A alma do negócio futebol

Por SÍNDICO | Em 18 de setembro de 2010

A Fifa está certa: o chororô é a alma do negócio futebol.

Por isto, devemos suspeitar de um complô pró-Corintiãs, chamar o juiz de ratão, vociferar, espernear, imprecar, praguejar e cousa e lousa.

Heber Roberto Lopes marcou um pênalti inexistente a favor do Botafogo. Lance semelhante ao que aconteceu no Brasil x Espanha da Copa de 62, quando um jogador da Fúria se atirou sobre Nílton Santos dentro da área.

O juiz daquela ocasião mandou seguir o jogo. O de hoje mandou a bola pra cal. E errou por falta de discernimento. Burrice tipicamente brasileira.

Quando discutimos aquele lance, aqui no PHD, fui voto vencido. A maioria viu pênalti. Houve até quem exaltasse a malandragem verde-amarela.

Hoje, estão todos do outro lado. Mas eu mantenho minha opinião. O atacante se jogou sobre o beque em 1962 e também em 2010. Mas quem viu falta naquela Copa, hoje, não pode reclamar.

Já o lance do gol anulado do Farias, que nós vimos com os olhos privilegiados da TV, me parece, não tenho certeza absoluta, de que a bola não saiu.

Não posso jurar porque ela não estava rolando no relvado com uma risca por baixo. Nem precisa continuar, certo?

O tal pênalti da bola na mão também não aconteceu. Se começarem a punir este tipo de lance,  beque maneta vai começar a valer mais do que centroavante goleador.

E esta história de que o juiz errou a favor do Bota pra favorecer o Timão não cola. Afinal, o time carioca também está no calcanhar do paulista.

O juiz errou contra o Cruzeiro. Como, às vezes, também erra a nosso favor.

O jogo é um só, mas os olhares são diferentes. Os nossos são os das câmeras de TV. Os dele são os que a mãe natureza conseguiu produzir. São menos eficientes do que os nossos, cuja tecnologia é mais avançada. Capiscaram?

Sem contar que podemos ver o lance várias vezes e o juiz só uma.

Mas não vamos parar com o chororô. Segundo a Fifa, sem ele o futebol ficaria chato, não seria este jogo apaixonante que é.

*****

E o gramado da cancha do Botafogo, hem? É pior do que o da Arena do Jacaré. Perde até para os da  Fazendinha, Parque do Azulão e Corcovado.

O cocoruto do Farião, ao menos, é na meiúca. O do Engenhão é na zona do agrião. Hoje, ele marcou um gol para o Bota e, por pouco, não faz um pro Cruzeiro.

135 comentários para “A alma do negócio futebol”

  1. walfrido disse:

    Alguém duvidava que sairia um post desse minutos após o assalto a mão armada no Engenhão? ahahahahaha. Só faltou citar o Paulinho Dias. Boa noite galera, boa noite JS!

  2. Walterson disse:

    Este papo de chororô às vezes enche o saco, ainda mais que sabemos que não vai adiantar nada e que o resultado do jogo não vai mudar. Mas não considero chororô comentar lances em que fomos claramente prejudicados ou que o juiz usa dois pesos e duas medidas, claramente a favor do adversário. Fomos claramente pejudicados por este senhor, tanto hoje quanto contra o Porqueiras e, há mais tempo, contra o Curintia. Se achar que o jogo de hoje não tem motivo para reclamação, que o erro faz parte do jogo de futebol, então que nunca mais se fale em Armando Marques de 1974.

    • Walterson disse:

      Ou mesmo que se chame o Maref de bi-campeão nacional.

    • Jorge Santana disse:

      Putz, 74 e hoje são histórias tão diferentes que nem dá pra relacionar uma com a outra. De resto, registre-se que nossa ira não é a mesma quando somos prejudicados ou favorecidos.

      • Walterson disse:

        Não vejo nenhuma diferença. Em ambas o juiz errou porque o erro faz parte do jogo. O mesmo aconteceu com o Edilson Pereira (é este o nome da fera de 2005?), que só errou alguns jogos porque não tinha trocentas câmeras à disposição para tirar as dúvidas. Afinal, errare humano est.

