André Dias: “Bom demais da conta!”

Por SÍNDICO | Em 8 de fevereiro de 2011

Pitacos de protagonistas e blogueiros acerca do Villa Nova 0×1 Cruzeiro, no Alçapão do Bonfim, Nova Lima, em 06fev11, pelo Campeonato Mineiro:

  1. André Dias, centroavante do Cruzeiro: Bom demais da conta, como dizem os mineiros. Eu sempre digo: eu busco, sou atacante, mas antes de querer ser artilheiro eu quero é o sucesso do time. Felizmente, com o meu gol, o nosso time pode sair com a vitória. Agradeço demais às pessoas que contribuíram para que eu chegasse até aqui, desde a minha cirurgia, da recuperação, mas principalmente toda a equipe do Cruzeiro, por terem confiado no meu trabalho. Sou muito grato a todos os atletas e dedico essa vitória a eles. A gente sabe a dificuldade que é jogar aqui em um estádio pequeno, muito apertado. Prevalecem os pontos, a dedicação e, independente de ter sido eu, o mais importante são os três pontos do Cruzeiro.
  2. Cuca, treinador do Cruzeiro:  No 1º tempo, fomos bem superiores, tivemos meia-dúzia de chances claras, mas não fizemos. Mais por méritos do goleiro adversário. No 2º, o jogo foi muito equilibrado. Fizemos as mexidas, tentamos com três atacantes. Depois recompusemos o meio. Quem entrou foi bem. Wallyson entrou bem. O gol veio do André, que nos deu a vitória em um jogo muito complicado. Leandro foi bem, ele ainda vai melhor até do que hoje. Falta seqüência, ritmo. André estava mal pelo lado do campo. Depois, quando o pusemos como centroavante, ele melhorou, participou mais e fez o gol. É muito complicado jogar aqui. Num campo com uma dimensão assim, em que a bola aérea é muito perigosa, você tem que fazer pelo menos uma de cada três chances.
  3. Wilson Gottardo, treinador do Villa Nova:  O time jogou muito bem. No 1º tempo, o Cruzeiro mostrou um entrosamento natural que vem de anos. No intervalo, ajustamos nossa marcação e posicionamento, conversamos bastante no vestiário. Tivemos chance de fazer um, dois, três gols. Nossa produção foi melhor, mas por um detalhes significativo tomamos um gol. O futebol foi bom. O que dá alento para a gente é que fomos melhores do que no primeiro jogo, Jogamos com adversário de qualidade. Gosto disso. Se encaixar mais técnica e ousadia vamos crescer. Carciano ter sido expulso influenciou, pois perdemos um homem de referência. Achei o juiz um pouco rigoroso. Não estou criticando, apenas dizendo que foi rigoroso. Facilitou para o Cruzeiro.
  4. André Procopio. no PHD: Início de temporada é isso mesmo. Tenho a teoria de que o time que já começa com 100% acaba sentindo o desgaste lá na frente. E o Mineiro também não motiva, embora eu o considere importante demais, fique danado quando perdemos e comemore muito quando ganhamos. Mas o menosprezo de parte da torcida e até da diretoria pode ajudar a desmotivar os jogadores.
  5. Agnaldo Morato, no PHD: Jogo encardido, vitória apertada, porém, muito valiosa. Vitória construída graças à maior categoria do time celeste. Graças às boas opções de banco que o Cuca tem. Fábio fez grande partida com pelo menos duas excelentes defesas. Leandro Guerreiro fez ótima estréia. Postado frente a zaga, protegeu o setor. Será muito útil na Libertadores. E o gol saiu de uma grande jogada de Wallyson que ganhou de dois jogadores do Villa, invadiu a pequena área pelo lado direito, levantou a cabeça, viu o André Dias bem colocado, rolou e o estreante guardou. Eu já estava na bronca com o Cuca porque mantinha o WP em campo, quando ele o substituiu pelo Dudu. Conincidência ou não, os substitutos construiram o placar. Mais importante foi que o time soube vencer com gol bem trabalhado e de centroavante.
