A casa está desabando

Por SÍNDICO | Em 16 de abril de 2019

CRUZEIRO já tem o balanço de 2018 pronto. E ele mostra que o clube corre em direção à bancarrota.

Zezé deixou dívida de R$96 milhões. Gilvan, de R$384 milhões. Pires de Sá, em seu primeiro ano de mandato, colocou-a em R$520 milhões.

O cube teve prejuízo de R$28 milhões em 2018, mesmo conquistando dois títulos. E, pra amenizar o problema, a venda do Arrascaeta entrou no balanço, como tendo sido feita em 2018.

Além de alta, a dívida tem péssimo perfil. Cresce absurdamente devido aos juros dos bancos e dos credores. 

Solução? Nenhuma. Ou que nenhuma. O torc dor não se associa e não vai a campo. O modelo de jogo do time exige jogadores caros e experientes, sobrando pouco espaço pra revelações, com valor no mercado internacional. 

E Conselho Deliberativo, que deveria fiscalizar a administração, já foi cooptado, e não age nem reage a mais nada. Em breve, restarão duas possibilidades apenas: o rebaixamento ou a venda do patrimônio. 

66 comentários para “A casa está desabando”

  1. SÍNDICO disse:

    PIRES DE SÁ administra o Cruzeiro, como se estivesse jogando num cassino. E com a cara cheia, sem o mínimo de discernimento.

    • Matheus Penido disse:

      Esse Pires de Sá só foi eleito porque o pleito se deu na semana do título da Copa do Brasil 17 e ele era o candidato da situação. Por aí se vê o nível de compromisso do Conselho. Desde a campanha, o presidente só dá entrevistas confusas, não apresenta ideias claras e não dá sinais de ter interesse por uma gestão austera. O profissional de maior gabarito que dava alguma esperança de seriedade (Marco Antônio Lage) pediu o boné. Sobraram Itair com seus planos mirabolantes, o cabide de empregos e, claro, as dívidas.

      • SÍNDICO disse:

        Desconfio que o presidente não sabe nem se está com fome. Entregou o barco pros dois auxiliares de confiança e dane-se o mundo! É um torcedor no lugar errado.

    • Deixa eu pensar…

      Wagner Pires de Sá era do DONO do BINGO que colocou o Cruzeiro no primeiro REFIS no final do milênio passado?

      Ô POVINHO BUNDA !

  2. Celeste disse:

    Jorge, é preciso que a mudança comece dentro do clube para que o torcedor colabore. Como querer que o torcedor encha a caixa d’água se o dirigente mantém as torneiras abertas.

    • SÍNDICO disse:

      Melhor, então, o torcedor escolher um banco pra torcer. Torcedores argentinos quebram o pau com os dirigentes, mas nunca abandonam seus clubes. O brasileiro é um sem–vergonha, que só quer curtir a vida adoidado, sem ser solidários nos maus momentos.

    • Matheus Penido disse:

      Se fechar a torneira, o número de sócios cai ainda mais, pois o torcedor só quer saber de contratação de jogador caro.

    • Jdias disse:

      Concordo com a Dra. Se der 1 bi nas mãos dessas últimas diretorias eles gastariam 1,1.

  3. SÍNDICO disse:

    TADEU me disse que parte do aumento da dívida decorre de correção de valores fictícios de dívidas anteriores. Em especial, dívidas pela aquisição de atletas.

  4. SÍNDICO disse:

    TORCEDOR de verdade, o que vai aos jogos ou se associa ou ajuda de outra írma qualquer, o Cruzeiro não tem 200 mil. Cobradores, cornetas e ondeiros, aí sim, tem os tais 8 milhões que os cartolas chutam.

