Adílson: “O problema não é emocional, é físico”

Por SÍNDICO | Em 1 de junho de 2010

Pitacos de protagonistas e blogueiros acerca do Ceará 1×0 Cruzeiro, no Castelão, em Fortaleza, pela 5ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2010, em 30mai10:

  1. Adílson Baptista, treinador do Cruzeiro: Erramos muitos passes no meio, chutamos muita bola pra frente. Esse não é o Cruzeiro. Eu vou relevar. Na minha avaliação, é por causa do desgaste dos jogos. Nada emocional relacionado a perda de Libertadores, pressão. Não é isso. O aspecto físico é a minha preocupação. O Ceará também jogou na quinta-feira, lá em Goiânia, vários jogadores estavam puxando a perna, demonstrando sinal de cansaço. Isso é normal. O Cruzeiro está fazendo sua 33ª partida, o Santos fez 36, o Internacional, 35. Isso acaba sobrecarregando. Está na hora de pensar em alternativas. Alguns jogadores estão um pouquinho sobrecarregados, desgastados. É aquilo que eu alertei no início: o Fernandinho um pouquinho mais, Roger um pouquinho mais, Fabinho um pouquinho mais, pra ajudar aqueles que jogam com certa frequência. A gente tem observado que, na hora de recuperar essa bola, alguns estão tendo um pouquinho mais de dificuldade. É sobrecarga. A conversa é dentro de campo. Se não voltar, se não marcar, se não acompanhar, se não correr, se cruzar os braços, se não fizer andar… Eu estou vendo. Não tem jeito de enganar a gente. A gente jogou bola. No meu ponto de vista, o time melhorou no 2º tempo. O Roger fez um bom jogo contra o Botafogo. Mas não pode é mão na cintura, parado, não voltando, andando, sobrecarregando determinado setor… Eu já falei: o Paraná está jogando o mesmo número de jogos que o Fábio. Uma hora vai cansar. O Henrique não está roubando o mesmo número de bolas que nos anos anteriores. Por quê disso? Com a entrada do Roger, vai mudar um pouquinho o estilo do Cruzeiro…
  2. Henrique, volante do Cruzeiro: Nós fomos irreconhecíveis. Não atacamos e não marcamos. A gente não foi bem na partida. Por isso, veio a derrota.
  3. Thiago Ribeiro, atacante do Cruzeiro: Cometemos o mesmo erro de outras partidas. Foi um 1º tempo muito ruim, saindo atrás do resultado. Já é a terceira ou quarta vez que isso acontece. Eu já venho alertando que nem sempre será possível reverter o resultado. No 2º tempo, a gente melhorou. Poderíamos ter empatado o jogo, mas não podemos sempre no 1º tempo entrar mais ou menos como temos entrado.
  4. Fábio, goleiro do Cruzeiro: Acho que não deu certo. Tivemos uma infelicidade na hora do gol do Ceará a bola era nossa na lateral. Aí a gente saiu jogando pressionado, o jogador do Ceará tomou a bola e conseguiu fazer o gol.
  5. Gil, beque do Cruzeiro: A gente tentou, lutou. Pecamos na hora do gol que a gente tomou. Mas é assim mesmo. Sabíamos das dificuldades que teríamos aqui.
  6. Kleber, atacante do Cruzeiro: A gente começou bem, tocando a bola. Tomamos um gol em um erro nosso. Wellington foi expulso injustamente. Agora, é levantar a cabeça e pensar no Santos.
  7. PC Gusmão, treinador do Ceará: Trabalhamos muito forte na marcação e saímos rápido para o contra-ataque. Botamos o Misael marcando o Jonathan, que é o ponto forte do Cruzeiro. Ele ainda conseguiu fazer a jogada do gol. O que deu um brilho maior à vitória foi o adversário, o Cruzeiro. O que torna a equipe forte é o grupo de jogadores. Temos os pés no chão. O principal objetivo é a permanência na primeira divisão. Tem muitas boas equipes, que vão contratar reforços. Foi muito importante esta pontuação e este equilíbrio das primeiras rodadas.
  8. Bruno Marques , no Blog do Torcedor do Ceará: PC Gusmão armou o time com uma forte marcação anulando os principais jogadores do Cruzeiro. E o Michel, hein? Esse cara é um monstro. Aliás, Michel, Fabrício, Anderson, Heleno e João Marcos deveriam ganhar o título de gladiadores. Esses são gladiadores de verdade. Voltando ao jogo, o Ceará criava as melhores oportunidades, abusou de perder chances. O Cruzeiro respondia, levava perigo, mas continuava levando pressão. O Ceará buscou e conseguiu o gol aos 39 minutos do primeiro tempo após bela jogada de Misael. O garoto vem dando um show, sacaneou a zaga celeste e encontrou livre na pequena área o Lopes que só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes com o goleiro Fábio batido. Festa no Castelo, 1×0. Amigos, para quem achava que o 2º tempo seria apenas retranca, se enganou. A marcação ficou mais forte, é bem verdade. Mas o contra golpe era mais inteligente e rápido. Nada de chutão. O Vozão saia jogando e sempre assustando o Cruzeiro que rebatia e em uma dessas chegadas, colocou uma bola na trave, assustando o goleiro Diego e a torcida alvinegra. Mas a reação cruzeirense ficou nisso. Ceará tocando a bola no campo de ataque e fim de jogo. A torcida comemora mais 3 pontos. Agora nós somamos 11 e estamos atrás apenas do líder Corinthians.
