Arquivo da Categoria ‘Boca Maldita’

Não faltam nomes

terça-feira, 26 de maio de 2015

Dúvida: será que Luxemburgo, Scolari e Drubscky terão dificuldade de pegar o seguro desemprego, após esse arrocho que a Dillma está dando nos trabalhadores brasileiros?

Além deles, estão no mercado, Abelão, Roth, Ney, Cristóvão, Mancini e Ancelotti. Qual deles os inimigos do Marcelo Oliveira escolheriam pra treinar o Cruzeiro. Votem!

O passado te condena

terça-feira, 26 de maio de 2015
Tem quem sinta saudades. Eu não.

Surge um novo fenômeno

domingo, 24 de maio de 2015

Foto de Clemenceau Chiabi.
Marcos Antônio da Silva Gonçalves, 25 anos, Prado/BA, 19out89, meiatacante, 1m71, destro, revelado pelo Vitória (2002/08) profissional no Vitória, Palmeiras (2009/10), Flamengo (2010/11), Vitória (2012/14), Cruzeiro (2014/15), 2 vezes campeão baiano, 1 vez carioca e 1 vez brasileiro, convocado para a Sub20 em 2008 e 2009, 249 jogos até 2014, com 63 gol e 58 assistências.

Cornetada livre

quinta-feira, 21 de maio de 2015
.
Cornete, comentarista. Escreva qualquer assunto.

Conte um conto

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Escreva sobre o que te der na telha. Mas nada que a assuste.

Escrete pra jogar no Almeidão

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Repórter do Estadão descobriu contratos secretos, segundo ele, da CBF com a promotora de jogos da Seleção.

E produziu uma reportagem investigativa, segundo critérios da imprensa esportiva brasileira.

Eu considero apenas patético o que os comentaristas dizem sobre o tal contrato.

Reclamam que o técnico do Brasil não pode convocar quem bem entender.

Pra receber US$3 milhões, a CBF tem de levar seus melhores jogadores. Caso contrário, só cata US$1,5 milhão.

Ficamos assim, então: com Neymar, o escrete canarinho ganha o dobro do que se o astro for o Yuri Mamute, o Henrique Dourado ou o Pimentinha.

Graças a Deus, alguém está atento e decidido a proteger a história da Seleção mais vezes campeão do mundo.

Salve a tal empresa, de cujo nome não me recordo.

Mas é importante observar que o repórter não cotejou o contrato maldito do Brasil com o de outras seleções.

Será que Portugal fatura a mesma cota, com ou sem Cristiano Ronaldo? Argentina, com ou sem Messi? Bélgica, com ou sem Hazard?

Se for, sugiro à CBF assinar com a empresa do Roni que pagou R$1 milhão ao Cruzeiro pelo jogo de Cuiabá e levou rasteira com a presença dos reservas, tomando prejuízo considerável.

Além dela, mais nenhuma empresa vai topar as condições dos comentaristas esportivos brasileiros.

E, pra quem exige liberdade completa pro treinador nacional, escalo um time desafiador:

  • Deola, Apodi, Réver, Edcarlos e Anderson Pico; Pierre e Donizete; Camilo e Ganso; Henrique Dourado e Yuri Mamute.

Numa boa: não lota nem o campo do Tombense, com seus minguados 3 mil lugares.

Os piores momentos da Libertadores

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Irados por conta da redução de gratuidades, componentes da organizada bostera, La Doze, aprontaram tremendo charivari, ontem, no La Bombonera.

Covardes e aéticos, os atletas do Boca tentaram forçar o juiz a dar continuidade ao jogo e, no fim, aplaudiram seus barrabravas.

Na Argentina, todos os vagabundos das organizadas trabalham no serviço público indicados por políticos, em especial, da base kirchneristas.

Desde que Perón tomou o poder, a Argentina só piora econômica, moral e eticamente.

Virou uma josta de país, como aqueles que, do alto de sua soberba, ela sempre desdenhou.

Nos últimos anos, mais de 300 torcedores foram mortos em seus estádios de futebol. É uma barbárie. A de ontem, foi só um capítulo a mais.

E a Conmebol, que já contemporizou duas vezes com os gambás, uma com os bacalhaus e um monte com os paraguaios do Cerro, vai engolir mais esta.

Boca ou River, quem enfrentará o Cruzeiro? Estou me lixando. Em qualquer dos estádios, os riscos serão os mesmos.

O que eu gostaria, agora, é  saber do valente leitor, quais foram as encrencas que ele viu ou participou na Libertadores, in loco ou pela TV.

Os melhores do jogo

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Traduzindo o sentimento dos leitores e comentaristas do PHD, revelo os nomes do jogo.

  1. BENECY e VALDIR, grandes diretores de futebol.
  2. MARCELO OLIVEIRA, rei dos matamatas.
  3. WILLIAN, que vale muito mais do que o Cruzeiro gastou pra contratá-lo.
  4. MAYKE, um cara que só pensa em BH e não tem a mínima máscara.
  5. TIME CELESTE, que tem vergonha na cara e caráter de vencedor.
  6. ADÍLSON BATISTA, que trouxe Henrique pro Cruzeiro.
  7. GPT, que entende tudo e mais alguma coisa de futebol.
  8. MENA, lateral competente, ala eficiente.
  9. MINEIRÃO, grande casa de shows, que valeu cada centavo investido nele.
  10. FÁBIO, goleiro de sorte e expert em pênaltis.

Isto é o que vc pensa, caro leitor. Agora, o que vai escrever pra mostrar que não enfiou as dez carapuças, não sei.

Então, faça o seguinte, escreva em CAIXA ALTA o nome melhor do jogo, pra gente saber o que vc quer que a gente pense que vc pensa.

Antecipando o papo furado

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Com time bom ou ruim, jogando mal ou bem, todos sabemos que no fim, contra bambi, pra gente não tem.

Apesar disto, vamos ao Mineirão pra ver o que dá.

Se der errado, a culpa pode ser dividida em doses iguais entre ZZP, Dimas, Valdir, Benecy, Pacote, Fábio etc.

Importante é deixar bem claro: GPT nada terá a ver com um eventual fracasso, mas será heroi se a classificação vier.

Acontecerá, resta saber quem será o primeirão

domingo, 10 de maio de 2015

Pesquisa de opinião:

  1. Qual será o primeiro professor demitido?
  2. Qual será o primeiro clássico local com menos de 10 mil torcedores?
  3. Qual será o primeiro clube a colocar menos de mil pagantes no estádio?
  4. Qual será o primeiro clube a perder mando de campo, por obra e graça de sua torcida?
  5. Qual será a primeira torcida a apelar pra ignorância no Morrinhão (bater nos jogadores, promover arruaça em aeroporto, assaltar centro de treinamento, invadir a cancha, quebrar o pau com outra facção do próprio clube etc)?

Meus palpites: 1. Marquinhos Santos /// 2. AvaiFiga /// 3. Goiás /// 4. Cruzeiro. /// 5. Coxa.