      • Paulo disse:

        Jorge, pelo que eu ouvi no sportv foi o ratão que deu a saiba da bola no gol do Farias e não o bandeira. Se foi isso mesmo, ouve a intenção de prejudicar.

  3. Binho disse:

    Continua voto vencido. Foi penalty em 62 e não foi ontem. WRL é um ladrão antigo. Já nos prejudicou outras vezes. Pra não falar muito, não deu um penalty no Maurinho quando estava 3×1 e no final do jogo inventou um pro curintians ganhar o jogo. Aposto com quem quiser que ele será escalado quando os gambás precisarem de ajuda. Errar é humano, mas um juiz não precisa dar penaltys ou inventar impedimentos pra prejudicar outro time. Basta passar em cima da marcação do bandeira e dar bola fora como ontem. Basta amarrar o jogo. Não deixar jogar.

  4. Binho disse:

    Continua voto vencido. Foi penalty em 62 e não foi ontem. WRL é um larápio antigo. Já nos prejudicou outras vezes. Pra não falar muito, não deu um penalty no Maurinho quando estava 3×1 e no final do jogo inventou um pro curintians ganhar o jogo. Aposto com quem quiser que ele será escalado quando os gambás precisarem de ajuda. Errar é humano, mas um juiz não precisa dar penaltys ou inventar impedimentos pra prejudicar outro time. Basta passar em cima da marcação do bandeira e dar bola fora como ontem. Basta amarrar o jogo. Não deixar jogar.

  5. Binho disse:

    Dureza é ouvir o palhaço do sportv dizer que DRenam está fora da área, mas seu joelho está dentro. CUMA ?? Não obstante foi um jogaço sensacional. Um dos melhores do campeonato. Tipo dos que não dá nem vontade de ir ao banheiro no intervalo por medo de perder algum lance. Não dava nem pra respirar tal o volume de jogo, principalmente no 2º tempo. Um gol maravilhoso do Montillo, gol de craque. A lamentar o Edcarlos destoando mais uma vez. Gil é mais jogador que ele. Que pena a contusão do LSilva. Os 2 Léos farão uma zaga excepcional. E ninguém pode dizer que foi mau resultado. Um empate contra um concorrente direto, fora de casa, é pra se comemorar.

  6. Binho disse:

    E eu que pensava que era o jogador adversário que tinha que estar ou não dentro da área. Não foi falta. Foi falta de vergonha do juiz. É aguardar as coincidências na escalação do meliante de ontem pra manipular resultados que beneficiem o time xodó paulista.

  7. Binho disse:

    Errar é humano. Roubar também. Mais ainda.

  8. Binho disse:

    Errei. Sempre chamo o Héber de Wéber. Tenho um conhecido com esse nome. Então é HRL e Não WRL.

  9. Binho disse:

    E na sequência os gambás tem santos, inter e bota. Dureza. Dá pra alcançar. Ruim é o flu que só pega time pequeno, como vitória, at-mg, avaí. Flu tem que perder amanhã.

  10. Binho disse:

    Temos que vetar esse pulha em jogos do CEC. Vá roubar de outras maneiras, não diretamente em cima da gente.

  11. Binho disse:

    Esse árbitro é como certos comentaristas do PHD. Um calhorda venal.

  12. Bruno Pontes disse:

    O grande problema do lance da bola que não saiu é que o auxiliar, muito melhor posicionado, não levantou a bandeira e deixou o jogo seguir. O juizão, no entanto, preferiu bancar a decisão e apitar que saiu, com uma visão por trás do lance, que não mostra nada. Some isso ao histórico desse juiz de errar contra o Cruzeiro e é fácil pensar em má intenção.

  13. Elias disse:

    Temos que nos acostumar. Se quiser campeonar, o Cruzeiro tem que passar por cima disso tudo e não tem tempo prá chororô. No meio da semana temos outra parada torta, o Ceará aqui. 3 pts obrigatórios, sem desmerecer quem quer que seja.
    Agora, Heber é lebrão velho. Contra fatos… ( e ontem o Waldir Barbosa citou várias “coincidências” em erros dele, sempre a nossa desfavor)

    • Naldo disse:

      Os profisionais do Cruzeiro tem que se manter centrados. Jogadores e Comissão Técnica nos jogos e a Diretoria nos bastidores. Temos várias decisões pela frente. Agora, nós torcedores, podemos ficar a vontade para vigiar e detonar os lebrões.

