Adversário, não inimigo

Por SÍNDICO | Em 25 de agosto de 2010

Ufa! O talentoso Jonathan parou de reclamar da falta que o Mineirão faz pra dizer algo sensato.

  • Espero que seja uma recepção boa. Adílson fez excelente trabalho no Cruzeiro. Aconteceram algumas coisas que desgastaram bastante o relacionamento dele com o torcedor e com a imprensa. Mas espero que seja bacana, porque, com ele aqui, o Cruzeiro disputou três Libertadores, chegou a uma final. Ele fez bom trabalho. A torcida do Cruzeiro deve respeito ao Adilson. Quem sabe um dia ele possa voltar a ser treinador do Cruzeiro? Vou cumprimentá-lo, pedir para ele mandar um abraço para Ivair, Oscar, Zé Mário. Gosto muito deles. Mas quando começar o jogo, ele é adversário. A gente precisa emplacar, chegar ao G4, que estamos perdendo oportunidades. Vou desejar boa sorte a ele na vida, mas sempre procurando vencer.

Torcedores e atletas celestes devem cumprimentar o treinador do Corintiãs, Adílson Baptista. É preciso recoinhecer e respeitar o trabalho honesto que ele fez no Cruzeiro.

Quando a bola rolar, termina a camradagem e começa a competição.

Na cancha é cada um por si. Os dois lados precisam da vitória. Um pra se manter na luta pelo título, outro pra não se aproximar do rebolo.

Obviamente, microfonistas ressentidos vão acionar seus teleguiados. Faz parte do show. Mas será inócuo, pois o torcedor de Uberlândia estará sintonizado em outra emissoras.

Aqui no PHD, as hienas não vão perseguir o treinador, pelo simples fato de que o blog não servirá de palanque para anticruzeirenses.

Adílson Baptista tem uma história no Cruzeiro e será respeitado por ela. Simples assim. E quem não gostar, terá sempre a prota da rua, serventia da casa, como alternativa.

Crítica técnica vale, ofensa, podem esquecer.

Pra xingar o ex-treinador, sugiro o SNSB, ponto de encontro das mentes brilhantes do ressentimento e da covardia teleguiada.

21 comentários para “Adversário, não inimigo”

  1. Elias disse:

    Pois é… Adilson SEMPRE terá meu respeito. E minha admiração por sua honestidade, sua competência, seu respeito e torcida pela nossa instituição, além de uma extensa folha de bons serviços prestados ao meu Cruzeiro, seja como jogador quanto como treinador. Mas estamos em trincheiras opostas, ele olhando o lado do time dele e eu (ou nós) olhando o nosso. Vou torcer ferrenhamente contra ele, pois o seu atual time é um adversário em potencial dos interesses do Cruzeiro. Hoje vamos tentar vencê-los de todas as formas, prá tranquilidade e a confiança voltarem a reinar no lado azul de MG. É o que desejo. É a minha torcida.

    • simone b de castro disse:

      Também penso assim, Elias. Mas que é estranho ver o Adilson em outro time, é. Acho que nesses dois anos e meio, pelo seu ótimo trabalho, dedicação, e por sempre defender o Cruzeiro, nos apegamos muito a ele. E a admiração pelo seu caráter, pela sua personalidade continuará para sempre, esteja ele em que clube estiver.

    • Mauro França disse:

      Assino embaixo.

  2. simone b de castro disse:

    Gostei demais do que disse o Jonathan. Muito sensato. Sem “puxasaquismo”, sem babação, ou, pelo contrário, sem pedras na mão. Apenas verdadeiro, sincero.

  3. Celeste disse:

    Assino com o Jonathan e com o blogueiro. Vou torcer muito para o ABap quando ele enfrentar o zebrado. E que faça outros cinco. Todo profissional que honrou as cores do Cruzeiro tem meu respeito: ABap, Alex e muitos outros. Na hora em que a bola rolar a história será outra. Eu, sinceramente, temo pelo resultado do jogo. Mas o Cruzeiro bem que podia ser feliz hoje. E de que lado ficará a imprensa doméstica?