  9. Mário Marra, em seu blog: O Cruzeiro pagou caro pela derrota ontem à noite no Castelão, para o Ceará, pela 5ª rodada do campeonato. Com uma defesa lenta e um meio de campo inexpressivo, a Raposa foi presa fácil para a boa marcação do Vozão do Nordeste. Com o resultado, a equipe agora ocupa a 9ª posição na tabela. conhecível em campo, o clube de Minas não produziu um bom volume de jogo e acabou sendo surpreendido, pela esquerda, com o cruzamento de Misael para Lopes, convertido no único gol da partida ainda no primeiro tempo. A bola passou pela pequena área e encontrou o atacante livre, sem marcação e indefensável para o goleiro Fábio. rimeiro tempo foi apático e cansativo de se ver! O Cruzeiro recuava muito a bola, com o zagueiro Gil retornando-a ao goleiro Fábio para dar prosseguimento ao jogo. A boa movimentação do atacante Misael – o melhor em campo na minha opinião -, o Cruzeiro não conseguia apoiar o meio e nem o ataque pelas laterais, com o velocista cearense sendo quase um carrasco do seu marcador, impedindo-o de sair para o jogo e se descuidar de marcá-lo. Aliás, Jonathan e Fernandinho foram horríveis durante a partida; muito lentos e mal posicionados em alguns lances. No Castelão lotado – cerca de 23 mil pessoas presentes -, o Vozão jogava atrás da linha da bola, esperando os melhores momentos para avançar e surpreender a defesa cruzeirense. É nítida a falta que o Fabrício faz à equipe, principalmente se comparado com o Fabinho exercendo a sua função tática. Com Gilberto convocado para a Copa da África, a camisa 10 ficou para Roger, digo camisa 23, que não criou nada em campo e ficou meramente como uma peça ilustrativa no setor. Outro que fez falta foi o lateral esquerdo Diego Renan.A bola não chegava no Thiago Ribeiro e o Kléber não aparecia para receber e tentar uma arrancada para cima da zaga da equipe comandada pelo técnico PC Gusmão. O Cruzeiro apenas tocava a bola, sem nenhuma objetividade ou perigo contra o gol de Diego. A defesa cearense, formada pelo bom lateral Oziel, Fabrício (ex-América MG), Anderson e Ernandes, inutilizou o ataque celeste, marcando muito bem quando se defendia. Outro que apareceu bem pelos nordestinos foi o veterano atacante Geraldo, substituído por Eusébio no segundo tempo. Pelo lado do Cruzeiro, as falhas de posicionamento de Jonathan e Gil atrapalhavam o esquema tático do técnico Adilson Batista, incluindo o meia Marquinhos Paraná, que há muito está devendo para a torcida. Após os 30 minutos, o Ceará atacou mais e o Cruzeiro foi obrigado a jogar recuado para não sofrer o segundo. No segundo tempo, Adilson Batista promoveu as entradas de Elicarlos no lugar de Fabinho e Pedro Ken na vaga de Roger. O time ficou um pouco mais ofensivo, tanto que o Thiago Ribeiro meteu uma bola na trave. Elicarlos deu mais mobilidade ao meio-campo e conseguiu neutralizar, parcialmente, as investidas do atacante Misael pela lateral do campo, fazendo a sobra da zaga. Com a entrada de Ken, Kléber passou a atuar mais aberto, rememorando os antigos pontas-esquerda. Há muito que o técnico Batista não muda a cara de sua equipe, insistindo na permanência, em alguns jogos, de jogadores visivelmente cansados, como Marquinhos Paraná, o Fernandinho e o Thiago Heleno, quando joga. Mas, o inesperado ainda estava por vir! Sentindo o bom momento azul, o técnico Adilson Batista promoveu uma nova mudança e colocou o atacante Wellington Paulista no lugar de Paraná. O ávido atacante ficou apenas seis minutos em campo e aumentou as estatísticas indisciplinares da equipe. Cometeu a falta aos 34 minutos, reclamou com o juiz e foi advertido com o cartão amarelo e, como uma criança mimada, pegou a bola e arremessou-a ao chão com raiva. Foi expulso, prejudicando uma possível reação mineira em Fortaleza, no estádio Plácido Castelo.Com o resultado, a Raposa perdeu três tabus: o Cruzeiro não perdia há 14 jogos como visitante em campeonatos brasileiros (a última derrota foi para o Grêmio por 4X1, no Olímpico), nunca havia sido derrotado pelo Ceará e perdeu, de quebra, a sua invencibilidade no Brasileirão 2010.O Vozão assumiu a vice- liderança da competição e mantêm a melhor defesa das duas séries do Brasileiro, empatando com o América MG, com apenas um gol sofrido.O juiz Péricles Bassols apitou muito bem, controlando os ânimos mesmo quando o Ceará passou a ser mais rígido nas faltas durante o segundo tempo.Desejo citar um bom jogador para ser avaliada a sua contratação pela diretoria celeste: com um meio-campo deficitário, o nome do volante Corrêa, ex-Galo, poderia suprir a falta do Fabrício e até compor um meio mais eficiente do que o que foi escalado pelo técnico da Raposa ontem. Quem sabe?