  6. Edu Mano, no PHD: Dadas as condições do campo, não há muito do que reclamar. Não fosse muns quatro de Vagner, goleiro do Villa, teríamos goleado no 1º tempo. Aquele chute do Wellington Paulista á queima-roupa era pra ter empurrado o goleiro pra dentro do gol de tão forte. No 2º tempo, o time se perdeu com a saída do Pablo e a entrada do André. Mas, pela seguinda vez, Wallyson entrou bem e matou o jogo. Ainda falta o homem gol no time. E não gosto de jogar com lateral improvisado. O time correu e se esforçou. Entre os estreantes, Leandro Guerreiro esteve meia boca e André Dias, esforçado e iluminado. O que mais me impressionou negativamente foi o gramado. Parece aqueles trabalhos de artesanato com Patchwork, aquelas colchas e toalhas feitas com remendos e pedaços de pano? Pois o Villa Nova deve ter um belo artista destes trabalhando na conservação do campo. Nunca ví algo tão vergonhoso e amador em se tratando de campo de futebol. Havia pedaços sem grama que se alternavam com verdadeiros arbustos. Fosse um campo alugado pra uma pelada, daria direito a reembolso do valor pago.
  7. Marco Soalheiro, no PHD: Vitória sofrida, que premiou a insistência ofensiva do time, que fez um 1º tempo muito bom e não fosse a atuação de gala do goleiro adevrsário, teria matado jogo.  Guerreiro estreou muito bem, mostrando o quanto poderá ser útil ao longo de toda a temporada. Gilberto jogou bem no 1º tempo, mas não aguenta o ritmo de um jogo todo. As carências sguem evidentes: a lateral direita, a despeito do esforço de sempre do Pablo, e o comando do ataque. Wallyson é ótima opção de 2º tempo e bom substiuto prop Tiago Ribeiro. Agora, é torcer pra que algum dos meia-bocas contratados ou o próprio Farias resolva desencantar e mostrar mais do que já fizeram em suas carreiras. WP é dose. Tenho pouca esperança de que cale os críticos e temo que Cuca faça o time morrer abraçado na insistência em escalá-lo. É fundamental ganhar o clássico, jogar bem, pra entrar afiado na Libertadores.
  8. Elias Guimarães, no PHD: Ganhar do Villa em Nova Lima nunca foi moleza. O time do Wilson Gottardo está bem, com marcação forte e um excelente goleiro. Sábado é que são elas. A despeito de alguns torcedores não darem importância ao clássico, pra mim é o jogo que eu gosto sempre de ganhar. Uma vitória dará embalo pra Libertas, motivará a torcida, deixará a cocotapress em polvorosa, colocará os rosados no seu devido luga, novamente em crise, terminando já no sábado o campeonato de expectativa…
  9. Mariana Resende, no PHD: Thiago Ribeiro pode não estar sendo o mesmo de antes, mas nem por isso merece críticas. Por mim pode jogar muito mal umas três partidas seguidas (o que não foi o caso de ontem, pois ele foi bem), que vou contunuar o achando imprescindível pro nosso time! TR já me fez perder um amigo, mas não mudo minha posição em relação a ele.
  10. Eugenio Raggi, no PHD: As 7 verdades do o jogo: 1. A estabazaga do Cruzeiro conseguiu o fenômeno de ser amarelada 2 vezes contra 2 adversários bem fracos. O que é profundamente preocupante. 2. Gilberto deve estar treinando com Mister M ou o Coperfield. Sua facilidade pra se tornar invisível durante as partidas é notável. 3. Wellington Paulista piora a cada jogo. 4. Não temos lateral direito.  5. André Dias pode ter feito o gol, mas minutos antes quase entregou os 3 pontos pro Villa em um lance bizarro no meio de campo. 6. Wallyson é a grata surpresa de 2011. 7. Montillo cobra as faltas, mas é evidente que não está treinando o fundamento. Seria ótimo ter um bom cobrador contra as codornas. O goleirinho delas (ao contrário do que se propaga na midia) é bem fraquinho. É só chutar no gol.
  11. José Carlos Damasceno, no PHD: Caraca! Vi os dois jogos e, sinceramente, não vejo razões pra tanto descontentamento. Se o WP errou duas chances claras, méritos pro goleirão do Villa que pegou tudo. Gedeon -olha ele aí gente!- também chegou duas chegou ao gol azul com perigo. Quanto ao jogo de 7L, a bola que o CAM jogou deu pra ver que o clássico vai ser dos melhores. Haja original!
  12. Evandro OliveiraDamas, concordo com sua análise sobre o Cruzeiro. Foi uma excelente vitória sobre o Villa. Jogamos bem e precisamos é de treino nas finalizações (além do que o goleiro deles pode levar todos os prêmios de melhor em campo). Ainda não estamos preparados pra enfrentar esquadrões como o do galinheiro e nem os pinchas, mas chegaremos lá. O resto é chororô de torcedor mal acostumado e rebelde-sem-causa. Só não me conformo com o WP… O resto tá normalíssimo!

