Arquivo da Categoria ‘Boca Maldita’

Troféu Galhofa

terça-feira, 11 de dezembro de 2018

TROFÉU GUARÁ, promovido pela Itatiaia, e escolhido por representantes dos órgãos da mídia mineira escolheu os melhores de Minas em 2018.

  • Fábio (Cruzeiro); Emerson (Mineiro), Dedé (Cruzeiro), Leo (Cruzeiro), Egídio (Cruzeiro); Adilson (Mineiro), Henrique (Cruzeiro); Neves (Cruzeiro), Cazares (Mineiro), Arrascaeta (Cruzeiro); Ricardo (Mineiro). T: Mano Menezes.Revelação: Emerson.  Craque: Arrascaeta.

Adílson e Ricardo foram escolhidos e Robinho ficou de fora, porque os jornalistas mineiros são chegados a uma galhofa.

O papelão

sábado, 8 de dezembro de 2018

CRUZEIRO tem a 6ª maior torcida do Brasil, mas foi apenas o 13º em público dentre os participantes das quatro séries do Brasileiro. 

Pra justificar o absenteísmo, torcedores dizem que entraram de férias junto com a equipe. Conversa fiada. O time jogou pra valer até a última rodada. 

01° Flamengo 47.139 (Série A) 02° SãoPaulo 34.320 (Série A) 03° Palmeiras 32.356 (Série A) 04° Corinthians 31.367 (Série A)  05° Fortaleza 28.702 (Série B) 06° Ceará 28.078 (Série A)  07° Inter 27.701 (Série A) 8° Grêmio 22.264 (Série A) 09° Bahia 19.315 (Série A)  10° Mineiro 17.177 (Série A) 11° Vasco 14.880 (Série A) 12° Fluminense 14.458 (Série A) 13° Cruzeiro 13.534 (Série A) 14° Botafogo 11.569 (Série A) 15° Sport 11.428 (Série A) 16° Santos 10.575 (Série A) 17° Paranaense 10.570 (Série A)  18° Csa 9.404 (Série B)  19° Chape 9.391 (Série A) 20° Vitória 9.181 (Série A) 21° SantaCruz 8.636 (Série C)     22° Remo 8.397 (Série C) 23° Goiás 8.086 (Série B) 24° Vila 6.792 (Série B) 25° Paraná 6.222 (Série A) 26° Avaí 5.893 (Série B)  27° BotafogoParaíba 5.861 (Série C) 28° Náutico 5.764 (Série C) 29° BotafogoRibeirão 5.336 (Série C) 30° Paysandu 4.996 (Série B)  31° América 4.897 (Série A) 32° Coritiba 4.842 (Série B) 33° Ponte 4.487 (Série B) 34° Confiança 4.229 (Série C) 35° Crb 3.852 (Série B) 36° Cuiabá 3.779 (Série C)  37º Guarani 3.677 (Série B) 38° Operário 3.628 (Série C)  39° Figueirense 3.354 (Série B) 40° Criciúma 3.083 (Série B)  41° Londrina 2.980 (Série B) 42° Brasil 2.861 (Série B) 43° Abc 2.793 (Série C) 44° Sampaio 2.757 (Série B) 45° Juventude 2.538 (Série B) 46° Goianiense 2.489 (Série B) 47° Joinville 2.283 (Série C) 48º SãoBento 2.191 (Série B) 49° Acreano 1.788 (Série C) 50° Bragantino 1.513 (Série C) 51° Oeste 930 (Série B) 52° Salgueiro 756 (Série C) 53° Globo 577 (Série C) 54° Juazeirense 490 (Série C) 55° Tombense 454 (Série C) 56° VoltaRedonda 430 (Série C) 57° Tupi 417 (Série C) 58° Luverdense 339 (Série C) 59° Ypiranga 265 (Série C) 60° Boa 236 (Série B) Fonte: GloboEsporte.com

Foi um papelão! Um time que conquistou dois títulos numa temporada, merecia mais apoio. 

