Camisa genérica vende mais

Por SÍNDICO | Em 29 de dezembro de 2009

Vários blogs e sites publicaram uma lista -supostamente elaborada pelo jornal Valor Econômico- das camisas mais vendidas em 2009 no futebol brasileiro.

Não tive acesso à fonte primária, mas publico matéria pra discussão dos distintos leitores do PHD.

  1. Fla, 92.022
  2. Corintiãs, 87.174
  3. Palmeiras, 73.905
  4. S. Paulo, 70.716
  5. Vasco, 63.601
  6. Cocota, 63.317
  7. Grêmio, 38.917
  8. Inter, 37.321
  9. Cruzeiro, 36.918
  10. Santos, 22.500
  11. Flu, 21.615
  12. Coxa, 21.547
  13. Atlético, 20.874
  14. Sport, 18.301
  15. Ceará, 12.011
  16. Bota, 11.818
  17. Goiás, 11.117
  18. Vitória, 10.432
  19. Baêa, 8.976
  20. Náutico, 6.065

Não adianta tapar o sol com a peneira: tomamos vareio da Cocota neste quesito. Mas temos explicações:

  1. Nossa torcida é de periferia, só compra camisa pirata.
  2. Ainda não fechamos do DMkt, última inovação em termos de gestão corporativa.
  3. A CruzeiroMania simplesmente não tem a camisa pra venda no balcão.
  4. A torcida celeste estava economizando pra ir a Abu Dhabi e, com a perda da Libertas, torrou a grana comprando amendoim e corneta.
  5. Como a camisa do rival é genérica foi adquirida também por torcedores de Tupi, Nacional de Uberaba, Democrata Pantera, Derivados Bovinos, Fabril e Social, que não encontraram as originais nas butiques de seus clubes.

Ou alguém tem palpite mais abalizado pro revés?

90 comentários para “Camisa genérica vende mais”

  1. Marc3lo disse:

    Eu truco, esse ano especificamente, nós vendemos camisa que nem àgua.

    • EU não truco nada…
      Simplesmente me RECUSO a discutir números sem referência temporal, sem fonte, sem critérios de mensuraçào específica, sem discriminaçào dos envolvidos (MARCAS e FABRICANTES)
      A “guerra” Nike x Olimpikus foi muito pesada para justificar os números apresentados.
      A pirataria no Brasil é algo que não permite uma medida de camisas (e outros materiais) oficiais dos clubes/times.
      Os fabricantes (e não as marcas de material esportivo) sonegam HORRORES pois se o time recebe algum adicional ao contratado, isto não deve aparecer nas planilhas.
      Alguém ACHA que o fabricante do material vai dar números reais para o time e para a detentora da MARCA esportiva????
      Quanta inocência!

  2. Rogério disse:

    Se for verdade é uma vergonha para nossa torcida, já que temos o triplo de torcedores que eles.

    • wallacewfs disse:

      Vergonha é ir na loja e não ter camisa para comprar ! E não é só camisa oficial não, é qualquer produto que você procure. Estou escrevendo uma coluna sobre isso para ser publicada no Cruzeiro.org, fora o atendimento !
      Lamentavél !

  3. claudio(xina)lemos disse:

    Não acho vergonha e nem que é truco, muito antes pelo contrario, é facilmente explicavel, como vimos o damas receber o troféu caixa, toda torcida acreditou no título que iriam ganhar, e o cheiro de naftalina que infestou a cidade após a nossa perda da libertadores fez com que eles comprassem muito mais camisas, assim como foram mais ao campo do que nos cruzeirenses, segunda média de público foi deles. Portanto, normal, eles acharam que iriam a forra. Tudo isto aliado ao fato da falha do cruzeiro por exemplo não tem camisa 3 para vender, ai fica dificil, não é mesmo?

    • Andrey Vinícius (Bom 2010 a Todos) disse:

      Realmente. Eu fiquei esperando essa camisa 3 pra comprar, liguei para toda as lojas e não está tendo. Será que produziram em baixo número, ainda estão produzindo ou não botaram fé no produto?