  10. Lucas Dantas, no blog do Lédio Carmona: Quem dedicou parte do seu fim de domingo para assistir a Ceará x Cruzeiro viu uma bela partida. De um lado, o visitante que não perdia fora de casa há 14 jogos. Do outro, um time vivendo um momento histórico de volta à elite do futebol e confiante pelo bom e surpreendente (re)começo. Em jogo, três pontos – claro! – mais a vice-liderança do Brasileirão. Preparado para jogar no erro do adversário, o Ceará entrou em campo com três volantes. Aliás, a escalação do trio defensivo Heleno, João Marcos e Michel tem sido fundamental para o bom desempenho do Vozão, já desde o ano passado. Fundamental porque o Ceará é assim. Tem o setor defensivo como ponto forte. E não tem vergonha disso. Joga atrás em casa, fora ou nos treinamentos. Mesmo com o time cearense à sua espera, o Cruzeiro não conseguiu impor seu ritmo. Roger, com a responsabilidade de criar as jogadas, estava apagado e Kléber, nervoso demais. A verdade é que todo o time mineiro entrou mal no jogo e, em todo o primeiro tempo, nada de mais relevante aconteceu no ataque cruzeirense. Com pouco espaço, o Ceará tinha suas melhores chances através de jogadas individuas de Misael ou em chutes de fora da área dos laterais Oziel e Ernandes. E foi em uma dessas jogadas que o atacante cearense conseguiu entrar na área, bater cruzado e achar Lopes, o estreante da noite, sozinho para fazer o único gol da partida. O Cruzeiro até voltou melhor no segundo tempo. Adilson Batista acertou ao colocar Pedro Ken e Elicarlos nos lugares de Roger e Fabinho.  A equipe ganhou em empenho e até botou uma bola na trave, com Thiago Ribeiro, mas foi prejudicado após expulsão de Wellington Paulista, que entrou depois e não arranjou tempo nem para aquecer. Recebeu o primeiro amarelo ao fazer falta dura em Geraldo e não parou de reclamar do árbitro Péricles Bassols até receber o segundo. E foi isso. Mesmo com um a mais, o Ceará não se arriscou a atacar e jogou pelo que marcava o placar. Paulo César Gusmão, técnico do Ceará, certa vez descreveu seu time como “aquele que considera 1 a 0 goleada”. E é no Castelão que o Vovô parece ter a fórmula certa para “golear”. Tem dado certo. Até agora, o time cearense venceu as três partidas disputadas em seus domínios pelo placar mínimo. Hoje, assumiu a vice-liderança da competição. E quem pode culpá-los?
  11. Agnaldo Morato, no PHD: O time do Cruzeiro parece cansado. Ele se concentrou pra buscar o título da Libertadores e, após a eliminação, bateu a frustração. Se tivesse um pouco mais de força física e anímica, teria conseguido o empate e até a vitória. Mas, infelizmente, o momento não é dos mais favoráveis, e o Ceará, time que vem jogando um futebol eficiente e até então não perdeu no Brasileirão, conseguiu o gol em uma jogada bem trabalhada pela linha de fundo e tratou de segurar o resultado. Fernandinho, muito criticado, está sem confiança. Ele sabe bater na bola, mas a forma como tem feito é típica de quem tá inseguro. Fabrício faz falta a qualquer time. Marquinhos Paraná e Henrique atravessam uma má fase.
  12. João Chiabi Duarte, no PHD: O Cruzeiro não conseguiu jogar no Ceará, esta é que é a verdade. O erro é recorrente? É. O Cruzeiro recua até o meio-campo para compactar o time, só que a solução de velocidade é só o Thiago Ribeiro. Kleber é lento. Fernandinho não consegue sair mais, deficiência física clara. Jonathan está visivelmente mal e sem a sua condição física exuberante, não passa do critério de regularidade. Kleber recua e pára todos os lances ou é parado com faltas. Então, se marcam o Thiago bem, metade do caminho está feito. O meio deixou de ser agressivo na marcação e passou a adotar a marcação virtual (não roubam bolas de ninguém). Roger, em que teríamos que depositar as nossas fichas, notadamente agora que Gilberto está na seleção,parece que não sei o que. Não cria nada, tá matando na canela. Não acerta uma tabela, não cria um lance de perigo… E não marca. Aí abre-se um boqueirão e todos os times com um pouco de técnica se locupletam no nosso erro. Beques saem jogando com liberdade. E no lado de cá o Fábio tem dado uns 15 a 20 chutões por jogo. O Cruzeiro teve 62% de posse de bola hoje… e fez o quê com esta posse de bola? O meio não joga e nem marca. E o Adílson reclama do Fabinho que encaixa e faz o 3° zagueiro. Só que se não faz isto, os adversários sempre acabam na cara do Fábio. Elicarlos entrou com disposição e mostrou como tem que fazer quem marca. Anulou o Misael.

