A Copa não acabou

Por SÍNDICO | Em 5 de novembro de 2016

VEJA relacionou nomes dos investigados por esquemas de corrupção dos estádios da Copa:

  • Nacional: José Roberto Arruda, Agnelo Queiroz e Tadeu Filippelli
  • Itaquera: Lula, Dilma e André Sanchez
  • Maracanã: Sérgio Cabral
  • Amazônia: Eduardo Braga e Omar Aziz
  • Dunas: Henrique Alves e José Agripino Maia

Como se vê, a Copa não acabou.

E pensar que o torcedor só se lembra dos sete-um, esquecedo-se de que pode ter havido vários um-sete-um…

9 comentários para “A Copa não acabou”

  1. Tato2017 disse:

    Já era esperado, esse tipo de evento agrada muitos os corruptos. Rio2016 ainda vai dar o que falar …

  2. Economista disse:

    E 2016 pode entrar para a história do CEC.

  3. Economista disse:

    Esqueceu de mencionar o horrível Independência: onde paga-se para ver pilastras.

    • SÍNDICO disse:

      Bem feito! Vc merece a visibilidade do campo do América. Fala tão mal do Cruzeiro, que tem de pagar a língua sofrendo no Horto uma vez por semana.

      • Economista disse:

        Nem o arquiteto do Independência deve defender o Independência: um estádio reformado e piorado.

  4. SÍNDICO disse:

    A LAVAJATO chegou ao Corinthians. O ex-presidente do clube paulista e deputado federal Andrés Sanchez (PT-SP) virou alvo de um inquérito sigiloso instaurado com autorização do ministro Teori Zavascki, relator dos processos do petrolão no STF. A PGR suspeita que o parlamentar petista tenha praticado os crimes de corrupção passiva, tráfico de influência e lavagem de dinheiro.

    • SÍNDICO disse:

      OS EMPREITEIROS Emílio e Marcelo Odebrecht, em sua proposta de delação premiada, confirmaram que a empresa pagou caixa dois para a campanha de Sanchez em 2014. Os dois empresários ainda revelaram, num capítulo exclusivo sobre o estádio de Itaquera, que os ex-presidentes Lula e Dilma ajudaram a destravar financiamentos de R$750 Mi concedidos pelo BNDES e pela CEF pra construir a arena que sediou a abertura da Copa de 2014.

      • SÍNDICO disse:

        SANCHEZ negou que tenha recebido caixa dois da Odebrecht. “Não tenho nada, não pedi nada e não peguei nada”, disse. O advogado Cristiano Martins, que defende Lula, disse que a “Lavajato não conseguiu apresentar qualquer prova sobre suas acusações contra Lula. Na ausência de provas, trabalha-se com especulações de delações”. Por meio de sua assessoria de imprensa, Dilma afirmou que “não teve acesso ao conteúdo da suposta delação, nem sabe sequer o nome do executivo que teria prestado depoimento”. Por isso, “não há o que comentar”. (Veja, 05nov16)

  5. Agora todos são Santos, não pediram nada, não sabem de nada, não conhecem ngm.