  4. Marc3lo disse:

    Xina, e o 1 semestre? Acho que foi o oposto disso. Eu lembro que logo que lançou a camisa nova, tava uma dificuldade danada pra comprar ela, isso já em fevereiro. Depois teve os 5×0 e o mineiro, boa campanha na libertadores….até ai vendemos muito.

  5. Vinicius Cabral disse:

    Sei não viu! Não duvido que as cocotas vendam mais camisas que nós, sinceramente. Mas o Flamengo ter vendido apenas 92.000 camisas? Corinthians, 87.000? Considerando-se que o Flamengo tem 30 milhões de torcedores, 92 mil camisas equivaleriam a 0,03%. E olha que o Flamengo deve ter uma loja oficial em cada capital do país. Voltei de Manaus outro dia e a loja de lá é muito grande.

    • JOTAFRANCO disse:

      Concordo com vc, Vinicius, em média, vendemos uma camisa a cada 1950 torcedores, enquanto o fram3rda vendeu uma a cada 3200. De qq forma tomamos de goleada dos gaylos que com sua minúscula torcida vendeu quase o dobro que nós.

  6. Andrey Vinícius (Bom 2010 a Todos) disse:

    OT: Esse seria o cara? Acredito que sim.

    • Vinícius,

      Onde vc viu a denominaçào de “pré-libertadores”????
      Pensei que o Cruzeiro tivesse conseguido a classificação para a PRIMEIRA FASE da Libertadores 2010.
      Pré-Libertadores, se não estou enganado, foi uma seletiva disputada por times brasileiros, algumas
      temporadas atrás. Ou estou errado?

  7. Danilo_VIX disse:

    Esses números são questionáveis em algum ponto. Mas destaco os pontos negativos do Cruzeiro por exemplo a dificuldade de se encontrar as camisas oficiais. Como muitos comentaram foi difícil achar, especialmente a camisas 3. A derrota da libertadores abalou bastante as vendas, podem ter certeza. Mas acho o fator primordial (e esse vala para qualquer time brasileiro) é o preço exorbitante de uma camisa oficial de jogo. A qualidade é inquestionável (se bem que já ouvi bastante reclamação contra a Reebok) mas o preço é fora da realidade para a maioria dos brasileiros. Isso justifica os 0,03% que o Vinicius citou. Se qualquer time quer arrecadar uma quantia apreciável em materiais esportivos precisa de alternativas para as demais classes sociais. Ou isso ou contratam um Ronaldo todo ano…

  8. silverio candido disse:

    PAPO FURADO! A verdade é que mtos cacarejantes têm camisas guardadas à base de NAFTALINA. Quando eles ganharam a série B e o último mineiro a 3 anos atras, comemoraram como se fosse LIbertadores e esgotaram o estoque de camisas. Cruzeirense não bate no peito pra falar que ganhou Campeonaato Mineiro no ano. Cruzeirense tá acostumado com TÍTULOS de expressão e talvez este seja o motivo da Diretoria ter mudado a estratégia para 2010 dando valor a TODAS as competições, inclusive o Ruralito (que “agora é rentável”). Quando vc viaja para fora do Estado, principalmente no Nordeste, a cada 10 camisas do Cruzeiros aparece uma das Cocotas. ESTA FONTE É FURADA mas pra quem não ganha título nenhum eles podem comemorar…

  9. Edu Mano disse:

    Tenho uma forte desconfiança que estes números estão errados.
    Pelo que sei, o número de camisas oficiais do SP vendidas em 2009 bate um número mto superior a este (o qual não me lembro agora).

    O do Flamengo também bate de longe estes apresentados acima… Uma pena não me lembrar dos números, mas somente no dia da “final” contra o Grêmio e no “dia depois da taça”, a recém loja do Flamengo vendeu horrores, mais do que mto time em 1 ano… Vou tentar buscar isso qdo voltar ao trabalho.

    • Chaves disse:

      Com certeza esses números estão erradíssimos.