  5. leobh disse:

    ITAIR: “O balanço será divulgado no ano que vem e, pelo que me consta, (segundo diz) o financeiro, vamos conseguir diminuir a dívida que foi deixada em 30 a 40 milhões de reais”.
    http://www.itatiaia.com.br/noticia/itair-dividas-2018-no-azul-quatro-reforcos-e

  6. SÍNDICO disse:

    ENTREOUVIDO, ontem: torcedores celestes já abriram 8 mil contas no Digi+. Isto rendeu R$40 mil ao clube. Não paga uma semana de salário do Itair.

    • Matheus Penido disse:

      Talvez pague uma semana de trabalho do Serginho Alterosa. Talvez…

    • Jdias disse:

      Eu vi mais campanha (espontânea) antes do anúncio que após. Esse número de contas não está ruim. Agora queria saber como vamos chegar nos 80 mi de patrocínio dito pela diretoria.

  7. leobh disse:

    Não adianta o torcedor se associar, se a arrecadação for de 500 milhões eles arrumam um modo de gastar 600. O Cruzeiro dispõe de receitas maiores que muitos municípios do país, e isso graças a torcida, direta ou indiretamente. Exigir ainda mais do torcedor não é razoável. Quem deve ser cobrado é o conselho fiscal, afinal não seria função do órgão fiscalizar as contas?

    • mrr disse:

      Exigir mais do torcedor é externar o tamanho fanatismo dentro de si. CEC não paga minhas contas. Então, muito devagar aí! A situação chegou a este ponto por falta de responsabilização das gestões sobre as “improbidades” praticadas. Gostaria de dizer outra coisa, mas fui alertado por colega que poderia processado. Essa coisa de enxugar gelo também é dose e concordo com o colega acima.

    • Matheus Penido disse:

      Pessoal do Conselho só quer saber de truco, cerveja e piscina.

  8. JS, seu discurso é patético… também, fica metendo o bico onde não deve e pegando bonde andando… a direção ATUAL, fez o maior estardalhaço, MUDOU o balanço e auditoria da gestão do GPT e preparou TUDO para este balanço… se alguém tem HONESTIDADE e sabe ler e escrever, olha os RESULTADOS e SALDOS de 2017 e compara com 2018… tem muito o que discutir não… E as “notas explicativas” (aquelas que os caras recebem bem para serem “independentes” e explicarem o inexplicável) são piores ainda. Eu já passei a “letra do samba” para algumas pessoas… estão esperando a música para começarem a dançar… Que falta faz TRANSPARÊNCIA para “democratas” de plantão…

    • SÍNDICO disse:

      evandro não diz coisa com coisa. impossível discutir racionalmente com ele. passo.

      • Você é quem diz coisa com coisa… não sabe nem COPIAR e ainda por cima comete o CRIME de adulterar o que as pessoas escrevem…
        ESTULTICE E EMPÁFIA… e ainda quer “discutir” …
        Seja mais original !

  9. leobh disse:

    Pense aí quais são as chances do Cruzeiro pagar um empréstimo de 300 milhões em apenas 5 anos.

  10. mrr disse:

    O tempo rugi no tocante às dívidas e essa briguinha de gestão A ou B foi responsável não resolve nada. Quem está na gestão atual? Quem pode fazer cortes no elenco e reduzir a folha? Quem continua contratando jogadores acima dos 30 com altos salários? A resposta é: Taí. Pensaram que eu diria o Sá? RS… Esse é o famoso POSTE!

    • Bruno 7L RJ disse:

      Cara, esse desenho do seu avatar era maneiro demais!

      • mrr disse:

        Isso é uma homenagem a “turma da motoca”, uma expressão muito utilizada nos tempos áureos quando o volume de comentários no Cruzeiro.org era bem maior que o blog do JS. O desenho é IGUALMENTE nostálgico.

  11. ARCSBC2012 disse:

    A equação é a seguinte: ter custo de uma Chapecoense mas sempre ter um time para ser campeão brasileiro/’sulamericano. Difícil…

    • mrr disse:

      Na atual situação, não vejo outra solução senão voltar aos moldes do modelo clube prateleira do Zezé. Ou isso ou quebraremos feio!!!!