  14. Bruno Pontes disse:

    Existe uma diferença entre ficar de chororô toda vez que o time perde e reclamar quando a arbitragem erra além da conta. Rotular qualquer reclamação como “chororô” é tão radical quanto quem, de fato, fica no chororô após todo e qualquer revés. Esse foi somente o 2o jogo da temporada em que, no consenso geral, o Cruzeiro foi prejudicado pela arbitragem. Então acho que temos o direito de reclamar sim, e isso não é nenhum chororô. É tão somente não aceitar passivamente quando uma injustiça acontece.

    • Frede disse:

      Eu parto do seguinte princípio (principalmente depois de conhcer os comentaristas do blog): O Walfrido é um chorão de carterinha. Quem está com ele está chorando.

      • Bruno Pontes disse:

        “principalmente depois de conhcer os comentaristas do blog”. Ele chorou no seu ombro foi? 🙂

      • Frede disse:

        To fora. Ele pode se chorão mas é cruzeirense. Não tem dessas não! Conhecer virtualmente, a linha de racicínio. No caso, a linha de choro.

      • Sobrinho disse:

        Nossa, o Walfrido é brincadeira. Ele sabe de cor todos os juizes que apitaram os jogos do Cruzeiro nos últimos 50 anos e sabe os erros de cada um. Ele se preocupa mais com a escalação dos arbitros do que com as escalação do Cruzeiro.

    • Naldo disse:

      Concordo plenamente. Nas derrota frente ao Atlético-GO e Vitória, todos reclamaram apenas do time.

  15. Frede disse:

    ontem, no sportv, levantaram um fato interessante. Nessa semana o Héber apitou jogo no Ceará, Paraná, Uruguai e no Rio. Se jogador de futebol reclama de jogar duas vezes por semana, oque essa maratona não faz com o árbitro?

  16. Celeste disse:

    O beneficiado ontem foi o Bota, a curto prazo. A longo prazo, será o Timão. No dia em que o arbitro errar 2 vêzes contra os Gambãs eu mudo de opinião.

    • Naldo disse:

      Anda mais na posiçaõ que estão. Ontem eu tava revendo o jogo do SCCP e a pancada comeu solta pra cima do Prudente sob os olhares complacentes do juizão, e aquele gol anulado…

  17. Jorge Santana disse:

    Vamos combinar o seguinte: em princípio, todos os juizes são lebrões velhos. Eles ficam à espreita só aguardando uma ensancha oportunosa pra tirar pontos do Cruzeiro. Já devíamos estar acostumados. Ou então admitir que há lances difíceis de serem marcados e que, às vezes, nós pagamos o pato. Agora, é preciso ver se acontece só coma agente ou se outros tb se dão mal com arbitragens.

    • Naldo disse:

      Jorge, acontece com todos. Em maior, bem maior, menor e bem menor escala. Depende do time das circunstâncias de do juizão. Mas não há como negar que como em qualquer profissional existem os bons e os maus profissionais. Alguns são ruins mesmo.

  18. Jorge Santana disse:

    E sobre o gramado, nada?

    • Naldo disse:

      O gramado é péssimo. Parece um pasto onde por muitas vezes nos tempos de garoto a gente improvisava campos de futebol com gramado la no interior. Naquele tempo era chique ter aquele gramado a disposição com aquelas touceiras mais resistentes e alguns buracos por onde desfilávamos o nosso futebol felizes da vida. Lá, o gramado era compatível. Mas no engenhão construído para os Jogos Panamericanos, é um vergonha.

    • Frede disse:

      Com a palavra, o grande analista de gramados worldwide….

  19. Binho disse:

    Mas não é pra tirar pontos nosso. É pra facilitar a conquista do título por times do Rio-SP. Elementar meu caro, Jorge. Os últimos 3 penaltys marcados pros gambás atestam isso. Todos inventadose/ou duvidosos.

  20. Binho disse:

    É óbvio que o bandeira por sua posição em linha reta em relação a bola veria o lance muito melhor que HRL que está vendo o lance perpendicularmente. Não precisa ser gênio pra deduzir isso.