      • Elias disse:

        Papo furado…Curinthia campeonou o paulista e a CB… Fla campeonou no brasileirão e não esconde os números: “Flamengo vende 1,1 milhão de camisas.O Flamengo atingiu na tarde desta terça-feira a marca de 1.101.259 camisas vendidas desde o dia 1º de julho, quando a Olympikus passou a fornecer material esportivo para o clube. O número é um recorde no Brasil. As vendas ficaram ainda mais intensas na grande arrancada do time rumo do título do Campeonato Brasileiro.

      • Elias disse:

        A venda de camisas tem sido uma boa fonte de renda para o clube, que recebe R$ 8 de cada peça comercializada. – Esse número é espetacular e prova como foi acertada a decisão de trocar de marca esportiva – disse o diretor executivo de Marketing do Flamengo, Ricardo Hinrichsen.

  10. silverio candido disse:

    É outro PAPO FURADO da mídia…. O ZZ quando quer contratar anuncia a contratação depois de ter fechado e não fica anunciando SONDAGENS. Valdívia é mais um “sonho de verão”. Se viesse seria sensacional, mas tá cheirando a falta de notícias da globo.´OUtro dia foi o ALEX, hj é o VALDÍVIA, só ta faltando o RONALDINHO GAÚCHO….

  11. Chaves disse:

    Com certeza TRUCOOOOOOOO. Digamos que já vi numeros bem diferentes. Cruzeiro vende pouco mais que Cocota. Gremio e Inter vendem 3 vezes mais que Cruzeiro e Cocota. Tipo, Cruzeiro e Cocota juntos não vendem o mesmo que o Grêmio num ano. Fonte: Numeros oficiais.

  12. HB disse:

    Se os números são verdadeiros ou não, não sabemos. Mas as lojas CruzeiroMania são uma VERGONHA! Cada ano que passa fica pior!

    Parece mentira, mas muitas vezes NÃO TEM camisa Oficial pra vender. UM ABSURDO! Como a loja oficial do time não tem camisa pra vender?

    Sem contar na POUQUÍSSIMA VARIEDADE de produtos e no péssimo atendimento.

    Quando a camisa atual foi lançada, eu fiquei tanto tempo esperando que desisti de comprar. Nunca tinha a camisa.

    A LOJA VIRTUAL – ShopCruzeiro.com.br – também É MUITO FRACA!

    Não adianta colocar culpa nos fornecedores, porque as lojas esportivas todas tem produtos do Cruzeiro pra vender. Ou eles estão boicotando a loja oficial ?

    Quem quiser comprar alguma coisa online, sugiro a boa e velha CruzeiroMania.com.br .

    • Edu Mano disse:

      Discordo com o ponto que se encontra produtos do Cruzeiro para se vender em qualquer lugar. Aqui em São Paulo, centro econômico do Brasil, é muito dificil achar algo do Cruzeiro para comprar.

      Camisa, só a oficial, azul e tamanho grande. São raras as lojas com variedades.

      Bem que o Cruzeiro podia transformar as embaixadas/confrarias em lojas oficiais do Cruzeiro. Olha ai uma ótima idéia.

      • HB disse:

        Edu Mano,

        Acho que me expressei mal. Aqui em BH é mais facil achar produtos do Cruzeiro em lojas esportivas do que na propria loja oficial.

  13. ACRossi disse:

    Boa Tarde, gostaria demais de saber a fonte que o Valor Economico usa, pois as fabricantes seriam suspeitas (ou não?). Tenho fatos: Dia 24 pela manhã, procurei camisas do Cruzeiro para presentes, Shopping Del Rey, nenhuma loja tinha a nova, e as que tinham a anterior eram sempre no tamanho P. Camisa Cocota 99,90…promoção……Loja do cruzeiro, Savassi dia 27 domingo pela manhã……nenhuma camisa do Cruzeiro, apenas estavam operando com algumas bermudas e material da Reebook. Ou mostra uma desorganização grande da reebook ou ??????????? Saudações Celestes

    • Edu Mano disse:

      A Vulcabrás (detentora da marca Reebok e Olimpikus) é excelente em todos os sentidos para os clubes. Não sei o porque ela ainda não abriu lojas do Cruzeiro como já fez com São Paulo, Inter e com o Flamengo….