      • Rizzi, NÃO quebraremos… separe CLUBE de TIME DE FUTEBOL. Use o Nome Cruzeiro Esporte Clube para o TIME DE FUTEBOL, nada que $400 MI para pagar dívidas e ficarmos “zerados” … E estamos conversados… os torcedores do Cruzeiro FUTEBOL Clube vão adorar !

    • Matheus Penido disse:

      Perfeito.

  12. Bruno 7L RJ disse:

    Eu só posso desanimar. Aumentei meu SF esse ano para quase o triplo sem ganhar uma mariola de retorno. Vontade de cancelar dá demais. Mas o amor ao time fala mais alto.

  13. SÍNDICO disse:

    MESMO COM CONTABILIDADE CRIATIVA, Cruzeiro tem prejuízo e eleva dívida a mais de meio bilhão (Rodrigo Capelo, 16abr19) Logo depois de vender Arrascaeta, interessado em tranquilizar a torcida em relação à saúde financeira do Cruzeiro, o vice-presidente de futebol Itair Machado foi ao Seleção SporTV dizer que as coisas estavam sob controle. Afirmou o dirigente que a diretoria da qual é protagonista tinha conseguido pagar de R$80 milhões a R$100 milhões em dívidas –número que o balanço financeiro celeste, quando publicado, confirmaria. O documento ainda não foi apresentado ao Conselho Deliberativo, mas o GloboEsporte teve acesso à versão não auditada assinada pelo presidente, Pires de Sá, e pela contadora do clube. Em vez de reduzir o endividamento, como afirmou Itair, a diretoria o aumentou em R$136 milhões na relação com o ano anterior.

    • SÍNDICO disse:

      AS DÍVIDAS são a consequência da mentalidade do novo presidente, cujo primeiro ano à frente do clube foi completado em 2018. Diante de uma situação já muito ruim, deixada pelo antecessor Gilvan Tavares, Pires decidiu aumentar investimentos e custos atrás de bons resultados. Ganhou o primeiro título, da Copa do Brasil, com o elenco que herdou da administração anterior. E está disposto a arriscar tudo para conquistar outros títulos. A parte positiva do alto investimento é que, com bons jogadores, dirigidos por um excelente técnico, como é Mano Menezes, a expectativa da torcida vai às alturas. E o impacto disso aparece nas receitas. O Cruzeiro elevou praticamente todas as frentes: bilheterias, patrocínios, sócio torcedor, direitos de transmissão. A Copa do Brasil rendeu incremento de R$64 milhões.

      • SÍNDICO disse:

        O PROBLEMA, e isso acontece muito no futebol, é que as receitas adicionais obtidas pela estratégia agressiva raramente compensam os custos. No caso do Cruzeiro de 2018, não compensaram. O clube terminou a temporada com prejuízo de R$28 milhões, que poderia ter sido muito mais grave se não fosse a contabilidade criativa que seus diretores inventaram pra contornar a realidade. A transferência de Arrascaeta no início de 2019 deu um bafafá. O Flamengo fez proposta pelo jogador nos primeiros dias do ano, o Cruzeiro se irritou com o que chamou de “aliciamento” do atleta, encenou até com ameaça de que entraria com ação contra os cariocas na Fifa. Itair afirmou publicamente em )3jan19 que a oferta tinha sido rejeitada. Venderia uma semana depois.