Retranqueiro?

sábado, 8 de dezembro de 2018

MANO MENEZES é retranqueiro, dizem os analistas amadores. Mas ele…

  • Não joga  com três beques;
  • Não joga com três volantes;
  • Não prende os laterais na defesa;
  • Joga sempre com ponteiros;
  • Manda os beques pra área adversária nos escanteios e faltas;
  • Até o falso nove aboliu, jogando agora com centroavante.

Que retranca estranha é essa, que tanta gente enxerga?

O que explica a retranca é a escassez de gols?

Escassez que acontece porque o time nunca vai ao ataque, nunca cria chances, não chuta a gol?

E isto, mesmo, caro leitor?

A melhor seleção da temporada

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Desconheço as seleções da temporada ou de cada torneio formadas pela Iespien, Ishportiv, Fóquish e Cbf. Certamente, são tendenciosas. 

A minha seleção de 2018, levando em consideração os torneios estaduais, brasileiros e sul-americanos é a melhor, a mais justa, a mais inteligente. Confiram:

  • Fábio — Fagner, Dedé, Leo, Lodi — Patrick, Henrique, Bruno Henrique, Paquetá — Pedro, Arrascaeta. 
  • Técnico: Lisca.
  • Craque: Bruno Henrique.
  • Revelação: Lodi.
  • Juiz: Ricardo Marques Ribeiro.
  • Time: Palmeiras.
  • Torcida: Fortaleza.
  • Jogo: Vasco 1×1 Botafogo, decisão do Carioca. 
  • Cartola: Rafael Tenório.
  • Comentarista: Henrique Fernandes.
  • Narrador: Milton Leite.
  • Repórter: Pedro Correia.
  • Cássio — Mayke, Messias, Thiago Heleno, Egídio — Cuéllar, Richardson — Dudu, Luan, Cebolinha — Gabigol. 

Não acredito que alguém tenha coragem de fazer reparos. Mas se tiver, que o faça, sem medo ser criticado. No máximo, vou deplorar a ignorância do desembasado palpiteiro. 

Atrozes dúvidas

terça-feira, 13 de novembro de 2018

DÚVIDAS:

  1. Cruzeiro deve manter 4 centroavantes em 2019?
  2. Além de Edílson e Romero, Cruzeiro precisará de outro lateral direito?
  3. Fabruno e Digão deveriam ser aproveitados em 2019?
  4. O que fazer com David? Vender, emprestar ou insistir?
  5. Em 2019, priorizar Copa do Brasil, Libertadores ou Brasileiro?
  6. Alguém da base deve ser efetivado, além de Cacá?
  7. Mayke deve voltar ou ser vendido de vez?
  8. Contratar um cracaço e continuar empurrando as dívidas com a barriga ou quitar algumas delas? 
  9. Jogar com cuidado ou partir pra cima a fim de dar espetáculo? 
  10. Contratar Zelarayan ou buscar Pisano de volta? 

Vc tem as respostas, analítico leitor?

Basta uma contratação!

quinta-feira, 8 de novembro de 2018

TEMPORADA  de especulações, promessas e ameaças de loucuras já começou.

Ricardo Goulart e Everton Ribeiro seriam bons reforços, se o Cruzeiro tivesse grana pra aumentar o salário dos referentes a fim de equipará-los aos dos dois antigos ídolos. E não tem.

Richard e outros medianos só se for pra fazer média com empresários amigos, porque nada acrescentam.

Arrascaeta, sim, é a contratação necessária. Indeniza-se todo mundo que tem fatia do passe dele, molha-se a mão de quem tem expetativa legal de]a levar alguma vantagem com a negociação dele, renova-ase o contrato e amplia-se a multa contratual do uruguaio. É o que precisa ser feito.

Sem ele, o time perderá qualidade, a afluência da torcida ao Mineirão se reduzorá e os títulos ficaeão mais distantes.

Supremo Tribunal do Politicamente Correto

quinta-feira, 1 de novembro de 2018

SASSÁ levou mais dois jogos de suspensão. Eram 6, agora são 8 partidas, por conta do desforço físico ocorrido no final do Cruzeiro 1×1 Palmeiras, pela Copa do Brasil.