85 comentários para “Adílson: “O problema não é emocional, é físico””

  1. César disse:

    Uai, não poupou o time durante o Mineiro inteiro, e até no início do Brasileiro para evitar o desgaste físico ? E mesmo assim tão morrendo ? Essa não cola. A não ser que apesar de toda estrutura, não tenhamos preparadores físicos decentes.

    • Sobrinho disse:

      Problema pode ser problema físico e os preparadores físicos e o Adilson podem estar sendo cobrados por isso no momento. Se daqui a pouco o coordenador da preparação física for demitido você ligaria os fatos ou falaria que a diretoria está transferindo responsabilidade?

  2. Kimbundo disse:

    Tenho que invocar Shakespeare pra conseguir uma citação acima.

    • Hugo 5erel0 disse:

      Há mais coisas entre o time e a torcida do que sonha nossa vã diretoria.

    • Rogério disse:

      Talvez este seja o problema, o assunto é futebol e voce fala sobre Shakespeare, tenta comentar sobre futebol que acaba aparecendo um comentário seu lá.

  3. Cuné disse:

    Esse negócio de cansaço físico é meio esquisito. Não conheço um time que descanse mais que o Cruzeiro no Brasil. Poupa aqui, poupa ali, e o cansaço vem do mesmo jeito, acho que isso é sinal de muita mordomia.
    Agora, o que não pode acontecer também, é um time como o Cruzeiro não ter banco. E como se não bastasse, essa enxurrada de cartões vermelhos. O que que está acontecendo?
    Pelo que parece, as coisas vão começar a mudar, temos que ver se pra melhor.
    O fato é que o Perrella já está cabrero porque o ano político está aí e ele não está vendo muita confiança por parte do eleitorado.
    Na minha opinião, já que ele tirou o Maluf, podia tirar o Valdir e o Gustavo também, porque não vejo produção de nada por parte deles.
    Sugestão: comece a armar o time da defesa, Perrella, vai por mim…

  4. Gleyton disse:

    Gleyton: “O problema não é emocional, é ruindade”.

