Bryan, pra ter uma jogada aguda pela esquerda. Funcionou em parte. Controlamos a saída do Fluminense, mas não conseguimos chegar fortes, o que era preciso pra vencer. Depois, colocamos o Raniel. Às vezes, a gente pensa nas coisas, mas não temos todas as alternativas que gostaríamos. Às vezes, funciona bem, às vezes, não.  O Fluminense voltou diferente no 2º tempo, tivemos dificuldade em controlar e perdemos volume de jogo e o empate foi justo. Nosso pecado foi não transformar superioridade em gols no 1º tempo. Os dois camisas dez, embora o Thiago tenha jogado com a 30, eram os responsáveis pela criação, mas depois o Abel colocou o Scarpa aberto. Thiago tem muita facilidade pra isso, e veja como crescemos de produção. Tive que mudar a forma da equipe jogar, por causa da dificuldade do Alisson. Por isso, o Thiago centralizou as jogadas. Elber ficou na esquerda e Sassá mais à frente

CLAUDINEI VILELA: Rafael Marques lembra Thiago Neves, no início do ex-tricolor no Cruzeiro: tropeça nas pernas, perde bolas, erra passes… Hoje, o Neves fez uma partida muito boa, como tem feito de uns tempos pra cá. Achou seu lugar no time, fruto de seu esforço e da insistência do Mano.

IVAN MONTEIRO: Sabor de derrota. No 1º tempo, apesar de uma certa confusão no meiocampo, o time celeste foi bem. No 2º tempo, foi mal. Que formação foi aquela?

ERNESTO ARAUJO: Não foi apenas o lado físico que atrapalha o time celeste. Abel Braga disse que mudou o posicionamento de seu meiocampo. E foi assim que o novamente o Cruzeiro perdeu controle da partida. Se tivesse tomado a virada não seria nenhuma surpresa. As mexidas do Mano, que eu não entendi, não melhoraram a equipe. No máximo mantiveram as coisas do mesmo jeito.

DOUGLAS VELLOSO: Jogo previsível. O Cruzeiro foi protocolar no 2º tempo, dosando energias, jogadores e futebol. O 1º tempo esteve mais pro Cruzeiro, apesar dos erros de passe. No 2º, o time celeste diminuiu o ritmo, mas manteve a proposta. As mexidas deixaram a equipe mais pesada, sem qualquer poder de fogo. O Flu parecia mais inteiro no final do jogo, mas não percebeu isso e entrou na onda do Cruzeiro. No fim das contas os dois times pareciam satisfeitos com o resultado. 

Neves e Fábio, os melhores contra o jovem Flu

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Quem foi o melhor de FLUMINENSE 1×1 CRUZEIRO, neste 20jul17qui19h30, no Giulite Coutinho, Mesquita, pela 5ª rodada Brasileiro 2017?

TORCIDA CELESTE se fez presente e, embora com reduzido contingente, fez barulho. Das organizadas, só a Máfia estendeu sua faixa.

ROMERO esforçou-se e não passou muito disso. Apavorou-se no lance do pênalti, que poderia ter evitado, pois Fábio estava no lance.

LEO não cometeu erros. Esteve bem nos desarmes, rebatidas e coberturas.

MURILO cometeu uma falta na meia lua que poderia ter complicado o jogo. Nos demais lances, sobriedade e segurança.

BARBOSA fez sua parte na defesa e apoiou o o ataque, quando teve chance. Mas nada de muito marcante.

HENRIQUE, sempre bem posicionado, não deixou espaços pra Scarpa, que se viu obrigado a migrar pra pontadestra em busca de sossego pra trabalhar.

CABRAL cansou cedo, talvez, em função da correria e dos deslocamentos dos meiocampistas do Flu. Ficou devendo no apoio ao ataque.

LUCAS mostrou evolução física jogando até o fim. Ajudou bastante na contenção, mas no ataque limitou-se a um chute sem direção.

ELBER jogou com disposição, mas ficou devendo na criatividade. Saiu mais cedo, cansado.