      • SÍNDICO disse:

        NO BALANÇO financeiro, dos R$90 milhões que o clube arrecadou com a venda de jogadores supostamente no exercício de 2018, está a venda de Arrascaeta para o Flamengo por cerca de R$55 milhões –este último valor veiculado pela imprensa, porém não descrito no documento. O próprio balanço descreve a transferência como um evento subsequente à temporada anterior, portanto ocorrido em 2019, mas registra a venda como se ela tivesse acontecido no ano passado. A justificativa dada pela diretoria no balanço é a de que as negociações começaram em 2018, tendo como evidência documento em que uma empresa chamada Link Assessoria, detentora do “direito exclusivo de negociações”, assinou pra cumprir supostos requisitos contábeis. Procurado pelo blog, o Cruzeiro afirmou que “não entrará em detalhes” sobre o balanço antes da apresentação dele ao Conselho Deliberativo.

      • SÍNDICO disse:

        A MANOBRA contábil feita pelo Cruzeiro pode livrá-lo de problemas com o Profut, programa do governo federal para refinanciamento de impostos. Em troca de descontos e benefícios na renegociação com clubes, o governo exige que sigam regras da boa gestão, como a proibição de déficits superiores a 10% da receita do ano anterior. O Cruzeiro estava impedido de ter prejuízo maior do que R$34 milhões. A diretoria manteve as perdas em “apenas” R$28 milhões, número impossível se não fosse a inusitada inclusão de Arrascaeta em 2018. Mesmo com a contabilização de Arrascaeta, a diretoria não conseguiu oultar a crise financeira na qual está o Cruzeiro. Pra que se tenha uma ideia, dos R$520 milhões devidos, nada menos do que R$256 milhões têm vencimento em prazo inferior a um ano, portanto no decorrer da temporada de 2019. Mesmo que venda mais jogadores e ganhe novamente a Copa do Brasil, cuja premiação amenizou problemas, as dívidas, quando acrescentadas aos custos do cotidiano, são impagáveis.

      • SÍNDICO disse:

        A COMBINAÇÃO de dívidas herdadas da administração anterior com dívidas feitas pela nova gestão, ambas ousadas, colocou o Cruzeiro no estado atual, em que tentará obter R$300 milhões emprestados no mercado financeiro pra reestruturar seu endividamento. Pires de Sá e Itair Machado esperam que esse novo crédito lhes dê mais tempo, na esperança de que as receitas aumentem consideravelmente, enquanto prosseguem com a estratégia do vale tudo por títulos. (Rodrigo Capelo, jornalista especializado em negócios esportivos, GLOBO ESPORTE, 14abr19)

    • Realmente, você é quem consegue explicar e ser inteligível para todos os assunto.
      Não se enxerga mesmo… !!!
      Fique aí “discutindo” com você mesmo e copiando/adulterando opinião dos outros.

  14. SÍNDICO disse:

    O DÉFICIT do A Mineiro no ano passado foi 13,02% menor que o do exercício anterior, enquanto o do Cruzeiro foi 61,7% maior. (Superesportes)

  15. SÍNDICO disse:

    VARIAÇÃO entre 2018 e 2019, segundo o Superesportes
    BILHETERIA subiu de R$16 milhões pra R$24 milhões.
    PATROCÍNIO subiu de R$26 milhões pra R$33 milhões.
    SÓCIO DO FUTEBOL subiu de R$22 milhões pra R$23 milhões.
    RECEITAS com sedes sociais caíram de R$25 milhões pra R$19 milhões.
    VERBAS DE TV subiram de R$177 milhões pra R$191 milhões.

    • SÍNDICO disse:

      FUTEBOL PROFISSIONAL custou R$245 milhões em 2017 e R$324 milhões, em 2018.
      PESSOAL do futebol profissional custou R$174 milhões em 2017 e R$226 milhões em 2018.
      DESPESAS COM SEDES SOCIAIS subiram de R$14 milhões pra R$21 milhões

      • SÍNDICO disse:

        DESPESAS TOTAIS saltaram de R$350 milhões pra R$401 milhões.
        RECEITA LÍQUIDA subiu de R$333 milhões pra R$374 milhões.
        DÉFICIT subiu de R$17 milhões pra R$27 milhões.
        DÍVIDA TOTAL passou de R$557 milhões pra R$575 milhões.