  5. Cuné disse:

    Poxa, só eu fui censurado? Hehe…

  6. Cláudio Ianni disse:

    Eu passo quatro anos vendo os mandos e desmandos da CBF,dos grandes e da imprensa do eixo do mal,vendo o Gaciba,o Rodrigo Cintra e o Simon roubar do Cruzeiro mas aí chega o mês de junho e eu posso gritar:
    ARRENTINA,ARRENTINA,ARRENTINA…!!!….!!!!…..!!!!!……!!!!!!…….!!!!!!!

    • Hugo 5erel0 disse:

      Não vejo muita lógica no te raciocínio, Cláudio. Mas junte-se ao Vinícius Cabral e boa sorte com a SeleAdidas.

    • Walterson disse:

      Faça bom proveito. Se eu não grito nem BRASIL, imagina se vou gritar logo ARRENTINA.

    • Mauro França disse:

      Se a Argentina for campeã do mundo, o Maradona prometeu desfilar pelado em Buenos Aires. Melhor motivo pra torcer contra os hermanos não há.

  7. Paulo disse:

    Eu sempre digo que as entrevistas do Adilson após os jogos revelam muito sobre o time e o esquema tático. Dez fez o João Chiabi Duarte captou direitinho a mensagem do AB. Sem um volante como 3º zagueiro o time joga no 2-6-2.
    “O Cruzeiro teve 62% de posse de bola hoje… e fez o quê com esta posse de bola? O meio não joga e nem marca. E o Adílson reclama do Fabinho que encaixa e faz o 3° zagueiro. Só que se não faz isto, os adversários sempre acabam na cara do Fábio.”

  8. Daniel Carvalho - Porto Alegre disse:

    Estão buscando um álibi pra este declínio técnico. Alguma coisa tem de ser dita pra mídia. Não querem ver a deficiência técnica de alguns – muitos – jogadores e ainda as contratações sem expressão. Assim fica difícil. Ao torcedor só resta aguardar os acontecimentos. Amanhã vai ser um deus-nos-acuda contra a meninada da vila. Será um jogo de muitos gols. Tomara que o saldo seja positivo pra nós.

  9. Walterson disse:

    Gostaria de saber quantos jogos cada mancebo destes jogou este ano. O Kleber ficou mais fora do que jogou; o feznadinha só anda na enfermaria. Os únicos que estão jogando praticamente todos os jogos são o Paraná e o Ribeiro, nosso atacante mais veloz (será por isto?).

    • Walterson,
      Acredito que você tenha sua opinião formada e, na realidade, não gostaria de saber nada disso. Só queria alguma coisa para corroborar a sua opinIão…
      Sugerimos que você faça uma visita a dois lugares
      http://wiki.canalcruzeiro.com
      e do ano passado a
      http://stats.cruzeiro.org
      Acredito que lá você terá subsídios para formular e fundamentar sua opinião.
      Se puder, faça críticas e sugestões enviando mensagem para
      contato@cruzeiro.org

      • Walterson disse:

        Evandro, sempre disse que estes rapazes, todos joves e em excelente forma física, são tratados a pão-de-ló, pra fazer uma coisa que 90% da população masculina paga pra fazer. E são muito bem pagos, por sinal. Não preciso consultar nada pra saber que a maioria foi poupada no Mineiro e ficou mais tempo parada por causa de contusão.

  10. jrgalvao disse:

    Alguns pitacos, o Maluf que e um bom profissional era visto por alguns como o responsavvel pelas mazelas do Cruzeiro. Sua sai e normal, mas se for para o patetico, podem se preparar para uma nova inunddação do corrego do arrudas. Plea primeira em 114 concursos, o Cruzeiroo, foi sorteado na timenaania, tendo sido escolhido pro mais de 23 mil apostadores. O nosso time dde junior esta poor um fio na taçabh da categoria, tem que ganhar de qualquer forma do juventude, hoje emm betim.