  21. Binho disse:

    Repito que o CEC deve bater o pé e não deixar esse larápio apitar mais seus jogos. Seu histórico o desabona pra apitar até jogo de botões.

  22. Naldo disse:

    Hoje, bem mais tranquilo, eu só lamento o gol mal anulado. Ali sim foi bola na rede e o jogo seria 3 x 2 pra nós. Pênalti não é gol.

  23. Binho disse:

    Sacanagem foi o Fábio não ter pego o penalty. Ficou no quase.

  24. Palmeira. disse:

    Para dizer que não é chororô, temos que concluir que a visão do Heber estava desfocada para frente, ou seja: no lance o cruzamento do DRenan ele viu a bola fora e no lance da falta que ele deu penalti, viu o lance dentro da área. Conclusão: precisamos ajustar o foco da visão do Heber, aquele sa.fa.do e excomungado.

  25. Ontem não foi um assalto, o careca errou simples assim e tem que punilo e colocalo na geladeira pelod graves erros cometidos

    • Binho disse:

      Questão de ponto de vista Maurício. Pra mim a juizada já começou a fazer o serviço pra que os gambás sejam campeões. E será, exceto se houver uma queda muito grande de produção. É só rever os úlçtimos 3 penaltys marcados pra eles. Fora os que deixaram de marcar contra.

  26. Assalto e manipulação de resultados foi ano passado contra o Palmeiras, onde não. Apitaram 3 penaltis claros e pelo menos 2 suspeitos.

  27. Eduardo Arreguy Campos disse:

    “Quem reclama já perdeu”. João Saldanha, por sinal, botafoguense.

  28. Mauro França disse:

    Então ficamos assim: HRL é um excelente juiz, de boa fé e seus erros são circunstanciais. Parece piada.

    • Binho disse:

      Pois é, França. Tem gente que não aprende mesmo acompanhando futebol ha anos. E claro que nem todo juiz é ladrão e nem todos vão roubar mas o HRL tem antecedentes principalmente contra times fora do eixo.

    • Sobrinho disse:

      Você me convenceu, ele é um ra.tão, sem vergonha e ladr.ão.

      • Binho disse:

        E você também me convenceu. Ele é um santo, honesto e excelente caráter.

      • Sobrinho disse:

        Tem uma grande diferença entre nossos comentários. No meu, eu repeti o que foi falado aqui ontem, no seu, você usou termos que em momento algum foram usados aqui.

      • Binho disse:

        Veja se melhora: Tudo é parte da cabeça dos seguidores do King. Tudo teoria de conspiração.

      • Sobrinho disse:

        Ai sim. rs

      • Mauro França disse:

        Uai, Sobrinho, vc é que tinha me convencido com a sua argumentação bem embasada. Me fez ver que erros são normais, que o juiz, mesmo sem enxergar a bola pode marcar que ela transpos a linha, e que falta fora da area é penalti. Seus argumentos foram tão consistentes que abandonei a ideia de que o juiz tinha errado. Pelo contrario, a partir de agora, considerarei que ele teve uma atuação perfeita.

    • Binho disse:

      Pois é, França. Tem gente que não aprende mesmo acompanhando futebol ha anos. E claro que nem todo juiz é la..drã.o e nem todos vão roubar mas o HRL tem antecedentes principalmente contra times fora do eixo.

  29. Eduardo Arreguy Campos disse:

    Cosme Rímoli endossa o chororô: http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli/

  30. Binho disse:

    Não há de ser nada. O Vitória me dar a alegria que o HRL não me deu ontem. E pra falar a verdade, foi um excelente resultado. flu, gambás, inter, santos e bota vão trombar um com o outros até o final do campeonato. Inter já enfrentamos, flu será em casa, então estamos bem na fita.

  31. Edu Mano disse:

    Tem que reclamar SIM. Pois, assim como os “erros”, isso também faz parte do jogo. O lance do primeiro gol foi absurdamente grotesco pois o árbitro – SEM ÂNGULO – chamou para sí uma responsabilidade que NEM O BANDEIRA BEM COLCOADO marcou.

