Abuso de autoridade

Por SÍNDICO | Em 11 de maio de 2018

TORCIDA CELESTE não poderá assistir Paranaense x Cruzeiro, na Baixada, Curitiba, jogo de ida das oitavas da Copa do Brasil. A decisão é do Ministério Público do Paraná, que não quer mais nenhum jogo com duas torcidas em Curitiba.

Investigar, processar, condenar e tirar bandidos de circulação dá trabalho demais. Mais fácil proibir todo mundo de ir ao futebol. Mas tem um jeito ainda mais simples de acabar com  violência no futebol: proibi-lo de vez.

Depois reclamam quando se propõe lei contra o abuso de autoridade.

32 comentários para “Abuso de autoridade”

  1. SÍNDICO disse:

    A PARTIDA não terá venda de ingressos para visitantes, não será determinado espaço para torcedores do Cruzeiro e será proibido que se entre no estádio com a camisa de outro time ou torcida que não seja ligada ao Paranaense. O espaço para a organizada Os Fanáticos será mantido. Também não haverá escolta da polícia militar para os torcedores. (GE)

  2. SÍNDICO disse:

    Cruzeiro x América, pelo Mineiro Sub20, neste sábado, na Toca I, tb terá torcida única.

  3. Romarol disse:

    Ministério Público, TCU e Polícia Federal estão parando a Administração Pública. Ninguém está disposto a assumir e assinar mais nada.

  4. SÍNDICO disse:

    ARTILHEIROS DA TEMPORADA: 18 Gustavo (Fortaleza) — 17 Arthur (Ceará), Neto Baiano (Crb) — 16 Cassiano (Paysandu) — 15 Lima (Brusque/Hercílio Luz), Neílton (Vitória.

  5. SÍNDICO disse:

    BRUNO VICINTIN: “Chegou o dia da missa de aniversário do Cruzeiro, 2 de janeiro, no salão nobre do Barro Preto. Doutor Gilvan estava sendo muito pressionado e estava muito ansioso para anunciar alguém (…) Quando Gilvan começou seu discurso no Barro Preto a torcida o pressionou. Ele então disse que estava próximo de contratar um jogador, mas que não poderia ainda revelar o nome. Naquele momento ele foi vaiado e cobrado veementemente. Acuado no púlpito, o presidente mudou de ideia e disse que falaria, sim, o nome. Quando ouvi isso, eu me desesperei. Por telefone, comecei a berrar com Guilherme Mendes (diretor de comunicação à época). Pelo Amor de Deus, vai lá e desliga o microfone, não deixa ele falar, não deixa ele falar. Num segundo de respiração entre meus gritos eu só ouvi ao fundo da ligação a voz do presidente anunciando. ‘É o Thiago Neves”. (…) o rapaz que toma conta das redes sociais do Cruzeiro tuitou que o clube havia contratado Thiago Neves. Meu primeiro pensamento foi: ‘Meu Deus do Céu, é o nosso Anelka!’ Porque o negócio ia melar”.

    • SÍNDICO disse:

      BRUNO VICINTIN: “Nosso diretor jurídico tinha certa rusga com o Klauss e convenceu o presidente de que aquela comissão era absurda. Fabiano (de Oliveira Costa, diretor jurídico) então ligou para o Leandrinho (empresário do Thiago Neves) dizendo que o Cruzeiro se recusava a pagar a comissão. Essa atitude desmoralizou o Klauss, que havia negociado tudo em nome do clube. Eu estava na sala do Gilvan quando o diretor jurídico retornou a ligação ao presidente dizendo que o agente não quis mexer naquilo que já havia sido acordado. Gilvan disse ao telefone ‘então pode desfazer o negócio. Eu disse: Presidente, se fizermos isso, vai ser como jogar uma bomba atômica na Toca da Raposa, vamos ser ameaçados de morte, vai acabar com a carreira de todo mundo, vai ser o mais vexame da história do futebol brasileiro. Aí que o então presidente autorizou a apresentação nos moldes definidos por Klauss Câmara”.

  6. zuloobas disse:

    Se por um lado é triste o Cruzeiro jogar sem sua torcida, por outro ninguém perde nada em deixar de ir para esse estranho país chamado Paraná.

  7. Celeste disse:

    Que dificuldade de se punir um bandido disfarçado de torcedor!!! Isso vai tornar o ambiente no estádio de futebol cada vez mais inóspito. E qual a graça de um jogo com torcida única?

  8. Celeste disse:

    Esse é o Brasil… Bandidos atuam livremente por aí. Alguma dúvida se a invasão de prédios pelo movimento dos sem não sei o quê acabou?

  9. matheus t penido disse:

    Ontem, o Ministério Público do Trabalho notificou a Rede Globo exigindo que a emissora promova mais políticas “inclusivas” na formação dos seus quadros, pois o órgão considera que numa das novelas exibidas o número de artistas negros é insuficiente e não condiz com a realidade da população. Caso não cumpra as medidas em até 45 dias, a emissora poderá ter que se explicar em audiência no MPT.

  10. Eduardo Arreguy Campos disse:

    E por falar em Stalin, e o Geisel, hem…

    • SÍNDICO disse:

      Ficou muito parecido com o Marighela e o Prestes, hem? Coisa feia mandar matar.

      • SÍNDICO disse:

        Mas nada. evidentemente, que se compare com o serial killer Ché Guevara.

      • Eduardo Arreguy Campos disse:

        Pois é, mas estamos falando de ossadas no nosso quintal. Podiam investigar seriamente a morte do Jango, do Lacerda, do Juscelino. De repente, se procurarem, vão achar.

  11. zuloobas disse:

    Acho que os países escandinavos possuem regimes políticos mais compatíveis com a humanidade. Admiro o povo Cubano, mas não creio em socialismo. Entendo que nunca houve, na humanidade, revolução POLÍTICA, sem sangue. No Brasil, ocorreu a patética cena de um monarca proclamar a república. Independência ou Morte! Dele mesmo? Deu no que deu.

  12. matheus t penido disse:

    O sapo barbudo do Caribe (parceiro do serial killer das tatuagens) não tinha problemas com ossadas. Jogava no mar, e como o país não tinha imprensa ou Justiça livre, morreu impune.