      Algo me diz que tem mais coisas que não sabemos… Pois posso dizer com certeza o que eu acompanho: o povo da Vulcabrás é muito competente e esta disposto a investir mto no futebol.

    • HB disse:

      Duvido que seja culpa da Reebok.

      A Reebok tem de gritar. Jamais eu aceitaria uma condições destas. Deixar de vender camisa porque a loja não tem produto pra vender.

      Pode faltar TUDO. Pode faltar meião, short, bandeira, vitrine, caixa registradora, vendedor… MAS NAO PODE FALTAR CAMISA PRA VENDER DENTRO DA LOJA OFICIAL!!

      • Magnus disse:

        Ex.:Centauro Sports
        Bone do São Paulo e Inter (Reebok) R$ 20,00
        Bone do Cruzeiro(não sei a marca) R$ 79,90.
        camisas e agasalhos das frangas a vontade.
        camisas e agasalhos do Cruzeiro igual a fim de feira.
        camisa 3 agora só no final de janeiro/2010.

      • Claudinei Vilela disse:

        Camisa do Cruzeiro em fim de feira mesmo….
        Lojista nenhum é doido em fazer estoque com camisa do banco bom sucesso, sabendo que jaja ela é carta fora do baralho…..

  14. Camponez disse:

    A diferença de preço das camisas e o fato de não se achar mais camisa do Cruzeiro nas lojas oficiais pode ser um argumento.

  15. Claudinei Vilela disse:

    Não acredito que haja essa diferença toda, mas acredito que o atleticano compre mais camisas OFICIAIS sim. O torcedor do Cruzeiro prefere pagar 200 reais em um agasalho de uma TO, mas não paga 160 numa camisa oficial. (isso nao acontece no RS, por exemplo)
    Alem disso, o cruzeirense gasta muito mais dinheiro com ingresso, pois alem de ser mais caro, tem mais jogos pra ir.
    Temos tambem o problema da falta de camisa nas lojas, que um dos fatores é a MUDANÇA de patrocionio muito rapido (que tambem é um problema para o torcedor). Comprei a oficial do banco Bom Sucesso, paguei 160,00 reais, ainda nem acabei de pagar e ela ja vai sair de linha. O lojista tambem nao quer estocar camisa com prazo de validade tao pequeno e custo tao alto.

    • Elias disse:

      Pois eu me amarro em camisas SEM PATROCINADOR. Uma pena que em 2010 vou sobrar igual “jiló na janta” pois o BMG já está firme e forte. Será que vai pintar um “laranja mensalão”?

  16. Andre disse:

    Esse numero é de vendas mensais.

  17. JOTAFRANCO disse:

    Claudinei, todos esses fatores, levando-se em consideração o tamamnho das duas torcidas, não justificam a goleada das cocotas. Acho que faltam campanhas de incentivo pra compra de camisas com, por exemplo, descontos.

    • Claudinei Vilela disse:

      Ouvi falar que haveria um replica oficial a preços populares, nao sei se vingou. Eu, por exemplo, nunca vi. É uma saída? creio que sim e deveria contar como venda oficial.
      Afinal, venda oficial é o que? So a camisa azul? E as camisas de treino, goleiro, festivas? O Cruzeiro lançou um monte de camisas e pelo jeito foram bastantes vendidas.

      Qto ao tamanho das torcidas, creio que os fanaticos consumidores atleticanos superam os fanaticos consumidores cruzeirenses, mesmo que no geral, a torcida do Cruzeiro seja o dobro.

  18. Claudinei Vilela disse:

    Se as camisas oficiais fosse vendidas somente com o marca esportiva (Rebook) venderia muito mais.
    Eu por exemplo, me recuso a comprar uma camisa com BMG no peito, em cores laranjas.
    Alem do mais, as empresas que fazem as camisas devem trabalhar com produção mínima, que não deve ser pouco. Como farão mais camisas se a camisa oficial atual vai ser modificada?
    As empresas que fornecem material esportivo fazem contratos maiores, logo, a camisa duraria 2 ou 3 temporadas e ficaria muito mais bonita somente com as 5 estrelas no peito.