NEVES desequilibrou na etapa inicial, com jogadas individuais, bons passes uma assistência perfeita. Na etapa final, caiu, vitima do fôlegos curto de da malho arrumação do sistema defensivo tricolor.

SASSÁ, esperto, venceu varias disputas com seus marcadores e fez um gol. No 2º tempo, foi substituido, segundo o técnico, por cansaço.

MARQUES jogou meia hora e não fez uma jogada sequer digna de registro.

RANIEL jogou os últimos 15 minutos e não melhorou o ataque.

BRYAN entrou pra jogar na pontesquerda e conseguiu fazer alguns cruzamentos. Por esforço, pois não estava entrosado com os companheiros de meio e ataque.

MANO escalou um time que dominou o primeiro e foi dominado no segundo tempo, E todas as mudanças que fez tentando recuperar o controle da partida foram em vão.

CRUZEIRO fez um bom primeiro tempo. E só. Com Neves em baixa na etapa final, o time so mostrou serviço do goleiro aos volantes.

FLUMINENSE teve 14 jogadores da base entre os 20 relacionados. E uma média de idade de 23 anos. Números que não ajudam na formação de um time de grande qualidade, mas que não impediram dedicação, movimetação e rapidez.

ÁRBITROS não comprometeram. Até o pênalti foi bem marcado.

NEVES [[[15]]] Jotapê, Ernesto, Ramos, Velame, Rocha, Wagner, Marcelo, Soalheiro, Evans, Carvalho, Morato, Bastos, Anchieta, França, Pps —– FÁBIO [[[11]]] Walterson, Dias, Serelo, Galvão, Thiago, Monteiro, Walery, Velloso, Síndico, Patricia, Dudu —– SASSÁ [[[7]]] Bitencourt, Ccc, Schrier, Viana, André, Wallace, Barnabé —– MANO [[[1]]] Muzzi —– RICHARLISON [[[1]]] Netflu.

Fluminense 1×1 Cruzeiro: Só um tempo bem jogado

quinta-feira, 20 de julho de 2017

CRUZEIRO contra Fluminense, neste 20jul17qui19h30, no Giulite Coutinho, Mesquita, pela 5ª rodada Brasileiro 2017.

RANKING da CBF: Cruzeiro é o 6º, com 14.202 pontos; Fluminense é o 10º, com 11.668.

CLASSIFICAÇÃO: Cruzeiro é o 7º, com 21 pontos; Fluminense, o 10º, com 20.

CRUZEIRO: Fábio — Romero, Leo, Murilo, Barbosa — Henrique, Cabral — Elber, Neves, Alisson — Sassá. T: Mano Menezes.

BANCO: França, Rafael, Ezequiel, Bryan, Fabrício, Arthur, Lucas, Nonoca, Marques, Raniel.

AUSENTES: Arrascaeta e Manoel (preparação física), Judivan, Robinho e Rafinha (fisioterapia), Dedé e Hudson (lesionados), Sobis (suspenso).

PENDURADOS: Ábila, Barbosa, Ezequiel e Robinho.

ARBITRAGEM: Leandro Vuaden, Jose Eduardo Calza e Mauricio Coelho Silva Penna (RS).

FLUMINENSE: Julio Cesar — Lucas, Henrique, Frazan, Leo — Oreuela, Freitas, Wendel — Scarpa — Richarlison, Pede. T: Abel Braga.

BANCO: Cavalieri G, Felipe L, Ibañez B, Norton V, Alessandro M, Marco Júnior A, Robert A, Calazans A, Peu A.

AUSENTES: Reginaldo, Luquinhas, Marquinho, Luiz Fernando, Douglas, Renato Chaves, Gum, Pierre, Sornoza (lesionados, Wellington Silva (em negociação com o Bordeaux).

PENDURADOS: Douglas, Lucas, Leo, Calazans, Nogueira e Orejuela.

TEMPO em Mesquita: ensolarado, temperatura 25º, vento 14 Km/h, umidade 49%.

TRANSMISSÃO de Fluminense x Cruzeiro: Premiere, com narração de Julio Oliveira, comentários de Edinho, reportagens de Julia Guimarães e Pedro Correia.