    • Ernesto Araujo disse:

      Contra o Cruzeiro, Celeste, como sempre. Agora não faz mais sentido pois Adílson faz parte do passado. Mas a um tempo atrás comecei a escrever um post para o blog elencando as sacan@gens que os cornetas faziam contra o Adílson. Hoje o momento é outro. Torço muito para que um daqueles vacilos que costumavam (infelizmente) com o Cruzeiro de AB aconteça hoje com o Corinthians. Vamos vamos Cruzerioooo Vamos vamos a ganhar Vou aonde voce for Só pra ver voce jogar !

  4. Daniel Carvalho - Porto Alegre disse:

    O Corinthians só venceu um jogo fora neste Nacional.

  5. Marco Soalheiro disse:

    É como eu tenho dito sempre. Defender a saída do Adilson do Cruzeiro, por desgaste natural, apesar de eu não concordar, era um argumento ainda aceitável. Agora pichar o trabalho dele de ruim, malhá-lo, etc…é coisa de cruzeirense b.urro ou de quem não entende patavinas de futebol.

    • Ernesto Araujo disse:

      Concordo com você, Soalheiro. Eu já disse várias vezes aqui que tudo de ruim que aconteceu no primeiro semestre com o Cruzeiro já era, de cera forma, esperado. Era claro o desgaste dele com alguns do grupo e com uma parte da torcida cujo ódio aumentava dia-dia.

  6. Dylan disse:

    pena que outros e-xtreinadores nao desfrutem dessa mesma consideração e sejam constantemente achincalhados.

    • Ernesto Araujo disse:

      Eu pelo menos, Dylan, nunca achincalhei nenhum ex-treinador do Cruzeiro. Marco Aurélio, Levir Culpi, Luxemburgo, Paulo Autuori, Scolari, Dorival Júnior… Agora, assim como você não gostou do trabalho do Adílson, eu também reservo-me o direito de não gostar (sem achincalhar) dos trabalhos do Oswaldo Oliveira, do Ivo Wortmann, do Paulo Cesar Carpeggiani, apenas para citar alguns. Aliás, nessa lista toda aí, o Adílson deve ter sido – fácil, fácil – um dos mais achincalhados, mesmo tendo feito mais que alguns deles…

      • simone b de castro disse:

        Eis a diferença!

      • Mauro França disse:

        O problema é achincalhar o treinador DURANTE o seu trabalho, como foi feito por microfonistas e suas hienas amestradas.

      • Dylan disse:

        se achincalhar é criticar então o Cuca vem sendo bem achicalhado…

      • Mauro França disse:

        Criticar é uma coisa, achincalhar, boicotar, repetir mantras, inventar, distorcer, outras bem diferentes.

      • Dylan disse:

        em resumo,criticar é uma coisa, as criticas com as quais eu nao concordo são outra coisa.

  7. Walterson disse:

    Hoje nem precisa achincalhar o Adilson, muito menos criticar o Roger , WP ou Cuca, pois acabo de descobrir o culpado pelo time estar nesta situação ruim. O culpado é o Fabio, que leva muitos gols de falta, embora o Cruzeiro tenha levado pouquíssimos gols de falta.

  8. Fabrício disse:

    Situação difícil esta. Exceção aos jogos contra a galinhada, sempre torci muito contra o Corinthians. Confesso que perdi esta rejeição com a presença do AB por lá. Apoio total e que hoje ele não seja feliz. Que possamos ficar em 1o e ele em 2o. Sempre! Gostei da presença do Dylan. Estava fazendo falta e coincidentemente apareceu na hora certa (ou errada?)! Êita coincidência!!! Vamos passar por cima hoje!!!

  9. Daniel Carvalho - Porto Alegre disse:

    A marca do Montillo.

  10. Nunca mais reclamaria do Jonathan falando do Cruzeiro não jogar em casa.
    Rafael Moura saiu-se com a seguinte pérola no intervalo de Goiás 0x3 Flu onde ele perdeu um gol:
    “O refletor me atrapalhou”

  11. Naldo disse:

    De acordo.