  11. O problema é físico e não emocional… MEIA VERDADE.
    meias verdades não agradam gregos e nem troianos e ainda sai todo mundo pouco esclarecido.
    Problemas ou dificuldades físicas geram problemas emocionais.
    Um zagueiro que não consegue tempo de bola, que não consegue chegar antes do atacante, que perde na corrida chega “atrasado”, invariavelmente, perde a cabeça e toma cartões, é desclassificado, cumpre suspensões e o ciclo se repete a cada quatro ou cinco partidas. Isto (falta físico + decorrências – O cérebro comanda mas o físico não obedece) leva ao atleta apelar para recursos poucos convencionais (A expulsão do WP é facilmente explicável por psicólogos – os bons profissionais, of course!).
    Meias verdades NÃO PRESTAM! só atrapalham e confundem.

  12. Alan Mendonca disse:

    Gosto do trabalho do AB, gostaria que ele ficasse, mas se for pra sair em meio a esse turbilhao de acontecimentos, so um nome chegaria para agradar a maioria e botar medo na imprensa mineira, treinador patetico, presidente e torcida do minusculo; FELIPAO!

    • rdish disse:

      Esqueça. Ele não vem.

    • Rogério disse:

      O problema seria arrumar 800 mil todo mês para pagar este profissional.

    • Mauro França disse:

      Felipão é aquele tecnico que perdeu um Brasileiro jogando em casa, uma Libertadores novamente em casa, não se classificou para a final do Mineiro e ganhou apenas uma Sul-Minas?

      • claudio(xina)lemos disse:

        É também aquele que foi campeão do mundo e levou portugal ao quarto lugar numa copa do mundo

      • Alan Mendonca disse:

        Mauro, pode ser a historia dele aqui, mas e o mesmo treinador que foi campeao brasileiro com o Gremio, campeao da libertadores com o SEP e campeao mundial com o Brasil. E aqui ele teve os mesmos problemas do AB. Bosco, Luizinho Netto, Rodrigo Chagas, Marcao, Jackson e Oseias eram titulares naquele time.

      • Sobrinho disse:

        Com o dinheiro da Hicks para montar esse elenco maravilhoso.

      • Alan Mendonca disse:

        Me lembro bem da passagem dele aqui. Pediu Rogerio ou Arce, veio luizinho nettoe Marcus Vinicius. pediu Euller na epoca no Vasco, nao veio. Assim que ele saiu a diretoria contratou Carpegianni, Rincon, Edmundo, Alex e deu no que deu.

      • Hugo 5erel0 disse:

        Luizinho Netto nunca jogou porque se machucou. Bosco era goileiro de Seleção nessa época, veio do Sport e vivia um aótima fase. Jackon não era grosso. Oséas era um bom centovante e jogou pra lá de bem enquanto o técnico era o Scolari. Marcus Vinícius também não era grosso e foi bem em alguns jogos da Liberatdores, inclusive contra o Palmeiras.

      • Gleyton disse:

        Chegou em 3o. no Brasileiro com um time apenas razoável e, mais importante, fez SORÍN jogar seu melhor futebol reposicionando o ala argentino.

      • Hugo 5erel0 disse:

        Fez Sorín, Cris e Geovanni jogarem o fino da bola. Teve méritos nisso.

      • Hugo 5erel0 disse:

        Liderou com folga o Brasileiro de 2000 e Foi eliminado pelo Vasco que tinha um elenco mais qualificado que o nosso. Ganhou a Copa Sul-Minas eliminando o patético-mg que tinha um bom elenco na época. Se quer questionar o custo e o benefício de Felipão, tudo bem. Agora, discordo totalmente que se fazer uma boa campanha no Brasileiro, ser eliminado na Libertadores e ganhar uma Copa Sul-Minas seja pouco ou ruim.

    • Hugo 5erel0 disse:

      Discutir o custo e o befício do Scolari é uma coisa. Dizer que ele não fez nada no Cruzeiro é uma viagem digna de quem calça o Luiz XV.

  13. Beth Makennel disse:

    Rio de Janeiro, 1º jun (EFE).- O Flamengo continua sendo o clube mais popular do Brasil, com 17,2% do total de torcedores do país, mas o Corinthians, com 13,4%, conseguiu reduzir a diferença nos últimos seis anos, segundo pesquisa realizada pelo instituto Ibope.

    Enquanto a porcentagem flamenguistas caiu de 18,1% em 2004 para 17,2% em 2010, a de corintianos subiu de 13,2% para 13,4% no mesmo período.

    Em números absolutos, o time carioca teria atualmente 33,2 milhões de torcedores, o que o consagra como o mais popular do Brasil, contra os 25,8 milhões do clube paulista.