120 comentários para “André Dias: “Bom demais da conta!””

  1. Walterson disse:

    Naldo achou que o Leandro Guerreiro fez uma ótima estréia e o Edu achou que foi meia-boca. Quem tem razão?

  2. raher disse:

    Dessa partida que ainda não mostrou o que realmente poderemos fazer em 2011, destaco 4 coisas:
    1 – Leandro Guerreiro tem uma postura tática eficiente no meio e foi uma boa surpresa.
    2 – Lateral direita continua sem funcionar, parece que enterraram uma cabeça de boi por ali.
    3 – Gilberto confirma o que Roger disse, a vaga tem dono vitalicio e não o que está melhor.
    4 – Wallyson parece que veio disposto a ser útil pelas beiradas.

    • Walterson disse:

      Como voce sabe que o Roger está melhor que o Gilberto? Acompanhou algum treino?

      • raher disse:

        dificil render menos que gilberto rendeu nas partidas que eu assisti. O time está sem nenhum poder de criação. Não existe lançamentos agudos, não existe passes a porta do gol. Não existe cruzamentos milimetricos para o ataque. Tudo isso porque não temos um meia de oficio e sim um lateral promovido a meia.

      • Mauro França disse:

        Engraçado. Quem foi que fez o cruzamento milimetrico logo no primeiro ataque do jogo, que o Thiago Ribeiro concluiu de sem-pulo?

      • Walterson disse:

        Pois eu vi o Roger render muito menos que o Gilberto na maioria das poartidas que ele disputou no ano passado. Acho até que ele jogou umas 3 partidas de bom nível, pouco para quem se considera um Pelé.

      • Sobrinho disse:

        Parece que torcedor adora jogador que reclama na imprensa.

      • raher disse:

        ano passado ja fez um ano, eu disse de partidas recentes com o seu gilberto tendo participações pifias em todas.

      • Walterson disse:

        E o Roger, voce viu ele jogar?

    • Edu Mano disse:

      É só a SEGUNDA partida no ano. Muito pouco para cravar QUALQUER coisa.
      1. Achei o Leandro meia-boca pois não ví nada de especial nele. É como político que diz que é honesto. Mas isso não é qualidade, é obrigação. Ele fez o feijão com arroz e não se destacou. Mas foi só a primeira partida dele com nossa camisa e não dá para criticá-lo por nada (e nem quero).
      2. O Gilberto fez ótimos lances e, embora não acerte tudo, nunca se omite. Não vi mesmo uma péssima partida dele pra tantas críticas. Deixem o cara jogar em paz. (Talvez ele deva dar uma beliscada na Débora Secco pra ganhar um cado mais de MKT).
      3. Wallyson vem bem, mas como ponta e não atacante. Continuamos carentes de um matador. Cadê o Farias?

      • Mauro França disse:

        Concordo quanto ao Leandro Guerreiro. Não usaria o termo meia-boca, prefiro o feijão com arroz. Mas não vi a excelente atuação que muitos viram, e sim uma atuação protocolar. E isso não é nenhuma critica ao jogador, acho que ele tem qualidades e será útil ao time.

