Bravo, Cabañas!

Por SÍNDICO | Em 7 de janeiro de 2017

CABAÑAS, ex-centroavante do América do México e da Seleção Paraguaia:

  • “Não guardo rancor à pessoa que me deu o tiro. Me aconteceram muitas coisas, mas o que mais falta me faz é jogar futebol, defender as cores do América e da minha seleção. A verdade é que, com o tiro, me dei conta de que minha ex-mulher só me queria pelo meu dinheiro. Me roubou tudo, enquanto eu estava lutando pra viver. Eu não tenho amigos, porque quando o dinheiro acabou, se foram os que diziam ser meus amigos. Cada dia que levanto, agradeço a Deus por estar vivo, por perceber que o dinheiro não é tudo na vida e com orgulho digo que vendo pão e ajudo meus pais com as despesas”.

Cabañas virou padeiro e vive no Paraguai.

15 comentários para “Bravo, Cabañas!”

  1. Mais uma vez, fica provado que se conhece seus verdadeiros amigos quando você está em dificuldades, e que a família nunca te abandona.

  2. SÍNDICO disse:

    CABAÑAS, Salvador Cabañas Ortega, nascido em Assunção, em 05ago80, foi um atacante revelado pelo 12 de Octubre, e que passou também pelo Club Guaraní, Audax Italiano e Jaguares Chiapas. Convocado, com frequência, pela Seleção Paraguaia, disputou a Copa 2006 e a Copa América 2007. Ficou conhecido como “carrasco dos brasileiros” por ter feito gols importantes a favor do América do México contra Santos e Flamengo na Libertadores 2008. Contra o Fla, marcou 2 gols na vitória por 3×0, revertendo o placar de 4×2 do jogo no México, eliminados os cariocas no Maracanã. Também marcou 1 gol contra o Brasil nas Eliminatórias da Copa 2010, na vitória do Paraguai por 2×0.

    • SÍNDICO disse:

      TIRO. Na madrugada de 25jan10, Cabañas foi baleado na cabeça, por volta de 5h, numa suposta tentativa de assalto numa casa noturna na Cidade do México. Mais tarde, especulou-se que Cabañas teria sido alvejado por um torcedor adversário, Ou, noutra versão, por um torcedor do América, pois dias antes, ele perdera um pênalti, na desclassificação do time na Libertadores 2010. Conforme relatou a esposa do jogador à época, não houve briga corporal. Segundo os médicos, o atacante correu risco de morte.

      • SÍNDICO disse:

        CIRURGIA. Após a primeira e delicada cirurgia, realizada na manhã de 25jan10 no hospital Ángeles del Pedregal, na Cidade do México, o paraguaio seguiu em estado grave, mas estável. Numa coletiva, o neurocirurgião Ernesto Martínez afirmou que o atacante paraguaio sofreu grave traumatismo craniano e pedaços de ossos foram retirados do crânio, mas a bala não havia sido removida pra evitar mais danos ao atleta, como sequelas pro resto da vida. Martínez não assegurou que Cabañas estaria fora de perigo, e o jogador continuou correndo sério risco de morte.

      • SÍNDICO disse:

        QUEBRADO. Em 02mar10, Cabañas teve alta do hospital. Rapidamente, começou a praticar exercícios numa bicicleta ergométrica. Mas apesar da rápida recuperação, seu retorno ao futebol continuava incerto. A esposa do jogador, Maria Alonso, disse em entrevista em 24nov10, que Cabañas estava “quebrado”, que teria entrado em depressão e a família estava passando por problemas econômicos. Em 01dez10, Cabañas disse que iria à Corte Arbitral do Esporte exigir do América o pagamento dos salários atrasados e dos gastos com sua recuperação.

      • SÍNDICO disse:

        PSIQUE. Em 03fev11, Cabãnas voltou a treinar mum time de futebol, o Libertad. Segundo o médico do clube, Porfirio Benítez Musa, ainda era cedo pra pensar em volta ao futebol. O objetivo imediato de Cabañas não era voltar a jogar profissionalmente, mas evoluir psicologicamente. O médico esperava que o atacante se recuperasse melhor a partir do contato com outros atletas.

      • SÍNDICO disse:

        DESPEDIDA. Em 10ago11, Cabañas fez sua despedida da Seleção Paraguaia num amistoso no Estádio Azteca, em sua homenagem entre o Paraguai e América, o ex-clube do jogador. A partida terminou 0x0. Cabanãs atuou 9 minutos pelo América no 1º tempo e 11 pelo Paraguaia no 2º tempo.

      • SÍNDICO disse:

        VOLTA. Em 20jan12, Cabañas voltou ao futebol, no 12 de Octubre, onde iniciou sua carreira. Em 16mar14, Cabañas acertou com o Tanabi do interior de São Paulo, que disputava a 4ª divisão do Paulista, mas devido a problemas de documentação ele só pôde disputar uma partida, um amistoso contra o Grêmio Barueri, na qual iniciou a jogada do primeiro gol.

      • SÍNDICO disse:

        APOSENTADORIA. Em 02jun14, Cabañas anunciou, em entrevista à Rádio Cardinal, do Paraguai: “Não tenho mais condições de jogar futebol. Estou deixando os campos por não conseguir mais acompanhar o ritmo dos outros jogadores. Vou me dedicar a minha escola de futebol. Meu projeto, agora, é levantar meu complexo esportivo”. Em 2016, El Mariscal, como é chamado no país, visitou Madri, onde foi homenageado pela comunidade paraguaia na Espanha, Na ocasião, disse que pretendia seguir carreira de técnico de futebol. Mas a verdade é que hoje ele trabalha como padeiro num estabelecimento familiar. (Wikipedia)

  3. Naldo disse:

    Ainda bem que ele escapou e acordou. Felicidades ao CABAÑAS!

  4. Jotta R disse:

    Lamentável! Espero que os “desgraçados” que ceifaram a vida futebolística desse grande jogador, abracem terra e formiga ao mesmo tempo e por muito tempo!

  5. matheus t penido disse:

    Ele jogava muito. Gordinho mas habilidoso e goleador, gostava de aprontae contra os brasileiros.