    No lance do pênalti, tinha uma linha branca lá, pintada no chão, e um bandeira AO LADO do lance. Uai, se não usa os auxiliares, nem os coloca em campo. O FATO é que este Héber Roberto é c@g@ado quando apita jogos do Cruzeiro. Ele e o Paulo César são quase certeza de jogos sofridos para nós.

    Vamos chorar sim, reclamar, espernear… Quem sabe assim não nos roubam outro brasileiro no apito. Né não Vaixco? Se o erro faz parte do jogo, o chororô tb tem q fazer… rs

    • Naldo disse:

      Este é o papel da torcida. Empurrar o time, jogar com ele, reclamar, espernear contra quem nos garfa e quetais. Se um jogador vai lá e chama o Lebrão de L@drão pode ganhar um gancho enorme e ficar marcado.

  32. Walterson disse:

    Tá certo, é tudo teoria da conspiração e não há nada nem ninguem favorecendo o Curintia. Tanto que o gol do Prudente ontem, quando estava 1×0, foi muito bem anulado. É má vontade dos invejosos de plantão.

  33. Walterson disse:

    Pelo menos a musa do Botafogo é gata demais.

  34. Binho disse:

    E Montillo é um monstro. A melhor contratação do ano, no Brasil. Raça, técnica, talento e inteligência.

  35. Diogo Lara disse:

    Arbitragem vergonhosa… Acho sim que tem algo pelo menos estranho nesse campeonato… Já viram a quantidade de penalties inexistentesd que deram a favor do Curinhthians nas últimas rodadas? E agora o jogo de hoje? E o estádio que a Oderbrecht tá querendo construir pro Curintíans? Não acredito (ou quase nunca) acredito em coincidências…

  36. Palmeira. disse:

    Eu tenho certeza absoluta de que o gol do Farias foi legítimo e não houve o penalti para o Botafogo, porque o próprio “supercocotas” confirma “Time mineiro teve um gol anulado e cedeu o empate num pênalti inexistente”. Quem vai duvidar?

  37. Jorge Santana disse:

    Pesquisei os comentários do jogo contra o Guarani e não vi ninguém reclamando da expulsão do Mazola. Vai ver coincidiu de, na hora, todo mundo ter ido à cozinha buscar uma cerva na geladeira. Ninguém viu o erro de arbitragem a favor do Cruzeiro. Como sou abstêmio, eu vi.

    • Diogo Lara disse:

      Jorge,

      Eu concordo com vc sobre este lance…E concordo que as vezes sim o juiz nos erra a nosso favor, principalmente no campeonato mineiro.. O jogo contra o Ipatinga, por exemplo, foi escandaloso….Mas a nível nacional, acho que outros clubes tem saldo muito mais positivo de erros…E acho sim, que esse campeonato pode virar marmelada se os dirigentes das equipes e a imprensa minimamente ética e imparcial não ficarem vigilantes..

    • Mauro França disse:

      Então vc não leu a resenha do jogo.

    • Naldo disse:

      Eu não vi o lance porque bem na hora havia dado pau na TV. Nem eu, nem o Evandro, nem o Maurício e demasi cruzeirenses que tavam na embaixada.

    • Walterson disse:

      Quando o Mazola foi expulso, o jogo já estava 2×0 pra nós. Ou seja, por mais que tenha sido errado, não influenciou no resultado do jogo. Até porque ele foi expulso por causa do segundo cartão amarelo e não vermelho direto.

  38. Frede disse:

    E o classico ingles vai pegando fogo depois de um primeiro tempo insosso.

  39. Othon disse:

    o campeonato ta armadinho pro Corinthians ganhar no ano do centenário….esse Heber ja meteu a mão outras vezes, ele é caseiro, apita de acordo com as necessidades dos time da casa….

    • Jorge Santana disse:

      Provas, por favor.

      • A Justiça brasileira vai absolvendo o Edilson Pereira de Carvalho pelo que fez em 2005 sob os auspícios de Kia Jorabchian, e você pede “provas” de que os caras além de PÉSSIMOS TECNICAMENTE, são parciais e com outros defeitos e vícios menos nobres.
        Tá brincando né?
        Você quer provas para julgar o quê?
        Continue com a sua opinião… bem a estilo do “me engana que eu gosto”. Quem sabe a gente possa acreditar noutras coisas.
        A mídia (BAND), acaba de apresentar os melhores momentos de BOT x CRU (somente gols). Acaba de Mostrar melhores momentos e TUDO sobre COP x PRU (até a cor da cueca dos torcedores).
        Adivinha se falaram UMA VÍRGULA da arbitragem do HRL???
        Mas isto não tem nada a ver pois eles (BAND) estão esperando as “provas” de que existe maracutaia.