FLUMINENSE 1×1 CRUZEIRO, 20jul17qua19h3o. TEMPO limpo, temperatura 20º, vento 5 Km/h, umidade 79%. LOCAL: Giulite Coutinho (13 mil), Mesquita. MOTIVO: 15ª rodada, Brasileiro 2017. TRANSMISSÃO: Premiere. PÚBLICO: 4.757 pagantes, 5.753 presentes, R$115.000, média R$24. ARBITRAGEM: Leandro Vuaden, José Eduardo Calza, Maurício Coelho Penna (RS). AMARELOS: Richarlison, Marlon, Wendel, Romero, Leo. GOLS: Sassá, 35, Richarlison, 41 (p). FLUMINENSE: Júlio César; Lucas (Norton, 79), Henrique, Frazan, Leo Pelé; Orejuela, Marlon Freitas, Wendel, Scarpa; Richarlison, Pedro (Calazans, 70). T: Abel Braga. CRUZEIRO: Fábio; Romero, Leo, Murilo, Barbosa; Henrique, Lucas, Cabral (Marques, 60); Neves, Elber (Raniel, 76), Sassá (Bryan, 73). T: Mano Menezes.

HISTÓRICO: Foi o 76º Cruzeiro x Fluminense. O Cruzeiro venceu 24, empatou 19, perdeu 33, marcou 105 gols, levou 118. Pelos campeonatos brasileiros, desde 1959, foram 61 partidas. O Cruzeiro venceu 22, empatou 17 e perdeu 22, marcou 84, sofreu 83 gols. Os dois clubes jamais decidiram uma competição entre si, mas chegaram próximos no Brasileiro 2010, no qual o Flu campeou com 2 pontos a mais que o Cruzeiro.

DESEMPENHO do Cruzeiro na história do Brasileiro: 57 participações em 61 campeonatos, 1.360 jogos, 593 vitórias, 364 empates, 404 derrotas, 2.002 gols marcados, 1.550 sofridos. Aproveitamento de 53%.

15ª BR: Cruzeiro de olho no G6

quinta-feira, 20 de julho de 2017

VITÓRIA 1×3 GRÊMIO, 19jul17qua19h30, 15ª BR 2017, Barradas (35 mil), Salvador, 5.541 pag, R$64.708. Árbitros: Péricles Bassols, Clovis Amaral, Cleberson Leite (PE). Amarelos: Renê, Trellez, Thyere, Kannemann, Barrios. Gols: Fernandinho, 7 (f), Arthur, 43, David, 57, Ramiro, 62. VITÓRIA: Fernando Miguel; Sá (Patric, 66), Alan Costa, Kanu, Geferson; Uilian Corrêa, Renê Santos (Deivid, 46), Carlos Eduardo, Cleiton Xavier (Yago, 55); Trellez, Andrelima. T: Gallo. GRÊMIO: Grohe; Edilson, Thyere, Kannemann, Cortez; Maicon (Jailson, 69), Ramiro, Fernandinho, Arthur, Rocha (Marcelo Oliveira, 82); Barrios (Everton, 59). T: Portaluppi.

SANTOS 1×0 CHAPECOENSE, 19jul17qua21h, 15ª BR 2017, – Vila Belmiro (16 mil), Santos, 5.533 pag, R$155.900. Árbitro: Elmo Alves Resende, Fabricio Vilarinho, Cristhian Sorence (GO). Amarelos: Lima, Matheus, Vanderlei, Vecchio, Mineiro, Fabrício. Gol: Vecchio, 60. SANTOS: Vanderlei; Matheus Ribeiro, Veríssimo, Braz, Jean Mota; Yuri (Alison), Vecchio, Lucas Lima; Copete, Thiago Ribeiro, Kayke (Gomes). T: Culpi. CHAPE: Jandrei; Apodi, Grolli, Fabrício Bruno, Diego Renan; Lucas Marques, Moisés Ribeiro, Lucas Mineiro (Lourency), Seijas (Túlio Melo); Caike (Wellington Paulista), Luizantônio. T: Eutrópio.