      • Edu Mano disse:

        Exato Mauro. Acho que o “meia-boca” acabou soando mais negativo do que eu queria… quis dizer q não vi brilho. E é bem como você disse, não foi uma crítica.. foi só uma observação. Acho que ele pode crescer com mais jogos, conhecendo o elenco, se sentindo em casa…

    • Hércules disse:

      Quem quiser analisar o Gilberto sob o aspecto técnico vai elogiá-lo quase sempre. Fisicamente tá devendo há muito tempo e taticamente me parece muito restrita sua função, pois temos o Diego Renan que apoia bem e o Montillo que gosta de atuar mais à esquerda. No momento entraria com Dudu e Montillo e jogaria a camisa 9 pro frejo quem conseguisse apanhar entraria na vaga do “Ninguém”. O restante do time seria o que enfrentou o Villa, mais o Victorino no lugar Gil.

      • raher disse:

        é isso que as vezes os defensores inabalaveis dele não sentem, uma coisa é a tecnica dele outra coisa é o que ele pratica em campo. A cabeça pensa mas o corpo já não obedece tanto depois dos 34 e dos 100 kilos.. Ronaldo fenomeno que o diga

      • Olivieri disse:

        Róger caminha em campo do início ao fim. Mas os paga-pau dele preferem ignorar essa “virtude” do come-dorme.

      • Sobrinho disse:

        Caminhar é exagero, ele dá até umas corridinhas durante o jogo!

      • Elias disse:

        Corridinhas tipo urubu malandro…

      • Olivieri disse:

        Leandro Guerreiro, como bem falou o Mauro, fez apenas o feijão com arroz. Nada espetacular. Aliás, como homem de proteção da zaga, errou dois passes que deu pra temer pelo pior. Acho que é um bom reserva. Já o Gilberto, é nítida a perseguição ao jogador. Ele foi bem contra o Villa, fez lançamentos precisos, deu arracanda aos 35 do segundo tempo (coisa que o Róger não faz nem a pau. Até porque, a essa altura, ele já foi substituído por não se aguentar mais em pé) e, ainda assim, o torcedor está descontente. Tudo por conta do marqueteiro, artista de novela e ex-jogador Róger.

      • Dylan disse:

        o Leandro pode jogar como um Beckembauer que o pessoal que quer o modorrento Paraná de volta ao time,nao vai reconhecer isto.

      • Elias disse:

        O Cuca já disse que o Paraná é titular. Pelo menos até o Fabricio voltar. E vc vai ter que aceitar, afinal é o Cuca não o ex-treinador…

      • Sobrinho disse:

        E o Paraná pode jogar como um Beckembauer que o pessoal que quer ele fora do time,nao vai reconhecer isto.

      • Quem diria? Dylan tb é tijolista!

  3. Raul Miranda Penna, vou te enviar as perguntas para a entrevista com o Fábio assim que meu Outlook resolver atender aos meus comandos. Baixou o espírito do WP na peça e nenhum e-mail tá chegando às redes.

  4. LUIZ ANTONIO disse:

    Que pena que o WP está decepcionando. Tá todo mundo soltando fogo com a atuação dele nesses 2 jogos. Espero que ele meta uns 2 gols no sábado contra as cocotas e o pessoal dá um fôlego prá ele. Agora, se não fizer nada, o Cuca tem que mandar ele catar coquinho.

    • Hércules disse:

      Se pudesse ser técnico do Cruzeiro por um dia, contra as rosanas, escalaria: Fábio, Pablo, Léo, Victorino, D. Renan; Guerreiro, Henrique e Montillo; Wallyson, Farias e T. Ribeiro. Claro que deixaria uma passagem pro “Cafundó do Judas” reservada, saída logo após o jogo.

  5. Gostei muito das verdades proferidas pelo Raggi. O que seria do futebol se ele aderisse ao vôlei? Perderia o rumo, talvez, até viesse a fenecer.

    • matheus t penido disse:

      O que seria principalmente do Cruzeiro sem ele pra iluminar a cabeça de todos e esclarecer as verdades sobre o clube. Graças a Deus o Raggi é cruzeirense !