      • Jorge Santana disse:

        Se há um complô tão óbvio que é desnecessário pedir provas por que vc acompanha o Morrinhão? Masoquismo? E o que é que tem a ver Edílson com o que se discute aqui? Edílson com Kia? Que confusão!

  40. BrunoBarros disse:

    Jorge, sei que a juizada brasileira é a pior do mundo, sem dúvida, e que erra a todo momento em todo jogo. Pra mim o lance mais evidente e claro foi o pênalti no Farias. De primeira deu pra ver que ele foi derrubado, levou a popular “banda” do Fábio Ferreira e ficou por isso mesmo. Um lance absurdo. O lance do D. Renan no Maicossuel não foi nem falta, na hora em que há o contato entre os 2 o Diego já está de costas pro botafoguense, já em movimento de corrida pra pegar a bola. Cavadaça que só quem cai são esses juizes brasileiros, covardes. Não tem que haver a discussão se foi dentro ou fora da área. Não foi falta, simples assim. Não é questão de chororô, o problema é quando erra só pra um lado durante a partida toda, em lances capitais. O juiz decidiu a partida. Só o Montillo jogou mais.

    • BrunoBarros disse:

      Só uma correção; acho que na verdade quem jogou mais foi o camisa ’12’ do Botafogo, o Héber. Afinal de contas deixou de dar um pênalti claro (Farias), deixou de dar um gol legal, o lance é do bandeira, o Héber estava relativamente perto mas o ângulo não lhe permitia decidir, tinha que ter acompanhado o bandeira, e ele sabe disso, é mobral da arbitragem. Mas falta também humildade pro careca, que gosta de fazer macumba pra turista tentando demonstrar uma suposta autoridade, patético. Além de ter inventado um pênalti absurdo. Com isso ele decidiu 3 lances, podemos colocar que ele evitou 2 gols do Cruzeiro e fez 1 pro time carioca. O Montillo infelizmente “só” fez 2, não deu pra acompanhar o “desempenho” do melhor jogador em campo na noite de ontem: Sr. Heber.

  41. BrunoBarros disse:

    O juiz é fraco desde sempre, não sei como tem gente que ainda o considera juiz top de linha. No Brasil pra ter destaque na arbitragem não precisa ter qualidade, precisa é ir arrumando padrinhos nas federações até arrumar um forte na CBF. Aí tá garantido até em Copa do Mundo, basta olhar pra carreira do Simon, e também de todos os outros. Fazem besteira atrás de besteira e continuam aí, apitando e sendo elogiados. Esses elogios é que prejudicam, pois impedem que a grande maioria veja a realidade, e com isso muitos acabam repetindo o que escutam de alguns boçais na TV. Que Paulo César Oliveira é bom, que Gaciba é um grande juiz, que o Heber é top, mentira, todos são muito fracos. Esses que eu citei então, o padrinho deles deve ser o próprio Ricardo Teixeira. E assim caminha a mediocridade!

  42. Como quem observa o Flu, posso dizer que o Tricolor NÃO vem sendo prejudicado(*) pelas arbitragens. Inclusive na partida no Engenhão contra o Corinthians, onde Simon deu até 4 minutos de acréscimo enquanto o Flu buscava o empate (cito isso porque é um clássico ouvir quando se está ganhando e vem mais de 3 – “o juíz está fazendo de tudo para o time empatar”)
    Se o Corinthians vem sendo beneficiado, não sei dizer porque não vejo os jogos. Mas parece que não.

    (*)prejudicado vem com asterisco porque eu acredito que não seja em lances capitais que roubos possam ser feitos. Vide o caso Edilson onde ninguém pescara nada. O roubo acontece na meiuca e em lances menores e dificilmente um torcedor se daria conta.