AVAÍ 0x0 CORINTHIANS, 19jul17qua21h, 15ª BR 2017, Ressacada (17 mil), Floripa, 10.926 pag, R$369.435. ÁrbitroS: Wilton Sampaio, Bruno Pires, Leone Rocha (GO). Amarelos: Betão, Capa, Marquingabriel, Fagner, Romero. AVAÍ: Douglas; Leandro, Alemão, Betão, Capa; Judson (Lucas Otávio, 87), Simião (Marquinhos, 77), Pedro Castro, Juan (Rômulo, 64); Dutra, Joel. T: Claudinei. SCCP: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo (Pedro Henrique, 58), Arana; Gabriel (Kazim, 80), Maycon; Jadson (Marquingabriel, 59), Rodriguinho, Romero; Jô. T: Carille.

PONTE PRETA 4×0 CORITIBA, 19jul17qua21h, 15ª BR Lucarelli (19 mil), Campinas, 3.792 pag, R$74.855. Árbitros: Rodrigo Raposo, José Reinaldo, Daniel Andrade (DF). Amarelos: Sheik. Gols: Artur, 15, Sheik, 60, Lucca, 83, Sheik, 87. PONTE: Aranha; Jeferson, Marllon, Rodrigo, Danilo; Bob (Elton, 68), Maranhão (Cajá, 76), Naldo, Leo Artur (Nino Paraíba, 85); Sheik, Lucca. T: Kleina. COXA: Wilson; Dodô, Márcio, Luizão, Carleto (Berola, 58); Jonas, Edinho (Tomas Bastos, 46), Rildo, Galdezani, William Matheus; Henrique Almeida (Filigrana, 66). T: Pachequinho.

FLAMENGO 2×2 PALMEIRAS, 19jul17qua21h45, 15ª BR 2017, Lusobrasileiro (20 mil), Rio, x.xxx pag, R$. Árbitros: Jailson Freitas, Alessandro Matos, Elicarlos Oliveira (BA). Amarelos: Márcio, Mancuello, Bruno, Mina, Luan, Borja, Dudu, Bastos, Thiago, Jailson. Gols: Pará, 7, William, 31, Guedes, 42, Guerrero, 43. FLA: Thiago; Pará, Réver, Vaz, Trauco; Márcio Araújo (Berrio), Cuéllar; Everton Ribeiro (Geuvânio), Diego, Everton (Mancuello); Guerrero. T: Ricardo. SEP: Prass; Mayke, Mina, Luan, Michel Bastos (Keno); Bruno Henrique (Thiago Santos), Tchê Tchê; Guedes, Zé Roberto, Dudu; Willian (Borja). T: Cuca.

SÃO PAULO 1×0 VASCO, 19jul17qua21h45, 15ª BR 2017, Morumbi (63 mil), São Paulo, 22.574 pag, R$552.781. Árbitros: Wagner Reway, Fábio Rubinho, Marcelo Grando (MT). Amarelos: Gomez, Petros, Lugano, Paulão, Marques, Thalles. Gol: Pratto, 1. SPFC: Renan; Bruno, Arboleda, Rodrigo Caio, Edimar; Jucilei, Petros, Wellington Nem (Marcinho), Cueva (Gilberto), Gomez (Cícero); Pratto. T: Dorival. VASCO: Martin; Madson, Rafael Marques, Paulão, Ramon; Pikachu (Guilherme Costa), Bruno Paulista (Evander), Jean, Escudeiro; Wagner (Paulinho), Thales. T: Mendes.

MINEIRO 0x2 BAHIA, 19jul17qua21h, 15ª BR 2017, Independência (23 mil), Beagá, x.xxx pag, R$. Árbitro: Marcelo Aparecido, Anderson Coelho, Bruno Rizo (SP). Amarelos: Bremmer, Victor, Fred, Adilson, Reis, Sales, Eduardo, Vinicius. Gols: Juninho, 12 e 87. FRANGA: Victor; Rocha, Gabriel, Bremer, Santos; Adilson, Carioca (Luan), Elias (Moura), Cazares, Marlone (Valdívia); Fred. T: Roger. BAHIA: Jean; Eduardo, Thiago, Fonseca, Matheus Reis; Sales, Juninho, Vinicius (Eder), Zé Rafael (Ferrareis), Mendoza; João Paulo (Regis). T: Jorginho.