      • claudio(xina)lemos disse:

        Vou repetir meu comentário feito durante o post do mauro: Verdades? Que verdades? Ah!!!!! As do Raher.
        Na verdade as verdades do Raher não passam de falácias, bobagens, idiciocrasias, nada para se levar a sério, sua perseguição ao Gilberto é patética, nem presico argumentar pois vários comentáristas jé fizeram os comentarios ai acima. Nada mais patético.

    • Elias disse:

      Não li aqui ainda um comentário tão prá baixo quanto esse. Será que somos TÃO RUINS assim? Será que iremos lutar prá não cair e dar vexame em cima de vexame???
      Não creio.
      VADE RETRO!!!!!

  6. Edu Mano disse:

    O jogo com o Villa foi bom, Mas eu acho que nnao dá para tirar conclusão nenhuma do time só sobre esta partida. Eu to preocupado mesmo é com o próximo. Um clássico assim, logo na 3ª partida do ano e em semana de jogo na LA contra o Estudiantes. Temos muito mais a perder do que o time listrado. Pra completar será com torcida única e com ingresso a 40 conto. Tenho receio que essa equação (talvez um possível revanchismo da ultima partida) coloque mais peso em nossas costas e menos gente no estádio. Se eu morasse em BH, com jogao de LA em vista, É RUIM que eu pagava 40 conto pra ver o “clássico”, sem contar a viagem, etc, etc… Tomara que lote! A Sampa Azul vai ficar abarrotada com certeza…. rs

    • Rogério disse:

      Vai lotar, R$40,00 para um estadio tão pequeno não é tão caro assim e além disso é inicio de Mês, o Cruzeiro tem que aproveitar estas partidas para fazer um caixa, sem MIneirão o prejuizo é imenso e além do mais o SF é só R$45,00, não fez que não quis.

  7. Danilort disse:

    Não sei porque a maioria das pessoas pensam que os críticos do Gilberto são fãs do Roger. Eu criticava o futebol do Gilberto muito antes das reclamações públicas do Roger, desde que ele tomou gosto por expulsões na LA 2010. Não gosto do Gilberto porque acho que ele se omite do jogo, e não porque ele tem deficiência técnica.
    Mas isso não quer dizer que quero Roger como titular absoluto. Se ele não render quando entrar, então que sejam dadas chances ao Dudu ou que volte o esquema com 3 volantes. O que não dá é o Cruzeiro continuar a jogar com 1 a menos durante 80% do jogo.

    • raher disse:

      Faço minhas suas palavras. As pessoas aqui confundem achando que criticar gilberto é adorar roger. Penso que Dudu tambem pode ser esta peça que falta.
      Se der chances ao roger que sejam para mostrar se pode ou não, se não corresponder, banco com ele tambem.
      Se digo que gilberto está mal é porque esta mal e não porque quero roger no lugar dele.

      • claudio(xina)lemos disse:

        Se o Mestre Raher prestar atenção vai notar durante o jogo que o Gilberto e o Dudu jogam em posições diferentes. Mas pode ser que o Mestre Raher seja miópe e não enxergue que os jogadores citados atuaem em posições diferentes….

      • raher disse:

        Entao mestre xina que posição joga gilberto?? e dudu??
        Ambos são meias, só que um é falso meia ( gilberto) e dudu é mais ponta de lança que meia. AMbos entram em jogando como meias. é certo que com opções diferentes de marcação e saida ao ataque. mas atuam em faixas identicas do campo.

      • claudio(xina)lemos disse:

        Dudu se você não percebeu joga de atacante de velocidade e o Gilberto é um ala armador que joga mais recuado e ajuda a defesa, mas mestre, quem sou eu para discordar de sua imensa sabedoria, talvez se revivermos no futebol o ensaio à cegueira do saramago no futebol vc será um joão saldanha.

      • raher disse:

        Complementando voce nçao vai querer criar posição para dudu, porque poucos no time jogam naquela que realmente dominam ou hiopoteticamente poderiam ser melhores. tem muita gente improvisada no time ( sorte que correspondem)
        Ex> diego renan que é destro joga pela esquerda que é mais dificil pra ele.
        Henrique que é volante de contenção virou segundo volante ou seja aquele que sai mais pro jogo e tem deficiencias enormes de passe ainda.
        gilberto que é lateral e ainda não tem cacoetes de meia , joga usando talento apenas. quando falha….
        Paraná só nao jogou no gol, ja foi improvisado de tudo.