  16. jfabio disse:

    O clube está uma draga. Só não entendi o porquê disto tudo vir à tona semana do clássico.

    • mrr disse:

      Pois é! Mas saiba que quem deu a munição para o inimigo foi o Taí!

      • SÍNDICO disse:

        A imprensa está comentando os orçamentos do Cruzeiro e do A Mineiro, que deve ainda mais. Notícia não tem data pra ser dada. E não tem nada a ver com o jogo.

  17. Ronaldo disse:

    Gustavo Perell4 é diretor remunerado do Cruzeiro. Fim.

  18. SÍNDICO disse:

    FLÁVIO PENA, diretor financeiro do Cruzeiro: “No final de dezembro, recebemos proposta firme da Link Assessoria (empresa credenciada a fazer a venda de Arrascaeta). O Código de Pronunciamento Contábil, artigo 47, alínea 9, permite que se faça esse lançamento porque atendemos todos os pré-requisitos desta lei. Tanto é que não fizemos o lançamento total porque, como evento futuro, a venda aconteceu. Então, é importante a gente ressaltar pra torcida ficar tranquila, que não tem nenhum tipo de maquiagem nesta operação, pois a lei a permite. A gente até acha estranho porque o Código de Pronunciamento Contábil fala que se tiver uma proposta firme, pode sim lançar esse jogador no balanço. Esse ano foi de ajustes técnicos de balanço. Todo mundo já sabe que tivemos que aprovar o balanço de 2017 e retificá-lo para apresentá-lo novamente em outubro. Neste ano estamos ajustando tudo e demonstrando pro torcedor e pra a opinião pública de fato o que temos de ativo e passivo. Essa diferença de R$130 milhões a gente tem que deixar claro que lá nas nossas contas a receber temos R$60 milhões que recebemos em janeiro e fevereiro e pagamos a dívida. Então, estamos falando de R$70 milhões de dívidas, não R$130 milhões. Isso vai se refletir no balanço de 2019, porque nós pagamos neste ano”.

  19. mrr disse:

    Tem uma coisa curiosa nesse assunto da dívida, iniciado pelo próprio Taí quando resolveu jogar para galera. Estamos na véspera da final do mineiro, onde toda concentração é necessária. Será que isso impactará no comportamento dos jogadores?

    • SÍNDICO disse:

      Ah, sim, eles vão perder 32 segundos de sono, com o tema. Todos somados.

      • mrr disse:

        Rs… Existe alguma renovação pendente dentre os jogadores ditos titulares?

      • SÍNDICO disse:

        Lucas Silva.

      • mrr disse:

        Bom… Se o time merengue tiver intenção apenas de venda, receio que o Lucas já esteja de malas prontas. Isso também não estou considerando se o jogador considera seguro continuar no clube ainda mais depois desta M toda jogada no ventilador.

  20. JS,
    Você, assim como a maioria dos Sócios do Clube e Sócios Afiliados do Programa S5E, são uns BUNDA MOLE que conversam muito fiado, não fazem nada e ainda vomitam merda em redes sociais.
    E, realmente, impossível para você “discutir” sobre isto.

    • P. S. Cadê os comentários dos defensores da atual diretoria nas redes sociais sobre os “resultados” de 2018, as “maquiagens” de receitas e despesas e o crescimentos de despesas NÃO vinculadas ao clube e ao futebol?
      NEM UM PIO.
      Este silêncio conivente e criminoso me ENOJA !
      Ai se “suspeitamos” que tem gente levando uma parte ou sendo remunerado para ficar calado, praticar diversionismo ou falar bem ainda somos acusados de um onte de coisa…
      NOJO !

  21. Jdias disse:

    Infelizmente se não acontecer algum milagre, vamos ter anos muito difíceis pela frente. Essa diretoria está acelerando rumo ao iceberg. Cantem e dancem enquanto tem música.