FLUMINENSE 1×1 CRUZEIRO, 20jul17qua19h3o, 15ª BR 2017, Giulite Coutinho (13 mil), Mesquita, 4.757 pag, R$115.000. Árbitros: Leandro Vuaden, Eduardo Calza, Maurício Penna (RS). Amarelos: Richarlison, Marlon, Wendel, Romero, Leo. GOLS: Sassá, 35, Richarlison, 41 (p). FLU: Júlio César; Lucas (Norton, 79), Henrique, Frazan, Leo Pelé; Orejuela, Marlon Freitas, Wendel, Scarpa; Richarlison, Pedro (Calazans, 70). T: Abel. CRUZEIRO: Fábio; Romero, Leo, Murilo, Barbosa; Henrique, Lucas, Cabral (Marques, 60); Neves, Elber (Raniel, 76), Sassá (Bryan, 73). T: Mano.

SPORT 4×0 GOIANIENSE, 20jul17qua20h, 15ª BR 2017, Ilha do Retiro (35 mil), Recife, 9.748 pag, R$194.049. Árbitros: Dewson Freitas, Hélcio Neves, José Ricardo Guimarães (PA). Amarelos: Rithely, Felipe, Igor. Gols: Patrick, 6, Diego, 18, André, 40 e 80. SPORT: Agenor; Samuel Xavier, Ronaldo, Henríquez, Mena (Sander); Patrick, Rithely, Everton Felipe, Diego Souza (Rodrigo); Rogério (Lenis), André. T: Luxemburgo. GOIANIENSE: Klever; André, Gilvan, Carvalho, Brenolopes; Marcão (Everton Heleno), Igor, Paulinho (Andrigo), Jorginho; Niltinho (Silva), Walter. T: Doriva.

PARANAENSE 0x0 BOTAFOGO, 20jul17qua21h, 15ª BR 2017, Baixada (42 mil), Curitiba, x.xxx pag, R$. Árbitro: Anderson Daronco, Rafael Alves, Elio Nepomuceno (RS). Amarelos: Otávio, González, Nikão, Jefferson, Carli, Rabello, Emerson, Lindoso, Pimpão. Vermelho: Emerson. CAP: Weverton, Jonathan (Cascardo, 30), Paulandré, Thiago Helen62o, Sidcley; Otávio, Eduardo Henrique (Guilherme, 62); Nikão, González, Coutinho (Ederson, 52); Pablo. T: Fabiano Soares. BOTA: Jefferson, Emerson, Carli, Rabello, Victor Luís; Lindoso (Marcelo, 85), Bruno Silva, Matheus Fernandes, João Paulo; Pimpão (Gilson, 89), Roger (Guilherme, 74). T: Ventura.

LUGARES: 283.000. PÚBLICO: MÉDIA: OCUPAÇÃO: 

Eu não tenho o direito de xingar?

quarta-feira, 19 de julho de 2017

ISMAIL SALLES

No último domingo, Cruzeiro e Flamengo fizeram um bom jogo de futebol. Naturalmente, nada parecido com as decantadas Premier ou Champions League. De qualquer forma, foi servido o melhor futebol que se pode querer no Brasil. Jogo entre equipes equivalentes, algo pra se contemplar sem grandes lamentações.

Apesar disso, dois fatos me chamaram a atenção. Primeiro, a vaia ao meia Everton Ribeiro. Segundo, os insultos de um cruzeirense aos jogadores do seu time após o gol do Flamengo.

O primeiro caso é de uma ingratidão, que revela a natureza mesquinha e insólita de uma parte dos frequentadores do estádio. Lamentável. Por outro lado, me congratulo com os outros torcedores que, incomodados com as vaias, aplaudiram nosso bicampeão.

Este segundo caso merece uma reflexão maior.