    • marcel disse:

      Claudinei, este é um ponto interessante. Apesar de estar procurando a no. 3, fico meio assim de usar uma camisa com o nome do atual patrocinador (apesar do símbolo ser uma estrela amarela). Afinal, é o mesmo nome de um timeco de quinta do Rio, o que eventualmente irá gerar gozações.

  19. Hermes disse:

    Sei não, a poucos meses, conversei com uma funcionária da Lugoesportes, a maior loja de material esportivo de Divinops e ela me disse que desde a libertadores, toda camisa oficial do Cruzeiro que chega na loja é vendida rapidamente e que no primeiro semestre eram mais de 100 camisas vendidas mensalmente. E o curioso que na semana passada estive procurando uma camisa para presentear só encontrei camisas sem o nome do patrocinador.

  20. Vinicius Cabral disse:

    De qualquer forma, 37.000 camisas representa 0,5% (arredondado) de 7.000.000 de torcedores. Que estes números estejam errados. Que tenham sido vendidas mais camisas. Alguém aqui se arriscaria dizer que as vendas representam uma quantidade próxima a 5% do número de torcedores? Ou seja, 350.000 camisas vendidas?

  21. Marcos Pinheiro disse:

    Essa lista supostamente publicada pelo Valor Econômica é de vendas mensais. Procurei a matéria no Valor Econômico e não achei. Antes do Natal procurei a camisa nº 3 na CruzeiroMania, em lojas no Centro e em Shoppings e não encontrei. No BH Shopping, não havia nem a nº 3 nem a nº 1 em nenhuma loja. Conversei com um vendedor da loja Show de Bola, do Centro da cidade, especializada em produtos de times de futebol, e, segundo ele, nesse Natal tinha vendido muita camisa. Do Cruzeiro; da Cocota muito pouca.

    É necessário mais informação sobre essa lista: período de apuração (certamente não inclui dezembro, que ainda não acabou), se inclui só camisa de jogo ou também moda casual etc. O Flamengo tem divulgado que vendeu 1milhão de camisa só no 2º semestre. As informações não batem.

  22. Marc3lo disse:

    Claudinei, se você acha que a proporção Cruzeiro x frangas em Divinópolis é assustadora, e até considera que deve ser a maior diferença entre torcidas do Brasil, você conhece pouco o interior mineiro.

  23. Mario Lucio Vaz disse:

    OT: Torcedor do São Paulo Victor Hugo disse: Comentario 115
    “O Cruzeiro para mim é o mais forte, mas parece que eles não acreditam nisso, tem um timaço, e com reservas excelentes, mas na hora H vacilam.”
    Fonte:
    grana do vizinho sempre melhor

  24. Noslen disse:

    Totalmente errados estes números! O Flamengo vendeu nos ultimos 5 meses mais de 1 MILHÃO de camisas. Vejam a notícia.

  25. Claudinei Vilela disse:

    Marcelo, me refiro ao torcedor economicamente ativo e participativo, que investe e gasta com o clube que torce.
    Do que adianta ter uma cidade la no meio do agreste com uma proporção de 9×1 se desses 9 ninguem comprar uma camisa e este 1 comprar?

    Itauna por exemplo, a relação é de 6×4 pra nos, mas em termos de participação, gastos, fica 3×2 pra elas.

    Onde eu sempre digo, o Cruzeiro precisa fidelizar seu torcedor simpatizante, fazendo que este seja um fanatico economicamente ativo.

  26. Andre disse:

    Parecem que vocês não entenderam, esses numeros SÃO A MEDIA MENSAL de vendas. Total é aproximadamente 11x esse numero, pois não entrou, logicamente, dezembro.

  27. Marc3lo disse:

    Região Leste do estado, a proporção em termos de gastos, é 5×1.

  28. Andre disse:

    E esse numero não conta a venda de todas as camisas, como o Fla fez em sua contagem.