      • claudio(xina)lemos disse:

        Vc pergunta e vc responde? Assim é fácil não? Parabéns pela sua genialidade.
        Mas, no entanto Henrique sempre foi segundo volante, nunca foi primeiro volante, se você não viu nenhum jogo do Figueirense vice campeão da Copa do Brasil meu mestre você esta sendo contraditório. O fato do Paraná jogar em várias posições não faz o Gilberto jogar na mesma posição do Dudu. Alias também não faz o Gilberto jogar na posição do Gil também.
        Mestre sua argumentação, ou melhor sua resposta a sua pergunta é patética.

      • raher disse:

        agora vi que voce não sabe da missa um terço. DUDU é meia, se esta entrando como atacante ( ponta de lança) é por opção do tecnico que o improvisa assim.
        A gente discutiu posição de origem e de origem O DUDU é meia. Assim como Gilberto é lateral mas sempre foi lançado no time como meia de ARMAÇÂO, atuando pela esquerda, ala armador é invenção sua.

      • Danilort disse:

        Bem, Roger também não joga exatamente na mesma posição do Gilberto, já que “alas armadores que atuam um pouco recuados” não é lá uma posição muito padrão, mas já fez dupla com Montillo várias vezes. Como Montillo joga nos 2 lados do campo, não sei porque Dudu não poderia jogar com o argentino, já que Dudu é armador desde a base e não atacante.

      • claudio(xina)lemos disse:

        Bom se vc esta discutindo a posição de origem, você deveria prestar mais atenção à discusção que você mesmo iniciou, pois Dudu hoje é atacante e no máximo disputaria a ponta de lança com o Montilho e nunca a armação com o Gilberto. Pois se você não viu o jogo o Meio de Campo funcionava com o Leandro fixo depois o Henrique com segundo volante o Gilberto pela esquerda e um pouco mais recuado que o montilho e o montilho quase como um terceiro atacante.

      • Danilort disse:

        Tudo bem então, esquece a parte do Dudu.
        Se é assim, que voltem os 3 volantes se o Roger não render.
        Coloca o Montillo na armação sozinho, que assim ele fica mais solto e não fica embolado com outro meia como aconteceu várias vezes com o Gilberto. O Paraná às vezes arma o jogo bem melhor que o Gilberto, que vem sim sumindo em campo.

      • Rogério disse:

        Quando Fabricio voltar, certamente voltarão o esquema com 3 volantes, o próprio Cuca vai protelar mas vai chegar a conclusão que é o melhor para o time.

      • Rogério disse:

        * voltará o esquema.

      • Dylan disse:

        se o melhor pro time for continuar sendo desclassificado e perdendo decisões eles certamente chegará a essa conclusão…

      • Rogério disse:

        Se o melhor para o time for não passar nem da fase de grupos ele vai chegar a esta conclusão e continuará com o esquema com dois meias.

      • Sobrinho disse:

        O CRuzeiro entra em campo com THeleno, Gerson Magrão na lateral, Wagner “Lombalgia”, Kleber “O gol que não faria falta” e WP “o ator” e a culpa é do esquema com 3 volantes. Só não é pior do que quem culpa o Fábio!

  8. claudio(xina)lemos disse:

    Dudu já foi armardor hoje funciona como segundo atacante pelas pontas, não vê quem não quer.

    • claudio(xina)lemos disse:

      Danilort no meu time jogariam Fabio;
      Léo, Vitoriono e Paraná(leandro, fabricio carioca)
      Diego Renan, Henrique, Fabricio e Gilberto
      Montilho
      Thiago Ribeiro e um centroavante que não me arisco a dizer que será.

      • Renato-SP disse:

        Acho disperdício colocar o paraná na esquerda. Saco o Gilberto, não por estar jogando bem ou mal, mas por preferir a trinca. Dá pra tentar colocar oLeandro protegendo o lado esquerdo.