Sempre haverá torcedor implicado com este ou aquele jogador. Ontem, perto de nin havia um profundamente incomodado com o Lucas Silva. A todo momento, ele destilava impropérios impublicáveis, sempre insatisfeito com o desempenho do volante campeão brasileiro, que era até melhor que a do incensado Cabral. Tudo bem, esses torcedores são loucos, mas estão ali de boa-fé.

Esse, porém, não foi o caso de outro torcedor, o desvairado que logo após o gol do Flamengo partiu pra violência verbal.

O sujeito foi à frente e começou a insultar, de forma irascível e truculenta, os jogadores do Cruzeiro, bem no ouvido de quem nada tinha a ver com aquele estranho jeito de torcer. Uma estupidez indescritível. Lógico, todos ao redor ficaram incomodados e não tardou pra que vários torcedores confrontassem aquele comportamento babaca. Mas, valentão que só ele, o mal educado quis brigar e acabou encontrando adversários dispostos ao confronto. Na troca de insultos, ele desferiu uma imbecilidade: “Eu não tenho direito de xingar?”

Não, não tem.

Pode vaiar Dida, Alex ou Everton Ribeiro e serás apenas um ingrato. a constranger quem valoriza o que esses jogadores fantásticos fizeram com o manto azul.

Mas não pode xingar os jogadores do Cruzeiro, pelo simples fato de que não alugou o ouvido das pessoas ao redor dele. E também porque, se quer xingar, que faça-o junto a seus pares urubus, pois do nosso lado, somos nós contra eles.

ISMAIL SALLES, 40 anos, advogado tributarista, cruzeirense e belo-horizontino.

Monteiro: “Mano vai encontrando o time ideal”

terça-feira, 18 de julho de 2017

PITACOS acerca do CRUZEIRO 1×1 FLAMENGO, neste 16jul1716h, Mineirão, Belo Horizonte, pela 14ª rodada do Brasileiro 2017:

MANO MENEZES: A gente não sai plenamente satisfeito porque não venceu. Mas sai satisfeito com o rendimento. Contra uma equipe dessa, tem que valorizar a posse de bola. Ainda cometemos errinho quanto a isso. Mas foi jogo bem jogado. O caminho é esse. Falei, algumas rodadas atrás, que precisamos recuperar a identidade. Iniciamos o ano assim e em determinado momento, perdemos isso. Às vezes precisa acontecer resultados negativos pra entendermos bem. A mensagem mais dura é a derrota. Não basta jogar bem, fazer três gols, precisamos ser mais equilibrados. Cruzeiro marcou bem. O Flamengo não conseguiu chutar uma bola frontal. Se o Cruzeiro continuar jogando como está, vai pontuar dentro e fora de casa.

SASSÁ: Estou feliz por voltar a marcar. Já tinham passado cinco jogos e nem susto eu estava dando. Entrei e fui feliz. Pro atacante é sempre bom pra ganhar confiança e disputar vaga no time

SETELAGOAS: Primeiro tempo equilibrado, com o Cruzeiro mais perigoso. Pelo segundo tempo, então, o time celeste merecia melhor sorte. Mas o empate ficou de bom tamanho.

SÍNDICO: Idiotas vaiaram Everton Ribeiro. Menos mal que a grande torcida não os acompanhou. Mas fica o registro do quanto um torcedor de futebol pode ser inútil para seu clube. Vaiar Everton Ribeiro é vaiar um momento espetacular da historia do Cruzeiro. Dá nojo.

IVAN MONTEIRO: A vitória não veio, mas foi um dos melhores jogos que vi do Cruzeiro! Não sei se por acidente, mas o certo é que o Mano vai encontrando o time ideal. Nonoca joga muito! Sassá ainda vai ser o cara! Neves está melhorando fisicamente e vai jogar ainda mais! E o garoto Murilo é bom zagueiro!

DANILO VIX: No lance da fominhagem exacerbada do Sassá, o destaque foi a perfeição da jogada do Thiago Neves, que com apenas um toque desvencilhou-se de dois urubus pra, em seguida, dar um passe magistral pro fominha! Foi lindo de se ver Pena a jogada ter sido obscurecida pela péssima decisão do Sassá! Registre-se que o Fábio também repôs muito bem a bola!