Arquivo da Categoria ‘Boca Maldita’

Medalhão: lados A e B

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

LEO ANCHIETA se incomoda, quando a cada nova Copinha, recomeça discussão sobre o aproveitamento dos atletas da base. O clube deve investir neles ou nos medalhões?

Ele diz: “Medalhão é um termo subjetivo. Mas com essa discussão sobre jogadores revelados na Copinha, se merecem ou não ter oportunidade ao invés de contratar forasteiros com salários maiores e a chegada do Thiago Neves, listei os atletas que vieram com um certo nome, um certo prestígio (alguns com muito, outros com menos), que já eram conhecidos, com passagens por grandes clubes, alguns mais velhos, outros nem tanto, mas que, segundo o Síndico, tiram oportunidades dos meninos da base e inflacionam a folha do clube”.

MEDALHÕES que deram certo:

  • Muller, Valdo, Alex, Renato Gaúcho, Sorin, Gottardo, Djair, Ceará, Tinga, Borges, Montillo, Gilberto, Roger, Fábio, Edilson Capetinha, Paulinho MacLaren, Charles, Tilico, Palhinha, Cerezo, Luizinho, Elivelton, Clebão, Oséas, Maldonado, Aristizábal, Zinho, Roni, Thiago Ribeiro, Kleber Gladiador, Wellington Paulista, Fabrício, Dedé, Eder Aleixo, Ailton…

MEDALHÕES que deram errado:

  • Elber, Rivaldo, Alex Pirulito, Diego Souza, Athirson, Julio Baptista, Ronaldo Roqueiro, Bebeto, Gonçalves, Donizete, Edmundo, Rincon, Caçapa, Farías, Leandro Damião, Palacios, De la Cruz, Sérgio Manoel, Viveros, Quintana, Tápia, Guilherme, André Luis Chefão, Argel, Araujo, Jadilson, Espinoza, Guerron, Keirrisson, Túlio Maravilha, Brandão, Rodrigo Lateral, André Luís, Damião, Gil…

Discuti esta lista com Jotapê, Bastos, Frede, Sobrinho, Alessandro, Reis, Arísio, Jorge, Cabral, e Waltinho…

Agora, gostaria de discuti-la com os comentaristas do PHD.

Aqui, não, Dona Baratinha!

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

DILMA Rousseff tinha uma lojinha de produtos a R$1,99. Negócio de alta complexidade. Faliu. Mas ela  queria mais e tentou administrar o país. Que também quebrou. 

GILVAN, em sua estreia administrativa, está tentando inviabilizar o Cruzeiro. Se conseguir, será sua primeira e única proeza, pois daí em diante, nem lojinha de R$1,99 vão confiar a ele.

Hoje, na apresentação de Thiago Neves, ficamos sabendo que o Huracán não é o único. O Tigres também está experimentando o gosto do calote azul.

Mas, fiquem calmos. Tudo tem explicação. É que o Cruzeiro não é a Dona Baratinha, que tem dinheiro na caixinha. O que entra pela manhã sai à tarde. 

E tem mais: esse presidente do Huracán fica cobrando por chatice, só pra despistar a péssima campanha de seu time no campeonato argentino. 

Tapa na cara

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

FELIPE MELO, entre outras bravatas, avisou que vai dar tapa na cara de uruguaio, em Montevidéu.

Muito honesto da parte dele prevenir adversários e juízes. Aprovei. Agora, vamos ver como o Palmeiras vai se sair na Libertadores jogando com dez.

Impávido colosso

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Arquibancada da Vila Belmiro caiu. Itaquera está afundando. Maracanã já começou a ser demolido. 

Impávido colosso, só mesmo o Mineirão, administrado por um consórcio. Resiste a tudo, até os maus agouros de muitos torcedores celestes. 

Fez bem o governador ao dar uma banana a seus seguidores e não mexer no time que está bem entrosado. 

A burrice não pode vencer sempre, nem mesmo no Brasil.

Neves nos braços do povo

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

THIAGO NEVES desembarcou em Confins, vestiu camisa e boné da Máfia Azul e foi carregado nas costas pelos fãs.

Me preocupa o fato de ele ter sido dispensado pelo Al Jazira de sei lá onde. Agora é torcer pra que ele entre em forma e vote a jogar bem.

Jogar bem, como no auge da carreira, é quase impossível. O tempo pune. Mas se jogar metade já pode ajudar muito o time. A conferir.

Doze até agora

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

GILVAN de Pinho Tavares diz que não haverá mais contratações. Dispensas, sim, a depender do que ocorrer na pré-temporada. 

Ano passado foram 60 mexidas no elenco. Vamos começar a contar quantas acontecerão 2017.

  • CHEGARAM: Neves, Barbosa, Caicedo, Fabrício, Hudson, Cerqueira…
  • SAÍRAM: Brodrigo, Lucas, Bigode, Nazário, Elisson, Fabruno…

Quebramos a marca de 2016 até dezembro?

Fosse o caro leitor um Gilvan, quem ainda deveria sair? E chegar?

Quanto menos gols melhor

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

TALENTIM Pesquisas informa: 

Número de gols marcados em 2016 por alguns centroavantes citados pela torcida celeste nesta janela de transferências:

  1. Barcos (Vélez),
  2. Barrios (Sep),
  3. Moreno (Yatai), 13 
  4. Nilmar (Al Nasr), 16
  5. Guerrero (Fla), 18
  6. Ábila (Huracán e Cruzeiro), 28

O maior goleador já está aqui, mas o torcedor prefere os menores.

Oliú ou Futebol?

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

MERYL STREEP chamou de idiotas os fãs de futebol e de lutas. Ela só aprecia quem gosta da subcultura de Oliú. Além de puxa-saco e superestimada, pretensiosa.

Eu não troco jogo do Cruzeiro por nenhuma dessas historietas oliudianas. Vc troca, caro leitor? Tem mais: prefiro a Glória Pires falando de cinema do que a Meryl Streep.

Retornados

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Retornados:

  • Conca, pelo Fla
  • Neves, pelo Cruzeiro
  • Barcos, pelo Santos
  • Melo, pelo Palmeiras
  • Montillo, pelo Botafogo
  • Jadson, pelo Corinthians
  • Muriqui e Escudero, pelo Vasco

Pergunto ao atento leitor:

Não existiam opções mais baratas e tão eficientes quanto esses caboclos no mercado interno?

Qual foi o maior acerto? E o maior erro? Quem não será buscado no aeroporto?

Gilvan promete pagar ao outro clube

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

GILVAN pagará ao Huracán o que o Cruzeiro deve pela transferência de Ábila: 

  • “Já conversamos com o presidente do outro clube. Ele já aceitou a prorrogação de alguns dias do prazo. Não sei porque a imprensa deu tanto destaque ao fato de a gente ter atrasado alguns dias no pagamento. No futebol brasileiro há vários clubes que estão com salários atrasados e isso não é falado. Se você atrasa uns dias para pagar um valor num mês desses de dezembro, que a gente tem menos receita, aí começa a levantar questão, como se a imprensa fosse cobradora de outro time”.

Gilvan, quem botou a boca no trombone foi o Alejandro Nadur, o presidente do “outro clube”.

A imprensa divulgou, o que é o papel dela. É assim que funciona neste mundo. Acorda!