    • Walterson disse:

      O Fluminense não vem sendo prejudicado porque está fazendo o trabalho sozinho de entregar o ouro ao bandido. Neste caso, nem há necessidade. Enquanto estava lá na frente, o campeonato ainda tinha muito jogo e não convinha queimar os cartuchos. Agora, com o campeonato chegando ao final, é hora de garantir o título ao queridinho da mídia e da CBF.

    • Pimentel,
      Discordo que “ninguem pescava nada”
      Temos registros antigo de manipulações de determinados árbitros em benefício de times do eixo RJ-SP.
      E eles fazem isto de maneira bem “profissional”, passando a impressão aos incautos e incrédulos que tudo não passa de pura incompetência.
      Este post é um reflexo disto. mesmo depois de uma arbitragem tendenciosa, parcial e de BAIXÍSSIMO nível técnico, onde o árbitro chama pra si a invalidação de um lance em que ELE (árbitro) não era o mais indicado para assinalar o lance (o auxiliar deveria ter esta função) ainda existe dúvida sobre as intenções da CBF ao colocar determinados árbitros para resolver o problema de certos times protegidos da CBF.
      E depois os dirigentes do bostafogo aparecem para chorar que foram prejudicados.

      • Como chora-se fora do eixo, chora-se dentro também. Acredito que tenha bastante por aqui com registros inversos.
        Eu não lembro de um caso efetivamente comprovado de manipulação de resultado que não tenha sido sútil.

        Eu, por exemplo, vendo uma partida na hora que acontecia, só desconfiei de uma: Holanda 2×1 Brasil em 2010, especialmente no 1º tempo e quando os azuis venciam.

  43. Amácio Gattuno disse:

    A arbitragem já acabou com a credibilidade do campeonato brasileiro a muito tempo. Resta, ao torcedor, somente a resignação. E a esperança de que os erros sejam, preferencialmente, a nosso favor.

  44. Cosme Rímoli, em seu blog, começa assim…
    “…Dois pontos.
    Que ninguém se esqueça após a última rodada.
    Héber Roberto Lopes tirou dois pontos do Cruzeiro ontem no Engenhão…”
    O resto, a maioria de nós sabe o que significa.
    Engraçado é que de quem está de fora, como o Rímoli, não se pode atribuir a chororô?
    Ou vai ter alguém dizendo que ele tá chorando as pintangas ou sendo injusto com o árbitro que mais é chamado para ajudar os times do eixo (especialmente paulistas)???
    Leia o post completo do Cosme Rímoli em http://bit.ly/bWcEtM

    • Walterson disse:

      A comparação com o Tevez não procede. O Tevez jogou num curintia ajudado pela arbitragem enquanto o Montillo joga num time de fora do eixo, muito prejudicado pelo mesmos árbitros.
      Montillo >>>>>>>>>>>>>>>> Tevez.

    • Jorge Santana disse:

      Após a última rodada, tanta coisa será lembrada que esta será apenas uma a mais.

  45. Fabrício disse:

    Por que não seguir a marcação (ou ausência dela) no lance do DR para o Farias? Qual é o papel do bandeira? Vale discutir e/ou comparar a colocação que se encontravam árbitro e bandeira? Existem dúvidas de que, naquela situação, a colocação do bandeira era muito melhor para dar o parecer do lance? Ah…fala sério. O cara assumiu porquê quis. Tem coisa que é recorrente, repetitiva, mal intencionada. Outras não. O chororô é válido quando faz sentido, assim como reconhecer o absoluto exagero ao expulsar o Mazola no jogo contra o Guarani. Não entro no mérito de conspiração a favor do Corinthians. Vale considerar uma possível “mutreta” para fazer do Flamengo o campeão do ano passado? Também seria chororô! Em frente porquê ainda dá tempo de campeonar!

    • Jorge Santana disse:

      Não houve mutreta para favorecer ao Flamengo. Corintiãs e Grêmio entregaram os jogos por vontade própria. Não queriam ver seus rivais domésticos campeonarem. Simples assim.

  46. Fabrício disse:

    Tá certo, tem razão, mas não tem chororô. O cara assumiu a bronca e o risco. Não faz sentido já que, como de praxe e previsto na regra, ele poderia se isentar.

  47. Chaves disse:

    Mais respeito com o Parque do Azulão. Eu, como cidadão honorário de Andradas, não admito ironias com a cidade!