    A torcida do Flamengo chegou a crescer até 18,1% do total de torcedores em 2004, contra 16,3% em 2001 e 15,5% em 1997, mas agora está caindo.

    Já a do Corinthians vem crescendo gradualmente: de 10,8% em 1997, para

  14. Beth Makennel disse:

    Atrás desses dois gigantes, está o São Paulo, com 16,8 milhões de torcedores (8,7%); o Palmeiras, com 11,6 milhões (6%); o Vasco, com 7,9 milhões (4,1%); o Grêmio, com 7,7 milhões (4%); o Cruzeiro, com 6,8 milhões (3,5%); e o Santos, com 5,2 milhões (2,7%).

    Em seguida, está o Atlético Mineiro (2,6%), o Internacional (2,5%), o Sport (1,7%), o Botafogo (1,6%), o Bahia (1,6%), o Fluminense (1,6%) e o Vitória (1,2%).

    O clube cujo número de torcedores mais cresceu nos últimos seis anos foi o São Paulo: de 13,3 milhões (7,3%) em 2004 para 16,8 milhões (8,7%) em 2010. Esse aumento pode ser atribuído à popularidade do clube entre os mais jovens após sagrar-se campeão mundial em 2005 e brasileiro em 2006, 2007 e 2008. EFE

    • rdish disse:

      As cocotas, nessa pesquisa, diminuiram a diferença de sua torcida para a nossa. Entretanto, no site tb há pesquisas estratificadas por faixa etária, e nos jovens ganhamos em disparada.

  15. Kimbundo disse:

    Alguém sabe do Walfrido e do Chaves?

  16. Mauro França disse:

    Já no segundo tempo mostraram que o Cruzeiro havia feito 18 desarmes contra nenhum do Ceará. Foram desarmes virtuais???

    • Sobrinho disse:

      Mauro, de boa que aquilo devia ser erro. Ceará com 0 desarmes eu não botei fé não.

      • claudio(xina)lemos disse:

        Não interessa quantos o ceará fez, mas sim os 18 do cruzeiro, número para lá de expressivo.

  17. Alan Mendonca disse:

    E o Cruzeiro so empatou pela Taca BH e deve se classificar entre os 4 melhores 3º. Muito ruim essa campanha do Cruzeiro.

    • Alan
      Ano passado na Taça BH fomos o primeiro geral e jogamos com as cocotas que foram o terceiro do grupo, fomos eliminados e eles conseguiram ser campeões.
      Ou seja ainda é cedo prá falar que a campanha foi ruim.

    • rdish disse:

      O site do Cruzeiro já dá a equipe como classificada.

  18. Cláudio Ianni disse:

    Hugo não sei como uma pessoa que acompanha futebol pode torcer para a seleção brasileira !!!

    • Hugo 5erel0 disse:

      Pelo teu argumeno, pode-se até debater se vael a pena ou não torcer pelo Brasil. Mas não qual a relação você usa pra torcer pela Argentina.

      • Silva Rocha disse:

        Claudio, não sei como uma pessoa que acompanha futebol pode não torce para um time que mete 3 x 1 na casa do adversario, ganha uma Copa America, uma copa das confederações e se classifica em primeiro nas Eliminatorias para a Copa……

    • César disse:

      Como brasileiro, não vejo outra seleção para torcer.

  19. Elias disse:

    Tá danado…Kleber chega atrasado e com estiramento grau 1. Fora do jogo de amanhã…drury´s…

    • ernani disse:

      Atrasado no cruzeiro mas certo no parmera, o estiramento é para dar tempo de fechar negocio.

    • simone b de castro disse:

      Ele já é do Pauleiras, graças a Deus! É o que ele quer, então é melhor para o Cruzeiro!

  20. Elias disse:

    Não dá prá acreditar, né pessoal. Por mais simplório que seja…

  21. rdish disse:

    OFF: Ouviram esse áudio do ZZP, sobre o déficit de 2009?
    http://tinyurl.com/deficitcruzeiro

  22. Celeste disse:

    E o Bernardo jogando bola lá no Goiás. O Cruzeiro poderia ir buscá-lo.

    • César disse:

      Bernardo teve inúmeras chances aqui, nunca fez nada fora da base. Só pq fez um gol lá no Goiás já virou craque reprimido ?