      • claudio(xina)lemos disse:

        REnato eu escalei o Paraná de terceiro zagueiro e não de lateral. Na verdade na minha escalação não há laterais e sim alas que completam o meio de campo num 3-4-1-2.

  9. Azul Celeste disse:

    Quem coloca o Paraná pra jogar nas laterais não gosta dele. A colocar o Paraná na lateral é reduzir a sua capacidade. Portanto é preferível colocar o Gilberto como lateral esquerdo protocolar. O meu time seria: Fábio, Pablo, Victor e Léo, Renan – Paraná, Guerreiro, Henrique e Motillo, Ribeiro e quem vocês quizerem!!! Fico no aguardo do Fabrício….

  10. Dylan disse:

    meu time é Fabio, Diego Renan, Leo, Vitorino e Gilberto; Leandro Guerreiro, Henrique, Roger e Montillo; Farias e Tiago Ribeiro.

  11. Naldo disse:

    Onde anda o mestre Chiabi para esclarecer os fatos? Não comentou ainda por aqui. Estou contente com o que vi pois, o Cruzeiro tem mais que um time, tem um elenco. A lateral direita, acredito que o Rômulo e Pablo vão dar conta do recado por ali. Marquinhos Parana e Leandro Guerreiro são duas grandes opções para primeiros volantes, ambos protegem bem a zaga, fazem cobertura e podem até atuar juntos. Henrique e Fabrício fazem bem a posição de segundo volante, podendo até sair para o jogo. Montillo, Gilberto e Roger são jogadores de habilidade, criação com tendências a evoluir, e temos o Dudu, jovem promessa que vai nos dar vária alegrias. E o ataque, tambem temos opções.

  12. Rogério disse:

    Ot – Perrella sobre eliminação do corinthians, na Libertadors “Não tem apito amigo na Libertadores, nos falamos e eles hablan”. Pelo menos esporadicamente o ZZP dá uma dentro, achei muito boa a alfinetada, e o melhor foi o Tite apelando e jogando praga no time, o treinador corintiano ficou vermelho igual a um pimentão de tanta raiva.

  13. Geniba disse:

    Esse Eugênio Raggi é um personagem?

    • Elias disse:

      Hardy har har em pessoa…

      • Eugenio Raggi disse:

        Falando em “personagens”…

        Um dos personagens mais famosos da história da literatura universal é a Pollyanna, criada por Heleanor H. Porter no início do século passado.

        Pollyanna era uma sagaz discípula do “Jogo do Contente”, que consiste num otimismo exacerbado e doentio, na total omissão diante do defeito próprio e alheio. Compassividade, subserviência, submissão e radical ingenuidade são as marcas dessa personagem. A vida se dá pela negação absoluta do pensamento realista.

        Num Natal em que havia pedido uma linda boneca ela foi surpreendida com um outro presente: um par de muletas. Foi facilmente convencida pelo pai de que aquilo era uma ocasião muito alegre e deveria ficar muito contente, pois ela não precisava de usá-las.

        Acho que, para quem sabe ler, um pingo é letra.

      • Chaves disse:

        Outro personagem: Dona Florinda

        Envelhecida pelo tempo, Dona Florinda é uma mulher que crê que ainda vive numa situação de riqueza por ser a que tem os melhores dotes financeiros da vila. Ela mantém a pose e promete que um dia ainda se muda da vila, pra ficar bem longe da gentalha. Sua grosseria e mal-humor lhe renderam o apelido de velha coroca, ou ainda velha carcumida. Dona Florinda reclama de tudo: da preguiça e vagabundice de Seu Madruga, da sujeira no pátio, da bagunça das crianças. Ríspida e brutalhona, sempre estapeia o Seu Madruga ao ver seu filho Quico chorar, sem nem sequer perguntar se ele teve ou não culpa na história.

      • Elias disse:

        Rá!!!!