Stjd avalia o soco do atacante celeste como sendo 4x mais relevante do que o do lateral palmeirense, que pegou apenas 2 jogos de gancho.

Qual é a lógica? Alguém explica? Foi um duelo de homens enfurecidos. Mano a mano. Sem golpes baixos. Bravura indômita.

Mas o Supremo Tribunal do Politicamente Correto não aprova a testosterona e emascula o esporte. O Direito anda muito frufru.

Com cara de tacho

quarta-feira, 31 de outubro de 2018

CRISTIANO RONALDO é um robô! Um robozão! Fominha, só pensa em metas pessoais. É forte, mas não tem talento.

Foi pra Juve? Pior pra ele. Não fará falta ao Real, que tem muito cara bom de bola.

Além de tudo, melhor do mundo agora é o Modric, que tá arrebentando.

E lá se foi o CR7 pra Turim…

E o Real, pós-CR7? Tá até bem. Já venceu 4 das 10 partidas que disputou em La Liga, ocupa o 9º lugar e tomou 5×1 do Barça.

Quem ouve conversa de mesa-redondista sempre se dá mal. Acaba ficando com cara de tacho.

É golpe!

terça-feira, 4 de setembro de 2018

O CRUZEIRO resolveu mudar, unilateralmente, os contratos dos sócios do futebol. Agora, todo mundo terá que comprar ingressos, mesmo os sócios cativos. Estes terão 100% de descontos, mas não se livrarão da amolação de fazer aquilo pelo que pagam caro pra terem de fazer. É golpe! 

O fiel Bruno Furletti não gostou: 

Achei estranha a mudança. Como sócio cativo, não gostei da ideia de ter que “comprar o ingresso” pra acompanhar o jogo. Ao invés de privilegiar os cativos, criam um empecilho –ter que adquirir o ingresso pra todos os jogos. Assim, o clube deixa pra trás a parte da torcida que vai à maioria dos jogos (fase inicial do Mineiro e da Copa do Brasil, sábado à noite ou quando o time está em 12º do Brasileiro e não luta por nada) e adula o torcedor que vai só às finais e jogos e importantes, ou seja, jogo da Rede Globo, nas quartas à noite.

Eu também não. Quando me venderam o pacote, as regras eram outras. Não foi isto que combinamos Sá Lopes!

Entrevista com o filho do Chico Duro

sexta-feira, 3 de agosto de 2018

ENTREVISTA com Marcelo Machado, autor do livro Chico Duro.

  1. Seu nome, seu bairro?

 Marcelo Machado, bairro Ouro Preto, Belo Horizonte.

  1. Quem te fez, quando e onde te puseram no mundo?

Yolanda e Chico Duro, em Governador Valadares, 06dez71.

  1. Que time é teu de infância: Pastoril ou Democrata?

Cruzeiro sempre! Com carinho pelo Democrata e admiração pelo legendário Pastoril.

  1. Em que escolas vc cabulou as aulas, da infância até a veiêra?

Chapeuzinho Vermelho, Colégio Ibituruna, Puccamp, UniBh e Ufmg.

  1. Jornalismo por quê? Não deu conta de passar no vestibular do Ita?

O meu sonho era fazer cinema, mas para quem cresceu lendo o JB, a comunicação foi uma escolha certa.

  1. Quando vc veio a dar com os costados em Belzonte?

Fiz cursinho pré-vestibular em BH em 1990, mas só em 1997 vim em definitivo para BH, uma cidade que aprendi a amar e valorizo cada vez mais. Não sei viver sem queijo, pão de queijo, torresmo e cachaça. E aqui acha tudo isso com muita qualidade.

  1. Por que vc trabalhou, se tem uma baita herança (sem impostos) pra receber? E em que órgãos (no bom sentido) labutou?

(Risos)… Ai de mim se não seguir ralando. Já rodei mais que o Dadá Maravilha. O Tempo, Diário do Rio Doce, LANCE!, Rede Minas, Globoesporte.com, A Tarde (Salvador), Hoje em Dia, Prefeitura de Belo Horizonte, sem contar serviços prestados à Folha de São Paulo e ao Estadão.