    • Vinicius Cabral disse:

      André, a reportagem diz que: “A venda de camisas tem sido uma boa fonte de renda para o clube, que recebe R$ 8 de cada peça comercializada.” Será que o Flamengo recebe R$ 8,00 por peça independentemente do tamanho ou modelo? Se ele vende uma camisa polo de R$ 50,00, ganhará R$ 8,00? Se vende uma camiseta de R$ 20,00, ganhará R$ 8,00? Baseado no que diz esta reportagem, creio que se tratem apenas de camisas de jogo, mas posso estar errado.

      • Andre disse:

        Não sei, mas tá reportagem do post é só camisa de jogo e acho que o Fla contou tudo. Acho que o numero da reportagem do post tá praticamente certo em relação a camisas de jogo, pois não creio em muitas vendas a mais.

  29. Este ano fiz a minha parte comprei 02 camisas oficiais para mim, 02 para minha esposa, 02 para meus sobrinhos. Além da Camisa do Cruzeiro.Org.

  30. Elias disse:

    OT…JK pintando um quadro sinistro do Palmeiras, informando que ” a Traffic teve um prejuízo que chegaria aos 20 milhões de reais na gestão de Vanderlei Luxemburgo e Muricy não colaborou para diminui-lo ao deixar de atender os pedidos para botar alguns jogadores na vitrine”. Haja camisa, placas, venda de jogadores, TV e patrocínio master prá cobrir um rombão desses…

    • simone b de castro disse:

      Onde o Luxemburgo passa, é como um furacão: deixa um rombo.

      • Tô contando com isso para o galinheiro. O Luxa, depois que saiu do Cruzeiro, só não arrebentou o Real Madri porque lá os caras tem dinheiro para rapar de enxada. Aqui no Brasil ele não ganhou nada, esvaziou os cofres dos times e deixou dívidas e “micos” pra trás.
        Estou torcendo para ele não ter resolvido “tomar jeito”.
        A propósito de franquias e licenciamentos, as “faculdades” com a griffe Vanderlei Luxemburgo tamém tem feito água em alguns lugares.

  31. “Meu único time”
    Um grupo de torcedores do CRB criaram uma campanha ‘anti-mistos’ em 2008 e que vem crescendo cada vez mais no Nordeste do Brasil.

    Várias grandes torcidas do futebol Nordestino já estão aderindo ao projeto que tem como grande objetivo conscientizar e incentivar a população torcerem apenas para o seus times locais e não para times do eixo Rio-SP.

    Confira abaixo um vídeo criado por um torcedor……..http://www.youtube.com/watch?v=yx6bAqeJAHI&feature=player_embedded

    • JOTAFRANCO disse:

      Não creio que funcione, Edinilson, mas se isso ocorresse em Minas, onde o Fla tem a 2ª maior torcida, o Cruzeiro seria o maior beneficiado, não acha?

    • Edenilson,
      Isto é verdade e posso afirmar que não com este nome ou slogan, mas Muitas torcidas tem feito campanhas de fidelização de seus times estaduais e até discriminando aqueles torcedores bi-times. O Ceará subiu apoiado por torcedores que rejeitam aqueles torcedores de dois times.
      EM Brasília, o movimento destes torcedores é grande. Não se misturam e claramente passam até a hostilizar os vira-folhas que vibram com campeonatos de times do RJ. COmo a mistura é grande (ex. como muitos torcedores do Ceará torcem para o Fla e outros para Vasco, os autenticos acabam por discriminar a ambos).
      E o movimento vale para os times de PE, CE, BA, PA, principalmente. O movimento tá crescendo.
      O ruim é que o pessoal no N/NE discrimina TODOS do “sul maravilha”

      • Walterson disse:

        Em PE isto já é bem forte. Em geral, o pernambucano discrimina torcedores locais de times fora de PE.

  32. JOTAFRANCO disse:

    Santos e Corintiãs têm rombos semelhantes.

  33. marcel disse:

    Uma explicação plausível é que houve um momento que eles acharam que finalmente sairiam da secura de títulos. Aliás, mesma explicação para o Flamengo vender mais que o Corintiãs e SPFW.