      • ernani disse:

        O bernardo joga muito, faltou inteligencia e tato do D.FUTEBOL do cruzeiro pra tirar os vicios e dar-lhe condições de jogar.

      • Mauro França disse:

        Uai, não faltou inteligencia também ao jogador? Pobre coitado, tão inocente…

      • ernani disse:

        Voce ja teve 19 anos e ja era badalado mauro? como vc pode avaliar penalmente o que se passa com ele? Você é psicologo Mauro?

      • simone b de castro disse:

        Nessa eu concordo com vc, César. Bernardo deu uma bela banana para a chance de se firmar no profissional, e preferiu ir para o buteco tomar todasssssssss…O Cruzeiro ficava em segundo plano. Fazer o quê, né? Uma pena! Aposto que daqui a pouco começam os problemas com o Leão.

      • ernani disse:

        Eu acho isso uma acusação sem procedencia, o problema dele era psicologico falta de conversa e apoio. O menino tem 19 anos. Facil falar que era cachaça, mas ninguem viu falar dele chegar atrasado em treinos de ter ataques de abstinencia etc. Faltou profissionalismo dele e de quem cuida do time.

      • simone b de castro disse:

        Então, como vc pode apontar falta de tato, de apoio, das outras pessoas, como a diretoria e futebol, e etc? Também pode ser sem procedência,não??? Fácil falar!

      • ernani disse:

        Pelo menos não estou acusando um jovem de 19 anos de cachaceiro, estou acusando um depto de futebol de ser pouco eficiente, uma vez que não é só bernardo que não rendeu o esperado, foram muitos.

      • Mauro França disse:

        Vc não sabe o que se passa com o jogador mas sabe tudo o que se passa na Toca? Ou só está afim de acusar mesmo? Compare o Bernardo com o Diego Renan, por exemplo. Por que um teria apoio e o outro não?

      • simone b de castro disse:

        Ernani, não tem essa de pelo menos. Acusação é acusação, ué!

      • simone b de castro disse:

        Além do mais, Bernardo é maior e responsável por seus atos. Quero o melhor para ele, mas não vou passar a mão na cabeça e um rapaz que teve uma oportunidade de ouro e não soube valorizar. Se não se emendar, vai virar um Adriano da vida.

    • Mauro França disse:

      Na boa, o Bernardo é titular? Quantas partidas fez? Ou a opinião recorrente é só pelo gol que marcou no último domingo? Qual é a posição que o Goiás com este gênio incompreendido no comando do time? Não seria uma boa então trazer o Lopes Tigrão também?

      • ernani disse:

        eu tambem ainda nun vi nada demais pra mostrar que ele ja esta bem. Ainda tem de mostrar mais, só disse que ele tem talento e se leao souber usar vai ter.

      • simone b de castro disse:

        Talento só não basta! Futebol é coletivo, e se o jogador pensar só no próprio umbigo, e no próprio prazer, não serve! Simples!

      • ernani disse:

        Alex 10 é talento puro,no entanto teve dois treinadores que nun conseguiram tirar nada dele.

      • simone b de castro disse:

        Alex10 é meu ídolo, e te garanto que ele fora de campo é exemplar! Veja bem, não é ser santinho. É ser exemplar. Nas baladas que alguns jogadores faziam em 2003, ele que ia conversar e cortar as asinhas desse pessoal…Dar errado em algum clube ou outro, é normal. Agora, inadmissível é um garoto, tendo a oportunidade de se firmar, com o cavalo passando arriado, jogar tudo fora. Orientação ele teve, sim. E muitas chances também!

  23. Renato-SP disse:

    E olha que coisa. O Kleber se machucou. Quanta coincidência. A capa do lance de hoje daqui era: Acerto de Kleber até 5ª.
    Tomara que o ZZP não tome manta do palmeiras.

    • simone b de castro disse:

      Estou louca para chegar logo essa parada para a Copa do Mundo. Muita especulação, muita fofoca, muita falácia, muita mentira. Que Kléber vá embora rápido! Vai ser outra limpeza. Jogador que desde que chegou está indo, não serve!

  24. Renato-SP disse:

    Talvez a saída do Kleber, a vinda de um bom atacante (Robert é mediano) e a parada da Copa ajudem ao time à recuperar o Norte. Agora se o Ab sair mesmo teremos que agir mais rápido ainda.

  25. Daniel Carvalho - Porto Alegre disse:

    Adilson no Inter? Tão de brincadeira.