  1. Vc escreveu um livro pensando em ganhar dinheiro? Ninguém te avisou antes, que livro dá fama, mas não rende dividendos?

Se der pra pagar algumas cervejas artesanais e uma cachacinha da boa, está valendo.

  1. Chico Duro é lenda, realidade ou miragem? Governador Valadares tinha como competir com Três Corações quando certos pais bimbavam pra produzir craques? Tinha ao menos campo de futebol em Goval?

Chico é uma realidade, com pitadas de lenda. Quem o viu jogar de 1958 a 1964, principalmente, assegura que tinha futebol para jogar ao lado de Pelé. Será? Goval tinha campos como o do Colégio Ibituruna, do Pastoril e do próprio Democrata.

  1. Se um caboclo quiser comprar seu livro, quantas centenas de reais ele terá que torrar? E onde pode encontrá-lo (o livro, não o senhor, evidentemente)?

O livro custa apenas 40 temers, mas o JAS vai ganhar um porque está dando moral. Quem quiser adquirir, basta entrar em contato comigo mesmo. Wsapp: (31) 9.9989-1971.

  1. Oliú já te consultou querendo comprar a história prum filme? Se o senhor topar, quem indicará pra ser o chico Duro no cinema?

Estou esperando o telefone tocar ainda. Antonio Banderas ou Javier Bardem cairiam bem no papel.

  1. A imprensa escrita tem futuro? Em Cuba, o povo limpa a bunda com páginas o Granma (por uma questão de higiene, mas do que ideologia). Chegaremos a este ponto neztepaiz?

Como modelo de negócio, não vejo futuro algum no impresso. Já morreu.

  1. Vc continuará escrevendo livros ou pretende voltar a ser uma pessoa normal, gastando tempo nos botequins?

Vou seguir trabalhando com comunicação, marketing político, escrevendo livros, comendo queijo, pão de queijo, torresmo, bebendo uma gelada e degustando uma cachacinha mineira.

  1. Por falar em botecos, onde vc faz ponto em Beagá e Goval? Indique os melhores. Aproveita e d6e umas dicas de puteiros pros leitores doeztegroque.

Por increça que parível, não ando botecando na capital dos botecos, mas onde houver uma Heineken (pelo menos), uma Sabicana, torresmo de barriga, uma linguiça caipira, eu estarei disponível para ir, aqui, lá e acolá.

  1. Se te dessem uma mesa redonda pra mediar, quais os quatros jornalistas ou ex-boleiros vc convidaria pra compô-la?

Juca Kfouri, Pelé, Maradona e George Best.

  1. Quais os melhores livros sobre futebol que vc já leu?

Confesso não ter lido muitos. Nenhum dos que li é tão bom como o do Agassi. Bem… Ficaria com o do Garrincha (Ruy Castro).

  1. Vc já teve mulheres? Fez filhos? Plantou árvores? Ou começou de trás pra frente, escrevendo livros antes de tudo?

Comecei fazendo filhos para herdarem as dívidas. O livro é o primeiro de muitos, espero. Quero plantar muitas árvores -cajá manga e siriguela, principalmente.

  1. Seu Cruzeiro de Todos os Tempos, por favor.

Fábio — Nelinho, Perfumo, Dedé, Sorín — Piazza, Zé Carlos, Alex, Dirceu Lopes – Tostão, Joãozinho.

  1. Que Brasil vc quer para o futuro?

Um Brasil com menos bolsoasnos já seria um bom começo

  1. Em 1985, comprei duas garrafas de Havana, na mão do seu Anísio, em Salinas. Meu plano era abri-las pra comemorar um titulo mundial do Cruzeiro. Vc acha que devo continuar guardando essas aguardentes ou é melhor leiloá-las, pois jamais terei motivos pra degustá-las?

Nem uma coisa nem outra. Vamos começar a degustá-las a partir de quarta, 08Ago, quando o Cruzeiro começa a decidir a vaga às quartas de final contra o Flamengo na Libertadores.