    Do nosso lado, não vale como estatísticas, mas, por exemplo, estou tentando comprar a número 3 há dias e não tem disponível no site…

  34. SObre os posts e as camisas vendidas, não é somente pelo fato da discrepância ser grande entre times pretensamente equilibrados que sou incrédulo.
    Foca gosta de Nümeros, a fonte não sendo identificada pode ter interesses excusos em divulgar números desta natureza.
    Nada que uma série histórica não resolvesse com a separaçào das MARCAS de material esportivos e das EMPRESAS que detêm estas marcas ou direito de fabricaçào. Um jornal que se pretende “especializado em economia e mercado” deveria proibir focas fazerem matérias com este tipo de abordagem.
    EM todo caso, NÃO VI e NÃO GOSTEI. Vou ver e dependendo da barrigada, ainda escrevo para o editor.

  35. Sobre materiais e lojas credenciadas do Cruzeiro, é claro que existe um problema de fornecimento para as chamadas lojas oficiais “de rua”.
    É claro que o modelo de franqueamento/licenciamento das lojas (de rua e virtuais) está com problemas. O Cruzeiro está no terceiro modelo de loja virtual, ainda não definiu seu modelo de negócio, não consegue ter formatação própria.
    Nas lojas “de rua” já é o terceiro modelo (se considerarmos as antigas boutiques) e os (DES)acordos comerciais são nítidos.
    E pra não falar que as coisas são um mar de rosas, o modelo de franqueamento/licenciamento do “Sport Bar” também está naufragando e indo para um terceiro fraqueado.
    Será que a RESPONSABILIDADE é dos franqueados?
    Cadê a “maturidade do modelo”????

  36. Daqui alguns dias, teremos um espaço para debates exclusivos destes temas (Lojas, Franquias, memorial etc) e faço questão de não fugir do debate com quem quer que seja sobre este assunto de franqueamento/licenciamento.
    O empirismo-varejista implementado no Cruzeiro não resiste a três linha e modelos anuais. Os fornecedores/franqueados/licenciados não podem existir sem que tenham um Fórum para negociação equilibrada. Não adianta ABSOLUTAMENTE NADA, ter 1000 produtos licenciados se cada um destes 1000 fornecedores busca uma competiçào sem regras por um mercado que, MUITAS VEZES, não existe.
    Uma coisa é certa: em muitos locais, produtos do Cruzeiro, não existem porque vendem muito. Deveriam ser mais fabricados tb.

  37. OT.
    Se, se somente SE, o ZZP tá falando só para enrolar, OK.
    http://www.cruzeiro.org/noticia.php?id=39000
    Mas se o que ele falou for se cumprindo durante o ano, ele tá cavando sua sepultura na política.
    Acorda ZZP!!!! Mais ação, menos falação.

  38. Naldo disse:

    Lamento que a nossa torcida esteja levando esta lavada da concorrência mas vou fazendo a minha parte. Sempre que posso, vou adquirindo um manto novo.

  39. Walterson disse:

    Na ante-véspera do Natal encontrei uma camisa oficial no Shopping Recife, com 10% de desconto, ou por estar encalhada ou pela troca do patrocinador. O fato é que ela estava em destaque na vitrine, juntamente com a camisa do Flamengo.
    Falando nisto, encontrei várias vezes dois cidadãos pelas ruas nestes últimos meses, envergando orgulhosos suas camisas zebradas. Uma com forte cheiro de naftalina (acho que de 2004) e a outra tinindo de nova. Não sei porque, sumiram no final de ano.

  40. Roberto disse:

    Pesquisa mentirosa. Nenhuma loja tinha camisa do Cruzeiro prá vender.
    Segundo os vendedores, é só chegar, ela acaba. Tenho a mania de fazer
    comparações nas ruas e shopings, de quantas camisas os torcedores vestem e a diferença entre Cruzeiro e cocota costuma ser de 10 para 2 ou 3. Salve o Marketing.

    • Roberto,
      Que a matéria tem seus problemas, que a pesquisa ou enquete tem suas falhas graves é público e notório. Também, essas coisas de sites e outros espaços virtuais que não tem muito critério…
      Mas daí a esconder que o Cruzeiro e as lojas tem problemas, é tapar sol com a peneira.
      “salve o marketing”???? Menos… bem menos!!!!

Deixe um comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.