      • Damas disse:

        Tu não presta mesmo!!! KKKKKKK

      • Geniba disse:

        Eu não estava zoando ou sendo irônico. Queria saber mesmo se estes são seus reais pensamentos, se vc é assim na vida “real”, no Mineirão, no sofá de casa com seus amigos cruzeirenses e atleticanos ou se no blog, na internet, vc muda um pouco, ficando mais azedo e agressivo.
        Falo até por experiência própria. Porque muitos deste blog quando me conhecem pessoalmente dizem se surpreender. Porque o Geniba é sim um personagem, claro! Tem até uns que falam que pessoalmente o Dylan é um cara bacana. E eu não duvido disso. A gente se porta de maneira diferente em ambientes diferentes. Não tô falando de desvio de caráter ou falta de personalidade, não é isso. (…)

      • Geniba disse:

        (…) Por exemplo, quando a gente está no trabalho a gente se comporta diferente de quando está no buteco…
        E quando a gente tá na internet, a gente se sente mais livre de falar tudo que a gente pensa.
        Só estava querendo saber se vc realmente pensa dessa maneira que vc escreve ou se é só pra se manter sempre do contra, sempre rabugento, pra não dar o braço a torcer nunca, sempre encontrando e apontando defeito até onde não tem, sempre vendo o lado ruim das coisas.
        Porque, por mais que eu discuta fervorosamente aqui, pra mim futebol é diversão. E, pelo jeito que vc escreve, me parece que vc não se diverte nem um pouco assistindo a um jogo…

      • Geniba disse:

        Bom, mas como vc entendeu errado e veio dando uma de Vitor Belfort, agora o Chaves tem um novo apelido: Anderson Silva!
        Eu juro que eu nunca tinha visto um nocaute desse no blog. Pode vir com tréplica, pode arrumar outro personagem, pode arrumar outro livro… mas que o Dona Florinda casou direitinho, isso casou!
        Um abraço do GeniPollyanna

      • claudio(xina)lemos disse:

        Chaves esta foi a mais engraçada de todas, to rachando de rir sozinho, o pior que estou no trabalho e ninguém esta entendendo nada. kkkkkkkkkkkkkk. Anderson Silva. Nocaute com uma pesada.

      • Eugenio Raggi disse:

        Tem uma frase do Paulo Autuori que diz que “tirando todas as coisas importantes da vida, futebol é disparado a mais importante”.

        Futebol, para mim, é diversão e lazer. Mas lazer levado a sério, porque tem uma coisa diferente no meio, que é o amor que a eu sinto pelo Cruzeiro.

        Eu realmente não dou gargalhadas na frente da TV quando o Cruzeiro está em campo, mas já chorei de raiva ou alegria algumas centenas de vezes. Sou um torcedor detalhista, observador e – acima de tudo – realista.

        Acho os salários de atletas de futebol um ascinte. E considero que isso lhes dá pouco direito de errar. Para mim a maioria não faz mais que a obrigação.

        Por isso o babaovismo me irrita tanto. Mesmo q seja zoação.

        Na verdade, onde há tanto amor envolvido, sobra pouco espaço pra brincar.

      • Elias disse:

        Relaxa, sô.
        Não vale a pena ficar irritado, sofrer (coisa de atreticano), o que só aumenta a pressão, provoca AVC, faz mal pro coração e prá outras coisas muito mais importantes que o futebol…

  14. Dylan e Geniba andam muito virulentos. Proponho resolvermos o duelo ideológico-futebolístico num boteco. Com direito a padrinhos. Malafaia pro Dylan, Xina pro Geniba. O Síndico apenas beberá e reportará a refrega pra mais um post no PHD. P.S.: Só tenho receio de que o Samu tenha de entrar em ação antes do fim pra levar os padrinhos pro HPS.

  15. Ricardo Malafaia disse:

    Embate, cerveja, Dylan Silva x Anderson Geniba e Samu? Eu topo. Vamos ter de organizar a arquibancada: Mauro e Sobrinho cornetando o Geniba; Hugo e Moema cornetando o Dylan.

  16. Damas disse:

    Pois o Velho Damas nesta disputa não vai ficar em cima do muro não. Sou Dylan e dou 1 de lambuja. Quem quiser aventurar que case o “capim”.

  17. Todo mundo se mobilizando pra refrega do século e os dois lutadores amarelando. Confirmem a luta, pô!

Deixe um comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.